Um dos principais conjuntos arquitetônicos e culturais do país, o Centro Histórico de Petrópolis ganhou atenção especial da prefeitura, que está colocando em prática um programa de revitalização de praças, seus acessos e entornos. Estas melhorias já poderão ser aproveitadas por quem estiver na cidade nos dias de Carnaval e fizer o “Circuito a Pé”, um passeio imerso na cultura da cidade.

“Em boa parte são pequenas intervenções, limpeza, recolocação de flores e plantas, uma harmonização do ambiente. Mas, este cuidado precisa e vai ser permanente”, afirma o prefeito Bernardo Rossi que aponta a equipe da Comdep, responsável pelas intervenções, como dedicada e capaz de transformar estes ambientes. “Sem aplicação de grandes recursos é possível deixar a cidade limpa e arrumada”.

Na lateral da Catedral e na Praça Princesa Isabel, que fica em frente, a Comdep remodelou os jardins e aplicou vegetação mais baixa. Isto privilegiou a vista da igreja e os monumentos da praça. Torna a Rua Ipiranga neste trecho e em toda a sua extensão, que também recebeu melhorias nos canteiros, mais segura.

O mesmo procedimento foi adotado na Praça da Liberdade, na Avenida Koeler e no Bosque do Imperador. As reformas se concentram ainda na Praça da Inconfidência e na Praça do Skate (Praça Duque de Caxias).

“Todas estas praças, ruas, avenidas e passeios fazem parte de um complexo que está unido, que permeia toda a cidade, seus monumentos e palácios e tudo sendo preservado e revitalizado dá à cidade o cuidado que ela precisa para ser atrativa aos turistas e boa para os petropolitanos”, afirma Bernardo Rossi.

Ainda no Centro, outro lugar que foi valorizado é o Museu Imperial. A ponte que liga a Rua da Imperatriz ao ponto turístico mais visitado de Petrópolis foi reformada. Uma equipe da Secretaria de Obras trocou as madeiras em volta do acesso, o que deixou o local mais seguro para os pedestres.

O monumento erguido em 1957 num dos recuos da Praça da Liberdade, uma homenagem aos pioneiros da aviação, foi devolvido ao local esta semana.  A escultura em bronze havia sido danificada e tinha sido recolhida pela prefeitura em 2014.

Localizado em meio a um dos conjuntos arquitetônicos mais importantes da cidade – Museu Imperial, Palácio Grão Pará, Correios e Colégio Pedro II –, a Praça do Bosque está sendo revitalizada pela prefeitura. Além de jardinagem, a praça vai ter reforço na segurança.

Rua Teresa ganha limpeza

Na quarta-feira, equipe de 10 funcionários de Comdep foi destacada para fazer a varrição e lavagem da Rua Teresa. A medida, um pedido da associação de lojistas, usou água não potável e foi realizada à noite para não prejudicar o trânsito. Essa é uma maneira de deixar o maior pólo de moda a céu aberto da América Latina mais interessante para os turistas que passarem esse período de festas na cidade, já que os comerciantes estão autorizados a abrirem as lojas sábado, domingo e segunda.

Quatro carros de fiscalização, descaracterizados, percorrem a cidade.

Quatro veículos da Coordenadoria de Fiscalização da prefeitura, descaracterizados, estão percorrendo a cidade para coibir o depósito irregular de entulho nas ruas da cidade.  O descarte irregular de restos de uma obra particular em Cascatinha nesta quarta-feira (22.02) no final da tarde gerou autuação e multa para um zelador que fazia um “bico” em uma obra.  O caso aconteceu na Rua Francisco Framback e além do pagamento de R$ 800, ele também terá que fazer a retirada imediata do lixo, sob pena de ser multado novamente. A dona da casa, responsável pela obra, também foi notificada a apresentar o alvará para a intervenção. Não tendo a liberação oficial para a obra, receberá multa de R$ 1,6 mil e a construção será embargada.

O zelador já tinha sido alertado pela manhã pelos fiscais e, mesmo assim, continuou transportando o entulho da obra, em carrinhos de mão, até a esquina da rua, justamente embaixo de uma placa alertando sobre a proibição de despejo de lixo. À tarde, quando a fiscalização retornou ao local, aplicou a multa. 

Esta é a primeira multa aplicada em 2017 para quem despejou restos de obras, lixo verde, móveis e eletrodomésticos de maneira inadequada. A fiscalização foi bastante anunciada pela prefeitura, mas o descarte irregular de entulho não cessou. Assim, a Coordenadoria de Fiscalização passou a utilizar quatro carros à paisana para rodar em diferentes pontos da cidade e conseguiu o flagrante.

"Pela manhã, fizemos uma abordagem e orientamos a ligar para a Comdep para pedir informações sobre como deveria fazer descarte desse lixo. Um pouco mais tarde, constatamos que o mesmo homem continuava a depositar sacos com restos de obras embaixo de uma placa falando sobre o descarte irregular de entulho. Então fizemos a notificação para retirada imediata do entulho e aplicamos a multa", explicou o fiscal Carlos Alberto Barbosa.

Acúmulo de entulho gera 17.518 mil toneladas retiradas das ruas

Em 50 dias, entre 1º de janeiro e 19 de fevereiro, a Comdep e a Força Ambiental, responsável pela coleta de lixo na cidade, já retiraram das ruas 17.518 mil toneladas de entulho. Uma força-tarefa foi montada logo no início da nova gestão para regularizar a coleta de lixo doméstico e também retirar das ruas o entulho – restos de obras, móveis, eletrodomésticos – descartados pela população.

A falta de fiscalização, nos últimos anos, com a deficiência na coleta, abriu precedente para que irregularidade tivesse espaço. Mesmo com os mutirões de recolhimento de entulho, houve diversos relatos de despejo horas depois que os caminhões da autarquia passavam, como por exemplo, no Canto do Cemitério, no Valparaíso.

Essa situação levou à implementação de outras medidas. A Força Ambiental, contratada para a coleta do lixo domiciliar, passou a recolher também os detritos em volta das caçambas. E, após período de divulgação e orientação, a fiscalização ficou mais rigorosa.

"As pessoas estavam jogando o entulho na rua, o que é proibido e atrapalha o trabalho da Comdep. Passamos esses dois primeiros meses recolhendo lixo, inicialmente o domiciliar e, em seguida, o entulho. O Código de Posturas é bem claro quando diz que o gerador do lixo de obras é o responsável pelo descarte correto", comentou o presidente da Comdep, Wagner Silva.

O Código de Posturas do município prevê, no artigo 31, que os “entulhos de obras, construções e reformas são de responsabilidade da fonte geradora, cabendo à mesma o acondicionamento, o transporte e a sua destinação final, sem que comprometa a limpeza pública e o meio ambiente”, o que significa que esses detritos devem ser levados para o aterro sanitário de Pedro do Rio pelo responsável pela obra - o mesmo vale para quem se desfaz de móveis e eletrodomésticos ou gera lixo verde. O descumprimento é infração grave, o que pode render multa de R$ 200 a R$ 800.

"Demos vários avisos e o problema permaneceu. A partir de agora vamos aplicar multas e exigir a retirada do entulho das ruas imediatamente. Vamos atuar de maneira intensa para deixar a cidade limpa", disse o futuro secretário de Serviços, Segurança e Ordem Pública, Djalma Januzzi.

Quarta, 22 Fevereiro 2017 - 19:03

Mutirão de Obras e Comdep passa por Secretário

Quinta edição da operação levou serviços como limpeza e manutenção da Praça Zé Lima, instalação de luminária e conserto de ponte.

Secretário recebeu nesta quarta-feira (22.02) a quinta edição do mutirão de serviços da prefeitura com atuação da Secretaria de Obras e da Companhia Municipal de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep). Equipes de capina, poda de árvore, iluminação pública, limpeza de ralos e carpintaria foram envolvidas no trabalho realizado no bairro.

“Nosso governo não fica restrito ao Centro e os locais próximos da prefeitura. Estamos fazendo um trabalho para toda cidade, todos os distritos. Esse é um compromisso que eu assumi com a população e que vamos intensificar cada vez mais”, destacou o prefeito Bernardo Rossi.

Foram realizados limpeza, corte de grama, manutenção do parquinho infantil, capina e roçada da Praça José Rodrigues de Lima (Zé Lima). Também houve poda de uma árvore nas imediações da praça, cujos galhos estavam sobre a fiação elétrica. Ainda houve plantio de mais de 30 mudas nos jardins em volta do local.

“Fizemos um esforço para dar à comunidade algo que ela merece, uma praça bonita, bem cuidada, podendo aproveitar todos os espaço e equipamentos instalados aqui”, disse o presidente da Comdep, Wagner Silva, que esteve no local durante o mutirão. O vice-prefeito Baninho e o vereador Wanderley Taboada também estiveram presentes no bairro nesta quarta.

A Secretaria de Obras promoveu o conserto de uma cerca na ponte da praça. Na Estrada de Secretário, foi realizado troca de luminárias quebradas e manutenção da rede elétrica. Também foi feita desobstrução preventiva de ralos, o que vai ajudar em dias de chuvas.

“Nós estamos estendendo nossos serviços para todos os locais, ouvindo os moradores para saber o que é necessário fazer. Nossas equipes estão vindo aos locais para fazer os serviços e levantar informações para continuar atuando e melhorando os bairros”, afirma o secretário de Obras.

 

Quarta, 22 Fevereiro 2017 - 19:00

Bosque do Imperador recebe melhorias da Comdep

Rodeado de prédios históricos, local não tinha atenção há mais 20 anos, mas agora passa por limpeza e manutenção dos equipamento.
Guarda Civil também dará atenção à praça, mantendo rotina de rondas por lá.

Contemporâneo de Koeler, o paisagista parisiense Jean Batista Binot projetou o Bosque do Imperador para ser um local de passeios de D. Pedro II. Localizado em meio a um dos conjuntos arquitetônicos mais importantes da cidade – Museu Imperial, Palácio Grão Pará, Correios e Colégio Pedro II –, a Praça do Bosque está sendo revitalizada pela prefeitura depois de anos de abandono em gestões anteriores. Mais do que jardinagem, o Bosque do Imperador, vai ganhar segurança reforçada e atenção no trânsito, valorizando todo o complexo.

“Os aparelhos histórico-culturais como o Bosque, que têm o Palácio Grão-Pará como uma construção importantíssima para a cidade, estavam encobertos por vegetação inadequada, com canteiros descuidados, com lixeiras quebradas, sem segurança. Estamos devolvendo aos petropolitanos uma cidade como ela deve ser: cuidada”, afirmou o prefeito Bernardo Rossi.

O Palácio Grão Pará, tombado em 1959 pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), prédio em estilo neoclássico de 1861, acabou, ao longo dos anos, deixando de ser valorizado com intervenções em seu entorno que expusessem a sua beleza.

No Bosque do Imperador, a Companhia Municipal de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep) fez a revitalização dos jardins, com plantação de novas mudas, limpeza, melhorias nas bombas do chafariz e troca da água, conserto dos bancos de madeira e manutenção daqueles feitos de concreto.  Os bustos e monumentos da praça também vão passar por limpeza e revitalização.

Já a Guarda Civil vai aumentar a frequência de rondas periódicas no local, mantendo a operação “Lugar de criança e adolescente é na escola”, que já vem atuando na região há duas semanas. A meta é, nos próximos meses, basear uma dupla de guardas para fazer o patrulhamento da praça.

“Todas as praças estão sendo revitalizadas na cidade. Começamos pela Praça da Liberdade e já fizemos no Bosque do Imperador. Também vamos para a Praça da Águia, da Inconfidência, de Cascatinha, de Nogueira. Estamos olhando com carinho para esses locais que são tão importantes e recebem tantas pessoas. O Bosque do Imperador não recebia a devida atenção, algo que já mudamos”, disse o presidente da Comdep, Wagner Silva.

As melhorias devolveram ao local mais luminosidade natural. “Mesmo assim, reforçamos a segurança do local. Além do trabalho já feito com a ronda escolar, agora vamos desenvolver o patrulhamento constante para fazer com que os frequentadores se sintam à vontade no Bosque”, comentou o chefe da Guarda, Jeferson Calomeni.

Terça, 21 Fevereiro 2017 - 19:02

Praça de Cascatinha passa por melhorias

Setor de obras da Comdep está instalando equipamentos de ginástica, reformando mesas e bancos e instalando um portão na quadra esportiva

A Praça de Cascatinha está ganhando melhorias nesta semana. O local vai ganhar uma academia da terceira idade, reforma de mesas e bancos, conserto da cerca do parquinho infantil e a quadra terá um novo portão. As intervenções realizadas pela Companhia Municipal de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep) estão previstas para serem concluídas até sexta-feira (24).

“Nós estamos dando a devida atenção para as praças da nossa cidade, uma determinação do prefeito Bernardo Rossi. A primeira foi a Praça da Liberdade, agora estamos chegando a Cascatinha, uma região populosa e que merece ter uma praça bem cuidada como estamos fazendo nesse momento”, afirmou o presidente da Comdep, Wagner Silva.

A academia da terceira idade terá cinco equipamentos: uma bicicleta tripla, um extensor de pernas e um de braços, um alongador e um aparelho para cadeirantes. Todos esses materiais seriam jogados fora, mas o setor de obras da autarquia fez uma restauração e eles poderão ser utilizados pelos moradores. Os equipamentos tinham sido descartados de outras academias e substituídos. O material, no entanto, com consertos está próprio para uso.

“Um desperdício de dinheiro público enquanto há pessoas querendo se exercitar, como em Cascatinha”, comenta Wagner da Silva.

A Comdep ainda fará a restauração de outros instrumentos de ginástica que vão ficar próximos da quadra esportiva. Nesta terça-feira (20.02), já houve o reposicionamento de uma mesa e a instalação de um banco – outros assentos ainda passarão por reforma até final da semana. Também foi feita solda na base da cerca do parquinho infantil, que dará mais segurança às crianças.

A quadra também será melhorada. Ela vai ganhar um terceiro portão no local onde a grade é constantemente rasgada. Isso vai facilitar o acesso dos usuários ao equipamento esportivo.

Todas essas ações se juntam ao conserto do chafariz, que estava com os bicos danificados e já estão restaurados. A Comdep ainda prevê a troca da água do lago, que será feita após as demais intervenções.

O processo de melhoria das praças teve início com o mapeamento das condições dos equipamentos instalados nelas. Bancos, mesas, pontes, parquinhos e lagos serão recuperados pela Comdep em toda cidade. Elas também passarão por capina e limpeza. 

Serviço foi realizado pela autarquia nesse domingo (19.02) e ainda passou pela Praça Alcindo Sodré e Rua do Imperador.

A Companhia Municipal de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep) fez a retirada de uma palmeira de 22 metros da Praça Osvaldo Cruz, na Montecaseros, na manhã desse domingo (19.02). A equipe realizou também a poda de galhos na Praça Alcindo Sodré (esquina das ruas do Imperador e Paulo Barbosa) e na Monsenhor Bacelar, no Valparaíso. Esse trabalho foi feito para melhorar as condições dos motoristas, já que algumas placas de trânsito estavam ficando escondidas pelo crescimento dos galhos.

A retirada da palmeira envolveu sete funcionários, um caminhão com braço hidráulico e durou cerca de 1h30. A árvore já estava morta e com risco de queda, principalmente da parte mais alta. Além do laudo produzido pela Secretaria de Meio Ambiente (emitido no dia 18 de janeiro), a remoção da árvore também teve autorização do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), já que a praça é tombada pelo órgão. A permissão foi dada dia 06, com a recomendação de que seja replantada outra no lugar em até 30 dias e que a nova planta seja maior que 1,70m.

Nesse ano, a Comdep já fez nove remoções de árvores e 38 podas, todas com laudo técnico da Secretaria de Meio Ambiente. O trabalho é feito preferencialmente aos domingos para não atrapalhar o trânsito.

“Todos os cortes e podas de árvores são realizadas pela Comdep após autorização da Secretaria de Meio Ambiente. Fora deste contexto, nós fazemos a limpeza das ervas de passarinho, que é uma forma de fazer a prevenção para queda dos galhos”, explica o presidente da Comdep, Wagner Silva.

Dados da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente mostram que, por dia, acontecem pelo menos dois novos pedidos de corte ou poda de árvores. “Buscamos atender prioritariamente os casos de emergência, como foi o caso na Praça Oswaldo Cruz, em que a árvore estava com o risco claro de desabar”, disse o biólogo da Secretaria de Meio Ambiente, Ives Jaensch.

“Através do telefone 2233-8177, é possível solicitar a vistoria. É importante estar atento aos troncos das árvores, se apresentam algum tipo de alteração ou rachadura, para informar a nossa equipe”, explicou.

Esta foi a primeira grande ação da autarquia para remover esse tipo de material, que estava no Rio Fagundes 

Mais de 100 pneus foram recolhidos do Rio Fagundes, em Araras, na tarde desta sexta-feira (17.02). O material lotou um caminhão e é resultado de descarte irregular por borracharias e da população.  Esta foi a primeira grande ação da Companhia Municipal de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep), que promete seguir realizando esse serviço. A empresa também vai aplicar multas em casos de flagrante irregular deste tipo de descarte. A coleta nas 30 borracharias da cidade é feita por dois caminhões, aos sábados. Estas empresas devem armazenar o material até o recolhimento ser feito ou descartar no aterro de Pedro do Rio em transporte próprio, porém com autorização da Comdep. 

Os pneus foram retirados manualmente e colocados no caminhão por dois funcionários da autarquia. Depois disso, eles foram encaminhados para o aterro sanitário de Pedro do Rio, onde foi armazenado e será levado para São Paulo, a empresas de reciclagem. 

“Esses pneus acabam sendo levados pela correnteza dos rios depois de dias de chuva. Há obstrução dos rios, alagamentos em função de lixo dispensado irregularmente. Vamos aumentar a fiscalização para que borracharias não façam o descarte irregular de pneus, o que causa um grave problema ambiental. Isso é crime”, afirmou o presidente da Comdep, Wagner Silva.

Quinta, 16 Fevereiro 2017 - 18:59

Quatorze bairros recebem serviços da Comdep

Coleta de lixo e entulho, capina e roçada, manutenção de jardins e obras estão entre as atividades.

A Companhia Municipal de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep) passou por 14 bairros nesta quinta-feira (16.02) com serviços como coleta de lixo e entulho, manutenção de jardins, capina e roçada. O departamento de obras fez vistorias e atuou em praças da cidade e no Parque Municipal de Itaipava.

No Duques, Quissamã (Rua Francisco Scali), Cascatinha (Bernardo de Vasconcelos, Hívio Naliato, Humberto Rovigati) e Morin (Trilha do Castelinho, Lagoinha, Pedro Ivo), máquinas e caminhões foram mobilizados para retirar lixo e entulho. O serviço também ocorreu na Estrada Corrêa da Veiga (Itaipava), onde também houve limpeza de coletoras. Na Rua Teresa e na Souza Franco foi utilizado um caminhão poliguindaste para esse trabalho.

Já na Coronel Veiga, no bairro Mauá e no Valparaíso (Eugênio Barcellos e Fabrício de Matos), o recolhimento do lixo foi feito de forma manual, com auxílio de um caminhão.

Capina e roçada foram realizadas no Valparaíso (Eugênio Barcellos, Fabrício de Matos, Tomás Cameron, Rockfeller, Presidente Sodré), Coronel Veiga, Vila Militar (Rua Itália), Quarteirão Ingelheim (Rua Afonso Antônio da Rocha e Rua Ingelheim) e Bingen (Duarte da Silveira). A equipe regional de Itaipava também fez esse serviço na Rua João de Oliveira Botelho, em Santa Monica.

Em Nogueira, o departamento de obras realizou vistoria das condições dos equipamentos instalados na Praça São Cristóvão. O chafariz da Praça Visconde de Mauá (Praça da Águia) também está sendo avaliado para receber reformas. Na Rua Casemiro de Abreu e bairro Floresta houve reparo de corrimão. Também foi feita reposição de uma cerca de madeira no Parque Municipal de Itaipava.

Os jardins do Parque São Vicente, Avenida Koeler, Catedral São Pedro de Alcântara e Rua Teresa também passaram por manutenção nesta quinta.

“Seguimos empenhados em fazer a limpeza e manutenção de toda cidade e dar conta do serviço que foi deixado para trás pelo governo passado. Vamos continuar trabalhando intensamente para cumprir a determinação do nosso prefeito de deixar a cidade nas condições que os petropolitanos desejam”, afirma o presidente da Comdep, Wagner Silva.

Letreiro foi completado e a pintura está sendo refeita no marco de entrada da cidade.

O pórtico do Quitandinha está passando por manutenção da Companhia Municipal de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep). O letreiro foi completado após a autarquia providenciar a letra “s” para fechar o nome da cidade. Além disso, a pintura do monumento começou a ser refeita nesta quarta-feira (15.02). O mesmo está acontecendo no pórtico do Bingen.

O presidente da Comdep, Wagner Silva, lembra que o letreiro estava errado há alguns meses. “Para um município que recebe tantos turistas, não podemos recepcionar os visitantes assim, com um pórtico sem uma boa pintura e limpeza. Os pórticos são a porta de entrada de nossa casa”, explicou.

Wagner Silva também determinou que as cores do marco de entrada da cidade fossem reforçadas. Dois funcionários realizam o serviço, que ainda contará com o apoio de um caminhão da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transporte (CPTrans) para pintura das partes mais altas. Ainda na região, foi feita capina e limpeza nesta quarta.

A manutenção do pórtico na entrada da cidade pelo Bingen também será feita. O local terá limpeza do letreiro e pintura refeita. A intenção é que os dois pórticos fiquem com a mesma coloração do principal atrativo turístico da cidade, o Museu Imperial.  As duas estruturas são inspiradas nas linhas arquitetônicas do principal equipamento turístico da cidade, museu  mais visitado do Brasil.

 

Intervenção será finalizada nesta quinta e acontece após carro destruir vários balaústres 

CPTrans também encerra na madrugada de quinta a melhoria de sinalização do local 

A Secretaria de Obras está refazendo um trecho da mureta de balaústres que foi destruída na semana passada após um acidente na Rua Washington Luiz, no Centro. A intervenção foi iniciada na última terça-feira (14.02) e deve ser finalizada nesta quinta (16.02). Em seguida, a Companhia Municipal de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep) será acionada para fazer a pintura do trecho. 

O acidente ocorreu no dia 8, quando o motorista perdeu o controle do veículo que conduzia e derrapou por causa da pista molhada depois de uma chuva. O carro rodou, atingiu a mureta e ficou pendurado – por pouco, não caiu no rio Quitandinha.  Ao todo, 39 balaústres foram danificados. A Secretaria de Obras utilizou material que já possuía para realizar a intervenção. 

“É importante recompor este material pela segurança às margens do rio e porque a via é porta de entrada da cidade para os turistas”, explicou o secretário de Obras, Ronaldo Medeiros. 

A CPTrans também realiza intervenções na Washington Luiz com a troca de sinalização horizontal e vertical da via. A previsão é de que o serviço seja encerrado na madrugada desta quinta. Estão sendo realizadas colocação de placas de sinalização, pintura de meio de pista, faixas de pedestres, linhas de estimulo a redução de velocidade, além de outras melhorias. Essas ações estão sendo feitas justamente pelo alto índice de acidente no local. 

“Mesmo com a pintura do trecho, não existe intervenção que funcione senão houver a colaboração dos motoristas. Os acidentes são causados, na maioria das vezes, pela alta velocidade. Então é necessário que haja consciência e que, ao dirigir, o cidadão seja responsável pela sua vida e pela de seu próximo”, aponta diretor-presidente da CPTrans, Maurinho Branco. 

Pagina 1 de 12

selo acesso informacao.fw