Número de contribuintes autorizados e emitir nota eletrônica aumenta em 37,82%

Em operação desde domingo, o novo sistema de Nota Imperial - Nota Fiscal de Serviço Eletrônica - implementado pela Secretaria de Fazenda emitiu em três dias mais de 4,5 mil notas – até às 17h50 destas terça-feira (03.07)  o sistema já registrava 4.573 notas emitidas. O funcionamento nestes primeiros dias permitiu que a Secretaria de Fazenda, identificasse um aumento de 37,82%, no número de contribuintes autorizados a emitir a NFSe. Enquanto o antigo sistema registrava 13.601 empresas prestadoras de serviços, Microempreendedores Individuais (MEIS), autônomos e profissionais liberais cadastrados para a emissão, o novo sistema já registrava nesta terça-feira (03.07) 18.747 contribuintes. 

“Para o contribuinte o novo sistema significa mais segurança e agilidade no processo e para o município, ele permitirá o melhor acompanhamento e controle sobre as movimentações, uma vez que é possível termos acesso às informações praticamente em tempo real”, explica a secretária de Fazenda Elaine Nascimento.

A Secretaria de Fazenda acompanha com especial atenção estes primeiros dias de funcionamento junto à empresa responsável pelo serviço e mantém ainda contato permanente com a Associação de Profissionais de Contabilidade de Petrópolis.

“As equipes da Secretaria de Fazenda estão acompanhando o funcionamento para apontar à empresa responsável, ajustes pontuais que eventualmente sejam necessários. Além do contato direto da equipe da Secretaria de Fazenda com a associação, temos um suporte técnico que está à disposição dos contribuintes para atender as demandas e sanar dúvidas, que são comuns em um primeiro acesso”, pontua.

Os questionamentos podem ser enviados pelo endereço eletrônico O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. . O atendimento também está disponível pelos telefones: (24) 2242-9948/ 2242-9948 – Secretaria de Fazenda -  ou (11) 4153-2945 da empresa que opera o sistema.

Em maio a Secretaria de Fazenda reuniu mais de 200 contabilistas em um treinamento, explicando o passo a passo para a emissão da Nota Imperial, a nota fiscal de serviço eletrônica. O novo sistema seria implantado em junho, mas teve a data adiada pela Secretaria de Fazenda e funcionou em caráter de teste por mais 30 dias para que usuários e empresários se familiarizassem ao novo formato. Durante este período o sistema pôde ser acessado em uma plataforma de testes.

“Acessamos o sistema e não encontramos dificuldades em fazer a emissão de notas. Mas, como todo sistema novo, é comum que algumas pessoas tenham dúvidas, principalmente em relação ao primeiro acesso. Temos levado demandas pontuais à equipe da Secretaria de Fazenda, para que adote as medidas necessárias”, considera a presidente da Associação de Profissionais de Contabilidade de Petrópolis, Rosângela Inocêncio.

“Uma das demandas apresentada pela associação é referente a dúvidas sobre a finalização dos lançamentos do mês de junho, que ainda eram feitos pelo antigo sistema. Já estamos adotando as medidas para disponibilizar o lançamento pelo novo sistema”, destaca a secretária Elaine Nascimento.

O novo sistema permite que o contabilista tenha acesso a todas as empresas pelas quais é responsável, facilitando o acompanhamento e a sua escrituração fiscal e contábil. Desta forma, com um acesso único o contador consegue ter controle de todos seus clientes e acompanhar as ações de cada um.

Principal acesso ao município atrapalha a chegada de visitantes em plena alta temporada

A prefeitura de Petrópolis cobra ao governo federal definição sobre a nova pista de subida da serra a partir de nova recomendação do Tribunal de Contas da União que aponta pela manutenção da paralisação da obra. A administração municipal, que já mantém ações judiciais contra a concessionária que opera a via, quer que a União, por meio da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e Ministério dos Transportes, ultimem a finalização da nova pista.  O TCU indica irregularidades como sobrepreço e superfaturamento.

A atuação do TCU tem todo o apoio da gestão e não há qualquer questionamento sobre os relatórios do tribunal. A prefeitura quer é uma solução para a estrada que é fundamental para Petrópolis e está sendo um entrave para vários setores da economia do município.

A obra da nova pista deveria ter sido iniciada em 1998 e terminada em 2006. Ela começou em 2013 e foi abandonada em 2016, com menos de 30% de conclusão. No fim do ano passado, a Firjan apresentou estudo projetando em R$ 1,5 bilhão os prejuízos em acidentes na BR-040 apenas no trecho da serra. O levantamento mostra que haverá perda anual de R$ 531 milhões com engarrafamentos, veículos quebrados, interrupções na estrada, mortes e feridos. A estimativa é de que até 3.500 novos acidentes sejam registrados até 2031.

Turismo, indústria, comércio e prestadores de serviço dependem diretamente da estrada. O petropolitano é penalizado desde 1998 com início da concessão e falta dos serviços previstos em contrato. Hoje, 1,5 milhão de turistas chegam à cidade anualmente e pela BR-040. Petrópolis tem 277 indústrias que dependem de matéria-prima e escoamento de produtos, 800 produtores rurais que dependem de escoamento e os mais de 10 mil petropolitanos que se deslocam para o estudo ou trabalho todos os dias no Rio e Região Metropolitana. Os prejuízos são financeiros e em qualidade de vida.

Prestes a completar 90 anos, a pista de subida da Serra, principal via de acesso à Petrópolis vive um de seus piores momentos com uma pista que beira à precariedade e a falta definição sobre a futuro da obra da nova pista, Em nova recomendação, o Tribunal de Contas da União (TCU) aponta a manutenção da paralisação da obra, uma vez que verificou uma série de irregularidades e danos no erário de R$ 276,9 milhões. O município também atua nessa seara com duas ações em curso que responsabiliza a Concer civil e criminalmente, além de pedir danos coletivos pelo prejuízo econômico causado ao longo dos anos.

Em plena alta temporada de inverno, o município mais uma vez é vítima da falta da nova pista e melhoria para a descida da serra. Em 22 quilômetros de subida da serra são inúmeros trechos com problemas.  Entre o quilômetro 101 e 83, por exemplo, são diversas rachaduras que tornam difícil o acesso à cidade, com pontos críticos entre os quilômetros 96 e 89.

Corpo de Bombeiros investiga se um balão foi a causa de um incêndio florestal que consumiu o equivalente a 52 campos de futebol no Parnaso

Secretaria de Meio Ambiente enumera os problemas causados pela prática e dá dicas de prevenção

Um balão pode ter sido a causa de um incêndio florestal que durou três dias e consumiu uma área equivalente a 52 campos de futebol no Parque Nacional Serra dos Órgãos (Parnaso). Segundo o Corpo de Bombeiros, os focos começaram na parte alta da montanha, o que fundamenta as investigações. Também existem relatos de moradores da região sobre um balão ter sobrevoado o local no último domingo (01.04), dia em que começou a queimada. A Lei Federal 9.605 de 1998, que trata de crimes ambientais, proíbe a fabricação, a venda, o transporte e a soltura de balões que possam provocar queimadas em áreas de vegetação ou qualquer tipo de assentamento urbano. A pena é detenção de um a três anos ou pagamento de multa, ou ainda ambas as penas cumulativamente.

No ano passado, 11 pessoas foram presas pela Polícia Ambiental em todo o Estado do Rio pela prática. Também foram apreendidos 108 balões e mais de 1.805 materiais para fabricação como bandeiras, buchas, lanternas, fogos de artifício. Apesar de ser considerado um evento de origem natural o incêndio florestal muitas vezes é causado pela ação direta do homem, seja por negligência ou intencionalmente. Os prejuízos ambientais causados pelas queimadas são diversos.

Os incêndios florestais afetam o solo, o ar, as águas, os mananciais, a fauna e a flora, atingindo amplamente o ecossistema, o que fere frontalmente as leis ambientais do nosso país. A Secretario de Meio Ambiente ressalta a importância do trabalho de educação ambiental realizado pela pasta na rede municipal de ensino desde o ano passado. O objetivo é reduzir o número de ocorrências atendidas em Petrópolis.

A ideia é que as crianças e adolescentes disseminem a informação em casa, no seu bairro e com os amigos. É importante que a população saiba a importância de manter a área verde do município. Com esse trabalho, a pasta espera um futuro com menos ocorrências.

Os moradores também podem entrar em contato com a Secretaria de Meio Ambiente, através dos telefones (24) 2233-8180 e (24) 98828-8633. O setor de fiscalização organiza um cronograma de visitas na cidade e também a partir de denúncias, fazendo vistorias em locais apontados pelos reclamantes. Desde janeiro de 2017, foram atendidas mais de 1.500 denúncias em toda a cidade.

Medidas de prevenção e autoproteção contra incêndios florestais

 1) A melhor medida para prevenir um incêndio florestal é não atear fogo na vegetação nem realizar atividades na mata que possam causar um incêndio, tais como: fazer fogueira, cozinhar, etc.

 2) Não soltar balões.

 3) Apagar bem os cigarros e as guimbas e não atirá-los pela janela do carro.

 4) Não deixar o lixo na mata nem garrafas ou objetos de vidro que possam provocar um incêndio.

 5) Se morar em uma casa de campo ou mesmo na cidade perto de uma área florestal, conhecer as vias de escape existentes.

 6) Em caso de incêndio florestal, ligar imediatamente para o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro pelo telefone 193.

 7) Se o fogo for pequeno e estiver no início, tente apagá-lo usando água ou terra sobre a base da chama.

 8) Nunca jogue água na fiação ou nos cabos elétricos.

 9) Mantenha-se em contato permanente com os bombeiros e com os guarda-parques, seguindo sempre suas orientações.

Encontro será realizado no Vale do Cuiabá nos dias 28 e 29 de julho

Participam profissionais de todo o país, Uruguai, Argentina, Chile, além de órgãos de resposta e atendimento

A 3ª edição da ExpoRadio, considerado o maior encontro de radioamadores do Brasil, será realizada no Vale do Cuiabá nos dias 28 e 29 de julho. O evento reúne profissionais de todo o país, Uruguai, Argentina, Chile, além de agentes de órgãos de atendimento em situações de emergência e socorro. A Rede de Operações de Emergência de Radioamadores de Petrópolis (ROER) e a Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias participam desta edição apresentando as ações em conjunto realizadas na cidade. Os organizadores estimam a participação de mais de 400 pessoas.

As outras duas edições da ExpoRadio foram realizadas em Teresópolis, reunindo em média 300 pessoas em cada uma. A ideia é consolidar o evento como o principal dos radioamadores da América Latina em um curto prazo de tempo. Inédito em Petrópolis, também é uma oportunidade para a população conhecer mais sobre o trabalho destes profissionais.

“É uma ótima oportunidade de aprendizagem para todos os profissionais, com a troca de conhecimento e informações. Além das equipes de todo o país, são pessoas de toda a América Latina, e empresas que produzem os nossos equipamentos. A gente espera que a edição deste ano seja ainda melhor do que a do ano passado”, afirma Carlos Guinle, organizador do evento.

Petrópolis conta com 41 pessoas preparadas para exercer a atividade no município. Em abril deste ano, 23 pessoas foram regulamentadas pela Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL) como radioamadores na cidade. O grupo atua no momento em que todas as outras formas de comunicação param de funcionar, como ocorreu na cidade em 2011, no Vale do Cuiabá, e em 2013, na Vila São Joaquim, no Quitandinha.

“Também estamos aguardando a confirmação da ANATEL para realizarmos uma nova prova na cidade. São mais 30 pessoas realizando o curso. O nosso grupo está crescendo com o apoio da Defesa Civil, que está dando todo o suporte para o nosso desenvolvimento”, afirma Fábio Hoelz, Coordenador de Educação da ROER.

A atuação em conjunto dos radioamadores com a Defesa Civil é prevista na lei que institui a Política Nacional de Proteção e Defesa Civil (PNPDEC).  A ROER hoje funciona em uma sala dentro da Secretaria de Defesa Civil e já participou de um treinamento simulado com os agentes. Além disso, o grupo deu apoio na reativação do sistema de comunicação integrado da prefeitura.

“Desde o início da nossa gestão estamos trabalhando integrados com outros grupos de resposta. Quanto mais rápido os órgãos sejam acionados, melhor para os petropolitanos. Essa atuação em conjunto é importante para o município como um todo. Além disso, a comunicação é peça chave quando acontece uma ocorrência de grande proporção”, garante o secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, coronel Paulo Renato Vaz, reforçando a importância do grupo de radioamadores para a cidade.

 

Após a desmontagem das estruturas que abrigaram a Bauernfest, a Comdep entra em campo com seu time para recompor principalmente os jardins das praças Visconde de Mauá e da Liberdade e do Palácio de Cristal.  A equipe da Comdep, com 30 pessoas, iniciou o trabalho pela lavagem dos locais e parte agora para a jardinagem.

São pontos tombados, históricos e fundamentais para a cidade. E recebem um carinho especial, com muito cuidado, muito zelo. A Comdep mantém um trabalho grande para manter a conservação da cidade e tem um planejamento para o momento pós-Bauernfest. Isso inclui serviços de jardinagem no Palácio de Cristal, na Praça da Liberdade, Praça da Águia, assim como lavagem desses locais e ruas próximas.

A grama da Praça da Liberdade e do Palácio de Cristal, não foi danificada pelo público, mas ainda está baixa, tempo de crescimento já previsto por ter sido colocada há 45 dias. Nestes casos vai ser adubada com mais terra vermelha para acelerar a brotação. Já o Palácio de Cristal terá um ‘reforço’ em seus jardins com plantio de mudas de flores como hortênsia e eresina.

Dentro do Palácio, uma equipe será destacada para lavar o piso. Locais como as ruas Alfredo Pachá, Padre Siqueira, Av. Piabanha e Rua Teresa vão receber lavagem com um caminhão pipa, assim como as duas praças que receberam o evento – nesse caso, após a completa desmontagem da estrutura.

Esse trabalho de conservação feito pela Comdep é reconhecido por quem visita Petrópolis. A advogada Cândida de Nadai e o namorado, o engenheiro Francisco Marques, chegaram ao município nesta terça e visitaram o Palácio de Cristal. Eles gostaram do que viram, sobretudo pelo período após um dos grandes eventos da cidade.

“Nós chegamos hoje (terça) em Petrópolis e o Palácio de Cristal é o primeiro ponto turístico que estamos visitando. Ainda mais por ser depois de uma festa, achei aqui bem limpo e muito ajeitado. O monumento é muito bonito e ficamos bastante curiosos para conhecer mais da história dele”, disse ela.

Ao longo da Bauernfest, foram recolhidas quase 300 toneladas de lixo, além de material reciclável: 1.338 kg de papelão, 57,4 kg de vidro e 190 litros de óleo.

A exemplo da Bauernfest, evento contará com estrutura diferenciada

A CPTrans trabalha em um esquema de trânsito diferenciado para atender o público da Jugendbauernfest, evento que acontece a partir de quinta-feira (05.07) em Itaipava. Até domingo (08.07) o distrito vai ser contemplado com uma programação que vai desde danças folclóricas e comidas típicas alemãs à sucessos nacionais, como a banda Blitz e o forró da Rastapé. Para a companhia de trânsito, o grande desafio desta edição do evento é tornar o trânsito tão eficiente quanto ocorreu nos 10 dias de Bauern, no Centro.

Tendo como palco do evento o Parque Municipal de Itaipava, a CPTrans vai disponibilizar toda a equipe de agentes de trânsito para atuar nos arredores da festa, desde o Trevo de Bonsucesso, passando pela União e Indústria e até a rua atrás do parque, a Agante Moço. Haverá reforço ainda na área do Catobira, para evitar estacionamento irregular, bem como rondas constantes para garantir ao público que for curtir a festa, tranquilidade no acesso.

“O resultado que obtivemos com o esquema preparado para a Bauernfest foi muito positivo e agora nossa intenção é repetir esse sucesso. Todo o planejamento está sendo pensando para minimizar o impacto do trânsito principalmente aos moradores. Haverá sinalização adequada bem como equipes atuando de maneira efetiva no entorno da festa”, explica o diretor-presidente da CPTrans, Jairo Cunha.

A CPTrans também vai solicitar junto à empresa de ônibus que atua na região o reforço da frota para atendimento de quem for utilizar o transporte público. Para isso, a companhia vai acompanhar via GPS a localização dos veículos bem como a demanda presente para fazer a indicação de acréscimo de ônibus, diminuindo o tempo de espera na área. A companhia também orienta e utilização do aplicativo Vá de Ônibus, no qual o usuário terá acesso às informações sobre a linha que precisa em tempo real.

“Planejamento de trânsito é fundamental para eventos como este. Nossas equipes estarão atuando de maneira efetiva com a intenção, também, de evitar acidentes por conta do consumo de bebida alcoólica. Essa é uma das recomendações fundamentais que fazemos: quem for de carro deve combinar o motorista que vai voltar dirigindo caso queira beber. Estaremos de olho para garantir a tranquilidade neste sentido”, destaca o diretor técnico e operacional da CPTrans, Luciano Moreira.

Veículo foi utilizado durante a Bauernfest e passará por revisão geral e limpeza a partir desta quarta

Após participar do esquema de segurança da 29ª Bauernfest, o ônibus de videomonitoramento será levado novamente para o Alto da Serra. O veículo será retirado dos jardins do Palácio de Cristal nesta quarta-feira (04.07) e vai passar por revisão completa e limpeza. No início da próxima semana, voltará para a Praça Dr. Miguel Couto, local onde estava antes da festa.

O retorno para o mesmo ponto já havia sido definido pela Secretaria de Serviços, Segurança e Ordem Pública (SSOP) antes do evento. A ida para o Alto da Serra atende pedidos dos moradores por causa de uso de drogas na praça, desordem no local, despejo constante de lixo na quadra esportiva.

“O ônibus de videomonitoramento ajudou a dar outra cara a praça e não poderia deixar de retornar para cá. O veículo foi muito importante mais uma vez na Bauernfest, vamos fazer a revisão como sempre para recolocar em serviço mais uma vez. Temos certeza que continuará a dar o mesmo resultado que já apresentou no Alto da Serra”, diz o comandante da Guarda Civil, Jeferson Calomeni.

O ônibus é equipado com sete câmeras, sendo duas internas, duas em cada lateral e uma que pode subir a até 11 metros e captar imagens em um raio de 300 metros de distância. Oito agentes se revezam para acompanhar as imagens e podem agir imediatamente em um delito ou acionar a Polícia Militar em caso de flagrante de crime.

Desde o ano passado, quando foi ativado, o veículo já passou por Praça Visconde de Mauá (Praça da Águia), Parque Municipal de Itaipava (para as duas últimas edições da Expo Petrópolis), Praça Marechal Carmona (na esquina da Paulo Barbosa com a Caldas Viana), Palácio de Cristal (para a Bauernfest de 2017 e desse ano), Praça da Inconfidência e Rua Teresa.

Gestores, professores e funcionários do Liceu Municipal Carlos Chagas recebem nesta quarta-feira (04.07), às 8h, a palestra com o tema “De dentro para Fora” ministrada pelo coach e professor Paulo Siqueira. A ação faz parte do cronograma do projeto piloto do Programa de Mediação Petrópolis da Paz, e já foi aplicado em mais duas escolas do município: Escola Municipal Amélia Antunes Rabello e a Escola Municipal Governador Marcelo Alencar.

O Liceu foi a primeira unidade de ensino a receber a capacitação do programa. Atualmente, 62 alunos entre 10 e 16 anos participam semanalmente dos encontros de mediação, além dos profissionais que atuam na escola.

Segundo o palestrante o objetivo da discussão é despertar o que cada um tem de melhor. Os profissionais terão a oportunidade de sair do automatismo, olhar reflexivamente para a sua própria vida e decidir de forma consciente o caminho a ser percorrido na direção daquilo que realmente deseja para a sua vida. “Este momento foi planejado com muito carinho e cuidado para este grupo de profissionais que tem uma responsabilidade enorme em suas vidas: contribuir para o desenvolvimento das nossas próximas gerações. Minha expectativa para este momento não poderia ser mais elevada”, contou Paulo Siqueira.

“Uma satisfação enorme estar com o time de profissionais do Liceu em mais um momento de partilha, treinamento e trabalho em equipe, com todos os olhares voltados para o desenvolvimento das nossas novas gerações”, contou pedagoga e psicóloga e responsável pelo Departamento da Mediação Escolar, Vanessa Siqueira.

O diretor da unidade de ensino, Marcos de Souza Machado também falou sobre a importância da atuação do programa dentro da escola. “Estamos empenhados em fazer com que este projeto dê certo na nossa comunidade escolar. Para isso, é fundamental o envolvimento de todos os profissionais, a fim de alcançarmos nosso objetivo maior que é o aluno. Será um momento de muito aprendizado e reflexão”, relatou o diretor.

“Nesses encontros proporcionados pelo Petrópolis da Paz, é uma das ações mais importantes, nos quais o programa, através de seus voluntários, pratica a empatia e a escuta ativa, valorizando o grupo escolhido, valorando o encontro entre seres humanos, que necessitam se olhar, se escutar e se respeitarem”, pontuou a coordenadora do Programa Municipal de Pacificação Restaurativa Petrópolis da Paz, Elsie-Elen Carvalho.

O programa de Mediação Comunitária, que acontece no município desde agosto de 2017 após uma iniciativa do prefeito Bernardo Rossi por meio da Lei n° 7.532. Hoje, três unidades de educação participam das ações: a Escola Municipal Liceu Carlos Chagas, a Escola Municipal Amélia Antunes Rabello e a Escola Municipal Governador Marcelo Alencar, totalizando mais de 300 pessoas entre alunos, profissionais da educação e familiares.

Site da prefeitura é a ferramenta para os candidatos cadastrarem seus currículos

O Balcão de Empregos da Prefeitura, administrado pelo – Departamento de Trabalho e Renda (Detra), da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, tem 11 vagas disponíveis nessa semana. Os candidatos devem cadastrar os seus currículos na prefeitura pelo site www.petropolis.rj.gov.br. Mais informações podem ser consultadas por intermédio do telefone (24) 2233-8113.

Vale destacar que o balcão de empregos realiza a divulgação das vagas e os encaminhamentos dos candidatos para processo seletivo, sendo assim, fica a cargo do empregador a responsabilidade pelas entrevistas e possíveis contratações. O Detra fica na Avenida Barão do Rio Branco, 2846. Confira as oportunidades:

Atendente de restaurante – 2 vagas – ambos os sexos – Ensino Fundamental completo e experiência.

Auxiliar de cozinha – 1 vaga – feminina – Ensino Fundamental Completo e experiência.

Auxiliar de serviços gerais – 1 vaga – feminina - Ensino Fundamental Completo e experiência

Cozinheiro – 2 vagas – ambos os sexos - Ensino Fundamental Completo e experiência.

Gerente de restaurante – 1 vaga – masculino – Ensino Médio e experiência

Metrologista – 1 vaga – ambos os sexos – Ensino Médio, experiência, inglês básico, carteira de habilitação B e disponibilidade para viajar.

Motorista – 1 vaga – masculino – Ensino Fundamental, experiência, carteira de habilitação D ou E (curso MOPP).

Recepcionista – 1 vaga – masculino – Ensino Médio e inglês fluente.

Técnico de vendas – 1 vaga – ambos os sexos – Ensino Médio, experiência, inglês básico, carteira de habilitação B e disponibilidade para viajar.

Além dessas, foram cadastradas 2 vagas para deficientes:

Ajudante de armazém - 2 vagas - masculino - Ensino Fundamental e laudo atualizado.

Notícias por data

« Julho 2018 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31          

Alvará Online - BANNER

DO

loa 2018

iptu

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

cpge

gabinete cidadania.fw

selo acesso informacao.fw

cmv-logo