Serviços, que terão apoio da Secretaria de Assistência Social, vão funcionar durante dois dias nos distritos

Petrópolis vai receber, ainda este ano, o projeto Defensoria Para Todos, da Defensoria Pública da União (DPU). A informação foi confirmada durante encontro entre a equipe da Secretaria de Assistência Social e o sociólogo do DPU, Rafael Miranda, nesta terça-feira (21.08). A ação é itinerante e visa levar assistência jurídica, no âmbito federal, aos moradores de cidades que não possuem unidades da instituição. E em Petrópolis o programa vai ser direcionado aos distritos.

A Defensoria pode atuar em muitos casos onde a pessoa tem dificuldade em acessar um direito como, por exemplo, uma aposentadoria que não esteja sendo liberada ou uma revisão de pensão.

“Queremos estreitar as nossas relações com a população que vai ser atendida. Para isso, contamos com contatos com as associações de moradores, instituições, grupos quilombolas, justamente para conhecer as demandas e promover o trabalho dentro do que a comunidade mais precisa”, explica o representante da Defensoria Pública da União.

As datas e o local ainda estão sendo definidos, mas a proposta é que a ação seja realizada nos distritos. O órgão contará, durante dois dias, com quatro defensores atendendo e tirando dúvidas da população sobre o trabalho da DPU no âmbito da Assistência Social, Saúde, benefícios previdenciários e Educação.

“Este primeiro encontro foi muito produtivo, em que tivemos a oportunidade de ver o que a Ação pode oferecer para a população mais carente e colocar a equipe da Assistência Social à disposição para o que puder apoiar. Já temos outras reuniões agendadas para definirmos mais detalhes sobre esta edição do Defensoria Para Todos”, completa a secretária de Assistência Social, Denise Quintella.

Entre os assuntos tratados pelo Defensoria Para Todos estão os que envolvam benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), como pedidos de aposentadoria negados, revisões de benefícios, como pensões ou aposentadorias,auxílio-doença,auxílio-reclusão, Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS), entre outros.

Para receber orientação, o interessado deverá levar, no dia da Ação, os documentos pessoais, como RG, CPF e Comprovante de Residência, e aqueles referentes ao caso que deseja solucionar, como a carta de indeferimento do INSS, relatórios médicos, carteira de trabalho e documentos que comprovem atividade rural.

Ações sociais da prefeitura retornam em novembro

As ações sociais da prefeitura, que são conduzidas pela Secretaria de Assistência Social, já tiveram mais de 11 mil pessoas atendidas com os serviços disponibilizados por meio de parceria com empresas e órgãos públicos, em 11 edições. Atendendo a determinação do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), a Secretaria vai retornar com as ações em novembro, após as eleições.

Com o objetivo de facilitar os atendimentos ao consumidor, o Procon Petrópolis possui vários canais online para agilizar na resolução das demandas apresentadas pela população. Há um ano, a gestão iniciou a implementação de novos canais do órgão na internet. Foram criados a página no Facebook, linhas de Whatsapp e o Portal Procon. Os consumidores podem tirar dúvidas e fazer denúncias de qualquer lugar e a qualquer hora através deste meio, que tem a possibilidade de solução sem precisar comparecer na sede do órgão.

Na rede do Whatsapp, as agências bancárias estão no ranking entre os casos em que os usuários mais solicitam suporte ao órgão de Defesa do Consumidor. Em um ano, foram 697 atendimentos pelo canal. Já pelo Facebook foram 248 consultas realizadas por mensagens, pelas quais a equipe busca solucionar o caso de forma ágil e com qualidade para o consumidor.

O Procon também possui o atendimento pelo portal www.petropolis.rj.gov.br/procon. Em um ano foram 108 contatos de usuários buscando suporte de denúncias através do Fale Conosco. A página na internet possibilita que o consumidor tenha acesso ao documento que rege as ações do órgão, o Código de Defesa do Consumidor (CDC), as novidades do Procon Petrópolis, dicas para educação de consumo, cartilhas e folders.

“A criação dos canais alternativos deu certo, 54% das reclamações já são resolvidas a distância, apenas com orientação e instrução ao consumidor. Conseguimos dar mais qualidade para a população no atendimento junto ao órgão e também desafogar o fluxo nas sedes físicas”, pontuou o Coordenador do Procon Petrópolis, Bernardo Sabrá.

Os usuários podem realizar suas reclamações pelos telefones: (24) 2246-8469 / 8470 / 8471 / 8472 / 8473 / 8474 / 8475 / 8476 / 8477. O telefone do WhatsApp Denúncia é o (24) 98857-5837. Já o atendimento presencial, acontece de 10 às 17h, na sede do órgão localizado à Rua Dr Moreira da Fonseca, 33 – Centro, ao lado da Câmara do Vereador.

Apresentações ao ar livre acontecem sempre ao meio-dia

Coração do Centro Histórico, a Praça Dom Pedro vem se destacando como um dos palcos do Festival Internacional de Corais. Nesta quarta-feira (22.08), três grupos – sendo dois de fora da cidade - se apresentaram e lotaram o espaço público. Até sábado (25.08), serão mais três apresentações, com cinco corais todas gratuitas.O FIC Petrópolis, que começou na última sexta-feira (17.08), vai até domingo com concertos e shows também em espaços como o Palácio de Cristal, Theatro Dom Pedro, Catedral São Pedro de Alcântara e Palácio Quitandinha.

Na praça, os concertos ao ar livre acontecem sempre ao meio dia. Um palco foi montado para receber os coralistas, bem ao lado da estátua de Dom Pedro II. De acordo com o diretor-presidente do Instituto Municipal de Cultura e Esportes, Leonardo Randolfo, os espaços públicos da cidade devem sempre ser usados também para fomentar a cultura. “É muito importante que a gente ocupe esses espaços com atividades culturais para a população. A Praça Dom Pedro é um local de passagem de muita gente e é gratificante ver as pessoas parando para assistir as apresentações, cantando junto, elogiando o festival”, destaca.

Nesta quarta, o público pôde acompanhar as apresentações do Coro Sinesp, de São Paulo; do Coro Infantojuvenil São Francisco, de Tupandi, no Rio Grande do Sul; e do Coral Teen do IPAE, de Petrópolis. Além daqueles que chegaram cedo à praça, especialmente para o festival, muitos trabalhadores do Centro aproveitaram o horário de almoço para relaxar e ouvir boa música, em um dia de céu azul. “Está sendo uma hora de almoço muito bem usada. Adoro corais e estou achando maravilhoso. Achei linda a apresentação”, frisa a secretária Vera Lúcia da Silva.

Já para quem se apresenta, cantar em uma das praças mais conhecidas da cidade, vizinha de alguns dos principais atrativos turísticos de Petrópolis, é um privilégio. “É a primeira vez que estamos vindo a Petrópolis e estamos adorando. É um sonho e um desafio ao mesmo tempo. Uma experiência incrível, muito importante para todos os coros”, explica o maestro Fabio Neis, do Coro Infantojuvenil São Francisco, que trouxe crianças de 8 a 14 anos para cantar no festival.

Nesta quinta-feira (23.08), quem se apresenta na praça é o Coral da Fundação Lia Maria Aguiar, de Campos do Jordão, em São Paulo. Na sexta (24.08) será a vez do Coral Habeas Cantus do poder Judiciário do D.F., de Brasília, e do Coral dos Anjos, de Petrópolis. No sábado (25.08) haverá apresentação do Coral de Alunos do Campus Tijuca II, do Rio, e da Associação Coral Ítalo - Brasileiro de Florianópolis – SC.

Quem ainda não conferiu a exposição “ArvoreceR” tem até o dia 31 de agosto para admirar as obras da artista plástica Josiana Oliveiras, na Galeria Van Dijk, no Centro de Cultura Raul de Leoni. A mostra reúne trabalhos que unem três elementos: o corpo, a natureza e a imaginação. Com entrada gratuita, “ArvoreceR”, que conta com desenhos e fotografias, é um convite para o público “olhar a natureza, em especial as árvores, não apenas com os olhos, mas também usando a imaginação”. A entrada é gratuita.

Depois de passar por Itaipava, a mostra chegou no início do mês ao Centro. “ArvoreceR” tem as árvores como tema central,  e conta com fotografias sobre tecido e desenhos com intervenção com linha de costura, usando recursos de várias linguagens e técnicas.

Segundo o diretor-presidente do IMCE, Leonardo Randolfo, é fundamental que os espaços culturais da cidade estejam sempre ocupados. “Temos lançado editais de ocupação para o Centro de Cultura, por exemplo, para que ele esteja sempre com movimento, sempre valorizando nossos artistas e fomentando a cultura para a população”, destaca.

A galeria fica aberta de segunda a sexta-feira, de 10h às 17h. E sábados de 13h às 17h. O Centro de Cultura Raul de Leoni fica na Praça Visconde de Mauá, 305, no Centro.

Comunidade em Araras tem 12 viagens de transporte público por dia

Seis toneladas de asfalto foram aplicadas na comunidade Santa Luzia, em Araras em mais uma etapa do programa de manutenção viária nesta quarta-feira (22.08). O trabalho serviu para melhorar as condições da Estrada do Mata Cavalo, trecho final do itinerário da linha 618 (Araras - Vale de Santa Luzia), que faz 12 viagens por dia. O local tem cerca de cinco mil moradores. O local já havia recebido o serviço no fim de abril, quando cerca de um quilômetro passou por melhorias. Nesta quarta, mais um quilômetro recebeu aplicação do asfalto. O trabalho mobilizou nove funcionários, além de um caminhão e um rolo compressor.

A Secretaria de Obras tem procurado atender todos os bairros da cidade, especialmente para os locais onde é mais necessário por causa da circulação dos ônibus. É o caso da comunidade Santa Luzia, onde uma parte já havia sido feito e agora mais um trecho recebeu manutenção viária. A intenção é sempre dar mais conforto e melhores condições para os moradores e o transporte público da cidade.

Quem gostou do serviço realizado em Araras foi Dalva Ferreira, que faz parte da Associação de Moradores de Santa Luzia.  “Foi muito bom porque o ônibus já estava com dificuldade de conseguir subir a rua, principalmente chovia. E para os carros também e até para quem anda a pé, que não vai mais passar em buracos”, afirmou.

A Secretaria de Obras já atendeu ruas de mais de 50 bairros e localidades só no primeiro semestre, com aplicação de mais de 300 toneladas de asfalto. Nesta quarta, a Rua Carlos Carnevalli (Carangola) também foi atendida com manutenção viária.

Cidade bem cuidada: prefeitura trabalhando nos bairros

A Secretaria de Obras também fez manutenção de rede de águas pluviais na Rua Spartaco Banal (Cascatinha), Rua Santa Catarinha e Rua Afrânio de Melo Franco (Quitandinha). Também houve manutenção de calçamento na Rua Evaldo Braga (Alto Independência) e Meio da Serra.

A manutenção de iluminação pública ocorreu em Cascatinha, Itamarati, Quissamã, Fazenda Inglesa,Mosela, Corrêas, Itaipava, Coronel Veiga, Posse, Quitandinha, Alto da Serra, Araras e Castelânea.

A Comdep fez capina e roçada em César Borralho (Valparaíso),Hermogenio Silva (Retiro),Alfredo Pachá, Padre Siqueira, Sebastião de Carvalho (Centro), Antônio da Silva Ligeiro,Independência (Independência), Getúlio Vargas, Rua Colômbia, Uruguai (Quitandinha), Dom João Braga (Alto da Serra), Estrada Neuza Goulart Brizola (Itaipava), Águas Lindas (Nogueira), Taquara, Bingen e Quarteirão Ingelheim.

Também houve coleta de entulho em Boa Vista, Morro da Cocada, Lenha, Vale dos Esquilos, Floresta, Casemiro de Abreu, Caxambu e Madame Machado.

A varrição ocorreu em ruas de Quitandinha, Valparaíso, Castelânea, Alto da Serra, Morin, Centro, Retiro, Carangola, Mosela, Bingen e Capela.

Ainda foi feita limpeza manual do Rio Palatinato em diferentes pontos da Rua do Imperador.

O caminhão pipa fez lavagem em ruas do Centro.

Petrópolis vai participar do programa Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP). O convênio com o Sebrae foi assinado nessa quarta-feira (22.08). O projeto será implantando nas escolas municipais Rubens de Castro Bomtempo e Amélia Nunes. No total, 20 professores serão capacitados.

Esse é mais um projeto que vai trazer retorno para os alunos da rede municipal. Os professores serão capacitados e poderão passar para os alunos todas as etapas importantes do empreendedorismo, um dos pilares mais importantes do desenvolvimento econômico.

O JEPP faz parte do Programa Nacional de Educação Empreendedora do Sebrae. O programa capacita professores do primeiro e segundo segmentos do Ensino Fundamental (1º ao 9º ano) com noções sobre teoria e prática de empreendedorismo para que possam estimular o espírito empreendedor de seus alunos.

Segundo a secretária de Educação, Samea Ázara, a intenção é de que no próximo ano, outras escolas também sejam inseridas no programa. “O Programa será implantado sem ônus para o município e segue uma tendência que já realidade em redes municipais de outras cidades. Agradecemos ao Sebrae por mais essa parceria tão importante para a nossa rede municipal de Educação”.

A coordenadora Regional do Sebrae, Cláudia Pacheco, explica que o projeto não tem qualquer custo para a Prefeitura, que receberá todo o material didático, consultoria e a capacitação dos professores das escolas. “Com este programa, o Sebrae promove mudanças comportamentais nas crianças e jovens, para que conheçam as possibilidades que o empreendedorismo oferece e possam entender que a cultura empreendedora poderá ser transformadora em suas vidas”, disse.

O JEPP pode ser desenvolvido em escolas públicas e privadas. A metodologia envolve professores, alunos e a direção das escolas utilizando recursos lúdicos como ferramentas de envolvimento e fixação de conceitos. Serão desenvolvidas oficinas com o objetivo de gerar interesse sobre o mundo dos negócios, ensinando aos alunos como dar os primeiros passos rumo ao sucesso em sua vida profissional futura. Tudo adequado para cada série e faixa etária.

O conteúdo das oficinas abrange temas específicos, uma para cada ano do Ensino Fundamental: O Mundo das Ervas Aromáticas (1º ano); Temperos Naturais (2º ano); Oficina de Brinquedos Ecológicos (3º ano); Locadora de Produtos  (4º ano); Sabores e Cores (5º ano); Eco Papelaria (6º ano); Artesanato Sustentável (7º ano); Empreendedorismo Social (8º ano); e Novas Ideias, Grandes Negócios  (9º ano), quando os alunos aprendem a fazer um Plano de Negócios.

“A intenção é de aguçar o empreendedorismo nos jovens ainda durante os anos escolares. Essa preparação para o mercado de trabalho deve começar cedo para que os alunos fiquem atentos às oportunidades do mercado”, explica o secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Fiorini.

Outras informações sobre o JEPP podem ser obtidas no Sebrae em Petrópolis pelos telefones (24) 2237-0062 | 0800 570 0800.

Evento também contou com Desafio Rio Info Petrópolis

Empresários do setor de tecnologia, estudantes e professores prestigiaram o primeiro dia da 3ª edição do Rio Info Petrópolis, no Cefet/RJ. Mais de 100 pessoas participaram da programação que também contou com sessão de negócios e o Desafio Rio Info Petrópolis, com a construção de projetos seguindo os temas para cidades inteligentes: Agronegócio Familiar, Mobilidade Urbana, Turismo Inteligente e Cervejarias Artesanais. A programação continua nessa quinta-feira (23.08).

O evento é uma realização da Riosoft, promovido e organizado juntamente com o Sebrae/RJ, TI Rio e Prefeitura de Petrópolis, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Petrópolis e Turispetro e também conta com o apoio do Cefet/RJ campus Petrópolis, Programa Ciência em Movimento, TV Rede Petrópolis e SerraTec.

“A tecnologia é um setor que está em constante crescimento no país e essa realidade se reflete em Petrópolis. Temos muitas empresas que se dedicam à inovação e centros acadêmicos que forma mão de obra especializada. Por isso, a Rio Info Petrópolis é tão importante, já que oportuniza aos empresários e estudantes trocarem ideias sobre os assuntos que estão em alta no setor da inovação. A sessão de negócios entre os participantes é uma oportunidade única e tenho certeza que ótimos projetos sairão dessa edição”, explicou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Fiorini.

A sessão de negócios reuniu empresários fornecedores de serviços de Tecnologia e Informação, Empresas de diversos setores que demandam esses serviços, empresas juniores e startups, além de representantes de universidades. No encontro multissetorial os participantes puderam dialogar sobre a oferta de produtos e serviços que estão em alta no setor tecnológico. Além da sessão de negócios, a programação do primeiro dia do evento contou com o Desafio Rio Info Petrópolis. Estudantes elaboraram projetos tecnológicos com objetivo de melhorar os aspectos da cidade seguindo as temáticas: Agronegócio Familiar, Mobilidade Urbana, Turismo Inteligente e Cervejarias Artesanais.

“O Rio Info nasceu no Rio de Janeiro há 17 anos e chegou a Petrópolis há três anos. Tem o formato colaborativo e fomenta o setor tecnológico juntamente com os estudantes, professores e empresários. Todos juntos trocando informações sobre o setor com destaque para a participação dos estudantes”, explica Alberto Blois, coordenador geral do evento.

A Programação continua nessa quinta-feira com quatro painéis temáticos: um sobre formação profissional e oportunidades de negócio; um sobre Tecnologia no ramo de Cervejas Artesanais – Beertech; outro tratando de Negócios e Tecnologia em infraestrutura e serviço de Cidades Inteligentes e por fim, o painel de Negócios e Tecnologia em Turismo Inteligente. Entre os Painéis acontecerão os Pitchs gerados a partir do Desafio Rio Info. O evento se encerrará com a premiação dos vencedores do Desafio. A programação também pode ser conferida no site:http://rioinfo.com.br/encontro-petropolis

O evento é gratuito e o Cefet campus Petrópolis fica na Rua Do Imperador, 971, Centro. Confira a programação de quinta-feira:

Fórum de Oportunidades em Transformação Digital

14h às 14h45h – Painel: Formação Profissional de Base Tecnológica  e as Oportunidades no Mercado

Duas palestras sobre a formação profissional de base tecnológica e a questão empreendedora.

– Rodrigo Curcio, HumanAaZ

– Marcelo Conceição

– Moderadora: Paola Baroncini

15h – Divulgação Hacking Serra e TEDx Petrópolis

15h às 15h45 – Painel Beer Tech, cervejas aresanais

Duas palestras sobre o mercado de produção de cerveja artesanal e oportunidades para as cervejarias de Petrópolis

– Ana Cláudia Pampillon

– José Renato

– Moderação: indicação SEBRAE

15h45h às 16h – Sessões de Pitchs do Desafio Rio Info Petrópolis

16h às 16h30 – Coffee Break

16h30 às 17h15 – Painel Cidades Inteligentes

Duas palestras sobre cidades inteligentes e oportunidades de transformação digital para a cidade de Petrópolis

– Rodolfo Sabois, InMetro e o projeto cidades inteligentes

– Carlos Eduardo, ENEL

– Moderação: Marcelo Simões

17h15 às 17h30 – Sessões de Pitchs do Desafio Rio Info Petrópolis

17h30 às 18h15 – Painel Turismo Inteligente

Duas palestras sobre turismo inteligentes e oportunidades de transformação digital para a cidade de Petrópolis

– Guido Varela, Serra Brasilis

– Patrick Cunha

– Moderação: Frederico Oliveira

18h15 às 18h30 – Sessões de Pitchs do Desafio Rio Info Petrópolis

18h30 às 19h – Encerramento e Premiação

Órgão distribui cartilhas de prevenção aos incêndios florestais na Praça da Liberdade

A ideia é conscientizar a população sobre os riscos e os problemas causados pelas queimadas

A Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias distribui cartilhas de prevenção a incêndios florestais nesta quinta-feira (23.08) na Praça da Liberdade. A ideia do trabalho antecipado é conscientizar a população sobre os riscos e os problemas causados pela prática, comum em áreas rurais do município. A ação foi elaborada como resposta aos casos de queimadas na cidade: desde o início do período de estiagem em julho, são mais de 170 hectares destruídos pelo fogo – o equivalente a mais de 170 campos de futebol. O último caso de maior proporção ocorreu no fim de semana, na Rua Dr. Agostinho Goulão, em Corrêas, quando foram queimados cerca de 18 hectares de vegetação.

A ação de conscientização faz parte do eixo operacional do Plano Inverno de Petrópolis 2018, organizado pela prefeitura, que busca reduzir o número de casos de incêndios florestais na cidade, além de estabelecer um plano de ação para agilizar a resposta às ocorrências. Segundo o secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, coronel Paulo Renato Vaz, o trabalho educativo vai garantir a redução do número de casos de queimadas na cidade.

“O período de estiagem, que favorece o surgimento e a propagação dos incêndios florestais, vai até meados de novembro. Não podemos perder o foco e precisamos da ajuda da população como nossa grande aliada contra as queimadas. Vale ressaltar que soltar balões é crime e a Polícia trabalha na repressão da prática”, afirma Paulo Renato Vaz.

Neste ano, também como parte das ações do Plano Inverno municipal, a Defesa Civil realizou uma série de operações preventivas aos incêndios florestais em parceria com órgãos ambientais com o auxílio de um drone. Mesmo após o término deste trabalho, a ferramenta permanece disponível para os órgãos ambientais e para o Corpo de Bombeiros em caso de queimadas.

“Seguimos à disposição, não apenas com o drone, mas também com a nossa brigada de combate aos incêndios florestais. O trabalho antecipado e organizado busca reduzir o número de ocorrências deste tipo na cidade. Esperamos conseguir bons resultados com as ações em conjunto”, explica o secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, coronel Paulo Renato Vaz.

Dados do 15° Grupamento de Bombeiro Militar comprovaram a eficácia do trabalho antecipado realizado na cidade, que começou no ano passado: foram registrados 116 casos de fogo em vegetação contra 258 em 2016. O trabalho preventivo estabelece ações de resposta para agilizar o atendimento às ocorrências e minimizar os efeitos das queimadas.

“Com o trabalho em conjunto, podemos estudar os locais e ver, antecipadamente, como devemos atuar para combater um incêndio que venha atingir uma área de difícil acesso. Estes estudos são importantíssimos e vêm a contribuir demais com os nossos planos, que já obtiveram resultados excepcionais no ano passado”, destaca Paulo Renato.

O Plano Inverno de Petrópolis 2018, com suas respectivas matrizes de atividades e responsabilidades, está disponível para download no site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br). 

São 110 profissionais inscritos no evento, que conta com sete palestras de personalidades do futsal brasileiro

Principal convidado é o treinador do futebol profissional do Botafogo, Zé Ricardo, com vasta experiência no futsal

O I Meeting Serrano de Futsal vai debater sobre treinamento e performance, conceitos de jogo e gestão e estrutura da modalidade no Brasil, no dia 30 de agosto, no Centro de Cultura Raul de Leoni. São 110 profissionais da cidade inscritos no evento, que vai contar com sete palestras de personalidades brasileiras do futsal. Para participar é preciso a doação de uma lata de leite em pó, que deverá ser entregue no dia do evento. O I Meeting Serrano de Futsal conta com o apoio da prefeitura, através da Superintendência de Esportes e Lazer.

A abertura do evento será às 9h com o treinador do Minas, Peri Fuentes, apresentando o case de sucesso do clube mineiro. Na sequência, Marco Bruno, do Vasco da Gama, vai palestrar sobre gestão de estruturas de futsal. O técnico Zé Ricardo, do futebol profissional do Botafogo, encerra o ciclo da manhã com uma apresentação sobre futsal e futebol.

“A ideia é promover um encontro de grandes nomes do futsal no país com os profissionais da nossa cidade, que também são bem capacitados. É importante que os nossos treinadores tenham acesso ao futsal profissional. Será um dia de grande aprendizado para todos os participantes”, explica José Augusto Leal, organizador do evento, que é professor de educação física e por oito anos fez parte da comissão técnica do extinto Petrópolis Esporte Clube (PEC).

À tarde, o professor da Universidade Estácio de Sá, Sávio Badinni, vai falar sobre treinamento mental e aumento de performance. Sandrinho Falcetta, ex-jogador da seleção brasileira de futsal, vai contar sobre a rotina de um atleta profissional da modalidade. O encerramento do meeting será com o treinador Miltinho Ziller, bicampeão da Liga Futsal e campeão russo pelo Gazprom-Ugra, de Moscou. O último trabalho dele foi na seleção do Azerbaijão em 2016.

“São mais de 30 anos como treinador de futsal. O objetivo da minha palestra é falar sobre os conceitos de jogo utilizados hoje em dia no Brasil. O debate sobre isso é fundamental para o desenvolvimento do esporte no nosso país”, explicou Miltinho.

O apoio da prefeitura tem o objetivo de qualificar os profissionais e estudantes de educação física da cidade. É mais uma oportunidade gratuita de desenvolvimento e evolução de treinadores e auxiliares da cidade.

O desenvolvimento dos profissionais garante que os jovens sejam orientados da melhor maneira possível e desenvolvam sua capacidade. É importante também para os clubes da cidade, que ganham com a evolução de toda comissão técnica. Será um dia de troca de experiências para os profissionais.

Desde o ano passado, graças a uma parceria com a prefeitura, o Conselho Regional de Educação Física (CREF1) ofereceu cursos de atualização na cidade e o movimento Olimpíadas Especiais do Brasil trouxe uma capacitação dos estudantes e professores para atuarem com pessoas com deficiência intelectual.

Alvará Online - BANNER

Notícias por data

« Agosto 2018 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31    

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

Cadastro da inscrição do IPTU para crédito da Nota Imperial

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo