Segunda, 24 Julho 2017 - 11:08

262 alunos se formam no Proppaz

 Programa de prevenção ao uso de drogas tem formatura no Theatro D. Pedro

 

A formatura do Programa Promotores da Paz (Proppaz), desenvolvido pela Guarda Civil em parceria com a Secretaria de Educação e com o apoio de outras áreas da prefeitura, vai acontecer no Theatro D. Pedro. A solenidade está marcada para o dia 8 de agosto, na segunda semana após o recesso escolar. Os certificados serão entregues aos 262 alunos que participaram do curso. 


No primeiro semestre deste ano, o Proppaz foi levado a três escolas. As ações envolveram 124 estudantes da Papa João Paulo II (que fica São Sebastião), 35 da Odette Fonseca (Duques) e 103 da Jamil Sabrá (Cel. Veiga). Participaram do curso alunos de 8º e 9º ano desses colégios.


O Proppaz foi dividido em três partes durante o semestre. Primeiro, foram dadas aulas teóricas, em sala, quando os guardas Leandro Melo, Augusto Carvalho e Valéria Guimarães falaram com os estudantes sobre noções de cidadania, valorização da família, cultura da paz, educação para o trânsito, prevenção ao uso de drogas e motivação.


Em seguida, cada escola teve os Jogos Proppaz, com atividades esportivas e lúdicas para um momento de descontração e aproximação entre os adolescentes e os agentes. Por fim, os alunos puderam ser “Guarda por um dia”, quando eles conheceram diversos trabalhos realizados pela corporação, como a proteção ao meio ambiente, de pontos turísticos, a orientação de trânsito, a atuação do canil, entre outros. Para isso, tiveram apoio da Superintendência de Esporte e Lazer e da CPTrans.


“Chegamos ao fim de um semestre que foi muito proveitoso. Tivemos o envolvimento de todo governo para alcançar esse êxito. Esses adolescentes não são os mesmos de antes do Proppaz e sabemos que eles vão ajudar muito a formar uma cidade ainda mais segura e cidadã”, disse o comandante da Guarda, Jeferson Calomeni.


Criado há nove anos, o Proppaz já formou mais de 2,1 mil jovens de 18 unidades de ensino de Petrópolis.



Centro de Comando e Controle está sendo preparado para abrigar as forças de segurança

A empresa que fará a montagem da primeira parte da central de monitoramento de Petrópolis mapeou nesta quarta-feira (13.12) todos os pontos que terão câmeras. A etapa inicial do Centro de Comando e Controle terá 45 câmeras e as imagens serão acompanhadas no Centro de Cultura Raul de Leoni. O secretário de Serviços, Segurança e Ordem Pública (SSOP), Djalma Januzzi e o coordenador de Segurança, Maurício Borges, acompanharam a vistoria realizada pelo engenheiro da empresa, Rodrigo Gonçalves Silva.

“A central, além da segurança, tem a missão de agregar conhecimento e sinergia entre as forças policiais, um trabalho integrado de campo e também de inteligência.

Serão monitorados locais como trevo de Bonsucesso, Praça de Nogueira, Praça de Corrêas, Retiro, Palácio de Cristal, 13 de Maio, Praça da Liberdade, Praça da Águia, Rua do Imperador, Rua Teresa, Paulo Barbosa, Praça da Inconfidência, Alto da Serra, Duas Pontes, Valparaiso, Pórtico do Quitandinha, Pórtico do Bingen, Mosela, Parque Municipal de Itaipava, Pedro do Rio, Posse, Ipiranga, Quissamã, Itamarati, Cascatinha, Montecaseros e Araras.

“Nesta vistoria estamos confirmando o local exato onde ficarão as câmeras nestes pontos, a viabilidade técnica e também vamos na sala onde ficará a central, para medir tudo e poder traçar o planejamento de execução da montagem do sistema”, explicou o engenheiro da Emive Patrulha 24 Horas Ltda. Ele observou em cada local, por exemplo, a existência de tubulações de água, esgoto ou gás e também a proximidade com árvores.

A empresa é de Belo Horizonte (MG) e é líder no Brasil no segmento de segurança eletrônica, com atuação em quase todos os estados. Na capital mineira, a Emive também oferece o serviço residencial – por isso, já atendeu 140 mil clientes em duas décadas de existência. A central de monitoramento de Petrópolis será realizada por  R$ 655 mil, quase 42% mais barato que o valor previsto na licitação.

O Centro de Comando e Controle servirá para o trabalho das forças de segurança do município (Guarda Civil, Polícia Militar e delegacias), de controle e operação de trânsito (CPTrans) e de atendimento de emergências (Defesa Civil e Bombeiros). Ela ocupará uma sala de 90 m² do Centro de Cultura Raul de Leoni, que antes abrigava o setor administrativo do Instituto Municipal de Cultura e Esporte (IMCE) – transferido para o térreo. Assim, a atuação de todos esses órgãos será melhor e mais rápida.

“A central será montada em duas etapas. No total, teremos 85 pontos monitorados em toda cidade. Depois desta primeira parte, o trabalho será completado com as verbas federais recuperadas no início do ano. Estamos aguardando apenas o aval do Ministério da Justiça para dar sequência neste trabalho”, disse o secretário Djalma Januzzi. 

O segundo passo deste trabalho será a aquisição de mais 40 câmeras com os recursos de uma emenda parlamentar da deputada Cristiane Brasil recuperada de R$ 500 mil. O projeto inicial, feito pelo governo anterior, previa a compra de 20 câmeras. Porém, a Guarda Civil fez uma adequação do projeto e conseguiu dobrar o total de câmeras e com melhor resolução, menor custo de manutenção e que permite integração a qualquer sistema de monitoramento.

“As câmeras que vão ser instaladas agora conseguem filmar em 360º, faz reconhecimento facial e de placas de veículos e gravam imagem em alta definição. A tecnologia que será empregada no município é de alto padrão”, informou Maurício Borges. Além disso, serão fornecidos poste de cinco metros de altura, nobreaks, rádios de comunicação, servidores de gravação de imagens, computadores, monitores, televisores, entre outros itens.

Nos pontos onde serão instaladas, a notícia da maior segurança que será proporcionada pelas câmeras agradou moradores e comerciantes, como é o caso do dono de uma serralheria no Valparaíso, Jorge Batista – o equipamento de filmagem ficará exatamente em frente ao estabelecimento dele.

“Todas as medidas de segurança sempre ajudam. Aqui eu nunca tive problema com assaltos, mas no restaurante vizinho isso já aconteceu duas vezes. Então acho que será muito importante vinda das câmeras”, destacou.

Cinoterapia com pacientes com câncer, doação de sangue, palestras e o Proppaz são atividades que vão além das atribuições dos agentes

 

Terapia com cães para pacientes com câncer, campanhas de doação de sangue, palestras e o Programa Promotores da Paz fazem parte do rol de atividades feitas pelos 224 agentes que integram a Guarda Civil de Petrópolis. Além das funções de segurança – bens, serviços e instalações públicas – a atuação social da Guarda tem destaque e aprovação da população.


Neste ano, a corporação efetivou uma atividade que acontecia apenas de forma esporádica: a cinoterapia. Toda semana, a cadela Lola, uma Golden Retriever,é levada ao Centro de Terapia Oncológica (CTO) para interagir com pacientes que estão à espera do atendimento. O ambiente tenso antes de uma consulta ou sessão de quimioterapia é totalmente desfeito quando a cachorra entra no saguão de espera.


“Existe todo um cuidado sobre o local onde acontece a cinoterapia, que só no local de espera, nunca na área de tratamento. São sempre dois guardas fazendo o manejo do cão. E, principalmente, procuramos ir em dias diferentes, porque os pacientes costumam fazer o tratamento sempre no mesmo dia. Indo em dias diferentes, conseguimos levar essa alegria para mais pacientes”, explica o comandante da Guarda.


Os guardas também são orientados a fazer doações de sangue ao longo do ano. Em 2017, já foram realizadas duas mobilizações, uma antes do carnaval – para reforçar o estoque para um período com muito acidentes nas estradas – e outra em meio às comemorações de aniversário, em julho. Na última, por exemplo, além dos 45 guardas que foram ao banco de sangue Santa Teresa, eles ainda levaram outros 15 parentes e amigos para ajudar.


O Programa Promotores da Paz é mais uma ação voltada para os moradores, essa com foco nos jovens de colégios municipais. Na próxima terça-feira (08.08), mais 262 alunos de 8º e 9º anos das escolas Papa João Paulo II (que fica no São Sebastião), Odette Fonseca (Duques) e Jamil Sabrá (Cel. Veiga) vão se formar. Esses estudantes aprenderam sobre noções de cidadania, valorização da família, cultura da paz, educação para o trânsito, prevenção ao uso de drogas e motivação.


“As ações sociais desenvolvidas pela Guarda mostram que a corporação não apenas protege os equipamentos públicos, mas pensam também no cidadão. No caso do Proppaz, a preocupação é com o futuro da nossa cidade. Todos os jovens que participam do curso são transformados em pessoas que vão espalhar a cultura de paz”, afirma o secretário de Serviços, Segurança e Ordem Pública (SSOP).



Este foi o segundo colégio a participar do “Guarda por um dia”, que encerra o Proppaz

Um dia após os alunos da Escola Municipal Papa João Paulo II, foi a vez de 15 adolescentes do colégio Odette Fonseca terem a oportunidade de serem “Guarda por um dia” nesta terça-feira (27.06). A ação é o último passo do Programa Promotores da Paz (Proppaz) e permitiu que todos os estudantes conhecem melhor a atuação dos agentes na preservação do patrimônio ambiental, no patrulhamento de pontos turísticos, fiscalização e orientação do trânsito e o trabalho com os cães.

Nesta quarta (28.06), o programa se encerra com a mesma ação realizada com estudantes da Escola Municipal Jamil Sabrá. As aulas começaram em meados de abril para 262 alunos dos três colégios que ficam em São Sebastião, Duques e Cel. Veiga. Depois da fase teórica, eles participaram de atividades esportivas nos Jogos Proppaz e, nesta semana, do “Guarda por um dia”. A formatura do curso será em julho, no mês de comemoração dos 93 anos de fundação da Guarda Civil.

Pela manhã, os alunos foram ao Parque Natural Ipiranga, um dos pontos de trabalho dos agentes que formam o Grupamento de Proteção Ambiental (GPA).

“Eu gostei de conhecer as casas velhas e as trilhas do Parque Ipiranga. Percebi que o trabalho do Grupamento de Proteção Ambiental é difícil, porque tem que ficar durante bastante tempo para proteger a natureza”, disse o aluno Lucas Santos, de 13 anos.

Depois disso, eles foram ao Núcleo de Integração Social (NIS), que pessoas em situação de rua. Os estudantes ainda conheceram a sede da Guarda, onde tiveram contato direto com comandante, Jeferson Calomeni, e com os animais formam a matilha da corporação. Os adolescentes ainda passaram em pontos turísticos como o Palácio de Cristal, local onde está o ônibus de videomonitoramento – que está em serviço durante a Bauernfest. A última parte foi uma panfletagem sobre trânsito seguro, realizado próximo ao Obelisco.

Com 20 anos de corporação, Cláudia Conceição foi destacada pelo Dia da Mulher Negra


A guarda Cláudia Conceição foi homenageada pela Câmara de Vereadores na noite da última terça-feira (25.07) pelo Dia Internacional da Mulher Negra. Ela foi uma das 30 mulheres destacadas pelo trabalho e atuação em defesa dos direitos femininos e contra a discriminação racial. O grupo Mulheres Negras de Petrópolis (Munepe) e o Movimento Negro Unificado (MNU) também foram responsáveis pelas moções entregues.


Cláudia, mãe de dois filhos, tem 20 anos de corporação e é coordenadora da Ronda Escolar desde 2013, serviço que é bastante reconhecido juntos às unidades escolares. Ela já havia sido homenageada em outras oportunidades pelo Dia da Mulher e pelo Dia Consciência Negra.


“É um privilégio receber esse reconhecimento ao meu trabalho. É uma demonstração de carinho e respeito muito importante, porque ainda somos discriminadas. Essa é uma maneira de sair do anonimato. A mulher negra sofre muito preconceito, mas nós estamos aqui para lutar por isso. Nós temos obrigação de falar alto e mostrar nosso trabalho, a nossa competência. Nosso dia a dia é difícil, mas não é impossível”, destaca ela.


Os dois filhos e a mãe da guarda estavam lá para prestigiar Cláudia. Quem também compareceu à solenidade foi o comandante da Guarda, Jeferson Calomeni.


“A Guarda tem 13 mulheres e a Cláudia é um exemplo para todas elas e para a corporação como um todo. Totalmente profissional, muito competente e dedicada, ela tem um papel muito importante junto às nossas escolas e nossas crianças e adolescentes. Essa homenagem destaca esse serviço que ela coordena com tanta eficiência”, afirmou.


Ela recebeu a homenagem das mãos do vereador Justino do RX, em nome do vereador Marcelo Silveira. O Dia Internacional da Mulher Negra Latino-americana e Caribenha existe desde 1992 e, no Brasil, também é a data em que se celebra Teresa de Benguela, que liderou um quilombo no século XVIII que lutou contra o regime escravista.


As mulheres negras ainda vão comemorar a data com a IV Festa da Latinidade, que vai acontecer no próximo sábado (29.07), a partir de 10h, na Casa dos Conselhos. Haverá desfile de moda, apresentação de grupos de dança, oficinas, roda de debate e show do grupo de samba Puro Pecado. O evento, organizado pelo Munepe, tem o apoio do Centro de Referência e Atendimento à Mulher (Cram) e do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (Comdim), além do Fórum de Economia Popular Solidária (Fesp) e do Afro Serra.

A Secretaria de Segurança Pública está oferecendo o curso de atualização e especialização para os agentes da Guarda Civil. O treinamento, realizado na sede do batalhão da Guarda, no Campo do Serrano, é dividido em duas etapas, a teórica e a prática. A primeira, que começou em junho e vai até o final deste mês, conta com aulas sobre noções de ronda escolar e turística, trânsito e um curso Krav Magá. Ontem foi o último treino da turma de 25 agentes, que totalizou 22 encontros e 88 horas/aula da arte de defesa pessoal.

“O Krav Magá é o somatório de técnicas de defesa pessoal, que podem ser muito úteis para auxiliar pessoas indefesas sempre dentro dos parâmetros da segurança pública. Ou seja, sem ferir ninguém”, explicou o coordenador do curso, Evandro Marcolino.

Em setembro haverá um teste físico, os que passarem irão para a segunda etapa do curso, que será prática. Nessa segunda etapa haverá aulas de Legislação Ambiental, busca e salvamento, orientação e navegação terrestre, entre outros.

Vinte e sete alunos de 8º e 9º anos da Escola Municipal Jorge Amado, que fica na Estrada da Saudade, se tornaram “Guarda por um dia” nesta quarta-feira (08.11). Eles participaram da ação que encerra as atividades do Programa Promotores da Paz (Proppaz) e tiveram a oportunidade conhecer um pouco da rotina dos guardas civis de Petrópolis.

Eles puderam ver o trabalho desenvolvido na orientação de trânsito, patrulhamento de pontos turísticos, foram ao canil da Guarda, à Secretaria de Educação, à prefeitura, entre outros locais. Após o almoço, os alunos fizeram uma visita guiada ao Palácio Rio Negro e conheceram um pouco da história do local que já serviu de casa de veraneio de presidentes da República.

O aluno do 8º ano, Matheus Silva, de 16 anos, gostou do passeio, mas destaca principalmente os instrutores do Proppaz. “Achei o passeio maneiro, é bom ter essa oportunidade de sair um pouco da escola para outra atividade. Mas o que mais gostei foi conhecer os guardas. Não tinha ideia de que eles tinham essa simpatia”, falou o garoto.

Inspetora da Escola Jorge Amado, Débora Melo acredita que o Proppaz proporciona uma outra imagem dos agentes perante os jovens. “O Proppaz conscientizou sobre o pensamento positivo, sobre os cuidados com a cidade e sobre as drogas. Isso vai ter um impacto muito importante. Se a escola perde o aluno para o mal, o Proppaz recupera e desmitifica a figura de violência das forças de segurança. Os guardas criam laços de amizade com eles”, destacou.

No segundo semestre de 2017, são 550 alunos que participam do Proppaz. Durante o curso, os jovens aprendem noções de cidadania, valorização da família, cultura da paz, educação para o trânsito, prevenção ao uso de drogas e motivação. Além das aulas em sala e da ação de encerramento, eles ainda participam dos “Jogos Proppaz”, com atividades esportivas e lúdicas entre os estudantes e os instrutores do Proppaz. Em nove anos de existência, mais de 2,3 mil alunos já se formaram como promotores da paz.

“Este é um trabalho que vai ter grandes consequências para o futuro da nossa cidade. Estamos formando jovens que ajudar a transformar suas casas, suas comunidades e nosso município em locais melhores para toda sociedade”, afirma o comandante da Guarda Civil, Jeferson Calomeni.

Além deles, também vão participar do “Guarda por um dia” os estudantes dos colégios Nossa Senhora da Glória e Luiz Carlos Soares (Morin), Metodista (Centro), Pedro Amado e Irmã Cecília Jardim (Estrada da Saudade), além do grupo de patrulheiros da Comac e de jovens em condição de vulnerabilidade social que participam projeto “Eu construo meu amanhã”, também da Comac.

 

29 estudantes de 8º e 9º ano tiveram a oportunidade de conhecer diversos serviços feitos pela corporação

Alunos da Escola Municipal Papa João Paulo II tiveram a oportunidade de se tornar “Guarda por um dia” nesta segunda-feira (26.06). Ação foi realizada com 29 estudantes de 8º e 9º do colégio do São Sebastião, que puderam conhecer alguns dos serviços realizados pela corporação: orientação do trânsito, patrulhamento de pontos turísticos, fiscalização do patrimônio ambiental e o trabalho com os cães.

A atividade marca o encerramento do Programa Promotores da Paz (Proppaz) e vai acontecer nesta terça (27.06) com alunos da Odette Fonseca (que fica no Duques) e na quarta-feira com estudantes da Jamil Sabrá (Cel. Veiga).

O dia começou com a ida ao Parque Natural Ipiranga, onde os adolescentes puderam entender como o Grupamento de Proteção Ambiental (GPA) atua. Eles também puderam conhecer o Núcleo de Integração Social (NIS), no Alto da Serra. Em seguida, foram à sede da Guarda, onde conversaram com o comandante Jeferson Calomeni e puderam conhecer a estrutura do canil. Na Casa Barão de Mauá, houve uma palestra sobre a cultura alemã. Depois, visitaram o ônibus de videomonitoramento no Palácio de Cristal e viram como este equipamento está ajudando no patrulhamento da Bauernfest. Por fim, todos fizeram panfletagem sobre trânsito consciente e seguro no Obelisco, no Centro.

“Achei interessante poder falar com os motoristas sobre o uso do cinto de segurança e sobre não beber e dirigir. O que mais gostei foi a visita ao Parque Natural e de conhecer o trabalho do Grupamento de Proteção Ambiental”, disse a aluna do 8º ano, Izabely Souza, de 13 anos.

O curso foi dado para 262 estudantes e agora eles terão a formatura, no mês de aniversário da Guarda Civil, que completa 93 anos em julho. O comandante da Guarda, Jeferson Calomeni, destaca a importância do Proppaz na vida dos participantes.

“Tenho certeza que os alunos não vão esquecer o que foi ensinado nas aulas e os momentos proporcionados nos jogos e no “Guarda por um dia”. O Proppaz é um programa que tem uma grande capacidade de modificar o futuro dos adolescentes que participam do curso, que espalham a cultura de paz em toda sociedade”, afirmou. 

Mais de 1,5 mil alunos da rede municipal de ensino já participaram das palestras da Campanha de Prevenção de Acidentes de Trânsito da Prefeitura “Faça o Mínimo. Pelo Máximo – Eu Respeito a Vida”, que visa  conscientizar a população sobre a importância de obedecer às leis de trânsito. A campanha, que foi lançada no dia 18 de setembro pelo prefeito Rubens Bomtempo, no Theatro Dom Pedro, envolve a CPTrans, como principal organizadora, além das secretarias de Educação, Saúde e Segurança Pública.
As palestras começaram em outubro, já foram realizadas em 14 escolas e seguem até o dia 14 de novembro. Os palestrantes são a chefe de Educação para o Trânsito da CPTrans, Luciana Venâncio, e os coordenadores da Guarda Comunitária do Vale do Carangola, Leandro Melo e Paulo Renato Furtado. A campanha é direcionada aos alunos do 6° ao 9° ano do Ensino Fundamental.

Luciana Venâncio conta que as palestras têm sido bem recebidas pelos alunos e alguns levam as informações para suas casas. “Muitas vezes os jovens ajudam os pais a se informarem”, afirmou. Luciana define o trabalho como uma sensibilização: “Estamos sensibilizando os alunos para que eles percebam a importância de seguir as leis de trânsito. Ás vezes são coisas simples, como fazer uso do cinto de segurança. Outras questões, mais complexas, como não dirigir embriagado. A nossa tarefa não é fácil, por isso precisamos da participação dos professores”, ressaltou.

Leandro Melo também avalia como positiva a participação dos alunos, mesmo os menores. Para ele, certamente as crianças levarão informações importantes para as suas famílias. “Todos têm participado ativamente das palestras, algumas crianças, principalmente as que tiveram parentes ou amigos que sofreram acidentes de trânsito, choram. Elas passam a cobrar mais dos pais, que tenham cautela, dirijam com cuidado, usem o cinto. E os jovens que estão se aproximando dos 18 anos, já vão se conscientizando para quando forem tirar suas carteiras de habilitação”, assegurou.    

A diretora da Escola Municipal Abelardo de Lamare, Neide Gebrail Tauk, que recebeu a palestra na manhã desta quinta-feira (7/11), elogiou a iniciativa. “Os alunos interagiram e esclareceram muitas das suas dúvidas. Acho palestras como essa muito importantes para a formação do indivíduo”, afirmou.

As próximas palestras serão realizadas no dia 8, na Escola Municipal Liceu Carlos Chagas e na Carlos Soares. Dia 11, será a vez da Escola Municipal Vereador José Fernandes da Silva.

As 182 unidades de ensino da rede municipal – entre Centros de Educação Infantil e escolas, que atendem mais de 40 mil alunos, estarão abertas a partir desta terça-feira (3/2), quando começa o ano letivo de 2015. As escolas e o trânsito foram preparados para receber os estudantes de forma mais organizada e estruturada.

A preparação do trânsito para a volta às aulas começou ainda em janeiro, quando 43 faixas de pedestres foram refeitas em áreas próximas a escolas. “Estamos prontos para receber os alunos”, garantiu a secretária de Educação, Mônica Freitas.

Para garantir a segurança dos estudantes, a Guarda Civil Municipal e agentes de trânsito vão operar em esquema especial, garantindo suporte em 11 pontos do Centro Histórico: Praças Marechal Carmona, Princesa Isabel e Confluência; ruas Santos Dumont, Marechal Deodoro, Imperador, Paulino Afonso (em frente ao Hospital Santa Teresa) e Chile; Avenida Ipiranga e no cruzamento da Alfredo Pachá e Presidente Kennedy.

Pagina 1 de 19

Alvará Online - BANNER

DO

plano-plurianual-final

loa 2018

iptu

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

cpge

selo acesso informacao.fw

cmv-logo