O Petropolitano Futebol Clube sediou na tarde da última quarta-feira (19/8) o quarto leilão de veículos apreendidos deste ano no município. O evento é realizado pela empresa Rodando Legal, responsável pelo serviço na cidade, com o apoio da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes. Ao todo 274 veículos que estavam há mais de 90 dias no pátio do depósito da empresa, no Morin, foram oferecidos ao público. Destes, 175 foram arrematados pelos participantes.   

O leiloeiro público oficial Alexandro Lacerda comandou a disputa com os participantes através das modalidades presencial e online. O público pode assistir em tempo real através de um telão. Os lances podiam ser dados tanto de forma presencial quanto pela web, por meio da plataforma de leilões da BRbid.

“É a primeira vez que eu venho a um leilão e está sendo uma ótima experiência ter a chance de adquirir um veículo por um preço acessível. Pretendo voltar mais vezes” declarou o carpinteiro Cesar Roberto. O construtor civil Fábio Antônio disse que valeu a pena ter participado do leilão.

“Eu estava trabalhando quando soube que o leilão seria realizado hoje e, quando cheguei aqui, percebi que eu teria oportunidade de fazer um bom lance. Arrematei um veículo por um preço bastante acessível. Fiz um bom negócio” afirmou.

Cinquenta profissionais da rede municipal de educação iniciaram na última quarta-feira (19/8) um curso de inglês promovido pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Educação. As aulas serão realizadas na Casa da Educação Visconde de Mauá e fazem parte do processo de capacitação de professores, educadores, inspetores e merendeiras, entre outros profissionais que compõem a rede municipal de educação.

Para a secretária de Educação, Mônica Freitas o curso é importante para valorizar e capacitar os profissionais. “Registramos uma grande procura pelo curso, o que demonstra o comprometimento dos profissionais em estarem sempre se reciclando e se capacitando. É um compromisso do governo e pedido do prefeito Rubens Bomtempo desenvolver ações para a capacitação dos nossos profissionais”. “Quando abrimos as inscrições, a procura foi bem grande. Em três dias já tínhamos todas as vagas preenchidas”, lembrou a coordenadora da Casa da Educação, Maria Elisa Badia.

A educadora do Centro de Educação Infantil (CEI) Pedras Brancas, Maria Claudia Correa, de 37 anos, foi uma das interessadas pelo curso. “Assim que soube das inscrições procurei fazer a ficha. Sempre é importante aprender um pouco mais”, frisou. Na quarta-feira, os alunos passaram por uma prova de avaliação. “Serão duas turmas, uma de nível avançado e outra de nível básico. Por isso era importante avaliar os alunos antes da primeira aula”, explicou o professor Sandro Bolanho Murta, lembrando que a primeira aula, já com os alunos separados por nível de conhecimento da língua, está prevista para o dia 26.

O curso que é gratuito tem duração de cinco anos. Todo o material didático será distribuído pela Secretaria de Educação. As aulas serão oferecidas uma vez por semana na Casa da Educação.

O prefeito Rubens Bomtempo assinou durante reunião do Conselho Municipal de Esportes e Lazer (CMEL), realizada na última quinta-feira (20/8) na Casa dos Conselhos Municipais Augusto Ângelo Zanatta, o projeto de lei que regulamenta as corridas de rua no município. Agora o documento será encaminhado à Câmara Municipal para apreciação e aprovação.

“É um momento histórico para a cidade. Este projeto foi debatido e discutido pelo conselho de forma democrática. A Prefeitura, a Câmara Municipal e a sociedade civil estão construindo juntos políticas públicas que sem dúvida contribuirão significativamente para a prática esportiva na nossa cidade”, destacou o prefeito. “Estamos valorizando os conselhos, que são instrumentos da participação popular”, frisou. Bomtempo também lembrou o sucesso do Circuito de Esportes e Lazer da Avenida Barão do Rio Branco. “Começou com o Jorginho Banerge, quando ele era secretário de Esportes, logo no início do nosso governo. Hoje o circuito está consolidado”.

O secretário de Esportes e Lazer, Renato Freixiela citou o extenso calendário de eventos esportivos da cidade, entre eles competições de nível nacional e estadual. “Temos realizado eventos em diversas modalidades, que estão movimentando a cidade. Neste ano ainda teremos os jogos estudantis, que vão reunir quase seis mil alunos em 12 locais de provas. Em setembro estaremos realizando a nossa terceira conferência. São eventos importantes para a nossa cidade, que fortalecem o segmento de esportes e lazer”, ressaltou Freixiela.

O vereador Jorginho Banerge também participou da reunião e agradeceu o empenho do prefeito Rubens Bomtempo, do CMEL e da Câmara na elaboração e aprovação do projeto de lei. “Esse é um dos momentos mais importantes da minha vida”, disse. Os vereadores Luizinho Sorriso e Paulo Igor, presidente da Câmara Municipal, participaram da reunião e ressaltaram a parceria do Legislativo com a Prefeitura.

O conselheiro Marcelo Rodrigues, representante do segmento empresarial, também elogiou a parceria com o poder público para o estímulo da prática do esporte na cidade e ressaltou a necessidade de uma regulamentação devido ao grande número de corridas de rua realizadas no ano passado. “Esse processo foi desenvolvido com muito diálogo. Estamos no caminho certo”, frisou.

Na última terça-feira (18/8), a Exposição Inetriana — Impulso, Emoção e Arte, em cartaz no Centro de Cultura Raul de Leoni e promovida pela Prefeitura de Petrópolis, por meio da Fundação de Cultura e Turismo, foi tomada por visitantes ilustres. O artista plástico J. Moreno teve o privilégio de receber os alunos da Creche Lar de Emmanuel, junto com as responsáveis Andreia Bastos e Natasha Clark. A ideia foi mostrar às crianças um pouco de conhecimento sobre arte, já que a instituição realizou o “1º Evento Cultural da Creche Lar de Emmanuel”, com exposições de arte, teatrinho, leituras, dentre outras atividades.

O artista falou um pouco sobre desenho, pintura, e convidou os alunos para mostrarem seus dotes artísticos. As crianças sentaram no chão, se debruçaram sobre os papeis e com giz de cera e com muita imaginação participaram de momentos de pura descontração e magia. O resultado foram as artes que surgiram, revelando a criatividade de cada um.

Segundo J. Moreno, essa é a melhor forma das crianças conhecerem a arte. “Ainda são pequenas, mas é uma sementinha que é plantada, e arte se inicia assim: um rabisco, um traço na liberdade de expressão. Para mim, foi bastante gratificante esse encontro com as crianças, pois quanto mais cedo elas tomam contato com as artes, com os artistas, mais cedo elas começam a definir suas personalidades”, disse.

A mostra coletiva Inetriana — Impulso, Emoção e Arte, traz obras do pai, o artista plástico experimental Jaime Moreno, e do filho, o também artista plástico e designer Pablo Ribeiro, em que compartilham diferentes interpretações sobre o processo criativo de ver e entender a arte contemporânea. Está em exibição na Galeria Aloísio Magalhães, no Centro de Cultura Raul de Leoni, até o dia 29 de agosto, das 10h às 18h, exceto aos domingos.

O prefeito Rubens Bomtempo se reuniu na terça-feira (18/8) em Brasília com o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, para falar sobre projetos apresentados pela Prefeitura para a restauração de importantes imóveis históricos da cidade, como o Palácio de Cristal, o Museu Casa de Santos Dumont e o Palácio Sérgio Fadel. Todos já foram inscritos no Sistema de Convênios do Governo Federal. Ao lado da diretora de Turismo da Fundação de Cultura e Turismo de Petrópolis, Evany Noel, ele lembrou a importância histórica e turística do município e convidou o ministro a conhecer de perto os atrativos da cidade.   

“Petrópolis é um dos 65 destinos considerados pelo Ministério do Turismo indutores do desenvolvimento turístico regional do Brasil. É uma cidade que recebe mais de 1,5 milhão de visitantes todos os anos, que chegam atraídos especialmente por suas belezas naturais e seu rico patrimônio histórico e cultural”, lembrou o prefeito, destacando que Museu Casa de Santos Dumont e Palácio de Cristal estão entre os três pontos turísticos mais visitados do município, atrás apenas do Museu Imperial. “Temos que preservar todo este patrimônio”, destacou.

O setor de turismo é, hoje, uma das mais importantes atividades econômicas do município, responsável pela geração de mais de 8.500 empregos (diretos e indiretos). Gera uma receita estimada em R$ 90 milhões por ano, o que corresponde a 8% do PIB municipal, sem contar o turismo de compras. “O ministro foi bastante receptivo e reconheceu a importância da cidade no turismo do país. Esperamos conseguir trazer mais recursos para esse setor que é tão importante para o nosso município”, finalizou o prefeito.

A Prefeitura apresentou na última terça-feira (18/8), durante audiência pública realizada na Casa dos Conselhos Municipais Augusto Ângelo Zanatta, a proposta do projeto de Lei Orçamentária Anual (LOA) 2016. O texto prevê um orçamento de R$ 846.296.240,28 milhões para o próximo ano, montante que representa aumento de cerca de 5% em comparação com o exercício de 2014. Até o dia 31 de agosto, o documento será encaminhado para apreciação e votação da Câmara de Vereadores.

“O governo projetou o orçamento pensando nas áreas prioritárias, como saúde e educação. A população pode e deve contribuir para esta discussão, por isso a participação popular é tão importante”, explicou o secretário de Planejamento e Desenvolvimento Econômico, Robson Cardinelli, que apresentou o documento na audiência pública. Ele lembrou que o projeto traz informação apenas de investimentos com recursos próprios e frisou que o município incrementa o volume de recursos para investimentos por meio de convênios com os governos federal e estadual.

A planilha apresentada na audiência mostra que os setores de saúde e educação terão o maior volume de investimentos em 2016. Nestas áreas, o município prevê investir no próximo ano, mais do que o exigido pela legislação federal: 52% do orçamento será direcionado para as duas pastas.

“O município vai destinar bem mais do que a legislação prevê, o que evidencia a responsabilidade cada vez maior dos municípios principalmente no financiamento da saúde. As despesas aumentam a cada dia e o Governo Federal não garante esses repasses”, explicou Cardinelli, fazendo referência à obrigatoriedade de destinar 15% do orçamento para o setor.

A Lei Orçamentária Anual inclui o orçamento fiscal do município, seus fundos, órgãos e entes da administração direta e indireta. Também contém o orçamento de investimentos das empresas em que o município detém maioria de capital social, além do orçamento da seguridade social.

A Prefeitura, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e a Secretaria de proteção e Defesa Civil, está lançando um novo material de trabalho que será utilizado nas ações de orientação e prevenção de incêndios florestais. Um pequeno guia, com quatro páginas, mostra, com detalhes, as conseqüências das queimadas e indica o que cada um pode fazer para evitá-las.

O folder será utilizado como material de apoio nas palestras e ações de capacitação promovidas pela Prefeitura com profissionais de diferentes áreas e também nas comunidades. A intenção é difundir cada vez mais no município os riscos que os incêndios florestais representam para a população e para o meio ambiente.

“Estamos em uma época do ano em que o principal risco climatológico é o de queimadas, que são provocadas pela ação do homem, ao colocar fogo no lixo ou no mato, ou quando solta balões. Muitas vezes, a pessoa acha que vai ter o controle do fogo, mas não tem, e acaba provocando uma grande queimada, gerando impactos no meio ambiente e resultando em grandes despesas de órgãos públicos”, lembrou o  secretário de Proteção e Defesa Civil, Rafael Simão.

Ele lembrou que, recentemente os agentes de saúde e de endemias foram capacitados para difundir a campanha nas comunidades. “Precisamos conscientizar as pessoas para que as pessoas não cometam esse crime, previsto até no Código Penal, com pena de prisão. A queimada piora a qualidade do ar, da água, coloca em risco casas e quem mora perto de matas e florestas”, frisou.  

Todo o conteúdo do guia já foi disponibilizado também na internet, no site www.petropolis.rj.gov.br.

Petrópolis tem Plano de Contingência de Incêndios Florestais

Além de intensificar o trabalho de orientação, atuando de forma preventiva em relação ás queimadas, a Prefeitura também se organizou na resposta às ocorrências, com o Plano de Contingência de Incêndios Florestais. O documento, elaborado pela Prefeitura, ao longo deste ano, com contribuições de outras instituições que atuam na prevenção e resposta aos incêndios florestais, define o que cabe a cada órgão quando há uma ocorrência, em relação a socorro, assistência e reabilitação, tornando mais rápida e eficaz a resposta às queimadas, fortalecendo a integração entre as diferentes instituições envolvidas, com a função de cada uma definida no documento.

“Esse é mais um documento importante de prevenção de desastres naturais conquistado pelo prefeito Rubens Bomtempo. Em 2013, ele apresentou o Plano de Contingência de Petrópolis, voltado para deslizamentos e inundações, que são as principais ameaças naturais no verão em Petrópolis. Nesse período de poucas chuvas no meio do ano, nossa principal ameaça são as queimadas. Com esse plano, as funções de cada órgão estão especificadas em tabelas, de uma forma simples, o que agiliza a resposta aos incêndios florestais”, lembrou Rafael Simão.

O prefeito Rubens Bomtempo encaminhou nesta semana ao governador Luiz Fernando Pezão pedido para a retomada do Programa Municípios Eficientes, interrompido pelo Estado no início deste ano. A iniciativa visa garantir a plena implantação do Sistema de Gestão Escolar E-Cidade, iniciada no município no começo de 2014, depois de um termo de cooperação técnica entre a Prefeitura e a Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), com a interveniência do Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Rio de Janeiro (Proderj).

“O sistema trouxe para a nossa Rede Municipal de Ensino grandes avanços no gerenciamento, controle e avaliação do processo de gestão escolar. Queremos continuar avançando nesta área e, para isso, contamos com o apoio do governador para a manutenção desta parceria”, disse o prefeito Rubens Bomtempo ao entregar também abaixo assinado organizado pelas unidades escolares do município solicitando a continuidade do programa.

Das 167 escolas da rede municipal, 141 foram capacitadas e passaram a utilizar o sistema no segundo semestre do ano passado. “No fim de 2014, dos 38 mil alunos informados no Educacenso, 32 mil estavam matriculados e enturmados com o E-Cidade. Esse processo foi realizado em apenas três meses e contou com um grande esforço das nossas unidades que acreditavam no sistema como uma ferramenta de gestão escolar definitiva”, explicou a secretária de Educação Mônica Freitas.

Apesar da comunicação, no início de 2015, de que o serviço estava descontinuado, muitas escolas envolvidas ainda conseguiram utilizar o sistema. Para isso, a Secretaria de Educação disponibilizou dois profissionais para dar suporte às unidades, no entanto, o sistema foi implantado de forma incompleta.

A Prefeitura, por meio da Secretaria de Saúde, promoveu nesta quarta-feira (19/8) mais uma ação de conscientização, mobilização e combate à hanseníase. Pela manhã, as equipes do Posto de Saúde da Família (PSF) Carangola distribuíram folheteria e orientações sobre a doença a quem procurou atendimento na unidade. As agentes comunitárias de saúde também realizaram uma panfletagem na frente da unidade.

“Temos poucos casos em Petrópolis, mas, ainda assim, é preciso que as pessoas conheçam a doença. A hanseníase deixa sequelas graves, por isso é importante conhecer as causas, saber como se prevenir e onde procurar ajuda”, disse a enfermeira Mônica Beatriz Oliveira Costa. A gestante Juciana da Silva Beatriz, de 21 anos, apoiou a iniciativa. “Sabemos pouco sobre essa doença. As orientações são importantes”.

“É importante a mobilização da população e o apoio das equipes de Estratégia de Saúde da Família. A hanseníase tem cura e, se for diagnosticada precocemente, pode ser tratada mais fácil e rapidamente”, ressaltou o coordenador do programa, o dermatologista Attílio Valentini. Em Petrópolis, a incidência da doença é baixa, sendo notificados em média oito casos por ano, de acordo com dados do Programa Municipal de Hanseníase.

O tratamento – que pode durar de seis meses a doze meses - é disponibilizado gratuitamente em toda a rede de atenção básica e prevê também a garantia dos medicamentos. “A orientação do Ministério da Saúde é estimular os municípios a descentralizar os atendimentos para facilitar o acesso da população”, disse Attílio.

A hanseníase, conhecida oficialmente por este nome desde 1976, é uma das doenças mais antigas da história da medicina. É causada pelo bacilo de Hansen, o mycobacterium leprae, um parasita que ataca a pele e nervos periféricos, mas pode afetar outros órgãos como o fígado, os testículos e os olhos. Não é, portanto, hereditária.

Com o avanço da doença, o número de manchas ou o tamanho das já existentes aumenta e os nervos ficam comprometidos, podendo causar deformações em regiões, como face, mãos e pés, e impedir determinados movimentos, como abrir e fechar as mãos. Além disso, pode permitir que determinados acidentes ocorram em razão da falta de sensibilidade nessas áreas. O diagnóstico consiste, principalmente, na avaliação clínica: aplicação de testes de sensibilidade, força motora e palpação dos nervos dos braços, pernas e olhos. Exames laboratoriais mais específicos, baciloscopia e biópsia das lesões da pele para histopatológico, podem ser necessários.

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil ocupa o primeiro lugar no ranking mundial de prevalência da hanseníase e ainda registra cerca de 30 mil novos casos por ano, sendo o segundo em número absoluto de casos no mundo.

Quarta, 19 Agosto 2015 - 08:47

Petrópolis marca presença na 19ª AVIRRP

Petrópolis participou mais uma vez do Encontro Nacional das Agências de Viagem, mais conhecido como Feira AVIRRP (Associação das Agências de Viagem de Ribeirão Preto e Região), numa parceria entre a Prefeitura de Petrópolis, por meio da Fundação de Cultura e Turismo, Petrópolis Convention & Visitors Bureau e Cervejaria Bohemia, divulgando o destino turístico, eventos culturais, atrativos e empreendimentos. A feira, que já está na 19ª edição, aconteceu neste último fim de semana (14 e 15/8), no Centro de Eventos Taiwan, em Ribeirão Preto, São Paulo.

A Feira AVIRRP foi criada pela Associação das Agências de Viagem de Ribeirão Preto e Região em 1997 e movimenta toda a estrutura turística e econômica da cidade, gerando inúmeras oportunidades de negócios entre expositores, agentes de viagem e profissionais diretos e indiretos do turismo nacional e internacional.

Somente no estande de Petrópolis foram realizados mais de 300 contatos de pessoas interessadas especificamente na Cidade Imperial e em seus encantos culturais e turísticos. Pela proximidade com a capital, a cidade tornou-se uma ótima opção para quem busca tranquilidade, boa gastronomia, compras, cultura, história e desfrutar de momentos inesquecíveis na Serra Verde Imperial.

Agentes de viagens, guias de turismo, imprensa e alunos de turismo que visitaram o estande receberam kits em ecobags com material de divulgação de Petrópolis. Durante o evento, foram divulgados também o Aplicativo Petrópolis e a Campanha ‪#‎SomosTodosPetrópolis, lançada junto com o Programa de Sensibilização Turística.

Para May-Lin Falconi da Rocha, chefe da seção de turismo da FCTP e que participou do evento no estande da cidade, a AVIRRP é um dos melhores eventos de divulgação turística de Petrópolis. “É uma feira bem organizada, com o máximo de facilidades e conveniências. O estado de São Paulo é o segundo maior polo emissor de turistas para a nossa cidade, e o interior do estado, no qual se destaca Ribeirão Preto, é um dos maiores emissores nacionais de turistas”, explicou. “Somos um destino internacionalmente conhecido, muito procurado e já trabalhado por agentes de viagem, guias de turismo e operadoras. Por isso, a nossa presença nesses eventos, divulgando Petrópolis, é muito importante, pois sempre temos novos produtos a oferecer ao mercado turístico”, finalizou.

Segundo dados divulgados pela organização, 6.005 visitantes passaram pelo evento, sendo 3.186 no dia 14 e 2.819 no dia 15. O espaço abrigou cerca de 140 empresas em 124 estandes, entre operadoras, consolidadoras, companhias aéreas, cartões de assistência, hotéis, 61 secretarias estaduais e municipais de Turismo, 15 destinos internacionais, jornalistas e outros serviços envolvendo a cadeia produtiva do turismo. A AVIRRP recebeu 28 caravanas de agentes de viagens vindos de seis estados do país.

Notícias por data

« Fevereiro 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29  

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

Cadastro da inscrição do IPTU para crédito da Nota Imperial

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo