A Rua Emídio Tavares, que fica na localidade conhecida como Rio da Cidade, no Vale do Carangola, está recebendo melhorias de manutenção viária. A região é uma alternativa para chegar a Corrêas – os motoristas podem acessar o local pelo Carangola e pelo Vale do Sossego –, além de ser a área onde fica a subestação de distribuição de energia elétrica. Essa rua é uma das 153 de 39 bairros que já foram atendidas pelo programa Mais Asfalto este ano.

Já foram utilizadas cerca de 70 toneladas de asfalto em um trecho da rua e o serviço terá sequência nas próximas semanas.

Essa é mais uma rua atendida no bairro este ano. O Mais Asfalto já promoveu manutenção viária também na Nelson Silva, Rua da Conquista, VicenzoRivetti, Waldemar Vieira Afonso e Wilson Vasconcelos. A presidente da Associação de Moradores do Vale do Carangola, Ângela Maria Samuel, destacou o serviço já feito na região.

“Esses serviços são muito importantes para a gente, ajuda demais todos os moradores, estamos sempre pedindo o apoio da prefeitura e a gente só pode agradecer por ser atendido”, diz.

O Mais Asfalto atendeu cinco ruas nesta quinta-feira (16.05). A região do Vista Alegre, em Araras, foi um desses locais, onde o trabalho de manutenção viária melhora a passagem de 12 viagens da linha 618. No Vale das Flores, Bonfim, o serviço beneficia quem usa as 15 viagens da linha 616. A Rua Hans Bistritshan, na Comunidade do Alemão, é rota de 36 viagens das linhas 513 e 528. Já no Morin, foram atendidas as ruas Pedro Ivo e Marciano Magalhães, onde passam 108 viagens de cinco linhas de ônibus.

A equipe de fiscalização do Procon de Petrópolis flagrou, nesta quinta-feira (16.05), durante uma operação no Bairro Castrioto, 20,7 kg de produtos impróprios para o consumo, que estavam sendo comercializados em um supermercado. A maioria dos produtos estava com a data de validade vencida, ou sem identificação sobre o período de vencimento, e o estabelecimento também vendia carne manipulada em local impróprio, o que desrespeita o Código de Defesa do Consumidor. Todos os produtos foram descartados pelo órgão e o local foi autuado pela irregularidade.

Entre os produtos descartados estão: iogurte, massa de pastel, farinha de rosca, hambúrguer, pão sírio, farinha de chia, torrada, água mineral gasosa, todos com a data de validade vencida, além de 2,690kg de hambúrguer bovino industrializado vendido a varejo sem identificação de fabricação, validade ou lote e 7,225kg de carré suíno temperado no próprio estabelecimento. Foram encontradas também uma unidade de massa pronta de bolo e um pacote de farinha com as embalagens violadas. E ainda produtos com erro de informação na etiqueta, como unidades de queijo cheddar, embalagens de coxa e sobrecoxa resfriadas e peito de frango granel resfriado.

O Código de Defesa do Consumidor (CDC), o qual baseia às ações do órgão, considera impróprios produtos com prazos de validade vencidos, deteriorados, alterados, adulterados, avariados, falsificados, corrompidos, fraudados, nocivos à vida ou à saúde, perigosos ou, ainda, aqueles em desacordo com as normas regulamentares de fabricação, distribuição ou apresentação.

Denúncias sobre irregularidades podem ser feita na unidade do Procon que funciona na Rua Dr. Moreira da Fonseca 33, no Centro, ao lado da Câmara dos Vereadores. Os telefones para contato são o 2246-8469 / 8470/ 8471 / 8472 / 8473 / 8474 / 8475 / 8476 e 8477. Há, ainda, a unidade de Itaipava, que fica na Estrada União e Indústria 11.860, no Centro de Cidadania. Os usuários também têm como opção o WhatsApp Denúncia pelo 92257-5837 e o site www.petropolis.rj.gov.br/procon e o serviço de mensagens da página Procon Petrópolis no Facebook.

O programa Escolas Resilientes capacitou mais 45 servidores da rede municipal nesta quinta-feira (16.05). Todos são gestores de escolas ou dos Centros de Educação Infantil (CEI) que estão participando do curso oferecido pela Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias que aborda o uso correto de extintores de incêndio, escape de forma segura dos alunos nas instituições de ensino e noções básicas de primeiros socorros. O treinamento acontece em duas etapas: até junho com palestras e exercícios práticos na sede da Defesa Civil e no segundo semestre com atividades nas escolas e nas comunidades. A meta é capacitar 200 pessoas até o final do mês de junho.

A capacitação está sendo ministrada por agentes da Defesa Civil em parceria com equipes da Cruz Vermelha e por grupos de Bombeiros Civis. Com a realização do programa Escolas Resilentes, a prefeitura cumpre a uma orientação do Ministério Público Estadual. 

O diretor do Liceu Carlos Chagas Filho, Marcos de Souza Machado, participou da turma desta manhã e elogiou a iniciativa da prefeitura. Segundo ele, o programa Escolas Resilientes vai permitir que os gestores estejam preparados para emergência. “Dessa forma, a escola vai estar mais segura, com todos os funcionários sabendo a maneira de agir em caso de ocorrência e de emergência. Precisamos estar preparados para sermos uma referência não apenas para as crianças, mas também, para toda a comunidade”, comentou.

As turmas de escape das escolas e uso de extintores de incêndio contam com 50 vagas e de noções básicas de primeiros socorros com 20. Até o momento, foram quatro turmas na parte teórica, contabilizando cerca de 120 pessoas. 

O treinamento conta com a parte teórica e noções básicas de primeiros socorros para atender a Lei nº 13.722 de 4 de outubro de 2018 - Lei Lucas - que torna obrigatória a capacitação de professores e funcionários de estabelecimentos de ensino público e privados e educação básica e de estabelecimento de recreação infantil (treinamento prático).

O avanço das obras da concessionária Águas do Imperador para implantação da nova rede de abastecimento de água da região do Cascatinha,  Itamarati e Quissamã vai alterar o trânsito no acesso à Estrada de Cascatinha, que terá funcionamento em mão única -  no sentido Carangola. Para ter acesso ao Cascatinha motoristas que seguem pela Rua Hermogênio Silva, ao invés de fazerem o retorno na altura do Carangola (próximo à churrascaria Palhoça) e descer para a Estrada de Cascatinha,  devem seguir na via principal, a Estrada União e Indústria, e utilizar a Ponte Branca. A mudança acontece a partir desta segunda-feira (20.05).

As obras começam na Rua Bernardo Vasconcelos na altura do número 288, na interseção com a Rua Hyvio Naliato e seguem até a Rua Hermogênio Silva, 27, passando pela Estrada de Cascatinha. O trecho tem aproximadamente 1,1 km. A linha de ônibus 500 – Terminal Corrêas via Estrada da Saudade, terá seu itinerário alterado. O coletivo passará pela Estrada José Carneiro Dias, seguindo pela Hyvio Naliato, pegando a Bernardo Vasconcelos, Paulo Rudi passando pela Estrada da Saudade.

A obra, iniciada no fim de abril, prevê a colocação de 3,8 km de redes e a instalação de uma adutora, um investimento de R$ 2 milhões pela concessionária para abastecer até 56 mil pessoas de 11 bairros da cidade, desde o Centro até o Carangola, passando pela região de Cascatinha, Estrada da Saudade, Retiro, entre outras.

Dando continuidade as ações de conscientização dos cuidados que as pessoas precisam ter no trânsito, a equipe da CPTrans realizará atividades educativas nesta sexta-feira (17.05), na Escola Moysés Furtado Bravo, na Posse, com alunos do Ensino Fundamental. Na segunda-feira (20.05), a ação acontece na Escola Paroquial Santa Bernardete, em Araras. A Campanha Maio Amarelo 2019, com o mote “No trânsito, o sentido é a vida”, a assinatura #MeOuça, tem o viés voltado à reflexão dos adultos frente aos conselhos dado pelas crianças.

A cidade aderiu à campanha, oferecendo uma ampla programação para as unidades escolares, com palestras educativas, cursos voltado à adultos multiplicadores e atividades de conscientização, além da distribuição de material educativo e do laço amarelo, símbolo da campanha.

Dados do anuário estatístico de acidentes de trânsito relacionados a 2017 – o mais recente usado para balizar as ações da companhia – dão conta de que 35 pessoas morreram em vias urbanas do município, sendo 17 em ‘cena’ e 18 pós. O documento mostra que a maioria dos óbitos são de homens com idade entre 21 e 30 anos. Um dado alarmante é que 37% das vítimas fatais foram em decorrência de acidentes com motocicletas – se comparamos com a frota desse tipo de veículo (17% do total), pode-se afirmar que este é tipo de veículo mais perigoso do município. Além das vítimas registradas em vias urbanos, há, ainda, outras sete mortes, considerando os acidentes em rodovias estadual e federal.

Plano de Mobilidade Urbana também no Maio Amarelo

O município apresenta para população, também no mês de maio, o Plano de Mobilidade Urbana – um planejamento relacionado às iniciativas de trânsito e transportes na cidade para os próximos 10 anos, com um grande apanhado que inclui medidas de combate à acidentes de trânsito. O PlanMob será apresentado durante a Conferência Municipal de Trânsito e Transportes (CMTT 2019), quando também serão eleitos os 11 conselheiros e suplentes para o Comutran. O evento acontece no dia 17, a partir das 19h, e no dia 18 a partir das 8h30 na UCP, no campus Barão do Amazonas.

Móveis, objetos, utensílios, e instrumentos pessoais usados pelos colonos são alguns dos destaques do Museu da Casa do Colono e as escolas já podem se inscrever para as visitas guiadas que serão feitas especialmente com alunos da rede municipal de Educação. Os diretores interessados devem fazer a inscrição através do email: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .

Informações adicionais podem ser obtidas através do telefone 2246-8678. As visitas são resultado de uma parceria com o Instituto Municipal de Cultura e Esportes, com o objetivo de difundir a cultura germânica.

As visitas ocorrerão às quartas-feiras, no turno da manhã, às 8h30, e no turno da tarde, às 13h, e são direcionadas para os alunos do 4º período da educação infantil ao 9º ano do ensino fundamental. Cada unidade poderá levar 30 alunos.

Com o objetivo de discutir políticas públicas voltadas para o transporte e trânsito da cidade, a 15ª Conferência Municipal de Trânsito e Transportes (CMTT) traz o tema “Mobilidade Urbana”, que será abordado nesta sexta-feira (17.05) e no sábado (18), por membros do poder público e sociedade civil. Na ocasião, também serão eleitos 11 novos conselheiros representantes da sociedade civil e 11 vagas para suplentes, que participarão por todo ano do Conselho Municipal de Trânsito e Transportes (Comutran). A reunião, que acontece no auditório da Universidade Católica de Petrópolis (UCP), no campus Barão do Amazonas, conta com 39 candidatos.

Na sexta-feira, a abertura solene está marcada para às 19h, quando os participantes irão aprovar o novo regimento interno do Comutran, que será apresentado pelo diretor técnico Operacional da CPTrans, Luciano Moreira.

Já no sábado, a Conferência começa às 8h30, e receberá duas palestras. A primeira será com o diretor do Banco de Sangue no Hospital Santa Teresa, Vinicius Neves, em seguida a Arquiteta e mestre em Engenharia pela PUC, Flávia Carvalho, irá explanar sobre Veículos Leves sobre Trilhos (VLT). A reunião conta também com a apresentação do Plano de Mobilidade Urbana. No mesmo dia, a partir das 11h, será aberta a votação para os novos conselheiros do Comutran, e encerrada às 13h.

A equipe da CPTrans, para elaborar o Plano de Mobilidade, levou em conta os princípios estabelecidos pela Política Nacional de Mobilidade Urbana, no qual envolvem a necessidade de oferecer acessibilidade universal, ou seja, qualquer cidadão poderá usufruir dos meios de transporte, o desenvolvimento sustentável, a eficiência e efetividade na prestação de serviços de transporte público, a gestão democrática e o controle social da política, a segurança no deslocamento das pessoas e a equidade no uso das vias.

A Secretaria de Assistência Social inicia a programação de Ações Sociais pelos bairros da cidade. O calendário de eventos voltado para a prestação de serviços terá início no próximo sábado (18.05), na Comunidade do Alemão - Retiro, no Centro Paroquial de Educação Infantil Nossa Senhora Aparecida. Durante cinco horas, das 9h às 14h, a população terá acesso a uma série de ações voltadas para a saúde, bem estar, cuidados pessoais, serviços, entre outros.

Esta será a primeira vez que a Comunidade do Alemão recebe a Ação Social e a estimativa é de atrair entre 400 a 500 pessoas do bairro. O evento tem o objetivo de facilitar o acesso da população a serviços oferecidos pela rede pública.

Em 2018 foram realizadas 16 Ações Sociais por vários bairros da cidade. Ao todo, 10 mil pessoas foram atendidas pelos diferentes serviços oferecidos durante os eventos. Neste sábado, os moradores da região contarão atendimento para aferição de pressão arterial, glicose e avaliação nutricional; realização do Cadastro Único, que dá acesso a vários benefícios sociais do município e do governo federal; orientação jurídica; emissão de primeira via de documento de identidade e carteira de trabalho; orientações sobre o combate a violência contra mulheres e crianças; e esclarecimentos de como acessar o balcão de empregos do município.  Para dar entrada em documentações é necessário levar foto 3x4.

          

O corte de cabelo é um dos grandes atrativos do evento, e essa primeira edição vai contar com o suporte de profissionais da Secretaria de Assistência Social e de voluntários. Outras sete ações já estão programadas para acontecer todos os meses, até setembro, nos bairros Caxambu, Pedro do Rio, Meio da Serra, Boa Vista, Atílio Marotti, Amazonas e Duques.

O sobrevoo de drone nas áreas propensas aos incêndios florestais, operações de caráter educativo distribuindo panfletos sobre os problemas causados pelas queimadas e a elaboração de trabalhos sobre educação ambiental dentro do Defesa Civil nas Escolas. São essas as ações previstas no Plano Inverno municipal, que começou a ser atualizado pela Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias nesta quarta-feira (15.05). As matrizes de atividades e responsabilidades estão sendo discutidas pelos 58 órgãos que integram o plano. A meta deste ano é reduzir ainda mais os casos de fogo em vegetação na cidade: em 2017 foram registrados 302 e no ano passado 174.

Para isso acontecem reuniões setoriais, treinamento das brigadas de incêndios florestais complementares, simulados e o direcionamento de atuação de cada órgão. A Blitz Verde, iniciativa da Defesa Civil em parceria com a Polícia Militar na entrega de material educativo sobre as queimadas, será ampliada neste ano com a meta de entregar mais de 10 mil cartilhas.

A integração garante que a Defesa Civil tenha um grande número de pessoas nas ruas trabalhando de forma antecipada ao lado da população. 

O lançamento oficial do Plano Inverno municipal está marcado  para o dia 12 de junho, na Casa dos Conselhos.

Metodologia pioneira no país com relação as ameaças de inverno, o Plano Inverno municipal vem contribuindo na redução do número de casos de incêndios florestais: o 15° Grupamento de Bombeiro Militar (GBM) de Petrópolis registrou 302 queimadas em 2017, sendo 174 atendidas pelo Destacamento de Itaipava. No ano passado, foram 174 casos ao todo, com 78 desses acontecendo na região do terceiro distrito. O fogo prejudica o solo, visto que elimina nutrientes fundamentais a qualquer cultura vegetativa, como o potássio e fósforo.

O telefone da Secretaria do Meio Ambiente para denuncias é o (24) 2233-8180.

O comandante do Destacamento de Controle do Espaço Aéreo do Pico do Couto (DTCEA-PCO), tenente Pedro Henrique Mazzoni, participou da reunião de trabalho e destacou a parceria da aeronáutica com a Defesa Civil com o objetivo de reduzir os casos de incêndios florestais na cidade. Uma equipe do Destacamento deve participar do treinamento para as brigadas complementares.

“Na região próxima do nosso destacamento existe uma grande área de preservação e nós já tivemos o registro de queimadas. Estamos ao lado da Defesa Civil e já colocamos nossas equipes a disposição para atuação no Plano Inverno. É importante dizer que o papel da Força Aérea Brasileira é servir a população”, afirma.

Além do trabalho operacional, o eixo humanitário também será ampliado, com a campanha de agasalho e cobertores, a doação de sangue dos agentes, ação no Dia dos Pais, além da III Festa Julina Solidária.

Participaram da primeira reunião de atualização do Plano Inverno municipal representantes do Exército, Corpo de Bombeiros, Bombeiros Civis, Rede de Operações de Emergência de Radioamadores de Petrópolis (ROER), Águas do Imperador e de outras secretarias de governo.

Ação da UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância) e UNDIME (União dos Dirigentes Municipais de Educação) através de parceria entre a Secretaria de Saúde, Assistência Social e Educação, o programa Busca Ativa Escolar tem como objetivo promover a inclusão social e erradicação da evasão escolar. O programa possibilita que municípios e estados consigam dados concretos que possibilitam planejar, desenvolver e implementar políticas públicas que contribuam para a inclusão nas escolas e é justamente para trocar informações e experiências sobre o programa que será realizado na próxima sexta-feira (17.05), às 9h30, na Casa da Educação Visconde de Mauá, um seminário com a participação dos comitês gestores dos seis municípios do Estado do Rio que fazem parte do Polo 3 do Programa Busca Ativa Escolar.

Participarão do seminário integrantes dos comitês das cidades: Itaboraí, Belford Roxo, Teresópolis, Petrópolis, Rio das Ostras e São João de Meriti.

O Programa auxilia os governos na identificação, registro, controle e acompanhamento de crianças e adolescentes que estão fora da escola ou em risco de evasão.

“O alerta é dado quando é notado um possível caso de evasão escolar. Quando o aluno começa a faltar, prontamente os agentes envolvidos no processo já buscam informações sobre o caso e começam a investigar as causas do problema e de que forma as secretarias podem ajudar as famílias”, explica Ana Paula Valle, responsável pelo Departamento de Inspeção Escolar da Secretaria de Educação e gestora do Comitê Petrópolis.

Até o momento, por causa do Busca Ativa Escolar em Petrópolis, já foram registrados 35 casos de (Re) Matricula, ou seja, casos em que os alunos já se encontram matriculados e estão em observação para que se mantenham na unidade escolar.

O encontro será ministrado pela gestora do Polo 3 do programa, Roberta Castro.

Como funciona o programa:

Todo o processo do Busca Ativa Escolar pode ser feito pela internet e a ferramenta pode ser acessada em qualquer dispositivo, como computadores de mesa, computadores portáteis, tablets, celulares (SMS) e smartphones. No Busca Ativa Escolar, cada secretaria ou grupo têm um papel específico, que vai desde a identificação de uma criança ou adolescente fora da escola até a tomada das providências necessárias para a matrícula e a permanência do aluno ou aluna na escola. Os diretores alimentam os dados dos alunos e realizam o monitoramento de frequência regularmente. Decorrido um ano e não tendo sido constatado problema com a criança ou o adolescente (re)matriculado, o caso recebe o estado Concluído. Caso seja verificada a evasão, o caso recebe o estado Fora da escola.

Pagina 10 de 1206

Notícias por data

« Maio 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31    

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

iptu

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

cmv-logo

Relatorio CMVP