O prazo para os servidores da prefeitura aproveitarem as condições de renegociações com a Caixa Econômica Federal com taxas especiais e atendimento exclusivo termina nesta sexta-feira (14.06). As oportunidades de acordo chegam a superar os 95%, dependendo da modalidade do contrato, e os servidores do município devem procurar uma das quatro agências da rede bancária, de 10h às 16h, para negociar suas dívidas. Até agora, quase R$ 800 mil em dívidas já foram negociadas na campanha realizada pela Prefeitura, por meio do Procon.

Nos bancos, o servidor é direcionado a um gerente exclusivo que irá analisar seus débitos e propor os acordos. O benefício é válido para todos os mais de 12 mil servidores públicos, incluindo os aposentados e pensionistas do INPAS. As agências da Caixa para negociação são: Imperial (Rua do Imperador 149/153 – Centro), Petrópolis (Rua do Imperador, 745 – Centro), Alta da Serra (Rua Teresa, 1380 – Centro) e Itaipava (Estrada União e Indústria, 10.040).

Nas agências da Caixa, estão sendo negociados dívidas de servidores negativados ou com alguma pendência junto ao banco, que está oferecendo descontos para pagamentos, seja à vista ou parcelado. As dívidas que podem ser negociadas são de vários tipos, como renovação dos contratos para o aumento de prazo, unificação de dividas diversificadas, débitos de cartões de crédito, cheque-especial e créditos consignados, por exemplo.

Uma dívida de CDC de R$ 48.042,37 caiu para R$ 5 mil com pagamento sendo realizado no próximo mês. Um outro acordo referente a pagamento com cartão de crédito, de R$ 4.471,23 teve redução de 81,7% caindo para R$ 873,08 com prazo para pagamento. Uma outra dívida de cartão de crédito de R$ 1.413,08 foi reduzida para R$ 389,46. A maior redução registrada até agora, no entanto, foi uma dívida de R$ 28.944,44 caiu para R$ 1.152 – um abatimento de 96,02% no montante acumulado de dívidas de cartão de crédito, cheque especial e empréstimo consignado.

Quita Dívida Servidor é expandido e vai beneficiar servidores da Câmara

O sucesso da Campanha Quita Dívida Servidor foi expandido e também vai chegar aos servidores que atuam na Câmara Municipal de Petrópolis. A ação será realizada na sede do legislativo na próxima semana, nos dias 17 e 18, entre 10h e 16h. A inciativa atende a uma solicitação da própria Câmara e ocorrerá na Sala de Comissões com gerentes do banco e equipe do Procon homologando os acordos dos servidores do legislativo.

Foram realizadas 302 partidas de quatro modalidades esportivas em 190 horas de atividades na primeira fase dos Jogos Estudantis Unificados de Petrópolis (JEUPs). Os últimos jogos foram de futsal e aconteceram nesta quinta-feira (13.06) no Centro de Iniciação ao Esporte (CIE) no Caxambu. São 50 escolas inscritas e cerca de 3 mil alunos participando da competição, números que transformam a edição deste ano como a maior de toda a história dos jogos. Em 2016, apenas 19 instituições de ensino participaram. Em 2017 foram 41 e no ano passado 44.

São oito equipes classificadas em cada categoria dos esportes em quadra para a fase final dos Jeups, que começa em agosto. Somente no futsal, na categoria sub-18 masculina, serão 12 times na segunda fase. A tabela com toda a programação das modalidades pode ser encontrada no site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

Ao todo são nove modalidades em disputa nos jogos, sendo cinco coletivas: futebol de campo, futsal, basquete, handebol e vôlei; e quatro individuais: tênis de mesa, xadrez, judô e atletismo. Além delas, o apoio ao Banco de Sangue Santa Teresa é a novidade para 2019. As instituições de ensino que levarem o maior número de pessoas para a mobilização ganharão pontos equivalentes aos esportes em disputa.

Segundo Vinicius Paulo Neves Pereira, captador de doações, o banco recebe em média 50 doadores por dia e o ideal seriam 70 pessoas voluntárias. “Como as escolas podem conseguir pontos com a doação, a gente acredita que a campanha vai aumentar o número de doações diárias. Neste período, por conta das gripes e resfriados, o número de doações são menores. A parceria pode contribuir bastante neste sentido”, disse.

Outra novidade é o projeto Selecionados Jeups. Serão formadas seleções com os principais atletas das categorias sub-15 e 18 no basquete, handebol, vôlei e futsal (apenas no feminino, já que no masculino a Liga Petropolitana de Desportos representa a cidade).

A segunda fase e as modalidades individuais acontecem no segundo semestre. O evento de encerramento com a premiação dos alunos e das escolas vai acontecer no mês de outubro no Sesc Quitandinha.

O cuidado com a saúde bucal das crianças atendidas pela rede pública de saúde foi foco do trabalho feito pela Secretaria de Saúde em parceria Faculdade de Medicina de Petrópolis/Faculdade Arthur de Sá Earp Neto (FMP/FASE). Com o apoio da Secretaria de Educação, foi realizado um levantamento sobre os índices de prevalência de cárie em dentições de leite e permanente, em crianças de 5 a 12 anos de idade. A pesquisa, feita em 26 instituições de ensino, envolveu 1025 crianças e o resultado segue a tendência nacional.

O levantamento mostra que, entre as crianças com dentição de leite, 60% das que tinham cinco anos de idade já apresentavam cáries; entre as crianças de 8 anos, esse índice ficou em 69%. Das análises das crianças com dentes permanentes, o maior número de casos de cárie está entre as crianças de 12 anos, entre as quais, 60% apresentou algum tipo de alteração. A partir desse levantamento solicitado pela Secretaria de Saúde, vai ser traçado um plano para oferecer maior orientação e, consequentemente, qualidade no que se refere à saúde bucal das crianças.

O mapeamento proposto pela Secretaria de Saúde contou com o apoio da Secretaria de Educação que abriu as portas das instituições de ensino, para que os alunos de Odontologia da FMP/FASE realizassem a pesquisa. Uma equipe de 17 alunos e dois professores, realizaram todas as análises que vão possibilitar planejamento de ações.

De acordo com a coordenadora do curso de Odontologia da FMP/FASE, Vera Soviero, os resultados identificados na pesquisa não ficam longe do que é observado nacionalmente. “Uma das principais causas para os casos que identificamos é a pouca ação preventiva adotada pela população e isso ocorre muitas vezes por falta de orientação”, destaca Vera, ressaltando que alguns casos mais graves identificados em crianças avaliadas na pesquisa, já estão sendo tratados no Ambulatório Escola.

Um dos passos para a ampliação do atendimento odontológico adotados pelo município é a criação de mais oito equipes de Estratégia de Saúde Bucal da Rede de Atenção Básica. Três foram implantadas nesta quarta-feira (12.06) com a inauguração da nova Unidade Básica de Saúde da Posse. As próximas serão nas unidades de saúde do Amazonas (Quitandinha), São Sebastião e Alto Siméria.

A partir do primeiro semestre de 2019 o projeto de Tratamento Restaurador Atraumático (TRA) será implantado nas instituições de ensino da rede pública. Atualmente, o município tem o serviço de saúde bucal implantando com 30 equipes que atuam em unidade com Estratégia da Saúde da Família; 8 em Unidades Básicas de Saúde; uma equipe em cada Centro de Saúde – Centro e Itamarati; uma em cada Unidade de Pronto Atendimento; além dos tratamentos especializados no Hospital Alcides Carneiro e nos dois Centros de Especialidades Odontológica, no Centro e em Corrêas.

Nova unidade conta com três equipes de estratégia da saúde da família, um total de 27 profissionais

O prefeito inaugurou nesta quarta-feira (12.06) a nova Unidade Básica de Saúde da Posse, frisando o esforço da gestão em recuperar 23 obras abandonadas deste 2016, um montante de R$ 1345 milhões recuperados em sua gestão. O novo prédio é um investimento de R$ 1 milhão da prefeitura e contrapartida de R$ 200 mil do Ministério da Saúde, para beneficiar 12 mil moradores da região.

Com a nova unidade, foi ampliado o número de profissionais de saúde no local. Agora a UBS passa a funcionar com três equipes de saúde. Serão 27 profissionais, sendo 3 médicos, 3 dentistas, 3 enfermeiras, 3 técnicos de enfermagem, equipe de administrativo e 15 agentes da saúde. Essa estrutura é maior do que a oferecida anteriormente. Com o serviço de três equipes de Estratégia da Saúde da Família, com capacidade de atendimento de 3,5 mil pessoas cada.

Durante a cerimônia de entrega da nova unidade foi feita homenagem a uma moradora que deu nome à unidade. A parteira Generosa Rosa Barros, teve atuação marcante na região pelo trabalho voluntarioso no cuidado da saúde da população local, antes mesmo da existência do serviço público no distrito. “Agradeço a todos pela linda homenagem a minha mãe que não era só minha, mas era mãe de todos aqui na região. Ela sempre esteve pronta para ajudar todos que a chamavam”, destacou a filha da homenageada, Cecília Barros de Carvalho, de 89 anos. Toda a família esteve presente no evento de entrega na unidade de saúde.

Moradores da Posse como Marlene de Souza Barbosa, de 68 anos, fizeram questão de comparecer à inauguração. “A população precisa muito desse serviço. Uma unidade como essa perto da gente, facilita muito”, ressalta a moradora do Brejal. Com dois filhos pequenos, Jéssica Galdino, de 24 anos, tem boas expectativas com a nova unidade. “Com duas crianças, fica difícil se deslocar para buscar atendimento em outra unidade, uma unidade aqui facilita”, afirma.

Prédio funcional e com acessibilidade

O novo prédio conta com acessibilidade, com estrutura apropriada para pessoas com deficiências ou com dificuldades de locomoção. A nova UBS conta com 9 consultórios, incluindo os de enfermagem e odontologia, além da sala de curativos, vacinas e de realização de procedimentos entre os quais aferição de pressão arterial e glicose. Toda área interna segue os parâmetros o acesso de pacientes especiais.

Além da Posse, a Secretaria de Saúde entregou no mês de maio a nova sede da UBS de Araras, para o atendimento de oito mil pessoas da região. A próxima a ser entregue será no Caxambu, onde construção de mais uma unidade será retomada. A contratada para o serviço já está fazendo a limpeza do terreno.

Participaram da cerimônia o secretário chefe de Gabinete, Renan Campos; os secretários de Obras, Ronaldo Medeiros; Assistência Social, Denise Quintella; de Educação, Márcia Palma; o presidente da Câmara, Roni Medeiros, e os vereadores, Jorge Relojão, Ronaldo Ramos, Justino do Raio X, Márcio Arruda, Hingo Hannes, Silmar Fortes  e Maurinho Branco.

A Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias apresentou a versão atualizada do Plano Inverno municipal nesta quarta-feira (12.06) na Casa dos Conselhos. Nele constam os planos de contingência e as matrizes de atividades e responsabilidades das principais ameaças de desastres da estação, que são os incêndios florestais e a estiagem. Para essa edição, foram realizadas mais de 60 horas de treinamentos que prepararam cerca de 100 pessoas de 45 órgãos diferentes para o pronto atendimento à população em caso de ocorrências. O objetivo da prefeitura é reduzir o número de casos de queimadas durante o período mais seco do ano.

Os próximos passos são as ações de conscientização e de ajuda humanitária. A Blitz Verde vai distribuir material educativo contra as queimadas nas comunidades, além do sobrevoo com um drone em áreas propensas às queimadas em apoio aos órgãos ambientais. Além disso, o Defesa Civil nas Escolas vai reforçar as orientações sobre prevenção no ambiente escolar.

Também serão realizadas ações em conjunto com a Secretaria de Assistência Social com foco na ajuda humanitária. A campanha do agasalho segue acontece na Praça Dom Pedro e na sede da Defesa Civil, na Rua Buarque de Macedo, 128, no Centro, até o dia 4 de julho. No dia seguinte, acontece uma Festa Julina solidária aberta para a população encerrando a programação. Também estão previstas no Dia Mundial do doador de sangue e no Dia dos Pais.

O trabalho realizado pelas equipes dentro do Plano Inverno municipal vem contribuindo na redução do número de casos de incêndios florestais em toda a cidade. O Corpo de Bombeiros registrou 302 queimadas em 2017, sendo 174 atendidas pelo Destacamento de Itaipava. No ano passado, foram 174 casos ao todo, uma redução de 28,4%

Os órgãos de resposta e atendimento sabem da importância da atualização do plano para o município. "Todo trabalho é feito para lidar com as consequências de um risco. Nossa participação no caso de desastre é na comunicação entre órgãos, ajudando também a população", explica Fábio Hoelz, representante da Rede de Operações de Emergência de Radioamadores de Petrópolis (Roer).

O Plano Inverno municipal está disponível no site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

 

Para estimular a inovação nas três cidades serranas: Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo, o Serratec foi lançado oficialmente como instituição sem fins lucrativos nessa quarta-feira (12.06). A solenidade, que ocorreu no auditório do LNCC, contou com a participação de mais de 100 pessoas, entre empresários das três cidades e representantes dos poderes federal, estadual e municipal. Dados do Serratec apontam que, na região serrana, são mais de 170 empresas diretamente ligadas ao serviço de tecnologia, que empregam mais de 3 mil pessoas. Em Petrópolis são 100 empresas, que empregam cerca de 2 mil pessoas. O setor também fatura na cidade R$ 355 milhões anuais. E a expectativa é de aumento para os próximos anos: crescimento de 6% no número de empresas até 2021 e 12% na contratação de mão de obra, mais 3.360 empregos na área.

Como forma de incentivar o desenvolvimento econômico e sustentável regional, foram formatados a Diretoria Executiva, o Conselho Fiscal e o Conselho Consultivo do Serratec, composto por empresários e representantes do segmento.

A intenção da presidência do Serratec é de que, com a nova formulação, sejam construídos pilares e metas que preveem a constituição de cursos de qualificação para mão de obra, a construção de um portal de negócios, com a apresentação de soluções, demandas, banco de currículos, tudo estruturado para fortalecer o arranjo produtivo local.

“Nosso objetivo é engajar todos os setores para fortalecer o desenvolvimento baseado na tecnologia e o Serratec será o catalisador desse movimento. O Serratec pode ajudar novas empresas a se estruturar, poderá realizar convênios e estabelecer metas para desenvolver a inovação nos três municípios. Hoje, temos mais de 170 empresas de tecnologia na região, mas, a expectativa, é de aumento em 6% do setor nos próximos anos”, explicou Marcelo Carius, CEO da Neki-It e presidente do Serratec.

Ainda de acordo com levantamento do Serratec, o setor deve gerar mais 3.360 empregos em toda a região serrana, um crescimento de 12%. O faturamento também deve aumentar 30% até 2021.

Na ocasião, empresários das três cidades demonstraram o apoio ao Serratec. Julio Talon, presidente da Firjan e da GE Celma, falou um pouco sobre a experiência de sucesso da empresa na cidade, que cresceu e tem intenção de crescimento de 40% nos próximos anos, graças ao investimento em inovação e mão de obra qualificada.

“Qualificação de pessoas foi essencial para o crescimento da empresa. Hoje, 2900 pessoas trabalham em cinco oficinas da empresa. A possibilidade de crescimento é real e estimamos em 40% nos próximos anos, o que significa aumento de vagas. E é isso que precisamos para crescer, investimento nas pessoas. Petrópolis tem capacidade de crescimento e acreditamos muito nisso por isso estamos aqui, fortalecendo o Serratec”, disse Julio Talon.

Paulo Alvim, secretário de Empreendedorismo e Inovação, representando o Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, também parabenizou a iniciativa. “Fortalecer a cultura da inovação faz toda diferença no crescimento desse setor. Estamos avançando, produzindo riqueza através do universo de conhecimento que a região serrana tem e isso é maravilhoso não só para as três cidades, mas para todo Brasil”, disse.

“Parabenizo o Serratec pelo esforço em prol do desenvolvimento da área tecnológica e a prefeitura que vem se mostrando uma grande apoiadora do setor”, afirmou o diretor do LNCC, Augusto Gadelha. 

Evento terá, ao todo,quatro desfiles. Desfile é aberto à participação

Entre a programação da 30ª Bauernfest, os desfiles folclóricos ganham lugar de destaque. Nesta edição, que acontece a partir desta sexta-feira (14.06) e vai até o dia 30 de junho, com exceção do dia 20, feriado de Corpus Christ, serão quatro desfiles no total, sendo dois já neste primeiro fim de semana. No sábado (15), acontece o Desfile de Lanternas, às 19h, e no domingo (16) o desfile com as famílias de descendentes de colonos, às 10h. Ambos acontecem no Centro Histórico e terminam próximo ao Palácio de Cristal – núcleo da festa.

Qualquer pessoa pode participar dos dois desfiles, desde que chegue, no mínimo, com meia hora de antecedência. E no caso do desfile folclórico de domingo também é preciso estar trajado com roupas típicas.

O primeiro desfile, das Lanternas, terá concentração às 18h, na Avenida Ipiranga, em frente à Igreja Luterana. O grupo sai 19h em direção à Avenida Koeler e termina dentro do Palácio de Cristal. Serão distribuídas lanternas para os desfilantes. Já no domingo, a concentração será a partir de 9h, na Rua da Imperatriz, em frente ao Museu Imperial. O desfile também passa pela Avenida Koeler e terá dispersão ao final da Roberto Silveira. Participam famílias de colonos, grupos de dança folclórica, a Banda Germânica, entre outros.

Os desfiles também acontecem no último fim de semana da festa, nos dias 29 e 30, nos mesmos horários e mesmos trajetos. A CPTrans dará apoio a todos os desfiles. E durante a passagem deles, as ruas estarão fechadas, mas abrirão em seguida para minimizar os impactos no trânsito.

Horário estendido começa nesta sexta-feira

Principal festa da cidade, a Bauernfest vai contar com vagas extras de estacionamento rotativo já a partir desta sexta-feira (14.06) com o horário estendido para às 22h no período da festa. A mudança visa coibir as irregularidades no trânsito e a atuação de flanelinhas na cidade. Mas é importante ficar atento às mudanças já que a ampliação do horário é válida somente de quarta a domingo e nas ruas de entorno da festa. Nas segundas e terças-feiras a cobrança permanece de 8h às 19h. Os valores continuam os mesmos R$ 2,50 a hora nas áreas brancas e R$ 3,50 a hora nas áreas azuis.

As ruas que terão o horário estendido para às 22h de quarta a domingo são o lado par da Rua Imperatriz, lado ímpar da Avenida Tiradentes, Rua Raul de Leoni, Rua São Pedro de Alcântara, Praça Princesa Isabel, Rua Dr. Nelson de Sá Earp, Rua Engenheiro Miguel Detsi, Rua Roberto Silveira, Rua Barão do Amazonas, Rua 7 de Abril, Rua Montecaseros, Rua Padre Siqueira, lado ímpar da Avenida Koeler, Avenida Presidente Kennedy, Rua Frei Rogério, Rua 13 de Maio e Praça da Liberdade.

Ao mesmo tempo em que amplia as vagas de rotativo, a CPTrans também está aumentando as possibilidades de estacionamento no período da festa: a Avenida Koeler, Rua da Imperatriz e Avenida Barão do Rio Branco – até a altura da ponte da Moageira, serão transformadas em estacionamento rotativo nas sextas de 18h às 22h e, aos sábados, domingos e feriados, de 8h às 22h. Um serviço de valet também será oferecido pela SinalVida, na Avenida Koeler, nº 260, pátio da Prefeitura, nas sextas a partir das 18h e nos sábados, domingos e feriados, a partir das 9h, por R$ 35.

A festa vai contar, ainda, com pontos fixos para pagamento do rotativo nas duas extremidades da Rua Alfredo Pachá, na Praça da Liberdade e na Praça Visconde de Mauá (Praça da Águia) – nesse último caso de sexta a domingo. Além disso, o usuário pode falar com qualquer controlador (identificados com camisas e bonés amarelas da SinalVida) independentemente do local onde o veículo estiver estacionado e utilizar, também, o aplicativo DigiPare disponível para celulares com iOS, Android e Windows Phone, o site www.estarpetropolis.com.br; por SMS pelo número 27317, por ligação 0800-941-3444, em qualquer um dos parquímetros disponíveis - sendo que esses equipamentos aceitam pagamentos em moeda e cartão de crédito e débito; no comércio local

A CPTrans também fez um levantamento dos estacionamentos privados no Centro da cidade. São 39 no entorno da festa e a solicitação da companhia é que esses locais ampliem seu horário de abertura para atender a demanda de usuários durante a festa.

Tarifa de regularização

A tarifa de regularização praticada pela SinalVida em casos em que não haja o pagamento pelo rotativo poderá ser suspensa na primeira vez que o petropolitano ou turista utilizar a vaga. A suspensão da tarifa de R$ 42 pode ser feita com qualquer controlador em até 48h a partir da emissão do bilhete. A medida visa evitar a cobrança da taxa para pessoas que, por desconheceram o sistema de cobrança na cidade, paguem além do tempo que utilizou a vaga.        

Funciona assim: o usuário que parou em uma vaga e, por algum motivo, recebeu a tarifa de regulamentação pode falar com algum dos controladores identificados e explicar o desconhecimento das regras de utilização. O atendente vai verificar, pela placa do veículo, se essa foi a primeira vez que o veículo parou em uma vaga de rotativo na cidade, e se for o caso, e esse veículo acabou sendo notificado, a cobrança será suspensa, tendo o usuário que arcar, apenas, com o período que o veículo ficou na vaga.

O horário de fechamento dos bares na 13 de Maio e Nelson de Sá Earp, durante a Bauernfest, também está flexibilizado para às 01h30.  Uma maior extensão de horário já havia sido definida na semana passada em reunião com os empresários das áreas e será mantida nas próximas semanas. O horário flexibilizado vai acompanhar o movimento da Bauernfest no Palácio de Cristal e Praça da Liberdade, que também tem a meta de ter atividades encerradas em torno das 01h30 (o Palácio da Cristal fecha o acesso à meia-noite para que seja preparado para reabrir às 10h).  A fiscalização vai estar nas ruas, assim como Guarda Civil e Polícia Militar.

Apesar disso, não vai haver frequentadores sendo ‘expulsos’ da festa ou coisa do gênero. O movimento da festa naturalmente cai após a meia-noite, visto que as últimas atrações ocorrem às 23h, no Palácio de Cristal e, às 20h, na Praça da Liberdade. Durante a Bauernfest, por ser um evento diferenciado, em local público, a flexibilização das regras é necessária nestas ruas próximas. 

A prefeitura, empresários e forças de segurança podem voltar a definir novos parâmetros após a Bauernfest, que pode ser instaurada por decreto ou instrução normativa, inclusive podendo ter horário de fechamento ampliado para outras áreas. O governo deixa claro que a primeira determinação de horário foi em caráter emergencial, para evitar uma tragédia no local porque já havia ocorrido dois episódios de violência. Os bares, depois, se adequaram a novas regras e seguimos testando o sistema atual, que estipulou ordens de funcionamento e encerramento. E pode ser estendido a outros locais.

No Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, a Secretaria de Assistência Social promoveu nesta quarta-feira (12.06) uma ação de conscientização sobre o tema e divulgação do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti) desenvolvido pelo município. Durante o dia, as assistentes sociais distribuíram materiais informativos e incentivaram as pessoas que passaram pelo estande montado na Praça Dom Pedro a denunciarem casos de crianças e adolescentes trabalhando precocemente, ou seja, que não estão na condição de aprendiz.

O Peti tem o objetivo de retirar quem tem menos de 16 anos da condição de trabalho precoce e atua em conjunto com o Conselho Tutelar para informar, identificar, combater e responsabilizar as situações de trabalho infantil em Petrópolis. Para isso, também lança um olhar para o acolhimento das famílias em situação de risco social.

A assistente social e técnica de referência do Programa, Rosana Gomes Leal, lembra que o grande objetivo não é a punição, mas a proteção dessa criança ou adolescente.

“Nós monitoramos junto ao Conselho Tutelar as denúncias que chegam e ações que são feitas para aquelas famílias. Ao receber uma denúncia, a gente procura contato com essa família para entender a condição social e da casa onde essa criança vive, e vemos várias questões: se essa família pode ser atendida por algum programa social, se a criança está frequentando a escola e qual o comportamento dela, se é necessário algum tipo de atendimento médico”, explica.

Ela contou que um dos casos que atendeu recentemente era de uma criança que deixou de ir para a escola e a informação é de que ela ficava em casa cuidando dos irmãos – um trabalho doméstico com essas características, que priva a criança ou adolescente, por exemplo, de estudar e ter convívio social, é proibido pelo Estatuto da Criança de Adolescente. Junto com o Conselho Tutelar, a mãe foi chamada para uma conversa e disse que colocou a filha para cuidar dos irmãos para que ela pudesse trabalhar e que passava por uma gravidez de risco sem conseguir fazer os exames de pré-natal. Esse exemplo mostra um pouco do trabalho feito pelo Programa: além de buscar o retorno da criança para as aulas, as assistentes sociais também encaminharam para que ela fosse atendida no Hospital Alcides Carneiro.

O Programa de Erradicação do Trabalho Infantil foi criado em 2017 e atualmente acompanha 10 casos. Entre os casos mais comuns, estão os que as crianças são obrigadas a trabalhar pela própria família, seja em vendas ambulantes pelas ruas, no tráfico de drogas e o trabalho doméstico imposto de forma abusiva.

Pagina 7 de 1235

Notícias por data

« Junho 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

iptu

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

cmv-logo

Relatorio CMVP