Atendimento será aberto ao público na quarta-feira (16.01)

Uma estrutura especial está sendo montada pela Secretaria de Fazenda no Centro de Cultura Raul de Leoni para atender aos contribuintes que quiserem retirar presencialmente a segunda via para o pagamento do Imposto Predial Territorial e Urbano - IPTU 2019. Serão seis guichês com equipes para receber os contribuintes. O espaço abre as portas na quarta-feira (16.01) –  cinco dias antes do primeiro vencimento da cota única, que permite um desconto de 9% no valor do imposto de quem efetuar o pagamento em parcela única até o dia 21 de janeiro. O segundo vencimento da cota única é em 20 de fevereiro e o terceiro vencimento em 20 de março.

Embora hoje com a tecnologia  exista a opção de emissão do boleto pela internet, muitas pessoas ainda preferem fazer a retirada do boleto para pagamento presencialmente. Por isso, para facilitar o acesso aos contribuintes, desde o primeiro ano de governo foi montada esta estrutura especial no Centro de Cultura e direcionamos um maior número de servidores para este serviço. A intenção é dar mais conforto ao contribuinte e agilizar o atendimento.

A arrecadação de IPTU – a segunda maior do município - é fundamental para    custear serviços em áreas importantes como saúde, com medicamento nas unidades; educação, melhorando a qualidade da merenda dos alunos e infraestrutura, com pavimentação de ruas, melhorias na sinalização e limpeza urbana.

É muito importante que aqueles que puderem, façam o pagamento do IPTU em cota única. Pois este recurso é fundamental para que a prefeitura possa manter e até mesmo melhorar a qualidade de serviço em todas as áreas, em especial na Educação e na Saúde, mas também nos demais serviços, como a pavimentação de vias, sinalização e limpeza urbana também.

No espaço que funcionará em uma sala no andar térreo do Centro de Cultura, contribuintes poderão retirar não só o boleto para pagamento do IPTU 2019, mas também boletos referentes ao exercício de 2018. No local será possível ao contribuinte também atualizar o cadastro de endereço.

Para facilitar o acesso, além da estrutura de atendimento presencial, o contribuinte tem ainda a opção de retirar o boleto para pagamento pela internet. Para tanto basta que o interessado acesse o site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br) e clique no banner “IPTU 2019”. Ali, ele informa o número de inscrição do imóvel e consegue gerar o boleto para impressão.

A Secretaria de Fazenda vem buscando todas as formas para facilitar a vida do contribuinte, seja oferecendo um atendimento pessoal diferenciado, de forma mais ágil, para aqueles que optam pelo atendimento presencial, seja oferecendo recursos para que o contribuinte possa, de casa, do trabalho, ou de onde quiser, consiga acessar e imprimir o boleto para pagamento. 

Em Petrópolis 116.051 imóveis são cadastrados pela Secretaria de Fazenda, sendo 22.908 terrenos e outros93.143 imóveis com área construída.

É o único endereço no mundo que conta com uma imagem de Nossa Senhora da Saudade

Às 4h30 da manhã elas já estão de pé. Vivem dias intensos, com uma rotina fixa de orações, leituras, trabalhos e afazeres domésticos que só termina às 21h30, no horário do repouso. Não há diferença entre dias da semana, domingos ou feriados. Os hábitos são sempre os mesmos para 17 Carmelitas Descalças que vivem na Ordem Religiosa do Carmelo de São José, um mosteiro de clausura absoluta – elas só saem para ir ao médico -, que fica na Avenida Barão do Rio Branco. Pouco conhecido até mesmo entre os petropolitanos, o prédio, de 1917, abriga a única imagem de Nossa Senhora da Saudade em todo o mundo, e vem sendo procurado até por grupos de excursão, fortalecendo o circuito turístico religioso da cidade, que, ao contrário do que muitos pensam, vai além da Catedral São Pedro de Alcântara e o Trono de Fátima.

A Turispetro tem mapeado os atrativos em toda cidade – separados em cinco circuitos: histórico-cultural, compras, cervejeiro, ecoturismo e religioso - e vai incluir o Carmelo de São José na divulgação deste último. Além de tornar a cidade ainda mais atrativa para o público que procura o circuito religioso, o que movimenta o turismo, o aumento de visitantes também contribui para que as freiras consigam manter o local, que conta apenas com doações.

Em toda área do Carmelo São José em Petrópolis o silêncio impera, reflexo de uma vida simples que há anos segue as mesmas regras. Para quem conhece o lugar, duas freiras são “externas” e recebem o público, que pode marcar a visita através de agendamento. “Não sabemos ao certo quantas pessoas a gente recebe por mês, mas são muitas! Vem muito ônibus do Rio, por exemplo. A gente faz um roteiro mostrando o prédio, o jardim, a horta que temos aqui. E as pessoas também podem participar das missas, que acontecem todos os dias: de segunda a sexta-feira às 18h e sábados e domingos às 8h.. Tem gente que vem também para fazer um retiro”, explica a Irmã Graça, que mora no local há 30 anos e é uma das que recebem os visitantes.

As outras não podem deixar as grades da vida monástica nunca, exceto em casos excepcionais, como doença. Mas elas também atendem os visitantes. O lugar ainda é procurado por ser o único endereço no mundo que conta com uma imagem de Nossa Senhora da Saudade, que também fica exposta na clausura. Clausura esta que não é considerada por elas uma prisão, mas sim a liberdade de viver sua vocação.

A advogada Cely Macedo está entre as fiéis visitantes do lugar. Ela procurou ajuda quando teve um problema de saúde na família e nunca mais deixou de visitar e ajudar o mosteiro. “Quando eu era criança, vinha aqui com a minha mãe. Uns anos atrás meu marido teve um problema de saúde e vim procurar um caminho. Desde então essa tornou-se também minha casa. Venho sempre”, frisa.

Fundado em 1911 na cidade de Campanha em Minas, a primeira comunidade do Carmelo de São José foi transferida pra Petrópolis apenas dois anos depois, mas se fixou no local onde está hoje em 1917. O atual prédio só foi concluído no ano de 1961. Não é possível que o turista conheça parte do prédio, onde as irmãs vivem na clausura, mas o visitante pode conversar e saber um pouco mais sobre a rotina delas em uma sala onde são feitos os atendimentos, também pelas grades. Para manter o espaço, as irmãs recebem doações e produzem escapulários feitos a mão e artesanato, como crochê e bordado. “Já produzimos 12 mil escapulários. Aos domingos também fazemos bolo de iogurte para vender e nas festinhas tem a cantina”, explica a Irmã Cristiana, que é a madre superiora do mosteiro.

Para visitas, que são gratuitas, os agendamentos podem ser feitos pelo telefone: (24) 22423434. O mosteiro fica na Avenida Barão do Rio Branco, 1.164, Centro.

Unidade possui rotina de acompanhamento dos pacientes crônicos

O Ambulatório do Hospital Alcides Carneiro (HAC) se tornou referência para o tratamento das doenças inflamatórias intestinais. Há quatro meses foi implantado o atendimento da especialidade na cidade, para atender a demanda que segue o aumento mundial do índice da doença. Semanalmente novos diagnósticos da doença de Crohn e Retocolite ulcerativa são registrados. O Ambulatório realiza periodicamente o acompanhamento dos pacientes que devem seguir o tratamento de forma contínua.

A rede de saúde pública do município tem se estruturado cada vez mais para um atendimento especializado, oferecendo estrutura, qualificação e um tratamento humanizado para a população. O Ambulatório do HAC foi estruturado para oferecer um atendimento regular aos pacientes que precisam de cuidados especiais para conseguirem melhora nos quadros clínicos. As doenças inflamatórias intestinais não têm cura e os pacientes precisam de cuidado intensificado, seguindo orientações para o uso regular da medicação e readequação de hábitos alimentares, entre outros fatores, para se alcançar maior qualidade de vida. 

Em Petrópolis são registrados cerca de 20 novos pacientes por ano e, considerado o impacto que as doenças inflamatórias intestinais podem causar na vida do paciente, se atentou para a necessidade da implantação de um núcleo específico para o atendimento. “O ambulatório especializado é mais um ganho para o município, nossos pacientes podem contar com acompanhamento qualificado”, destaca a Secretária de Saúde, Fabíola Heck. Antes de ser encaminhado para o tratamento de especialidade, o paciente passa pela avaliação de um profissional da área gástrica no próprio ambulatório e a partir daí, segue um cronograma de acompanhamento.

De acordo com o médico responsável pelo ambulatório, o gastroenterologista José Francisco da Silva Vieira, Petrópolis acompanha a média mundial de registro de novos casos. Anualmente são notificados até 14 novos casos para cada 100 mil habitantes, de pacientes com a doença de Crohn ou Retocolite ulcerativa. “As doenças inflamatórias intestinais são quaisquer processos inflamatórios, agudo ou crônico, no trato gastrointestinal. Algumas possuem causas conhecidas, outras não”, destaca o profissional, reforçando que entre 80 e 90% dos casos são identificados os sintomas específicos da doença de Crohn ou Retocolite ulcerativa, que vão exigir uma mudança de vida dos pacientes.

E como para a maioria dos tratamentos, o diagnóstico precoce é um forte aliado para o combate à doença. “Os sintomas podem começar com diarreia, discreta dor abdominal e muitas vezes não se identifica de início, o que retarda o início do tratamento. O quanto antes se diagnosticar, menor as complicações, diminui a necessidade cirúrgica e melhor a qualidade de vida”, destaca o profissional. Em estágio avançado, a doenças exigem tratamento crônico e o paciente é submetido a cirurgias. A medicação indicada é oferecida pelo Ministério da Saúde na rede pública.

A importância do acompanhamento está pelo fato de os pacientes necessitarem seguir uma série de recomendações para que mantenha uma vida saudável. O dr. José Francisco, destaca que as doenças inflamatórias intestinais “podem ser consideradas questão de saúde pública”, tendo em vista que as pessoas, quando não tratadas e durante o tratamento intensivo, passam a ter algumas atividades limitadas, muitas vezes se privando do convívio social. Os pacientes passam a ter restrição no consumo de carnes, derivados de leite, açúcar refinado, entre outros. “São doenças que afetam as pessoas na fase mais produtiva de suas vidas, entre 15 e 40 anos de idade, ou após os 60 anos. Debilita as pessoas para o trabalho e oferece um comprometimento socioeconômico, psíquico e afasta as pessoas do convívio social”, reforça.A reeducação alimentar é fundamental para a melhora do quadro.

O surgimento da doença segue fatores genéticos, imunológicos e ambientais (hábitos alimentares, tabagismo, uso de anti-inflamatórios não hormonais e antibióticos em excesso). “São hábitos que alteram a microbiota (flora) intestinal e que podem abrir o quadro da doença”, explica o médico.

Ações de conscientização são realizadas para alertar sobre a doença

Os pacientes diagnosticados com alguma doença inflamatória intestinal, além e receber o acompanhamento que contribui para a manutenção da qualidade de vida, podem participar de grupos de apoio, onde vão poder trocar experiências e saber a lidar melhor coma doença. O grupo Retocrohn Petrópolis é mantido na rede social e pelo whatsapp, fornecido aos participantes do grupo, as pessoas também podem buscar informações. Todos os anos, o Dia Internacional das Doenças Inflamatórias Intestinais, tem ações de conscientização no dia 19 de maio. Em Petrópolis são realizadas caminhadas durante esse mês.

Principal novidade é uma etapa inédita da Copa Internacional de Mountain Bike com atletas renomados do mundo inteiro

Serão realizados mais de 100 eventos esportivos neste ano em Petrópolis. Com um calendário esportivo bastante diversificado, a cidade vai receber torneios de diversas modalidades, como lutas, corridas de rua, atividades coletivas, como dança e funcional, vôlei, natação, futebol, futsal, basquete e ciclismo. A principal novidade é uma etapa inédita da Copa Internacional de Mountain Bike (CIMTB), nos dias 9 e 10 março, no Vale do Cuiabá, com a presença de atletas renomados da modalidade de todo o mundo, como o petropolitano Henrique Avancini. Além disso, o município volta a receber uma etapa estadual do Enduro de Regularidade e a Copa Rio de Voo Livre. São mais de 30 modalidades oferecidas e que contam com o apoio da prefeitura, por meio da Superintendência de Esportes e Lazer.

Petrópolis tem um grande potencial e dispõe de toda a estrutura necessária para receber etapas e eventos que reúnem atletas de todo o país. O calendário está repleto de eventos que contribuem o turismo, fortalecendo a nossa economia, promovendo a cidade de maneira positiva. O petropolitano não tem mais desculpa para não se exercitar, já que também existem ações específicas nas comunidades.

A segunda edição da Corrida de São Sebastião, que será realizada no dia 20 de janeiro, abre o calendário esportivo do município. São 250 vagas para o evento que tem percurso de 6,5 quilômetros com largada na Praça do Indaiá e chegada na Paróquia de São Sebastião. Também neste mês, no dia 29, acontece a premiação do ranking municipal dos corredores no Centro de Cultura Raul de Leoni. Serão contempladas 24 faixas etárias diferentes, mais os cinco atletas mais bem colocados na classificação geral, tanto no masculino quanto no feminino.

Em março, a etapa da Copa Internacional de Mountain Bike (CIMTB) – inédita na cidade – vai reunir cerca de 600 atletas, entre eles, o campeão mundial Henrique Avancini. A competição será realizada no Vale do Cuiabá nos dias 9 e 10 e deve atrair um grande público para o município. No ano passado, a prefeitura criou a primeira prova da modalidade permanente no calendário esportivo: a Copa Imperial de MTB. Mais de 400 atletas participaram do evento, que foi realizado em Secretário. O governo planeja outras ações para fomentar o esporte na cidade.

Petrópolis conta com um campeão mundial da modalidade, que é o Henrique Avancini, que vai ajudar fomentando o esporte em Petrópolis. A Copa Imperial foi um grande sucesso no ano passado e o município busca outras maneiras de aumentar o número de adeptos da modalidade na cidade.

Sucesso de público e muito elogiada pelos pilotos participantes em 2018, a Copa MXF Rio de Enduro de Regularidade retorna à cidade com mais uma etapa. No ano passado, 310 atletas estiveram presentes no torneio. Um dos organizadores do evento, Wenderson “Nenel”, destacou o sucesso da prova nos dois últimos anos.

“Petrópolis é uma cidade com potencial para estar no calendário nacional de competições de motociclismo. No ano passado, o evento foi um grande sucesso e contamos com todo o apoio da prefeitura. O importante é o público comparecer e aproveitar não apenas a competição, mas o evento como um todo, com shows, foodtrucks e exposições”, afirmou.

O calendário esportivo da cidade, com toda a programação deste ano, está disponível no site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

Hotéis e pousadas oferecem atividades ligadas à natureza

Passar as férias na praia já é coisa do passado para muitos turistas que procuram Petrópolis. Cercada por 70% de Mata Atlântica, hotéis e pousadas da cidade tem, a cada verão, ficado cada vez mais cheios com visitantes que vêm em busca do contato com o verde e a água doce das cachoeiras. E ainda trilhas, passeios de bike, esportes de aventura, como rapel e escalada, e diversas atividades que contemplam as belezas naturais da Cidade Imperial caíram no gosto dos visitantes. O circuito de ecoturismo do município está entre os mais procurados neste início de ano.

Neste período de férias escolares e com dias de céu azul, principalmente crianças e adolescentes têm aproveitado as opções ligadas à natureza em Petrópolis.

Caminhadas, trekking, mountain bike (são mais de 200 quilômetros de trilha), trailrun, corridas a pé, off-road, canyoning, cabo aéreo, além de cavalgada, observação de aves (birdwatching), vôo livre, passeios de jeep, são algumas das atividades oferecidas no município que estão ligadas à natureza.

A Pousada Paraíso, que fica em Pedro do Rio, tem contado com quartos cheios nestes dias de verão, com cerca de 90% de ocupação na primeira semana de janeiro e 80% nesta segunda. As atividades ao ar livre estão entre os principais motivos pelos quais os turistas escolhem o lugar. “Temos uma área verde muito grande, são oito nascentes dentro da pousada. Todos vêm procurando esse contato com a natureza, que é muito exuberante aqui. O hóspede pode contar com várias atividades, como trilhas, rapel, escalada, além da contemplação dos pássaros – são mais de 270 espécies catalogadas dentro da pousada. O verão é um período muito bom para nós. Está bem movimentado”, frisa a proprietária, Vanda Ferraz.

O secretário da Turispetro, Marcelo Valente, explica que Petrópolis recebe turistas de perfis diferentes. “Temos quem chega procurando pelo circuito histórico-cultural, que é o mais conhecido, mas também muitos visitantes que vêm em busca do descanso e encontram isso nos lugares que estão ligados à natureza. Toda beleza natural que temos na cidade também chamam a atenção dos visitantes”, destaca.

Os parques da cidade estão entre as opções para este verão. No Parque Nacional da Serra dos Órgãos (Parnaso), é possível observar a fauna e a flora da Mata Atlântica, fazer caminhadas e tomar banho em diversas. Já no Centro Histórico, a opção é o Parque Natural Municipal Padre Quinha, conhecido como Parque da Ipiranga. O local conta com uma área verde privilegiada para caminhada, piqueniques, entre outras atividades ao ar livre.

Outro tipo de turismo que faz sucesso entre os visitantes de Petrópolis são os circuitos ecorrurais. O município conta com quatro principais circuitos: Araras-Videiras, dentro de um ambiente natural preservado, com passeios organizados de bicicleta, de jeep e caminhadas nas montanhas; Caminhos do Brejal, que é considerado pelos turistas e veranistas como um pequeno paraíso rural, com plantações de flores, ervas aromáticas, hortaliças e legumes, que fizeram da a região uma referência na agricultura orgânica; Pedras do Taquaril, com uma região rodeada por serras a leste e a oeste, com caminhadas por belas trilhas guiadas, refeições em meio à natureza, piscinas naturais; e Vale do Bonfin, que tem como seu principal atrativo o Parnaso.

Competição será realizada nos dias 9 e 10 março no Vale do Cuiabá

De maneira inédita, Petrópolis vai sediar uma etapa da Copa Internacional de Mountain Bike (CIMB). A cidade foi escolhida para abrir a temporada da competição, nos dias 9 e 10 março, em uma pista no Vale do Cuiabá, assinada pelo campeão mundial da modalidade, o petropolitano Henrique Avancini. A ideia dos organizadores é aproveitar o bom momento e a força do nome do atleta brasileiro para impulsionar fãs e apoiadores. O evento conta com o apoio da prefeitura, através da Superintendência de Esportes e Lazer e da Turispetro.

A CIMB é a principal competição da modalidade no país e conta pontos para o ranking estadual, nacional e mundial do Mountain Bike. A ideia de trazer para o município também é uma maneira de incentivar novas gerações a se interessarem pela modalidade, que ganhou destaque graças ao petropolitano Henrique Avancini, atleta que se tornou campeão mundial.

O mountain bike é uma modalidade que está crescendo em todo o país e a cidade conta com um campeão mundial, que vai nos ajudar fomentando a modalidade em Petrópolis. Também é uma forma de atrair os praticantes de todo o país para o município, estimulando a vinda de mais turistas, além de fomentar o esporte como um todo.

A ideia de inserir Petrópolis no roteiro da CIMB está sendo uma "grande sacada", como explica Rogério Bernardes, organizador da prova. Segundo ele, para o sucesso do evento é importante o conhecimento técnico com o maravilhoso momento que o Avancini está vivendo mundialmente.

"É importante frisar que a pista terá assinatura dele e queremos dar a oportunidade dos amantes da bike visitarem sua cidade. Acreditamos em uma parceria a longo prazo, que vai trazer para Petrópolis turistas do mundo todo. Petrópolis é uma cidade linda, que conta com um fator logístico bastante favorável: são 60km entre a cidade e o aeroporto do Galeão", disse Rogério.

Prefeitura planeja ações para estimular a prática em Petrópolis

O fomento ao esporte como ferramenta para atrair mais turistas. Com esse objetivo, a prefeitura está planejando um conjunto de ações para estimular a prática do Mountain Bike em Petrópolis. O governo municipal fez uma parceria com Avancini, que recomendou quatro pistas na cidade - que estão sendo chamadas de “polos”, onde serão feitas ciclorrotas: em Secretário, Vale do Cuiabá, Vale das Videiras e Vale Florido.

 O objetivo principal é preparar os locais para que os praticantes percorram as trilhas de maneira autônoma, sem a utilização de serviços de guia ou de GPS. Para isso, os locais vão receber sinalização específica para fortalecer o esporte e ainda atrair visitantes.

Além disso, no ano passado, a prefeitura criou a primeira prova da modalidade permanente no calendário esportivo: a Copa Imperial de MTB. Mais de 400 atletas participaram do evento, que foi realizado em Secretário. "A Copa Imperial foi um grande sucesso no ano passado e seguimos pensando em outras maneiras de aumentar o número de adeptos da modalidade na cidade”, completa Hingo Hammes.  

Despejo irregular levou a 297 viagens de caminhão retirando móveis e eletrodomésticos das ruas

Sofás, cama, armários, cadeiras, móveis de todos os tipos e tamanhos foram removidos de ruas e calçadas por equipes da Comdep e da SSOP, especialmente nos últimos dias do ano passado. Em apenas 10 dias, foram 2,5 mil toneladas coletadas em 19 ruas. A soma, traduzida em viagens de caminhão, impressiona:  297.

A quantidade de entulho retirado da cidade a partir do dia 20 de dezembro representou aumento de 21% na média de coleta diária em comparação com todo o ano de 2018. Em todo ano passado, foram recolhidos 78,7 mil toneladas de entulho, o que representa uma média de coleta diária de 218 toneladas.

Durante todo o ano, é comum a imagem de lixeiras do lixo doméstico vazias e o entorno delas com entulho. “O caminhão de lixo orgânico não pode recolher este tipo de descarte. Precisa uma operação especial com tratores para esta retirada”, afirma Wagner da Silva.

O Código de Posturas proíbe o despejo de entulho em ruas e calçadas e determina que o caminho correto é levar os resíduos volumosos para o aterro de Pedro do Rio. Quem for flagrado cometendo a irregularidade é intimado a fazer a remoção imediata e pode ser multado em R$ 800. A população pode apresentar denúncia da irregularidade tanto pelo telefone da Comdep (2292-9500) quanto junto à Fiscalização de Posturas (2246-9042).

Quem tem dificuldade em levar o entulho para Pedro do Rio conta com Disque Entulho, que faz a coleta de 20 sacos de até 25 sacos de entulho em rotas fixas de segunda a sexta, mas também atende em outros locais de acordo com a disponibilidade das equipes.

No fim de dezembro, o serviço de coleta de entulho ocorreu em ruas de Alto da Serra, Bairro Mauá, Bingen, Caxambu, Centro, Comunidade do Alemão, Comunidade do Neylor, Corrêas, Dr. Thouzet, Independência, Itaipava, Morin, Nogueira, Quarteirão Brasileiro, Quitandinha, Santa Mônica, São Sebastião, Siméria e Valparaíso.

Sexta, 11 Janeiro 2019 - 19:26

779 idosos já estão isentos de pagar IPTU

Prefeitura concede anistia

Fazer valer a lei e garantir aos idosos um benefício que ajuda na composição do orçamento. A atual gestão ativou um grupo de trabalho para a concessão de isenção de IPTU aos idosos. Em dois anos a administração Bernardo Rossi aprovou a isenção a 779 idosos. Idosos que têm direito à isenção de pagamento de IPTU, com base na lei 6.930/12, podem protocolar o pedido na sede da Secretaria de Fazenda, que funciona prédio anexo à prefeitura, na av. Koeler. O pedido, que deve ser renovado anualmente, mas pode ser feito durante todo o ano, sendo encerrado em dezembro.

Chegou a quase 5 mil os processos acumulados no final da gestão passada. A administração anterior entrou na justiça, e, 2014, questionando a legalidade da lei. Mesmo com a justiça ter confirmado a sua validade, até o final do governo passado os processos ficaram parados.

A lei 6.930 entrou em vigor em 2012 e garante a isenção do IPTU a pessoas com mais de 60 anos que tenham renda de até dois salários e possuam apenas o imóvel em que moram. Para facilitar o acesso de idosos ao benefício, em agosto do ano passado o prefeito Bernardo Rossi regulamentou a lei, tornando claro todo o procedimento, bem como estabelecendo que documentos são necessários para que o idoso obtenha o benefício.

Todos os procedimentos estão previstos na regulamentação: quem tem direito ao benefício, que documentação o idoso deve apresentar e como deve proceder.  “É um procedimento simples: o idoso protocola seu pedido na Secretaria de Fazenda, pedindo a isenção. Aqui mesmo na Secretaria ele preenche o formulário e apresenta seus documentos. A Fazenda avalia o processo e entra em contato com o idoso sobre o deferimento do pedido que também é publicado no Diário Oficial.

A regulamentação pôs fim também à polêmica em relação à apresentação de comprovante de declaração de Imposto de Renda, pois permite, por exemplo, que idosos informem à Fazenda que não são obrigados a fazer a declaração de Imposto de Renda junto à Receita Federal. Desde a alteração eles passaram a ter um formulário de declaração próprio. O documento está disponível na sede da Secretaria. A alteração foi importante uma vez que a Lei 6930/12 atrelava a concessão do benefício à apresentação da cópia da última declaração de Imposto de Renda o que dificultava o acesso do idoso.

 

Atividade foi realizada em área rochosa próximo ao túnel do Quitandinha, na BR-040

Dois cães da Guarda Civil fizeram um treinamento em uma área rochosa próximo ao túnel do Quitandinha, na BR-040. A atividade teve o objetivo de simular um cenário de escombros e com grau de dificuldade para atuação tanto do animal quando do agente condutor do cachorro. Esse tipo de treino é importante para preparar toda equipe que vai participar de eventual busca por vítimas de deslizamentos e também na procura de entorpecentes.

A área fica próxima ao posto de trabalho da Polícia Rodoviária Federal, que foi informada sobre a atividade. O pastor belga-malinois, Turbo, que está sendo preparado para a detecção em escombros, e a pastora holandesa Scolt, que já trabalha na busca por drogas, participaram do treinamento.

“O treinamento foi muito bom porque nós tivemos a oportunidade de encontrar um cenário mais próximo do que realmente vamos encarar durante o trabalho. É um treinamento tanto para o cão quanto para o agente, já que os dois vão ter que aprender a lidar com situações específicas que vão encontrar em cada local”, explicou o coordenador técnico do canil da Guarda Civil, Leandro Lopes.

A intenção é que treinos com esse grau de dificuldade ocorram pelo menos duas vezes por semana. Além disso, o objetivo é encontrar outros cenários que ajudem a preparar cães e agentes para lidar com diferentes ambientes e situações. Durante a atividade, os cães tiveram que procurar recipientes com compostos químicos que simulam o odor tanto de cadáver quando de entorpecentes.

Operação contra o tráfico de drogas no Alto da Serra

Os treinamentos são importantes para deixar cães e agentes prontos para o trabalho, como aconteceu na última quinta-feira (11.01). A cadela Scolt foi utilizada em uma operação em conjunto com a Polícia Militar contra o tráfico de drogas no Morro da Oficina, no Alto da Serra. Ela fez uma busca na localidade conhecida como “Pedreira” e ajudou a encontrar três rádios, seis carregadores para rádio e fones de ouvidos enterrados em uma mata, que seriam utilizados por traficantes, de acordo com a PM. Todo material foi levado para a 105ª DP, no Retiro.

“O canil da Guarda está sempre preparado para quando for solicitado para participar de operações em conjunto com PM e para contribuir ainda mais com a segurança do nosso município”, destacou o comandante da Guarda, Jeferson Calomeni.

Os atendimentos continuam sendo feitos na sede da Defesa Civil

O prazo para o cadastramento dos desabrigados no Programa Minha Casa Minha vida foi prorrogado por mais 30 dias. Assim, os técnicos da Secretaria de Assistência Social do município continuam efetuando os registros na sede da Defesa Civil, na Rua Buarque de Macedo, 128 - Centro, das 9h às 17h, até o dia 15 de fevereiro. O período para a inclusão das pessoas, vítimas das chuvas, que perderam ou tiveram casas interditas, parcial ou totalmente, foi ampliado pelo Ministério das Cidades.

Até o momento, 611 pessoas já foram atendidas e terão os dados avaliados pela Caixa Econômica Federal (CEF) que dará a liberação para a construção das unidades habitacionais, de acordo com a demanda apresentada pelo município. Petrópolis tem projetos para a construção de 1.028 imóveis, que já estão pré-aprovados pela CEF, mas serão direcionados para a cidade de acordo com os cadastros apresentados.

A partir da avaliação e aprovação da CEF, a empresa selecionada por processo licitatório, será acionada para iniciar as construções. O prazo para iniciar as obras é de até 180 dias, após a liberação da Caixa. As unidades habitacionais previstas para a cidade serão construídas nas localidades de Benfica, que receberá 120 imóveis; Vale do Cuiabá, 140; Mosela, 48 e Caetitu, com 720 moradias. Outras 920 estão em fase de conclusão e estão sendo entregues, na Posse (144) e Vicenzo Rivetti (776)

Para se cadastrar, as pessoas devem se apresentar portando documentação, Identidade e CPF, comprovante de residência e se possuírem, o laudo da Defesa Civil com o registro da ocorrência. O chamamento é direcionado às pessoas que perderam ou tiveram suas casas interditadas. “Essa extensão no prazo vai garantir que as vítimas das chuvas consigam ser incluídas. É muito importante que as pessoas que perderam suas casas compareçam, mesmo que não possuam mais o laudo da Defesa Civil”, destaca a secretária de Assistência Social, Denise Quintella. As pessoas que já possuem registro no programa de aluguel social, não precisam comparecer, pois já estão incluídas no programa e estão sendo direcionadas para o conjunto habitacional do Vicenzo Rivetti.

Além do atendimento na sede da Defesa Civil, a equipe da Assistência Social está montando cronograma de ações nas comunidades, para o cadastramento de vítimas das chuvas que ainda não tenham sido atendidas. A Assistência Social disponibiliza os telefones 2233- 8110 para demais esclarecimentos.

Pagina 7 de 1092

Notícias por data

« Janeiro 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31      

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

iptu

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

cmv-logo

Relatorio CMVP