Na Posse, trabalho foi concluído na Rua Nossa Senhora de Fátima com 73 luminárias instaladas

O programa Petrópolis Iluminada iniciou a substituição de lâmpadas comuns por luminárias de LED no Atílio Marotti. O prefeito esteve no local na manhã desta terça-feira (07.07) e acompanhou a instalação. Este é o terceiro de 28 bairros que estão na programação para receber o trabalho até novembro, com mais de 1,7 mil luminárias no total. Na madrugada, o serviço foi concluído na Posse.

No último distrito, o trabalho aconteceu na Rua Nossa Senhora de Fátima, onde foram colocadas 73 luminárias. Antes, o São Sebastião teve 155 luminárias instaladas. No Atílio Marotti, são 69 luminárias programadas. Esse trabalho torna a rede de iluminação pública mais eficiente, porque a tecnologia do LED permite iluminar mais com menor consumo de energia, além de demandar menos manutenções.

O serviço realizado agora é fruto de um planejamento feito pelo Departamento de Iluminação Pública, que levou em consideração os índices de iluminação estabelecidos pela ABNT para cada tipo de rua atendida. Lâmpadas comuns com potências 70 a 250 watts estão sendo substituídas por luminárias de 50 a 180 watts – ou seja, reduzem o gasto de energia. Além disso, esses equipamentos têm maior durabilidade, demandando menos manutenções. Por esses dois fatores, a estimativa é que a economia com as 1,7 mil luminárias instaladas neste momento passe de R$ 100 mil em um ano.

Esta é a quarta fase do programa. Nas três anteriores, 735 luminárias foram instaladas em ruas do Centro. Agora, além do São Sebastião e da Posse, o trabalho vai passar por: Atílio Marotti, Bairro da Glória, Independência, Comunidade do Neylor, Carangola, Comunidade do Alemão, Itaipava, Madame Machado, Morin, Quissamã, Castelânea, Sargento Boening, Chácara Flora, Alto da Serra, Estrada da Saudade, Cascatinha, Pedro do Rio, Dr. Thouzet, Valparaíso, Bairro Esperança, Nogueira, Boa Vista, Mosela, Quarteirão Brasileiro, Siméria e Quitandinha. O planejamento do serviço de instalação das luminárias de LED se estende até novembro.

Sirenes móveis reforçam a importância do isolamento social durante a pandemia

Com o apoio de um veículo operacional equipado com as sirenes móveis, a Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias realizou a operação Alerta Coronavírus na Estrada da Saudade nesta terça-feira (07.07). Na ação, os agentes reforçam a importância do isolamento social e pedem que a população use máscaras. Desde o início da pandemia, a Defesa Civil mantém a operação com os equipamentos sonoros nos bairros.

A operação foi realizada no Fragoso, Estrada Machado Fagundes, Ladeira João Ventura Torres e Pedreira. Na semana passada, a ação foi realizada nas ruas do Alto Independência, Taquara, Siméria, São Sebastião, Jardim Salvador, Roseiral, Vale dos Esquilos, Chácara das Rosas e da Comunidade São Luiz. O alerta pede para que os moradores só saiam de casa em caso de extrema urgência.

Entre os dias 22 e 26 de junho, a ação aconteceu no Alto da Serra (nas ruas Teresa, Vereador Arnaldo de Azevedo, Rua dos Ferroviários), no Morin (ruas Augusto Severo e Pedro Ivo), em Cascatinha (ruas Guilherme José Teixeira, Pedro Nava, Dr. João Barcellos, Rochedo) e na Mosela (ruas Cândido Portinari, Batista da Costa, Mario Gelli e Luiz Winter).

O prefeito entregou a academia ao ar livre na Praça de Secretário nesta terça-feira (07.07). O espaço foi construído em piso de concreto e conta com seis aparelhos novos que permitem exercitar todos os grupos musculares do corpo. O local conta ainda com um painel de alongamentos. Uma estrutura semelhante será instalada em Nogueira ainda neste mês.

Ainda na Praça de Secretário, a prefeitura colocou balanço, gangorra e trocou todas as lixeiras e quatro bancos. Em breve, a quadra de futebol também passará por melhorias. 

Os exercícios físicos podem auxiliam na promoção da saúde e amenizam doenças, aumentando a qualidade e a expectativa de vida na velhice.

As duas academias - Secretário e Nogueira - são verba proveniente de emenda parlamentar do Ministério da Cidadania (pasta que engloba o extinto Ministério do Esporte).

Academias podem abrir a partir da próxima segunda-feira

O funcionamento desses estabelecimentos segue normas e protocolos determinados pelo Conselho Regional de Educação Física (CREF1) e também deve seguir a nota técnica estabelecida pela Secretaria de Saúde. Entre as regras estão: o número de clientes, atentando sempre para uma área de 6,25m² por pessoa (dessa forma, com distanciamento de 2m), a instalação de tapetes sanitizantes nas entradas e a disponibilização de álcool em gel. O horário de funcionamento ficará restrito de segunda a sexta-feira, das 5h às 12h e retornando às 17h indo até às 22h (Nos primeiros 30 dias que se sucedem a reabertura).

O governo municipal mantém atenção nas medidas de proteção à saúde dos petropolitanos e no nível de ocupação de leitos, que permanecem baixos. Com 24,59% de leitos de UTI em uso pelo SUS e 39,29% de leitos clínicos nesta segunda (06.07), a prefeitura autorizou a reabertura das academias na próxima segunda-feira (13.07). Porém, vale ressaltar que caso a ocupação dos leitos do SUS chegue a 80%, o município irá recuar e não descarta a possibilidade de um lockdown.

Funcionamento dos locais segue protocolos e normas técnicas da Secretaria da Saúde e do CREF1

Prefeito destaca o compromisso em salvar vidas e o cuidado com a saúde do petropolitano desde o início da pandemia

O governo municipal mantém atenção nas medidas de proteção à saúde dos petropolitanos e no nível de ocupação de leitos, que permanecem baixos. Com 24,59% de leitos de UTI em uso pelo SUS e 39,29% de leitos clínicos nesta segurança-feira (06.07), a prefeitura autorizou a reabertura das academias na próxima segunda-feira (13.07). Porém, vale ressaltar que caso a ocupação dos leitos do SUS chegue a 80%, o município irá recuar e não descarta a possibilidade de um lockdown. O funcionamento desses estabelecimentos segue normas e protocolos determinados pelo Conselho Regional de Educação Física (CREF1) e também deve seguir a nota técnica estabelecida pela Secretaria de Saúde. Entre as regras estão: o número de clientes, atentando sempre para uma área de 6,25m² por pessoa (dessa forma, com distanciamento de 2m), a instalação de tapetes sanitizantes nas entradas e a disponibilização de álcool em gel. O horário de funcionamento ficará restrito de segunda a sexta-feira, das 5h às 12h e retornando às 17h indo até às 22h (Nos primeiros 30 dias que se sucedem a reabertura).

O documento do CREF1 traz ainda outras regras, como cada aluno portar uma toalha individual para forrar os equipamentos de treino durante o uso, um pequeno frasco de álcool 70° para utilizar nas áreas dos equipamentos em que toca as mãos e garrafa individual para ingestão hídrica. Todos os clientes, profissionais, colaboradores ou terceirizados deverão estar obrigatoriamente de máscara e serem capacitados e orientados sobre as medidas de prevenção. Neste primeiro momento da flexibilização da abertura, os chuveiros estão interditados, portanto não liberados para o banho dos alunos. O vestiário deverá ser limitado ao uso de mictórios, pias e vasos sanitários.

Os armários e escaninhos deverão ser reduzidos em 50%, ou seja, à metade. Além disso, as academias devem limpar escadas e corrimãos após cada aula, e aquelas que contam com piscina, cobrar uso de chinelos nas áreas aquáticas, além de disponibilizar próximo a borda das piscinas e recipiente de álcool em gel a 70%. Ontem (06.07), o prefeito participou de uma reunião com a secretária de Saúde, Fabíola Heck, com o coordenador de Planejamento e Gestão Estratégica, Dalmir Caetano, representantes da Comissão Imperial do CREF1 e com o presidente da Câmara de Vereadores, alinhando os últimos detalhes para esse retorno.

"Nesse momento é fundamental a parceria entre os órgãos públicos, em especial, a da prefeitura e da comissão que representa o conselho na cidade. Nesse momento, é a união de todos que vai garantir a retomada das atividades com total segurança para os alunos", disse André Fernandes, vice-presidente do CREF1. Já a professora de educação física Amanda Leal, presidente da Comissão Imperial do CREF1, ressaltou que as academias promovem saúde e bem-estar.

"Pessoas hipertensas, obesas, cardiopatas, precisam da atividade física para manter a saúde em dia. Além disso, o esporte também controla a depressão, ansiedade, estresse, entre os outros benefícios. As pessoas precisam entender que as academias promovem saúde. Os protocolos oferecidos garantem tranquilidade para as pessoas retornarem com total segurança", explica Amanda.

"É um protocolo muito rígido e proposto por nós mesmo. A gente trabalha com saúde e queremos oferecer o máximo de segurança para nossos alunos. Nós fomos muito bem recebidos por toda equipe da prefeitura, desde a secretária de Saúde até o prefeito, e chegamos à conclusão de que temos todas as condições de retornarmos com as atividades de forma segura", destaca Murilo Guerra, proprietário da academia Aeróbica.

As aulas coletivas estão autorizadas apenas em locais arejados e ventilados, preservando a distância de segurança de 2m² e sendo obrigatório o uso de máscara. As academias devem demarcar áreas no solo ao redor dos aparelhos para fácil visualização do correto distanciamento sanitário, 2m entre as pessoas. Cada estabelecimento deverá apresentar algum tipo de controle que limite o número de frequentadores por hora, seja por gênero, número de matrícula, CPF ou marcação por aplicativos. Também terá que ser feita a sanitização geral dos espaços durante o dia com hipoclorito de sódio ou outro produto comprovadamente eficaz na eliminação do vírus.

Polos de moda da Rua Teresa e Bingen, além de rede hoteleira, poderão receber clientes a partir de quinta-feira

O prefeito também esteve reunido com nesta segunda-feira (06.07) com representantes do polo de moda da Rua Teresa e da rede hoteleira, onde definiram os termos para o retorno controlado dos clientes de outros municípios. A flexibilização terá início na próxima quinta-feira (09.07), com as regras preestabelecidas durante reuniões com os segmentos.

Ocupação dos leitos de UTI está em 28,69%, margem que oferece segurança para abertura controlada

 Prefeito destaca o compromisso em salvar vidas e o cuidado com a saúde do petropolitano desde o início da pandemia

O prefeito esteve reunido nesta segunda-feira (06.07) com representantes do polo de moda da Rua Teresa e da rede hoteleira, e secretários municipais, onde definiram os termos para o retorno controlado dos clientes de outros municípios. A medida é respaldada por nota técnica da Secretaria de Saúde, além de ações como a testagem em massa da população, os 14 dias da abertura dos serviços e comércios inseridos na última linha e a estabilização da ocupação dos 122 leitos de UTI, que hoje está em 24,59%, e dos leitos clínicos, que apresentam 39,29% de ocupação. A presidente da Arte, Denise Fiorini e o presidente do Sindicato de Hospedagem e Alimentação de Petrópolis, Germano Valente, estiveram presentes no encontro. O prefeito destacou na abertura do encontro que “desde o início desta pandemia, o meu compromisso é o de salvar vidas e proteger todos os cidadãos petropolitanos”.

As regras para essa ação seguirão diversos cuidados pré-estabelecidos. Os consumidores das lojas da Rua Teresa e do polo do Bingen devem agendar previamente a viagem com as lojas de interesse, que expedirão voucher/convite, (válido somente para o dia da visita), autorizando a entrada na cidade. Todos os visitantes deverão passar por uma aferição de temperatura no controle sanitário. Caso haja alguma alteração, a pessoa ou o grupo de qual faz parte não terá a autorização de acesso permitida. Os visitantes, guias de compra e demais envolvidos no processo, devem estar munidos de máscara, usar álcool em gel e seguir todos os protocolos sanitários estabelecidos nos decretos municipais. Caso alguma norma seja descumprida, a entrada na cidade será proibida. Todas as equipes de vendas das lojas deverão também seguir os padrões de higienização e segurança nos ambientes. Outro ponto importante é clientes deverão apresentar horário para retorno a cidade de origem, sem direito a hospedagem em Petrópolis.

Já os turistas com destino aos hotéis e pousadas da cidade devem ter sua reserva comprovada. Todos os pontos foram definidos ao longo de reuniões promovidas com representantes dos setores.

O presidente do Sindicato de Hospedagem e Alimentação de Petrópolis, Germano Valente, disse que “Podemos vislumbrar o reaquecimento da economia local e o restabelecimento do setor na cidade. Vale destacar que os equipamentos hoteleiros estão totalmente preparados para receber os hóspedes, seguindo rigorosos protocolos de segurança de saúde dos colaboradores e hóspedes”.

O serviço de higienização aconteceu na Comunidade São Francisco (Moinho Preto) e Siméria nesta segunda-feira (06.07). A limpeza realizada pela Águas do Imperador contou com aplicação de hipoclorito de sódio 0,5%, um tipo de alvejante que elimina vírus e bactérias presentes em superfícies. A medida adotada pelo município tem o objetivo de combater o coronavírus em Petrópolis.

Pela manhã, as equipes realizaram a limpeza na Comunidade São Francisco. À tarde, o prefeito acompanhou o serviço no Siméria. 

Desde o início da pandemia, a Águas do Imperador já percorreu mais de 950 km de ruas – passando por todos os bairros da cidade – aplicando mais de 2 milhões de litros de hipoclorito de sódio.

Na semana passada, por exemplo, a ação aconteceu na Rua Honduras e Dr. Thouzet (Quitandinha), Chapa 4 (Valparaíso), Rua Quissamã, Rua Rio de Janeiro, no Amazonas e na Vila Ipanema (Quitandinha).

Além da concessionária, a Comdep promoveu o serviço de higienização hoje (06). A limpeza aconteceu na Rua Roberto da Silveira, Sete de Abril, praça Osvaldo Cruz e Montecaseiros. À noite, a ação acontece no terminal rodoviário do Centro, Rua Teresa e Alto da Serra.

A ação faz parte do planejamento de fiscalização da retomada das atividades sócio econômicas no município

No fim da tarde desta segunda-feira (06.07), fiscais de Posturas, da Vigilância Sanitária, da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transporte - CPTrans e Procon, com a apoio da Guarda Civil, apuraram denúncias de aglomeração de passageiros no transporte público. A ação deflagrada no terminal de Itaipava faz parte do planejamento das ações de fiscalização em decorrência da retomada das atividades econômicas.

A ação que também averiguou se a higienização dos coletivos vem sendo feita de acordo com os protocolos, será continua e atuará tanto nos demais terminais da cidade, quanto no embarque de passageiros fora dos terminais.

 

Única escola da rede municipal que oferece ensino médio

O Ministério da Educação divulgou no final do último mês, os microdados do Enem 2019. Na lista com 32 escolas que oferecem ensino médio na cidade, o Liceu aparece na posição 17º, sendo a segunda escola da rede pública com melhor nota entre as 20 primeiras (ficando atrás do CEFET que é uma instituição federal). A média do Liceu ficou em 538.85.

Os dados foram levantados pela plataforma Evolucional, com base nos microdados divulgados em 26 de junho pelo Inep sobre o Enem 2019 (https://enem2019.evolucional.com.br/) - desconsiderando a nota da redação - e é um importante indicador educacional.

Ataualpa Pereira, professor de Língua Portuguesa, ficou feliz com o resultado e destacou a qualidade do ensino público. “Parabéns a todos! Essa vitória nos diz que estamos no caminho certo. A cada conquista cresce o estímulo para enfrentar os desafios, porque, mesmo em se tratando de escola pública, a vida não faz distinção, por isso que os méritos dos nossos alunos devem ser reconhecidos, pois superam árduos obstáculos sem perder a ternura da juventude”, disse.

“Excelente notícia para nosso Liceu Municipal. Fico muito orgulhoso pois além de professor também sou ex-aluno e lembro sempre com muito carinho os 4 anos do ensino fundamental que passei no Liceu. Uma pena essa pandemia, pois este ano prometia com as salas temáticas e pelo pouco que pude perceber, pelo excelente grupo de alunos neste ano de 2020. Parabéns Liceu!”, completou Luis Fernando Abend, professor de Matemática.

 

Curso será realizado de forma remota

A Secretaria de Educação iniciou nessa segunda-feira (06.07) a Jornada de Atualização Pedagógica, evento criado pelo Departamento de Ensino Fundamental. A jornada abordará temas diferenciados em forma de curso para os profissionais da rede municipal de Educação e a transmissão será feita pelo Facebook. O objetivo é o que aproximar dos servidores da rede municipal de Educação e conversar sobre as mudanças acarretadas nas rotinas, devido à pandemia do coronavírus.

A jornada conta com a participação dos Departamentos de Educação Especial e Infantil e apoio da Assessoria em Psicologia Escolar e a Saúde do Trabalhador.

Todo o curso será transmitido pela página da Jornada de Atualização Pedagógica, no Facebook. A página tem o objetivo de divulgar e realizar videoconferências com intuito educacional.

A aula magna contou com a participação de Rui Carlos Stockinger - psicólogo, psicoterapeuta humanista e existencial, pós-graduado em Psicossomática, MBA em Gestão de Pessoas, formação analítica na abordagem centrada na Pessoa e Psicoterapeuta experiencial pelo Focusing Institute of New York, professor e escritor. Rui ministrou o tema: O cuidado na gestão humanizada e saúde mental em tempo de pandemia.

“Vivemos momento de impermanência. Algumas mudanças ocorrem sem a nossa vontade por isso é importante prestar atenção na forma em que lidamos com as nossas emoções, as atitudes frente ao mundo, ideias e valores. A gente vai modificando isso ao longo da vida”, comentou Rui.

Rui salientou, ainda, a necessidade do compartilhamento das emoções. “Precisamos falar, compartilhar as dificuldades. Isso nos ajuda a criar resiliência. Temos que ter muita atenção, compartilhar perdas, medos dificuldades, e incentivar a criação de novos sentidos no trabalho, otimizando recursos de forma criativa, trabalhar a inteligência inovacional”, completou Rui.

Confira as datas dos próximos encontros da Jornada Pedagógica:

10/07 - 15h: Processo de alfabetização pós Pandemia Thais Braga - Fonoaudióloga - Teresópolis

14/7 - 10h: Metodologias ativas e Gamificação – Prof. Bianca Della Nina e Prof. Josemar  Maiworm, rede municipal de Petrópolis e Victor Heluy do Prado - FOR GAMES

17/7 - 15h: Avaliação em tempos de Pandemia - Teresa Pontual - FGV

2O/7 - 15h: Como o cérebro aprende - Marta Relvas- Sociedade Brasileira de Neurociências e Comportamento

21/07 - 15h: O fortalecimento da relação entre Familia e Escola - Isis Brito-Neuropsicóloga

24/07 - Educação Infantil (tema ainda será divulgado)

28/07 - Educação Infantil (tema ainda será divulgado)

31/7 - 15h: Desafios e legados durante e pós Pandemia - Prof. Marcia Palma - Secretária de Educação de Petrópolis.

Fiscalização segue coibindo casos de descumprimento de decretos municipais de enfrentamento à pandemia, que cresceram e repercutiram nos últimos dias

Em menos de 10 dias, os órgãos de fiscalização da prefeitura e as forças de segurança que atuam no município encontraram um bar funcionando no Quissamã de forma irregular permitindo a entrada de clientes através de um pet shop, um “pesque e pague” com denúncias de atendimento a clientes aos fins de semana no Caxambu e três festas organizadas em Correas e a na Posse. Os casos preocupam porque nenhuma dessas atividades estão autorizadas e, principalmente, causam aglomerações – um dos principais fatores de risco de contágio de coronavírus.

Em todas essas ocorrências, os locais foram interditados e os eventos encerrados, além de terem sido aplicadas multas para os proprietários dos estabelecimentos ou responsáveis pelas festas. Apesar da fiscalização atuante em todo município, as irregularidades seguem acontecendo, trazendo enorme risco para a saúde da população.

Cinco casos descumprimento de decretos em 10 dias

O primeiro caso ganhou repercussão internacional. Fiscais da operação Faça Sua Parte perceberam que um bar estava atendendo com clientes com as portas fechadas no dia 26 de junho. A entrada acontecia por um pet shop vizinho que pertence ao mesmo proprietário e que abriu uma porta entre os dois estabelecimentos. Os bares estão proibidos de ficarem abertos desde o dia 20 de março. Já pet shops integram a lista de serviços essenciais, porém, este estabelecimento não possui alvará. Por isso, além da multa de R$ 800 por causa do bar, o Procon também autuou o pet shop em R$ 1,6 mil pela falta do documento.

Na quinta-feira (02.07), a Fiscalização de Posturas, a Vigilância Sanitária e a Secretaria de Meio Ambiente apuraram denúncias de que um sítio no Caxambu estava oferecendo a atividade de lazer “pesque e pague”, causando aglomerações aos fins de semana. No local, foi identificado falta de alvará e licença ambiental e, por isso, o local foi interditado. Em caso de novas denúncias, o proprietário pode ser multado.

Já no último fim de semana, três festas foram encerradas, duas delas no mesmo local. Em Corrêas, uma festa de aniversário reuniu cerca de 50 pessoas na noite de sábado (04.07). Na tarde de domingo (05.07), a comemoração continuou no mesmo local. Nesta segunda ocasião, quando a Fiscalização de Posturas chegou no endereço com a Guarda Civil e com a Polícia Militar, o aniversariante fugiu. Ele foi identificado e receberá multa.

Na Posse, agentes da PM e da 106ª DP encerraram uma festa de música eletrônica realizada em um sítio. O responsável pelo evento foi levado para a delegacia.

A realização de atividades e eventos com público está proibida desde o dia 13 de maio, quando foi editado o primeiro decreto de enfrentamento à pandemia no município. O funcionamento de bares está proibido o dia 20 de março e não há previsão para retomada destas atividades.

Fiscalização de decretos em todo município

As equipes de fiscalização estão atuando entre Quitandinha e Corrêas; nos bairros de Corrêas, Nogueira, Itaipava e Araras; e em Secretário e nos distritos de Pedro do Rio e Posse.

No último fim de semana, além das festas que foram encerradas pela fiscalização, um supermercado foi intimado a tomar providências para evitar aglomerações no estabelecimento no Centro, um bar foi fechado no Mercado Municipal e outro, interditado na Posse. Também houve ações em Cascatinha, Bingen, Quissamã, Quitandinha e Pedro do Rio.

A fiscalização sobre o cumprimento dos decretos municipais já ocorre há quase quatro meses. Neste período, foram feitas 120 intimações para fechamento de estabelecimentos que estavam funcionando sem autorização e aplicadas 72 multas por causa dessa irregularidade. Também foram realizadas 51 intimações para estabelecimentos adotarem medidas para evitar aglomerações e aplicadas 34 multas.

Pagina 9 de 1497

Notícias por data

« Setembro 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30        

Prestação de conta COVID-19

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

Cadastro da inscrição do IPTU para crédito da Nota Imperial

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo