Corte vai gerar economia de 14,57% dos recursos públicos

Projeto foi votado em primeira discussão na Câmara na nesta quinta-feira (27.04)

Tornar a estrutura da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes mais enxuta, com o corte de 77 cargos e possibilitar uma gestão mais transparente e eficiente, são os principais objetivos do projeto de reestruturação da CPTrans, enviado para votação na Câmara de Vereadores. A redução representa uma economia de 14,57% dos recursos públicos.

“A reestruturação da CPTrans segue a mesma linha que adotamos na prefeitura e na Secretaria de Saúde: um modelo de gestão mais eficiente, enxuto, que visa a economia e mais qualidade nos serviços prestados à população”, avalia o prefeito Bernardo Rossi. Somadas, as duas reformas administrativas já aprovadas na Câmara reduziram 201 cargos comissionado, sendo 21 deles na pasta de Saúde e outros 180 em várias secretarias, uma economia anual de R$ 1,3 milhão - R$ 5,2 milhões em quatro anos, somente com a redução de cargos no município.

O novo organograma de pessoal da Companhia comporta uma assessoria jurídica, importante para orientar as ações a serem adotadas pelos gestores. “Com a reforma teremos uma gestão mais eficiente, com controle de gastos e melhor planejamento de ações da Companhia. O reforço na assessoria jurídica, por exemplo, permitirá um melhor acompanhamento de contratos e orientação para elaboração de projetos de lei que tragam melhorias para o setor de transito e transportes da cidade”, considera o presidente da CPTrans, Maurinho Branco.    

Alteração de estrutura do INPAS também foi enviada à Câmara

A mesma linha de reorganização de estrutura está sendo adota pelo Instituto de Previdência e Assistência Social do Servidor Público do Município de Petrópolis (INPAS). Projeto enviado à Câmara altera a Lei Municipal Nº 7.353/2015 que naquele ano consolidou a legislação sobre organização e funcionamento do INPAS. O projeto cria a Divisão de Apoio à Coordenadoria de Compensação Financeira e a Divisão de Compensação Financeira.

À Divisão de Apoio a Coordenadoria de Compensação Financeira caberá coordenar e organizar o envio de requerimentos de compensação financeira junto a outros regimes previdenciários; analisar, deferir ou indeferir os pedidos, bem como apresentar relatórios de suas atividades à diretoria previdenciária.

O projeto estabelece ainda que a Divisão de Compensação Financeira acompanhe a situação de processos para concessão de benefícios no INPAS. A meta é identificar as etapas que faltam para que os mesmos estejam aptos a compor requerimento de compensação financeira. Também serão feitas análises de processos para a concessão de benefício, envio de requerimento de compensação financeira e análise requerimentos de outros regimes. O trabalho do setor também será o de submeter à aprovação prévia da Divisão de Compensação Financeira os resultados de análise de requerimentos, bem como gerar relatórios contendo a quantidades e fluxos financeiros de processos de compensação financeira. 

Ambos projetos foram votados em primeira discussão na Câmara de Vereadores nesta quinta-feira (27.04) e aprovados pelos 11 vereadores presentes à sessão. Os dois retornarão à pauta para segunda discussão e votação na semana que vem.

Nova fiscalização realizada por fiscais da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans) notificou 11 motoristas por transportar estudantes sem autorização. A ação aconteceu na Mosela e realizou 18 abordagens entre vans, Kombis e ônibus. A iniciativa, já realizada no Itamarati, Corrêas e Bingen, tem o objetivo de garantir a segurança dos passageiros no trajeto casa e escola e vice-versa.

Os veículos que têm autorização para atuar no transporte de estudantes passaram por vistoria mecânica e de segurança, além do motorista de veículo está com a documentação em dia. Com isso, o motorista passa a ter um adesivo colocado no para-brisa do automóvel indicando que está em dia com as suas obrigações junto à CPTrans.

“Estamos tendo um resultado muito positivo com as ações de fiscalização, com as pessoas vindo até aqui para se regularizar”, afirma o diretor-presidente da CPTrans, Maurinho Branco. À companhia cabe dar a licença aos motoristas e veículos, mas também fiscalizar para garantir a segurança não só dos estudantes, mas dos pais que têm a garantia de colocar seus filhos.

A fiscalização continuará sendo feita em outros pontos do município. Motoristas que não estiverem em dia com suas obrigações devem procurar a CPTrans para regularizar a situação. A Companhia fica na Rua Alberto Torres, 115 – Centro. O atendimento ao público está disponível de 8h30 às 18h.  Mais informações sobre o assunto podem ser obtidas pelo telefone: 2237-1703.

A XXVIII Expo Petrópolis vai contar com ônibus extras, estacionamento rotativo, táxis em frente ao Parque Municipal de Itaipava, além de todo o efetivo da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans) orientando o trânsito nos dias de shows. A medida visa minimizar o impacto do grande fluxo de veículos estimado para seguir em direção ao distrito de Itaipava. O evento começa nesta sexta-feira (28.02) e vai até o dia 07 de maio, com programação variada.

Serão 14 agentes da companhia atuando todos os dias nos pontos que, historicamente, apresentam maior retenção de veículos. Além disso, eles vão fiscalizar os estacionamentos particulares autorizados a funcionar no entorno do parque. Haverá, ainda, 80 vagas a R$ 12 o período de 12 horas, que será explorado pela Sinal Park, no Hortomercado Municipal de Itaipava. Sete controladores estarão orientando os motoristas nas manobras das vagas. A cobrança do estacionamento no Horto será somente a partir das 17h.

“Nossa intenção é dar maiores possibilidades à população. Solicitamos à Turb que aumente a oferta de ônibus e, com isso, vamos conseguir atender as pessoas que forem utilizar o transporte público. Também estamos organizando os taxistas para atender as pessoas que querem ficar á vontade, sem compromisso de dirigir na volta, em especial àquelas que vão ingerir bebidas alcóolicas. Além disso, nossas equipes estarão divulgando o Maio Amarelo nos dias de shows. Nosso objetivo é que garantir qualidade na diversão da população”, destaca o diretor-presidente da CPTrans, Maurinho Branco.

A CPTrans também está organizando táxis logo na saída dos shows. Serão duas vagas para veículos normais e um para carros adaptados. Haverá rodizio entre os taxistas para ocupar essas vagas. Também serão disponibilizados táxis na Estrada do Catobira, próximo ao Parque Municipal.

Linha especial para atender a Expo em dias de show

Uma linha exclusiva vai atender a Expo em dias de shows: a 790 nos dias 4, 5 e 6 de maio. Nos domingos e feriado (30/04, 1º/05 e 07/05) a operação será a partir das 10h como as de dias úteis e, em caso de necessidade, a empresa deverá reforçar a quantidade de veículos suficientes para atender à população. A linha 750, Terminal Itaipava X Termina Corrêas irá operar com frequência máxima de 20 minutos no período de 18h às 22h. Tais veículos também estarão identificados com o 790.

As linhas 160, Terminal Itaipava X Terminal Bingen e 300, Terminal Corrêas via Quissamã vão operar com reforço de três veículos cada a partir das 18h nos dias 4, 5 e 6 de março. A ponto final também será no Hortomercado. Dias 30/04, 1º/05 e 07/05, a partir das 10h, a operação será com as de dias úteis.

Após o show, a operação será efetuada com frota mínima de 15 veículos por até 3h depois do fim das apresentações do artista, com embarque no pátio do Hortomercado Municipal.Para os moradores de Araras, Posse, Madame Machado, Vale do Cuiabá, Vila Rica e Santa Mônica, a saída passará a ser do Hortomercado nos dias 4, 5 e 6, após os shows. A linha Posse será reforçada com um carro extra com saída prevista no Horto nos dias 30/04, 1º/05, 04/05, 05/05, 06/05 e 07/05.

A prefeitura descartou reajuste de 23,42% sobre a tarifa de ônibus  o que faria o valor da passagem subir para R$ 4,32. O pedido de reajuste foi feito pelo Sindicato das Empresas de Transportes Rodoviários de Petrópolis (Setranspetro) no ano passado, mas adiado pela antiga gestão do município. O assunto foi debatido pelo Conselho Municipal de Trânsito e Transportes (Comutran) na noite de terça-feira (25.04). A equipe técnica da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans), elaborou nova planilha de gastos indicando valor menor da tarifa. O reajuste, por estes cálculos, não pode ser superior a R$ 3,90.

Na reunião desta terça-feira, o Setranspetro levou uma nova tabela, pedindo o reajuste para R$ 4,30, R$ 0,02 a menos do que solicitado no ofício enviado pelo sindicado em fevereiro do ano corrente.

A conselheira e gerente de planejamento do Setranspetro, CarlaRivetti, defende o reajuste no valor solicitado pelo sindicato, alegando os déficits financeiros sofridos pelas concessionárias, a queda da demanda de passageiros, o número de gratuidade, bem como o reajuste salarial pactuado em março de 2016 e não incorporado à estrutura de custos da atual tarifa de serviço. “Existe urgência neste reajuste, as empresas podem parar se essa discussão for prolongada”, afirma.

“Mesmo essa nova proposta a R$ 4,30 está fora dos cálculos feitos por nossos técnicos e está descartado este patamar de reajuste”, afirma o presidente da CPTrans, Maurinho Branco. O cálculo tarifário feito pela CPTrans coloca teto de reajuste de 11,42% sobre a atual tarifa, menos da metade dos 23,42% pedido pelas empresas.

Para fazer o cálculo do reajuste e apresentar a contraproposta, a CPTrans levou em conta que todos os índices que compõem a estrutura da planilha de custos das empresas sofreram reajustes nos últimos 16 meses – quando, à época, foi fixado o reajuste para R$ 3,50. Nessa conta são considerados os custos variáveis como o de combustível - que aumentou quatro vezes no período –, óleos e lubrificantes, pneus, peças automotivas, entre outros, além do custo fixo, que estão inseridas as despesas de remuneração de pessoal, administrativas, de depreciação, entre outras.

Na reunião ficou decidido que os conselheiros receberão informações sobre como os cálculos tarifários são feitos em um novo encontro já na quinta-feira (27.04). “O novo governo é pautado pela transparência e vamos expor a composição tarifária para que os conselheiros possam acompanhar todo o processo o mais de perto possível”, completa Maurinho Branco.

A CPTrans também anunciou que vai cobrar ainda mais a qualidade do serviço prestado à população. “As empresas deverão estar em dia com suas obrigações, com ônibus de qualidade e sem atrasos. Nos primeiros meses do ano realizamos 219 notificações por motivos diversos, o que resultou em 177 multas. Além disso, quatro linhas de uma empresa foram retiradas de circulação por apresentar risco à população. O petropolitano precisa ver melhorias efetivas na qualidade do transporte público”, afirma o diretor-presidente da CPTrans, Maurinho Branco.

O presidente da CPTrans também demonstrou aos conselheiros a negligência da administração passada em postegar a revisão tarifária para o novo governo.  “ Essa discussão foi empurrada para a nossa gestão e agora estamos tentando resolver com diálogo e transparência dando ênfase, principalmente, aos anseios da população. O sindicato já havia enviado ofício à CPTrans em novembro de 2016, apresentando valor técnico de R$ 4,02, no entanto, a antiga gestão negligenciou a conversa e as análises que deveriam ser feitas”, analisa o diretor-presidente da companhia, Maurinho Branco.

O documento agora será enviado à Câmara dos Vereadores para conhecimento e ao executivo para deliberação.

Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV) apoia as atividades do município.

Palestras sobre prevenção nas escolas, ação social, panfletagem e simulação de socorro são algumas das atividades do Movimento Maio Amarelo deste ano em Petrópolis. As atividades são apoiadas do Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV) e vão acontecer durante todo o mês com programação já a partir do dia 1º. Com o tema “Minha Escolha Faz a Diferença” a meta é colocar em pauta o tema da violência no trânsito e mobilizar a sociedade civil, empresas e associações para a discussão do tema, em busca de propagar um trânsito mais seguro nas mais diferentes esferas.

As atividades começam com a Corrida do Trabalhador, no primeiro dia do mês, que vai contar com uma equipe da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans) para conscientizar as pessoas sobre o tema. No dia seguinte, a partir das 19h, acontece a abertura oficial da programação do Theatro D. Pedro, que vai contar com depoimentos de pessoas que foram vítimas da violência do trânsito – tema que já é tratado como epidemia pela Organização Mundial da Saúde.

“Nossa programação tem bastante foco nas crianças este ano, pois acreditamos nelas como multiplicadoras. Por isso vamos realizar uma série de palestras voltadas a este público em 15 escolas municipais. Queremos mostrar a importância do trânsito seguro, com a nossa equipe de educação para o trânsito que é preparada para este tipo de iniciativa. Além disso, também vamos realizar ações no trânsito em diversos pontos da cidade, além de termos atividades durante a Exposição Agropecuária”, destaca o diretor-presidente da CPTrans, Maurinho Branco.

O representante do Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV), Leandro da Costa, avalia que as ações são de extrema importância para que os números de acidentes de trânsito sejam reduzidos no município. “As atividades devem ser permanentes e não só em maio, além disso é importante que sejam feitas fiscalizações e ações voltadas ao combate da mistura de álcool e direção”, destaca.

Um dos destaques da programação, além da caminhada que encerra as ações, programada para o dia 27 de maio, será a simulação do Corpo de Bombeiros, às 17h, no entorno da Praça D. Pedro. Haverá também inspeção veicular e cristalização de para-brisas, serviços que serão oferecidos gratuitamente pela Porto Seguros, no Centro e em Itaipava.

Município registrou 146 atendimentos dos Bombeiros no primeiro trimestre

O 15º Grupamento do Corpo de Bombeiros registrou 146 acidentes de trânsito no primeiro trimestre de 2017. As estatísticas são referentes a capotagem, colisão, queda de veículos e de motos. “Há uma urgência em mobilizarmos a população para diminuirmos esses números, que não representam a totalidade dos casos. Nossa intenção é sempre priorizar a vida, por isso vamos manter a continuidade das ações. É um pedido do prefeito Bernardo Rossi, garantir um trânsito seguro a cada cidadão nesta cidade”, destaca Maurinho Branco.

Estatísticas das CPTrans do ano passado relacionadas ao trânsito apontam 1.797 acidentes. Uma média de 4,9 por dia, com 1.521 vítimas, 18 fatais. A maioria dos acidentados são homens – 1.030 e o registro mais comum é de colisão (716), seguida de abalroamento (300), choque (258), queda de moto (244), atropelamentos (169), tombamentos (55), comportamento (53) e outros (2).

Os dados da companhia também apontam que o Centro foi o local com o maior número de acidentes – 383. Itaipava registrou 168, Quitandinha 104, Correas 97 e Bingen 84. “Estamos levando em conta todos os dados para que o trabalho da CPTrans seja efetivo nessas áreas. Vamos continuar em buscar de um trânsito mais seguro para todos”, diz Maurinho.

Programação Maio Amarelo

01/05 – às 7h30 – Corrida do Trabalhador com a distribuição de material informativo em alusão ao movimento

02/05 – às 19h – Abertura oficial das atividades noTheatro D. Pedro  

04/05 – às 9h45 – Palestra sobre segurança no trânsito na Escola Municipal Salvador Kling

04/05 – às 10h – Palestra sobre segurança no trânsito na Escola Municipal Soroptimista

06/05 – a partir das 9h – Ação social do Detran no Ciep de Correas com a retirada da primeira e segunda via da identidade, comunicação de venda de veículos e atualização de endereço. Outros como licenciamento anual, segunda via do CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo) e renovação da Carteira Nacional de habilitação foram agendados previamente por telefone.

11/05 – 8h40 – Palestra sobre segurança no trânsito na Escola Municipal Theodoro Machado

11/05 – 17h – Simulação de Acidentes na Praça D. Pedro

12 e 13/05 – de 10h às 17h – Inspeção veicular e cristalização de para-brisas no Centro

15 e 16/05 – de 10h às 17h – Inspeção veicular e cristalização de para-brisas no estacionamento do Hortomercardo Municipal de Itaipava

16/05 – às 10h - Palestra sobre segurança no trânsito na Escola Municipal Pedro Amado

16/05 – às 14h - Palestra sobre segurança no trânsito na Escola MunicipalBataillard

16/05 – às 14h - Palestra sobre segurança no trânsito na Escola MunicipalBataillard

16/05 – às 20h30 - Palestra sobre segurança no trânsito no Liceu

18/05 – às 8h30 - Palestra sobre segurança no trânsito na Escola Municipal Rubens de Castro

20/05 – às 9h – Palestra mecânica para Mulheres na Praça D. Pedro

23/05 – às 10h - Palestra sobre segurança no trânsito na Escola Municipal Abelardo Delamare

21/05 – às 10h – Palestra sobre Pilotagem Segura para Motos

23/05 - Palestra sobre segurança no trânsito na Escola Municipal Abelardo Delamare

25/05 - Palestra sobre segurança no trânsito na Escola Municipal Gunnar Vingren

27/05 – 14h - Caminhada sobre a segurança no trânsito partindo da Praça D. Pedro até a Praça da Liberdade

Operação realizada nesta segunda-feira (24.04) pela Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans) multou 12 motoristas pelo transporte de estudantes sem autorização. Durante a ação, realizada entre os períodos da manhã e da tarde, no Bingen, 32 veículos entre vans, Kombis e ônibus foram abordados. A iniciativa, já realizada em Correas e no Itamarati, visa garantir a segurança dos passageiros no trajeto entre a casa e a escola e vice-versa.

Atualmente, Petrópolis conta com 180 veículos em situação regular no município, ou seja, que estão aptos a fazer o transporte dos estudantes, com suas obrigações legais junto à companhia. Isso quer dizer que a van, Kombi ou ônibus passou por vistoria mecânica e de segurança, além do motorista de tal carro ter autorização para realizar o trabalho.

“Vamos continuar efetuando as abordagens em outros pontos. Com isso, nossa expectativa é que, quem não está regular, vá à companhia e atualiza a sua situação cadastral. À CPTrans cabe dar a licença aos motoristas e veículos, mas também cabe fiscalizar para garantir a segurança dos nossos estudantes”, destaca o diretor-presidente da Companhia, Maurinho Branco.

Os veículos em situação regular recebem um selo, que devem ficar à mostra à população. “É importante que as famílias, quando colocarem as crianças em uma van, Kombi ou ônibus, fiquem atentas para este detalhe, pois isso mostra o comprometimento dos motoristas em estar em dia com suas obrigações”, acrescente o diretor-presidente da CPTrans.

A fiscalização continuará sendo feita em todo o município. Motoristas que não estiverem em dia com suas obrigações devem procurar a CPTrans para regularizar a situação. A Companhia fica na Rua Alberto Torres, 115 – Centro. O atendimento ao público está disponível de 8h30 às 18h.  Mais informações sobre o assunto podem ser obtidas pelo telefone: 2237-1703.

Com o tema "Minha Escolha Faz a Diferença", Petrópolis se prepara para uma série de ações voltadas ao cuidado no trânsito. O Maio Amarelo vai contar com atividades durante todo o mês, já a partir do dia 1º. A meta é colocar em pauta o tema da violência no trânsito e mobilizar a sociedade civil, empresas e associações para a discussão do tema, em busca de propagar um trânsito mais seguro nas mais diferentes esferas. A iniciativa está sendo promovida pela Prefeitura de Petrópolis, por meio da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans).

A programação contará com palestras sobre educação no trânsito nas escolas públicas e privadas; palestra de mecânica voltada as mulheres; palestra sobre direção defensiva para motociclista, com demonstração pública; inspeção veicular e cristalização de para-brisas gratuitas, simulação e ações de conscientização nos semáforos com distribuição panfletos e do laço símbolo da campanha, além da caminhada que vai encerrar a programação, no dia 27 de maio.

“Toda a programação foi pensada para levar à população a reflexão necessária em torno do tema. Vamos realizar ações voltadas também às crianças, pois acreditamos que elas são multiplicadoras e também porque serão futuras motoristas. O mês de maio é voltado para conscientização, no entanto, vamos manter ações constantes para poder dar continuidade a esse processo. Diminuir as estatísticas de acidentes é a nossa meta”, destaca o diretor-presidente da CPTrans, Maurinho Branco.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) trata os acidentes de trânsito como epidemia. Isso porque o Brasil aparece em quinto lugar entre os países recordistas em mortes no trânsito (cerca de 50 mil mortes por ano), precedido por Índia, China, EUA e Rússia e seguido por Irã, México, Indonésia, África do Sul e Egito. Juntas, essas dez nações são responsáveis por 62% das mortes por acidente no trânsito no planeta.

Se nada for feito, a OMS estima que 1,9 milhão de pessoas morram no trânsito até 2020 (passando para a quinta maior causa) e 2,4 milhões, em 2030. Nesse período, entre 20 e 50 milhões de pessoas sobreviverão aos acidentes a cada ano com traumatismos e ferimentos.

 

Ação programada para o dia 6 de maio vai acontecer em Correas.

O Detran acaba de disponibilizar outras 50 vagas para agendamento dos serviços oferecidos pelo órgão para a vistoria itinerante, que vai acontecer no próximo dia 6 de maio, em Correas. A oferta foi necessária após solicitação da Prefeitura, pois houve rápido esgotamento das primeiras 200 vagas oferecidas à população pelo departamento nesta quinta-feira (20).

