O projeto “Minha Aurora”, criado pela Polícia Civil em parceria com a prefeitura, foi lançado nesta sexta-feira (23.08) em solenidade realizada na Fase/FMP. A iniciativa cria um novo protocolo de atendimento de saúde e social a vítimas de estupro e terá um trabalho educativo de orientação sobre como identificar e agir em casos de abuso sexual. Ao mesmo tempo, os novos equipamentos do Posto Regional de Polícia Técnico-Científica (PRPTC) vão auxiliar a Polícia Civil a dar uma resposta mais rápida nas investigações desses crimes.

A partir da implementação do projeto, o Hospital Alcides Carneiro vai passar a oferecer os medicamentos do “minuto seguinte”, que consiste em antirretrovirais para prevenir o HIV e vacinas como a da hepatite B e, para mulheres vítimas, pílula contraceptiva de emergência, como estabelecido pelo Ministério da Saúde. Outra mudança é que, a partir da denúncia de abuso sexual contra menores de 18 anos, a criança e o adolescente passarão a ser encaminhados para o Núcleo de Atendimento Psicológico Especializado Infantojuvenil (Nape-IJ) e o depoimento será aproveitado pela Polícia Civil.

A delegada titular 106ª DP (Itaipava), Juliana Ziehe, uma das idealizadoras do projeto, destacou que uma das linhas principais do projeto é evitar a revitimização de quem sofreu abuso sexual, ou seja, evitar que ela tenha que prestar depoimentos várias vezes ou se deslocar para ter acesso aos medicamentos necessários.

“O projeto Minha Aurora vai criar um protocolo dentro do atendimento da delegacia, evitando uma revitimização, que é a oitiva na delegacia, ir novamente no PRPTC, encaminhando para outros órgãos onde ela é ouvida de novo. Nós vamos evitar a oitiva da vítima criança, para que ela seja ouvida apenas no Nape-IJ. E quando for maior, que ela tenha acolhimento no Cram. Também vamos criar, em Petrópolis, um laboratório de espermatozoide, que vai dar mais agilidade na investigação da Polícia Civil do Interior”, explicou Juliana Ziehe.

Outro braço do programa é educativo, que vai contar com palestras e distribuição de uma cartilha organizada pela delegada e pela médica perito legista, Mary Laura Garnica. A médica vai atuar nas novas instalações do PRPTC, que passa a realizar exames periciais para constatar o abuso sexual de forma mais rápida. Antes, as amostras eram enviadas para testes no IML da capital e o resultado demorava de três a seis meses. Agora, o objetivo é ter a resposta em uma hora, possibilitando que a Polícia Civil acelere os procedimentos para o indiciamento rápido do agressor.

“Isso foi uma parceria muito bacana que nós fechamos com a prefeitura, que já está completamente estabelecida. A vítima, quando ela é menor de 18 anos, ela já vai ser logo encaminhada para o Nape-IJ, para que eles escutem aquela criança ou adolescente. E o perito legista, tendo acesso ao registro de ocorrência, não vai ter necessidade de ficar ouvindo ela novamente. Uma das vertentes desse projeto é evitar a revitimização. E a prefeitura teve uma sensibilidade enorme com isso e conseguiu nos ajudar, também, a partir do momento que estabeleceu que o Hospital Alcides Carneiro, que é vizinho ao Posto Regional de Polícia Técnico-Científica de Petrópolis acolha a vítima de estupro e preste a ela os primeiros atendimentos, tenha sempre para disponibilizar o “kit do minuto seguinte”, afirmou Mary Laura Garnica.

O secretário de Estado de Polícia Civil, Marcus Vinícius de Almeida Braga, participou do lançamento do projeto e exaltou a proximidade entre a Polícia Civil e a prefeitura para atuação conjunta de diversos órgãos em função da segurança pública.

“Em todas as cidades, a prefeitura e a Polícia Civil formam parcerias. No interior, a parceria é cada vez mais forte porque há um pertencimento em relação às pessoas que moram na cidade. Eu reputo essa parceria como fundamental para a segurança pública, que envolve, por óbvio, várias questões municipais, ainda mais numa cidade como Petrópolis. Só posso parabenizar a todos”, colocou.

Unidade funcionou em horário estendido para facilitar atendimento aos pacientes agendados

O prefeito acompanhou a terceira edição do mutirão da Clínica de Especialidade Maria Célia Machado, realizado nesta quinta-feira (22.08), com grande adesão dos pacientes de especialidades. As 55 pessoas agendadas compareceram para os atendimentos em neuropediatria, endocrinologia, cardiologia e otorrinolaringologia. A unidade funcionou em horário alternativo, estendo o funcionamento até às 20h, para garantir e facilitar o comparecimento dos pacientes.

Os mutirões têm sido realizados com frequência pela Secretaria de Saúde com o intuito de ampliar e agilizar o acesso aos serviços da rede. “O atendimento nesse horário facilita muito para as pessoas que trabalham ou estudam. Para mim foi muito bom”, disse a cozinheira, Valéria da Silva, de 48 anos, que conseguiu consulta para o filho de 14 anos. Moradora do Quitandinha, a cozinheira Cláudia Rocha, de 37 anos, levou o filho de quatro anos para a consulta com o neurologista. “Estava precisando muito dessa consulta, meu filho vai entrar para a escola e precisa de acompanhamento”, conta.

Outros dois mutirões de especialidades já foram realizados. Nesses primeiros, aproximadamente 370 pessoas foram atendidas. Em cada mutirão da clínica foram oferecidos agendamentos para diferentes tipos de especialidades. A unidade conta ainda com atendimento de alergologia, cardiologia de risco cirúrgico, dermatologia, fisiatra, gastroenterologia, geriatria, hepatologia, nefrologia e pneumologia adulto.

O Parque Municipal de Itaipava sedia, pela primeira vez, a Exposição Nacional Raça Pampa. O evento, que está na sua 26º edição é gratuito e acontece do dia 27 ao 1º de setembro reunindo os maiores criadores de cavalo do Brasil, com muitas atrações como leilão, shows, gastronomia e muita diversão. A exposição é uma realização da Associação Brasileira dos Criadores de Cavalo Pampa, com o apoio da Prefeitura de Petrópolis, através da Secretaria de Turismo.

Serão aproximadamente 400 cavalos da raça Pampa de criadores de pelo menos oito estados do país, que disputarão as provas de marcha, morfologia, esportes e provas sociais. Os cavalos são julgados em cinco andamentos de marcha: a picada, a de centro, a batida, a cadenciada e a progressiva que são encontradas nos animais de sela brasileiras, que compõe a base de formação da raça Pampa. A equipe julgadora é composta por três juízes nacionais, sendo um técnico de pista de animais puxados e um técnico de pista animais montados. Durante toda a programação acontecem provas eliminatórias e o grande vencedor será conhecido no domingo (01.09).

Durante o evento, além das competições dos cavalos, o público pode contar com os shows, na sexta-feira (30.08), às 23h, no espaço Camarote Sertanejo, a cantora Letícia Andrade, e logo em seguida, o cantor Felipe Delukase se apresenta.

Já no sábado (31.08), está marcado para às 18h30, o 18º Leilão Elite Nacional Pampa. Mais tarde, às 23h30, no espaço Camarote Pop, Sylvinho Blau Blau e banda anima o público relembrando os melhores sucessos dos anos 80.

O presidente da ABC Pampa, Alexandre Todeschini Pires, destaca que a exposição nacional reúne os melhores animais. “Toda a exposição e a competição dos cavalos é sonho idealizado pelo fundador da ABC Pampa, Marcio Andrade, de unir sob o manto Pampa, em uma mesma Raça, a contribuição de cavalos trazidos pelos colonizadores” disse. “Teremos uma programação social, onde reuniremos todos os criadores para visitar os pontos turísticos da cidade imperial”, completou.

O Procon já iniciou a organização da Casa dos Conselhos, espaço onde vai funcionar a segunda edição do Feirão Limpa Nome. O evento, que começa na segunda-feira (26.08) vai contar com 24 empresas de diversos segmentos negociando débitos de pessoas com o nome negativado ou com dívidas em condições de abatimento de até 90% e opções de parcelamento. A ação ocorre das 9h às 16h. Para participar é só levar documento de identificação e, se houver, alguma cobrança da empresa que deseja negociar. A lista com todas as empresas está disponível no www.petropolis.rj.gov.br/procon.

Os Jogos Estudantis Municipais (Jems) envolveram mais de 1000 alunos em sete modalidades esportivas neste ano. As partidas de futebol de campo foram realizadas essa semana encerrando o torneio. A competição estudantil reuniu 30 escolas da rede municipal em cerca de 100 horas de atividades esportivas, realizadas no Centro Esportivo da Escola Municipal Fábrica do Saber e no Sesc de Nogueira. A entrega da premiação para os estudantes acontece no dia 16 de outubro no Teatro Mecanizado do Palácio Quitandinha.

Os jogos estão fortalecidos desde o início da atual gestão. A principal novidade implementada é o transporte garantido pelo Secretaria de Educação para os estudantes. Também são mais alunos participando da competição estudantil, que tem como objetivo incentivar a prática esportiva. O objetivo da prefeitura é que os números melhorem ainda mais no ano que vem.  

No ano passado, foram 21 instituições de ensino que participaram da competição. Em 2019, são 30 escolas inscritas nos Jems. Dessa forma, mais alunos também estão presentes nas modalidades esportivas disputadas.

429 crianças e adolescentes foram orientadas

A equipe de Educação para o Trânsito esteve em escolas do Brejal e Barra Mansa nesta semana. Foram 230 estudantes da E.M. Avelino de Carvalho e 199 na E.M. Carlos Canedo, respectivamente. A equipe destacou a importância de um trânsito mais seguro e conscientizou os estudantes sobre seu papel no trânsito como pedestres e, no futuro, como motoristas. O objetivo da ação é divulgar e ampliar a questão da educação para o trânsito começando já pelas crianças.

A Guarda Civil promoveu uma palestra sobre "Educação no Trânsito" para cerca de 30 funcionários da distribuidora de alimentos e bebidas Minalba. A conversa com motoristas e outros profissionais da empresa na última quinta-feira (22.08) aconteceu dentro da semana de prevenção de acidentes e teve ênfase em segurança no trânsito. O palestrante foi o chefe do setor de ensino da corporação, guarda Leandro da Silva.

A orientação de trânsito é uma das atribuições da Guarda Civil, que mantém pelo menos 15 agentes nas ruas da cidade diariamente. Esse número aumenta quando há grandes eventos ou necessidade de reforçar a escala, porque mais de 90% da corporação é capacitada para atuar nesse serviço.

Alunos são transportados pelos ônibus da Secretaria de Educação

Museu Imperial, Parque Municipal, Palácio Itaboraí e Casa de Santos Dumont. Esses são alguns dos lugares que foram visitados por alunos das escolas e Centros de Educação Infantil da rede municipal nos últimos dois anos e sete meses. No total, foram 2.220 passeios que foram garantidos pelos 21 ônibus da frota da Secretaria de Educação.

O prefeito salienta, ainda, a segurança no transporte. 

Em 2017 foram, ao todo, 650 passeios realizados com estudantes. Em 2018 foram 800 e em 2019, até o momento, o registro é de 770 passeios.

O planejamento é de que os passeios continuem até o final do ano letivo. “Ampliamos o atendimento e, até o final do ano, a expectativa é de que mais de 50 mil alunos tenham sido atendidos no transporte escolar. Ajustamos os cronogramas para garantir que todas as solicitações sejam atendidas”, explica o responsável pelo Departamento de Transportes da Secretaria de Educação, Luiz Antonio Romão.

Durante a semana, os alunos da Escola de Educação Especial Santos Dumont – que atende 22 alunos surdos – e os que participam das atividades extracurriculares no Centro de Referência em Educação Inclusiva João Pedro de Souza Rosa – 282 alunos – participaram da 1º Jogos esportivos realizado em conjunto pelas unidades. A ação contou com jogos ecléticos e até abertura oficial com direito a juramento, dança, evolução de bandeiras e tocha.

“Dimensões curriculares: aprendizagens cotidianas e aprendizagens científicas”. Esse foi o tema do 3º encontro de formação para orientadores realizado pelo Departamento de Educação Especial da Secretaria de Educação realizado nessa sexta-feira (23.08) na Casa da Educação Visconde de Mauá. Na ocasião, a responsável pelo Departamento de Educação Especial, Bianca Caetano, abordou a questão das adaptações no currículo escolar que podem ser necessárias para melhor acolhimento dos alunos matriculados na modalidade de inclusão. “Para garantir e ensino e o bom aproveitamento os profissionais podem usar alguns suportes e a ideia da formação é a de analisar o que pode ser feito para acentuar a aprendizagem”, explicou.

Pagina 1 de 1300

Notícias por data

« Agosto 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31  

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

iptu

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

cmv-logo

Relatorio CMVP