13 veículos são multados por transporte escolar de
estudantes sem autorização no Centro

            Uma fiscalização realizada nesta sexta-feira (02.06) para garantir a segurança no transporte de estudantes, multou 13 veículos, dos 52 fiscalizados na Rua Monsenhor Bacelar, no Centro. Os veículos foram notificados por efetuarem o serviço sem autorização da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans), que concede as autorizações para realização do serviço. A ação contou com o apoio da Polícia Militar.

            Desde 11 de abril, data da primeira fiscalização, 207 vans, ônibus, e Kombis foram verificadas. Destas, 73 foram multas.   No município, todos os veículos que têm autorização para atuar no transporte de estudantes passaram por vistoria mecânica e de segurança, além do motorista de veículo está com a documentação em dia. Com isso, o veículo passa a ter um adesivo colocado no para-brisa indicando que está em dia com as suas obrigações junto à CPTrans.

A CPTrans solicita aos motoristas que não estiverem em dia com suas obrigações que procurarem à Companhia para regularizar a situação. A CPTrans fica na Rua Alberto Torres, 115 – Centro. O atendimento ao público está disponível de 8h30 às 18h.  Mais informações sobre o assunto podem ser obtidas pelo telefone: 2237-1703. Além disso, a companhia pede a ajuda das famílias na hora de escolher o veículo que vai levar as crianças no trajeto casa x escola, escola x casa.

           

Confira algumas dicas na hora de contratar o transporte escolar:

Certifique-se se o transporte escolar possui o selo da CPTrans do ano vigente – renovado semestralmente e se o Cartão de Identificação do Condutor está em local visível no veículo;

Busque o máximo de informações sobre o motorista e se informe se, além do condutor, há outra pessoa no transporte que auxilie na segurança dos passageiros;

Procure saber se o motorista ou o auxiliar leva e busca os alunos até a porta da escola;

Verifique se o transporte escolar possui um cinto de segurança para cada passageiro;

Veja se o veículo que irá transportar seu filho está em bom estado de conservação e, caso seja uma Kombi, se possui a tela de proteção entre o último banco e a parte do motor.

 

A 14ª Conferência de Trânsito e Transportes foi adiada para a semana seguinte a que estava inicialmente programada e irá ocorrer nos dias 2 e 3 de fevereiro, sexta e sábado, na Casa da Educação Visconde de Mauá. A mudança foi realizada para dar mais tempo para que a população se programe para participar da conferência, além de não coincidir com outros eventos da cidade, onde haverá maior demanda das equipes da CPTrans.

Com o tema “A otimização do transporte coletivo e a melhoria da mobilidade urbana”, a programação desta edição visa não só discutir o tema proposto, mas democratizar o debate sobre mobilidade urbana na cidade, incluindo todos os pedestres, motoristas, passageiros, motociclistas, cliclistas e todos os demais personagens que fazem parte do trânsito da cidade a fim de propor soluções e alternativa para melhoria da mobilidade em Petrópolis.

“A conferência é o momento ideal para que as pessoas possam discutir o tema de forma democrática. Será preparado um evento diferenciado, focado nos diversos serviços que englobam o trânsito e transporte, com parceiros que farão demonstrações em uma espécie de feira de mobilidade. Por isso é importante que as pessoas participem, não só para discutir o tema, mas para se envolver e ter esclarecimentos sobre a mobilidade.

Na conferência também será realizada a votação dos 11 representantes da sociedade civil para o Conselho Municipal de Trânsito e Transportes (Comutran). Os candidatos já se inscreveram e a eleição ocorre no dia 3 de fevereiro, segundo dia de evento, de 9 às 12h. A apuração será realizada no mesmo dia e a expectativa é que até às 17h os nomes dos conselheiros sejam anunciados.

Podem participar da conferência com direito à voz e voto, entidades com sede e Petrópolis e todos os cidadãos residentes no município, que já tenham completado 18 anos. As inscrições devem ser feitas pelo site  http://www.petropolis.rj.gov.br/cpt/ clicando no banner indicativo.

Tema da edição 2018 da CMTT é a “A otimização do transporte coletivo e a melhoria da mobilidade urbana”

Inscrições para o Comutran já podem ser realizadas

Com o tema “A otimização do transporte coletivo e a melhoria da mobilidade urbana”, a CPTrans realiza nos próximos dias 26 e 27 de janeiro a 14ª Conferência Municipal de Trânsito e Transportes, no Palácio de Cristal. À ocasião serão escolhidos os 11 representantes para compor o Comutran. As inscrições poderão ser feitas da sede da companhia, na Rua Alberto Torres, nº 155, Centro, ou pelo site http://www.petropolis.rj.gov.br/cpt/ clicando no banner indicativo.

A programação da 14ª edição visa discutir o tema proposto e democratizar o debate sobre mobilidade urbana na cidade, incluindo todos pedestres, motoristas, passageiros, motociclistas, ciclistas e todos os demais personagens que fazem parte do trânsito da cidade a fim de propor soluções e alternativas para melhoria da mobilidade em Petrópolis.

Todos os petropolitanos podem e devem participar da conferência para discutir o tema de maneira clara e levar ideias para agregar à nossa cidade. A conferência de trânsito e transportes é, sem dúvida, um importante momento para a cidade e para o cidadão. Para essa edição estamos propondo um formato mais dinâmico, cuja programação está sendo definida, mas que será mais dinâmica e eficiente.

No dia 26, uma sexta-feira, a programação começa às 19h e tem previsão de término às 21h. Já no dia seguinte, sábado, 27, a conferência terá início às 8h seguindo com a programação até às 13h – dia em que ocorre a votação para o Conselho Municipal de Trânsito e Transportes. Para concorrer a uma das 11 vagas como conselheiro é preciso ficar atendo a data de inscrição, que vai até o dia 12 de janeiro, às 17h30, na sede da companhia, ou até às 23h59 pelo site. Já como eleitor o prazo termina no dia 24 de janeiro.

Podem participar da conferência com direito à voz e voto, entidades com sede e Petrópolis e todos os cidadãos residentes no município, que já tenham completado 18 anos. A CPTrans irá publicar, até 15 de janeiro, no site da companhia, a listagem prévia com o nome de todos os candidatos inscritos para a 14ª CMTT, abrindo prazo até o dia 17 de janeiro para apresentação de impugnações.

Quinta, 30 Novembro 2017 - 18:48

179 veículos são arrematados em leilão

Este ano 853 pessoas adquiriram carros e motos a preços mais acessíveis

O quarto leilão de veículos apreendidos de 2017 realizado nesta quinta-feira (30.11), e foi encerrado com o arremate de 179 veículos. Cerca de 70 pessoas estavam presentes no evento, realizado no Petropolitano Futebol Clube, que contou também com a opção de realizar lances pela internet. O leilão teve apoio da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans) e foi promovido pela Rodando Legal, empresa responsável pelo serviço de reboque da cidade.

Neste ano foram arrematados 853 veículos durante as quatro concorrências públicas realizadas. O leilão realizado nesta quinta contou com 183 veículos recuperáveis para lances, entre carros e motos, disponíveis para arremate.

“Os leilões são uma ótima forma de se adquirir veículos por um valor mais em conta do que o convencional. Há carros e motos que são rebocados e nunca são recuperados pelos proprietários, por inúmeros motivos”, frisa o diretor-presidente da CPTrans, Maurinho Branco.

Aproveitou a oportunidade o comerciante Alexandre Costa, morador do Sargento Boening. “Fiz um ótimo negócio, arrematando um carro que me pareceu em ótimo estado. É minha primeira vez em um leilão, e a partir de agora ficarei de olho para participar dos próximos”, disse o comericante.

Mas não foi só Alexandre que fez um bom negócio nesta quinta. Jonathan de Sá, morador de Itaipava, arrematou uma moto durante a concorrência. “É a segunda vez que participo de um leilão de veículos, e acho uma opção muito legal. Arrematei uma moto e estou muito satisfeito com o valor e modelo que consegui. Agora o próximo passo é regularizar os documentos e começar a usar”, destacou.

Os atendimentos às demandas da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans) chegaram a 2.742 no período de janeiro a maio deste ano. O número corresponde às solicitações de atendimentos aos usuários, com pedidos de sinalização, denúncias de veículos estacionados irregularmente em portas de garagem e em viradouros de ônibus, entre outras. No período foram emitidos 3.364 advertências e 1.280 notificações a veículos.

Todos os 433 laudos emitidos pelos agentes para a retirada de carros abandonados foram concluídos – destes, 45 foram rebocados ao depósito da Rodando Legal. De acordo com os dados da Companhia, a maioria das retiradas de veículos foram feitas em março, sendo 159 laudos finalizados e 17 veículos rebocados no mês.

As denúncias à CPTrans podem ser feitas pelos telefones 156, 0800-282-1015 e (24) 2237-1703. Para se ter uma ideia da representatividade dessa atuação, das 2.742 demandas atendidas neste período, 1.707 foram provenientes dos protocolos gerados pelos Serviços de Atendimento aos Usuários (SAUs), ou seja, 62,26%. A maioria da demanda parte do 1º distrito, seguindo do 3º, 2º, 4º e 5º.

Responsável pelas ações da equipe, o diretor técnico operacional da CPTrans, Luciano Moreira, explica que a população é grande parceira no combate as irregularidades por meio das denúncias. “Importante também a participação de todos para a educação no trânsito”, explica”.          

Dividido por bairro, o Centro é o ponto da cidade onde há maior demanda para atendimento. Na lista dos 10 bairros que mais demandam atendimento também estão Itaipava, Bingen, Corrêas, Bonsucesso, Duarte Silveira, Alta da Serra, Mosela, Valparaíso e Quitandinha.

Já são quase 200 as faixas de pedestres pintadas nas ruas de Petrópolis desde janeiro. Para o serviço foram utilizados 4.800 litros de tinta nas cores branca e amarela. Além das faixas de pedestres, foram pintadas também 12 quilômetros de linha contínua, 60 quebra-molas e 644,4 metros de marca de canalização. Trinte e sete novas placas também foram instaladas no período. As intervenções já contemplaram áreas do Centro e do distrito.

A intervenção mais recente foi realizada na madrugada desta quarta-feira (19.04), na Rua 13 de Maio, durante a madrugada. A maioria das pinturas são feitas nestes horários para não atrapalhar o trânsito e facilitar a aderência da tinta no solo. A colocação das placas de sinalização também é feita à noite e de madrugada, cerca de 40 foram instaladas.

“A revitalização da sinalização é de extrema importância para o município. Quando assumimos encontramos faixas de pedestres completamente apagadas, sinalização feita a grosso modo sem levar em conta as normas do Código de Trânsito Brasileiro, dentre uma série de irregularidades. O maior absurdo foi encontrar áreas próximas às escolas, hospitais e postos de saúde sem qualquer sinalização. Vamos continuar nosso trabalho para contemplar todo o município”, salienta o diretor-presidente da CPTrans, Maurinho Branco.

As ruas que receberam especial atenção foram a Washington Luiz e Barão do Rio Branco. Além delas, o segundo e o terceiro distrito também foram contemplados com pinturas. Para os próximos dias estão previstos, caso não chova, intervenção no Itamarati, Estrada José Carneiro Dias e Praça Pasteur.

“Essas ações são importantes neste primeiro momento pois encontramos pontos críticos na cidade, mas nosso objetivo é manter esse serviço constante, ou seja, realizar a manutenção das áreas para que não cheguem ao ponto que chegou. É essencial termos cuidado com a sinalização e, nos casos que forem necessários, fazer mudanças que podem beneficiar a população”, avalia Maurinho. 

Sexta, 21 Junho 2013 - 14:42

21/06/2013 - Informe I PMP 11h28

Tarifas de ônibus a R$ 2,65 já estão valendo em dinheiro e no bilhete eletrônico

A CPTrans confirmou que as empresas de transporte coletivo em Petrópolis já efetuaram a atualização nos equipamentos validadores de cada ônibus e a redução para R$2,65 na passagem também já está valendo para os bilhetes eletrônicos, além de dinheiro. Apenas a validação do cartão do estudante do ensino médio, o chamado “passe livre”, está sendo finalizada ao longo desta sexta-feira (21/06), por conta da configuração do sistema.

O anúncio da redução de preço foi feito ontem (20/06) pelo prefeito Rubens Bomtempo, durante a assinatura do contrato com a Caixa Econômica Federal para a construção de 846 unidades habitacionais no bairro Carangola. A iniciativa foi possível devido à medida provisória n° 617/2013 do governo federal que reduz a zero as alíquotas de contribuição para o PIS e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) incidentes sobre a receita decorrente da prestação de serviços de transporte coletivo de passageiros.

Sexta, 21 Junho 2013 - 17:02

21/06/2013 - Informe II PMP – 16h30

A Prefeitura informa que os bilhetes eletrônicos de estudantes acabaram de ser atualizados no sistema de transporte público neste momento já com a nova tarifa de R$2,65. O próximo passo é fazer este comunicado, por meio de dados, a cada ônibus. A previsão é de que até hoje à noite todos os veículos estejam com a informação completa para que seja cobrada apenas a metade do novo valor neste tipo de cartão. A Setranspetro também vai ressarcir os estudantes devolvendo, em dinheiro, a diferença paga com o uso do cartão enquanto o sistema validava a nova informação.

Sábado, 22 Junho 2013 - 12:39

22/06/2013 - Informe III PMP - 12h

A Prefeitura informa que os bilhetes eletrônicos de estudantes foram atualizados com sucesso no sistema de transporte público já com a nova tarifa de R$2,65, para que seja contabilizada a metade deste valor a cada uso do cartão.

A Setranspetro também vai ressarcir os estudantes devolvendo, em dinheiro, a diferença paga com o uso do bilhete enquanto o sistema validava a nova informação na sexta-feira. Para isso, deverão comparecer ao local de atendimento na rua do Imperador, 100.

Duzentos e cinquenta e oito veículos rebocados em Petrópolis neste ano foram vendidos nesta segunda-feira (10/11) no leilão realizado pela empresa Rodando Legal, com o apoio da CPTrans. Mais de 300 pessoas se inscreveram para participar, superando as expectativas dos organizadores. Esse foi o primeiro leilão de veículos realizado no município desde a implantação do serviço, em janeiro. Os recursos obtidos com o leilão serão destinados para a quitação dos débitos existentes junto ao Detran e à empresa que opera o reboque, além do pagamento das despesas com o leilão. Parte do que foi arrecado irá para a CPTrans.

Foram a leilão 270 veículos. Desses, 258 foram vendidos. Os outros 12, por não ter havido interessados, permanecem no pátio da Rodando Legal, no Morin. Caso os proprietários não busquem os veículos, eles serão novamente leiloados. Para ir a leilão, o veículo tem que ter passado mais de 90 dias no depósito da Rodando Legal.

“A realização do primeiro leilão de veículos foi um sucesso, porque foram muitas as pessoas interessadas e vendemos quase todos os carros. Além disso, vai facilitar a realização dos próximos leilões. O reboque está sendo um serviço positivo para a cidade, porque está tirando de circulação centenas de veículos irregulares, em débito com os cofres público ou que estavam parados de forma irregular. Assim, o município contribui para a fluidez no trânsito, já que muitos dos carros rebocados estavam estacionados de modo a prejudicar o trânsito”, disse o presidente da CPTrans, Gilmar Oliveira.O leilão foi realizado das 13h às 18h30, no Clube Petropolitano, na Avenida Roberto Silveira, Centro. Os participantes foram motivados pela possibilidade de comprar veículos em bom estado a preços baixos. Foi o caso do comerciante Jorge Mazza, de 55 anos, morador do Independência. Ele comprou um Siena 2010, por R$ 3,8 mil.

“Achei o leilão muito bom, organizado, com preços acessíveis. O leiloeiro explicou tudo muito claro. Vou comprar para eu e meus filhos usarmos. O leilão é bom porque podemos comprar um carro usado sabendo que não é roubado, que é coisa séria”, disse Jorge.

Já o comerciante Fábio Gonçalves, de 36 anos, morador de Corrêas, comprou uma moto Bros 125 por R$ 1,3 mil. Ele sempre vai a leilões no Rio e ficou surpreso com o grande número de participantes, o que deixou os preços mais altos. “Está muito concorrido”, disse.

Os proprietários de veículos rebocados, para reaver seus carros ou motos, devem quitar todos os débitos, como IPVA, despesas com diárias e reboques, e multas. Eles devem procurar a empresa Rodando Legal, localizada na Avenida Dom Pedro I, 486, Centro. Na página principal do site da Prefeitura, na aba “Evite transtornos”, há o passo a passo do que fazer quando o seu veículo for rebocado.

Pagina 1 de 47

Alvará Online - BANNER

DO

plano-plurianual-final

loa 2018

iptu

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

cpge

selo acesso informacao.fw

cmv-logo