Futuros moradores estão tendo o primeiro contato e vistoriando as unidades que serão entregues em dezembro 

As irmãs Maria Helena da Silva e Maria Elza da Silva moravam na Rua Nossa Senhora de Fátima (Morro do Querosene), na Posse, quando uma chuva em 2007 obrigou que elas saíssem da casa própria onde cada uma morava. Juraci Maria Ribeiro vivia no Bambuzal, que fica às margens da BR-040, mas também teve que sair com a chuva de 2011. Desde então, elas passaram a depender de aluguel social e passaram por diferentes casas sem ter a tranquilidade que um imóvel próprio proporciona. Agora, essa realidade vai mudar, porque as três fazem parte do grupo de 120 famílias que vão receber as casas entre dezembro e janeiro. Dessas, 72 poderão se mudar já no mês que vem – é o caso das três. Por isso, elas já puderam conhecer as casas que vão chamar de suas. E não poderiam estar mais felizes.

Maria Helena, aposentada por causa de um problema na perna que atrapalha a mobilidade, continuou morando na Posse, mas teve que passar por outras duas casas porque um dos proprietários pediu a saída do imóvel. Neste segundo, foi necessário morar com a irmã, Maria Elza, por falta de opção de moradias para as duas.

“Quando nós perdemos a nossa casa, não foi nada bom. Foi muito difícil para acostumar sair do nosso cantinho, onde a gente morava e era da gente. Foi muito difícil”, diz.

Maria Elza também morou sempre na Posse – na Rua da Confusão, próximo do PSF do distrito e voltou para o Morro do Querosene – nesses 11 anos em que depende da ajuda do aluguel social.

“Em 2007, minha casa caiu no Morro do Querosene e fomos morar na Rua da Confusão por sete anos. Depois, fomos morar na Estrada União e Indústria junto com a minha irmã. E há três anos, voltei para o Morro do Querosene”, afirma. 

Dificuldades de quem perdeu a casa

Juraci foi quem mais teve dificuldades. Quando precisou sair de casa, há sete anos, tinha sete crianças para abrigar. Hoje, eles cresceram e já não moram mais com ela, antes disso, ela teve que ir para o Bela Vista e para Itaipava para ter onde morar, mas nunca com a certeza de quanto tempo ficaria nesses locais.

“Foi muito triste para mim aquela época. Meus filhos eram todos pequenos para eu criar e as vezes não tinha lugar certo para ficar. Morava de favor na casa dos outros e não dava certo, aí tinha que sair. Só depois algum tempo que eu consegui ter o aluguel social e estou vivendo assim”, conta.

Agora, todas as três vão morar no conjunto habitacional da Posse. Para Maria Helena, a unidade significa a oportunidade de mostrar para o filho de 24 anos a casa que vão chamar de “sua” depois tanto tempo.

“Dou glória a Deus. Que felicidade que eu estou. Vou ter meu cantinho, minha casa. Vou ter a certeza de que é meu. Estou muito feliz. É maravilhoso poder dizer para ele que temos a nossa casa e podemos fazer o que quisermos”, fala.

“Estou feliz da vida porque pude conhecer o meu apartamento, onde eu vou morar. Está tudo maravilhoso, muito bom. Estou muito contente de estar na minha casa novamente. É maravilhoso poder dizer de novo “minha casa””, declara Maria Elza.

Juraci classifica como um presente de Deus e torce para que um dos filhos que ajudou ela a procurar a assistência e entrar na lista de espera pela casa também possa conseguir uma moradia.

“Meu filho que me ajudou a conseguir essa casa, porque eu não sei ler. Quando tiver com a minha chave na mão, vou abraçar e dizer para o meu filho que a vitória é nossa e agradecer a Deus”, diz ela. 

120 famílias vão se mudar para o conjunto habitacional da Posse

As três fazem parte do grupo de 72 famílias que vão receber as chaves no dia oito de dezembro e vão ocupar as unidades construídas pelo governo do Estado – cada uma no seu apartamento e em blocos diferentes. Depois, em janeiro, será a vez de mais 48 famílias receberem as suas casas. Na quinta-feira (22.11), um sorteio definiu em qual bloco, andar e apartamento cada uma das 120 famílias beneficiadas vão morar. Depois disso, aquelas que vão poder se mudar já no mês que vem puderam vistoriar as casas para verificar como ficou e se tudo estava funcionando. 

“Os apartamentos têm cerca de 40 m², com dois quartos, sala, banheiro e cozinha/área de serviço. Na visita aos apartamentos, Maria Helena, Maria Elza e Juraci contaram o que mais gostaram mais de como ficou dois desses cômodos: a cozinha e o banheiro.

“O apartamento é bom, gostei do banheiro e da cozinha. Eu esperava uma cozinha menor, mas é melhor do que pensei. Estou adorando tudo. Dá para a gente viver muito bem aqui. O nosso apartamento é tudo para nós”, afirmou.

“É maravilhoso. O banheiro é bonito, a cozinha também. Vou dizer uma coisa: não vi nada de errado na casa, eu gostei de tudo. Na época em que eu vivia sem nada, encostava em qualquer lugar e dormia no chão. Agora tenho o meu apartamento”, falou Juraci.

“Achei ótimo, gostei mais da cozinha, porque não é tão pequeninha como a da atual casa da minha irmã. Achei que era menor, mas é muito boa. Achei a casa boa demais porque vou poder colocar minhas coisas nas paredes, coisa que a gente não pode fazer numa dos outros. Vou poder colocar as coisas do meu jeito, do jeito que eu gosto”, contou.

Essas casas vão beneficiar pessoas que estão esperando ainda mais tempo que elas, desde 2004. Os apartamentos do Estado já estão prontos e dos da prefeitura tem dois blocos concluídos e mais dois em 75%. Outros dois blocos foram entregues ainda em 2016, com vazamentos e infiltrações e também passam por reformas para que todos possam ter totais condições de morar com dignidade no conjunto habitacional da Posse. 

Listagem nominal dos convocados está publicada no site www.petropolis.rj.gov.br 

A Prefeitura está fazendo um chamamento público para pessoas desabrigadas das chuvas que tiveram seus imóveis interditados – com laudos da Defesa Civil. São 1.296 famílias que terão atualização cadastral e estarão inscritas para o programa habitacional do município que já tem pré-aprovação da Caixa Econômica Federal para a construção de 1.028 unidades habitacionais do Minha Casa Minha Vida.

O chamamento é direcionado às pessoas – em listagem nominal que está sendo publicada na imprensa e no site da prefeitura wwww.petropolis.rj.gov.br - que perderam suas moradias em desastres ambientais, entre os anos de 2006 e 2013.

A ação promovida pela Secretaria de Assistência Social atenderá os convocados, das 9h às 17h, no Theatro D. Pedro II, onde o cadastramento será feito por ordem alfabética, dividido por grupos. Os primeiros atendimentos, na segunda-feira (26.11), serão para pessoas com nomes cujas iniciais vão de A a K e, na terça-feira (27.11), serão feitos os registros de L a Z. 

 Por meio do chamamento, a Secretaria de Assistência Social fará a atualização do registro, com checagem de nomes, documentações, endereços e atual situação habitacional das pessoas. Na ocasião, será necessária a apresentação do laudo fornecido às famílias pela Defesa Civil, com o parecer sobre a situação das moradias atingidas por desastres ambientais na cidade. As pessoas devem levar os documentos de Identidade, CPF e comprovante de residência.

Dois telefones foram colocados à disposição para esclarecimento de dúvidas: 2233-8109 e  2233-8110.

Essa convocação tem como foco as pessoas que perderam suas casas por completo ou foram impossibilitadas de continuar na moradia por interdição parcial do imóvel, entre 2006 e 2013.

A partir do cadastramento e a depender da avaliação do assistente social, essas pessoas estarão habilitadas para receber as moradias previstas no programa Minha Casa Minha Vida, do Governo Federal. Para Petrópolis estão previstas a entrega de mais 1028 unidades residenciais a serem construídas nas localidades de Benfica, para onde estão previstas 120 unidades; Vale do Cuiabá, 140; Mosela, 48 e Caetitu, com 720 moradias. 

Nomes dos alunos serão públicos no Diário Oficial do município

A Secretaria de Educação promoveu nessa sexta-feira (23.11) o Sorteio Público que definiu os alunos que ocuparão as vagas no 6º ano do ensino fundamental em 2019 no Liceu Municipal Prefeito Cordolino Ambrosio. Foram sorteados 190 nomes. 

O Sorteio Público ocorreu na quadra do Liceu Municipal Prefeito Cordolino Ambrósio. Ao todo foram computadas 309 inscrições. Pais e responsáveis puderam inscrever alunos de qualquer rede de ensino aprovados no 5º ano do ensino fundamental.  Cada aluno recebeu um número na hora do cadastro e, conforme os números foram sorteados, os nomes foram divulgados em um telão para que as pessoas que prestigiaram o sorteio pudessem acompanhar em tempo real. 

Os nomes dos sorteados também serão divulgados no site da prefeitura após o dia 27 de novembro.

O filho de Johny Carlos Soares, Pedro Carlos, foi o primeiro a ser sorteado. “Fiquei até emocionado! Não esperava por isso. Meu filho quer muito estudar no Liceu então é a realização de um sonho. Valeu a pena inscrevê-lo no sorteio”, disse Johny.

Silvana Florisbela de Jesus comemorou em dose dupla: a filha Milena e o sobrinho William foram sorteados. “Queria muito que eles tivessem a oportunidade de estudar onde eu estudei e onde os meus filhos mais velhos estudaram. Adoro esse lugar e estou muito feliz”, contou Silvana.

Milena também não escondeu a emoção. “Meu sonho sempre foi de estudar no Liceu porque meu irmão estudou aqui e ele sempre me contou muitas experiências boas. Estou muito feliz”.

A mudança na forma de ingresso no Liceu – de 2011 até 2017 a Secretaria de Educação realizou provas de admissão e os candidatos conseguiam as vagas de acordo com as notas – recebeu parecer favorável do Conselho Municipal de Educação. As matrículas dos selecionados serão feitas no próprio Liceu de 10 a 14 de dezembro.

Calendário de pagamento continuará sendo realizado até que 2.662 servidores sejam beneficiados

A prefeitura vai liberar nesse mês de novembro o enquadramento por tempo de serviço para mais 152 servidores da Educação. Eles se juntam aos 60 que foram beneficiados com a ação ainda em outubro. Um calendário de pagamento será cumprido até que 2.662 servidores tenham o enquadramento adicionado ao salário. 

A prefeitura mantém o salário em dia e já pagou parte do 13º salário.

Para a secretária de Educação, Marcia Palma, o enquadramento representa um avanço na valorização do profissional da Educação. “Esse enquadramento estava congelado há muito tempo e o pagamento representa não só a garantia da valorização do profissional da Educação, mas, também, o cumprimento do PCCS da Educação”, disse.

Além do pagamento do quinquênio, a prefeitura está dando continuidade à concessão de licenças prêmios. O enquadramento por formação deverá começar em março de 2019. A reserva de 1/3 de tempo de trabalho para planejamento das aulas e a redução para 30 horas semanais de trabalho também estão sendo estudadas pelo governo de acordo com a indicação do Tribunal de Justiça e do Ministério Público – que orientou suspensão de decreto e também de projeto de lei.

A atuação em tempo real do Procon Petrópolis garantiu a tranquilidade do petropolitano na hora das compras durante esta Black Friday. Com incursões desde às 22h de quinta-feira (22.11), a equipe trabalhou madrugada a dentro em supermercados e lojas de varejos e deu continuidade à fiscalização ao longo de todo o dia. As equipes ficaram de plantão para atender os consumidores de acordo com as demandas na Praça Alcindo Sodré até às 18h. Apenas três casos foram registrados e todos eles resolvidos imediatamente.

As filas para as compras começaram logo cedo, antes mesmo de alguns estabelecimentos abrirem as portas. Apesar do grande número de pessoas que buscaram as ofertas nesta data, marcada pelas promoções, não houve relatos de tumultos e os clientes conseguiram garantir às ofertas anunciadas. O maior problema relatado, porém, foi um preço anunciado no encarte que, quando passava no caixa, estava incompatível – a equipe do Procon conseguiu garantir o preço ao cliente e resolver a demanda.           

Outro dos problemas resolvidos foi a falta de caixa preferencial para os consumidores – o que foi resolvido de imediato e a falta de indicação de preço na prateleira, que foi providenciado pela equipe da loja.

Equipes irão orientar a população a partir de segunda-feira para orientar as trocas

Uma equipe do Procon estará de prontidão para dar as devidas orientações aos consumidores que adquiriram ofertas durante a Black Friday. O órgão de defesa do consumidor realizou um treinamento especializado para esta época do ano. A orientação é que quem se sentir lesado busque o Procon para receber as devidas orientações.  

Conheça seus direitos 

Muitas vezes, o consumidor perde oportunidades por não conhecer seus direitos assegurados por lei no Código dos Direitos do Consumidor. Entre eles, merecem destaque:

  • Nossa legislação assegura, no artigo 49 do Código do Consumidor, o “direito ao arrependimento” sempre que alguma coisa for adquirida fora de um estabelecimento comercial - por exemplo, via site, telefone ou catálogo. A partir da chegada do produto em sua casa, você tem sete dias para devolvê-lo com reembolso total garantido. Importante ressaltar também que o fornecedor não pode exigir saber o motivo, cobrar taxas ou exigir que o consumidor pague o custo do frete da devolução. No caso de lojas físicas, não há possibilidade de cancelamento, apenas de troca, que só é obrigatória em caso de defeito. 
  • Em caso de erro por parte do fornecedor ou defeito do produto, o consumidor tem várias opções de ressarcimento: depois da compra, caso haja algum erro na entrega, o produto venha com defeito ou esteja esgotado, o consumidor tem o direito de escolher entre o cumprimento da oferta, a troca por um produto equivalente ou a devolução do dinheiro. para o lojista como para o fabricante, pois ambos têm responsabilidade partilhada dentro da cadeia do consumo. Geralmente, a empresa estabelece prazo de 30 dias para reparar o dano. Ou seja, a troca não precisa ser feita de forma imediata. O estabelecimento pode ainda adotar o prazo de 7 dias a 6 meses, conforme prevê o Código de Defesa do Consumidor, desde que informe isso ao cliente por meio da nota fiscal, no próprio produto ou em contrato. Se o problema não for resolvido no prazo estipulado, o consumidor pode escolher entre a substituição do produto, restituição do valor pago ou o abatimento proporcional do preço na compra de outro produto. 
  • Cobrança indevida deve ser ressarcida em dobro, segundo o artigo 42 do Código. Na compra de um produto, você é quem deve comprovar que a cobrança foi indevida. Mas, na aquisição de um serviço em que nem sempre é possível obter evidências da infração, é o fornecedor quem deve provar que não houve dano.

O Natal Imperial já está com 60% da iluminação instalada no Centro Histórico. Este ano, 6 milhões de micro lâmpadas vão enfeitar a cidade a partir da próxima sexta-feira (30.11) e ficam até 20 de janeiro. Neste fim de semana, a cenografia que vai ajudar a transformar Petrópolis em um grande cenário de Natal também começa a aparecer nas ruas. Nos distritos, será dado início à decoração por Itaipava, que recebe os trabalhadores a partir da próxima semana. Toda iluminação, decoração e as atrações culturais devem atrair mais de 330 mil pessoas ao município.

Só a iluminação está gerando mais de 600 empregos, sendo 350 diretos, com 250 profissionais contratados para a montagem nas ruas e mais de 100 pessoas envolvidas no preparo das peças. No Centro Histórico, prédios públicos, pontos turísticos e árvores estão sendo iluminados. O trabalho já passou por ruas como a Avenida Koeler, Imperatriz, Roberto Silveira, além da Praça da Liberdade, Praça Dom Pedro, entre outros locais. Na Rua 16 de Março, que recebe o Túnel de Luz, a instalação da estrutura também já começou.         

A iluminação das árvores e prédios será inaugurada no dia da abertura do Natal, 30 de novembro. Para anunciar o acender das luzes, a Praça Dom Pedro recebe um pocket show às 19h30, com atores petropolitanos. E mais tarde, o público vai poder conferir um grande show de abertura na Praça da Liberdade.   

Todas as lâmpadas serão de baixo consumo de energia, de LED. A predominância é a cor branca morna (amarelada), que combina com o clima da Cidade Imperial, mas a decoração contará também com outras cores e tonalidades na iluminação. O rio na Avenida Koler também será iluminado novamente, com luzes especiais junto à água. Em fachadas históricas, as luzes vão valorizar o contorno do casario. Bairros também recebem decoração, com árvores natalinas marcando o clima da festa pelos quatro cantos da cidade. 

Sexta, 23 Novembro 2018 11:54

Posse recebe Ação Social neste sábado

Posse recebe Ação Social neste sábado
Emissão de documentos, aferição de pressão e glicose, atividades esportivas e divulgação de serviços públicos acontecerão no CEU da Posse 

A 13ª edição da Ação Social da prefeitura vai acontecer neste sábado no Centro de Esportes Unificados (CEU) da Posse, a partir de 9h. Os moradores do distrito poderão solicitar a emissão de documentos, fazer a aferição de pressão arterial, glicose, além de participar de atividades esportivas e outros serviços públicos. Todo trabalho é organizado e promovido pela Secretaria de Assistência Social. 

Serviços como o CadÚnico (Cadastro Único) – feito pela Assistência Social para que moradores tenham acesso a benefícios sociais –, o trabalho Centro de Referência em Atendimento à Mulher, o ID Jovem – que amplia o acesso de jovens de 15 a 29 anos eventos artístico-culturais e esportivos, a vagas gratuitas de serviços e no transporte coletivo intermunicipal –, Balcão de Empregos, entre outros, serão divulgados na Ação Social. Também haverá  apresentação de capoeira e recreação infantil. 

As ações sociais são marcadas pela parceria entre as secretarias, órgãos públicos e as associações de moradores dos bairros. Além da Posse, o Bela Vista também receberá o evento em dezembro.

 

Acontecerão palestras nos Postos de Saúde, escolas, Cras e empresas

Serão 16 dias de conscientização com palestras por todo município ministradas pela equipe do Centro de Referência de Atendimento à Mulher (CRAM), subordinado ao Gabinete da Cidadania, com o objetivo de mobilizar as pessoas sobre a violência contra mulher e reforçar as ações de proteção. A ação faz parte da “Campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres” que acontece em todo o mundo, uma vez por ano. Em Petrópolis, a abertura oficial da campanha acontece nesta segunda-feira (26.11) às 9h30 na Casa dos Conselhos, na Avenida Koeler, 260 – Centro.

A abertura da campanha conta com a palestra da coordenadora do Centro de Atenção Psicossocial em Álcool e Drogas (CAPS ad), Leandra Iglesias, com o tema “Álcool, drogas e a Violência Doméstica”. 

Mais de 160 países já aderiram à Campanha que teve sua primeira edição em 1991 e em 2003 no Brasil. As ações acontecem simultaneamente com a participação do poder público e da sociedade civil em prol da conscientização pelo fim da violência de gênero. O intuito é chamar a atenção da sociedade para os fatores que naturalizaram a agressão das mulheres, em especial, por companheiros, pais e parentes próximos. Além disso, mobilizar e conscientizar a população para que denuncie todos os tipos de violência praticados contra meninas e mulheres no Brasil e no mundo. A Campanha começou no dia 25 de novembro - Dia Internacional da Não Violência contra a Mulher, e vai até 10 de dezembro -  Dia Internacional dos Direitos Humanos. 

A próxima palestra acontece no dia 27 de novembro no CRAS da Posse, com o tema Violência Doméstica.

Escolas que ainda não entregaram os trabalhos devem fazer até o dia 30 de novembro 

Inédita no país e obrigatória na rede municipal de ensino, a política pública de Defesa Civil nas Escolas já conta com 78 atividades elaboradas. Nesta sexta-feira (23.11), a pasta apresentou o balanço parcial da produção: 49 unidades escolares entregaram os trabalhos que abordam as ameaças características do verão, sendo 44 do município, sete particulares e uma estadual. A aplicação da lei é um passo importante no desenvolvimento de uma cultura de resiliência na cidade, com a orientação das crianças sobre como se comportar em caso de ocorrências. 

As outras 59 escolas da rede municipal que ainda não realizaram suas atividades tem até o dia 30 de novembro para entregarem os trabalhos. Com 234 áreas de risco alto ou muito alto – equivalente a 18% do município - e um déficit habitacional de 12 mil casas, a política pública é mais uma ação da prefeitura de prevenção aos desastres naturais. 

Petrópolis é pioneira no país com a lei, que foi sancionada e publicada em Diário Oficial, buscando garantir um futuro mais consciente sobre os riscos de desastres para os petropolitanos. A criação do programa contou com o apoio do Conselho Municipal de Educação (COMED), do Sindicato dos Profissionais de Ensino (SEPE), além de membros das secretarias de Defesa Civil, Educação e Meio Ambiente. 

Além do trabalho nas escolas e nas comunidades, a prefeitura segue com outras ações antecipadas, pensando no período de fortes chuvas que se aproxima. Na próxima quarta-feira, dia 28 de novembro, a Defesa Civil lança o Plano Verão 2019 de Petrópolis, com suas respectivas matrizes de atividades e responsabilidades.

O Theatro D. Pedro recebe, na próxima sexta-feira (30.11), a apresentação “À Flor da Pele”, da Cia Corpoiesis, às 20h30. Será um espetáculo de dança de linguagem mista, que busca um resultado contemporâneo e singular. Criado a partir de músicas de J. S. Bach que compõem a superfície sonora pela qual vão deslizar os corpos dos cinco bailarinos para falar de amor, os artistas prometem uma noite para mexer com os sentidos do público. A classificação é livre. 

O tema “amor” será explorado em cenas coreográficas conectadas através de recursos artísticos que se unem à linguagem da dança na busca de resultados poéticos e sinestésicos. “Vamos unir poesia, dança e música para falar de amor. A expectativa é muito boa para estrearmos esse novo espetáculo, que na verdade é uma remontagem. Estamos todos ansiosos pela apresentação”, explica a bailarina e instrutora de balé clássico Luiza Pessôa. 

O elenco é formado pelos bailarinos da Cia Corpoiesis e conta ainda com dois bailarinos convidados para este trabalho, que é uma remontagem do espetáculo premiado criado por Luiza Pessôa em 2015. A nova montagem, com a Corpoiesis, ganhou novas coreografias e possibilidades, unindo dança e poesia. 

Criada no início de 2017, a companhia reúne artistas independentes com diversas experiências artísticas e se propõe a investigar possíveis diálogos entre as diferentes linguagens cênicas. O grupo busca extrair a poesia que emana do corpo, sua principal ferramenta de expressão e comunicação. Conduzida por Luiza Pessôa, a Corpoiesis ocupa o Centro de Cultura Raul de Leoni, através do Edital de Seleção de Projetos Culturais do Instituto Municipal de Cultura e Esportes de Petrópolis, onde realiza suas aulas, ensaios e abre parte da preparação corporal dos bailarinos à comunidade petropolitana em formato de Oficinas de Corpo.        

Serviços:

Local: Theatro D. Pedro, Praça dos Expedicionários, Centro, Petrópolis.

Data: 30/11/2018

Horário: 20h30

R$ 10 meia-entrada e antecipado

R$ 20 inteira na bilheteria do Theatro D. Pedro.

Contato cel/whatsapp: (24) 988092951 - (24) 988017880 - (24) 988153976

São 700 inscritos na prova que acontece em quatro distâncias diferentes

O Vale das Videiras recebe neste sábado (24.11) os 700 atletas inscritos no WTR Serra do Mar, evento de corrida a pé voltado para os amantes do trail run e das montanhas. A prova conta com distâncias para todos os gostos, podendo escolher entre 8, 16, 26 e 52 quilômetros solo ou em dupla. Contando com a natureza a seu favor, os percursos possuem alto grau de dificuldade e de nível técnico, possuindo grande diversidade de terrenos com subidas e descidas fortes, trilhas abertas e de mata fechada, estradas de terra, asfalto e riachos. A corrida conta com o apoio da Prefeitura por meio do Instituto Municipal de Cultura e Esportes (IMCE), através da Superintendência de Esportes e Lazer. 

A prova de 8 quilômetros é voltada para o público que curte velocidade, que treina distâncias menores e para os iniciantes no trail run. A distância de 16 vem desafiar aos corredores que gostam de distâncias intermediárias e que queiram fazer mais força, subindo e descendo as montanhas da região. Já a ultramaratona de 52 quilômetros, testará seus limites físicos e mentais, podendo ser disputada na categoria solo, onde somente um corredor correrá os 52 km, ou em dupla, onde cada corredor fara um percurso de 26 km, com a transição da dupla em plena arena WTR.

"A preparação para uma prova como essa é difícil, exige muito de todos os atletas. Mas todas as dificuldades se tornam um grande prazer quando a gente chega aqui. A cidade é linda e merece todo o destaque", afirma Rodrigo Isaac, representante da Speed Eventos Esportivos, que organiza a corrida. 

As provas em trilhas reúnem diversas peculiaridades: corridas de longa duração e com a constante mudança de terrenos: trechos em paralelepípedo, na estrada de terra, trilha e no asfalto. Condições que transformam Petrópolis em local muito procurado pelos praticantes. 

Estão inscritos 700 atletas na provas do WTR Serra do Mar, sendo mais de 90% atletas de outras cidades, estados e países. Além disso os participantes costumam levar seus familiares que faz com o número de turistas na região possa se multiplicar, levando uma grande circulação financeira para a cidade.

Iniciativa do Instituto Oldemburg integra a programação da FLISI

“Só posso escrever o que sou. E se os personagens se comportam de modos diferentes é porque não sou um só”. A frase, de Graciliano Ramos, ilustra a Sala de Leitura inaugurada nessa sexta-feira (23.11) na EM Theodoro Machado, no Vale do Cuiabá. A EM Amélia Antunes também foi agraciada com uma sala de leitura, iniciativa do projeto Alegria de Ler do Instituto Oldemburg. As inaugurações das salas fizeram parte da programação da FLISI – Festa Literária da Serra Imperial.

Além dessas, também recebeu uma Sala de Leitura nessa semana a EM Professora Maria Campos. 

As salas de Leitura do projeto Alegria de Ler contam com acervo eclético, com clássicos da literatura nacional e estrangeira. Além dos alunos, toda a comunidade escolar pode fazer uso do empréstimo dos títulos. 

A representante do Instituto Oldemburg, Bianca Ferraz, destacou a participação da comunidade no processo de construção das salas. “Todos se mostraram muito empolgados e dispostos a fazer a diferença através das Salas de Leitura. Agradecemos esse empenho e temos certeza que os espaços serão utilizados sempre com muita alegria pelos alunos”.

Na EM Theodoro Machado, a Sala de Leitura será utilizada pelos 270 alunos da unidade, matriculados da educação infantil até o 9º ano do ensino fundamental. Os alunos prepararam apresentações de dança e recitaram trechos de obras de Graciliano Ramos durante a inauguração.

“Recebemos o projeto com muita alegria. Agradecemos ao Instituto mas, também, a equipe da escola e a comunidade que abraçaram o projeto e nos ajudaram a preparar esse lindo espaço”, contou a diretora Elaine Rose dos Santos.

Cristina Rosário de Oliveira é zeladora da escola e uma das responsáveis pela Sala de Leitura. Cristina passou por uma capacitação e está ansiosa para o empréstimo dos livros. “Eu estou apaixonada. Conheci muitas coisas, aprendi a ver os livros com outros olhos e não julgar apenas pela capa. Mudou o meu mundo e espero que isso também ajude as crianças e a comunidade”.

Luís Miguel da Silva, de 13 anos, aluno do 7º ano, já está à procura dos autores preferidos. “Fiquei muito feliz com a sala. São muitos livros, muitas possibilidades e fico ainda mais feliz porque os meus amigos da comunidade poderão visitar esse espaço também. Já estou procurando os livros que vou querer ler primeiro”.

Já na Amélia Antunes, mais de 300 alunos terão acesso direto ao espaço literário. Alicia Pereira Modesto, de 15 anos, aluna da EM Amélia Antunes também ficou animada com o novo espaço. “Ficou muito bonito. Adoro ler e sei que faz toda a diferença ter um acervo tão rico a disposição. Todos nós estamos ganhando um ótimo presente”, disse.

Os animais oferecidos são vermifugados, vacinados e estão em boas condições de saúde
A iniciativa tem o objetivo de incentivar a adoção responsável 

A prefeitura promove uma feira de adoção de cães e gatos na Praça da Liberdade neste sábado (24.11). Os animais oferecidos são vermifugados, vacinados e estão em boas condições de saúde. A iniciativa tem o objetivo de incentivar a adoção responsável, orientando a população sobre os cuidados necessários que os bichinhos de estimação exigem. O evento começa às 9h e segue até às 17h, contando com a presença de um veterinário e de protetores de animais.

A grande maioria dos cães e dos gatos vivem em média de 10 até 15 anos. Dependendo do seu porte ou da sua raça, exigem cuidados por toda a vida. Além disso, existem as obrigações básicas que os donos devem oferecer, como abrigo adequado, alimentação, visitas ao médico veterinário, além de passeios e diversão. 

 A prefeitura mantém também um evento permanente de adoção de animais em frente ao Parque Municipal, em Itaipava. O local é oferecido três vezes ao mês para os cuidadores, abrindo espaço para os grupos e pessoas que atendem animais abandonados de maneira gratuita. Os interessados em participar podem ligar para o (24) 2291-1505 ou comparecer na sede da Cobea, que fica na Estrada União e Indústria, 10.000 - Itaipava, e garantir a presença.

O governo municipal também realiza campanhas periódicas de recolhimento de ração e medicamentos, contribuindo para o atendimento dos protetores pela cidade. Elisabete Amorim destaca a importância de trabalhar de maneira antecipada, reforçando as ações de orientação em todo o município.

O evento conta com dois especialistas do Rio de Janeiro

Com o objetivo de discutir de forma mais ampla a política nacional para a população em situação de rua, o Gabinete da Cidadania junto a Rede Pop de Atendimento a Moradores em Situação de Rua, realizam um Fórum na próxima terça-feira (28.11) de 13 às 18h, na Universidade Católica de Petrópolis – UCP, unidade da Rua Benjamin Constant, 213 – Centro. Será uma tarde com palestras, roda de conversas e debates com entrada gratuita.

O encontro será aberto com a palestra do vereador do Rio de Janeiro, Reimont Otoni, com o tema “A política Nacional de Direitos da Pessoa em situação de Rua”. Logo em seguida, às 14h30, a defensora pública titular do Núcleo de Defesa dos Direitos Humanos do estado do Rio de Janeiro, Carla Beatriz Nunes Maia ministra a segunda palestra sobre “Violações dos Direitos da População de Rua – “Choque de Ordem”; o trabalho da Defensoria Estadual com a população de rua no nosso Estado e questões gerais sobre a política Nacional de população de rua.

Já as rodas de conversa discutirão o tema em diferentes segmentos: Educação; Cultura, Esporte e lazer; Saúde; Assistência Social e Trabalho e Renda. Toda a temática será aberta à debate do público presente para que juntos possam absorver propostas de políticas públicas.

O comandante da Guarda Civil Jefferson Calomeni e o coordenador de Segurança, Maurício Borges, foram homenageados nesta quinta-feira (22.11) pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-Petrópolis) e pelo Conselho Comunitário de Segurança (CCS) pelo trabalho desenvolvido na segurança do município. Eles receberam uma placa que registra “a gratidão e o reconhecimento pela sua dedicação e zelo com a segurança em nosso município de Petrópolis” por parte das duas entidades.

Além deles, também foram condecorados os trabalhos dos delegados Cláudio Teixeira (105ª DP), Juliana Ziehe (106ª DP), André Lourenço (ex-titular da 106ª DP), e o comandante do 15º Grupamento de Bombeiros Militares (GBM), Ramon Camilo. 

Pesquisa faz parte do Plano de Mobilidade Urbana

Quem não pode participar da Audiência Pública que tratou sobre a utilização de aplicativos para o uso de transporte individual de passageiros poderá dar suas sugestões por meio de formulários disponibilizado no site da CPTrans. O acesso pode ser feito por meio do botão Pesquisas PlanMob disponibilizado na home do www.petropolis.rj.gov.br/cptrans. No link também é possível ter acesso e enviar opiniões sobre assuntos abordados nas consultas públicas passadas.

Até agora os temas disponíveis são Transporte Não Motorizado – Pedestres; Transporte Não Motorizado – Bicicletas, Skates e Patins, Transporte Público Coletivo; Transporte de Cargas e Super Cargas; Transporte de Cargas Pequenas (Motofrete); Patrimônio Histórico e Feiras Livres; e Transporte Individual de Passageiros (Táxis e Aplicativos). Os interessados podem opinar em mais de um tema e mais de uma vez, se assim achar necessário. 

A confecção do Plano de Mobilidade atende à Política Nacional de Mobilidade Urbana (Lei nº 12.587/2012) na qual há exigência de elaboração de planos de mobilidade urbana para todos os municípios com população acima de 20 mil habitantes, assim como os demais obrigados ao plano diretor. Neste sentido, o Ministério das Cidades incluiu no programa Avançar Cidades – Mobilidade Urbana a possibilidade de financiamento dos planos de mobilidade para municípios acima de 100 mil habitantes.

A largada dos 310 pilotos inscritos será no Parque Municipal para um percurso de 118 quilômetros 

No próximo domingo (25.11) acontece a etapa petropolitana da Copa MXF Rio, torneio estadual de enduro de moto de regularidade. A largada dos 310 pilotos inscritos será às 9h, no Parque Municipal Paulo Rattes, dando sequência a um percurso de 118 quilômetros que começa em Itaipava e passa por Pedro do Rio, Araras, Secretário, Fazenda Inglesa, Moinho Preto e Carangola. Além da competição, o evento oferece para os visitantes música ao vivo com uma banda de blues, food trucks e exposições. O Enduro Imperial conta com o apoio da Prefeitura por meio da Turispetro e do Instituto Municipal de Cultura e Esportes (IMCE), através da Superintendência de Esportes e Lazer.

Após 15 anos sem receber uma competição, Petrópolis retornou ao calendário estadual do enduro no ano passado. A etapa da cidade foi considerada um sucesso pelos organizadores, que estimaram a presença de mais de mil pessoas em 2017. Wenderson "Nenel”, um dos responsáveis pelo torneio, destacou o apoio da Prefeitura para que a competição retornasse para a cidade. 

“O espaço do Parque Municipal é excelente para os competidores e também para o público que vai acompanhar o evento. Petrópolis é uma cidade que precisa estar no calendário nacional de competições de motociclismo, tem todo o potencial para isso. Também agradeço o apoio da Prefeitura que sempre demonstrou vontade em receber a competição”, disse Wenderson.

Neste ano, a Copa MXF Rio já foi realizada em Quatis, Santa Rica de Jacutinga, Além Paraíba, Seropédica, Rio Bonito, Casemiro de Abreu, Rio das Flores, Magé e Rio Preto. O evento em Petrópolis encerra a programação do torneio.

Enduro Imperial vai movimentar a economia da cidade 

Para o trade turístico, os eventos esportivos como a Copa MXF Rio movimentam o setor. Os eventos  aquecem a economia, quartos de hotéis e pousadas lotados e movimentam o comércio.

Quem esperou a madrugada para verificar as promoções da Black Friday pode contar com a equipe do Procon Petrópolis, que permaneceu de plantão orientando os consumidores e regularizando divergências relatadas na hora da compra. Foram seis fiscais de plantão entre 22h de quinta (22) e 3h desta sexta-feira (23.11) que atuaram em supermercados e lojas de varejo. A partir das 11h, a equipe volta às ruas para começar mais um plantão até às 17h. Desta vez a equipe se concentra na Praça Alcindo Sodré, de onde partem para as incursões em tempo real, de acordo com a demanda da população.

Em Petrópolis, o consumidor marcou presença nos estabelecimentos que abriram as portas. Apesar das filas causadas, não houve relatos de tumultos. Em uma loja de varejo não havia caixa preferencial para os consumidores, conforme determina a legislação. A equipe solicitou à gerência do estabelecimento a regularização, que foi atendida de imediato. Em uma gôndola, não havia indicação de preços, o que foi providenciado pela equipe da loja.

A orientação do órgão de defesa do consumidor é que as compras sejam feitas com atenção para evitar que o cliente seja enganado. Por gerar grande fluxo de pessoas nas lojas, sejam elas físicas ou on-line, a população deve ficar de olho em alguns pontos como o preço anunciado na prateleira.

Além da equipe na Alcindo Sodré, denúncias podem ser feitas no Procon, que fica na Rua Dr. Moreira da Fonseca, 33, ao lado da Câmara dos Vereadores, e na unidade de Itaipava funciona no Centro de Cidadania, na Estrada União e Indústria, 11.860. Para realizar os atendimentos os usuários podem utilizar, ainda, o serviço de mensagem da página do Facebook do Procon Petrópolis, os telefones 2246-8469 / 8470 / 8471 / 8472 / 8473 / 8474 / 8475 / 8476 e 8477. Os telefones da unidade em Itaipava: 2222-1418 / 7448 e 7337, ou WhatsApp Denúncia no número 98857-5837. O atendimento pelo site pode ser acessado pelo link http://www.petropolis.rj.gov.br/procon/index.php/fale-conosco.

Cinco agências serão atuadas por não manter vigilantes 24h

Esta madrugada também foi marcada pela vistoria em agências bancárias do município para verificar a presença de vigilantes. Os cinco locais visitados não estavam com profissionais atuando na segurança. Todos as agências serão atuadas nesta sexta-feira (23.11), podendo ser multadas por descumprimento da Lei Municipal 7.640, que entrou em vigor em 6 de junho de 2018. Todas as agências da cidade já haviam recebido notificação para providenciar a atuação do profissional. 

A Lei prevê que os vigilantes sejam preparados com cursos de formação para oficio. Além disso, os profissionais devem permanecer no interior do estabelecimento bancário em local seguro, com alarme e acesso ao terminal telefônico para rápido acionamento policial. O objetivo é manter a segurança dos clientes, que são os consumidores, mesmo fora do horário de funcionamento das agências.

As agências que serão autuadas são a Caixa Econômica Federal, Bradesco e Banco do Brasil, todos da Rua do Imperador, além da agência do Santander e Itaú na Marechal Deodoro. As fiscalizações, porém, passarão a ser constantes até que todas elas estejam regulares.


Notícias por data

« Novembro 2018 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30    

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

iptu

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

cmv-logo

Relatorio CMVP