Trabalho foi realizado nesta quinta (27.04) pela Secretaria de Serviços, Segurança e Ordem Pública

A Secretaria de Serviços, Segurança e Ordem Pública (SSOP) removeu 102 toneladas de mato e entulho da cidade nesta quinta-feira (27.04). O trabalho aconteceu no Campo do Serrano e Duarte da Silveira (Bingen), nas ruas Joaquim Gomensoro e 29 de Julho (Valparaíso), e na região de Itaipava.

O trabalho de capina foi realizado pelos 20 funcionários que foram contratados essa semana pela Força Ambiental para reforçar a roçada na cidade. Eles tiveram o auxílio de uma retroescavadeira e dois caminhões no primeiro distrito e a mesma quantidade de equipamento em Itaipava.

“Estamos trabalhando em vários locais diferentes, ampliando nosso ramo de atuação. Com a chegada desses novos funcionários, vamos poder acelerar mais ainda a realização desses serviços em toda a cidade”, disse o secretário de Serviços, Segurança e Ordem Pública, Djalma Januzzi.

Os trabalhos estão divididos em duas frentes: parte realizada pela SSOP, com o contingente da Força Ambiental, empresa que faz o recolhimento de lixo na cidade; e outra com a Companhia Municipal de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep).

A empresa fez capina e roçada na Rua Paulista, Castrioto, Rua Duque de Caxias, Chácara Flora, Rua Bernardino de Sá, Alfredo Batista, Centenário, Serra Velha da Estrela. Já a remoção de entulho aconteceu na Rua Nicarágua, Silva Jardim, Floresta, Caxambu, Siméria, São Sebastião.

Capina, remoção de entulho e tapa-buraco foram realizados nesta terça-feira (25.04) em várias ruas da região.
Novidade dessa edição foi a participação da Secretaria de Assistência Social, que atuou na praça do bairro.

O Alto da Serra recebeu mais uma edição do mutirão de serviços promovido pela prefeitura nesta terça-feira (25.04). O prefeito Bernardo Rossi acompanhou os trabalhos de capina, remoção de entulho e tapa-buraco realizado em diversas ruas da região. Dessa vez, o mutirão teve uma novidade: a participação da Secretaria de Assistência Social, que promoveu ações como corte gratuito de cabelo e cadastro de pessoas que podem participar de programas sociais e divulgação de programas desenvolvidas pela pasta.

“A cada lugar que passamos com o mutirão sempre sou parado por diversas pessoas que pedem para ir até a rua delas. Isso é o reconhecimento de que a população confia no nosso trabalho, acredita que estamos fazendo tudo para melhorar o bairro onde mora. Vamos continuar nosso trabalho para alcançar todos os lugares e atender todos os petropolitanos”, disse o prefeito Bernardo Rossi.

A Secretaria de Serviços, Segurança e Ordem Pública (SSOP) utilizou 20 funcionários que foram contratados para reforçar o serviço de capina na cidade. O trabalho foi realizado na Rua Oswero Vilaça (Morro da Oficina) e na Rua dos Ferroviários. Nos mesmos locais, foram retiradas 35 toneladas de restos de obras, lixo verde,  móveis e eletrodomésticos. Foram usados quatro caminhões e duas retroescavadeiras.

O tapa-buraco passou pelas ruas Santos Dumont, Dr. Sá Earp, Padre Feijó, Albino Siqueira, Cardoso Fontes, Alinthor Werneck, Alfredo Schilick, Jacinto Rabello, Eduardo de Moraes e Oswero Vilaça (Morro da Oficina). São 17 toneladas do asfalto quente, que tem mais qualidade, suficiente para cobrir até 120 m³ de rua.

Pela primeira vez, o mutirão também teve a presença da Secretaria de Assistência Social. O cabeleireiro Ricardo Soares ofereceu corte gratuito e atendeu 20 pessoas. Funcionários da pasta também estiveram realizando orientação e registrando mais de 20 moradores no Cadastro Único Social (CadÚnico). Ele é o primeiro passo para poder receber benefícios sociais como o Bolsa Família, ter acesso à tarifa social de energia elétrica, isenção de inscrição em concurso público e direito à contribuição ao INSS com valor reduzido (5% do salário mínimo) – isso só é permitido a pessoas sem renda própria e que se dedica exclusivamente ao trabalho de casa.

Moradora do Vila Felipe há mais de 30 anos, Rosemeire dos Santos é uma espécie de líder comunitária. Ela, que luta por diversas melhorias do bairro, ficou feliz em ver os serviços sendo realizados no bairro dela.

“É muito bom ver esse trabalho aqui, estávamos precisando. Estamos sempre pedindo, correndo atrás de coisas para cá. Precisamos de tanta coisa, por isso é bom ver que seremos atendidos”, afirmou ela.

O mutirão de serviços foi acompanhado também pelo vice-prefeito Baninho, pelos secretários de Obras, Ronaldo Medeiros, e de Assistência Social, Denise Quintela; pelo presidente da Câmara, Paulo Igor e pelo vereador Dudu. Esta foi a sétima edição do mutirão que já passou também por Mosela, Independência, Bairro da Glória, Nogueira, Secretário e Posse.

Remoção do lixo verde na área de estacionamento do hospital foi realizado na manhã desta quinta (20.04).
Serviço foi estendido ao Castelo São Manoel, onde foi removido 12 toneladas de entulho.

A prefeitura tornou a realizar limpeza no entorno do Hospital Alcides Carneiro (HAC) e uma retroescavadeira e dois caminhões fizeram a retirada de 16 toneladas de folhagens na área perto do almoxarifado e do Instituto Médico Legal (IML), que é rodeada por árvores. O trabalho foi realizado na manhã desta quinta-feira (20.04) e foi acompanhado pelo secretário de Serviços, Segurança e Ordem Pública (SSOP), Djalma Januzzi. O serviço aconteceu também no Castelo São Manoel, onde foram removidas 12 toneladas de entulho.

“Esse é um trabalho que será permanente. Estaremos cada dia em locais diferentes. Hoje, estamos atendendo um pedido do hospital, retirando um lixo que estava aqui desde o ano passado”, disse o secretário.

Esta foi a segunda vez em 15 dias que a prefeitura faz remoção de lixo no entorno do HAC. Antes, já havia sido feita a retirada de entulho da entrada da Rua Vigário Corrêa, que dá acesso ao hospital. Na época, a quantidade de restos de obras, móveis, eletrodomésticos e lixo verde descartada de forma irregular no local encheu três caminhões.

Tanto nesta quinta quanto na oportunidade anterior, o serviço foi realizado com equipamentos da Força Ambiental. A Companhia Municipal de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep) também utiliza máquinas e caminhões próprios e faz a outra parte do recolhimento de entulho na cidade.

“Eram dois pontos principais de acúmulo e tinha muito tempo que não era recolhido. E a preocupação maior é a possibilidade de isso criar focos de mosquitos e de ratos. Foi muito bom esse serviço ter sido realizado”, agradeceu o diretor financeiro, administrativo e de patrimônio do Sehac, Leonardo Aldighieri.

No Castelo São Manoel, foram retirados restos de obras, móveis/eletrodomésticos e lixo verde das ruas 6, 7 e José Joaquim Viana.

A quantidade de entulho retirado do bairro é fruto de descarte irregular. Quem é flagrado fazendo o descarte em calçadas ou ruas recebe multa de até R$ 800, além de ser intimado a remover os detritos. Em caso de reincidência, ele recebe nova pena, dessa vez com valor dobrado. O Código de Posturas do município prevê que o gerador é responsável pelo descarte adequado do entulho, o que significa transportar os resíduos para o aterro de Pedro do Rio.

omdep está plantando 10 mil mudas em toda a cidade 

A Avenida Koeler, no Centro Histórico, é a primeira a receber o plantio de 10 mil mudas de hortênsias que serão cultivadas em toda a cidade. O prefeito Bernardo Rossi acompanhou e ajudou o serviço realizado por 20 funcionários da Comdep: ele também plantou algumas das mudas que vão embelezar a cidade. Esta etapa do trabalho será concluída na semana que vem e, em seguida, será feita no pórtico de entrada da cidade no Quitandinha. O plantio também foi acompanhado por Fátima Argon, presidente do Instituto Histórico de Petrópolis. 

“Estamos resgatando uma tradição que foi deixada de lado nos últimos anos. Vamos fazer Petrópolis voltar a ser florida e linda. Em pouco tempo, essas mudas já vão dar outra cara para a cidade e ser mais um atrativo para os moradores e os turistas”, disse o prefeito Bernardo Rossi. 

O plantio das hortênsias foi anunciado pelo prefeito durante a comemoração do aniversário da cidade, no mês passado. Desde então, a Comdep fez a preparação e a aquisição de 10 mil mudas. O objetivo é plantar Hortênsias em diversos pontos da cidade. 

“Já tinha mais de seis anos que não se plantava Hortênsias na cidade. As últimas mudas que plantamos foi na Rodoviária do Bingen”, informou um dos funcionários da equipe de paisagismo da Comdep, Rodrigo de Souza Santos, que trabalha há 25 anos na empresa. 

“Uma cidade como Petrópolis não pode ficar sem a beleza que essas flores trazem. Vamos plantar essas Hortênsias e ainda mais flores em outros canteiros na cidade”, afirmou o presidente da Comdep, Wagner Silva. 

As primeiras flores vão começar a aparecer em cerca de seis meses. Para isso, a equipe de paisagismo está usando podas de árvores trituradas para servir de adubo. Elas vão manter a terra úmida, permitindo que elas cresçam. Elas podem passar de 1,5 metro, mas serão podadas com metade dessa altura, entre julho e agosto do próximo ano. Depois disso, elas darão novas flores e aquelas foram podadas vão gerar novas mudas. 

A presidente do Instituto Histórico de Petrópolis (IHP), Maria de Fátima Argon, lembra que a cidade tem um vasto passado de cuidado com as flores e que a retomada desse trabalho será uma forma de chamar a atenção de turistas. 

“A primeira iniciativa de plantar flores na cidade partiu do prefeito Oswaldo Cruz, que pessoalmente plantou Hortênsias na cidade. Petrópolis sempre foi um espaço interessante de paisagismo. Replantar essas mudas é seguir uma tradição muito grande. Isso vai atrair turistas para cá, que vão ver que a cidade está sendo cuidada e embelezada”, declarou. 

O presidente da União Brasileira dos Trovadores, Roberto Francisco, lembrou que a beleza das Hortênsias já foi destacada em um concurso literário.

“Isso é uma beleza. Há muitos anos atrás, fizemos um concurso de trovas e a ganhadora falava que “Dizem que Hortênsias nascidas ao léu / são um pedacinho do céu”. Retomar o plantio de mudas é maravilhoso”, falou.

O plantio foi acompanhado ainda pelo vice-prefeito, Baninho, e pelo presidente da Câmara de Vereadores, Paulo Igor. 

Uma vistoria técnica nos próximos dias é o segundo passo para a revitalização do Lago de Nogueira, ponto turístico e referência para a comunidade. A intervenção vai ser feita pela Secretaria de Estado do Ambiente. O titular da pasta, André Corrêa, esteve no local acompanhado pelo prefeito Bernardo Rossi nesta quarta-feira (17.04). Uma equipe técnica do Estado vai fazer o  levantamento dos custos para a realização da limpeza do lago, obstruído por gigogas. A prefeitura, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, vai fazer o reflorestamento da beira do Lago.

“Esse é um espaço de lazer para os moradores e deve ser cuidado com todo o carinho. Estamos atuando de forma conjunta com o Estado, além do Instituto Estadual do Ambiente (INEA) e dos demais órgãos ambientais, pensando no melhor para a nossa cidade e hoje temos aqui o secretário André Corrêa, um apoiador de nossa cidade em muitos projetos e que está sensível à revitalização do lago”, aponta o prefeito Bernardo Rossi.

“Toda a área é uma das mais bonitas de Petrópolis e de todo o estado, os moradores tem uma ligação de carinho e cuidado com o Lago e estaremos empenhados na revitalização. É uma região de lazer, as pessoas usam essa região para correr, caminhar, andar de bicicleta. O lago vai voltar a ser o cenário de antigamente, bem cuidado”, afirma o secretário estadual do Ambiente, André Corrêa.

O prefeito Bernardo Rossi, ao lado de André Corrêa, percorreu toda a extensão do Lago. Segundo a equipe técnica do INEA, uma das maiores preocupações são as gigogas, uma espécie de planta que cobre boa parte do espelho d’água. A reprodução dela acontece em locais com níveis de poluição elevados. O secretário de Meio Ambiente Municipal, Fred Procópio, aponta o problema que se arrasta há décadas.

“É importante que o Estado entenda a necessidade de fazer a limpeza completa do Lago de Nogueira. As gigogas crescem em ambientes ricos em fósforo e nitrogênio, o que mostra o nível de poluição do local. Com a revitalização e limpeza permanente os moradores terão de volta a sua área de lazer e o lago pode ser atrativo de novo para os turistas”, explica Fred.

Também participaram do encontro os secretários de Obras, Ronaldo Medeiros; o presidente da Companhia Municipal de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep), Wagner Silva, além de representantes do INEA e de técnicos da Secretaria Estadual do Ambiente (SEA).

Limpeza pública e conservação: O que vem por aí! 

Comdep paga dívidas, saneia contas e expande para os bairros cuidados com praças e jardins.

O desafio de deixar e manter a cidade limpa em poucos dias, já no início de janeiro, colocando fim à crise do lixo deixada pela gestão anterior, foi cumprido pela prefeitura por meio da Comdep. A companhia agora vislumbra – ainda colocando contas em dia e organizando equipes – plantio de hortênsias e melhorias em praças e jardins de todos os bairros.

Em 100 dias de governo até aqui, a  Comdep já pagou  35% do montante devido a fornecedores que não foi honrado em 2016. Pendências do ano passado com folha de pagamento, tais como pensões e consignados, também estão sendo amortizadas: mais de R$ 360 mil já foi quitado desse item. Recuperar a empresa economicamente é o compromisso reafirmado pelo presidente Wagner Silva para daqui para frente. 

Em 2016, a dívida com fornecedores alcançou R$ 1,8 milhão.  Desde o início do ano, o presidente da empresa procurou as empresas com ativos a receber e conseguiu renegociar mais de 95% desse montante. Desse total, R$ 677 mil  já foram quitados pela Companhia. 

Outro ponto colocado como fundamental na questão econômica foi honrar as obrigações trabalhistas. Nenhum imposto ou benefício dos funcionários da empresa deixou de ser recolhido. Além disso, R$ 363 mil do que era devido aos trabalhadores ano passado já foi quitado. 

“Todo esse trabalho de saneamento das finanças vai continuar. Vamos seguir procurando aqueles que ainda têm pendências com a Companhia e vamos honrar o que é devido. Estamos cumprindo nossas obrigações de pagar aquilo que devemos, principalmente com aqueles que permitem o nosso trabalho”, diz Wagner Silva. 

Uma das formas de alcançar isso é seguir reduzindo custos, como foi feito na compra de sacos de lixo. A licitação para aquisição do insumo terminou com um valor R$ 312 mil abaixo do fixado inicialmente. O custo final foi de R$ 600 mil também foi R$ 217 mil abaixo do que o praticado no ano passado. 

Trabalhos de conservação da cidade 

Os trabalhos para conservação da cidade também vão continuar. Já estão previstos plantio de 10 mil mudas de Hortênsias, seguindo determinação feita pelo prefeito Bernardo Rossi, e a pintura do Bingen, na sequência do acontece no Centro. O serviço de capina e roçada também será ampliado. 

“Todas as dificuldades operacionais que encontramos estão sendo resolvidas. Quando entramos, encontramos o caos na coleta do lixo, algo que não existe mais. Depois, o entulho virou a preocupação e, com a ajuda da empresa contratada, a Força Ambiental, estamos limpando todos os bairros. Já fizemos a capina em quase 300 ruas e tirando todo acúmulo de mato. Assim como aconteceu no caso do lixo e do entulho, também vamos resolver esse desafio”, afirma Wagner Silva.

Quarta, 05 Abril 2017 - 17:26

Comdep faz lavagem do Terminal do Centro

Serviço foi realizado entre noite dessa terça (04.04) e a madrugada desta quinta por 10 funcionários da empresa.

O Terminal do Centro recebeu lavagem entre o final da noite desta terça (04.04) e a madrugada desta quarta. A limpeza aconteceu na parte interna, nos banheiros e nas calçadas tanto da Rua Dr. Porciúncula quanto da Rua Caldas Viana. Dez funcionários da Companhia Municipal de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep) realizaram o trabalho.

A Companhia utilizou dois caminhões-pipas de oito mil litros de água não potável, que só serve para limpeza. Além disso, foram usados ainda seis quilos de cloro e seis quilos de sabão em pó em cerca de três horas de serviço.

“O Terminal do Centro não recebia essa atenção há quase um ano e precisava receber essa limpeza maior. Deslocamos essa equipe para trabalhar no período noturno, assim não houve problemas para realizar o serviço ou incômodo para os frequentadores”, disse o presidente da Comdep, Wagner Silva.

Ações como essa vem sendo realizadas com frequência pela Comdep, principalmente em locais de grande circulação de pessoas. Essa foi a terceira lavagem realizada em 20 dias. Após o aniversário da cidade, foi feita limpeza das ruas do Imperador, Washington Luiz, Nelson de Sá Earp, Marechal Deodoro, General Rondon, Prudente Aguiar, Alencar Lima e João Pessoa. No último dia 30, o serviço passou pela escadaria do Theatro D. Pedro, pela pracinha entre as praças dos Expedicionários e Dom Pedro e pela Avenida Tiradentes, em frente ao Museu Imperial.

Comdep segue colocando as peças adquiridas em fevereiro e tem cerca de 80 equipamentos que serão realocadas em outros bairros.

A prefeitura está concluindo o trabalho de instalação de lixeiras. Em duas semanas, 192 já foram colocadas em praças, pontos turísticos e diversas ruas do Centro. Além disso, cerca de 80 das que foram retiradas pela Companhia Municipal de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep), responsável pela montagem dos equipamentos, já estão sendo preparadas para irem para os bairros.

Nesta quinta-feira (30.03), o camelódromo da Praça Clementina de Jesus ganhou nove lixeiras. A Rua da Imperatriz  e a Avenida Tiradentes receberão outras 19. Já a Rua Dom Pedro teve instalação de mais uma.

Também já foram colocadas lixeiras na Rua do Imperador (39 equipamentos), 16 de Março (31), Praça da Liberdade (28), Palácio de Cristal (17), Praça da Inconfidência (12), Praça Dom Pedro (nove), Praça dos Expedicionários (sete) Praça Visconde Mauá (seis), Praça Alcindo Sodré (seis), Museu Imperial (seis), Praça Princesa Isabel (três), Rua Alencar Lima (três) e Rua Epitácio Pessoa (dois).

“A colocação das lixeiras vão continuar durante o mês de abril. Depois de colocar todas as do Centro, vamos partir para os bairros, privilegiando principalmente os locais que não possuem. Por lá, serão reaproveitadas as lixeiras removidas e que estão em bom estado. Elas estão sendo lavadas, limpas e adesivadas”, disse o presidente da Comdep, Wagner Silva.

A instalação é realizada por um funcionário que utiliza um alicate específico para o serviço e conta com um ajudante. Elas são presas com uma fita metálica e presilhas de aço. Cada peça comporta até 15 litros de lixo e foram adquiridas em fevereiro com um custo total de R$ 22 mil. Primeiro, foram removidas as que estavam danificadas – essas serão destinadas para reciclagem e os materiais serão usados para confecção de outros produtos. As demais serão reaproveitadas. 

Quinta, 30 Março 2017 - 17:42

Comdep promove limpeza do Centro Histórico

Nesta quinta (30.03), foram feitas lavagem em torno do Theatro D. Pedro e do Museu e corte de grama na Av. Koeler.

A Companhia Municipal de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep) fez a lavagem em torno de dois pontos turísticos do Centro Histórico na manhã desta quinta-feira (30.03): o Theatro D. Pedro e o Museu Imperial. A empresa ainda realizou corte de grama ao longo da Avenida Koeler.

A lavagem utilizou um caminhão-pipa com oito mil litros de água não-potável, mas que pode ser usada para higiene. Além disso, foi aplicado um galão de 20 litros de um gel que garante a limpeza por mais tempo. O serviço passou pela escadaria do teatro, pela pracinha entre as praças dos Expedicionários e Dom Pedro e pela Avenida Tiradentes. Três funcionários realizaram o trabalho.

Na Avenida Koeler, 10 pessoas do setor de paisagismo da Comdep foram destacadas para aparar a grama em torno do Rio Quitandinha. O trabalho foi feito em toda extensão em uma das margens e terá sequência nesta sexta-feira (31.03) do outro lado.

O trabalho de conservação do Centro Histórico vem sendo realizado durante todo ano. Apenas nesta semana, foi realizada manutenção de jardins, pintura de meio-fio e guarda-corpo ao longo da Rua do Imperador e instalação de novas lixeiras.

“Todas as nossas ação são no sentido de deixar o Centro Histórico limpo e bonito para todos que passam por ali, seja visitando ou em função do trabalho. Nossa intenção é tornar esses locais o mais agradável possível para todo mundo”, afirmou o presidente da Comdep, Wagner Silva.

Este é o sexto bairro a receber trabalhos de desobstrução de bueiros, melhorias de calçamento, capina, roçada e varrição.

Serviço foi acompanhado de perto pelo prefeito Bernardo Rossi e pelos responsáveis de cada pasta.

A Posse recebeu a sexta edição do mutirão de serviços promovidos pela Secretaria de Obras e pela Companhia Municipal de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep). O bairro recebeu na manhã desta quarta-feira (29.03) desobstrução de bueiros, melhorias de calçamento de ruas, manutenção de jardins, poda e corte de árvore, capina, roçada e varrição, entre outros serviços. O prefeito Bernardo Rossi acompanhou as ações, que terão sequência nesta quinta-feira (30.03).

"Nosso trabalho é para todos os bairros de Petrópolis. Sabemos que a cidade não se resume ao Centro e o primeiro distrito. Por isso, damos a devida atenção às necessidades que o bairro apresenta, serviços simples, mas que vão melhorar rapidamente a vida dos moradores. É isso que nós queremos, que cada petropolitano saiba que vamos trazer até ele as melhores condições para o local onde ele vive", disse Bernardo Rossi.

O centro da Posse e a Rua Nossa Senhora de Fátima receberam limpeza de galerias de águas pluviais. Na Estrada do Brejal, a equipe de manutenção viária promoveu melhorias de calçamento da rua. O setor de iluminação pública também esteve no bairro recolhendo demandas dos moradores e informações que vão ajudar na realização dos serviços solicitados.

"A Secretaria de Obras ainda vai voltar à Posse amanhã (quinta) para realizar tapa-buraco em pontos como a localidade da Jacuba. Vamos trazer para cá um caminhão de asfalto quente, que tem mais qualidade e vai permitir que dure mais tempo", informou o secretário de Obras, Ronaldo Medeiros. Esse serviço poderá ser adiado em caso de chuva.

A Comdep fez capina e roçada no Brejal e no centro da Posse. Também houve varrição na Rua Noêmia Rattes. A equipe de jardinagem também trabalhou na rotatória do centro do bairro, aparando a grama e plantando mudas. Já na Praça Flávio Castrioto, houve poda e corte de árvores que ameaçavam os frequentadores.

"Deslocamos profissionais de vários setores da Comdep para deixar a Posse do jeito que os moradores desejam, mais limpa, com menos perigo na praça, com jardins mais bonitos", afirmou o presidente da Comdep, Wagner Silva.

O cobrador Luiz Francisco Nascimento, morador da Posse, agradeceu a prestação de serviços no bairro. "É bom constatar que o prefeito Bernardo Rossi dá atenção a todos os bairros, mesmo os mais distantes do Centro. A Posse estava carente desses serviços e agora fomos atendidos. Temos confiança que vamos ganhar ainda mais coisas daqui para frente", afirma.

Antes da Posse, o mutirão de serviços já tinha ocorrido na Mosela, Independência, Bairro da Glória, Nogueira e Secretário. O mutirão desta quarta também presença do vice-prefeito Baninho, do secretário de Saúde, Silmar Fortes, do presidente da Câmara de Vereadores, Paulo Igor, e do vereador Relojão.

Pagina 1 de 14

DO

LDO 2018

iptu

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

Casa dos Conselhos

ecidade

selo acesso informacao.fw