Doação foi feita pelo Colégio Dom Pedro II, do Rio de Janeiro
Veículo reforçará a frota responsável pelo transporte de alunos da rede municipal

 A frota de ônibus escolares da Secretaria de Educação passou a contar com mais um ônibus. O veículo, ano 2010, foi doado pelo Colégio Dom Pedro II, do Rio de Janeiro, e já está aos cuidados do Departamento de Transporte da Secretaria de Educação. A rota que será feita pelo veículo está sendo organizada.

Com a aquisição, a Secretaria de Educação passa a contar com 21 ônibus escolares. Nos veículos são transportados, diariamente, 1.100 alunos de 17 escolas. A previsão é de que o ônibus comece a circular já na próxima semana. O sistema de transporte escolar possui ainda mais 44 veículos particulares licitados para atender aos estudantes da rede municipal de ensino que vivem em locais de difícil acesso. No total, são 3.095 alunos que vivem em bairros distantes e na zona rural que são transportados todos os dias.

Esse é segundo ônibus adquirido pela Secretaria de Educação nesse ano. O primeiro foi adquirido nesse ano a partir de uma verba federal repassada pelo PAR - SIMEC (Planos de Ações Articuladas vinculado ao Sistema Integrado de Planejamento, Orçamento e Finanças do Ministério da Educação), dentro do programa Caminhos da Escola.

Esse ônibus vai transportar filhos dos trabalhadores petropolitanos. Aos poucos a Secretaria de Educação está conseguindo melhorar a frota. Esse ano, a pasta encontrou uma rede sucateada, com carros parados por conta de pneus carecas. Foram investidos R$ 127 mil na compra de 174 pneus e, agora, chega mais um ônibus.

Os ônibus da Secretaria de Educação atuam nas rotas intituladas “Caminhos da Escola” em localidades como Bonfim, Benfica, Araras, Centro, Rocio, Cuiabá, Vale das Videiras, Secretário, Itaipava, Estrada Rio-Petrópolis e Posse. Neles são transportadas, diariamente, 1.100 alunos de 17 escolas. A Secretaria de Educação também fornece transporte para 154 crianças com necessidades especiais, em táxi adaptados ou vans. Além desses, outros 44 veículos foram contratados por licitação, para atuar nas regiões intituladas “difícil acesso”. Nesse caso são 2.100 alunos de 23 escolas atendidos.

Com a aquisição, a frota da secretaria de Educação passou a contar com 21 ônibus, quatro carros, uma Kombi, duas vans e dois caminhões. Troca de estepes, macacos, revisão elétrica, troca de tacógrafos e de lanternas também foram feitos nos veículos. Os documentos dos automóveis também estão em dia.

Além de consertar os veículos, no início do ano, a Secretaria de Educação também constatou que o valor pago pelo aluguel de uma garagem em Pedro do Rio era de R$ 13 mil. Após uma negociação, o valor foi revisto para R$ 11.500,00 – uma economia mensal de R$ 1.500. Em junho, houve mudança de garagem, o que reduziu ainda mais a despesa com aluguel, que hoje é de R$ 9 mil.

Bairro recebeu ações das secretarias de Obras, Serviços e da Comdep para melhorias de iluminação, limpeza e conservação de ruas
Prefeito Bernardo Rossi acompanhou os trabalhos e ouviu agradecimentos também em Pedras Brancas e Alberto de Oliveira

A Mosela recebeu a 13ª edição do mutirão de serviços promovido pela prefeitura nesta quinta-feira (19.10). O bairro recebeu os trabalhos de limpeza, manutenção da iluminação pública e conservação de ruas realizados pelas secretarias de Obras, Serviços e pela Comdep. Além da Rua Mosela, o mutirão também passou por Pedras Brancas e Alberto de Oliveira.

A prefeitura tem levado esses serviços a todos os lugares e reúne diversas áreas para ir aos bairros e levar ainda mais melhorias para os moradores. A população recebe trabalhos básicos, que não eram feitos com a frequência de agora. Cada área da prefeitura está driblando as dificuldades financeiras para poder proporcionar o que os petropolitanos precisam, como limpeza, conservação, manutenção das ruas.

A Secretaria de Obras realizou tapa-buraco na Rua Alberto de Oliveira e Nossa Senhora das Graças e promoveu manutenção de calçamento na Brigadeiro Godinho, Cândido Portinari e Professor Monken. Além disso, foi feito reparos na calçada na Rua Mosela, desobstrução de ralos e galerias no Batailard e na Alberto de Oliveira.

A Comdep mobilizou 60 funcionários para realizar limpeza de rio, remoção de entulho,capina e roçada em todo bairro. O setor de obras da empresa também realizou pintura de guarda-corpo, corrimões e meio-fio, instalação de placas de “É proibido jogar entulho” na praça do bairro, instalação de lixeiras de poste e conserto de brinquedos do parquinho infantil.

A Secretaria de Serviços também fez retirada de entulho com auxílio de três caminhões e uma máquina. O setor de iluminação da pasta pública também trabalhou e cumpriu 30 demandas de correção de pontos com apagados ou com defeitos, além de outras apresentadas pelos moradores na hora do trabalho.

Já a CPTrans instalou placas de sinalização e localização no bairro.

“Acho muito bom o que está sendo feito aqui hoje. O bairro é maravilhoso e tem estado bem limpo, sempre varrem e deixam a grama cortada”, elogiou a aposentada Malena Guerra Peixe, que mora há um ano e meio perto da praça.

“Eu passo com o meu carro todo dia e rua estava bastante esburacada, mas o serviço aqui foi muito bem feito. Só temos que bater palmas e apoiar”, afirmou o técnico em telefonia, Ricardo de Azevedo, que fez questão de falar com o prefeito para agradecer pelo tapa-buraco na Alberto de Oliveira.

A prefeitura já levou o mutirão de serviços para moradores de Mosela, Independência, Bairro da Glória, Nogueira, Secretário, Posse, Alto da Serra, Quitandinha, Estrada da Saudade, Bonfim, Siméria e Morin.

Ampla programação acontece até o dia 22.10

Cinema, música e uma plateia encantada com o primeiro filme exibido no Festival Imperial de Cinema, aberto na noite de quarta-feira (18.10). O lançamento da segunda edição do festival aconteceu no Theatro Dom Pedro, com a exibição do filme “João, O Maestro”, e continuou no Palácio de Cristal, com o Baile de Máscaras, dando vida a um dos cartões postais da cidade. Antes da exibição, falaram as diretoras e idealizadoras do festival, Daniela Brescianini e Luciana Pacheco, além do assessor da presidência do Instituto Municipal de Cultura e Esportes (IMCE), Arthur Varella.

“Dobramos de tamanho nesta edição. Conseguimos reunir grandes nomes do cinema, e isso é uma honra. Queremos promover um encontro de pessoas e sentimentos, já que somos todos parte desta paixão, e ver o teatro lotado é emocionante”, disse Daniela Brescianini, uma das idealizadoras e diretora do Festival que elogiou ainda o apoio da prefeitura: “este ano nos sentimos acolhidas para a realização do evento”.

O festival eleva o nome de nossa cidade, reverencia a arte do cinema e ainda dá ainda mais respaldo para a cidade atrair turistas com esta efervescência cultural.

O assessor da presidência do IMCE, Arthur Varella, apontou a  importância do Festival para a Cidade Imperial. “Nossa cidade é múltipla, repleta de encantos culturais e naturais. Petrópolis é uma referencia e inspiração para inúmeros artistas. Além de disso, foi a primeira cidade do país a receber uma exibição de um filme dirigido e produzido no Brasil, e vem sendo cenário de muitos outros ao longo de sua história, o que torna o Festival algo muito relevante à cidade”.

“O Festival Imperial de Cinema volta mais fortalecido esse ano, e traz mais artes além do cinema: música, literatura e teatro. Nossa intenção é fazer esse intercâmbio e chegar a novas propostas e novas visões do que é o cinema”, falou a idealizadora e diretora do Festival, Luciana Pacheco.

Em sua segunda edição, o Festival Imperial de Cinema abriu as festividades com o filme “João, O Maestro”, dirigido por Mauro Lima. O filme conta a história de João Carlos Martins, pianista e maestro brasileiro.

“Já conhecia a história de João Carlos Martins, mas não imaginei que fosse tão intensa. Muito legal ter a oportunidade de saber mais”, expõe Fabiane Lopes, esteticista moradora da capital fluminense, que veio à Petrópolis prestigiar o Festival.

Após a exibição do filme, o Baile de Máscaras encheu o Palácio de Cristal, ponto turístico da cidade. O baile contou com apresentações do saxofonista Léo Gandelman e sua banda, e do Julio Bittencourt trio, que agitaram os convidados, que estavam encantados pelo local.

“O Palácio é incrível, elegante, fino. Não conhecia, e com essa decoração, ficou maravilhoso”, disse a atriz Scheislane Hayalla, que veio do Rio de Janeiro para o Festival. Compartilha de opinião parecida a professora petropolitana Márcia Chiote. “O Palácio está deslumbrante, estou apaixonada. Moro em Petrópolis minha vida inteira, e nunca vi o Palácio de Cristal desta forma. Está realmente encantador”, declara.

A programação do Festival é gratuita, mas vale lembrar que no Theatro Dom Pedro é preciso pegar senha, que pode ser retirada na bilheteria do teatro, e para as oficinas é preciso fazer inscrição online, pelo site https://www.festivaldepetropolis.com.

O Festival acontece até domingo (22.10), e tem apoio da Prefeitura através do IMCE e das secretarias de Assistência Social, Saúde e Educação. Além dos filmes, workshops, oficinas e debates oferecidos, acontecerá no penúltimo dia uma ação social, com apoio das empresas Carl Zeiss, Óticas Carol e Oftalmo Clínica de Petrópolis, que doará óculos de grau à crianças da rede pública municipal. A ação será realizada no auditório da UCP, às 10h.

“É um momento muito feliz para nossa cidade, que tem o audiovisual como parte de sua história. Espero que todos gostem muito desta edição do Festival, que está ganhando cada vez mais força” declarou o diretor-presidente do IMCE, Leonardo Randolfo.

Confira a programação completa:

19/10 – Quinta-feira

Theatro Dom Pedro

13h - O Menino e o Mundo | Ale Abreu

15h - Saltimbancos Trapalhões | dir. João Daniel Tikhomiroff

18h - Como NossosPais | dir.LaisBodansky

20h30 - Não Devore Meu Coração | dir. Felipe Bragança

Museu Imperial - Teatro

20h00 - Pitanga dir. Camila Pitanga Museu Imperial - Multimídia

13h - Workshop de Direção para Atores | Cesár Baptista

Palácio de Cristal

15h - Oficina Cinematográfica - Infantil
20h - Curtas Universitarios de Petrópolis
20h30 - Malasarte e o Duelo Com a Morte dir. Paulo Morelli

Auditório UCP

18h30 - Debate: Bravo: A Nova Série Documental da TV Brasil
20h - Filmes: Thabata Lorena / Sócrates Santana

Cervejaria Bohemia

18h - Ladies of Science dir. Alessandra Usai
19h - Duas Garotas Românticas Jacques Demy

20/10 – Sexta-feira

Theatro Dom Pedro
13h - Macaco Tião, O Candidato do Povo | dir. Alex Heller

15h - Detetives do Prédio Azul (D.P.A.) | dir. André Pellenz

18h - Painel - Cooperação Internacional - Brasil - Africa/ Filme: O Encontro Improvável

20h30 - Bingo, O Rei Das Manhãs dir. Daniel Resende

Museu Imperial - Teatro

15h - Debates - Transformações para o Cinema brasileiro
20h - Callado dir. Emília Silveira

Museu Imperial - Multimídia

13h - Workshop de Direção para Atores - Cesár Baptista

Palácio de Cristal

15h - Oficina Cinematográfica - Infantil
20h - Wana’rá | dir. Christian Monassa
20h30 - O Filme da Minha Vida | dir. Selton Melo

Cervejaria Bohemia

18h - O Demonio das Onze Horas | Jean-Luc Godard
19h - O Desprezo Jean-Luc Godard

21/10 – Sábado

Museu Imperial - Teatro
20h - Gabeira | dir. Moacyr Goes

Museu Imperial - Multimídia

13h - Workshop de Direção para Atores - Hsu Chien

Palácio de Cristal

20h - Cel U Cine Festival de Micrometragens
20h30 - Encantados | dirTizukaYamazaki
Maverick : Caçada no Brasil dir. Emiliano Ruschel

Auditório UCP

10h - As Aventuras do Pequeno Colombo | dir. Rodrigo Gava
15h- Belo Monte - Um Mundo Onde Tudo é Possível | dir. Alexandre Bouchet
18h30 - Palestra - Música, a Sublime Arte da Incerteza / Debate -Trilha Sonora - “A Música Original no Cinema”.

Cervejaria Bohemia

19h - Desejos Proibidos Max Ophuls

22/10 – Domingo 

Museu Imperial - Teatro
16h - Gostosas, Lindas e Sexies dir. Ernani Nunes

Palácio de Cristal

15h - Debates - Adaptação Literária para o Cinema
20h - Curtas Universitários de Petrópolis
20h30 - O Divórcio dir. Pedro Amorim

Auditório UCP

15h - Coragem! Muitas Vidas de Paulo Evaristo Arns | dir. Ricardo Carvalho

Cervejaria Bohemia

19h - Ascensor Para o Cadafalso Louis Malle

Associação conta com uma sala de apoio no Hospital Alcides Carneiro
Instituição comemora 25 anos neste sábado (21.10)

Aumentar o acesso aos exames preventivos, além de ampliar as consultas para um diagnóstico mais rápido e preciso é o compromisso da atual gestão com a Saúde da mulher na prevenção contra o câncer de mama. O município está prestes a bater a meta preconizada pelo Ministério da Saúde de 60% das mulheres de 50 a 69 anos com o exame de mamografia realizado. Serão 3.100 exames disponibilizados em toda rede municipal e particular credenciada ao SUS.

O número é recorde no Estado que está abaixo da meta na oferta de equipamentos disponibilizados nos municípios do Rio de Janeiro, dos 484 mamógrafos instalados em hospitais públicos e privados do estado, só 184 estão disponíveis pelo SUS, menos de 40%. Na cidade do Rio, o acesso ao exame gratuito é ainda mais restrito. Dos 207 equipamentos, apenas 42 estão em hospitais públicos, cerca de 20%.

Mas Petrópolis quer se destacar no acolhimento e na assistência antes, durante e depois do diagnóstico positivo de câncer de mama. Por conta disso, o município fortaleceu a parceria com a APPO - Associação Petropolitana dos Pacientes Oncológicos que conta desde 2015 com uma sala para colhimento no Hospital Alcides Carneiro que funciona toda quinta-feira de 9h às 16h30.

Este ano já são 7.350 exames realizados no município, dos quais 4.209 apenas na faixa etária considerada como alvo para o Ministério da Saúde, de 50 a 69 anos. Os números mostram que a cidade está no caminho certo.

Com uma equipe formada por assistente social, psicóloga e uma vitoriosa – mulher que venceu a luta contra o câncer, o espaço da APPO no HAC já atendeu 314 mulheres desde a fundação em 2015.

“O atendimento é uma vez por semana, mas ele é bem abrangente. Esse espaço foi um sonho do mastologista Vinícius e da Ana Cristina da APPO e hoje temos uma assistente social e uma vitoriosa que nos auxilia nas terapias em grupo e nas conversas individuais”, explica  a psicóloga Gabriela Ximenes do Amaral Rosendo.

A assistente social, Cristiane Tavares Negócio explica que a paciente é acolhida após o diagnóstico e acompanhada durante as consultas, exames e após as cirurgias.

“Nós vamos até os leitos após as cirurgias com uma almofada em forma de coração que são confeccionadas por artesãos por doação e trás além do conforto a elas após a cirurgia, a certeza que estaremos com elas até o fim do tratamento”, disse Cristiane Tavares Negócio.

APPO Comemora 25 anos de fundação neste sábado (21.10)

Dentro da Programação do Outubro Rosa, a Associação Petropolitana dos Pacientes Oncológicos (APPO) com apoio da prefeitura realiza neste sábado (21.10) a partir das 10h, o evento APPO em Ação – Comemoração dos 25 Anos da associação que contará com diversas atividades, ações sociais, apresentações musicais, atrações e muita diversão. O objetivo é celebrar, junto com a população, os 25 anos de história da APPO com Petrópolis.

No dia 28 de outubro, sábado, às 15h, acontece a tradicional caminhada que encerra a campanha do Outubro Rosa em Petrópolis, que este ano traz a música tema composta pelo GRBC Guerreiros da Vinte. A caminhada terá como ponto de partida a Catedral São Pedro de Alcântara e percorrerá as principais ruas do centro da cidade, seguindo em direção ao Palácio Sérgio Fadel, sede da Prefeitura Municipal. A meta é colorir de rosa todas as ruas por onde passar, chamando a atenção e alertando para a importância da detecção precoce do câncer de mama, tanto para o tratamento, quanto para o aumento da possibilidade de cura.

“Esses 25 anos foram de muitas lutas, mas também, de muitas vitórias. Conseguimos realizar muitos sonhos, a Casa de Apoio aos pacientes é um deles. Assim, podemos levar aos pacientes uma melhor qualidade de vida e possibilitar que tenham direito a um tratamento com dignidade”, afirma Ana Cristina Coelho Mattos, presidente da APPO.

APPO EM AÇÃO – Comemoração dos 25 anos

Data: sábado, dia 21 de Outubro

Horário: a partir das 10h

Shows

10h – Banda Marcial Wolney Aguiar

11h – Apresentação de Mágica

13h – Coral Pro Tempore

13h às 16h – Oficina de Bolhas de Sabão Gigantes

14h - Apresentação de Biodanza

16h – GRBC Guerreiros da Vinte

17h – Gabriel Silva

19h – Tokaia

Serviços

-Aferição de pressão e glicose

-Corte de cabelo gratuito para a confecção de perucas

-Cabine de fotos

-Reike

-Massagem

-Limpeza de Pele

-Maquiagem

-Orientação de Prevenção do Câncer

 

1,3 mil crianças se apresentam em 50 corais das escolas públicas

Mais três apresentações do projeto Canta Petrópolis podem ser apreciadas pelo público. O projeto, da prefeitura, desenvolve o canto coral e 50 escolas da rede públicas. Os cantores e regentes se apresentam de terça, quarta e sexta-feira (24,25 e 27.10) no Palácio de Cristal. Os coros - mais de 1,3 mil vozes - exibirão um repertório selecionado dentro da Música Popular Brasileira nas mais variadas expressões e o Dó Ré Mi, coro modelo, vai cantar em todas as apresentações. A entrada será franca.

Vale a pena conferir esse belíssimo trabalho realizado em benefício das crianças da rede municipal de Educação. Será um momento especial para cada uma delas, já que terão a oportunidade de mostrar todo o seu talento em um dos pontos turísticos mais bonitos da cidade, o Palácio de Cristal.

Executado pelo Instituto Movarte, o Programa Canta Petrópolis está sob a coordenação geral da musicista e professora Eliane Marzullo. Entusiasta deste trabalho, conta que são 1.315 alunos beneficiados, com “excelentes resultados”. A ideia é que o trabalho possa crescer, já que as ações desenvolvidas com os regentes aprendizes elevaram a metodologia a um novo patamar. 

“Este ano promovemos oficinas de capacitação para os regentes, ministradas pelo diretor artístico do programa, maestro Marcelo Vizani. Nossa meta é que os regentes expressem em suas ações no processo de aprendizado, a identidade do Programa, para que não seja apenas mais uma atividade musical nas escolas. É o regente que representa a filosofia do trabalho em cada unidade, para motivar direção, funcionários, pais e, principalmente alunos, para que o programa aconteça com êxito, enfatiza Eliane.

As oficinas de capacitação mensais permitiram desenvolver a prática coral na faixa etária dos alunos do Fundamental, oportunizando a interatividade do grupo, troca de conhecimentos e ideias novas aplicadas ao cotidiano das atividades. O Canta Petrópolis foi criado em 2011 pelo maestro Leonardo Randolfo, que reeditou o Dó Ré Mi como Coro Modelo. O objetivo é beneficiar milhares de alunos, ajudando a mudar seu destino e de suas famílias, que passam a se envolver com a música e as artes.

“Primeiramente é gratificante que o trabalho que começamos a sete anos já rende bons frutos. A música, sem dúvida, é uma das mais brilhantes ferramentas de transformação social. Aliada à educação é capaz de trazer resultados significativos, contribuindo na formação humana e cidadã de cada criança. Nosso desejo é trazer os Corais do Canta Petrópolis cada vez mais vezes para apresentações nos principais pontos da cidade como o Palácio de Cristal e o Theatro D. Pedro. Como ex-menino cantor posso testemunhar o quão decisivo em minha trajetória foi ter tido a possibilidade de cantar num coral desde criança”, afirma Leonardo Randolfo.

Programa Canta Petrópolis é realizado nas seguintes escolas

E.P. S. Francisco de Assis, Bela Vista

E.M. S. Francisco de Assis, Moinho Preto

E. M. Bataillard, Bataillard;

E.P. Bom Jesus, Thouzet

E.M. Stefan Zweig, Quitandinha

E.P. Sta Rita de Cássia, Duarte da Silveira

E.P. S. João Batista, Duarte da Silveira

E.M. Clemente Fernandes, Centro

E.M. Gal. Heitor Borges, Bingen

E.M. Josemar Contage, Correas

E. S. José do Caetetu, Bonsucesso

E.M. Theodoro Machado,Vale do Cuiabá

E.de Educação Integrada Padre Quinha, Vale do Cuiabá

E.P. Alcobaça, Samambaia

E. Loteamento Samambaia, Samambaia

E.M. Marieta Gonçalves, Correas

E.M. Duque de Caxias, Quissamã

E.M.Monsenhor Cirillo Calaon Roseiral

E.M. João Kopke, Fazenda Inglesa

E.M. Ana Mohammad, Sargento Boening

E.P. Carlos Demiá, Retiro

E.M. Rotary, Retiro

E.P. N.S. das Graças, Quarteirão Brasileiro

E.M. N.S. do Carmo, Quarteirão Brasileiro

E.M. Paula Buarque, Itaipava

Liceu S. José de Itaipava, Itaipava

E.M. D. Manoel Pedro da Cunha Cintra, Carangola

E.M. Lucia de Almeida Braga, Carangola

E.P. S. Geraldo, Carangola

E.M. Major Frederico Koeller, Retiro

E.M. Beatriz Zalesky, Posse

E.M. Moysés Furtado Bravo, Posse

E.M. Avelino de Carvalho Bretão, Brejal

E.M. Dr. Barros Franco, Secretário

E.M. Sta Terezinha, Vila Rica

E.M. Maria Campos, Centro

E.M. Monsenhor Gentil, Centro

E.M. das Comunidades Santo Antônio, Alto da Serra

E.M. S. Cristóvão, Castelânea

E.M. Germano Valente, Centro

E.M. Germano Valente, Centro

E.M. Luiz Carlos Soares, Morin

E.M. N. Sa da Glória, Morin

E.M. Rosalina Nicolay, Castelânea

E.M. N.S. de Fátima, Rio da Cidade

E.M. Leonardo Boff, Contorno

E.M. Sta Bernadete, Araras

E.Sta Luiza de Marillac, Centro

E.M.Geraldo Ventura Dias, Lopes Trovão

E.M. São Judas (Dó Ré Mi, coro modelo), Mosela.

 

Trabalho já foi realizado 14 vezes ao longo desse ano

A Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias segue se preparando para o período de fortes chuvas: nesta sexta-feira (20.10), às 20h, acontece o teste mensal noturno dos 18 conjuntos de sirenes do Sistema de Alerta e Alarme. Ao longo desse ano, o órgão municipal realizou o trabalho 14 vezes, sendo nove diurnos e cinco durante a noite. O objetivo do teste é garantir que todo o sistema esteja funcionando no momento em que for necessário o acionamento, além de melhorar a comunicação dos agentes com a comunidade.

“O sistema é a melhor forma de prevenção que o município possui, já que possibilita que moradores de áreas de risco sejam avisados com rapidez sobre a possibilidade de deslizamentos. Precisamos que todas as sirenes estejam funcionando perfeitamente no momento de crise”, explica o secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, coronel Paulo Renato Vaz.

Em abril de 2017 o teste noturno começou a ser realizado com objetivo de aperfeiçoar a resposta caso seja necessário o atendimento a noite. Em maio, moradores voluntários cadastrados pela Defesa Civil passaram a informar por telefone se os equipamentos estão funcionando ou não. Com essa medida, que foi colocada em prática dentro do pacote de austeridade do governo municipal, houve a redução no gasto de combustível, já que não é necessária a presença das equipes nos locais.

 “Nosso objetivo é aumentar a integração da população que vive em área de risco com nossas equipes. Eles são peça chave no funcionamento do sistema. Desde o início da nossa gestão, buscamos estar cada vez mais perto dos moradores”, disse o secretário.

Na Rua João Xavier, por exemplo, a voluntária é Ângela Ramos Lima, que tem uma história ligada diretamente à Defesa Civil de Petrópolis. Voluntária desde 2001, quando um temporal deixou diversas pessoas desabrigadas em Itaipava, ela vem atuando em situações emergenciais ao longo dos últimos 16 anos. “Estamos em uma área de risco, então é importante que a gente entenda que a sirene está aqui para nos ajudar. O exercício serve também para a população do bairro entender a importância do equipamento para a nossa segurança”, disse.

Para as comunidades que não contam com o sistema, foi lançado em setembro o projeto Defesa Civil na Sua Casa. A ação acontece às terças-feiras em alguma comunidade da cidade. No próximo dia 24, o trabalho será realizado no Fragoso, na Estrada da Saudade, com a distribuição de cartilhas com dicas de segurança para o período de fortes chuvas.

“Nosso objetivo com esses encontros é ouvir os moradores e em conjunto construirmos ações que reduzam o risco de desastres. Se não existe a sirene na comunidade, podemos criar um grupo de Whatsapp ou até mesmo um outro aviso sonoro para a população. O projeto discute diversas alternativas que podem salvar vidas. Acredito que essa ação também é um grande passo para construirmos uma cidade resiliente”, afirma Paulo Renato.

As 18 sirenes do primeiro distrito de Petrópolis estão localizadas nos bairros 24 de Maio, Alto da Serra, Bingen, Dr. Thouzet, Independência, Quitandinha, São Sebastião, Sargento Boening, Siméria e Vila Felipe. Os testes são realizados mensalmente nos dias 10, às 10h, e 20, às 20h.

3 agências bancárias cumpriram o tempo regular de atendimento ao cliente

O Procon Petrópolis realizou nesta quinta-feira (19.10) uma ação de fiscalização em três agências bancárias. O objetivo foi verificar se as unidades estavam cumprindo com o tempo de espera dos clientes nas filas para atendimento- determinado pela Lei Municipal 5.763/2001. Os fiscais constataram o cumprimento da legislação em uma agência o banco Bradesco, no Bingen, e em duas do Itaú, uma no Itamarati e outra em Corrêas.

Essa ação realizada pelo Procon já a terceira fiscalização realizada pelo órgão em agências bancárias. Na primeira, que aconteceu em 14 de setembro, no Centro, a fiscalização constatou a irregularidade em uma agência do banco Itaú e duas do Bradesco; na segunda, feita em 4 de outubro, os fiscais multaram o Santander, na Paulo Barbosa e o Itaú, na Rua Teresa. O resultado da fiscalização desta quinta, com todas as agências cumprindo a legislação aponta um avanço dos bancos em relação ao atendimento do consumidor.

“Fizemos ações nas agências do Centro e estamos avançando para os distritos. As instituições bancárias devem cumprir com a legislação do município e, embora estejamos no dia 19, os relatos de agências lotadas todos os dias sempre chegou para nossa equipe. Então o resultado de hoje já demonstra uma melhora neste sentido. É importante destacar que todas as agências já haviam sido notificadas pelo Procon em julho para que disponibilizassem equipes suficientes para atender com rapidez e eficiência os clientes, sendo, inclusive, alertadas que a fiscalização poderia ocorrer a qualquer momento”, explica o coordenador do órgão municipal, Bernardo Sabrá.

A ação desta quarta, verificou o cumprimento da legislação municipal que determina às agências bancárias disponibilizar pessoal suficiente para atender em até 15 minutos seus clientes – as únicas exceções acontecem em vésperas de feriados e pós-feriados, quando o tempo máximo permitido pode chegar a 30 minutos. A punição é de 200 Unidades de Fiscalização do Município de Petrópolis (UFPE), aplicado aos bancos com as irregularidades

“Quando realizamos ações no Centro, diversas pessoas denunciaram a atividade irregular em outros bancos. Isso nos ajuda a ir aos locais certo, uma vez que os clientes estão relatando as práticas abusivas. Não podemos deixar, de forma alguma, que isso aconteça. Vamos manter a fiscalização, não só nos bancos, mas em outros estabelecimentos comerciais”, destaca Sabrá.

Quem quiser denunciar alguma prática abusiva pode contatar o Procon pela página do órgão no Facebook, o Procon Petrópolis; pelo site www.petropolis.rj.gov.br/procon. Há, ainda, o WhatsApp Denúncia, no número 98857-5837 ou os telefones 2246-8469 / 8470 / 8471 / 8472 / 8473 / 8474 / 8475 / 8476 e 8477. Atendimento presencial pode ser realizado na unidade do Centro, que fica na Rua Moreira da Fonseca, nº 33. A unidade de Itaipava localizada no Centro de Cidadania, que fica na Estrada União e Indústria, 11.860.Os telefones da unidade são: 2222-1418, 2222-7448 e 2222-7337.

As atividades devem reunir mais de mil pessoas nos três núcleos

Começa no dia 26 de outubro, no Carangola, a programação deste mês dos eventos sociais do Programa de Esporte e Lazer da Cidade (Pelc). O tema escolhido foi “Encontro das Famílias”, que vai oferecer uma série de atividades de integração entre os alunos e os familiares de cada beneficiado. No dia 28, o trabalho será realizado na escola municipal Marcello Alencar, no Espírito Santo, e o encerramento será no dia 31 na Posse.

Os eventos sociais oferecem temas diferentes em cada núcleo em outubro. No Espírito Santo, o escolhido foi “Espaço de Lazer”e na Posse “Desperte a Criança em Você”. Nos dois locais serão oferecidos diversos tipos de brincadeiras, como queimado, pique pega e pula corda.O superintendente de Esportes e Lazer da cidade, Hingo Hammes, destaca a importância do trabalho nas comunidades.

“O esporte é o maior aliado da saúde e do bem-estar e a prática deve ser incentivada desde a infância. Além de atletas, o esporte também forma cidadãos. Desde o início da nossa gestão trabalhamos com o objetivo do fomento ao esporte em toda a cidade”, disse.

O Pelc atende regularmente 1.200 alunos em três locais: Carangola, Posse e Espírito Santo, no Quitandinha.  A prefeitura já fez o pedido ao Ministério do Esporte para a cidade receber mais núcleos. Hingo lembra que Petrópolis vem cumprindo com todas as exigências do governo federal. “Acredito que possamos receber mais núcleos no futuro, ampliando o projeto para outros bairros da cidade, já que estamos cumprindo com o determinado pelo Ministério do Esporte”, afirma.

Recentemente, a cidade foi aprovada para receber novamente o Programa Segundo Tempo (PST). O projeto vai beneficiar 500 crianças e adolescentes de cinco locais do município: Caxambu, Morin, Mosela, Bingen e Valparaíso. As modalidades oferecidas pelo projeto são futsal, basquete, vôlei, handebol, futebol de campo, rúgbi e atletismo.

“O Ministério do Esporte entendeu as necessidades de Petrópolis e se tornou um grande parceiro nosso. São mais espaços e mais projetos sempre fomentando a prática de atividade física a toda população, começando com as crianças e adolescentes. Acreditamos muito no sucesso do Segundo Tempo, assim como vem sendo o Pelc”, conclui o superintendente.

COREN-RJ oficializa apoio à gestão municipal e auxiliará a Secretaria de Saúde na implantação de protocolos de Assistência

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), em Brasília, suspendeu a liminar que impedia enfermeiros de requisitar exames laboratoriais complementares nas unidades da atenção básica. Com a decisão, enfermeiros podem voltar a pedir e, em alguns casos, coletar exames nas unidades básicas do Sistema Único de Saúde (SUS). A decisão foi anunciada pelo Conselho Federal de Enfermagem no fim da tarde de quarta-feira (18.10) e os atendimentos no município já foram regularizados no inicio da manhã desta quinta-feira (19.10).

Fortalecendo a atuação da enfermagem no município, a presidência do Conselho Regional de Enfermagem do Rio de Janeiro (COREN-RJ) se reuniu com o secretário de Saúde, nesta quinta-feira (19.10) na Secretaria de Saúde para traçar ações de fortalecimento da classe e da assistência à população.

A presidente do COREN-RJ, Maria Antonieta Rubio Tyrrell afirma que o Conselho Regional estará presente no município auxiliando com capacitações e estabelecimento de protocolos junto ao município.

“Eu critiquei muito quem afirmou que a atual gestão da Saúde é formada apenas por diretores enfermeiros. Cada profissional é extremamente capacitado e com experiência em carreira para fazer a gestão do município. Petrópolis ainda saiu na frente com a reestruturação da Secretaria de Saúde onde foram criado os cargos de superintendências e protocolos eficientes de gestão. O COREN veio apoiar e se colocar à disposição para capacitar as equipes, lembrando que continuaremos com o nosso papel de fiscalização no município”, antecipa Maria Antonieta Rubio Tyrrell.

O governo está se adequando a um novo modelo de gestão que nunca foi implantado e convidou a presidente a participar das reuniões da Comissão de Enfermagem que reúne representantes da Atenção Básica, Urgências, Hospitais, Samu e Saúde Mental.

Em uma das auditorias do COREN foi relatado a troca dos profissionais em RPA por concursados. A Secretaria de Saúde já está iniciando esse processo e há 20 profissionais da enfermagem já dotados no município. O COREN vai apresentar para a pasta um diagnóstico da atual gestão para avaliação dos pontos que precisa de melhorias para melhor assistência da nossa população.

Dia D de coleta de preventivo acontece em novembro

Mesmo com a liberação da enfermagem para realizar consultas e prescrições anunciada na quarta-feira (18.10) pelo Conselho Federal de Enfermagem, o município irá manter a decisão de adiar o Dia D de coleta de preventivo que ocorreria neste sábado (21) para novembro. A Secretaria de Saúde mantém as ações preventivas e de conscientização do Outubro Rosa junto às unidades e postos de Saúde, além de programação especial nas Academias da Saúde. Estão sendo oferecidas palestras alertando sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama e de útero, aulas de ginástica, dança, oficinas de artesanatos, rodas de conversa e grupos de apoio às mulheres já diagnosticadas com a doença.

“Vamos aproveitar para fazer em novembro coincidindo com o novembro azul e mobilizar os homens também para o exame de próstata. Já retomamos hoje com a nossa rotina de enfermagem que inclui a atenção primária na identificação de agravos e complicações na gravidez, alterações no período pré-natal, acompanhamento das infecções sexualmente transmissíveis (casos de sífilis, HIV/AIDS, entre outras), de tuberculose, dentre outros agravos de grande importância para a saúde pública do município”, reforça a superintendente de Atenção à Saúde, Fabíola Heck.

“Fim de semana ecológico” vai oferecer atividades de conscientização sobre reciclagem

O Parque de Exposições, em Itaipava, vai receber no domingo (22.10) um “Fim de semana ecológico”, promovido pela Comdep e pela Secretaria de Meio Ambiente. Serão realizadas diversas atividades de educação ambiental e conscientização sobre reciclagem para crianças e adultos. O evento terá início às 14h e vai acontecer na Academia da Saúde do espaço.

O “Fim de semana ecológico” terá oficina de montagem de brinquedos e origamis com materiais reciclados, contação de histórias, oficina de reaproveitamento de alimentos e apresentação do musical infantil “O planeta e suas histórias”.

As ações de educação ambiental são fundamentais no processo de preservação. Desta maneira, a população fica mais consciente sobre a importância da sustentabilidade e de adoções de práticas que garantam a cidade mais limpa no futuro.

Ao longo do ano, o tema sido levado pela Comdep para grandes eventos no município para atingir um público maior. Foi assim na Expo Petrópolis, na Bauernfest e em outras festas no Palácio de Cristal, em que foram montadas barracas para orientar e incentivar os petropolitanos a realizar a coleta seletiva.

A coleta seletiva é realizada em alguns bairros e a Comdep está trabalhando para ampliar esse serviço. De janeiro até setembro, já foram recolhidas quase 545 toneladas de lixo reciclável e, em breve, a população vai ter ainda mais opções para fazer a coleta seletiva com novos ecopontos. O primeiro já está sendo preparado também no Parque Municipal, onde será o "Fim de semana ecológico”.

Notícias por data

« Outubro 2017 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31          

DO

loa 2018

plano-plurianual-final

iptu

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

Casa dos Conselhos

ecidade

cpge

selo acesso informacao.fw