Sirenes móveis reforçam a importância do isolamento social

A Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias realizou a operação Alerta Coronavírus no Fazenda Inglesa e em Araras nesta quarta-feira (27.05). Com o apoio de dois veículos operacionais, equipados com as sirenes móveis, as equipes reforçam a importância do isolamento social e pedem que a população use máscaras.  A ação reforça o trabalho de prevenção realizado pela prefeitura contra o coronavírus.

Os agentes passaram pelo Centro de Araras, Poço dos Peixes, Estrada do Mata Cavalo, na rua Maria Oliveira, Vista Alegre e Fazenda Inglesa com os veículos. Ontem (26), os veículos estiveram na Rua Condessa Barbosa (Comunidade do Frias, em Corrêas), Calembe e Águas Lindas (Nogueira). Na segunda (25), a operação foi realizada no Amazonas, Duarte da Silveira, João Xavier, Florido, João Ventura Torres, Fragoso, Boa Vista, Veridiano Félix e Jardim Salvador.

Na semana passada, as viaturas estiveram pelas ruas do Bataillard, Pedras Brancas, Mosela, Bingen, Bairro Castrioto, Bairro da Glória, Siméria, Amazonas, Dr. Thouzet, Castelânea, Centro, Morin, Chácara Flora, Sargento Boening, Bela Vista, Loteamento Samambaia, Humberto Rovigatti, Praça da Igreja Matriz de Cascatinha e Alcobacinha.

O trabalho dos agentes pelos bairros reforça o trabalho realizado pelas sirenes fixas. Diariamente, os 20 conjuntos do Sistema de Alerta e Alarme de Petrópolis são usados pela prefeitura para pedir que a população evite sair de casa. As sirenes fixas tocam às 10, 16 e 20h. Os bairros são: Gentio, Buraco do Sapo, 24 de Maio, Alto da Serra, Bingen, Dr. Thouzet, Independência, Quitandinha, São Sebastião, Sargento Boening, Siméria e Vila Felipe.

Alteração de protocolo prevê testagem em todos os pacientes que apresentem sintomas compatíveis com a doença há mais de sete dias

A vistoria foi realizada na manhã desta quarta-feira (27/05) pelo prefeito e pela secretária de Saúde do município. Segundo alteração do protocolo, a partir de hoje, todos os pacientes que derem entrada nos pontos de apoio, no Centro e Itaipava, com quadro clínico de COVID-19 acenado pelas equipes médicas, farão testagem rápida no próprio local. Até o momento, apenas classes segmentadas vinham sendo testadas, como pessoas a partir de 60 anos, agentes de saúde e segurança em atividade e seus familiares. Com a implementação de um novo segmento, a prefeitura estima um melhor acompanhamento dos casos de coronavírus na cidade.

Na visita ao ponto de apoio, a secretária de saúde do município, Fabíola Heck, deixou claro, mais uma vez, quais critérios serão adotados diante da alteração do protocolo. Segundo a secretária, nem todas as pessoas deverão ser testadas devido à ausência de sintomas preestabelecidos na própria nota técnica relativa à pandemia no município.

Apenas os pacientes que fecharem diagnóstico completo para a doença poderão ser testados. Os médicos são os responsáveis por esse processo nos próprios pontos de apoio. Lembro, novamente, que, além dos sintomas clássicos da enfermidade, só serão testados pacientes cujos sintomas tenham se iniciado há, pelo menos, sete dias. Essa determinação não é nossa, mas sim do próprio fabricante dos kits. O manual de uso deixa claro que o teste não é capaz de detectar a doença antes deste prazo. 

Segundo a SMS, a implantação do novo perfil de pacientes, descrito na nota técnica, se dá em virtude do aumento do número de casos e da necessidade da secretaria em estabelecer o perfil de propagação do coronavírus no município.

A Secretaria de Educação montou um protocolo de orientação para os pais ou responsáveis por alunos matriculados na rede municipal de Educação sobre como proceder em caso de perda do cartão do Programa Merenda Certa, de senha ou roubo do cartão. Aqueles que ainda não buscaram o cartão – desde a primeira etapa de entrega – tem até o dia 5 de junho para fazê-lo.

A segunda recarga do cartão já foi realizada pela Secretaria de Educação. Desde o início do programa, cerca de 40 mil cartões foram entregues – um para cada aluno – no valor de R$ 70 para a compra de alimentos que deverão reforçar a alimentação nesse período de suspensão das aulas, devido as ações de prevenção ao coronavírus.

Orientações:

Quem ainda não retirou o cartão: O responsável que não pegou o cartão deve procurar o Departamento de Inspeção Escolar, na Secretaria de Educação, até o dia 5 de junho com documento de identificação. A inspeção entregará o cartão e imediatamente informará ao departamento financeiro para que o desbloqueio ocorra em um prazo de 24 horas.

Perda de senha: Primeiramente o responsável deverá ligar para o número que consta no verso do cartão. Caso encontre dificuldade em resolver o problema, ele deve procurar a equipe gestora da unidade escolar, que entrará em contato com a Secretaria de Educação. Em último caso, o responsável deverá comparecer à Inspeção escolar para que se faça o bloqueio do cartão e seja feito o pedido de um novo – somente se não tiverem êxito nas duas primeiras tentativas.

Perda do cartão: o responsável deve procurar a equipe gestora da unidade escolar. A escola entrará em contato com Departamento Financeiro da Secretaria de Educação.

Em caso de roubo: O responsável deverá registrar ocorrência na delegacia e apresentar o registro da ocorrência na Inspeção Escolar, para que seja solicitado outro cartão.

Ainda sobre o Programa Merenda Certa: Tanto os alunos dos Centros de Educação Infantil, quanto os das escolas, receberam o cartão – um por aluno. O investimento é de aproximadamente R$ 2,8 milhões por mês provenientes de recursos próprios do poder público. A prefeitura entregou, ainda, um reforço alimentar, por intermédio de alimentos não perecíveis para alunos dos Centros de Educação Infantil – mais de cinco mil conjuntos foram entregues para famílias dos alunos que tem entre 1 e 5 anos. Essas famílias também receberam o Cartão Merenda Certa. Os bebês matriculados no berçário receberam a formula infantil.

Por determinação da ANS, planos de saúde estão obrigados a cobrir exames para a Covid-19

O Procon/Petrópolis-RJ fez um levantamento com laboratórios do município para averiguar se está sendo cumprida a normativa 453/20 da Agência Nacional de Saúde (ANS), que incluiu testes diagnósticos para infecção pelo novo coronavírus, no Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde, no âmbito da Saúde Suplementar. Desde o dia 12 de março, os planos devem oferecer o exame aos consumidores e respeitarem o prazo limite de três dias úteis, conforme a resolução 259/11.

Segundo a coordenadoria do Procon municipal, a inclusão dos testes para a Covid-19 na lista de exames que devem ser cobertos pelos planos de saúde segue o mesmo padrão de qualquer exame incluído pela ANS.

A ANS esclareceu, por meio de seu portal na internet, que a cobertura do tratamento aos pacientes diagnosticados com o Covid-19 já é assegurada aos beneficiários de planos de saúde, de acordo com a segmentação de seus planos (ambulatorial, hospitalar).

Os artigos 10 e 12 da Lei de Plano de Saúde já previam a cobertura de doenças da Classificação Internacional de Doenças (CID), como é o caso da Covid-19. Vale ressaltar que, para a cobertura, é necessário que o paciente/consumidor seja avaliado por um médico que deve emitir a justificativa do pedido do exame e do tratamento.

No levantamento feito pelo órgão de defesa do consumidor junto aos laboratórios o preço médio do exame tipo PCR, que só é realizado em Hospitais particulares, custa R$ 350.

Procon consulta farmácias sobre testes rápidos

O órgão de defesa do consumidor também fez um levantamento com seis redes de farmácias do município a respeito do teste rápido regulamento pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa.

Trabalho, que teve início ainda em 2019, deve ser entregue até o fim do próximo mês

Unidade vai contar com estratégia de saúde da família

O prefeito foi pessoalmente vistoriar as obras da Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro Caxambu, na manhã desta terça-feira (26/05). A unidade, em obras desde o ano passado, tem previsão de entrega até o fim do próximo mês. No local, os pacientes poderão contar com a estratégia de saúde da família. Além disso, salas de vacinação, ginecologia, odontologia, procedimentos, curativos e farmácia própria já estão em fase de acabamento.

A UBS recebeu pintura externa e interna, organização de consultórios e, até a próxima semana, finaliza os trabalhos de parte elétrica e hidráulica. Além disso, todos os banheiros da unidade passaram por obras de adaptação voltadas aos portadores de necessidades especiais e cadeirantes. A unidade vai contar com uma equipe composta por um médico, um enfermeiro, um técnico de enfermagem, um dentista e um auxiliar de saúde bucal.

Exames serão direcionados a todos os pacientes que apresentem sintomas há, pelo menos, sete dias

Quadro clínico mantém relevância por parte das equipes médicas

A partir da próxima quarta-feira (27/05), a Secretaria de Saúde de Petrópolis vai adotar a alteração do protocolo relativo a testagem de pacientes suspeitos de Covid-19 na cidade. A nota técnica conjunta nº2/2020, editada na última segunda-feira (25/05) pela SMS, Superintendência de Atenção à Saúde, Departamento de Vigilância em Saúde e Coordenadoria de Vigilância Epidemiológica, traz novas orientações aos serviços de saúde quanto à coleta de swab e realização dos testes rápidos. Até o momento, os testes vinham sendo aplicados em classes segmentadas, como pessoas acima de 60 anos, indivíduos internados com sinais e sintomas, profissionais de saúde e de segurança, em atividade, e seus familiares.

A partir de amanhã, seguindo determinação do Ministério da Saúde e Secretaria Estadual de Saúde, todos os pacientes sintomáticos atendidos nos pontos de apoio, do Centro e Itaipava, que apresentem quadro clínico compatível com a doença e tenham mais de sete dias do aparecimento dos sintomas serão testados.

Segundo a secretária de Saúde, pacientes que não se encaixarem no perfil exigido não serão testados, sendo encaminhados ao isolamento domiciliar e indicados a buscar atendimento de urgência em caso de necessidade. A implantação do novo perfil de pacientes, descrito na nota técnica, se dá em virtude do aumento no número de casos e da necessidade da SMS em estabelecer o perfil de propagação do coronavírus no município. Mais 2.480 testes rápidos foram enviados pelo Estado a Petrópolis na última segunda-feira (25/05), ampliando ainda mais o mapeamento dos casos da doença na cidade.

Uma nova pauta formativa está sendo realizada pelo Departamento de Educação Especial da Secretaria de Educação nesse período de suspensão das aulas na rede municipal, devido as ações de prevenção ao coronavírus. Na última semana teve início a formação dos orientadores escolares através de encontro realizado pela internet.

Segundo a organização do departamento foram organizados dois grupos de estudos semanal, com o nome de GEPEDE - Grupo de Estudos e Práticas em Educação Especial - cuja proposta é estudar sobre a relação da neurociência e a educação. Nos encontros do GEPEDE os orientadores têm a oportunidade de se aprofundar na temática tendo por base o livro: Neurociência e Educação – Como o cérebro aprende, de Ramon M. Cosenza e Leonor B. Guerra – editora Artmed.

Os encontros acontecerão sempre às quartas e quintas-feiras a partir de 15h, pelo aplicativo Zoom. Já são 38 orientadores inscritos.

“A escola trabalha com o conhecimento e, precisamos compreender como se dá a aquisição deste conhecimento pelo cérebro. Portanto, não se trata de falar apenas da neurociência para os orientadores, e sim de proporcionar momentos de estudo sobre a aquisição da aprendizagem, tendo por base o conhecimento sobre o funcionamento cerebral”, disse Kelly Grandi – professora e formadora integrante da Equipe do Departamento de Educação Especial.

Sirenes móveis reforçam a importância do isolamento social

A Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias realizou a operação Alerta Coronavírus em Corrêas e em Nogueira nesta terça-feira (26.05). As sirenes móveis estiveram nestes bairros reforçando a importância do isolamento social e pedindo que a população use máscaras. A ação reforça o trabalho de prevenção realizado pelo governo municipal, com o objetivo de evitar a proliferação da Covid-19.

Os veículos passaram pela Rua Condessa Barbosa (Comunidade do Frias), Calembe e Águas Lindas com as mensagens de conscientização. Ontem (13), os veículos estiveram no Amazonas, Duarte da Silveira, João Xavier, Florido, João Ventura Torres, Fragoso, Boa Vista, Veridiano Félix e Jardim Salvador.

Na semana passada, as viaturas estiveram pelas ruas do Bataillard, Pedras Brancas, Mosela, Bingen, Bairro Castrioto, Bairro da Glória, Siméria, Amazonas, Dr. Thouzet, Castelânea, Centro, Morin, Chácara Flora, Sargento Boening, Bela Vista, Loteamento Samambaia, Humberto Rovigatti, Praça da Igreja Matriz de Cascatinha e Alcobacinha.

O trabalho dos agentes pelos bairros reforça o trabalho realizado pelas sirenes fixas. Diariamente, os 20 conjuntos do Sistema de Alerta e Alarme de Petrópolis são usados pela prefeitura para pedir que a população evite sair de casa. As sirenes fixas tocam às 10, 16 e 20h. Os bairros são: Gentio, Buraco do Sapo, 24 de Maio, Alto da Serra, Bingen, Dr. Thouzet, Independência, Quitandinha, São Sebastião, Sargento Boening, Siméria e Vila Felipe.

Novos equipamentos, capacitação de equipes e assertividade nas internações são apontadas como pontos fundamentais no trabalho das unidades

A afirmação foi feita pela secretária de saúde do município. Segundo a secretária, a aquisição de novos equipamentos e o treinamento das equipes de ponta vêm fazendo a diferença nas internações e tratamentos em todas as unidades de saúde que atendem à rede SUS na cidade.

Desde o início da pandemia, a Secretaria de Saúde mantém a preocupação em relação a pacientes que poderiam necessitar de transferência à outras unidades devido à ausência de aparelhos capazes de realizar procedimentos delicados, como a hemodiálise. Diante disso, outras alternativas para o atendimento específico de internos nas unidades de terapia intensiva já estão sendo pensadas pela prefeitura. Um exemplo, é a possível contratação de aparelhos responsáveis pelo tratamento.

Segundo o Diretor Geral das Unidades de Pronto Atendimento de Petrópolis, José Vitor Caldeira, a prefeitura continua um passo à frente de outros municípios no que diz respeito à retaguarda nos atendimentos.

“Nosso trabalho vem sendo feito de forma assertiva. Enquanto outras cidades têm dado muito valor à construção de hospitais de campanha, por exemplo, Petrópolis vem mantendo uma visão mais adiantada em relação à pandemia e garantindo unidades próprias que vão permanecer na cidade após a crise. Temos nossos leitos e vamos abrir ainda mais a partir de 1º de junho, com os 25 leitos de UTI na UPA Vermelha”, garantiu o diretor.

Na opinião do médico infectologista, Dr. José Henrique Castrioto, atuante na linha de frente do combate ao Coronavírus, todas as unidades voltadas ao atendimento de pacientes infectados estão mantendo o alto padrão exigido pelo Ministério da Saúde.

“Temos visto um trabalho sendo realizado com extremo profissionalismo e tecnicamente exemplar. Todas as nossas unidades têm tratado os pacientes de forma digna. Até agora estamos conseguindo absorver toda a demanda da Covid-19, mas é de fundamental importância que a população faça a sua parte. Tenho visto uma diminuição na procura dos pontos de apoio e acredito que essa seja a tendência a partir de agora. Mesmo em meio à pandemia, Petrópolis está dando um exemplo na saúde”, afirmou o médico.

A Secretaria de Assistência Social firmou uma nova parceria com a Mitra para uma casa que vai acolher idosos em vulnerabilidade social e pessoas em situação de rua que precisem ficar em quarentena neste período de pandemia do coronavírus. O espaço, que não terá o endereço divulgado para preservar os usuários, conta com capacidade para atender 65 pessoas simultaneamente. Além da equipe técnica, que acompanha os moradores 24 horas por dia, a casa foi equipada e segue todas as recomendações do Ministério da Saúde. O investimento está sendo feito com verba destinada pelo Ministério da Cidadania.

O imóvel, que já está em funcionamento e, atualmente, acolhe três pessoas, conta com três alas distintas: uma para idosos referenciados pelos Creas (Centro de Referência Especializado de Assistência Social); outra para a população em situação de rua que necessitem de isolamento por conta da fragilidade na saúde; e uma classificada como “de emergência” para pessoas que testaram positivo para o coronavírus.

“As pessoas que estão ou virão pra cá são pessoas que não têm para onde ir neste período tão difícil que estamos passando. A casa vai proporcionar um pouco de conforto para eles e com toda a assistência necessária”, explica o prefeito Bernardo Rossi. “Só temos a agradecer por essa parceria em um momento de muita necessidade. Temos que nos unir pra gente vencer esse vírus. Vamos vencer esse vírus o quanto antes, mas enquanto isso vamos ajudar a quem mais necessita”, completa o bispo diocesano de Petrópolis, Dom Gregório Paixão.

A casa vai receber pessoas através do Centro Pop (Centro de Referência Especializado para Pessoas em Situação de Rua) e idosos indicados pelo Cras que se enquadrem no perfil estipulado pela Secretaria de Assistência Social. O local terá alimentação para os usuários, sala de enfermagem e também acompanhamento da Secretaria de Saúde.

Pagina 1 de 1478

Banner INFOS ATUAIS2

Notícias por data

« Maio 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31

Prestação de conta COVID-19

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

Cadastro da inscrição do IPTU para crédito da Nota Imperial

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo