A Prefeitura, por meio da Secretaria de Esportes e Lazer e da Secretaria de Meio Ambiente, garantiu apoio ao III Torneio de Inverno das Comunidades da Rádio Imperial, no último sábado (09/08). Os jogos foram realizados no Clube Petropolitano, Valparaíso, e contaram com a participação de crianças de 14 comunidades da cidade. Na ocasião, o Clube foi homenageado pela PMP com o “Troféu Quero-Quero”. A ação parabeniza o Petrô pela consciência ambiental demonstrada com a restrição do uso do campo em maio, quando um casal de pássaros da espécie, em período de reprodução, fez um ninho na área de jogos, levando o clube a interditar temporariamente o espaço. A ave, agora, tornou-se mascote oficial do clube. “Aproveitamos o torneio para homenageá-los pelo incentivo à educação ambiental. Ficamos muito felizes com essa atitude”, destaca o secretário de Esportes e Lazer, Renato Freixiela. O troféu foi entregue pelo especialista em medicina desportiva Joaquim da Matta ao vice-presidente esportivo do Clube, Délio Kronemberg.

No evento também foi realizada uma feira de adoção de animais promovida pelo Núcleo de Bem Estar Animal, ligado à Secretaria de Meio Ambiente, que também distribuiu material educativo sobre a Guarda Responsável. “Foi um dia mais que especial. Cada vez mais acredito que a educação é o grande remédio para sanar os problemas”, disse a coordenadora do Núcleo, a veterinária Rosana Portugal, que esteve na feira e acompanhou em maio passado a reprodução dos quero-quero no campo do Petrô.

O torneio é uma promoção da Rádio imperial e faz parte dos eventos da campanha “Inverno com mais calor humano”, que abrange, além de atividades de iniciativa cristã, campanha do agasalho, entre outros. “A intenção é plantar para o futuro. E neste ano destacamos os treinadores dos times que realizaram um excelente trabalho com as equipes. A garotada está sendo bem conduzida e dando um show de disciplina”, conta o coordenador de eventos da Rádio Imperial e também pároco da Catedral de São Pedro de Alcântara, Padre Jac.

FIM DE SEMANA ESPORTIVO NA CIDADE – Além do Torneio das Comunidades, o fim de semana também contou com a final dos Campeonatos Municipais (futsal e futebol de campo), realizados pela Liga Petropolitana de Desportos, com apoio da Secretaria de Esportes e Lazer. Os jogos foram realizados no último sábado e domingo (9 e 10/08) no Magnólia (categorias sub 17 e sub 15) e Serrano (sub 11 e sub 13).  Os times campeões, vices, artilheiro e goleiro menos vazado foram premiados.

E como em todos os domingos, o Circuito Petrópolis de Esportes e Lazer, na Avenida Barão do Rio Branco, esteve aberto das 8h às 13h e recebeu atletas para caminhadas, corridas, ciclismo, entre outros. “Nesse um ano e seis meses de existência, o local promove o convívio saudável entre as pessoas. E para o verão, vem muitas novidades por aí: estamos planejando ações que irão melhorar ainda mais a prática de esportes no circuito”, finaliza o secretário Renato Freixiela.

Terça, 12 Agosto 2014 - 08:04

Festa Indiana no Palácio de Cristal

Começa nesta terça-feira (12/8) a 1ª Festa da Índia – Janmashtami no Palácio de Cristal. Promovido pela Prefeitura, por meio da Fundação de Cultura e Turismo, em parceria com a Associação Cultural Brasil Índia o evento faz parte das comemorações pelo Dia de Krishna, comemorado no dia 15 de agosto. A programação conta com exibições de filmes, palestras, aulas de yoga e hatha yoga; além de atividades artísticas e  de literatura, venda de CDs, acessórios e a culinária típica.

“A partir do Dia de Krishna, um grupo que se relaciona com as filosofias indianas através da Associação Cultural Brasil Índia teve a
iniciativa de fazer a 1ª Festa Indiana, que contou com todo o apoio da Prefeitura e da Fundação”, conta Fábio Goulart, um dos organizadores do evento que há 15 anos trabalha com a cozinha indiana em eventos no Rio de Janeiro e em São Paulo. Apaixonado pela cultura, ele vai ministrar aulas de yoga para crianças, além de ser responsável pelo setor culinário da festa.

A solenidade oficial de abertura será na sexta-feira, dia 15, às 17h, no Palácio de Cristal, com apresentações musicais e de dança, além de homenagem às famílias indianas de Petrópolis. A 1ª Festa da Índia – Janmashtami segue até domingo, dia 17. Quem desejar conhecer melhor a cultura indiana não pode perder esta chance em que, um leque de atividades será oferecido com a presença de figuras que enriquecem a programação, além de uma mesa de debates sobre várias práticas religiosas.

PROGRAMAÇÃO

Festival de Cinema Pré-Abertura:

12 de Agosto – Terça-Feira:
19h30 – Exibição do filme de Anandamoy sobre o Bhagavad Gita –Cinema Humberto Mauro - Centro de Cultura Raul de Leoni

13 de Agosto – Quarta-feira:
19h30 – Exibição do filme “Eu Maior” – Cinema Humberto Mauro - Centro de Cultura Raul de Leoni

14 de Agosto – Quinta-feira:
19h30 – Exibição do filme Gandhi – Cinema Humberto Mauro - Centro de Cultura Raul de Leoni

15 de Agosto – Sexta-feira: Palácio de Cristal
17h – Solenidade de Abertura Oficial – Palestra com Maharaj Chandramukha Swami. Convidados de Honra: Swami Nirmalatmananda, Lama Rinchen, Música de homenagem a Krishna com Waldemar Falcão e Amigos e Homenagem às Famílias Indianas de Petrópolis
19h30 – Show de abertura: Susane Travassos com apresentação de dança clássica indiana
21h – Coral das Princesas de Petrópolis sob a regência do maestro Rodrigo D´Ávila, músico Walter Jr. e banda

16 de agosto – Sábado: Palácio de Cristal
8h – Hatha Yoga com Luiz Almeida
9h – Prática com Pierre e Raquel
10h – Palestra com Dora Incontri –Mahatma Gandhi e a Cultura de Paz
11h – Prática com Tiago Leão – Neto do Prof. Hermógenes
12h – Palestra com Miguel Berredo – "Transformando a Confusão em Paz"
13h – Grupo AMMA do Rio de Janeiro
14h – Mesa de debates: Prof. Dilip Loundo (Índia), Frei Volney Berkenbrock (UFJF – Franciscanismo), Lama Rinchen (Budismo Tibetano),
Prof. Avraham Avdam Corrêa (Judaísmo Ortodoxo), Prof. José Abdalla Helayel-Neto (Físico pesquisador do CBPF), Magda Pinto (Candomblé), Missionário Wasim (Ahmadia do Slam do Brasil), dentre outros.
16h – ARATI com Swami Nirmalatmananda e Grupo GADAI
17h30 – Palestra com Swami Lokasaksy Dasa
18h30 – Apresentação de Dança com Rosa Müller e Escola de Dança,
19:30h – Show e palestra com Maharaj Chandramukha Swami
21h – Show com o Grupo Nataraja (25 anos de Música Indiana Universalista)

17 de agosto – Domingo: Palácio de Cristal
8h – Prática de Hatha Yoga Instruída Coletivamente (Dulce e Anelise)
9h – Prática de Yoga com Fábio Goulart
10h – Self-Realization Fellowship – Serviço Especial para Krishna
11h – Palestra com Fabio Goulart – Pluralidade do Hinduísmo
12h – Atividades Artísticas
13h – Hatha Yoga com Mauro Gonzales
14h – Palestra com Frei Volney Berkenbrock – O Diálogo Interreligioso e a Paz 14h – Yoga para Crianças – Fabio Goulart
15h – Palestra com Lama Rinchen (Budismo Tibetano) – Práticas Contemplativas
16h – Kirtan entre amigos
17h – Janmasthami e Encerramento

17 de agosto – Domingo: Ciclo Yoga e Cultura - praças
10h- Praça da Liberdade: Marcela Maia e Julia Cilente (Yoga em dupla)
10h- Paque Cremerie: Victor Damazio (Vinyasa Yoga )
10h-Praça de Nogueira: Cintia Brandão (Hatha Yoga)
10h-Parque de Itaipava(Parque Municipal Prefeito Paulo Rattes): Luciana Maganim (Hatha Yoga)
14h- Palácio de Cristal: Fabio Goulart - Yoga para Crianças

Endereços:
Centro de Cultura Raul de Leoni
Praça Visconde de Mauá, 305, Centro Histórico
(24) 2233-1200
Praça da Liberdade
Centro
Parque Cremerie
Rua Luiz de Camões s/nº, Estrada da Independência
(24) 2231-5834
Palácio de Cristal
Rua Alfredo Pachá, s/nº, Centro Histórico
(24) 2247-3721
Parque Municipal Prefeito Paulo Rattes
Estrada União e Indústria, 10.000, Itaipava

O fim de semana em Petrópolis ganhou mais brilho com o Bunka-sai, o festival da cultura do Japão, aberto pelo prefeito Rubens Bomtempo, no Palácio de Cristal, na noite de sexta-feira (8/8). Durante dois dias inteiros, além de muita comida típica, artesanato e venda de produtos nas barracas estilizadas, houve inúmeras atrações que polarizaram as atenções do público que participou do evento, incluindo petropolitanos e turistas. A programação incluiu apresentações artísticas e de artes marciais, oficinas de iniciação às artes japonesas e até uma demonstração do manejo de pipas que surpreendeu e emocionou os espectadores.

Nos dois palcos do festival, revezaram-se as apresentações: Taiko (tambores do Japão), danças (das folclóricas à moderna dança de vanguarda Butoh), corais e os shows que fascinam a juventude mundo afora, como os de bandas de rock que interpretam temas dos filmes e seriados de animação (ou animes), e o cosplay  (caracterização dos jovens como personagens dos animes). O Coral Municipal de Petrópolis fez bonito, mais uma vez. Fez sua apresentação cantando músicas do Japão, e encerrou com uma música brasileira: Berimbau, de Baden Powell e Vinícius de Morais. Em japonês.

As danças folclóricas contagiaram o público. No encerramento da apresentação, o grupo Kizuna, de Campo Grande (único no gênero em todo o estado do Rio), convidou o público a se juntar aos dançarinos na repetição da última coreografia, feita para uma música que é tema do monstrinho Pokémon. Conseguiram inúmeras adesões, de homens, mulheres e crianças. “Superdivertido, adorei!”, declarou o jovem Diego Flores, de 29 anos, que participou juntamente com a namorada. “Quando chamaram
para participar, não resisti, gostei da levada mais engraçada dessa coreografia”, comentou.

O SUCESSO DAS OFICINAS DE ARTE – As oficinas atraíram um público grande e muito motivado, de diferentes faixas de idade. O origami (as dobraduras em papel), agradou em cheio às crianças, que criaram um cartão com dobraduras para o Dia dos pais, além do célebre pássaro tsuru. As de shodo (a escrita japonesa), bonsai (o cultivo das árvores em miniaturas) e ikebana (arranjos florais orientais) trouxeram muito encantamento para todos os participantes e para quem viu os resultados. A de Tako (pipa), que encerrou essas atividades e teve imensa procura, também se transformou em um ponto alto da festa: o engenheiro Ken Yamazato, mestre da oficina, fez uma demonstração do manejo que emocionou a todos os presentes.

Ken Yamazato já empinou 3344 pipas em uma única linha, e quer trazer para o Brasil o recorde da maior pipa do mundo. Na demonstração, ele praticou Tai-Chi-Tikun empinando uma pipa presa pela linha a uma haste de bambu, executou um pas-de-deux com duas delas, ao som de Danúbio Azul, e fez voar a “Esquadrilha da Fumaça”, seis pipas presas a uma só linha, estampadas com o desenho de aviões da nossa Esquadrilha, que pareciam executar manobras harmoniosas ao som de outra valsa de Straus. Sem esquecer de empinar uma pipa que trazia estampada na cauda uma declaração de amor a Petrópolis. “Deslumbrante o trabalho dele! É surpreendente e emocionante!”, exclamou a artista da música e da dança Annelise Kersten.

A Secretaria de Proteção e Defesa Civil apresentou, nesta segunda-feira (11/8), no Colégio Estadual Rui Barbosa, no Alto da Serra o Plano de Emergência Escolar da unidade de ensino. O documento define o que professores, funcionários e estudantes devem fazer em uma situação de emergência, como incêndios, alagamentos, desabamentos, entre outras situações de risco que podem envolver a escola. A determinação do prefeito Rubens Bomtempo é para que o plano seja
levado para outras escolas ainda neste ano, fortalecendo a cultura da prevenção de desastres em Petrópolis.

Em reunião com cerca de 40 professores, o diretor administrativo da Secretaria de Proteção e Defesa Civil, Gileno Alves, apresentou o plano e deu orientações sobre como organizar a escola para garantir que haja uma rápida e segura saída no caso de uma emergência. “Para que uma evacuação seja realizada com segurança e rapidez, é preciso já definir quem vai desligar o gás, quem vai deslizar a energia elétrica, quem vai acionar o alarme, quem vai desobstruir as vias, qual estudante será o líder da turma. Isso se chama planejamento”, disse Gileno.

No Colégio Estadual Rui Barbosa, são 1.400 estudantes e 160 professores e funcionários, em turmas do ensino médio e do 8º e 9º ano do ensino fundamental. “Essa apresentação foi muito importante, porque deixa a nossa escola mais segura e mais preparada para várias situações. Com esse plano, temos um conhecimento maior do que fazer. O objetivo da escola é formar alunos cidadãos, com ensinamentos para o estudante levar para a família, para a comunidade. O aluno tem grande poder de conscientizar a família”, disse a diretora da unidade, Patrícia Silveira Gomes.

O plano foi elaborado pela escola sob a orientação da Defesa Civil. Após receber da Defesa Civil o modelo do plano, a direção do colégio desenvolveu o documento com informações sobre as características da escola, disponibilização de recursos, fotos do imóvel, saídas de emergência e identificação das equipes que vão atuar nas ações de evacuação. Então, o plano foi entregue para a Defesa Civil para revisão. Nesta segunda-feira, o diretor Gileno Alves apresentou no auditório do colégio o documento, que seguirá passando por um aperfeiçoamento contínuo.

“O Plano de Emergência serve para várias situações. Cada unidade tem suas particularidades em relação aos riscos. Por isso, apresentamos o modelo do plano às escolas, que abastecem o documento com informações da unidade. Cada escola então tem o seu plano”, disse Gileno.

O prefeito Rubens Bomtempo assinou durante a abertura do Bunka-Sai – Festival da Cultura Japonesa – a carta de adesão a lista de prefeitos comprometidos com a cultura da paz. A solenidade aconteceu na última sexta-feira (8/8) no Palácio de Cristal e contou com a presença da vice-cônsul do Japão no Estado do Rio de Janeiro, Michiko Shibata; o presidente da Associação Nikkei de Petrópolis, Kioshi Ami; o chefe da equipe japonesa da Jica, Toshiya Takesi e a presidente da Fundação de Cultura e Turismo, Thaís Martins.

“É com muita emoção que assino esse documento e me sinto na obrigação de incluir 300 mil seres humanos comprometidos em combater qualquer tipo de iniciativa de desenvolvimento de arma nuclear. É um gesto de solidariedade do povo petropolitano com a cidade de Hiroshima. Assinando esse documento assumo um compromisso maior com a vida e solidariedade ao povo japonês”, destacou o prefeito, lembrando que no dia 8/8 completou 69 anos da bomba de Hiroshima.

Bomtempo também ressaltou a parceria com a Jica (Agência de Cooperação Internacional do Japão), firmada em novembro de 2013. “Temos muito que aprender com o povo japonês, principalmente por todo trabalho realizado no ponto de vista técnico em como lidar com a prevenção e no atendimento as vítimas de desastres naturais”, disse prefeito, acrescentando que a parceria fortalece os laços entre Petrópolis e Japão.

A vice-cônsul do Japão no Estado do Rio de Janeiro, Michiko Shibata, também ressaltou a importância da parceria e lembrou que com por meio da Jica houve uma aproximação entre os dois países. “Aqui começou a história da comunidade nikei. Em 1887 foi aberta em Petrópolis a primeira casa do Ministro dos Negócios Estrangeiros no Japão”, citou.

A presidente da Fundação de Cultura e Turismo, Thaís Martins, ressaltou que o Bunka-Sai é um evento recheado de elementos culturais e que servirá de ponto de celebração da cultura japonesa. A sangria do barril de saquê e a apresentação de dança butoh encerram o evento.

Bebês prematuros nascidos no Hospital Alcides Carneiro diagnosticados com retinopatia da prematuridade (ROP), doença que pode causa cegueira, estão recebendo tratamento especial que lhes garante a visão. O pequeno Enzo, de seis meses, foi o primeiro bebê a passar pelo tratamento e o caso, agora, já é considerado um sucesso. O procedimento é oferecido desde abril na unidade, numa iniciativa inédita em hospitais da cidade, e mostra os avanços garantido pela Prefeitura no HAC, nas áreas neonatal e infantil.

Enzo foi diagnosticado com a ROP logo nos primeiros dias de vida, ainda na UTI Neo Natal do Hospital Alcides Carneiro. O procedimento foi realizado quando ele tinha apenas três meses e doença já estava em estágio avançado. “A retinopatia é uma patologia da retina e acomete bebês prematuros. O procedimento é realizado com laser e para Enzo foi essencial para preservar a visão”, explicou a oftalmologista Luciana Albuquerque, acrescentando que, quando ocorre o descolamento de retina, são necessárias cirurgias mais invasivas, com maior risco de não haver recuperação da visão.

A mãe Carina de Souza Sandir Soares, de 22 anos, agradeceu à equipe do HAC. “Meu filho vai ter uma vida normal graças a esse procedimento”, relatou, emocionada. Enzo nasceu com apenas 25 semanas e três dias de vida pesando 790 gramas. “Ele era muito pequeno e frágil. O apoio que tive dentro da UTI foi muito importante para que ele ficasse bem”, disse Carina.

De acordo com o Ministério da Saúde, 80% dos bebês prematuros que nascem com peso entre 750 gramas e 1 kg vão desenvolver ROP e 10% destes podem ficar cegos se não receberem o tratamento. É, hoje, a maior causa de cegueira infantil no Brasil e na América Latina.

“A oferta de tratamento para a retinopatia de prematuridade faz parte de um pacote de ações que têm como objetivo qualificar cada vez mais o atendimento da população na rede municipal de saúde. Estamos investindo em infraestrutura, tornando possível a realização de exames
e procedimentos que, antes, não eram oferecidos no hospital”, disse Bomtempo, lembrando a reestruturação de setores como o de cirurgia vascular.

A retinopatia da prematuridade ocorre porque o olho do bebê prematuro ainda não completou seu desenvolvimento. Nesses casos, os vasos que nutrem a retina (que é a parte do olho que capta a visão) ainda não terminaram o desenvolvimento, o que deveria acontecer na barriga da
mãe. Assim, alguns prematuros podem desenvolver vasos frágeis, que sangram, tracionam e podem descolar a retina. “Quanto mais prematuro é o bebê ou menor o seu peso ao nascimento, maiores as chances dele desenvolver a doença”, frisou Luciana.

Entre os meses de março e maio, cinco bebês passaram pelo procedimento com laser no HAC. Os gêmeos Gabriel e Daniel, nascidos prematuramente com menos de 1,5kg também realizaram a cirurgia. Atualmente com sete meses, eles estão fazendo o acompanhamento no Ambulatório do HAC. “Fizeram o laser com dois meses e meio de vida. Agora, vêm todo mês para a consulta com a médica. Tudo isso é para o bem deles. Estão com os olhos direitinhos”, comemorou Gilda Gomes da Silva, de 37 anos.

“Todo prematuro que nasce antes de completar 32 semanas de gestação ou com peso inferior a 1,5kg deve ser examinado por um oftalmologista especializado em retina, entre quatro e seis semanas de vida. Quanto mais grave o bebê, maiores as chances de desenvolver a doença. A maioria dos casos evolui bem, mas quando a não é tratada e evolui mal, o bebê fica cego, em geral perto dos três meses de idade”, alertou a médica.

Cerca de 600 pessoas participaram no último sábado (9/8) da Caminhada Laranja e do Mamaço Imperial, promovido pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Saúde. As ações fizeram parte da programação de encerramento da Semana Mundial de Aleitamento Materno, que tem como objetivo incentivar a amamentação exclusiva até os seis meses de nascido.

“É uma alegria ver a mobilização das mães e das equipes de saúde. Mesmo com o tempo ruim, elas fizeram questão de participar desse evento que incentiva, apoia e promove o aleitamento materno”, ressaltou o secretário de saúde, André Pombo. A Caminhada Laranja teve início na Casa Visconde de Mauá e tingiu de laranja as ruas Alfredo Pachá e Roberto da Silveira. Equipes de diversas unidades de saúde levaram faixas e cartazes exaltando a importância da amamentação. Também participaram do evento pacientes e equipes das duas Unidades Básicas Amigas da Amamentação (Iubaam) – Caxambu e Vila Saúde –, integrantes do Projeto Conviver (do Inpas) e pacientes da Associação Petropolitana de Pacientes Oncológicos (APPO).

A caminhada seguiu até a Praça da Liberdade, onde foi realizado o primeiro Mamaço Imperial. Também houve palestras, distribuição de material informativo e da Cartilha da Alimentação Infantil, e depoimentos das nutrizes. “Amamentar é maravilhoso, não há nada que pague essa sensação”, disse Estela de Oliveira dos Santos, de 37 anos, mãe do pequeno Bernardo, de 1 ano e dois meses. Liliane Casemiro Campos , de 19 anos, também participou do mamaço. Usuária do Posto de Saúde do Caxambu, ela amamentou o pequeno Caio Luca, de 1 ano e quatro meses. “Espero ainda continuar amamentando por muito tempo. Faz muito bem para ele”, contou.

A coordenadora de Programas da Secretaria de Saúde, Adriana Jacques, aplaudia a iniciativa. “A amamentação é uma ação de saúde com um potencial enorme de prevenir doenças e de estreitar a relação entre mãe e filho”, destacou. Além de ser a primeira vacina, o leite materno tem tudo que o bebê precisa até os seis meses, inclusive água, e é de mais fácil digestão do que qualquer outro leite. Outro ponto positivo é o ato de sugar o peito, que é um excelente exercício para o desenvolvimento da face da criança - ajuda a ter dentes bonitos, a desenvolver a fala e ter uma boa respiração. Para as mães, a amamentação ajuda na redução do peso após o parto e contribui para que o útero volte ao seu tamanho normal. Também ajuda a reduzir o risco de diabetes.

A CPTrans determinou que a empresa Rodando Legal, responsável pelo serviço de reboque na cidade, reembolse os proprietários de veículos rebocados que tiveram as diárias no depósito cobradas de forma indevida. O município detectou a falha e anunciou que irá regulamentar as regras de cobrança nas diárias, reforçando a obrigatoriedade do cumprimento da portaria 3.250/2004 do Detran.

 “Identificamos pelos dados do sistema que a empresa cobrou valores de forma excedente, além do previsto pela portaria do Detran, e imediatamente determinamos a devolução desses valores referentes à estadia de alguns veículos. Vamos continuar fiscalizando e cobrando o funcionamento pleno do serviço, que tem colaborado para a fluidez do trânsito na cidade”, informou o presidente da CPTrans, Gilmar Oliveira.

Ao todo, a Rodando Legal terá que ressarcir 43 proprietários que tiveram os seus veículos rebocados por cobrança indevida de diárias no depósito. O valor total das devoluções é de R$ 8.378,52 e quem tiver direito ao reembolso receberá, a partir da próxima semana, um telegrama com data e horário para comparecimento à empresa (Avenida Dom Pedro I, 486, Centro).

Gilmar destacou que a Rodando Legal já foi notificada a providenciar de forma imediata a devolução dos valores pagos de forma excedente. O não cumprimento da determinação ou, ainda, a reincidência na cobrança irregular das estadias acarreta multa ou até mesmo rescisão do contrato com a empresa.

A secretária de Educação, Mônica Freitas, fez na última semana um balanço dos avanços do governo na área de Educação. Com as informações, ela espera sensibilizar a categoria em relação àsmanifestações do Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação sobre redução de carga horária de 40 para 30 horas semanais. Segundo Mônica, não há como o município garantir a redução sem um plano de médio a longo prazo.

“Não podemos prometer algo que não temos como cumprir. A redução da carga horária tem que ser feita, mas é importante lembrar que isso exigirá do município a contratação de mais profissionais, e isso demanda recursos. O Governo Federal, mais uma vez, criou a regra, mas não garantiu recursos para que os municípios financiem a mudança. Nãohá como fazer isso sem uma reorganização do orçamento. É importantelembrar que temos a Lei de Responsabilidade Fiscal como limitadora”, disse Mônica Freitas.

Ela lembrou que, desde janeiro de 2013, o município garantiu avanços significativos aos servidores. “A verdade é que a categoria passou quatro anos sem grandes conquistas e, neste último um ano e meio, avançou bastante. Nesse período, já garantimos o enquadramento de 1.125 servidores no Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) – processo que estava congelado desde 2011. Além disso, concedemos 8% de reajuste salarial em 2013 e 8% em 2014, aumentos acima da inflação, que representaram um ganho real para a categoria”.

Buscando atender as demandas dos servidores, o prefeito Rubens Bomtempo e a secretária de Educação realizaram diversas reuniões com sindicatos da categoria, abrindo canais de diálogo sobre os assuntos referentes aos profissionais da educação. Nesses encontros, Bomtempo anunciou o remanejamento de profissionais (concurso de remoção) para a otimização dos recursos humanos da Educação – atendendo pedido do próprio Sepe – a publicação do edital do concurso público e a revisão do documento de porte das escolas. Bomtempo também deixou claro que o objetivo é valorizar ao máximo os professores e funcionários das escolas municipais, sempre respeitando o limite prudencial de gastos com a folha de pagamento fixado na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), de 51%.

“A Prefeitura é favorável às pautas trabalhistas dos servidores da educação, mas há limites de gastos da Prefeitura com folha salarial. O governo municipal está fazendo esforços para garantir mais e mais conquistas aos funcionários da educação”, explicou Mônica Freitas, acrescentando que, diante de tantos avanços, obtidos de forma responsável, não há qualquer razão para que haja paralisações dos servidores. “Esse caso não pode ser levado para o embate político. Temos, todos, que ser responsáveis. É importante lembrarmos que, com movimentos e paralisações como as que estão sendo propostas, os mais prejudicados os alunos”, lamentou.

Mais de mil aprovados em concurso já foram convocados

Desde 2013, para suprir a carência existente na rede, o município convocou 1.101 aprovados no concurso público. A Prefeitura também regulamentou a Extensão de Jornada de Trabalho. Outra reivindicação histórica da categoria atendida pela Prefeitura foi a implantação das eleições para diretores das escolas e Centros de Educação Infantil (CEIs) – um marco na educação pública de Petrópolis.

“Estamos cientes de nossas obrigações e trabalhando para avançar. Mas há muitas dificuldades. Até hoje, praticamente nenhum município conseguiu colocar em prática a redução da carga horária. Em algumas disciplinas, como Matemática, por exemplo, não temos professor para repor nem por concurso”, frisou.

"Assim, reiteramos o compromisso de permanecer sempre em diálogo com os diversos níveis de representação dos servidores e esperamos a compreensão de todos os envolvidos, no sentido de perceber que estamos tentando fazer com que qualquer decisão seja tomada em consonância com os princípios da legalidade, da justiça, da valorização e do consenso”, finalizou Mônica.

A Secretaria de Proteção e Defesa Civil dará início, na próxima segunda-feira (11/8), à implantação dos Planos de Emergência Escolar em Petrópolis. Cada escola terá um plano específico. O documento define os procedimentos a serem adotados por professores, funcionários e estudantes para a prevenção e a resposta a situações de riscos que podem envolver a escola, como incêndios, alagamentos, deslizamentos, entre outros. A primeira unidade que receberá o plano será o Colégio Estadual Rui Barbosa, no Alto da Serra, em encontro que será realizado das 10h às 12h.

O objetivo do Plano de Emergência Escolar é diminuir a probabilidade de acidentes e limitar as suas consequências. Com o documento, o colégio terá condições de realizar atividades preventivas ao longo do ano e melhorar a preparação e a informação de professores, funcionários e estudantes sobre como agir em uma emergência.

“A função do plano é tornar Petrópolis cada vez mais segura. Para isso, devemos desenvolver e fortalecer a cultura da prevenção no município, criando uma grande rede de Defesa Civil, envolvendo o poder público, as comunidades, as escolas. Toda a população deve estar consciente de que deve agir para reduzir ao máximo todo e qualquer tipo de acidente. E essa vem sendo uma característica do governo Rubens Bomtempo, que já criou 52 Nudecs (Núcleos Comunitários de Defesa Civil), capacitando cerca de 480 voluntários para atuar nas ações de prevenção nas comunidades”, disse o secretário de Proteção e Defesa Civil.

A direção do Colégio Estadual Rui Barbosa recebeu da Defesa Civil o modelo do plano. Em seguida, a direção da unidade desenvolveu o documento com informações sobre as características da escola, disponibilização de recursos, fotos do imóvel, saídas de emergência e identificação das equipes que vão atuar nas ações de evacuação. Então, o plano foi entregue para a Defesa Civil para revisão. Na segunda-feira, o diretor administrativo da Secretaria de Proteção e Defesa Civil, Gileno Alves, fará a apresentação do documento no auditório do colégio.

“Vamos mostrar o que cada equipe faz, o papel de cada um na prevenção e na resposta a uma situação de risco”, disse o diretor Gileno Alves.  Além da escola, a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros também receberão cópias do plano.

Alvará Online - BANNER

Notícias por data

« Janeiro 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31    

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

Cadastro da inscrição do IPTU para crédito da Nota Imperial

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo