A Semana da Árvore teve a abertura oficial da Prefeitura na noite de quarta-feira (17/9), na Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FMP/Fase), com palestra do ambientalista Leonardo Boff. Na ocasião, foi ainda exibido o vídeo “As 4 Ecologias”, de Boff, e realizado um debate sobre a necessidade de conscientização da humanidade sobre a urgência de vivermos de uma forma mais harmoniosa com o planeta.

Com uma programação especial para comemorar o Dia da Árvore, celebrado no dia 21 de setembro, a Semana da Árvore teve início na sexta-feira (12/9) e vai até o próximo domingo (21/9), e é uma realização da Prefeitura, por meio das secretarias de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e da Educação, em parceria com o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) e da Reserva Biológica Estadual de Araras (Rebio Araras). O objetivo da semana é estreitar os vínculos entre a população e o meio ambiente.

Na abertura da Semana da Árvore, o secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Almir Schmidt, destacou a presença de professores, estudantes e militantes da defesa do meio ambiente. “Para mim, é um grande orgulho encontrar amigos, ex-alunos e representantes dessa causa em que lutei por 34 anos”, disse, ressaltando que “é possível, sim, que humanidade e natureza convivam em harmonia”.

Leonardo Boff lembrou que a teologia da libertação, movimento do qual foi expoente, fez a opção dos pobres contra a pobreza. Ao se aprofundar sobre a ecologia dentro da teologia da libertação, Boff entendeu que “o grande pobre é o planeta, que é o mais explorado”.

“Hoje vivemos uma ideia de progresso ilimitado. Essa ideia de progresso ilimitado é ilusória, porque a Terra é limitada. Estamos destruindo as bases físicas e químicas que construíram a vida”, disse Boff. “Os grandes produtores dessa contaminação da Terra são as grandes empresas. Temos que falar sobre isso, porque podemos chegar atrasado, e aí sim chegaremos ao encontro do destino dos dinossauros”. Ele ainda destacou que “a poluição de agora vem de 10, 15 anos. A de agora, nossos filhos e netos vão sofrer as consequências. Temos que amar o invisível. Os que não nasceram ainda.

Também estavam presentes na abertura da Semana da Árvore o coordenador de Projetos de Extensão da FMP/Fase, Ricardo Tammela, o superintendente do Inea, Marcus Lima, e o chefe da Rebio Araras, Ricardo Ganen.

As atividades da Semana da Árvore são gratuitas e seguem até o próximo domingo, com ações no Parque Natural Municipal Padre Quinha, na Avenida Ipiranga, a partir das 10h. A programação completa está disponível no site da Prefeitura: www.petropolis.rj.gov.br. Na programação estão exposições, distribuição e plantio de mudas, oficinas, contação de histórias, palestras e debates.

Sexta, 19 Setembro 2014 - 11:04

Prefeitura nomeia 120 servidores da Educação

A Prefeitura está nomeando mais 120 servidores da Educação. Foram convocados auxiliares de serviços gerais, cozinheiros, educadores de educação infantil, inspetores de disciplina e professores de educação básica (Educação Infantil, Ciências, Educação Física, Geografia, História, Língua Inglesa e Língua Portuguesa). A lista com os nomes foi publicada no Diário Oficial do dia 13 de setembro e também pode ser encontrada no site do município (www.petropolis.rj.gov.br).

Esses servidores nomeados se somam aos mais de 1.100 concursados da Educação convocados e já empossados desde janeiro de 2013. O objetivo do prefeito Rubens Bomtempo com a medida é garantir avanços sustentáveis para a educação, valorizando os concursados e dando ensino de qualidade na rede municipal.

A secretária de Educação, Mônica Freitas, lembra que, entre janeiro de 2013 e julho de 2014, 1.446 candidatos aprovados no concurso público foram convocados, número cinco vezes maior do que o registrado em 2012. Destes, 1.101 foram empossados. “Chamamos 230 concursados além do número de vagas oferecido pelo concurso”, lembrou.

O município também garantiu o enquadramento de 1.125 servidores no Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) – processo que estava congelado desde 2011 – e reajustes salariais acima da inflação - 8% de reajuste salarial em 2013 e 8% em 2014, que representaram um ganho real para os profissionais. Mônica também citou a preocupação em oferecer uma merenda mais saudável para os alunos do município, a ampliação do Mais Educação, a Gincana Escolar, a recuperação dos laboratórios de informática e a expansão do Prouca, que, em 2015, será estendido para mais 24 unidades de ensino, como avanços na área.

