As empresas de transporte público de Petrópolis estão recebendo 177 multas aplicadas pela Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans), responsável pela fiscalização.

Este é o resultado da inspeção feita em janeiro, que resultou em 219 notificações às permissionárias. As empresas corrigiram 42 dos itens apontados. A fiscalização vai ser intensificada e a CPTrans pode tirar o veículo irregular de circulação e obrigar a empresa a substituir o coletivo em questão. Também é prevista multa pelo não cumprimento do contrato e a reincidência pode acarretar em suspensão da permissão à empresa infratora.

“Precisamos ser firmes para garantir um transporte público de qualidade à nossa população. O trabalhador deve ter seu direito de ir e vir assegurado, com conforto, em um coletivo que seja adequado ao transporte. Vamos manter uma postura firme, cobrando um serviço cada vez melhor. A população não pode ser penalizada pelos problemas das empresas”, destacou o diretor-presidente da CPTrans, Maurinho Branco.

Durante a fiscalização, técnicos da Companhia encontraram problemas de limpeza, bancos rasgados, lanternas queimadas, extintores de incêndio com defeito, falta de adesivos de lotação, propagandas tampando a numeração da linha, bancos soltos, falta de braço de apoio para cadeirantes, luz de freio danificada, teto com avarias, entre outros problemas. Uma lista foi entregue a cada uma das cinco empresas para que elas resolvessem as situações apresentadas.

Petrópolis conta com uma frota de 366 veículos circulando todos os dias no Centro e distritos. Há, ainda, 20 carros reservas, utilizados quando um veículo quebra ou tem algum problema que o impede de circular. Das 177 multas, 65 serão enviadas à Petro Ita, 50 à Turb, 37 à Cascatinha, 13 à Cidade Real e 12 à Cidade das Hortênsias. As empresas têm o direito de recorrer das multas.

Em janeiro, quando a CPTrans realizou a fiscalização na Transpal, encontrou uma série de irregularidades nos dois ônibus que, à época, atendiam as linhas. Em um deles foram encontradas sete avarias, que foram notificadas. O outro sequer foi autorizado a circular, devido às péssimas condições do veículo. A empresa também vinha descumprindo outras obrigações, como a não garantia dos horários e colocando, inclusive, a vida dos usuários em risco, sendo impedida, portanto de atuar em Petrópolis.

“Nosso objetivo é sempre levar à população um serviço de qualidade. Se uma empresa não cumprir com suas obrigações vamos notificar, solicitar os reparos e, caso não realize as alterações necessários vamos multa-las. O caso da Transpal é um exemplo disso. Desde que assumimos já pegamos uma série de reclamações dos usuários. O flagrante do motorista bêbado foi a gota d’água para intervirmos. Não podemos permitir que esse tipo de coisa aconteça na cidade”, finalizou o diretor técnico operacional, Luciano Moreira.

 

Quinta, 23 Fevereiro 2017 - 15:33

Aviso de interdição – Carnaval

A partir desta sexta-feira (24.02) o trânsito começa a sofrer alterações em algumas ruas da cidade devido ao Carnaval. Até a próxima terça (28.02), há previsão de mudanças em ruas do Centro e distritos para o desfile dos blocos e passagem dos foliões. Os ônibus também sofrerão alterações nos horários e itinerários: na segunda (27.02) e na terça o horário será o mesmo praticado no domingo e na quarta-feira (1º.02), manterá o horário de domingo até às 12h e, após esse horário, fará o mesmo horário que aos sábados.

Confira a lista dos locais que devem sofrer alteração no trânsito:

Sexta-feira (24.02)

19h – Bloco das Piranhas – Praça Luís Furtado da Rosa (Praça de Corrêas)

20h – Desfile da Academia Amigos do Samba – Rua Brigadeiro Castrioto

De sexta (24.02) a terça (28.02)

Carnaval do Alto da Serra – Rua dos Ferroviários (Praça Dr. Miguel Couto)

Carnaval na Praça Pasteur – Castelânea 

Carnaval na Francisco Scali – Rua Francisco Scali (Quissamã)

Carnaval da Associação dos Moradores e Amigos de Nogueira – Av. Leopoldina, 430 (Praça de Nogueira)

Carnaval de Pedro do Rio – Estrada União e Indústria, 19.574

Carnaval da Posse – Estrada União e Indústria, 33.805

Sábado (25.02)

Banho de Espuma - Rua Henrique João da Cruz, 519 – Boa Vista

14h – Bloco Vai Quem Quer – Rua do Imperador, 100

17h – Bloco Vai dar M. – Rua do Imperador 970 – Rua Dr. Nelson de Sá Earp (Antigo Fórum)

Sábado (25.02) e domingo (26.02)

Carnaval de Araras – Rua Bernardo Coutinho, s/n (em frente à quadra)

Sábado (25.02) e segunda-feira (27.02)

14h - Desfile do GRBC Guerreira da Vinte – 24 de Maio

De sábado (25.02) a segunda-feira (27.02)

14h – Carnaval da Praça da Mosela – Praça Frei Aniceto Kroker

Carnaval de Cascatinha na Praça Matriz - Rua Hyvio Naliato, 175

Domingo (26.02)

14h – Bloco Pipa Avoado – Rua Pedro Ivo, 600 – Morin

16h – Bloco Boi Babão – Rua das Perobas e Rua Bernardo Coutinho – Araras

Terça (28.02)

12h – Festa de Carnaval da Academia Amigos do Samba – Rua Brigadeiro Castrioto – Ponto final do Bairro Esperança

15h – Blocos Secos e Molhados - Rua Vigário Corrêa, 500, e Praça Luís Furtado Rosa (Praça de Corrêas)


A sinalização em Itaipava foi alterada na madrugada desta quinta-feira (23.02). Uma terceira faixa foi criada pela Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans) para que os motoristas que desejam adentrar ao Colégio Bom Jesus, na Estrada União e Indústria, não prejudiquem o trânsito. A medida deve ajudar na fluidez dos veículos naquele trecho. Técnicos da companhia chegaram a analisar pontos que apresentam o mesmo problema no distrito mas, em nenhum deles há possibilidade de aplicação da medida devido ao não cumprimento do afastamento de 15 metros do centro da via, exigida pela DNIT.

Com a criação de uma terceira via quem segue no sentido distrito continuará normalmente. Já quem precisa entrar na unidade de ensino pega a faixa da esquerda. A CPTrans também já está revitalizando o entorno das escolas com a pintura faixas de pedestres, pontos de embarque e desembarque e demais melhorias necessárias à cidade.

“O trânsito nos distritos sempre foi deixado em segundo plano. Estamos trabalhando para achar soluções viáveis, diante da realidade que a CPTrans vive atualmente, que poderá trazer melhorias para os moradores e visitantes de Itaipava. Sabemos que ainda há muito a ser feito, muito a melhorar, mas nossa equipe tem trabalhado com afinco para minimizar o impacto do alto número de veículos em Petrópolis”, destacou o diretor-presidente da Companhia, Maurinho Branco.

Petrópolis vem sofrendo intervenções em pontos críticos onde há fluxo intenso de veículos, como o Trevo de Bonsucesso, principal acesso ao distrito de Itaipava. O local está recebendo a atuação de agentes da CPTrans em horários de picos. Uma equipe fica no local orientando os veículos e pedestres, enquanto o semáforo fica intermitente. A atuação vem sendo elogiado pelos usuários da via.

Também em Itaipava, a CPTrans está revitalizando as faixas de pedestres e a sinalização horizontal e vertical das ruas do distrito. A Estrada das Arcas, por exemplo, já recebeu as melhorias. Sem revitalização há anos, o espaço agora conta com novas faixas de pedestres, linhas de meio de pisto, entre outras alterações. O serviço também será ampliado para outros pontos do município, principalmente próximo às unidades de educação.

No Centro, a CPTrans e Guarda Civil estão realizando testes para melhorar o trânsito no trecho da Avenida Ipiranga. A iniciativa começou a ser executada nesta quarta-feira (22.02) e já apresenta melhorias. No local, agentes ficam em horários de pico – entre 11h30 e 13h e 16h30 e 18h – orientando o trânsito de veículos e pedestres e impedindo manobras que atravanquem o fluxo.

Dez profissionais entre agentes de trânsito, controladores viários e guardas civis foram destacados para dar início aos testes que visam diminuir o impacto do trânsito na Avenida Ipiranga. Utilizando objetos de demarcação, eles ficaram no local entre 11h30 e 13h e 16h30 e 18h, horário de pico, orientando motoristas e pedestres na via. A Avenida Ipiranga é um dos pontos do município onde há maior tráfego de veículos devido às unidades de educação que funcionam ao longo de seu um quilômetro.

No primeiro horário da intervenção já foi possível sentir a melhoria. Com a atuação das equipes da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans) e da Guarda Civil Municipal, responsáveis por alunos foram impedidos de fazer filas duplas e realizaram o retorno no final da via, quando necessário, diminuindo o tempo das manobras e aumentando a fluidez do tráfego. Os controladores atuaram nas faixas de pedestres, garantindo a segurança dos transeuntes.

“Estamos realizando os testes no local para saber qual a melhor alternativa para diminuir o trânsito nesta área. Há relatos de pessoas que demoram até 15 minutos para atravessar esse trecho no horário de rush. Sem dúvidas melhorando o fluxo de veículos nesta área, vamos ver os reflexos da fluidez em outros pontos do Centro. A mobilidade é muito comprometida aqui. O trabalhador, que quer voltar para sua casa após um dia inteiro no serviço, não pode ser penalizado. Estamos realizando melhorias pontuais em toda a cidade para garantir um trânsito melhor para todos”, destacou o diretor-presidente da CPTrans, Maurinho Branco.

À tarde, dois guardas civis foram destacados para atuar, também, na 13 de Maio, com o objetivo de melhorar o fluxo em direção aos distritos e à área do Bingen. “Estamos analisando o que é melhor, o que é pode ser feito. Nesse primeiro dia percebemos que funcionou a atuação conjunta. Mesmo assim, vamos testar outras opções, ver o que é melhor e corrigir as falhas”, destacou o comandante da Guarda Civil, Jeferson Calomeni.

A ação dos agentes de trânsito segue o modelo do que vem sendo desenvolvido no Trevo de Bonsucesso, com a atuação dos profissionais da Companhia. No local, o resultado da intervenção vem sendo elogiado pela população, já que o trânsito não fica travado.

Estacionar em desacordo com a regulamentação é a infração de trânsito mais cometida em Petrópolis. Os dados são da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans) e correspondem ao mês de janeiro. O estacionamento proibido é responsável por 87,65% ou 1.778 das advertências, notificações e multas no município. No ranking das 10 mais cometidas também aparece o uso do aparelho de celular pelos motoristas, seja falando ou com ele na mão, que representa 4,13% do total de 2.034 infrações cometidas no município no período.

Em janeiro, 55 motoristas foram flagrados dirigindo falando ao celular e outros 29 com o aparelho na mão. Esse número corresponde a 2,70% e 1,43% das infrações cometidas em Petrópolis, respectivamente. No ranking das 10 infrações mais praticadas, elas aparecem na 5ª e na 10ª posição. Todas as outras oito infrações que completam o a lista, estão relacionadas à parada irregular.

“As pessoas precisam ter consciência que há local adequado para a parada de veículos. Não dá para parar em qualquer lugar e atrapalhar o trânsito e a mobilidade de tantas outras pessoas. É preciso ter consciência e respeitar a sinalização. A CPTrans vem buscando educar os motoristas que estacionam em locais proibidos, mas, mesmo assim, a prática continua sendo recorrente”, declarou o diretor-presidente da CPTrans, Maurinho Branco.

Liderando a lista, com 1.249 anotações está o estacionamento na área de rotativo, que representa 61,41% das infrações. Em segundo lugar, está o estacionamento em área de carga e descarga, com 151 notificações representando 7,42% entre as 10 mais. A parada em local/horário de estacionamento e parada proibidos pela sinalização e em local/horário de estacionamento e parada proibidos especificamente pela sinalização, estão em terceiro e quarto lugar com 124 e 78 anotações.

Em sexto lugar, com 51 notificações está o estacionamento em desacordo com a regulamentação especificada pela sinalização, seguido do estacionamento na calçada ou na faixa de pedestres, com 50 anotações, estacionar impedido a movimentação de outro carro, 45; e estacionar em local destinado a taxis, 30.

Vale lembrar que, segundo o Departamento de Trânsito, a multa para quem estaciona em local proibido é de R$ 195,23 e o motorista é penalizado com cinco pontos na carteira.

 

 

Agentes estão orientando o trânsito em horários de pico desde a semana passada

Ação já apresenta melhorias em relação ao tempo dos motoristas no trânsito 

O prefeito Bernardo Rossi acompanhou nesta sexta-feira (17.02) a intervenção feita pela equipe da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans) no Trevo de Bonsucesso. Acompanhado do diretor-presidente da companhia, Maurinho Branco, ele conversou com os motoristas, pedestres e moradores da região, que deram retorno positivo sobre a atuação dos agentes. A intenção, agora, é expandir os serviços para outras áreas. 

Em Bonsucesso, foram destacados três agentes orientando o trânsito entre 16 e 19h – horário de pico. Durante a intervenção dos agentes, o semáforo em frente a uma padaria, em Bonsucesso, fica intermitente e os profissionais garantem não só mais fluidez do trânsito, mas também a segurança dos pedestres. Essa ação faze parte das inciativas de alto impacto e baixo custo anunciadas durante a Conferência de Trânsito e Transportes (CPTrans), no fim de janeiro. 

“O trânsito no Trevo de Bonsucesso sempre foi uma das principais reclamações para quem mora no distrito. Com a atuação dos agentes no trânsito, a situação mudou consideravelmente. Temos outra realidade aqui. Agora há fluidez tanto para quem quer seguir para o Centro, quanto para quem quer acessar Itaipava. Fico feliz em ver que uma ação simples trouxe reflexos tão positivos”, destacou o prefeito Bernardo Rossi.

 

Para o taxista Evandro de Almeida Mendes, que trabalha na praça há nove anos no ponto de Bonsucesso, disse que “melhorou bastante. O trânsito flui muito melhor com a presença dos guardas aqui. Fez grande diferença. As pessoas respeitam e espero que essa ação aconteça quando tiver grandes eventos aqui. Sem dúvida é outra realidade”, apontou.

 

Além da atuação dos agentes, cones foram colocados para impedir a fila dupla de carros seguindo em direção à ponte de Bonsucesso. Um agente ficou no local para orientar tanto os carros que seguiam de Itaipava, quanto os que chegavam pela BR-040. A colocação de agentes no local é uma ação provisória para disciplinar e dar fluidez ao tráfego na região. Engenheiros da CPTrans estão elaborando projetos definitivos para desafogar o trânsito dessa área. Vale lembrar que Petrópolis tem uma média de um veículo para cada três habitantes.

 

"O trânsito nesse trecho aumentou muito desde que as aulas voltaram. O fluxo de veículos é intenso nessa área e controlar o trânsito de pedestres também é importante para os bons resultados, porque impede que os veículos fiquem retidos por conta de uma só pessoa que atravessando na faixa. Com os controladores ali, organizando, o trânsito flui melhor. Nossas ações irão melhorar ainda mais por aqui. Vamos pintar a sinalização horizontal, que hoje está completamente apagada e pode, inclusive, causar acidentes", anunciou o diretor-presidente da CPTrans, Maurinho Branco.

Turb assume as linhas que eram operacionalizadas pela empresa a partir desta sexta 

Bernardo Rossi acompanha início das operações da nova empresa no Brejal

A Transportadora São Pedro de Alcântara (Transpal) está impedida de atuar em Petrópolis a partir desta sexta-feira (17.02). A empresa não vinha cumprindo as exigências da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans) em garantir a qualidade do serviço aos usuários.  No lugar dela estão atuando os ônibus da Turb, com duas novas linhas Posse x Jurity e Posse x Albertos, atendendo a região do Brejal, no quinto distrito. O prefeito Bernardo Rossi acompanhou pessoalmente o início das operações da empresa no Brejal na tarde desta sexta-feira, acompanhado do diretor-presidente da CPTrans, Maurinho Branco e técnicos da companhia. 

Em janeiro, quando a CPTrans realizou a fiscalização nas permissionárias, encontrou uma série de irregularidades nos dois ônibus que, à época, atendiam as linhas da Transpal. Em um deles foram encontrados sete problemas, que foram notificados. O outro sequer foi autorizado a circular, devido às péssimas condições do veículo. A empresa também vinha descumprindo outras obrigações, como a não garantia dos horários e colocando, inclusive, a vida dos usuários em risco. 

“Desde que assumimos o governo temos olhado com carinho para as pessoas do Brejal. Ainda na época da campanha, eles me relatavam as péssimas condições dos ônibus que atendiam a área. Pedi à CPTrans que desse atenção especial a esse tema. Em um primeiro momento tentamos conversar, notificamos e pedidos a empresa que se adequasse, mas, como não foi possível, cancelamos a autorização de circulação dos veículos na cidade”, explicou o prefeito Bernardo Rossi. 

Para a CPTrans, problemas causados pela Transpal no município culminaram dia 30 de janeiro quando um motorista foi flagrado pela Polícia Militar dirigindo um ônibus da empresa, na Posse, visivelmente embriagado. Na ocasião, as autoridades apreenderam o homem. Ele foi multado, teve a CNH recolhida e o ônibus também foi apreendido. 

“Desde que assumimos a CPTrans estávamos negociando com as demais permissionárias do município para que uma delas assumisse as linhas, tão logo a Turb, que está em situação regular com o município, se prontificou a realizar o serviço, nós notificamos a Transpal para que parasse e circular na nossa cidade”, destacou Maurinho Branco. 

O diretor da Turb, Jean Moraes, explica que a empresa assumiu em caráter de urgência a operação das linhas que atendem o Brejal para que a população não ficasse desassistida. O atendimento, que acontece em fase de testes, vai sofrer ajustes nos próximos dias. “Essa medida faz parte de um grande planejamento operacional focado na melhoria da mobilidade urbana para os moradores dos distritos”, finalizou.  

Estrada das Arcas já recebeu melhorias.

O projeto de revitalização na sinalização da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans) está contemplando o distrito de Itaipava. As equipes já passaram por quase toda a extensão da Estrada das Arcas. A ação também vai beneficiar trechos da União e Indústria, próximo às unidades de educação no distrito, visando à segurança dos estudantes A iniciativa parte das iniciativas de alto impacto e baixo custo anunciadas na Conferência Municipal de Trânsito e Transportes (CPTrans).

A Companhia, já adquiriu mais de R$ 150 mil em material para realizar a pintura de meio de pista e faixa de pedestres no município. Com a compra desse material para revitalizar a sinalização em toda a cidade, a CPTrans supera em 18,67%, em apenas um mês e meio, o que foi utilizado em todo ano de 2016 para a proteção da população com a aquisição de tintas e demais sinalização na cidade.

“Itaipava tem grande relevância para a economia de Petrópolis e o distrito não pode ser deixado de lado quando se refere às ações de melhoria, como foi abandonado nos últimos anos. Estamos empenhados em tratar toda a cidade com carinho e não apenas o Centro Histórico. A revitalização da pintura é só uma das ações, de tantas outras que teremos nos distritos”, destacou o diretor-presidente da CPTrans, Maurinho Branco.

A melhoria na sinalização viária já contemplou parte do Centro Histórico e revitalizou mais de 50 faixas de pedestres próximo a instituições de ensino e que estavam praticamente apagadas. Além disso, a Washington Luiz recebeu nova sinalização tanto horizontal quanto vertical, devido as altas taxas de acidentes ao longo dos últimos dois anos.

“Ainda há muito a ser feito porque a sinalizações no município ficou sem investimento durante anos. Estamos dando prioridade as áreas mais afetadas, mas nossa intenção é que toda a cidade receba melhorias. Investimos em um material antiderrapante, porque pensamos na mobilidade para todas, inclusive para pessoas que têm algum problema de locomoção”, finalizou Maurinho.

Os 22 membros do Conselho Municipal de Trânsito e Transportes (Comutran) tomaram posse durante reunião ordinária realizada nesta terça-feira (14.02) na sede da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans). O encontro também serviu para discutir o Plano Municipal de Mobilidade Urbana, que deverá ser concluído em abril de 2018, e para ratificar que as reuniões do conselho irão acontecer toda a segunda terça-feira do mês, às 19h, no auditório da Companhia.

O presidente da CPTrans e do Comutran, Maurinho Branco, falou sobre a proposta de modernização da infraestrutura da Central de Monitoramento de Transportes e lembrou que o governo municipal fará o acompanhamento da obra de construção da nova pista de subida da serra. “Iniciada em abril de 2013, a obra, que não chegou a cumprir 30% do cronograma, foi paralisada. Fundamental para a economia da cidade – e usada diariamente por 15 mil petropolitanos – a nova pista agora passa a ter presença efetiva do poder público municipal para que fique pronta”, lembrou.

 Falando em nome dos conselheiros, o reeleito José Paulo Ramos Martins deu às boas-vindas ao grupo, e destacou a participação da sociedade civil na Conferência Municipal, lembrando que mais de 400 pessoas estiveram no evento no último dia 28. "Isso mostra o interesse pelo conselho e pelo tema, a partir do momento em que o Comutran se manifesta como o mais politizado e também o mais democrático dos conselhos”, destacou.

Confira a lista dos membros, titulares e suplentes, empossados na reunião:

Titulares:

1 - Alessandra de Souza Cabral

2 – Carla de Souza Valle

3 – Larissa Pereira Decoló

4 – Cassia Machado Guimarães

5 – Pedro Thiago Queiroz Neri

6 – Peter Lourence Martins Carvalho

7 – José Paulo Ramos Martins

8 – Ordem dos Advogados do Brasil RJ 3ª Subseção Petrópolis -  Alexandre Carlos Hugueney

10 – Silvia Arantes Guédon

11 – Sindicato dos Bancários de Petrópolis

Suplentes:

12 – Iomar Bento Torres

13 – Ernani da Silva Rodrigues

14 – União Nacional dos Estudantes

15 – Simone Aparecida Mendes Ramos

16 – Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias do Vestuário de Petrópolis

17 – Jorge de Botton

18 – Daniel Iliescu

18 – União dos Estudantes Secundaristas

20 – Associação Petropolitana dos Estudantes

21 – Agnes Dalzini

22 – Leonardo de Magalhães Bessa

Iniciativa será expandida para áreas de retenções como a Duas Pontes 

A atuação dos agentes da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans) no Trevo de Bonsucesso já vem sendo sentida por quem utilizam diariamente o trecho. Com o resultado, elogiado por motoristas e pedestres, a intenção é expandir o serviço para outros pontos considerados críticos, como as Duas Pontes. Atualmente, engenheiros e agentes estão trabalhando no projeto para área de entroncamento da Washington Luiz, Coronel Veiga, Saldanha Marinho e Gonçalves Dias. 

As ações fazem parte das iniciativas de alto impacto e baixo custo anunciadas durante a Conferência de Trânsito e Transportes (CPTrans), no fim de janeiro. A iniciativa consiste em colocar três agentes orientando o trânsito entre 16 e 19h – horário de pico. No caso de Bonsucesso e Itaipava, durante a intervenção dos agentes, o semáforo em frente a uma padaria em Bonsucesso fica intermitente e os profissionais garantem não só mais fluidez do trânsito, mas também a segurança dos pedestres. 

“A maior dificuldade que o morador dos distritos tinha para acessar o Centro acontecia no Trevo de Bonsucesso. Trouxemos três agentes para ajudar no trânsito, colocando o sinal intermitente e, com isso, estamos conseguindo que o trânsito flua nessa região. Os motoristas de ônibus, sem dúvida nosso melhor termômetro, têm elogiado a iniciativa.Tenho acompanhado a ação de perto e recebido feedback positivo de quem utiliza o trecho todos os dias”, destacou o diretor-presidente da CPTrans, Maurinho Branco. 

O engenheiro civil Tomás Gonçalves, de 27 anos, passa pelo trecho diariamente por volta das 18h para levar à mulher à faculdade, no Centro. Ele diz que ficava, em média, 20 minutos agarrado no trevo de Bonsucesso, mas que, desde a semana passada, não leva nem 3 minutos para passar pelo mesmo trecho. “É uma diferença absurda. Precisávamos sair mais cedo de caso para que ela não chegasse atrasada às aulas. Agora ganhamos um tempinho de descanso”, comemorou.

Morador de Bonsucesso há 20 anos, o professor de 33 anos, Marcos Eduardo Rodrigues, fez questão de agradecer a mudança realizada no local pela CPTrans. “Eu acho ótimo, fazia tempo que ninguém dava atenção a essa área, mesmo sendo um ponto tão importante no deslocamento para e a partir dos distritos. O trânsito está fluindo muito melhor que antes. Uma solução que dependeu da boa vontade, que muitos nunca tiveram”, elogiou. 


Pagina 1 de 25

selo acesso informacao.fw