As aulas na rede municipal de ensino começam na próxima quarta-feira com 1.700 novos alunos. Segundo informações da Secretaria Municipal de Educação, os 43 mil estudantes que estarão agora nas salas de aula encontrarão uma melhor infraestrutura nas unidades de ensino, com reparos concluídos e equipes de apoio e de professores organizadas.

As novas matrículas mostram o crescimento da rede: foram 586 para a Educação Infantil e 1.200 para o Ensino Fundamental. Para atender a demanda, o governo municipal entregou à população dois novos Centros de Educação Infantil - os CEIs Déa Lúcia Cordeiro e Professora Patrícia Ferreira e Silva Freitas. Sessenta e duas instituições de ensino também receberam obras de reparo, fundamentais para garantir o conforto e a segurança dos alunos.

A secretária Mônica Freitas lembra que, em 2013, 739 profissionais da educação foram convocados e contratados para suprir a demanda da rede.“Conseguimos aumentar o número de vagas graças às convocações de profissionais da educação concursados, obras de ampliação e construção de novas instituições de ensino. Reorganizamos as unidades e, agora, estamos prontos para atender a demanda”, afirmou, lembrando que o prefeito Rubens Bomtempo providenciou, também, o enquadramento de 523 profissionais da educação no Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS). “Abrimos o diálogo com esses profissionais e descongelamos o PCCS. Iniciativas como esta influenciam diretamente na busca por um ensino cada vez melhor”, lembrou.

Na escola, além de uma melhor organização e infraestrutura, os alunos também encontrarão merenda mais nutritiva. Hoje 32% dos alimentos já são adquiridos por meio de um convênio com agricultores familiares do município. “Quando começamos a nossa gestão, esse índice era de apenas 6,9%”, afirmou a secretária, ressaltando que “a alimentação escolar é uma importante política pública de promoção da saúde dos estudantes”.

As aulas começam também com o resgate de programas como o Caminhos da Escola, que vai garantir 19 ônibus para a realização do transporte escolar – a secretaria já recebeu 11 – e o Prouca, que inicia seu calendário de capacitação de professores no dia 17 de fevereiro.

Neste ano, pais e alunos verão ainda mais novidades, como o programa de enfrentamento à evasão escolar, já anunciado pela secretária.

“Nossa intenção é aproximar o aluno da escola, entender suas dificuldades e encontrar soluções. Para isso, é preciso ter projetos atraentes, que despertem sua curiosidade, sua atenção. Queremos valorizar a permanência dos estudantes na unidade de ensino”, explicou.

HISTÓRIA E FANTASIA NA ABERTURA DO ANO LETIVO

Alunos do 1° e 2° ano do Ensino Fundamental serão recebidos no próximo dia 6 no Palácio de Cristal, às 14h30, pela Princesa Isabel. É a integração entre a Secretaria de Educação e a Fundação de Cultura e Turismo, que incluirá 130 crianças diretamente nas comemoraçõespelos 130 anos do palácio.

“Nesse evento cultural, os alunos poderão conhecer a história desse importante ponto turístico da nossa cidade. Será uma abertura simbólica do ano letivo”, comentou a secretária.

Já os profissionais da Educação contarão com uma aula magna do educador português José Pacheco, a ser realizada na Universidade Estácio de Sá, no dia 5 de fevereiro, às 16h.

MUDANÇAS NO TRÂNSITO PARA VOLTA ÀS AULAS

A Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans) montou um esquema especial de trabalho para o período de volta às aulas, levando apoio de trânsito a pontos de maior movimento para garantir um melhor fluxo de veículos. De segunda a sexta-feira, entre 12h e 14h e das 16h30 às 19h, a fiscalização e atuação nestas áreas será intensificada. O trabalho será realizado por agentes da Guarda Civil e da CPTrans.

Segue a lista dos locais: Praça Marechal Carmona; Rua Santos Dumont;Rua Marechal Deodoro;Rua do Imperador (Obelisco, cruzamento com a Rua da Imperatriz );Rua do Imperador (cruzamento com a Rua General Osório);Av. Ipiranga (todo o trecho);Praça Princesa Isabel;Rua Treze de maio;Praça da Confluência;Rua Nilo Peçanha / Rua da Imperatriz;Praça Oswaldo Cruz;Praça Pasteur;Rua Souza Franco, Rua Montecaseros e Rua Bingen (próximo ao Hospital Santa Teresa).

Os agentes das Unidades de Proteção Comunitária (UPCs) passaram por um curso de capacitação nesta semana na Secretaria de Proteção e Defesa Civil. Foram 16 horas de aula, entre segunda e sexta-feira (27 a 31/1), sobre noções básicas de Defesa Civil, ações de prevenção que devem ser desenvolvidas na comunidade e como deixar mais segura a região atendida pela UPC.

As UPCs são um projeto piloto da Secretaria estadual de Defesa Civil que começou a ser realizado em Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo. Em Petrópolis, as unidades estão em fase de implantação, agora em parceria com a Prefeitura, cabendo ao município a administração das atividades, enquanto o estado é responsável pela infraestrutura e pelo pagamento dos agentes de proteção comunitária.

“O objetivo das UPCs é aproximar a Defesa Civil das comunidades. Os agentes das UPCs vão identificar as ameaças e as vulnerabilidades da comunidade, para que a Defesa Civil proponha ações de prevenção de desastres naturais”, disse o secretário de Proteção e Defesa Civil, Rafael Simão.

São dez UPCs em Petrópolis: Quitandinha, Ferroviários, Vila Felipe, Duques, Sargento Boening, São Sebastião, Siméria, Independência, Dr. Thouzet e 24 de Maio, que contam com um total de 40 agentes.

O curso foi ministrado pelo diretor administrativo da Secretaria de Proteção e Defesa Civil, Gileno Alves. Ele passou aos agentes noções de prevenção e de resposta a desastres. Os agentes aprenderam sobre a necessidade de fazer um planejamento de evacuação de pessoas, para que os moradores de áreas de risco deixem as casas com rapidez no caso de fortes chuvas.

“Foi passado para os agentes que, no caso de fortes chuvas, eles devem ajudar a retirar os moradores das casas em áreas de risco e ir para os pontos de apoio para receber as pessoas. Debatemos sobre o funcionamento do Sistema de Alerta e Alarme e sobre a necessidade de conscientizar os moradores a acatar as orientações das sirenes. Como os agentes aprenderam noções básicas de Defesa Civil, eles deverão orientar os moradores sobre o que fazer e o que não fazer para deixar as casas mais seguras”, disse Gileno. Para 2014 estão previstas ações de integração das UPCs com as escolas municipais, para que os professores realizem trabalhos com os alunos nas unidades sobre prevenção de desastres das chuvas.

Os agentes operacionais e os técnicos da Secretaria de Proteção e Defesa Civil passaram por nova capacitação na última sexta-feira (31/1). A convite do secretário Rafael Simão, o meteorologista Rodrigo Mello deu uma palestra aos funcionários sobre os conceitos básicos da meteorologia na sede da Defesa Civil. Com a aula, os servidores saberão interpretar melhor os alertas e os avisos de órgão de previsão do tempo, agilizando assim a resposta do município às fortes chuvas.

Esta foi a primeira de uma série de palestras sobre o tema, conforme determinação do prefeito Rubens Bomtempo para que a Defesa Civil esteja cada vez mais preparada para atuar na prevenção e na resposta a desastres naturais.

“É importante esse treinamento para que as equipes de plantão possam, a todo momento, estar preparadas para identificar os problemas e as possibilidades de chuvas forte. A palestra do meteorologista Rodrigo Mello faz parte de um processo contínuo de capacitação dos agentes da Defesa Civil. É uma medida de prevenção do governo Rubens Bomtempo”, disse o secretário Rafael Simão.

O meteorologista explicou aos agentes e aos técnicos da Defesa Civil o funcionamento do site do Instituto Estadual do Ambiente (Inea) – portal acompanhado por órgãos públicos e privados que atuam nas chuvas, além da imprensa e de moradores de áreas de risco. Como ele mostrou, o site trabalha com uma previsão dos níveis dos rios ao emitir os alertas. Por isso, os estágios de atenção, alerta e alerta máximo, quando indicados no site, não significam que o município esteja nessa situação ou que os rios tenham transbordado.

Ele também explicou conceitos da meteorologia que costumam ser confundidos, como tromba d’água – fenômeno que somente acontece nos oceanos. O meteorologista falou sobre os efeitos do encontro de uma massa de ar quente e úmida com uma massa de ar fria, a forma de se classificar uma chuva e a diferença entre clima e tempo: termos técnicos que, passados em cada uma dessa série de palestras, capacitarão cada vez mais os agentes da Defesa Civil.

“A palestra foi muito produtiva, porque tirou dúvidas sobre como funciona o encontro de uma massa com outra, por exemplo. Isso é importante, porque nós, que recebemos as ocorrências no Centro de Operações, estamos sempre monitorando o tempo e as previsões”, disse o agente operacional Antônio Rodrigo Britto, da Defesa Civil.

Este não foi o primeiro contato do meteorologista Rodrigo Mello com a Defesa Civil de Petrópolis. Em 2008, no segundo governo de Rubens Bomtempo, ele acompanhou a instalação de pluviômetros em Petrópolis. Na palestra desta sexta-feira, foi apresentado a ele o pluviômetro caseiro, feito com garrafa PET, uma invenção de Petrópolis.

“Esses pluviômetros caseiros são muito importantes, porque são uma ferramenta simples que pode ser acrescentada à rede de pluviômetros de Petrópolis”, disse o meteorologista Rodrigo Mello.

Mais um imóvel que representava alto risco para moradores e vizinhos começou a ser demolido pela Prefeitura. A casa fica no Canto do Cemitério, na Rua Nossa Senhora da Aparecida, e possui estrutura precária, o que poderia gerar um desabamento a qualquer momento, ameaçando a segurança das casas vizinhas e de quem passa por perto. A operação, coordenada pela Secretaria de Proteção e Defesa Civil, será concluída nos próximos dias.

O imóvel, de 30 metros quadrados, estava sendo construído sem acompanhamento técnico pelo morador da casa de baixo. Por ser um imóvel alto e haver muitas moradias em volta, a falta de estrutura adequada e as rachaduras nas colunas colocavam muitas pessoas em risco.

A Prefeitura, por meio da Defesa Civil, vem atuando em várias frentes para reduzir cada vez mais os riscos de desastres das chuvas em Petrópolis. Em novembro, contratou empresa especializada para a demolição de 1.840 metros quadrados de imóveis. Por esse contrato, já foram demolidas 25 construções, que correspondem a 1.522 metros quadrados.

O critério para a escolha dos imóveis a serem derrubados é o risco elevado que representam para moradores e vizinhos. Para isso, técnicos da Defesa Civil vistoriaram as construções e indicaram quais deveriam ser demolidas. Essas ações também tiveram respaldo jurídico e social, já que os moradores que tiveram que deixar suas casas foram atendidos pela Secretaria de Trabalho, Assistência Social e Cidadania (Setrac) e já recebem o Aluguel Social. No caso do imóvel no Canto do Cemitério, o morador poderá continuar na casa de baixo.

“A demolição desses imóveis de alto risco é importante, até para evitar que outras pessoas ocupem aquele local. Além dessa ação da Prefeitura, é preciso que a população contribua para a prevenção, não construindo em áreas de risco. Só assim teremos uma Petrópolis cada vez mais segura”, disse o secretário de Proteção e Defesa Civil, Rafael Simão, lembrando que a Prefeitura, desde o início do governo, já demoliu 37 construções.

A Defesa Civil orienta que a população, em obras e construções, contrate técnicos responsáveis, como engenheiros e arquitetos, além de buscar a autorização da Prefeitura. Essas medidas são uma garantia de segurança para o morador, já que assim ele saberá se pode ou não construir em um determinado terreno.

A última reunião do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente – CMDCA foi marcada por duas importantes ações: a destinação de cerca de R$ 680 mil a instituições assistenciais e a intensificação do processo eleitoral da sociedade civil para compor a nova diretoria. O encontro aconteceu na segunda-feira (27/01).

Ao todo, 17 instituições registradas no conselho foram beneficiadas com o recurso. Cada uma delas irá receber cerca de R$ 40 mil para garantir a execução dos projetos apresentados e aprovados em plenária ao longo de 2013. “O governo e a sociedade civil estão atuando juntos em benefício das crianças e adolescentes. Sabemos que são instituições sérias que, com o apoio do CMDCA, a política pública será realizada”, disse Luciane Bomtempo.

As instituições que serão beneficiadas com o recurso são: ABEMI, Sadias, AJA – Projeto C3, Amigos da Mata, Oblatas, Pestalozzi, Amparo, Comac, APAE, Creche São José Itamarati, Saúde Criança, GAAPE, Terra Santa, Instituto dos Meninos Cantores, CDDH, Sefras e Colégio Santa Catarina.

Cerca de 60 pessoas participaram da reunião, onde também foi discutida a exposição itinerante “280 Dias: Adolescência e Gravidez”, que será realizada pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, em parceria com a Prefeitura e executada pela Faculdade Artur de Sá Earp.

Durante a reunião, foi feita ainda a apresentação das ações do município sobre o Programa de Saúde Mental, focando o programa “Crack, é Possível Vencer”. A adesão pela Prefeitura aconteceu em 2013 e as ações, como o consultório de rua e o credenciamento de cinco leitos no Hospital Clínico de Corrêas para atendimento aos dependentes, serão iniciadas ainda em 2014.

A eleição dos novos membros da sociedade civil também foi assunto que marcou a primeira reunião do CMDCA de 2014. “A eleição da sociedade civil para o CMDCA é um processo democrático, de participação popular”, complementou a vice-presidente do conselho, Luciane Bomtempo.

Sábado, 01 Fevereiro 2014 - 08:05

Palácio de Cristal completa 130 anos no domingo

Prefeito Rubens Bomtempo abre comemoração

Um dos maiores símbolos da Petrópolis imperial, o Palácio de Cristal vai completar 130 anos neste domingo, dia dois de fevereiro. Para comemorar a data, a Prefeitura preparou uma programação especial que começa às 10h, com a presença do prefeito Rubens Bomtempo. Serão inauguradas duas exposições com entrada franca – uma de orquídeas e bromélias – tradicional na cidade - e outra de fotografias do palácio – unindo passado e presente, em uma verdadeira viagem no tempo para petropolitanos e turistas.

Idealizado pelo Conde D’Eu, marido da Princesa Isabel, o Palácio de Cristal se tornou um marco na história da cidade e do país, já que foi a primeira construção pré-fabricada do Brasil e um dos primeiros representantes, entre nós, da modernidade na arquitetura. Ali a princesa cultivou orquídeas, promoveu festas e solenidades, e aconteceram as grandes exposições agrícolas de Petrópolis na época do império, para as quais o palácio foi idealizado. Após a Proclamação da República, o Palácio de Cristal passou pelos mais diferentes tipos de utilização, até ser tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em 1957.

AS ATRAÇÕES

14ª Exposição de Orquídeas & Bromélias – Por razões históricas, uma das mais indicadas formas de comemoração da data, pois retoma a vocação original do Palácio de Cristal. Esta edição, organizada pela Prefeitura através da Fundação de Cultura e Turismo, em parceria com o Orquidário Serrano, está dando continuidade ao evento anual que já se tornou uma nova tradição do local, assim como as festas populares. Participarão da mostra sete produtores, além do próprio orquidário parceiro, que irão expor e comercializar quase mil plantas, e exibir as espécies raras que cultivam. São eles: BR Orquídeas, Grupo Petropolitano de Orquidófilos (GPO), Orquidário Binot, Orquidário Maricaense, Orquidário Vale das Orquídeas, Orchidcastle Agrícola e Sociedade Brasileira de Bromélias.

Exposição de Fotografias Históricas do Palácio de Cristal – Com 20 fotos antigas e duas atuais, ela conta, juntamente com pequenos textos que servem de legenda, momentos curiosos do palácio. As fotografias estarão flutuando no centro do espaço.

As exposições vão até o dia 23 de março e poderão ser visitadas de terça a domingo, das 9h às 18h. O Palácio de Cristal fica na Rua Alfredo Pachá, s/nº, no Centro Histórico. O telefone é (24) 2247-3721. Outras informações podem ser obtidas pelo Disque Turismo: 0800 024 1516.

O prefeito Rubens Bomtempo vistoriou, na última quarta-feira (29/01), as ações de limpeza e revitalização do lago do Parque São Vicente. Do local, três mil metros cúbicos de terra, o que representa cerca de 200 caminhões, foram retirados durante o desassoreamento realizado pela Comdep.

O lago já está limpo e enchendo naturalmente por meio de três nascentes de água. Ao redor, cerca de mil metros de grama estão sendo plantados. A última grande dragagem aconteceu há cerca de dez anos e a manutenção foi prioridade até o fim de 2008. “O Parque São Vicente merece toda essa atenção e não vamos ficar apenas na parte de baixo. Toda a região será beneficiada, inclusive o segundo lago, onde além de todas as ações de limpeza, a Secretaria de Meio Ambiente também irá iniciar um levantamento do estado das árvores ao redor”, adianta o prefeito.

Para a conclusão da primeira fase do trabalho, doze funcionários da Comdep estão empenhados no desenvolvimento das ações. A Secretaria de Obras providenciou a pavimentação, elevação de meio fio e construção de novos ralos, com o objetivo de desviar a água da chuva, que antes era levada diretamente para o lago. “A água arrastava areia e outras impurezas, causando um rápido assoreamento. Em parceria com a Águas do Imperador, será construída uma elevatória para encaminhar o esgoto para uma ETE”, complementa o presidente da Comdep, Hélio Dias.

A praça irá ganhar um novo parquinho e outras ações para melhorar a qualidade de vida dos moradores também serão desenvolvidas. A rampa de vôo livre já recebeu uma placa de orientação aos frequentadores para a preservação do lugar. Toda a comunidade irá receber ações de capina e roçada.

A Prefeitura concluiu nesta semana a demolição de um chalé que representava risco elevado para moradores e vizinhos em uma servidão na altura do número 316 da Rua Visconde do Bom Retiro, no Centro. A operação, coordenada pela secretaria de Proteção e Defesa Civil, foi realizada depois que técnicos constataram a falta de segurança da construção, que possuía 65 metros quadrados. O objetivo da ação foi proteger vidas.

Um deslizamento havia atingido os fundos do imóvel durante as chuvas da noite de 17 de março de 2013, desestabilizando o chalé. Técnicos da Defesa Civil realizaram vistorias no local, analisaram os riscos e apontaram para a necessidade de demolição, que teve também respaldo jurídico e social. Os moradores já foram atendidos pela secretaria de Trabalho, Assistência Social e Cidadania (Setrac) e estão recebendo o Aluguel Social.

Desde novembro, quando a Prefeitura contratou a empresa especializada para realizar o serviço, já foram demolidas 24 imóveis, totalizando 1.492 metros quadrados de construção. Pelo contrato, a empresa ficou encarregada de demolir 1.840 metros quadrados de construções já condenadas pela Defesa Civil. Desde o início do governo, a Prefeitura já realizou 36 demolições.

“O objetivo dessas ações é reduzir cada vez mais os riscos de desastres das chuvas em Petrópolis. E o critério adotado pela Defesa Civil é o alto risco que essas construções representam para moradores e vizinhos. Com a demolição, além de tirar aqueles moradores da área condenada, evitamos que outras pessoas ocupem imóveis que não apresentam segurança”, disse o secretário de Proteção e Defesa Civil, Rafael Simão.

A Defesa Civil orienta a população a sempre procurar a Prefeitura antes de realizar obras e construções, para evitar que intervenções no imóvel deixem sua família sem segurança. No caso de qualquer sinal de instabilidade no terreno ou no imóvel, o morador deve solicitar uma vistoria preventiva pelo telefone 199. A ligação e o serviço são gratuitos.

A Prefeitura de Petrópolis, com aprovação do Conselho Municipal de Cultura, retoma neste ano, por meio da Fundação de Cultura e Turismo (FCTP), o projeto Som e Cristal, que seleciona espetáculos musicais para apresentação no Palácio de Cristal. O edital pode ser encontrado pelo endereço eletrônico www.petropolis.rj.gov.br/fct, no menu “Editais 2014”.

O projeto, que foi criado ainda na primeira gestão do prefeito Rubens Bomtempo, havia sido suspenso no ano passado para passar por ajustes, ganhando uma formatação que pudesse atender melhor as atuais necessidades da cidade. Conta agora com a parceria do Sesi Cultural, que irá remunerar os artistas e promover um espetáculo a cada mês, de março a novembro. Os shows serão realizados sempre a partir das 18h, aos sábados, com duração mínima de uma hora. “Esta é uma excelente oportunidade para fortalecer o cenário musical, com espetáculos de qualidade”, avalia o diretor de Cultura da FCTP, Cláudio Gomide.

Com o Som e Cristal, a Prefeitura e o Conselho pretendem fomentar a cultura na cidade, por meio de uma programação permanente. Ele vai possibilitar oferecer a toda a população shows de qualidade – de música erudita e popular – a preços acessíveis. Para os produtores culturais e músicos da cidade, trata-se de uma boa oportunidade para mostrar seus trabalhos. O espaço histórico do Palácio de Cristal, que neste ano faz 130 anos, também será valorizado com o evento, que enriquece os atrativos da cidade para o turista permanecer mais uma noite, aquecendo ainda mais a nossa economia.

As inscrições para a seleção dos espetáculos vão até o dia 6 de fevereiro, na Fundação de Cultura e Turismo. O endereço é Praça Visconde de Mauá, 305, Centro Histórico. Mais informações podem ser obtidas com a Gerência de Programação Cultural, pelo telefone 2233-1208.

Quinta, 30 Janeiro 2014 - 11:11

Bomtempo vistoria obra da Praça da Liberdade

O prefeito Rubens Bomtempo vistoriou, na manhã desta quarta-feira (29/01), a obra de reforma da Praça da Liberdade. Cerca de 75% da parte estrutural da revitalização já está concluída. Para agilizar ainda mais os serviços, um grupo de trabalho será criado e acompanhará o andamento dos serviços.
Além da instalação de novos bancos de madeira, Bomtempo determinou que as ilhas no entorno do ponto turístico recebam melhorias. “A ideia é oferecer ainda mais conforto aos visitantes e deixar o lugar mais atrativo. As pessoas precisam usufruir do espaço para que não seja apenas um local de passagem”, disse Bomtempo, adiantando que a Prefeitura irá disponibilizar o sistema de wi-fi em toda a extensão do local. A acessibilidade é outra prioridade: rampas e melhorias no piso vão garantir a locomoção de cadeirantes.
A visita foi acompanhada pelo secretário de Obras, Aldir Cony e pelo presidente da Comdep, Hélio Dias, além de representantes da Secretaria de Meio Ambiente. No local, o corte de quatro árvores será iniciado nos próximos dias. “Não estamos visando à estética e sim à segurança dos visitantes. São árvores muito antigas e já estão com a fitossanidade afetada. O corte foi autorizado pela Secretaria de Meio Ambiente e pelo Iphan”, explicou o secretário de Obras. Em contrapartida, Bomtempo determinou que duas árvores sejam plantadas para cada uma retirada dos jardins. O espaço ganhará ipês amarelo e roxo, quaresmeiras e manacá da serra, todas nativas da Mata Atlântica.
Outra medida que irá beneficiar os visitantes da praça é a ampliação do parquinho infantil para uma área de 80 metros quadrados. “Todo o espaço será revitalizado, as grades receberão pintura e novos brinquedos serão instalados. A limpeza já chegou na Praça da Rua 14 Bis”, salientou Hélio Dias.
Reparos no meio fio, drenagem e revitalização dos jardins também estão em fase de conclusão. O piso dos passeios, antes de asfalto, está sendo substituído por concreto. Os monumentos passarão por uma grande limpeza e serão iluminados, assim como o chafariz. No lugar do palco de concreto localizado ao lado do Centro de Informações Turísticas será instalado outro de madeira com bancos ao redor e capacidade para 100 pessoas sentadas. O coreto também será revitalizado.

Alvará Online - BANNER

Notícias por data

« Novembro 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30  

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

Cadastro da inscrição do IPTU para crédito da Nota Imperial

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo