Austeridade, responsabilidade e transparência são as palavras de ordem para o controle e reequilíbrio das contas do município frente a uma dívida acumulada por antigos gestores, que alcançou R$ 766 milhões, sendo R$ 81 milhões já pagos e outros R$ 258 milhões parcelados – medidas essenciais para manter serviços básicos, como o fornecimento de merendas às escolas e remédios em unidades de saúde, por exemplo. O balanço sobre a recuperação financeira do município, que aponta um déficit anual de R$ 100 milhões e medidas adotadas para aumentar a arrecadação, foi apresentado pelo prefeito e secretários na manhã desta terça-feira (17.07) em coletiva à imprensa.

Com muito esforço o município quitou em 17 meses R$ 81 milhões, mas ainda há um longo caminho a trilhar pois o saldo dessas dívidas ainda é de R$ 685 milhões -  um valor muito alto, considerando que o município arrecada R$ 548 milhões em recursos próprios, ou seja, se empregássemos toda a arrecadação própria no pagamento das dívidas, ainda não seria suficiente para zerar a conta. Os esforços do município hoje são concentrados no pagamento das dívidas e na manutenção e qualidade dos serviços prestados à população, além do pagamento em dia dos salários dos servidores.

Somente as dívidas trabalhistas deixadas por antigos gestores somam R$ 119 milhões. Deste montante conseguimos, com o empenho de todas as secretarias, pagar R$ 68 milhões entre salários atrasados, consignados e PIS e Pasep atrasados, além de manter em dia a folha de pagamento dos servidores desde que assumimos o governo.

Com um orçamento de R$ 1 bilhão, para custear todos os serviços à população, além de despesas com folha de pagamento que alcançam R$ 525 milhões por ano e ainda uma dívida de R$ 685 milhões a ser administrada, a prefeitura vem atuando de forma paralela em três frentes: corte de despesas, captação de recursos federais para investimentos e ampliação de serviços, além de medidas para melhorar a arrecadação, sem aumentar impostos.

A prefeitura vem apertando o cerco aos grandes contribuintes, como bancos e cartórios, implementando o georeferenciamento do município e fazendo a atualização cadastral de imóveis.

“A intenção com isso é corrigirmos a arrecadação alcançando, por exemplo, condomínios de alto padrão que ainda pagam apenas o Imposto Territorial (ITR) – como propriedade rural, quando deveriam na verdade pagar IPTU”, pontua a secretária de Fazenda, Elaine Nascimento, lembrando que o georeferenciamento permitirá ainda a correção do valor venal de imóveis.

A atualização da legislação também favorece a abertura de novos negócios. Em 6 meses 4,5 mil atendimentos foram realizados no espaço do empreendedor.  São 1.600 alvarás liberados por ano e 600 alvarás emitidos de forma online. A lei das cervejarias artesanais também incentiva a produção, o que é importante levando em conta que hoje temos 21 empresas do setor na cidade. Houve ainda a Lei Geral do Empreendedor, que facilita a legalização de micro e pequenos empresários. Hoje existem 20 mil MEIs e 11 mil micro e pequenas empresas.

Além de uma economia de R$ 60 milhões com corte de despesas, outra frente importante para a administração das dívidas, vem sendo a captação de recursos federias para investimentos na cidade, assim como o cadastramento da cidade em programas federais para a ampliação de serviços. Nos primeiros seis meses deste ano o município garantiu R$ 22,6 milhões em recursos federias – R$ 7,1 milhões a mais do que todo o ano de 2017 quando somou R$ 15,5 milhões. Deste total, R$ 21,8 milhões já foram liberados.

"Apesar de todas as medidas, a situação financeira do município ainda é muito crítica. Ainda há um longo caminho a ser percorrido para que as contas sejam reequilibradas. O aporte de recursos federais vem sendo um instrumento importante para este reequilíbrio. São recursos aplicados em melhorias na Saúde, na Educação, em obras para contenção de encostas, enfim, uma série de ações fundamentais para melhorar os serviços à população”, destaca o coordenador de Planejamento e Gestão Estratégica, Roberto Rizzo, que apresentou os dados financeiros à imprensa, na presença dos demais secretários da prefeitura.

Três homens foram presos na noite desta segunda-feira (16) suspeitos de assaltarem uma residência em Pedro do Rio. As câmeras do Centro Integrado de Operações de Petrópolis (Ciop) auxiliaram os agentes da Policia Militar a localizar o carro usado pelos acusados na tentativa de fuga. O trio foi abordado na BR-040, na altura do Belvedere e encaminhados para a 105ª Delegacia de Polícia, no Retiro, onde o caso foi registrado.

Durante a ação,os PMs suspeitavam que os homens estariam em um veículo Kia Sportage. Então fizeram contato com o Ciop, para que o monitoramento orientasse a viatura para o local correto. A equipe realizou uma triangulação com as possíveis câmeras que o veículo poderia ter passado e identificaram o flagrante, que na verdade os suspeitos estavam em um veículo Hyundai IX35 na cor preta. A câmera que fica próximo ao Castelo de Itaipava, flagrou o veículo indo em direção à BR-040. Com esta informação a PM conseguiu montar um cerco e abordar o veículo, uma hora após o assalto.

“As imagens contribuem para o combate de ações em curso como foi este caso e também na prevenção, sendo um fator que desestimula a ação criminosa.   O Ciop auxilia com a visualização das imagens de todos os órgãos envolvidos”, disse o comandante da Guarda, Jeferson Calomeni.

Segundo a Polícia Militar, os três homens são da Comunidade Parque União, na Baixada Fluminense e durante a abordagem os agentes encontraram no veículo, duas armas, 11 munições, mais de R$ 1 mil em espécie, uma quantia em dólar e três celulares. Eles foram conduzidos a 105ª DP onde foram reconhecidos pelas vítimas e autuados, permanecendo presos.

“O Ciop é uma grande ferramenta que certamente aumenta a eficiência do 26ºBPM. Essa ocorrência demostrou isso. A ferramenta ajuda na interação dos meios operacionais, para que seja possível a prisão de criminosos. Todos temos responsabilidade pela segurança pública”, frisa o comandante da Polícia Militar, Oderlei Souza.

O Centro reúne o trabalho conjunto de forças de segurança, de organização de trânsito e de atendimento de emergências. Guarda Civil, Polícia Militar, Polícia, CPTrans, Defesa Civil e Bombeiros que acompanham as imagens de 56 câmeras em todo município.

Imunização chega a 79% do público alvo

A Secretaria de Saúde mantém disponível a vacina contra a gripe nas 15 salas de vacinação do município. Até esta terça-feira (17.07), foram aplicadas 74.350 doses da vacina, sendo 79% do público alvo imunizados. No município, 93 mil pessoas fazem parte do público alvo da campanha e a expectativa da Secretaria de Saúde é de que 90% deste público seja imunizado. No ano passado, foram vacinadas 77.923 pessoas o que representou 82,63% da meta de imunização.

A vacinação foi ampliada para crianças de 5 a 9 anos de idade e adultos de 50 a 59 anos, no último dia 25 de junho. Devem ser vacinados, ainda, idosos, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), crianças de seis meses a menores de cinco anos, doentes crônicos (com apresentação de indicação médica), profissionais da Saúde e professores. Pessoas com doenças crônicas e outras condições clínicas especiais também podem ser imunizadas, mas devem apresentar indicação médica.

A vacinação é a forma mais eficaz e segura de prevenir a gripe e suas complicações. Por isso, é essencial que a população procure nossas salas de vacinação para se imunizar. A gripe pode ser provocada pelo vírus influenza e se agravar entre a população mais vulnerável à doença.

As crianças de seis meses a cinco anos de idade e as gestantes, que estão entre os grupos prioritários mais vulneráveis à gripe e registram baixos índices de vacinação, com cobertura de apenas 53% e 55%, respectivamente, em Petrópolis. Entre os subtipos do vírus influenza os mais frequentes em humanos são: A (H1N1), A (H3N2) e Influenza B, que podem ser prevenidos com a vacina e com medidas simples de higiene.

A diretora do departamento de Vigilância em Saúde, Elisabeth Wildberger alerta que a imunidade contra a doença ocorre somente entre 10 a 15 dias após a aplicação da vacina. Ela lembra que a transmissão da gripe ocorre pelo contato com pessoas infectadas, ao tossir, espirrar ou falar, e alerta para os cuidados.

“A transmissão da gripe pode ocorrer pelo contato com pessoas infectadas, por isso, as mudanças de hábitos podem ajudar na prevenção, como manter as mãos sempre limpas, utilizar álcool gel; não compartilhar objetos de uso pessoal e evitar contato próximo com pessoas que apresentem sinais ou sintomas de gripe”, pontua Elisabeth.

A pensionista Maria da Penha Silva, de 69 anos, foi ao Centro de Saúde na manhã desta terça (17.07). Ela conta que teve receio de vir antes, por achar que não estava nas condições físicas ideais. Mas o auxílio do médico do Posto de Saúde da Família (PSF) a deixou tranquila para poder tomar a vacina.

“Tomo a vacina todos os anos, mas, neste, acabei ficando com um pouco de receio. Mas, com o acompanhamento do médico do PSF do Amazonas eu fiquei mais tranquila para poder vir me imunizar. Acho muito importante prevenir e faço votos de que todos que ainda não se imunizou o faça”, conta dona Maria da Penha.

O atendimento nos 15 locais de vacinação estará disponível de 8 às 16h – com intervalo de 1h para almoço. Confira a lista de postos:

PSF Alto da Serra

PSF Posse

PSF São Sebastião

UBS Alto Independência

UBS Morin

UBS Mosela

UBS Itaipava

UBS Pedro do Rio

UBS Quitandinha

UBS Retiro

Centro de Saúde Coletiva

Centro de Saúde no Itamarati

Ambulatório Escola

Epidemiologia (ao lado do Hospital Municipal Doutor Nelson de Sá Earp)

Hospital Alcides Carneiro (HAC)

O rosa das flores das cerejeiras de Petrópolis já começa timidamente a enfeitar as ruas, com o período da rápida florada – que deve durar, no máximo, 15 dias. É a oportunidade perfeita para os participantes do 1º Concurso Municipal Amador de Fotografias de Cerejeiras se prepararem para fazer aquele clique perfeito da árvore, que é símbolo do Japão, mas também está presente por toda cidade. O Lago Quitandinha, o Museu Imperial, o entorno do Palácio de Cristal, entre outros, são alguns pontos onde é possível admirar e fotografar a beleza das cerejeiras. O concurso, que acontece dentro da programação do Bunka-Sai deste ano, de 1º a 5 de agosto, vai premiar o autor da melhor fotografia com um rodízio de comida japonesa no restaurante Sakura, com direito a um acompanhante.

Falando em Sakura, é assim que as cerejeiras são chamadas no Japão. Cidade brasileira que tem a relação mais antiga com o país oriental, Petrópolis conta com um circuito turístico das cerejeiras e terá o concurso para fortalecê-lo e, ao mesmo tempo, homenagear os 110 anos da imigração japonesa no Brasil, comemorados este ano. As inscrições podem ser feitas a partir da abertura do Bunka-Sai e as fotografias serão expostas durante o evento. Mas é preciso garantir o clique dentro das próximas semanas, já que o período de floração das cerejeiras dura poucos dias.

“É um concurso para amadores, então qualquer pessoa pode participar, inclusive com fotos feitas pelo celular. Como temos o Circuito das Cerejeiras que sempre encanta os turistas, esperamos que não só os petropolitanos, mas também visitantes da cidade se inscrevam. Teremos duas categorias: uma para adultos e outra para crianças. É importante que os candidatos ao título de melhor foto se inscrevam logo no primeiro dia, pois assim as fotos ficarão mais tempo expostas na festa”, destaca a diretora de turismo e eventos da Turispetro, Camila Thees.

As inscrições, que são gratuitas, poderão ser feitas na administração do Palácio de Cristal, de 01 a 05 de agosto, nos seguintes horários: quarta-feira e quinta-feira das 18h às 20h, sexta-feira e sábado das 11h às 21h e domingo das 10h às 14h. Cada participante poderá inscrever uma fotografia. As fotos deverão conter apenas imagens de cerejeiras localizadas em Petrópolis, portanto não serão aceitas fotografias tiradas fora da cidade. O concurso vai ser realizado no dia 5 de agosto, dia do encerramento da Bunka-Sai, às 17h.

As fotos serão julgadas por uma comissão formada por três fotógrafos profissionais. O regulamento do concurso está disponível no site da prefeitura, no link abaixo: 

O prêmio para o vencedor da categoria adulto será o jantar com acompanhante. Já para a categoria infantil o primeiro lugar ganhará seis meses de curso prático de desenho de mangá, o segundo lugar três meses e o terceiro colocado dois meses do curso.

Animais participaram pela primeira vez da iniciativa

“Quando os cães chegam, eles ajudam na nossa recuperação, traz um alento e devolve o nosso sorriso que muitas vezes são esquecidos por conta do nosso problema”, foi assim que Marco Antonio Salgado de 57 anos, que está finalizando seu tratamento de quimioterapia, definiu a visita dos cachorrinhos do canil da Guarda Civil, nesta terça-feira (17.07) no Centro de Terapia Oncológica (CTO).

Pela primeira vez, a Guarda levou os dois filhotes de Golden Retriever, Chico e Jujuba, que são crias da já então conhecida Lola, que sempre participou do projeto de cinoterapia – terapia com o auxílio de cães. Segundo o coordenador técnico do canil, Leandro Lopes, a duplinha tem dois meses e possuem as liberações do veterinário, como vermifugação, processo de vacinação em andamento e todas as precauções de saúde para participarem das visitas.

“Observamos o resultado e a mudança no comportamento dos pacientes na hora em que os cachorrinhos chegam. Os cães são um suporte e um auxílio no tratamento, que já é tão rigoroso. A Guarda Civil fica muito em feliz em fazer parte deste projeto”, contou comandante da Guarda, Jeferson Calomeni.

Durante a visita, os agentes Rafael, Carvalho e Adriana Vital, participaram da ação que aconteceu na área de convivência do CTO. Os cães foram levados na sala de espera de atendimento, nunca em áreas de tratamento, exames ou consultas. As pessoas aproveitaram para brincar, tirar foto e fazer carinho nos filhotes.

“Estamos ampliando a quantidade de cães para atender mais pessoas e alcançar mais resultados positivos. Queremos começar o atendimento direcionado, um acompanhamento mais individual com paciente e família”, contou coordenador técnico do canil, Leandro Lopes que sempre acompanha os agentes e é o pioneiro do projeto de cinoterapia no município.

O CTO realizada mais de 2.400 atendimentos por mês e atende pacientes de outros municípios. O oncologista e diretor do CTO, Bernardino Ferreira, falou da importância da cinoterapia para os pacientes. “A cinoterapia é a humanização do tratamento. É nítido como os cães trazem a distração, o carinho e acolhimento para os pacientes. Traz vida para o ambiente que é tenso. As visitas são excelentes e de uma ajuda singular. A equipe do CTO é muito grata ao projeto”, contou Bernardino.

Os interessados podem procurar pela sede da Defesa Civil ou entrar em contato pelo telefone 2246-9281

A Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias está cadastrando moradores de comunidades de risco que queiram trabalhar como agentes voluntários. Os interessados podem ligar para o telefone (24) 2246-9281 ou se dirigir à sede da Defesa Civil, na Rua Buarque de Macedo, 128, no Centro, portando o documento de identidade e o CPF, até o dia 31 de agosto. Após esse período, serão promovidos treinamentos para capacitar os voluntários no desempenho de atividades de auxílio ao órgão. Entre as funções desempenhadas estão a montagem de materiais de ajuda humanitária, carregamento, descarregamento e entrega de materiais para população.

Com 234 áreas de risco alto ou muito alto – equivalente a 18% do município - e um déficit habitacional de 12 mil casas, o governo municipal segue realizando ações que contribuam com a prevenção aos desastres de origem natural da cidade. O objetivo da Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias é orientar a população destes locais para o período de fortes de chuvas, que vai de novembro até março.

“A melhor maneira de tratarmos os desastres de origem natural é com a prevenção, trabalhando de maneira antecipada e organizada. A participação dos moradores de áreas de risco é fundamental nesta ideia”, explica o secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, coronel Paulo Renato Vaz, reforçando que o município vem investindo em diversas ações antecipadas as ocorrências desde o início do ano passado.

“No ano passado, nossa equipe participou de mais de 800 horas de treinamento e capacitação.  Foram realizados 16 testes das sirenes do Sistema de Alerta e Alarme, sendo 10 diurnos e seis noturnos. O sistema também ganhou mais dois equipamentos em dezembro, na Estrada do Gentio e no Buraco do Sapo, locais afetados pela tragédia de 2011. Todos os esforços são para que a população entenda a importância de se prevenir”, lembra Paulo Renato.

Petrópolis é uma cidade que conta com diversos voluntários da Defesa Civil. Um grande exemplo é Cristina Rosário de Oliveira, coordenadora do Núcleo Comunitário de Defesa Civil (NUDEC) do Vale do Cuiabá e região. Desde a tragédia de 2011, ela é uma referência para os moradores da região e participa ativamente das ações realizadas pela Defesa Civil no local.

“Em 2014, por exemplo, aconteceu uma grande chuva na cidade e mantemos contato direto com os agentes informando que na nossa região estava tudo tranquilo, sem a necessidade das equipes estarem aqui. Procuro sempre apoiar a Defesa Civil, que faz um trabalho muito importante de prevenção as tragédias. Acredito muito que todos nós precisamos trabalhar sempre em conjunto pela comunidade”, disse Cristina.

Reajuste foi anunciado pelo prefeito Bernardo Rossi nesta terça-feira (17.07)

O município anunicou nesta terça-feira (17.07), o reajuste de 15% nos repasses mensais para instituições socioassistenciais, que prestam serviços por meio do Termo de Colaboração com a prefeitura. O anúncio foi feito em reunião junto com representantes de nove das 13 entidades beneficiadas. Juntas, elas prestam auxílio educacional e assistencial a cerca de 600 pessoas. O reajuste foi publicado no Diário Oficial do município da edição desta terça.

A Assistência Social no município vem evoluindo muito, tendo como exemplo a implantação do Programa Criança Feliz e do Serviço Família Acolhedora. Agora, graças à indicação de emenda ao orçamento, vamos conseguir prestar mais este apoio a estas instituições.

O reajuste é fruto de emenda ao orçamento do município, indicação do vereador Marcio Arruda, aprovada pela Câmara de Vereadores. Atualmente, o município repassa, por ano, cerca de R$ 1,1 milhão. Com o reajuste, as instituições vão passar a receber mais R$ 178 mil.

Serão beneficiadas com o reajuste 13 entidades: Associação Casa da Cidadania, Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais, Associação Jovens em Ação, Associação Oficina de Jesus, Associação Pestalozzi de Petrópolis, Associação Renovar Saúde Criança, Casa de Benefícios Alcides de Castro, Centro Educacional Terra Santa, Fundação Educandário Princesa Isabel do Juizado da Infância e da Juventude da Comarca de Petrópolis, Grupo Amigos dos Autistas de Petrópolis (GAAPE), Instituto Mafer/Lar Santa Catarina, Lar de Crianças Nossa Senhora das Graças e Sociedade Ademir Damaceno para a Infância e Adolescência.

A Secretaria Assistência Social está à disposição para todas as instituições para o que precisarem. Já tem equipes destacadas para apoio a estas unidades. Reforço o agradecimento à participação de todos os representantes e entidades, ressaltando a importância de cada uma delas na prestação de serviços essenciais para pessoas mais carentes.

O reajuste nos recursos vai permitir, às instituições,implementar melhorias no atendimento. Para o presidente do GAAPE, Victor Escobar, o incremento vem em um momento oportuno e que traz uma série de benefícios para a instituição, que atende cerca de 100 crianças.

“Com certeza, esta notícia foi muito bem recebida no GAAPE. Este reajuste nos dá maior tranquilidade. É uma forma de incentivo, não só para a direção, como também para todos os nossos 25 profissionais. Com este valor, poderemos cobrir algumas das nossas necessidades no atendimento de nossos acolhidos e melhorar a qualidade do serviço”, pontuou Victor.

O Centro Cultural Estação Nogueira abre, nesta sexta-feira (20.07), a exposição “Atmosfera”, da artista plástica petropolitana Cris Borzino. O vernissage acontece a partir de 19h e vai contar ainda com exposição de carros antigos e apresentação de rock do músico Philippe Cryvalle. A mostra, que traz 48 telas, retrata carros antigos e a cidade de Petrópolis de forma lúdica. “Atmosfera” ficará em exposição até o dia 20 de agosto. A entrada é gratuita.

Segundo a artista, ela traz na sua pintura algo que nos transporta, através de memórias lúdicas, a um espaço e tempo irreal, como verdade. É possível “entrar na obra” e sentir uma atmosfera sutil como num sonho. “Eu quis retratar uma memória que vem da infância, de carros antigos, da cidade de Petrópolis, mas não utilizando o tempo real, sem me preocupar em retratar a realidade. É uma atmosfera lúdica”, disse, lembrando que a escolha por carros vem das lembranças com o pai. “Ele sempre me aproximou desse mundo dos carros, me levava para exposições, me contava sobre as marcas”, completa.

Cris Borzino é formada em Gravura pela UFRJ, ela já expôs em diversos espaços na cidade, como no Sesc Quitandinha e no Centro de Cultura Raul de Leoni, e retorna agora com esse novo trabalho. Em suas telas, que foram produzidas exclusivamente para a mostra “Atmosfera”, além de carros antigos e atuais, ela também retrata pontos turísticos da cidade.

A exposição de carros antigos acontece apenas no dia do vernissage, e terá a participação do Serra Bugs e o Clube do Opala. O Centro Cultural Estação Nogueira fica na Avenida Leopoldina, 317, Nogueira. O local funciona de 9h às 17h, de segunda a sexta-feira; de 9h às 14h aos sábados; e de 9h às 13h no 1º e 4º domingos do mês, pontos facultativos e feriados.

Números foram apresentados pelo IBGE para o Departamento de Agricultura da Secretaria de Desenvolvimento Econômico

Petrópolis possui atualmente 768 estabelecimentos agropecuários. O número foi revelado pelo Censo Agro 2018 – realizado pelo IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Os dados, que foram coletados entre setembro de 2017 e fevereiro de 2018, foram apresentados durante um encontro na sede da Emater, em Itaipava, para os integrantes da Secretaria de Desenvolvimento Econômico na última semana.

Vale destacar que o último Censo Agropecuário foi realizado em 2007. O objetivo do Censo Agropecuário, segundo o IBGE, é o de conhecer a realidade dos produtores e saber mais sobre o desenvolvimento agrícola no Brasil, mostrando o perfil do produtor rural por sexo, idade, cor ou raça, alfabetização e escolaridade, utilização das terras, efetivos da pecuária, produção animal e vegetal, a forma de obtenção das terras e as práticas agrícolas utilizadas no estabelecimento, entre outros. Os dados preliminares serão ainda analisados pelo próprio IBGE e serão disponibilizados em sua totalidade em setembro de 2019. Ainda nesse mês a prévia com os números totais referentes a todo o país serão divulgados pelo Instituto.

Através dos dados coletados, foi constado que, entre 768 estabelecimentos agropecuários, 641 são comandados por homens e por 117 mulheres. Com relação ao perfil do agricultor, 460 têm entre 30 e 60 anos; 228 têm mais de 60 anos e 40 têm menos de 30 anos. Com relação ao uso da internet, 452 não têm acesso à internet e 316 utilizam a tecnologia. Sobre as características da produção, 664 produtores se dedicam à agricultura. Destes, 452 realizam rotação de culturas.

“É muito importante para o município esses dados. A partir dos números podemos traçar estratégias para o fomento da agricultura. São muitas familias que vivem da produção e abastecem cadeias produtivas, inclusive fornecendo para a merenda escolar. A equipe da Secretaria de Desenvolvimento Econômico está analisando os dados e já planeja ações nos bairros onde a produção agrícola é maior para incentivar o aumento da produção e esclarecer os pontos positivos da formalização da atividade agrícola”, disse o secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Fiorini.

De acordo com José Maurício Soares, diretor do Departamento de Agricultura, alguns números mostrados pelo levantamento são bem expressivos. “Os números nos mostram detalhes importantes, quantificando as produções. Estamos sempre em contato com os agricultores e o objetivo do Departamento é o de promover ações que beneficiem essa classe”, contou.

Segundo Sebastião Carvalho, coordenador do IBGE no trabalho de pesquisa, os dados representam uma ferramenta importante para o poder público. “A partir desses números podem ser planejadas ações resolutivas referentes aos problemas que ainda são enfrentados pelos agricultores e, inclusive, mostrar a importância das cooperativas, além de estudar o êxito rural. Petrópolis tem uma representatividade na produção agrícola, principalmente nos bairros produtores como Caxambu e Brejal. Vale salientar que as informações coletadas são protegidas por lei e o IBGE utiliza os dados como estatística, somente o total é divulgado”, esclareceu.

O Censo também revelou o número de estabelecimentos de acordo com o que é produzido: 144 pontos de criação de galinhas, 131 estabelecimentos produzem ovos - são 69.473 dúzias de ovos produzidas ao ano. Outros 48 produzem leite de vaca, - são 1.278.960 litros produzidos anualmente.

O levantamento também revela o que a cidade mais produz. Com relação ao quesito horticultura, o que a cidade mais produz é: alface, couve, salsa, cebolinha, brócolis, coentro, beterraba, rúcula, chicória, cenoura, espinafre e chuchu.

Com relação à lavoura permanente são produzidos banana, limão, laranja, tangerina, abacate, jabuticaba, louro, manga, maracujá, goiaba, mamão e amora.  Já os itens que compõem grande parte da lavoura temporária são: mandioca, abóbora, feijão preto, milho em grão, cana-de-açúcar, cebola, batata inglesa, alho e melão.

Sobre o Censo Agro 2018: De acordo com o IBGE, cerca de 19 mil recenseadores visitaram mais de 5,3 milhões de estabelecimentos agropecuários em todo o país. Além de dados sobre área, produção, características do pessoal ocupado, emprego de irrigação e uso de agrotóxicos, os recenseadores buscaram o perfil do produtor rural por sexo, idade, cor ou raça, alfabetização e escolaridade, utilização das terras, efetivos da pecuária, produção animal e vegetal e a forma de obtenção das terras

Atrativo também recebe programação do Festival Sesc de Inverno no período, como o espetáculo “Uma vida de rosas dedicada ao samba”, no sábado (21.07)

Trinta artesãos de Petrópolis estão com suas produções a todo vapor para mais uma feira de artesanato do Palácio de Cristal. Este mês, a feira acontece neste fim de semana, entre os dias 19 e 22, e deve movimentar o atrativo com os mais diversos produtos. Com as temperaturas cada vez mais baixas na Cidade Imperial, os artesãos apostam no crochê, no tricô e na lã para conquistar o público do Palácio no período. Vocação de Petrópolis, este ano o artesanato ganhou um calendário de feiras no espaço que são divididas entre as 11 associações do município. Este mês será a vez da Associação Solidária Serra das Artes e da Associação Idéias liderarem o evento.

Além da feira, a partir do dia 21 de julho, sábado, o Palácio também começa a receber atrações do Festival Sesc de Inverno. Às 12h haverá o espetáculo “Uma vida de rosas dedicada ao samba”. Tanto no sábado, quanto no domingo (22.07), haverá, entre 10h e 16h, uma ação que propõe um novo olhar sobre o espaço público que permite desenvolver relações de vizinhança, liberdade e convivência social. Entre as atividades oferecidas gratuitamente estão espetáculos teatrais, diversas oficinas, ações de saúde, exposições e ponto de leitura. A diversão é voltada para toda a família. As atividades funcionarão em conjunto com a feira de artesanato.

O município vem fortalecendo este setor desde o ano passado. Em 2018 foi criado um calendário para que as instituições se revezem e montem feiras em todos os meses do ano no Palácio de Cristal – desde que o espaço não esteja recebendo eventos do calendário oficial da cidade. A primeira foi realizada em fevereiro e desde então tem sido um sucesso. Para o secretário da Turispetro, Marcelo Valente, essa é uma forma de valorizar uma vocação local e, ao mesmo tempo, atrair turistas.

“Temos trabalhado para deixar sempre os nossos atrativos movimentados. As feiras nos ajudam com isso. O visitante chega, conhece o Palácio, e ainda aproveita a feira de produtos locais, vê o que é produzido pelos moradores. Isso aquece a economia do município. Essa parceria entre a prefeitura e os artesãos é muito importante, estamos valorizando nossos produtos”, destaca o secretário.

Este mês, quem for conferir a feira também poderá contar com guloseimas caseiras, como pães e biscoitos artesanais, chocolate quente para espantar o frio, entre outros. Já os artesãos, além dos produtos para o inverno, como toucas, também preparam santinhos feitos em feltro, material em biscuit, bolsas e carteiras de couro, barcos miniatura em garrafas, entre diversos outros.

“Como esfriou bastante, esperamos um grande movimento. O frio é muito bom para a cidade. Os turistas gostam de vir com essa temperatura. A feira é uma maneira de fortalecer o artesão”, explica a presidente da Associação Solidária Serra das Artes, Malu Mussel, lembrando que a instituição conta com 10 integrantes e foram convidados por eles mais 5 artesãos para participar desta feira.

Desde 2017, a Turispetro vem firmando parcerias com as associações de artesanato. No Palácio de Cristal serão seis feiras até dezembro. A cada mês sem evento oficial o atrativo recebe duas associações. As datas foram sorteadas. Como uma ficaria sem par, foram convidados representantes do Mercado Germânico para completar o cronograma. A parceria vai proporcionar que o Palácio ganhe movimento nos períodos de baixa temporada e também dará oportunidade de os artesãos mostrarem o trabalho ao turista e ao petropolitano que visita o atrativo.

Corrida e caminhada acontece no próximo domingo em percursos de 3, 5 e 10km

A etapa Tecno Day do Circuito Desafio segue com inscrições abertas até a próxima sexta-feira (20.07). Os interessados podem garantir a vaga na corrida pelo site do evento ou na Via 16, loja que fica ao lado da Praça Dom Pedro II, no Centro. A prova será realizada no domingo (22.07) com largada às 8h no Palácio de Cristal. São três distâncias diferentes, sendo 3 quilômetros para a caminhada, 5 e 10 km para quem for correr. Os valores variam de 50 até R$ 85, dependendo do percurso escolhido. Os inscritos devem retirar o kit na mesma loja no sábado, entre 10h e 13h.

O evento conta pontos para o ranking municipal dos corredores de rua, criado neste ano pela prefeitura e que vai premiar os atletas mais bem colocados. Além da etapa Tecno Day, neste mês acontecem outras duas corridas de rua em Petrópolis: Corrida e Caminhada Fire Run e o Circuito Cervejeiro de Corrida, ambas no dia 29. Todas as provas contam com o apoio da prefeitura, por meio da Superintendência de Esportes e Lazer e da Companhia Petropolitana de Trânsito de Petrópolis (CPTrans). O calendário esportivo da cidade oferece outras 17 corridas de rua até o fim do ano.

“O esporte que mais cresce na cidade é a corrida de rua. Dentro da nossa proposta de fomento ao esporte, a prefeitura segue apoiando as provas que acontecem no município. Além disso, criamos em janeiro o ranking municipal dos corredores de rua, que busca incentivar a participação dos atletas nas provas”, explica Hingo Hammes, superintendente de Esportes e Lazer da cidade, ressaltando que o calendário com toda a programação esportiva de Petrópolis está disponível no site da prefeitura.

“São mais de 90 eventos esportivos em 2018. É um número bastante expressivo. Podemos destacar os campeonatos municipais, a sequência do Festival das Comunidades, além da segunda fase dos Jogos Estudantis Unificados de Petrópolis. O Agita Petrópolis também continua funcionando nas comunidades, com aulas de alongamento e ginástica para adultos e idosos. Com tantas modalidades oferecidas, esperamos que a população da cidade esteja mais ativa”, completa Hingo.

Ranking municipal dos corredores de rua

A etapa Tecno Day do Circuito Desafio é mais uma prova que vai dar pontos para o ranking municipal de atletas. Além dela, outros cinco eventos no município somam pontos para a tabela. No final do ano, os corredores mais bem colocados serão premiados pela prefeitura, por meio da Superintendência de Esportes e Lazer.

Em janeiro deste ano, o Conselho Municipal de Esportes e Lazer (CMEL) aprovou a criação desse ranking para os atletas que participam das corridas de rua do município. A proposta é valorizar os atletas de alto rendimento da cidade e motivar a participação de mais pessoas nas provas que contam, em média, com mil pessoas.

Provas que valem pontos para o ranking:

01/05 - Corrida do trabalhador

16/06 - XC Run

22/07 - Etapa Tecno Day do Circuito Desafio

16/09 - Petrópolis-Itaipava

29/09 - Petrópolis Night Run

21/10 - Corrida Master

Carros e motos estão no pátio do Morin e poderão ser vistos nos dias 25 e 26 de julho de 10 às 16h

Os interessados em conferir um dos mais de 100 veículos que irão à concorrência pública no terceiro leilão de veículos apreendidos realizado este ano, marcado para o dia 27 de julho, terão dois dias para visitar os lotes antes de dar os lances. A visitação ocorre nos dias 25 e 26 de julho, entre 10 e 16h no pátio da Rodando Legal, no Morin, localizado à Rua Marciano Magalhães s/n - antiga Pedreira.

A concorrência pública irá acontecer nas modalidades presencial e on-line, pelo site www.alexandroleiloeiro.com.br. A lista com os carros e motos está disponível no Diário Oficial do dia 27 de junho, no site da Prefeitura. Os proprietários desses veículos foram notificados, conforme determina o artigo 328 do Código de Trânsito Brasileiro, mas não procederam com a retira dos veículos no prazo de 61 dias e, por isso, os veículos irão para concorrência.

“Os veículos que vão a leilão são carros cujos donos não foram buscar por algum motivo, mas o prazo continua aberto e vai até a data do leilão, mas aqueles que não forem tirados pelos donos poderão ser adquiridos a preços mais atraentes. É importante que as pessoas interessadas aproveitem os dois dias para visitar e conferir os lotes, pegar mais informações sobre o veículo para dar o lance”, explica o diretor-presidente da CPTrans, Jairo Cunha.

Para efetuar com a retirada dos veículos do pátio, o dono deve comparecer ao pátio da Rondando Legal, regularizar todas as pendências do veículo, pagando os débitos ligados ao carro ou moto.

O terceiro leilão do ano está marcado para às 10h, no Petropolitano Futebol Clube, localizado à Avenida Roberto Silveira, no Centro, para veículos recuperáveis e, sem seguida, no mesmo local, para veículos considerados irrecuperáveis.

Notícias por data

« Julho 2018 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31          

Alvará Online - BANNER

DO

loa 2018

iptu

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

cpge

gabinete cidadania.fw

selo acesso informacao.fw

cmv-logo