Segue a lista dos nomeados:

AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS

272° lugar: CATIA APARECIDA DOS SANTOS RIBEIRO

274° lugar: MARIA HELOISA RAGONE PACHECO

276° lugar: CINARA MILAGRE MATHEUS

277° lugar: HUGO LEONARDO CASTELLO BRANCO MENEZES

278° lugar: ELIETE VECCHI WAYAND SEVERINO

280° lugar: ANTONIO DOS REIS

281° lugar: REGINA MARCAL

COZINHEIRO

137° lugar: RODRIGO MONTEIRO DA SILVA

139° lugar: MARIA EDNA LACERDA DA SILVA

141° lugar: ALEXANDRE SALDANHA DE JESUS

142° lugar: DEBORA DE FATIMA BRUM

143° lugar: LUCIA DE FÁTIMA DE PAULA LOBO DOMINGOS

144° lugar: APARECIDA ELIDIA DA SILVA

145° lugar: ADRIANA SEVERIANO DE SOUZA

146° lugar: ANA LUCIA DA CRUZ

147° lugar: NORMA SUELI DIAS DE SOUZA ALEXANDRINO

148° lugar: MARLENE HONORATO DE OLIVEIRA SANCHES

149° lugar: JANE MENEZES DE MUNIZ

150° lugar: CLEIDE DA SILVA VILLA NOVA FERREIRA

151° lugar: CÍNTIA PEREIRA PINTO

152° lugar: DAYSE APARECIDA TRINDADE AGUIAR

153° lugar: MARIA JOSÉ RODRIGUES DOS SANTOS

154° lugar: GISELE FERNANDA DA SILVA CAITANO

155° lugar: SOLIMAR MARIA DA SILVA

156° Lugar: DAIANE COPPE CORDEIRO

157° lugar: JAQUELINE JANIQUES DE CARVALHO

158° lugar: DAIANA DE OLIVEIRA DOS SANTOS

159° lugar: GRAZIELLA DE SOUZA FERREIRA DA SILVA SÁ

161° lugar: FERNANDA PATRICIA DA SILVA

EDUCADOR DE EDUCAÇÃO INFANTIL

370° lugar: ADRIANA VIRGINIA DE SOUZA B. DOS SANTOS

372° lugar: ANA CAROLINA CAETANO DA SILVA

375° lugar: MARCIO LUCERO DA CONCEIÇÃO SILVESTRE

376° lugar: MONICA MELLO BORGES DE ABREU

377° lugar: ADENILSON HONORATO DA SILVA

378° lugar: GLAUCIENE BATISTA DA SILVA

379° lugar: DENIS GONÇALVES BARBOSA

380° lugar: POLIANA DUTRA CANEDO

381° lugar: HELOISA NEVES NOGUEIRA

382° lugar: FABIANA CAROLINA NINHAUS BASTOS

383° lugar: SHIRLEY MARIA DA SILVA

384° lugar: MONICA AMORIN DA SILVA

386° lugar: DOLWER DA ROCHA MADUREIRA

387° lugar: SHEILA ALVES TEIXEIRA DE CASTRO GUEDES

388° lugar: JESSICA DE SOUZA VIEIRA MARTINS

390° lugar: MICHELE DE FATIMA DE PAULA

391° lugar: CHRISTINA CABRAL RIEGER DE MENEZES

392° lugar: JACQUELINE APARECIDA F. DOS SANTOS JORDÃO

393° lugar: TATIANA FERREIRA MARTINS

394° lugar: TAMIRES ALVES RODRIGUES

395° lugar: MARCOS HILARIO GONÇALVES DE CARVALHO

396° lugar: NATÁLIA DA SILVA TEIXEIRA

397° lugar: THUANE ZARLOTTI DA COSTA

398° lugar: MARLENE DE SOUZA GOMES

400° lugar: MONIQUE DA VEIGA BOTELHO

402° lugar: MARILENE PEDRO DA SILVA FERREIRA

404° lugar: TAMIRES DA COSTA SOARES

405° lugar: SIMONE DE ALMEIDA MENDES DO RIO

406° lugar: DANIELE CASTILHO DE SOUZA LIMA

408° lugar: MARGARIDA MARIA MATOS DA SILVA

409° lugar: CRISTIANE ROMEU PASCHOAL

410° lugar: FERNANDA JULIO DA SILVA

411° lugar: LUCIANA SOARES MACHADO DOS ANJOS

413° lugar: ALESSANDRA FERNANDES DO PRADO GAMBERALI

414° lugar: FERNANDA GUIOMAR BAPTISTA DE MORAES

415° lugar: PRISCILA FERNANDES DSA COSTA

416° lugar: DÉBORA FERREIRA DA SILVA

417° lugar: SANDRA REGINA DE ANDRADE

419° lugar: TERESA CRISTINA BALTAR RIBEIRO

420° lugar: MARA NUBIA PETERS

421° lugar: ROSANGELA DUQUE

422° lugar: ELIANA FERREIRA LIMA DA CRUZ

423° lugar: RENATA DE OLIVEIRA

424° lugar: CRISTIANE ADÃO

426° lugar: SILVANA COPAR DA SILVA NOGUEIRA

427° lugar: VIVIA MARA DA SILVA NASCIMENTO

428° lugar: LIDIANE DA SILVA MORELLI

429° lugar: ESTER DA SILVA CASTRO

430° lugar: ELIANA VIEIRA ALVES

431° lugar: RAPHAELA TOMÉ PEREIRA

432° lugar: GEYSEANE DOS SANTOS MELGAÇO E SILVA

435° lugar: ROGERIA DA SILVA BRAGA

436° lugar: CÁTIA VIEIRA FERREIRA

437° lugar: CATIA DE FATIMA RAMALDIS

438° lugar: JOSEANE APARECIDA FRANCELINO PEREIRA

439° lugar: CARMEN LUCIA BRAND CABRAL DA PONTE

440° lugar: ISABEL CRISTINA BAPTISTA PIRES DA CRUZ

441° lugar: EMILENE OLIVEIRA FERREIRA DA SILVA DOS SANTOS

442° lugar: ERICA BARCELOS DE CAMPOS

443° lugar: TAMIRIS CASTILHO DA CUNHA

444° lugar: THALITA VERAS DE MATTOS

INSPETOR DE DISCIPLINA

66° lugar: FELIPE FONTES DE AGUIAR

67° lugar: CRISTIANE DE MELLO BOTELHO

69° lugar: RODRIGO GONÇALVES DA COSTA

71° lugar: NATHALIA PRISCILLA DO NASCIMENTO

PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA – EDUCAÇÃO INFANTIL

136° lugar: ADELIA DE FATIMA COUTO DA SILVA

137° lugar: BRUNA RIBEIRO DE SOUZA

139° lugar: ALINE THOMAZ DE CAMPOS

140° lugar: FERNANDA TORRES FERREIRA DOS SANTOS

141° lugar: KELLEN SOARES QUINTANILHA

142° lugar: JARLENI DE ABREU MARCELLINO

143° lugar: CATARINA DE LURDES LAVIOLA

144° lugar: VALDIRENE APARECIDA F. MACEDO CARNEIRO

PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA – CIÊNCIA

25° lugar: LUANA LIMA DE OLIVEIRA

26° lugar: RENATA DE SOUZA

PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA – EDUCAÇÃO FÍSICA

14° lugar: BRUNO ROGÉRIO COSTA CORREIA

15° lugar: FABIO TURL DA SILVA

16° lugar: GUILHERME LEAL VIEIRA

17° lugar: MAURICIO BAIRRAL MANZINI

18° lugar: VIVIANE PORTELA TAVARES

21° lugar: DANIEL DE FREITAS OLIVEIRA JUNIOR

23° lugar: JOSE LUCIANO CANTO MACARIO

PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA – GEOGRAFIA

26° lugar: RAPHAEL DOS SANTOS MACHADO

27° lugar: ANNE CAROLINA FARIA DE LIMA

28° lugar: ELISE ALVES PACHECO LUCAS

PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA – HISTÓRIA

29° lugar: CAROLINA PAZOS PEREIRA

30° lugar: FABIO MILANA

PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA – LÍNGUA INGLESA

08° lugar: VINÍCIUS DE MEDEIROS DIAS

09° lugar: MARIA GENOVEVA BOTTIROLI

PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA – LÍNGUA PORTUGUESA

27° lugar: RENATA SIQUEIRA DA COSTA

28° lugar: MARIANA DE PAULA LEITE

Cerca de 30 feirantes participaram na última quarta-feira (17/9) do curso “Qualidade no atendimento”, sobre como lidar com os clientes. A iniciativa da Prefeitura, por meio da Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Produção, visa a modernização das feiras livres de Petrópolis. Mais duas turmas farão o curso nas próximas quartas-feiras (24/9 e 1º/10).

O curso foi ministrado por técnico do Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas do Estado do Rio de Janeiro (Sebrae), na sede da Secretaria de Proteção e Defesa Civil, no Centro. “Com o mundo competitivo de hoje, o vendedor tem que ter algo especial, diferente do que o que os outros fazem. E isso os feirantes sabem fazer, sabem cativar os clientes. Esse curso de capacitação é para dar ainda mais ferramentas para os feirantes lidarem com os clientes, para eles saberem o que fazer quando o cliente estiver de mau humor, por exemplo. A ideia do curso é ajudar o feirante a entender o cliente”, disse o secretário de Agricultura, Abastecimento e Produção, Leonardo Faver.

A feirante Juliana Aparecida, que trabalha há 10 anos na feira livre da Rua Visconde de Souza Franco, no Centro, elogiou o curso. “Foi muito bom. É sempre bom nós aprendermos, porque lidamos muito com o público”, disse.

Já Etevilna Rodrigues trabalha há 25 anos na feira do Centro. Ela ficou satisfeita com as dicas. “É importante, porque um erro que nós cometemos já prejudica”, disse.

São 13 feiras livres em Petrópolis: Alto da Serra, Bingen, Cascatinha, Francisco Manoel, Henrique Rafard, Indaiá, Manga Larga, Nogueira, Ponte do Fones, Praça Pasteur, Quitandinha, Visconde de Souza Franco e Visconde do Uruguai (Valparaíso).

“As feiras livres são muito importantes para o município. Na geração de empregos, por exemplo, porque são mais de mil pessoas trabalhando direta e indiretamente nos cerca de 300 pontos de barracas que temos em Petrópolis. É importante também para a economia, para a segurança alimentar, por levar alimentos frescos e saudáveis para a população. Além disso, há também a questão social, porque muitos alimentos são doados a entidades de caridade”, disse Faver.

A Prefeitura e o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) realizaram nesta quinta-feira (18/9) um seminário com profissionais do Ensino Fundamental da rede municipal de educação como parte das ações de mobilização e conscientização da Campanha Municipal de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Contra Crianças e Adolescentes, iniciada em maio deste ano. O seminário foi realizado no salão nobre da Universidade Católica de Petrópolis (UCP) e reuniu cerca de 100 profissionais, entre professoras, educadoras e orientadoras.

Presidente do CMDCA e secretária chefe de Gabinete, Luciane Bomtempo lembrou que a iniciativa desperta a atenção de profissionais da educação para o problema. “O abuso e a exploração sexual são problemas sociais que podem ser percebidos entre os muros da escola. É importante que os profissionais saibam como identificar que uma criança está passando por essa situação. Assim, poderão levar a denúncia aos órgãos competentes”, explicou.

A secretária de Educação, Mônica Freitas, lembrou que todo dia 18 Prefeitura e conselho se unem para realizar ações em alusão a campanha. “Realizamos um primeiro seminário com profissionais da Educação Infantil e estamos, agora, dando continuidade com esse encontro que tem como público alvo quem trabalha com o primeiro seguimento do Ensino Fundamental”, disse.

A coordenadora do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), Jaqueline do Valle Garcia, a neuropediatra Ana Maria Galheigo e o comissário de menor da Vara da Infância, Marcelo Botelho, realizaram as palestras. “Sempre que um profissional suspeitar que há
abuso deve levar o caso para o setor de psicologia escolar da secretaria de Educação para que possamos encaminhar para o Creas, o Conselho Tutelar e o Juizado”, explicou a coordenadora do Creas.

Para a neuropediatra Ana Galheigo é importante ficar atento às mudanças de comportamento nas crianças, um dos principais sinais de que os menores estão sofrendo abuso. “Criança não muda de comportamento ou de humor de uma hora para outra. Isso é sinal de que algo está acontecendo”, ressaltou, acrescentando que esses casos acontecem em todas as classes sociais, étnicas, culturais e religiosas. “A maioria dos abusos acontece no ambiente familiar, por alguém que a criança confia e ama”, alertou.

As ações de conscientização da Campanha Municipal de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Contra Crianças e Adolescentes serão realizadas todo dia 18 de cada mês. A intenção é envolver e conscientizar a população na luta contra o abuso e exploração sexual.  Além do Disque 100, as denúncias podem ser feitas também pelos telefones 125 (Conselho Tutelar Petrópolis) e 2237-0067 (Conselho Tutelar dos distritos).

Terminam nesta quinta-feira (18/9) as inscrições para a décima primeira edição da Conferência Municipal de Trânsito e Transportes, que será realizada no próximo sábado (20/9), às 8h, no auditório da Associação Comercial e Empresarial de Petrópolis (ACEP). Com o tema “Mobilidade, Vida em Movimento”, a conferência terá foco nos ciclistas e pedestres. Durante a  Conferência também serão eleitos 11 membros da sociedade civil para o Conselho Municipal de Transportes (Comutran). Para o encerramento está previsto passeio ciclístico e caminhada no domingo (21/9).

As inscrições podem ser feitas pela internet, no site www.conferenciapetropolis.com.br, ou ainda na CPTrans (Rua Alberto Torres, 115, Centro). Os primeiros 300 inscritos receberão kits para participar do passeio ciclístico e da caminhada, marcada para domingo (21/9), com concentração às 9h, na Casa da Educação Visconde de Mauá.

A conferência deste ano contará com uma roda de debates com a participação de profissionais ligados à questão da mobilidade, como Ruy Avancini, Arthur Castro, Renato Farjalla, Bruno Christ e Jarbas Braga Neto. O objetivo é despertar a atenção da sociedade sobre a importância dos meios não motorizados, não só para melhorar o trânsito nas cidades, como também para uma vida mais saudável e sustentável. As atividades para o Dia Mundial Sem Carro, em 22 de setembro, também serão divulgadas na Conferência: a Prefeitura preparou uma programação para crianças e adolescentes de seis escolas da rede municipal, de 9 às 12horas, na Sala Humberto Mauro, no Centro de Cultura Raul de Leoni (praça Visconde de Mauá, 305). Os jovens receberão informações sobre Mobilidade Urbana em duas palestras e farão uma oficina de pintura. A proposta é sensibilizar os estudantes para que eles sejam multiplicadores das questões que envolvem a mobilidade.

O Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro considerou ilegal a greve deflagrada no dia 4 de setembro pelo Sindicato Estadual de Profissionais da Educação. Na decisão, a presidente do TJ, desembargadora Leila Mariano, determinou a imediata suspensão da paralisação e o retorno dos servidores às suas atividades, sob pena de multa diária de R$ 50 mil, “sem prejuízo das sanções e responsabilidades cabíveis”. A secretária de Educação, Mônica Freitas, destacou que a medida protege os alunos da rede municipal e seus responsáveis, que têm assegurado pelo município e agora pela justiça o direito básico à educação.

Em seu texto, a desembargadora lembra que “a legalidade e legitimidade do movimento grevista dos servidores públicos impõem o esgotamento de todas as alternativas de composição”. “O Tribunal de Justiça reconheceu os esforços do governo, que mantinha um diálogo permanente com o sindicato e foi surpreendido por paralisações injustificadas. A mesa de negociações estava aberta e o sindicato rompeu com essa relação sem aviso prévio à Prefeitura e à comunidade. Com a decisão, a justiça reconheceu que o interesse coletivo se sobrepõe quando se trata da prestação de serviços essenciais à população”, lembrou o Procurador Geral do Município, Marcus São Thiago, agradecendo a grande maioria dos servidores que, num sinal de confiança às ações do governo e de responsabilidade com os estudantes, se manteve nas unidades de ensino.

O secretário de Administração e Recursos Humanos, Henrique Manzani, lamentou que a mesa de negociação com o governo tenha sido transformada em palco de um embate político. “O movimento claramente tem motivações eleitoreiras. Usaram pessoas de bem para tentar criar atritos, para desgastar o governo. É ruim ver que ainda tem gente que, ao invés de buscar o bem da cidade, segue a linha do “quanto pior, melhor”. Recorremos à justiça para proteger os alunos e a verdade venceu a mentira. Agora, vamos buscar o diálogo de forma séria e responsável, respeitando a limitações legais, orçamentárias e financeiras”, afirmou.

A secretária Mônica Freitas anunciou que os assuntos relacionados à Educação, incluindo as ações para valorização dos servidores da categoria, agora serão levadas ao Conselho Municipal de Educação (Comed) – que reúne representantes do governo municipal, do Legislativo, da diretoria regional da Região Serrana I, de entidades de classe, de instituições de ensino, de docentes, de alunos, de pais e/ou responsáveis, de organizações sociais, do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e de organizações sociais. “Vamos dar ainda mais transparência a todos os dados aos quais o Sepe já teve acesso”, finalizou.

A Secretaria de Proteção e Defesa Civil deu início neste mês a mais uma etapa da campanha de prevenção de desastres das chuvas no município. Quinze mil cartilhas foram produzidas pela secretaria com dicas simples de como deixar a casa mais segura, o que fazer antes, durante e depois das chuvas, sinais de que a casa apresenta riscos, telefones úteis, entre outras orientações. O material já começou a ser distribuído nas comunidades. O objetivo da Defesa Civil é divulgar cada vez mais em Petrópolis a cultura da prevenção, para que poder público e população atuem juntos na redução de riscos de desastres naturais.

Para a distribuição do material nas comunidades, a Defesa Civil conta com a parceria dos agentes das Unidades de Proteção Comunitária (UPCs), instaladas no Quitandinha, Ferroviários, Vila Felipe, Duques, Sargento Boening, São Sebastião, Siméria, Independência, Dr. Thouzet e 24 de Maio. O material também será levado aos 54 Núcleos Comunitários de Defesa Civil (Nudecs) criados pela Prefeitura desde 2013 e também será distribuído em outras ações da Defesa Civil.

“Estamos batendo nessa tecla da prevenção o tempo todo. Estamos insistindo para que a população tenha consciência de que tem que agir preventivamente, não construindo de forma irregular, descartando o lixo na lixeira antes de o caminhão passar, saindo de casa em área de risco quando começar a chover forte”, disse o secretário de Proteção e Defesa Civil, Rafael Simão.

Como frisou Simão, a campanha de prevenção da Defesa Civil é contínua. De janeiro a julho deste ano, foram distribuídos no município cerca de 25 mil panfletos, cartilhas e calendários com dicas e orientações relacionas a deslizamentos e inundações. Naquela etapa da campanha, foi utilizado um material produzido pela Secretaria Nacional de Defesa Civil em parceria com a Prefeitura. Nesta nova etapa, serão 15 mil cartilhas. O material, “Chuvas – Dicas rápidas e fáceis para a sua segurança”, foi produzido pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Proteção e Defesa Civil.

Feirantes do município terão nesta quarta-feira (17/9) a oportunidade de participar do curso gratuito “Qualidade no atendimento”, sobre como lidar com os clientes. A iniciativa da Prefeitura, por meio da Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Produção, é para que as feiras de Petrópolis se desenvolvam cada vez mais, garantindo qualidade no serviço e beneficiando consumidores, vendedores e o município como um todo.

O curso será ministrado pelo Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas do Estado do Rio de Janeiro (Sebrae), na sede da Secretaria de Proteção e Defesa Civil, na Rua Buarque de Macedo, 128, Centro, das 14h às 16h, e é aberto a feirantes e produtores do Hortomercado Municipal, de Itaipava. A iniciativa tem o apoio da Associação dos Feirantes de Petrópolis.

“Esta capacitação dos feirantes é mais uma medida da Prefeitura para levar mais qualidade para as feiras do município. Já fizemos alterações no estacionamento durante os dias de feira no Centro, de forma a facilitar o acesso dos clientes, estamos fazendo teste com máquinas de cartão de crédito nas feiras e avançamos na padronização dos uniformes e das barracas“, disse o secretário de Agricultura, Abastecimento e Produção, Leonardo Faver.

Entre os tópicos que serão abordados no curso, estão “Tratar bem ou atender bem?”; “Superando as expectativas dos clientes”; “Como lidar com situações e clientes difíceis”; e “Como agir mediante reclamações”.  O mesmo curso será realizado nas duas quartas-feiras seguintes (24/9 e 1º/10), para outras turmas de feirantes.

“No curso, também serão discutidos temas específicos das feiras, como o Código de Posturas, por exemplo, e a questão do descarte do lixo, para que não sejam causados transtornos à cidade. As feiras são muito importantes para a segurança alimentar de Petrópolis, já que são vendidos alimentos saudáveis, frescos e de qualidade, e também para a economia do município. Por isso, a preocupação da Prefeitura em sempre investir na qualidade desses espaços”, disse Faver.

A Prefeitura em parceria com a Ampla está promovendo o Projeto Itinearte: Arte, Gestão e Empreendedorismo, curso de artesanato que tem como foco a geração de renda. Setenta e seis artesãos participam do projeto. Eles serão capacitados em gestão cultural, para que se tornem empreendedores formais no mundo da cultura, além de aprenderem técnicas de desenho, escultura e pintura. A capacitação dura cinco dias e está sendo realizada na Casa do Trabalhador, na Rua Dom Pedro.

“Com essa ação, estamos fomentando a economia, visando o artesanato como fonte de trabalho e renda. Temos também a intenção de encaminhar os artesãos participantes que ainda não formalizaram seu negócio, a serem microempreendedores individuais”, explica a secretária de Trabalho, Assistência Social e Cidadania, Fernanda Ferreira.

Regina Maria Caricc é artesã há 40 anos e está participando das palestras. “Ao artesanato é uma paixão e também fonte de renda. Paguei a faculdade do meu filho com o que ganho desse ofício. Ganho mais com meus produtos do que com minha pensão do INSS”, conta.

O Intinearte, desenvolvido pela Ampla, está presente em oito municípios do estado do Rio de Janeiro oferecendo cursos voltados para o aprimoramento artístico-cultural e criativo de alunos de escolas estaduais/municipais, agentes culturais e artesãos.

Mais um espetáculo de qualidade estará no Palácio de Cristal no próximo sábado, dia 20 de setembro, às 18h, na agenda do Projeto Som e Cristal: Meu Brasil Brasileiro com a Orquestra de Metais Jovem Imperial Petropolitana, sob a regência de José Geraldo Rocha de Oliveira, mais conhecido como maestro Jibóia. A realização é da Prefeitura de Petrópolis, por meio da Fundação de Cultura e Turismo, e do Sesi Cultural. Os ingressos custam R$10 e R$5 e a classificação é livre.

 A Orquestra de Metais Jovem Imperial Petropolitana fará uma apresentação com repertório variado, com ênfase nos ritmos brasileiros como samba, choro, bossa nova e MPB. O grupo vai interpretar músicas conhecidas do público como “Odeon” de Ernesto Nazaré, “Carinhoso” de Pixinguinha, “Aquarela do Brasil” de Ary Barroso, “Maria, Maria” de Milton Nascimento e Fernando Brant, entre outras. O espetáculo “Meu Brasil Brasileiro” objetiva a formação de platéia, principalmente entre a juventude, estimulando o gosto pela música instrumental.
 
A criação da Orquestra de Metais é um projeto nascido dentro da Banda Marcial Imperial Petropolitana, detentora dos títulos de vice-campeã nacional e penta campeã estadual na categoria bandas marciais. Os melhores músicos da banda são selecionados para integrar a orquestra e ainda podem se tornar professores de música dentro da própria banda, servindo de referência para esses jovens que integram esse universo da cidade. O trabalho é baseado em conceitos de disciplina, fazendo com que os métodos praticados nas bandas sejam parte de uma oferta profissionalizante aos alunos envolvidos, oferecendo uma bagagem de prática e conhecimentos técnicos. Pertencente à Escola Municipal Dr. Rubens de Castro Bomtempo e sob o comando de Robson Silva Mello, o grupo vem participando da programação cultural da cidade desde o seu lançamento. Turistas, visitantes e petropolitanos que forem ao Palácio de Cristal, irão conferir o resultado de uma atividade levada a sério desenvolvida nas escolas da cidade, atualmente por meio da Associação Petropolitana de Bandas (Apeban).

O Projeto Som e Cristal conta com mais duas apresentações este ano: dia 25 de outubro será a vez da Banda Marcial Wolney Aguiar, também conhecida como banda do Cenip. Já no dia 22 de novembro o show será de Cristiano Gavioli. Os eventos acontecem sempre às 18h, no Palácio de Cristal (rua Alfredo Pachá, s/nº, centro).

Notícias por data

« Setembro 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30            

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

iptu

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo