A Coordenadoria de Fiscalização fechou hoje (19/8) uma banca de jornal que funcionava como uma loja na Estrada União e Indústria, em Itaipava. O proprietário, que já havia sido notificado das irregularidades nos meses de março e maio, vendia, além de jornais e revistas, brinquedos, artesanato, equipamentos eletrônicos e até lanches. A banca foi lacrada e o responsável, multado em R$ 2 mil. Ele teve o alvará cassado e foi intimado a remover a estrutura.

Segundo o secretário de Fazenda, Paulo Roberto Patuléa, o alvará era apenas para o funcionamento da banca de jornal. “Ao comercializar outros itens, o proprietário estava prejudicando os empresários da região, que cumprem suas obrigações e pagam seus impostos. Ele tinha autorização para ter uma banca de jornal, não uma loja. Esta concorrência é desleal”, explicou.   

A ação de fiscalização foi realizada no fim da manhã e se estendeu por cerca de duas horas. O shopping onde funcionava a banca de jornal também foi notificado e deve auxiliar a retirada da banca. “A banca funcionava no estacionamento do shopping, num espaço de mais de 20 metros quadrados. Eles devem cobrar o cumprimento da determinação da coordenadoria”, avisou o secretário. 

Momentos de beleza, mistério e espiritualidade. Assim foi o 1º Festival da Índia - Janmashtami, promovido pelo Centro Cultural Brasil Índia, em parceria com a Prefeitura de Petrópolis por meio da Fundação de Cultura e Turismo, no último fim de semana (15 a 17 de agosto). O evento, realizado no Palácio de Cristal, atraiu mais de sete mil pessoas com uma programação variada, com músicas e danças de diferentes regiões do país, sabores exóticos e palestras sobre filosofias e expressões de fé orientais e ocidentais.

Nos três dias de festa, tudo chamava atenção no Palácio de Cristal. De longe, o imponente cenário mais parecia um templo, que reuniu gente de todas as religiões. Católicos, protestantes, espíritas, budistas, muçulmanos, devotos de Krishna de diferentes vertentes e adeptos do guru Paramahansa Yogananda (a instituição Self Realization Fellowship) apresentaram as visões de suas próprias instituições e destacaram as semelhanças existentes entre todas as religiões, assim como a importância do respeito às diferenças entre elas. “Fiquei muito feliz com esse ecumenismo todo”, comemorou a jovem escritora Viviane Gonçalves Noel. “Achei lindo! as pessoas são amáveis e nos receberam muito bem. Foi maravilhoso!”

O público também prestigiou os shows - do rock aos mantras indianos, passando por canções da MPB apresentadas por grupos e músicos de Petrópolis, Rio de Janeiro e Niterói e pelo Coral das Princesas de Petrópolis. Os diferentes estilos da dança indiana clássica encantaram a todos em apresentações solo e coletivas. Um grupo, em especial, surpreendeu com seu show: o Nataraja, de Niterói, com 25 anos de existência, que reúne instrumentistas, cantores e, em alguns números, acrescenta a performance de um dançarino ou dançarina. Especializado em música indiana e universalista, o grupo reúne, lado a lado, mantras indianos e algumas músicas da brasileiríssima umbanda.

O Palácio de Cristal, assim como praças e parques da cidade (da Liberdade, de Nogueira, Parque Cremerie e Parque Municipal Prefeito Paulo Rattes, em Itaipava) virou, ainda, palco de aulas de yoga. A ideia era permitir que toda a população pudesse conhecer a atividade, que hoje é reconhecida no mundo inteiro como uma forma de preservar e melhorar a saúde física e mental. Houve até aula exclusiva para crianças de 2 a 8 anos, que se divertiram brincando de imitar animais.

Hortência Nunes Pereira, que trabalha como professora no Rio de Janeiro, veio à cidade acompanhada de uma irmã e um sobrinho. “Vim para prestigiar o Bunka-Sai, no fim de semana anterior, e soube que haveria a festa indiana. Achei que seria bacana e ali mesmo decidi retornar neste fim de semana”, contou. “O festival está me surpreendendo”, elogiou.

Para os organizadores, o público superou as expectativas. “Foi muito além de tudo o que imaginávamos”, comemorou o médico Carlos Lyrio, adepto do guru Yogananda e um dos dirigentes do Centro Cultural Brasil Índia. Seu companheiro na direção do Centro, o psicólogo Sandro da Costa Rodrigues, kardecista, completa: “tivemos grupos o dia inteiro nas diversas atividades, desde as oito da manhã! E me surpreendeu muito, ainda, a atenção das pessoas nas palestras”.

O professor de Yoga Fábio Goulart, espiritualista, mas sem religião, compartilha da alegria dos companheiros. “Honestamente, não esperava essa resposta já no primeiro festival”, disse ele, que tem, ainda, mais um motivo para comemorar: como chef da cozinha da festa, agradou até os indianos que vieram do Rio de Janeiro. “Eles eram muitos e comentavam que se sentiam comendo na Índia. Fiquei feliz de ver que percebiam que a gente oferece comida indiana mesmo, não uma adaptação”. O Hare Krishna Mayapur Chandra prometeu: “para o ano que vem, as pessoas podem esperar algo bem maior”, promete. “Mais barracas e uma grade de atividades ainda mais ampla”.

A presidente da Fundação de Cultura e Turismo, Thaís Ferreira, comemorou os resultados. “Promover os encontros e trocas culturais em espaços públicos como o Palácio de Cristal é mais um compromisso deste governo com a pluralidade e a diversidade. Assim crescemos e nos desenvolvemos como sociedade. A 1ª Festa da Índia teve muita qualidade cultural e as vivências e debates que ocorreram nos mostram que o respeito e as trocas culturais são, sem dúvida, um caminho em direção à paz”, finalizou.

Será realizada nesta quarta-feira (20/8), às 19h, uma audiência pública para discutir os projetos do PAC II para melhorar a mobilidade urbana nas ruas Coronel Veiga e General Rondon. A expectativa é de que mais de 100 pessoas participem do evento, que está sendo organizado pela Prefeitura e pelo Conselho Municipal de Transportes, por meio de um grupo de trabalho, o GT Mobilidade, no galpão da Mecânica Fusão (Rua Saldanha Marinho, nº 46).

“Precisamos da participação de todos para que o melhor projeto de mobilidade para a região seja executado”, lembrou o presidente da CPTrans e presidente do Conselho Municipal de Transportes, Gilmar Oliveira.

A proposta para a Duas Pontes é a de implantação de uma rotatória: uma pista com duas faixas ao longo do afastamento legal na margem esquerda do Rio Quitandinha, com a construção de duas pontes de retorno. Além disso, está previsto também o reposicionamento dos pontos de ônibus com paradas fora da pista, abrigos de ônibus adequados, passeios e travessias para pedestres e pessoas com deficiência, bem como a instalação de sinalização viária moderna.

Já para a General Rondon o projeto contempla a construção de uma nova pista com duas faixas com cerca de um quilômetro de extensão, em grande parte implantada no afastamento legal ao longo do Rio Quitandinha. Além disso, também faz parte da proposta a realocação dos pontos de ônibus na Ponte dos Fones, onde se inicia a duplicação, próximo ao acesso à Rua Dr. Thouzet e em frente ao supermercado Extra. Também serão remodelados os passeios e travessias, garantindo o acesso e circulação de pedestres e pessoas com deficiência. Há, ainda, espaço para a implantação de ciclovia e sinalização viária moderna.

Além de melhorar o trânsito nos dois trechos, as intervenções também têm o objetivo de contribuir para a melhoria dos serviços de transporte público coletivo, contribuindo para a maior regularidade no cumprimento dos horários das linhas que circulam naquele eixo viário.

A Prefeitura está abrindo processo seletivo para a contratação de profissionais que farão a capacitação dos monitores que atuam nos Centros de Inclusão Digital (CIDs). As inscrições já estão abertas e seguem até esta sexta-feira (22/8). São, ao todo, seis e os salários são de R$ 1,1 mil. Podem concorrer às vagas pessoas com nível superior em Tecnologia em Redes de Telecomunicações e/ou Tecnologia da Informação, mesmo as que estão no último período do curso. O edital completo foi publicado no Diário Oficial do dia 5 e está disponível no site da Prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

“Fizemos um processo seletivo para estagiários a fim de preencher as vagas nos CIDs e, agora, vamos iniciar a capacitação desses profissionais que vão atuar como monitores. Essa capacitação vai qualificar e garantir um padrão de qualidade para os Centros de Inclusão Digital”, disse o secretário de Tecnologia, Airton Coelho, lembrando que a Prefeitura já instalou 58 CID´s.

O processo seletivo prevê análise de títulos e experiência profissional. Os documentos e currículo devem ser entregues na sede da Secretaria de Administração e Recursos Humanos, localizada na Avenida Koeler, nº 260, no Centro, entre 14h e 18h. Além da formação, os candidatos devem ter experiência mínima de seis meses em atuação e/ou gestão em programas e projetos de inclusão digital, entre outros. O resultado do processo seletivo será divulgado no dia 28 de agosto no site da Prefeitura e no Diário Oficial do município.

Estudantes de Educação Física que estão cursando a partir do quarto período da faculdade poderão atuar como monitores em escolas do município. A Prefeitura abriu processo seletivo para o programa Segundo Tempo, um convênio entre os governos municipal e federal, para que os alunos pratiquem esportes na própria escola no contraturno. Os interessados em atuar como monitores de atividades esportivas têm até sexta-feira (22/8) para se inscrever. A bolsa é de R$ 450, para uma carga horária de 20 horas semanais.

As inscrições são na sede da Secretaria de Esportes e Lazer, na Rua Moreira da Fonseca, 33, Centro – ao lado da Câmara Municipal – das 14h às 18h. O candidato deve levar documento de identidade; CPF; título de eleitor e do comprovante de quitação com a Justiça Eleitoral (última votação); quitação com a obrigação militar (masculino); comprovante de escolaridade e comprovante de experiência prévia; e currículo.

Para a classificação, serão analisadas a formação e a experiência profissional dos candidatos. Em caso de empate, serão adotados como critérios de desempate a idade o tempo de experiência dos candidatos. O resultado preliminar será divulgado no dia 26 de agosto. O prazo para recursos será entre os dias 27 e 28 de agosto. O resultado final sairá no dia 29.

Duas unidades de ensino contam com o programa

Hoje são duas as unidades que contam com o programa Segundo Tempo: a Escola Nossa Senhora da Glória, no Morin, e a Escola Germano Valente (Comac), na Rua Souza Franco, no Centro. Mais de 100 crianças são atendidas. “Essa é uma oportunidade para os estudantes de Educação Física ganharem experiência nas escolas, junto das crianças. É um programa muito importante, que mantém a criança na escola praticando atividades esportivas no contraturno. O monitor assessora e apoia o coordenador do programa na escola”, disse o secretário de Esportes e Lazer, Renato Freixiela.

Entre as atividades esportivas realizadas, estão futsal, vôlei, basquete, tênis de mesa e ginástica. Freixiela destacou que ainda há vagas para alunos dessas duas escolas. Os pais interessados devem procurar a direção das unidades. Freixela afirmou também que a Prefeitura, por meio da secretaria, vem buscando junto ao Ministério dos Esportes ampliar o número de escolas atendidas.

Terça, 19 Agosto 2014 - 08:23

Workshop com diretor de teatro internacional

Os 450 anos de William Shakespeare serão lembrados com um grande presente aos artistas petropolitanos de teatro: o workshop intitulado “The Rest is Silence!” (O Resto é Silêncio!), que será realizado entre 22 e 24 de agosto. Representa, aos artistas, oportunidade de ampliar a visão, a capacidade técnica e artística através da revolucionária composição cênica que já consagrou, no mundo inteiro, o diretor Renato Rocha. Promovido pela Cia Teatral Língua de Trapo, o workshop será realizado com o apoio da Prefeitura, por meio da Fundação de Cultura e Turismo de Petrópolis. Das 20 vagas disponíveis, três serão ocupadas por artistas sorteados pela Fundação, que poderão fazer o workshop gratuitamente.

As inscrições estarão abertas até dia 20 de agosto. O custo é de R$ 250, com direito a certificado. O sorteio será realizado no dia 21 e os contemplados terão seus nomes divulgados no facebook. O workshop com o diretor Renato Rocha será na sede da Cia Teatral Língua de Trapo, nos dias 22, das 19h às 22h; e 23 e 24, das 15h às 19h. O endereço é rua Sete de Abril, 374, centro. É possível obter mais informações pelo telefone (24) 98110-6877 ou 99945-4306.  As inscrições, com currículos resumidos, podem ser feitas pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .

O workshop terá foco na composição cênica, onde o espaço teatral servirá de plataforma de diálogo entre as demais expressões artísticas, que se colocarão a serviço do que cada participante tem a falar como artista no mundo de hoje. Os participantes terão oportunidade de vivenciar o processo criativo colaborativo, além de exercícios físicos, vocais e jogos específicos desenvolvidos por Cicely Berry e utilizados em todos os processos de criação da Royal Shakespeare Company. As oficinas têm o objetivo de estimular os participantes a se colocarem no papel de Shakespeare, através dos textos do próprio bardo, enquanto artista que observou e falou sobre a sociedade de seu tempo. Para isso é necessário que cada participante escolha e decore um texto selecionado da obra do poeta inglês, com critério essencialmente pessoal: o texto deve se relacionar com a própria vida do ator. O pré-requisito é que cada participante associe o texto de sua escolha com imagens e sons/músicas, que deverão ser trazidas no primeiro dia de trabalho.

Renato Rocha - Integrante da Royal Shakespeare Company, de Londres, com carreira internacional radicado em Londres desde 2012, Renato Rocha vem trabalhando em diversos países, dirigindo espetáculos de peso e com artistas também de várias nacionalidades. Recentemente ele dirigiu o projeto “Turfed” com sua companhia internacional, que reúne artistas de 14 diferentes países. Sucesso de público e crítica, o espetáculo foi realizado através de parceria com o LIFT (London International Festival of Theatre), um dos festivais mais conceituados da Inglaterra.

Em seu vasto currículo constam inúmeros espetáculos de ponta, entre eles o aclamado show "The Dark Side of Love", uma co-produção entre Roundhouse e o LIFT para o World Shakespeare Festival e para o LIFT, durante as Olimpíadas de Londres. Renato dirigiu este espetáculo em 2012, quanto era contratado da Royal Shakespeare Company. Participou ainda de festivais na Europa, Ásia e África, com espetáculos tanto de Shakespeare como de Jorge Amado, demonstrando assim sua versatilidade como artista e diretor. Esta capacidade lhe valeu vários convites para participar de projetos sociais, como o do Street Child World Cup, implementando sua filosofia de arte educação para jovens moradores de rua.

O distrito da Posse ganhou, no último sábado (16/8), mais um Núcleo Comunitário de Defesa Civil (Nudec) da Prefeitura. Durante todo o dia, na Escola Municipal Oswaldo da Costa Frias, na Estrada do Juruá, cerca de 30 moradores da região foram capacitados pela Secretaria de Proteção e Defesa Civil para atuar nas ações de prevenção de desastres das chuvas. Eles aprenderam noções básicas de Defesa Civil, o que fazer para deixar suas casas mais seguras e como agir preventivamente no dia a dia.

Este é o segundo Nudec da Posse. O primeiro foi criado em julho, na Escola Municipalizada Moyses Furtado Bravo, na Praça Flávio Castrioto. Com isso, a Prefeitura vem cumprindo o seu objetivo de capacitar voluntários da Defesa Civil nos cinco distritos do município.

"Esse é o primeiro passo para que tenhamos um trabalho contínuo dentro das comunidades. É com esse apoio dos voluntários, que conhecem a região e estão aqui vivendo o dia a dia do local, que esperamos melhorar o nosso serviço. Eles serão o elo de ligação da população com a Defesa Civil, e isso é muito importante”, disse o diretor administrativo da Secretaria de Proteção e Defesa Civil, Gileno Alves.

Atualmente Petrópolis já conta com 53 comunidades atendidas pelos Nudecs, com mais de 500 voluntários capacitados pela Defesa Civil. As áreas assistidas são: 24 de Maio, Amazonas, Bairro Esperança, Bairro Mauá, Bataillard, Bela Vista, Benfica, Bingen, Boa Esperança, Boa Vista, Capela, Castelânea, Caxambu, Chácara Flora, Chapa 4, Cremerie, Dr. Thouzet, Duarte da Silveira, Duques, Espírito Santo, Estrada da Saudade, Euclides da Cunha, Fazenda Inglesa, Ferroviários, Floresta, Florido, Gentio, Gulf, Independência, João Xavier, Madame Machado, Montese, Morin, Morro do Gavião, Mosela, Oficina, Oswaldo Cruz, Pedras Brancas, Pica-Pau, Posse (Praça Flávio Castrioto e Estrada do Juruá), Presidente Sodré, Rio de Janeiro, Rocio, São João Batista, São Sebastião, Sargento Boening, Serrinha, Siméria, Taquara, Vale do Cuiabá, Ventura e Vila Felipe.

Centenas de fiéis lotaram a Catedral São Pedro de Alcântara no último domingo (17/8) para ver de perto a escultura hiperrealista do Papa João Paulo II, feita em cera. A primeira exibição pública da peça, feita na Inglaterra sob encomenda do Museu de Cera de Petrópolis, foi durante missa celebrada pelo bispo Dom Gregório Paixão. A iniciativa, resultado de parceria do Museu de Cera com a Fundação de Cultura e Turismo de Petrópolis e a Mitra Diocesana, representa uma homenagem à canonização do Papa, neste ano.

Com a escultura do Papa João Paulo II no altar, Dom Gregório Paixão convocou os fiéis a ajudar o próximo e agir de forma a promover a paz. Ao lado do pároco da Catedral, padre Jac, ele abençoou a imagem e agradeceu a iniciativa do Museu de Cera. “Esta peça deixa ainda mais viva a lembrança de tudo o que João Paulo II representa para todos nós”, disse.

A presidente da Fundação de Cultura e Turismo de Petrópolis, Thaís Ferreira, ressaltou a importância do papa para a humanidade. “João Paulo II simboliza o bem, o amor, a paz”, lembrou. A artesã Márcia Coutinho Fernandes se emocionou ao se deparar com a imagem do Papa na igreja. “Ver esta imagem em tamanho real me faz pensar que João Paulo II está realmente aqui, na minha frente”, disse.

A escultura é resultado de seis meses de trabalho. Após a primeira exibição ao público, na Catedral São Pedro de Alcântara, a peça foi levada ao Museu de Cera, onde poderá ser vista pelo público a partir desta terça-feira (19/08). O museu fica na Rua Barão do Amazonas, n°35, no Centro da cidade.

A Prefeitura vai promover na próxima quinta-feira, dia 21, audiência pública para divulgar a proposta do projeto de Lei Orçamentária Anual (LOA) 2015. A apresentação será feita na Casa dos Conselhos – Avenida Ipiranga, 544, Centro – a partir das 18h30.

O secretário de Planejamento e Desenvolvimento Econômico, Robson Cardinelli, diz que todos podem e devem participem da discussão. “É importante que os petropolitanos participem deste debate e ajudem o poder público na construção do orçamento do município para o próximo ano”, enfatiza, convidando a população para o evento.

A Lei Orçamentária Anual inclui o orçamento fiscal do município, seus fundos, órgãos e entes da administração direta e indireta. Também contém o orçamento de investimentos das empresas em que o município detém maioria de capital social, além do orçamento da seguridade social. “A LOA estima as receitas e fixa as despesas para o exercício financeiro subsequente ao da sua elaboração”, resume Cardinelli.

A Prefeitura, por meio das secretarias de Segurança Pública, Fazenda e Agricultura, Abastecimento e Produção, em conjunto com a Vara da Infância e Juventude e a Polícia Militar, realizou na noite de sexta-feira (15/8) uma operação para coibir excessos na esquina entre as ruas Paulo Barbosa e Souza Franco. A ação foi motivada por denúncias de que jovens (incluindo menores de idade) estariam se reunindo no local às sextas-feiras para festas de rua que costumavam se estender pela madrugada. Também havia informações de venda de bebidas alcoólicas para menores e uso de drogas.

Durante a operação, fiscais da Secretaria de Fazenda orientaram o proprietário de um bar que funciona na região a fechar as portas mais cedo, até as 20h. “Este bar costuma ficar aberto até bem mais tarde, o que acaba estimulando a permanência dos jovens ali. O proprietário apresentou toda a documentação do estabelecimento e foi orientado a seguir o horário comercial”, explicou o coordenador de Fiscalização, Ernane Dias.

Em reunião na tarde de sexta-feira, representantes do governo municipal, Polícia Militar e Juizado da Infância e Juventude definiram que outras ações serão realizadas a fim de evitar irregularidades na região. A Polícia Militar já montou um novo esquema de policiamento e a Secretaria de Fazenda intensificará a fiscalização, a fim de verificar o cumprimento das orientações em relação ao horário de funcionamento dos pontos comerciais.

Alvará Online - BANNER

Notícias por data

« Janeiro 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31    

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

Cadastro da inscrição do IPTU para crédito da Nota Imperial

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo