Hino de Petrópolis

Imprimir

História do Hino e de seu autor

De uma indicação do professor e então vereador Paulo Ribeiro, através do projeto 1637/69, surgiu o concurso para a escolha do Hino do Município de Petrópolis.

A Deliberação nº 2849, de 6 de maio de 1970, assinada  pelo prefeito Paulo Rattes, estabeleceu um prêmio de cinco mil cruzeiros novos ao vencedor, quantia essa depois alterada para dez mil cruzeiros , pela Deliberação nº 3168, de 2 de dezembro de 1971, do prefeito João Ésio Caldara.

A 20 de julho de 1972, a comissão que apontou o Hino de Petrópolis, reuniu-se no Salão Hermogênio Silva, da Câmara Municipal. Presidida pelo então secretário municipal de Educação e Cultura, professor Gil Mendes, teve como membros do júri Maria de Lourdes Tornaghi, Waldyr Dalmaso, Clever Costa de Castro, Joaquim Eloy Duarte dos Santos, João Augusto da Costa e Ely Francisco Fagundes.

Entre os diversos concorrentes, a comissão, após minunciosa análise, escolheu, por voto secreto, o de Geraldo Ventura Dias, autor dos hinos do Serrano e do Petropolitano F.C.

A Deliberação nº 3333, de 27 de outubro de 1972, sancionada pelo prefeito Caldara, tornou obrigatória a execução do Hino de Petrópolis nas solenidades oficiais patrocinadas pelo município.

Geraldo Ventura Dias nasceu na cidade de Juiz de Fora, em Minas Gerais, em 6 de outubro de 1925. Estudou no Instituto Granbery, tendo-se diplomado bacharel em Ciências Contábeis, além de ter frequentado cursos de língua italiana.

Em sua cidade natal, ingressou nos quadros do Banco do Brasil, aposentando-se, na função de gerente, após trinta e três anos de serviço.

Transferindo-se para Petrópolis, cidade em que residiu por cerca de quarenta anos, iniciou intensa participação em clubes de serviço, associações esportivas, etc. Tornou-se sócio e presidente do Rotary Clube de Petrópolis e conselheiro nato do Petropolitano F.C.

Em 1972, recebeu o título de cidadão petropolitano, outorgado pela Câmara Municipal, por seus relevantes serviços prestados à nossa cidade.

Em 1987, obteve o primeiro lugar no "Concurso de Poesia Farid Félix", promovido pela Academia Petropolitana de Letras, entidade em que ocupou a cadeira nº 8 até seu falecimento, ocorrido em 10 de junho de 2000.

Pelo decreto nº 577, de 11 de agosto de 2000, o prefeito Leandro Sampaio denominou Escola Municipal Geraldo Ventura Dias a uma escola localizada na Estrada Velha da Estrela, no Meio da Serra.

 

 

Petrópolis,
tens do passado gloriosas tradições,
Petrópolis,
cultura e fibra de homens de outras nações,
Que lutaram e criaram as riquezas,
guardaram as belezas
que devemos defender.
Petrópolis,
tranqüilidade, nossa fonte de saúde;
Petrópolis,
o teu futuro é a tua juventude
que estuda e trabalha consciente
de que a luta no presente,
vitória vai trazer.
Para frente, para o alto,
construir,
com amor e com vontade,
progredir,
vem viver aqui na serra,
onde a sorte nos sorri.

Quem pensa que é feliz em outra terra                             BIS
é porque
ainda não viveu aqui.

(Letra e Música de autoria de Geraldo Ventura Dias)

Download

DO

LDO 2018

iptu

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

Casa dos Conselhos

ecidade

selo acesso informacao.fw