Alguns serviços como a primeira e segunda via da identidade, comunicação de venda de veículos e atualização de endereço não necessitam de agendamento. Outros como licenciamento anual, segunda via do CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo) e renovação da Carteira Nacional de habilitação precisam ser agendados antecipadamente.

“Este pacote de serviços, viabilizando, por exemplo, as vistorias de veículos, é muito bem-vindo na cidade. Outro ponto positivo é que o mutirão facilitará o acesso da população dos distritos aos serviços do Detran, permitindo que as pessoas sejam atendidas mais perto de casa”, avalia o diretor-presidente da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans), Maurinho Branco.

A ação acontecerá no Ciep Cecília Meireles das 9 às 16h. O agendamento para as vitorias na ação volantes já estão disponíveis no site do Detran-RJ – www.detranrj.gov.br ou pelo telefone 0800-020-4040.

 

Já são quase 200 as faixas de pedestres pintadas nas ruas de Petrópolis desde janeiro. Para o serviço foram utilizados 4.800 litros de tinta nas cores branca e amarela. Além das faixas de pedestres, foram pintadas também 12 quilômetros de linha contínua, 60 quebra-molas e 644,4 metros de marca de canalização. Trinte e sete novas placas também foram instaladas no período. As intervenções já contemplaram áreas do Centro e do distrito.

A intervenção mais recente foi realizada na madrugada desta quarta-feira (19.04), na Rua 13 de Maio, durante a madrugada. A maioria das pinturas são feitas nestes horários para não atrapalhar o trânsito e facilitar a aderência da tinta no solo. A colocação das placas de sinalização também é feita à noite e de madrugada, cerca de 40 foram instaladas.

“A revitalização da sinalização é de extrema importância para o município. Quando assumimos encontramos faixas de pedestres completamente apagadas, sinalização feita a grosso modo sem levar em conta as normas do Código de Trânsito Brasileiro, dentre uma série de irregularidades. O maior absurdo foi encontrar áreas próximas às escolas, hospitais e postos de saúde sem qualquer sinalização. Vamos continuar nosso trabalho para contemplar todo o município”, salienta o diretor-presidente da CPTrans, Maurinho Branco.

As ruas que receberam especial atenção foram a Washington Luiz e Barão do Rio Branco. Além delas, o segundo e o terceiro distrito também foram contemplados com pinturas. Para os próximos dias estão previstos, caso não chova, intervenção no Itamarati, Estrada José Carneiro Dias e Praça Pasteur.

“Essas ações são importantes neste primeiro momento pois encontramos pontos críticos na cidade, mas nosso objetivo é manter esse serviço constante, ou seja, realizar a manutenção das áreas para que não cheguem ao ponto que chegou. É essencial termos cuidado com a sinalização e, nos casos que forem necessários, fazer mudanças que podem beneficiar a população”, avalia Maurinho. 

Fiscalização feita pela Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans) multou 11 motoristas de vans por transporte de estudantes sem autorização. A ação aconteceu nesta quarta-feira (19.04) no Itamarati e contou com o apoio da Polícia Militar. Ações do tipo estão sendo realizadas em todo o município para impedir a irregularidade e garantir que as crianças sejam transportadas de maneira segura. 

Para fazer o transporte de estudantes é necessário estar em dia com as obrigações legais junto à CPTrans. Elas incluem, além da autorização - que deve ser renovada a cada seis meses, a vistoria de todos os itens das vans, kombis ou ônibus. Atualmente há 180 automóveis licenciados para o transporte no Centro e nos distritos. 

“Os veículos que estão em dia recebem o selo identificando sua legalidade. É importante que as famílias, quando colocarem as crianças em uma van, Kombi ou ônibus, fiquem atentas para este detalhe, pois isso mostra o comprometimento dos motoristas em estar em dia com suas obrigações junto ao CPTrans e garante a segurança das crianças, uma vez que os veículos são submetidos a vistoria”, explica o diretor-presidente da companhia Maurinho Branco. 

A fiscalização continuará sendo feita em todo o município. Motoristas que não estiverem em dia com suas obrigações devem procurar a CPTrans para regularizar a situação. A Companhia fica na Rua Alberto Torres, 115 – Centro. O atendimento ao público está disponível de 8h30 às 18h.  Mais informações sobre o assunto podem ser obtidas pelo telefone: 2237-1703.

Pagina 1 de 28

DO

LDO 2018

iptu

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

Casa dos Conselhos

ecidade

selo acesso informacao.fw