A prioridade da Defesa Civil é a orientação dos moradores nas áreas de maior risco da cidade

O órgão também vai atuar diretamente nas escolas da rede municipal de ensino

O Plano Verão de Petrópolis 2019 vai contar um calendário de ações de prevenção aos desastres de origem natural nas comunidades e nas escolas municipais, treinamento das equipes de resposta às ocorrências, além do trabalho de mobilização dos órgãos de atendimento. Como novidades para este ano, a Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias vai mobilizar os estagiários do programa SOS Chuvas para a entrega de cartilhas que orientam os moradores das áreas de maior risco do município, além de iniciar a primeira política pública de Defesa Civil nas Escolas do país na rede municipal de ensino. O trabalho de organização do plano começou cinco meses antes da estação por causa dos números do último verão comparados com 2017: os índices de chuva foram em média 120% mais altos, além da quantidade de ocorrências que subiram 48%.

A elaboração do Plano Verão está sendo conduzida em dois eixos: operacional, com a criação de planos de contingência e a elaboração de matrizes de atividades e responsabilidades; e comunitário, onde terão continuidade as ações do SOS Chuvas eo início da primeira política pública do país de Defesa Civil nas Escolas. Dessa maneira, o governo municipal trabalha na prevenção de possíveis desastres.

“A presença da Defesa Civil nas comunidades e na escolas tem o objetivo de criar a cultura de prevenção aos desastres de origem natural em Petrópolis. Sabemos que existe o risco, e dessa maneira, precisamos lidar com ele da melhor maneira possível, com treinamento e ações que reduzam os perigos. Estamos elaborando um calendário de visitas e de treinamentos em conjunto com a população que mora em áreas de maior risco do município”, explica o secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, coronel Paulo Renato Vaz.

O SOS Chuvas é um programa criado no ano passado pelo prefeito Bernardo Rossi em parceria com a Universidade Católica de Petrópolis (UCP) e Estácio de Sá e que busca reduzir os prejuízos causados pelas chuvas de verão em três áreas: Defesa Civil, Meio Ambiente e Obras. Novas vagas para estagiários estão abertas nesse semestre, e os interessados devem procurar pela direção de seus cursos: arquitetura e engenharia.

“Os estagiários participam efetivamente das ações que são realizadas. O programa SOS Chuvas trabalha justamente com a fiscalização, mobilização e conscientização comunitária. Estamos montando um calendário de atuação nas comunidades de maior risco”, garante o secretário de Defesa Civil.

Já os temas Proteção e Defesa Civil e Educação Ambiental começam a ser tratados dentro das salas de aulas da rede municipal de ensino de Petrópolis no início do segundo semestre letivo. Serão promovidas atividades práticas com os alunos, como concursos de desenhos e a elaboração de maquetes, de acordo com as ameaças de desastres características do município.Sancionada e publicada em Diário Oficial, a lei oferece a oportunidade dos alunos desenvolverem a cultura de prevenção aos desastres de origem natural e de percepção de riscos.

“Os alunos irão trabalhar neste semestre as ameaças do verão: deslizamento de solo ou rocha, inundações, rolamento de blocos rochosos, vendavais e tempestades e raios. É importante que tenham a percepção de como estes temas podem afetar a comunidade em que vivem”, explica Paulo Renato.

A partir de setembro, acontecem as reuniões setoriais para a elaboração dos planos de contingência e das matrizes de atividades e responsabilidades, em parceria com órgãos de resposta e de atendimento. O lançamento do Plano Verão de Petrópolis 2019 está marcado para marcado para o dia 28 de novembro, na Casa dos Conselhos, na Av. Koeler.

Um dos eventos mais aguardados em Petrópolis por apaixonados por carros antigos começa nesta sexta-feira (17.08). O Serra Bugs Air Cooled e Antigos, que está em seu quarto encontro anual, abre o evento às 15h, no Parque Municipal, em Itaipava, com veículos vindos de todo o país – de diversas marcas, e ainda uma programação cultural, praça de alimentação e espaço kids. A banda Blitz, liderada por Evandro Mesquita, dá às boas vindas ao evento, a partir de 22h15na sexta. Quem abre o show é a banda Plataforma 16, que sobe ao palco às 21h. Com entrada gratuita, o Serra Bugs vai até domingo (19.08).

O Serra Bugs conta com a parceria da prefeitura, através do Instituto Municipal de Cultura (IMCE) e da Turispetro, que têm o objetivo de  manter a cidade movimentada em todos os períodos do ano, inclusive fora da alta temporada. São esperados proprietários de carros vindos de diversos estados do país, como São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo, além de outras cidades do Rio de Janeiro, para expor seus veículos, e ainda visitantes.

“Nosso objetivo é oferecer tanto para o turista quanto para o petropolitano, opções de atrativos o ano inteiro. Assim recebemos cada vez mais visitantes e aumentamos a estadia deles aqui”, frisa o secretário da Turispetro, Marcelo Valente. “O Parque Municipal é o nosso maior equipamento nos distritos. É muito importante que os moradores da região tenham também opções culturais por lá”, completa o diretor-presidente do Instituto Municipal de Cultura e Esportes, Leonardo Randolfo.

Além das atrações da abertura, o público poderá contar com um fim de semana inteiro de programação. No sábado (18.08), o evento abre às 9h, com recreação infantil até às 16h. De 9h às 14h tem aferição de pressão e dosagem glicêmica. Já às 13h, os fãs de rock vão contar com a apresentação da banda S ou S, seguida pelo show da Auto Reverse, às 15h, a-Br80’s, às 17h, Banda Zem, às 19h, e Wellington Sorpazo, às 21h, com cover do Elvis. No intervalo dos shows, às 18h, acontece o sorteio de uma Variant 1974.

No domingo (19.08), o dia também começa com recreação infantil, de 9h às 16h, e aferição de pressão e dosagem glicêmica até 14h. Ao meio dia a Banda Tokaia sobe ao palco, seguida pela banda Plataforma 16, às 14h, e sorteio de um Fusca 1971, às 16h.

Para os sorteios dos carros, quem quiser participar basta doar cinco quilos de alimentos não perecíveis que serão revertidos para instituições de caridade da cidade. O evento ainda vai contar com um mercado de peças antigas, praça de alimentação e espaço kids em todos os dias.

Quarta, 15 Agosto 2018 18:31

Rede municipal inicia retomada das aulas

Corte de ponto já soma 16 dias

Nesta quarta-feira (15.08) apenas 26 escolas ficaram paralisadas totalmente.  A expectativa é que as demais reiniciem as atividades integralmente nos próximos dias. Foram 61 escolas com funcionamento normal e 96 consideradas  “parcial”,  mas o número de turmas em funcionamento varia entre elas. Assim, em uma escola onde uma turma apenas deixou de ter aulas, por exemplo, ela é contabilizada como parcial. Nesta quarta, a rede funcionou com a presença de 1,2 mil funcionários entre professores e pessoal de apoio.O corte de ponto está mantido pela prefeitura e já soma 16 dias que serão descontados dos servidores em greve.

Escolas de médio porte como São Cristóvão, Santa Maria Goretti, Abelardo de Lamare, Lúcia de Almeida Braga, Amélia Antunes e São Geraldo funcionaram plenamente. Juntas, elas têm mais de 800 alunos. Também funcionaram CEIs como Luiz Marchiori, CEI Tia Alice e CEI Lulu Monteiro, com quase 400 crianças.

A equipe técnica da Secretaria de Educação continuou visitando as unidades escolares nesta quarta-feira (15.08). Os servidores faltosos tiveram as ausências registradas pelas equipes da secretaria. A prefeitura vai proceder a contratação de temporários e ainda suspender as férias em janeiro para reposição das aulas.

O corte de ponto tem amparo legal do Supremo Tribunal Federal que proferiu decisão neste sentido em 2017 (http://redir.stf.jus.br/paginadorpub/paginador.jsp?docTP=TP&docID=1945564).

O reajuste salarial dos professores foi descartado pela prefeitura nas negociações com a categoria em função da crise financeira da administração pública - R$ 766 milhões deixados em dívidas por gestões anteriores. O compromisso do governo é manter em dia o salário dos servidores – folha de pagamento de R$ 39,4 milhões mensais.

O prejuízo com a greve atinge a 42 mil alunos da rede, mas a prefeitura já garantiu aos pais e responsáveis pelos estudantes a reposição das aulas. Também a administração tem esclarecido aos responsáveis pelos alunos que a categoria está com os salários em dia e que as medidas tomadas visam garantir o cumprimento do ano letivo.

Na véspera do início da greve a atual gestão depositou R$ 39,4 milhões da folha de pagamento de julho do funcionalismo e R$ 8,7 milhões do 13º salário. O governo pontua que o esforço é manter os salários em dia frente a uma folha de pagamento que chega a R$ 525 milhões anualmente.

O Procon Petrópolis começa a fiscalização do serviço de vigilância armada 24 horas nas agências bancárias na primeira semana de setembro. A ação entrou para o cronograma de fiscalização do órgão depois de uma reunião com o Sindicato dos Vigilantes para discutir as ações relacionadas à Lei Municipal 7.640, que entrou em vigor no dia 06 de junho de 2018, que dispõe da obrigatoriedade de serviço de vigilância armada em agências bancárias e cooperativas de créditos por 24 horas, incluindo fins de semana e feriados.

A Lei prevê que os vigilantes sejam preparados com cursos de formação para oficio, além disso, os profissionais devem permanecer no interior do estabelecimento bancário em local seguro, com alarme e acesso ao terminal telefônico para rápido acionamento policial. O objetivo é manter a segurança dos clientes, que são os consumidores, mesmo fora do horário de funcionamento das agências.

“Estamos montando um cronograma de ação junto ao sindicato para mostrar a importância dos vigilantes nas agências. Mantemos a política de realizar uma ação educativa, notificando os bancos junto à lei. Na ação seguinte, o viés já entra na fiscalização e com o ato continuo da irregularidade gera multa”, ressalta o coordenador do Procon, Bernardo Sabrá.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Vigilantes, Adriano Linhares, a lei vai gerar novos empregos, porém o objetivo dos profissionais é segurança das instalações físicas das agências. “Os clientes ficam expostos a riscos diretos e eminentes. Por exemplo, os “chupa cabras” – para clonar cartões de crédito, são instalados nos caixas eletrônicos nos fins de semana e durante a noite. A presença de um vigilante no local inibe essas e outras ações”, pontuou o presidente.

“A reunião foi muito positiva. Ficamos muito satisfeitos com a disposição do Procon em nos ajudar na fiscalização, com o objetivo de que o cliente-consumidor tenha mais segurança enquanto está no espaço bancário. Esse apoio é muito importante”, disse Adriano.

Ações em agências bancárias

No início dos trabalhos das fiscalizações do Procon Petrópolis, de 49 agências, 24 apresentavam irregularidades, hoje apenas 9 ainda não estão em dia, ou seja, as ações realizadas pelo órgão de defesa do consumidor estão alcançando bons resultados.

Das 49 agências fiscalizadas em 8 operações, hoje 100% estão com acessibilidade e atendimento prioritário conforme as normas da ABNT.

Por determinação do Procon Petrópolis hoje todas as agências possuem guarda-volumes, para maior conforto e menos constrangimento dos consumidores ao entrarem nos estabelecimentos bancários.

Quem quiser denunciar alguma prática abusiva ou constatar alguma irregularidade deve contatar o Procon pela página do órgão no Facebook, o Procon Petrópolis; pelo site www.petropolis.rj.gov.br/procon. Há, ainda, o WhatsApp Denúncia, no número 98857-5837 ou os telefones 2246-8469 / 8470 / 8471 / 8472 / 8473 / 8474 / 8475 / 8476 e 8477. Atendimento presencial pode ser realizado na unidade do Centro, que fica na Rua Moreira da Fonseca, nº 33. A unidade de Itaipava localizada no Centro de Cidadania, que fica na Estrada União e Indústria, 11.860.Os telefones da unidade são: 2222-1418, 2222-7448 e 2222-7337.

Iniciativa do Departamento de Capacitação e Formação Profissional

Os alunos do curso de História e Turismo de Petrópolis, ofertado gratuitamente pelo Departamento de Capacitação e Formação Profissional da Secretaria de Educação, participaram, na última semana, de uma aula pratica no Museu Imperial. Na ocasião, eles participaram de uma visita guiada e puderam conhecer de perto as particularidades do espaço que é o ponto turístico mais visitado da cidade. Aos servidores interessados em participar do curso, a boa notícia é que as inscrições para o próximo período já podem ser feitas no Departamento de Capacitação e Formação Profissional.

As aulas do curso de História e Turismo de Petrópolis ocorrem nas quintas-feiras, às 18h, na Casa da Educação Visconde de Mauá. Entre os assuntos abordados estão a Estrada Real, o circuito turístico, os imigrantes e personalidades petropolitanas.

“Durante as aulas os participantes têm a oportunidade de tirar dúvidas e conhecer os detalhes da história diretamente ligados à cidade. A intenção é de atualizar os conhecimentos e promover momentos de descontração, já que as aulas são leves e participativas. Quem ainda não participou desse curso pode entrar em contato com o departamento e deixar o nome da lista para a próxima turma”, explica a diretora do Departamento de Capacitação e Formação Profissional, Marcia Chiote.

Adilton Carlos Cunha é professor, nas disciplinas de ensino religioso e História e Turismo de Petrópolis. Ele participou da visita guiada e ficou animado. Agora, ele já espera ansiosamente pelos próximos módulos do curso.

“Muito válida a visita guiada. Sou formado em história e nessa atividade pude perceber detalhes que nunca tinha percebido. Isso para foi excelente para o meu conhecimento em história. A equipe é ótima, as aulas são dinâmicas e fico ansioso para chegar nas quintas-feiras”, conta.

As inscrições podem ser feitas pelo telefone 2246-8679. Os documentos necessários são as cópias da carteira de identidade, CPF e comprovante de residência. Podem participar servidores da rede municipal de Educação – lotados em qualquer função.

Guarda Civil já tem 14 animais para detecção de armas e drogas

Faltando pouco menos de um mês para o início do curso internacional sobre cães de detecção em Petrópolis, o coordenador do canil da Guarda Civil, Leandro Lopes, se reuniu com o 32º Batalhão de Infantaria Leve (BIL) para acertar os últimos detalhes das atividades. O local vai receber o curso e, por isso, o encontro serviu para definir pistas de treinamentos e outros pontos das aulas teóricas. As inscrições seguem abertas, com 18 participantes confirmados até agora.  A Guarda Civil já tem 14 animais para atuar em detecção de armas e drogas e está preparando cães para atuar em escombros.

O curso será ministrado pelo alemão Andre Brendler, uma das maiores referências em cães de detecção. Ele é instrutor, por exemplo, doa animais a serviço dos exércitos da Alemanha e República Tcheca e atua em empresas que trabalham em segurança de jogos da Liga dos Campeões da Europa e de voos da empresa Luftansa. O curso, que acontece de 13 a 15 de setembro, vai falar tanto de detecção de drogas, armas e explosivos quando do trabalho de busca em escombros.

“É a primeira vez que ocorre um curso internacional na área de detecção em Petrópolis e a vinda do Andre Brendler é um sinal de prestígio do canil da Guarda. Estamos felizes de poder trazer um nome tão grande para a nossa cidade para tratar de um assunto que é importante dentro, que é a utilização do cão como ferramenta de segurança pública. Agora, entramos na reta final de preparação que esse curso tenha o mais alto nível”, diz Leandro Lopes. Ele e mais três guardas da cidade – Vinicius Silva (coordenador operacional do canil), Carlos Oscar de Carvalho e Marcelo Dias – são formados em cursos ministrados pelo alemão.

O curso é aberto tanto para forças de segurança pública quanto particulares e as inscrições e condições do curso estão no link: https://bit.ly/2JSwmrZ. Até agora, já foram preenchidas cerca de um terço das vagas disponíveis, com participação de condutores de cães do Espírito Santo e das cidades de Três Rios e Juiz de Fora. Além disso, o canil geral da Polícia Militar de São Paulo, a Força Área Brasileira (FAB) e interessados chilenos e argentinos já procuraram informações sobre o curso. O hotel Petrópolis Inn será parceira durante o curso para hospedar os participantes.

O curso será ministrado em inglês e terá tradução simultânea. Além da parte teórica, ele vai mostrar como deve ser feito o manejo dos cachorros em pistas reais para que ele possa mostrar as melhores técnicas de condução dos animais durante o trabalho de detecção. Os participantes poderão optar entre trazer os próprios cães para o treinamento, ou utilizar os animais do canil da guarda.

A corporação tem 14 cães, sendo dois para a detecção de drogas e armas, outros dois sendo preparados para esse trabalho e mais dois para a atuar em resgate em escombros – os demais são usados para segurança em eventos ou manifestações e cinoterapia.

“O canil tem uma importância grande para a cidade, sendo utilizada nos maiores eventos do calendário municipal e realizando um trabalho social muito bonito, mas sobretudo contribuindo efetivamente para a segurança da população, participando de operações em combate às drogas em conjunto com a PM e, em breve, iniciando um serviço que será fundamental para a cidade que é a detecção em escombros”, destaca o comandante da Guarda, Jeferson Calomeni.

 

A equipe terminou a competição com 100% de aproveitamento, artilheiro e goleiro menos vazado

Preparação dos jogadores foi em Petrópolis com treinamentos e amistosos

A Seleção Brasileira de Futebol para atletas com Paralisia Cerebral (Futebol de PC) sub-19 conquistou o título inédito da Copa do Mundo da modalidade, que foi disputado na Espanha no último fim de semana. A equipe terminou a competição com 100% de aproveitamento, além do artilheiro da competição e o goleiro menos vazado. O segundo lugar ficou com a Espanha e o terceiro lugar com a Tailândia. Nos meses de junho e julho, foram realizadas duas etapas do treinamento dos jogadores do Brasil em Petrópolis, no campo do SESC de Nogueira, além de amistosos contra os times sub-15 e 17 do Laginha Futebol Clube.

O treinamento em Petrópolis foi escolhido de maneira estratégica pelos responsáveis pela seleção, já que o campo é próximo do hotel, facilitando a concentração dos atletas. Além disso, a cidade está 838 metros acima do nível do mar, contribuindo na melhora do condicionamento físico dos jogadores. O próximo objetivo é a conquista de medalhas de ouro no Jogos Parapanamericanos de Lima, no Peru, em 2019 e de Santiago, no Chile, em 2023.

“Depois do sucesso em 2016 no Rio, criamos um cronograma de trabalho para melhorarmos o desempenho dos meninos. O nosso time sub-19 é parte fundamental desse processo. A Copa do Mundo deixa os meninos ainda mais maduros para as competições de nível profissional”, explica o professor Hélio dos Santos, coordenador da Seleção Brasileira, que elogia o período de treinamentos em Petrópolis.

"Os treinamentos em Petrópolis com as equipes do Laginha também foram importantes. Estamos muito satisfeitos com os resultados obtidos pelos jogadores, que apresentaram um grande nível técnico", completa Hélio.

Desde o ano passado, a prefeitura mantém parceria com a Associação Petropolitana dos Deficientes Físicos (APDEF). Os treinamentos da equipe de bocha adaptada acontecem em um espaço disponibilizado pela Superintendência de Esportes e Lazer. Além disso, o governo municipal fechou uma parceria com o movimento Olimpíadas Especiais do Brasil, que trouxe uma capacitação dos estudantes e professores para atuarem com pessoas com deficiência intelectual.

A Superintendência de Esporte e Lazer segue trabalhando pelo fomento ao esporte no município, apoiando as mais diversas modalidades. A prática esportiva é uma forma de melhorar a qualidade de vida das pessoas com deficiência. Através do esporte, eles podem demonstrar sua capacidade à sociedade, fortalecer sua autoestima, entre outros inúmeros benefícios, contribuindo com a inclusão social. A pasta sente a importância do apoio para os atletas de bocha. As portas para a seleção brasileira estarão sempre abertas.

Os debates serão abertos ao público

A última roda de conversa da Semana Municipal da Juventude acontece nesta quarta-feira (15.08), às 14h, na Casa da Cidadania. As quatro mesas de debate, abertas ao público, tem as seguintes temáticas: “Intolerância Religiosa”, “Políticas públicas para a mulher”, “Igualdade Racial” e “Políticas Públicas de Gênero”. Na terça-feira (14) aconteceu um debate sobre “Educação e Cultura”, no Centro de Cultura Raul de Leoni, que contou com a presença dos jovens da cidade.

Os debates e discussões promovidas pela Semana da Juventude têm o intuito de mostrar aos jovens que temas considerados tabus na sociedade têm espaço de diálogo. A Casa da Cidadania fica na Rua Visconde de Souza Franco, 474 – Centro

“Os assuntos debatidos na Semana da Juventude foram sugestões dos jovens que participaram das reuniões de construção da “Semana”. Acho muito importante toda discussão, e esse espaço que a Coordenadoria de Juventude abriu para os debates. Convidamos profissionais e pessoas qualificadas para dialogar com os jovens em todas os temas abordados”, relata o coordenador de políticas públicas para a juventude, Wesley Barreto.

Um dos palestrantes da mesa de “Igualdade Racial”, Diogo Edson, Representante da ONU no projeto Vidas Negras em Petrópolis, contou sobre o que pretende dialogar. “É preciso informar e debater o direito do negro, a violência do jovem negro no país, e o genocídio das mulheres negras. E principalmente chamar atenção e sensibilizar para os impactos do racismo na restrição da cidadania de pessoas negras. Represento a ONU, no projeto “Vidas Negras”, que visa dar visibilidade e mais representatividade para o negro na sociedade. Tem muita gente boa que não está sendo vista, dialogar sobre tudo isso já é um caminho para a visibilidade”, comenta Diogo.

O debate que ocorreu na terça-feira (14), com a temática “Educação e Cidadania”, reuniu jovens de movimentos da cidade, apoiadores da Coordenadoria de Juventude e o público em geral. Foi discutido como a educação forma cidadãos e os direitos e deveres que os jovens devem exercer e exigir na sociedade.

O professor Guilherme Feitas, que esteve presente no debate, destaca que a educação e cidadania são coisas conectadas. “Como já dizia Paulo Freire, a educação não muda o mundo. Ela muda as pessoas, e as pessoas que mudam o mundo. Toda base da mudança social e política do nosso país passa pelo ensino. É muito importante dialogar com esses conceitos, e promover essas conversas para que a juventude tenha uma opinião e saiba como exercer seus direitos”, relata Guilherme.

O coordenador de políticas públicas para a juventude destaca a importância da roda de conversa: “É muito importante abordar esses temas, dialogar sobre educação e cidadania ajuda os jovens a ter mais conhecimento sobre seus direitos e deveres como cidadão. Além de mostrar a eles como a educação pode transformar a sociedade. Gostaria de agradecer aos palestrantes presentes, que contribuíram para esta mesa de debates, foi um ótimo debate com os jovens”, conclui Wesley.

A Coordenadoria de Juventude também terá um caráter solidário. Durante toda a Semana da Juventude (10.08 a 17.08), a coordenadoria estará arrecadando alimentos com a finalidade de doar para instituições filantrópicas. O ponto de coleta estará no Gabinete da Cidadania, localizado na Avenida Koeler, 260 - Centro, de 9h às 18h.

Confira a programação:

16.08

08h Plantio de mudas de Ipê e sementes para valorização do solo agredido

Local: Cascatinha

11h Doação de Sangue e Arrecadação de alimentos

Local: Hospital Santa Teresa – Rua Paulino Afonso 477, Centro

17.08

10h – Torneio de futebol e tarde cultural com música e dança

Local: Colégio Gabriela Ministral – Posse

 

Iniciativa do Departamento de Educação Especial da Secretaria de Educação

Fortalecer as ações inclusivas e as diretrizes para a atuação do mediador-pedagógico nos espaços educacionais. Esses são alguns dos objetivos da formação que o Departamento de Educação Especial da Secretaria de Educação está promovendo com os estagiários que atuam diretamente com os alunos matriculados no sistema de inclusão nas escolas da rede municipal de Educação. Nessa quarta-feira, 15 estagiários participaram do encontro que teve como tema o Autismo.

A formação ocorreu no Centro de Referência em Educação Inclusiva João Pedro de Souza Rosa – CREI. A rede municipal conta com 156 estagiários - dos cursos de Pedagogia, Psicologia e Licenciaturas - que atuam na mediação pedagógica de 350 alunos. Desses, 151 possuem o diagnóstico de autismo.

“O estagiário tem um papel importante na rotina diária do aluno. Ele é a ponte entre o aluno e os professores e os colegas, além de ser parte fundamental no rendimento pedagógico. Durante a formação eles conseguem entender um pouco mais sobre o trabalho do Departamento de Educação Especial, tiram dúvidas e contam um pouco das suas experiências, conseguindo o suporte necessário para fortalecer a relação com os próprios alunos”, explica a secretária de Educação, Samea Ázara.

O objetivo é o de qualificar o estagiário. “O aprendizado do aluno autista é diário. É preciso ter atenção e paciência, além do respeito aos padrões do comportamento. Através do auxilio do estagiário, os alunos conseguem uma adaptação melhor ao ambiente escolar e no próprio aprendizado”, disse Kelly Grandi, da equipe do Departamento de Educação Especial, responsável pela formação.

Outros encontros serão realizados ao longo do ano e a intenção é a de que seja realizado em dezembro um seminário sobre a educação especial. “Também realizamos formações com os professores e orientadores. Toda a equipe da escola deve estar envolvida nesse processo de atendimento aos alunos. Temos percebido que muitos estagiários acabam escolhendo a educação especial como tema dos trabalhos de conclusão de curso justamente pelo trabalho que é realizado na rede municipal”, explica a diretora do Departamento de Educação Especial, Bianca Paiva.

Ainda de acordo com o Departamento de Educação Especial, os estagiários têm outras atribuições, como o apoio em atividades dentro e fora de sala de aula, a colaboração no planejamento de atividades e nos projetos que visam o desenvolvimento do aluno incluído, o auxílio na adaptação dos materiais de acordo com as orientações da equipe da escola e a contribuição para o processo de avaliação em conjunto com o professo. Vale salientar que a atuação do mediador estagiário no espaço escolar deve ser orientada pela equipe pedagógica da unidade.

Troca de experiências reforça referência do município

A Secretaria de Assistência Social recebeu, nesta quarta-feira (15.08), a visita de representantes da Secretaria de Assistência Social, Direitos Humanos e Trabalho de Nova Friburgo. A equipe veio a Petrópolis trocar experiências e buscar referências para a implantação de programas, como o de Promoção do Acesso ao Mundo do Trabalho (Acessuas Trabalho).

“Quero muito agradecer a Assistência Social de Petrópolis por nos receber. Nosso desejo é implantar o Acessuas em nossa cidade e esta visita nos dá uma boa ideia do que podemos fazer, como angariar apoio das empresas, incentivando os projetos que são realizados. É bom conhecer o que vem sendo feito por aqui”, comentou a secretária de Assistência Social, Direitos Humanos e Trabalho de Nova Friburgo, Emmanuele Marques.

O Acessuas Trabalho, implantado pela Secretaria de Assistência Social neste ano, já contabilizou 300 inscritos, que participam das orientações realizadas pela Assistência semanalmente em todos os oito centros de Referência de Assistência Social (CRAS). As capacitações podem gerar encaminhamento para cursos e até empregos.O programa conta com o apoio de organizações, como o Senai, Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE), Legião da Boa Vontade (LBV), Fundação Educandário Princesa Isabel, a Associação da Rua Teresa (ARTE) e de órgãos da prefeitura, como a Secretaria de Desenvolvimento Social, pelo Balcão de Empregos,Centro da Juventude e Secretaria de Educação.

Além do Acessuas, o encontro serviu para debater outros avanços da Assistência Social de Petrópolis. “Fico feliz em saber que estamos tendo este reconhecimento de cidades vizinhas e amigas, que buscam em Petrópolis as referências para criar alternativas para o desenvolvimento dos próprios trabalhos. Conseguimos trocar opiniões, mostrar nossas ideias, objetivos e conquistas para, através disso, auxiliar outras cidades. Petrópolis tem crescido muito neste sentido, com a implantação de serviços importantes, como o Criança Feliz e o AEPETI”, disse Denise Quintella, citando as Ações Estratégicas do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (AEPETI), lançado em abril.

Esta é a segunda visita de representantes de outras cidades aos equipamentos da Assistência Social em menos de um mês. Em julho, o município recebeu representantes e assistidos pela Secretaria de Assistência Social de Tanguá. Eles vieram à cidade para conhecer os pontos turísticos e saber mais sobre os centros de Referência de Assistência Social (CRAS).

“Esta troca de experiências é fundamental. Passamos a nossa visão sobre os trabalhos que desenvolvemos e como a empregamos para conseguir nossos objetivos. Ao mesmo tempo, aprendemos com o que eles nos trazem de informação, nos ajudando a crescer mais ainda. Nesta visita, o foco foi o Acessuas, que vem ajudando beneficiários do Programa Bolsa Família a voltar ao mercado de trabalho”, pontuou o diretor de Proteção Social Básica, Rodrigo Lopes.

A Comdep segue realizando os serviços de conservação da cidade com o trabalho de jardinagem. O setor tem 30 funcionários que fazem corte de grama, poda e corte de árvore e plantio de mudas. Nesta quarta-feira (15.08), o setor atuou em sete locais diferentes.

O corte grama teve sequência no trevo de Bonsucesso e em canteiros na reta de Itaipava. O trabalho foi iniciado na terça, durante o mutirão de serviços nos distritos. A Rua Souza Franco, no Centro, também teve o trabalho.

Av. Ipiranga, Av. Koeler e Bingen tiveram jardinagem com reparos de canteiros e retirada de folhas soltas. Já no Carangola, uma equipe atuou na poda de galhos de árvores.

A Comdep tem trabalhado constantemente para conservação em toda cidade. O setor de jardinagem atua para deixar o município mais bonito e tem cuidado de vários bairros.

Só na primeira metade deste mês de agosto, os funcionários já fizeram corte de grama em 12 locais e cuidaram de canteiros em 11 espaços diferentes. A atuação da equipe de podas ocorreu em sete bairros.

Neste ano, o setor já plantou mais de 2,5 mil metros de grama em locais como Quitandinha, praças da Liberdade, Dom Pedro e dos Expedicionários, Av. Koeler e Casa Barão de Mauá. O Relógio das Flores, um dos principais pontos turísticos da cidade, foi reformado em maio com o plantio de 450 mudas de Eresina nas cores roxa, amarela, laranja e vermelha. O Palácio de Cristal também recebeu atenção, com colocação de grama e mudas de Hortênsias e Eresinas.

Cidade bem cuidada: prefeitura trabalhando nos bairros

A Comdep fez capina e roçada em Rua Visconde de Uruguai (Valparaíso), Imperatriz, Luís de Camões, Estrada do Independência (Independência), Rua Manoel Féo, Madalena Tagliaferro (Bairro Mauá), Rua Carlos Carnevali, Amoedo (Carangola), Rua Bingen (Bingen), Estrada da Divisa, Estrada das Arcas (Itaipava) e Av. Leopoldina (Nogueira). Na Rua Bolívia, o serviço foi feito com auxílio de uma miniescavadeira.

Também houve coleta de entulho em Rua Teresa, Washington Luiz (Centro), Ferroviários (Alto da Serra), Alto da Derrubada (Fazenda Inglesa), Dias de Oliveira (Duarte da Silveira), Ladeira Rocha Miranda (Quarteirão Ingelheim), Rua dos Ipês Ribeirão, Rua José Vicente da Silva, Rua Gabriel Cassador (Itaipava), Morin, Vila Militar e Campo do Serrano.

A varrição ocorreu em ruas de Centro histórico, Quissamã, Itamarati, Cascatinha, Alcobacinha, Bela Vista, Boa Vista, Estrada da Saudade, Mosela, Bingen, Valparaíso, Retiro, Carangola, Quarteirão Brasileiro, Morin, Alto da Serra, Castelânea e Quitandinha.

Ainda foi feita limpeza manual do Rio Palatinato em diferentes pontos da Rua do Imperador.

O caminhão-pipa fez lavagem no Retiro, em ruas do Centro Histórico e verificação do chafariz da Praça de Cascatinha e Praça de Nogueira.

A manutenção de iluminação pública ocorreu em Corrêas, São Sebastião, Duarte da Silveira, Taquara, Independência, Alto da Serra, Fazenda Inglesa, Siméria, Vale das Videiras, Araras, Quitandinha e Posse.

Notícias por data

« Agosto 2018 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31    

Alvará Online - BANNER

DO

loa 2018

iptu

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

cpge

gabinete cidadania.fw

selo acesso informacao.fw

cmv-logo