Redução do tempo de espera e mais agilidade em exames e diagnósticos são, em uma semana de funcionamento sob a gestão da Prefeitura, alguns dos resultados práticos já sentidos pela população que buscou as UPAs desde que o Serviço Autônomo do Hospital Alcides Carneiro (Sehac) assumiu as unidades, à meia noite da sexta-feira passada (17.08). É o caso de Maria Cristina Wedling, 62 anos, ex-usuária de plano de saúde que contou com a UPA na noite de terça-feira, com crise de hipertensão. “Melhor do que o atendimento do plano de saúde”, aponta. Em uma semana foram atendidas 2.762 pessoas e o tempo de espera – para casos leves – foi reduzido para 32 minutos, em média.

A prefeitura tem acompanhado de perto a nova gestão das UPAs. Muitas pessoas já aprovavam as mudanças, mas agora se sentem ainda mais acolhidas e com mais eficiência no atendimento.

Maria Cristina, aposentada, aprova o atendimento. “Achei muito limpo e organizado e um atendimento atencioso, com exames sendo feitos rapidamente. Tive plano de saúde até o ano passado e acabei parando de pagar por causa do valor alto. Fiquei surpresa porque tinha uma imagem diferente do setor público”, considera.

A meta é que o atendimento nas UPAs, assim como no HMNSE e no HAC, seja referência para toda a rede. Hoje já a cidade avançou muito nos hospitais públicos  e quer que as experiências bem sucedidas sejam expandidas para todas as unidades de saúde.

A reorganização da saúde considera, além da nova administração das unidades de Pronto Atendimento (UPA), com atendimento mais rápido e integrado, implantação do serviço de urgência e emergência de Itaipava, R$ 12 milhões para ampliação e reforma do Hospital Alcides Carneiro e orçamento R$ 45 milhões maior que o de 2018 para a área, com investimentos também em saúde básica.

Dois médicos a mais e maior equipe de enfermeiros e técnicos em enfermagem

Além das equipes completas, as UPAs estão operando, cada uma, com dois médicos a mais.  Mais do que a redução do tempo de espera é verificada com esta mudança maior resolução dos casos. Um dos médicos extras fica especificamente voltado para os pacientes acolhidos em 32 leitos à espera de estabilização ou transferência, o chamado médico visitador. Antes, esta função era desempenhada pelo mesmo médico que fazia o atendimento de todos que chegam à unidade.

O segundo profissional extra em cada unidade tem a formação em cirurgia. Assim, além de dar suporte às demais equipes, pode avaliar, na hora, a necessidade de operação. Antes, o paciente precisa ser levado ao Alcides Carneiro para ter esta indicação prescrita.

“Este é um modelo novo operacional e que nesta primeira semana já se mostrou acertado, produtivo.  Estas ações na prática, ali no atendimento ao paciente, e até aos fluxos rotineiros fazem toda a diferença no andamento das unidades”, afirma o diretor geral das UPAs, João Victor Caldeira.

A administração das UPAs é a mesma do Hospital Alcides Carneiro, dando a possibilidade de melhorar os trâmites para internação, por exemplo. A Secretaria de Saúde já percebeu melhoras nos fluxos, com as internações continuando sendo feitas pela Central de Regulação. É o objetivo melhorar cada vez mais a qualidade assistencial em nossas unidades.

Além dos dois médicos extras, cada UPA trabalha agora com 4 clínicos gerais e 3 pediatras todos os dias. A equipe de enfermagem de cada unidade foi ampliada. Antes, operava com 3 enfermeiros e 8 atendentes de enfermagem por plantão. Agora, são 4 enfermeiros e 10 atendentes de enfermagem. Para operar 24 horas por dia, sete dias na semana, as UPAs têm força de trabalho de 360 pessoas.

Pavimentação alcança investimento de R$ 7 milhões e ruas com grande circulação de veículos

O Programa Mais Asfalto – investimento de mais R$ 7 milhões -  está focado esta semana para finalizar a pavimentação em um dos ‘circuitos’ de maior circulação de ônibus da cidade por onde trafegam as linhas rumo ao Alto da Serra.  São 25 linhas, mais de 800 viagens diárias e 20 mil pessoas transportadas todos os dias por itinerários que passam pela Santos Dumont e Souza Franco.  O prefeito Bernardo Rossi acompanhou na noite desta quarta-feira (22.08) a pavimentação no lado ímpar da Souza Franco. Com a colocação do asfalto na Visconde do Bom Retiro e Aureliano Coutinho, a revitalização das vias deste circuito é completada. 

O Mais Asfalto também é direcionado aos bairros com R$ 692 mil sendo aplicados em vias para garantir o acesso dos ônibus.  Somando as duas frentes, bairros e ruas centrais, o investimento do Mais Asfalto com recursos próprios ultrapassa R$ 4,7 milhões. Mais vias de grande circulação de veículos coletivos também terão pavimentação com R$ 2,3 milhões em recursos federais.

Até a próxima quarta-feira toda a obra na Souza Franco vai estar finalizada e ela engloba 1,3 quilômetros de aplicação de asfalto. O período da noite foi escolhido para o trabalho para que não houvesse interferência no trânsito.

A malha viária da cidade passou mais de quatro anos sem qualquer melhoria. A prefeitura fez uma série de operações de manutenção ao longo do ano passado em função da crise financeira, que não permitia investimento de grande porte. O município conquistou verbas federais e está este ano usando recursos próprios para recuperar vias de maior acesso no centro e também nos bairros.

Iniciada às 22 horas, a pavimentação com fresagem (raspagem do pavimento antigo) e colocação da nova massa asfáltica foi encerrada às 03 horas.  Até o final do trabalho serão empregadas 1,1 mil toneladas de asfalto.

O taxista Alex Melo trabalha no período noturno há dois anos e tem ponto na Rua Dr. Porciúncula. Toda a noite ele usa a Rua Souza Franco em várias viagens para levar passageiros para a região do Alto da Serra, principalmente a 24 de Maio. Ele espera que a obra do lado ímpar fique tão boa quanto à realizada do outro lado. “A primeira parte da obra ficou muito boa realmente e a pista estava precisando, já tinha muito buraco. Hoje está muito melhor passar por ali”, contou.

A Prefeitura, com o Programa Mais Asfalto, vai chegar a outros pontos também cruciais para a circulação viária: Monsenhor Bacelar e Castelânea, por onde passam 98 linhas de transporte coletivo da cidade que somam 2,4 mil viagens de ônibus por dia.

Um dos principais objetivos é atender as ruas com circulação de ônibus, principalmente nos bairros, para permitir que o transporte público atenda os moradores da melhor forma possível.

Manutenção viária nos bairros também faz parte do Mais Asfalto

Paralelo ao recapeamento total das vias, a Prefeitura mantém ainda a rotina de manutenção viária nos bairros. O trabalho é realizado por duas equipes de sete funcionários, que atuam com apoio de caminhão e rolo compressor. Também é feito o serviço de manutenção de calçamento, que consiste no reposicionamento de paralelos soltos ou que tiveram afundamento.

Já foram aplicadas mais de 300 toneladas de asfalto em ruas de 50 bairros ou localidades apenas no primeiro semestre desse ano, em todos os distritos.

Nesta semana, Roseiral e Araras, por exemplo, passaram pela manutenção viária para garantir a circulação de suas linhas de ônibus a 516 e a 618, respectivamente.

O critério para manutenção é, justamente, para garantir o tráfego de coletivos e ruas onde a circulação de carros de serviços e de passeio é essencial para a população.

SANTOS DUMONT E SOUZA FRANCO

A última etapa se concentra agora no lado ímpar da Souza Franco e se estende pela Visconde do Bom Retiro e Aureliano Coutinho. São 1,3 quilômetros de extensão nestas vias. Também já foi feito o asfaltamento da Santos Dumont em 1,1 quilômetro. Por estes locais passam quase todas as linhas rumo ao Morin e Alto da Serra. São 25 linhas e 800 viagens de ônibus por dia.

BARÃO DE AMAZONAS, MONSENHOR BACELAR E ROCHA MIRANDA

Com recursos federais, o programa Mais Asfalto vai chegar à Monsenhor Bacelar (incluindo a Rocha Cardoso e Barão de Amazonas). O trecho é uma importante ligação entre o Centro e bairros como Valparaíso e Quitandinha, servindo de itinerário para 24 mil veículos diariamente. O transporte público é responsável pela movimentação de 1,8 mil viagens de ônibus em 79 linhas que passam pelo local.

CASTELÂNEA

Na Castelânea, serão pavimentados 500 metros de extensão de na Rua Professor Cardoso Fontes, desde o Sargento Boening até a Praça Pasteur. Esse trecho recebe 19 linhas de ônibus e serve de trajeto para alcançar o Alto da Serra, Quitandinha e Centro. São mais de 300 viagens de ônibus pelo local todos os dias.

VICENZO RIVETTI

No local, o objetivo da pavimentação é diferenciado: tornar 800 metros de via como alternativa entre o Vicenzo Rivetti e Corrêas, desafogando o tráfego na região. A medida é importante em função do Minha Casa Minha Vida no bairro, onde residirão 3 mil pessoas.

Trabalho será o mesmo já realizado em quatro localidades

A parceria entre a prefeitura e a Enel Distribuição Rio para enterramento da rede de alta tensão em locais com extensa vegetação - Plano Verão -  chegou à Rua Pedro Elmer (Itamarati). O trabalho teve início na terça-feira (21.08) e alcançar 190 metros de extensão. A rede subterrânea vai impedir que ocorram rompimentos dos cabos que fazem a distribuição, o que ocorre com maior frequência no verão, quando a chuva causa queda árvores sobre a fiação. O objetivo é fazer a mesma intervenção realizada em Bonsucesso, Bonfim, Quitandinha e Centenário  onde o enterramento já está concluído e já beneficia 38 mil pessoas.

Na Rua Domingo José Martins, 570 metros da rede foram enterrados e já estão funcionando. O trabalho beneficia não só os moradores da rua ou de Bonsucesso, como também de locais próximos como Araras, Feirinha de Itaipava, Sítio da Ponte, Águas Lindas, Calembe e Estrada da União Indústria.

“Com esta obra, melhoraremos a qualidade de fornecimento da região de Bonsucesso e Nogueira no que tange a eliminação dos problemas com vegetação, queda de árvores, entre outros, que se agravam ainda mais com o período de verão”, explica o responsável pelo Polo Serrano da Enel, Rodrigo Almeida.

Isso porque os cabos que são enterrados são os que fazem a distribuição de energia – ou seja, quando uma árvore cai sobre a fiação em Bonsucesso, cinco mil clientes da concessionária nessas outras áreas também acabam afetados. Fazer o reparo pode levar algumas horas dependendo do tipo do problema, a dificuldade do acesso, queda de barreira ou outras situações.

Essa é uma parceria iniciada no ano passado e que trata de uma situação que acontece numa cidade como Petrópolis, onde chove muito, que é a queda de galhos ou árvores sobre fiação elétrica, especialmente a de alta tensão, que distribui energia para vários bairros. Tirando os cabos do caminho das árvores, o risco de vários locais ficarem sem luz até o reparo fica eliminado.

Agora, o trabalho em Bonsucesso será finalizado com a remoção dos cabos de alta tensão – que já estão desligados – do alto dos postes, com previsão da Enel para esta semana.

Serviço na Rua Pedro Elmer

Na Rua Pedro Elmer, no Itamarati,a Secretaria de Obras está abrindo canaletas com 1,20 metro de profundidade e 60 centímetros de largura com uma canaleta e cinco funcionários. Em seguida, a concessionária faz a instalação dos dutos subterrâneos. Depois disso, a pasta fecha o buraco. Só após essa fase é que a Enel faz a passagem dos cabos e ativa a rede de alta tensão.

A obra vai beneficiar quase seis mil clientes da concessionária, além da região do Itamarati, também de Estrada da Saudade, Rua Ipiranga, Rua 13 de Maio, Av. Barão do Rio Branco e Quarteirão Brasileiro.

Além das duas obras, o enterramento também será realizado em Rua João Xavier (Duarte da Silveira) e Rua Olavo Bilac (Castelânea). No total, 1,8 km de rede serão enterradas este ano, beneficiando 23 mil clientes – ou quase 100 mil moradores.

Em 2017, 700 metros de rede subterrânea em Av. Getúlio Vargas (Quitandinha), Rua Pedro Stumpf Sobrinho (Centenário) e Rua Dr. Agostinho Goulão (Bonfim). O enterramento nesses locais reduziu a zero as interrupções de fornecimento, o que beneficiou 38 mil pessoas.

“Santos Dumont: mais leve que o ar” tem cenas na “Encantada”, em casarões antigos e ruas de Petrópolis.

As filmagens em Petrópolis da minissérie “Santos Dumont: mais leve que o ar”, uma produção da HBO, terminam nesta quinta-feira (23.08). Os trabalhos continuam em Angra dos Reis e finalizam no Rio de Janeiro, com as últimas gravações. Com estreia prevista para março de 2019, Estevão Ciavatta, um dos diretores da minissérie, adiantou que a Cidade Imperial terá destaque especial na produção. Além do Museu Casa de Santos Dumont – uma das principais locações – ruas e casarões de Petrópolis foram usados como cenários, retratando não só a própria cidade, como também Paris, na França.

“A Casa é a grande referência de Santos Dumont no Brasil. Ele colocou toda sua genialidade nessa casa, foi muito importante gravarmos aqui.  E em toda Petrópolis. Estou encantado pela cidade, já tinha passado algumas vezes por aqui, mas nunca ficado assim tantos dias. Fomos muito bem acolhidos. Gravamos cenas aqui como se fosse na França, inclusive interiores. Nem precisamos ir à Paris”, brinca o diretor, que veio a Petrópolis junto com a mulher, a atriz e apresentadora Regina Casé. Ele é sócio da empresa Pindorama, que produz a minissérie junto com a HBO.

Além de Ciavatta, a minissérie, que terá seis episódios, também é dirigida por Fernando Acquarone. É a primeira coprodução de uma minissérie histórica, baseada na vida e na época do pioneiro da aviação brasileira, Alberto Santos Dumont. Em Petrópolis, foram cerca de 130 horas de trabalho, com mais de 90 pessoas envolvidas na produção – chegando até a 110 em alguns dias. Quatro pousadas foram ocupadas pela equipe, que veio com quatro caminhões de equipamentos e um de figurinos. A produção contratou mais de 100 figurantes de Petrópolis para as filmagens.

Na Casa de Santos Dumont, por se tratar de um museu, todo trabalho foi acompanhado pela museóloga da prefeitura, Ana Carolina Vieira. Segundo ela, é importante que a instituição esteja em constante “movimento”. “A preservação tem que estar sempre conectada com o seu tempo. Essa visibilidade que o museu vai ganhar, no mundo todo, vai ser muito importante para a instituição”, frisa ela.

As gravações em Petrópolis também movimentaram a economia com alugueis de transporte e antiguidades para compor os cenários, hospedagem, alimentação e comércio. A expectativa é de que, após o lançamento, o turismo também colha mais frutos da produção. “Vamos ter uma mídia espontânea fantástica não só para o Museu Casa de Santos Dumont, como para Petrópolis. As pessoas vão assistir a série e vão querer visitar. Temos procurado sempre apoiar iniciativas como essa”, explica o diretor de turismo e eventos da Turispetro, Marcelo Florêncio.

Em “Santos Dumont: mais leve que o ar”, o ator João Pedro Zappa interpreta o inventor em sua fase adulta. E o ator Gilberto Gawronski revive o pai da aviação mais velho, no período que construiu a “Encantada” em Petrópolis. As últimas cenas no museu foram gravadas nesta quarta-feira (23.08) e nesta quinta (24.08) eles gravam no Castelo Country Club, no Quitandinha. A minissérie é uma coprodução HBO Latin America e Pindorama.

Primeiro imperador do Brasil e comprador da Fazenda do Córrego Seco, que deu origem a Petrópolis, Dom Pedro I “vai abrir” o desfile da Vila Isabel em 2019. O escolhido para dar vida ao avô da Princesa Isabel é o decorador petropolitano Robson Garrido, que já está a todo vapor com os preparativos de sua fantasia. Com o tema: "Em nome do Pai, do Filho e dos santos, a Vila canta a cidade de Pedro", a Cidade Imperial foi escolhida para ser enredo da agremiação, uma das mais tradicionais do Rio, e vai mostrar na avenida a trajetória do município, desde os tempos da família real até os avanços na área de tecnologia.

“Quando eu vi que o enredo seria esse pensei que não tinha como não estar já que sou um petropolitano apaixonado pela minha cidade. Sempre estive envolvido com o Carnaval, adoro, já conhecia inclusive o carnavalesco da escola. Venho na primeira alegoria, Corso Imperial rumo à Serra, e a fantasia será muito luxuosa, que remete aos tempos do Império”, disse o decorador, que mesmo já tendo desfilado outras vezes no Carnaval do Rio está ansioso. “Estou muito feliz. O enredo tem tudo a ver com a Vila Isabel e tenho certeza de que a escola vai voltar pro Desfile das Campeãs. Petrópolis será muito bem representada”, completa.

No último sábado (18.08), a Vila Isabel apresentou na quadra da escola os protótipos das fantasias que levará para a Sapucaí no Carnaval 2019. O luxo e o colorido dos figurinos chamaram a atenção de quem participou do evento. Em Petrópolis, elas serão apresentadas no dia 06 de setembro, no Palácio Quitandinha, com a participação de mais de 200 artistas, entre bateria, cantores e membros da escola. A agremiação promete que moradores da cidade deverão se identificar em cada pedacinho dos carros e fantasias que irão contar a história do município.

“Nosso objetivo é fazer com que os petropolitanos também se envolvam com o desfile, que se sintam representados. Temos procurado fazer ações integradas com a escola. Mesmo sem dinheiro público no desfile, a prefeitura está dando todo o apoio à escola”, frisa o diretor-presidente do instituto Municipal de Cultura e Esportes (IMCE), Leonardo Randolfo.

Jogo do próximo domingo pode garantir a permanência do Azul e Branco na segundona

O Serrano segue se preparando para o “jogo de seis pontos” diante do Barcelona (RJ) no próximo domingo (26.08), às 15h, no Estádio Antônio Mourão Vieira Filho, na Rua Bariri. A partida pode garantir a permanência do Azul e Branco na Série B1. O Leão da Serra precisa vencer o confronto direto e torcer contra o Santa Cruz, que faz seu jogo no mesmo estádio diante do Carapebus no sábado. O técnico do time de Petrópolis, Alex Arruda, não vai contar com Arthur Santos, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, mas ganhou o retorno de Ruan e de Foguete, que ficaram de fora da última partida diante do Angra dos Reis.

No treino da manhã desta quinta-feira (23.08), o elenco contou com a visita da prefeitura, com um discurso de incentivo aos atletas e destacou a importância do Serrano na formação de novos atletas.

O Serrano é um clube muito tradicional e contribui na formação dos jovens da cidade, já que também faz um excelente trabalho com os meninos nas divisões de base. A prefeitura acredita no potencial dos atletas da cidade e segue apoiando não apenas o Serrano, mas todos os clubes da cidade. O jogo do próximo domingo é importante e a cidade acredita na capacidade de cada jogador para garantir a permanência do clube na segunda divisão.

A prefeitura foi recebido pelo presidente do Azul e Branco, Alexandre Beck, o “China”. Ele falou sobre as dificuldades encontradas pelo clube, que busca os laudos necessários para liberar o Estádio Atílio Marotti para mais torcedores no último jogo do ano, no dia 1 de setembro, contra o Artsul. A expectativa é que mais de mil pessoas e oitocentas possam acompanhar essa partida.

"A prefeitura sempre esteve preocupada com o Serrano e tem dado todo o apoio necessário ao clube. Estamos lutando para conseguir os laudos necessários para abrir o Atílio Marotti para um grande público no último jogo. Contamos com casa cheia para fazermos uma grande festa com nosso torcedor", explicou China.

Uma das referências do elenco do Serrano, o experiente atacante Marcelo Macedo mantém a confiança na permanência do clube na segunda divisão. O artilheiro do Azul e Branco já marcou 4 gols no campeonato e espera contribuir balançando as redes mais uma vez na partida do final de semana.

“Muito bacana a iniciativa do prefeito acompanhar um pouco do nosso treino, do nosso dia a dia, e mostrar que também está do nosso lado. Temos muita confiança que podemos mostrar mais futebol e manter o Serrano na segunda divisão”, afirmou Marcelo.

O Serrano tem 13 pontos na classificação geral e está em 17º lugar, uma posição acima da zona de rebaixamento. Logo atrás está o adversário do final de semana, com 12 pontos. O Santa Cruz também tem 12 pontos e o Carapebus tem 8.

Os clientes dos planos de Saúde SMH ainda possuem 30 dias para fazer a portabilidade extraordinária que foi publicada em julho, sob resolução nº 2.312 no Diário Oficial da União, pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Esta ação aconteceu por intermédio do Procon Petrópolis, que conseguiu que a ANS concedesse a portabilidade para cerca de 550 clientes.

Os usuários do SMH poderão escolher diretamente na operadora de destino, o plano enquadrado em qualquer faixa de preço. Além disso, após o pagamento da primeira mensalidade do novo plano o consumidor já terá direito a usufruir dos benefícios. Basta ir à operadora escolhida com Identidade, CPF, comprovante de residência e quatro boletos pagos da operadora de origem referentes ao período dos últimos seis meses.

“Muito gratificante para o Procon Petrópolis ter conseguido uma vitória tão emblemática como essa, tratando-se de uma articulação junto a uma agência nacional reguladora como a ANS. Outro ponto é saber que demos tranquilidade e segurança para mais de 550 usuários diretamente e indiretamente mais de 1500 pessoas, em um tema que a gente sempre trata com muita cautela, delicadeza e disposição, que é a saúde do consumidor. É fundamental para aqueles que ainda não fizeram esta migração, que fique atento ao prazo, para que não perca essa oportunidade da portabilidade extraordinária conquistada pelo Procon junto à ANS”, explica o Coordenador do Procon Petrópolis, Bernardo Sabrá.

Os planos SMH encerraram os serviços, após uma determinação da ANS, que constatou graves anormalidades econômico-financeiras e administrativas. Os usuários que foram lesados pelo fim da operadora, foram amparados pelas ações do Procon Petrópolis que atuou diretamente em parceria com a Defensoria Pública e o Ministério Público Federal para garantir o direito dos clientes assegurado.

Qualquer dúvida, a equipe do órgão está disponível para explicações. O atendimento presencial pode ser realizado na unidade do Centro, que fica na Rua Moreira da Fonseca, nº 33. A unidade de Itaipava localizada no Centro de Cidadania, que fica na Estrada União e Indústria, 11.860. Já para quem quiser denunciar alguma prática abusiva pode contatar o Procon pela página do órgão no Facebook, o Procon Petrópolis; pelo site www.petropolis.rj.gov.br/procon. Há, ainda, o WhatsApp Denúncia, no número 98857-5837 ou os telefones 2246-8469 / 8470 / 8471 / 8472 / 8473 / 8474 / 8475 / 8476 e 8477.Os telefones da unidade são: 2222-1418, 2222-7448 e 2222-7337.

Com objetivo de esclarecer sobre o novo contrato da prefeitura com o banco Santander, o Instituto de Previdência e Assistência Social do Servidor Público do Município de Petrópolis (INPAS), oferece no próximo dia 31 de agosto, aos aposentados e pensionistas, uma palestra com a gerente geral, Alexandra Weinem, onde poderão tirar todas as dúvidas sobre esta mudança, que acontece em meados de setembro. O encontro está marcado no Projeto Conviver - INPAS, na Rua Dr. Alencar Lima, 35, sala 205 – Centro.

A palestrante irá apresentar todos os serviços que o banco oferece para os clientes, além dos benefícios que os aposentados poderão adquirir. Serão abordadas questões como a isenção de pacotes, créditos consignados, atendimentos diferenciados entre outros. Vale lembrar que se caso o servidor não quiser ter uma conta no Santander, ele tem o direito de fazer a portabilidade para outra instituição financeira.

“Achei este convite do Inpas um diferencial de serviço. Eles poderão ouvir e esclarecer as dúvidas de forma antecipada. Vamos realizar as ações de esclarecimento com pessoas, em cada secretaria, os aposentados e pensionistas terão esta palestra especialmente para eles”, contou a gerente Alexandra Weinem.

O evento faz parte da programação do Café com Sabedoria, do projeto Conviver, que leva mensalmente palestras sobre os mais variados assuntos inerentes ao dia a dia dos aposentados e pensionistas. É sempre bom ver a casa cheia de pessoas que buscam informações sobre os mais variados temas. O programa teme esse viés e o INPAS fica feliz em ver a adesão das pessoas todos os meses.

São cerca de 12 mil contas salário de servidores ativos, aposentados e pensionistas da administração direta e indireta do município – Secretaria de Saúde, Comdep, CPTrans e INPAS, que serão administradas pelo banco Santander nos próximos 5 anos. A instituição foi vencedora do processo de licitação e o contrato foi assinado em junho. O Santander assumirá a gestão das contas a partir de setembro.

Inovação tecnológica em pauta

O segundo dia de programação da 3ª edição da Rio Info Petrópolis contou com a participação de mais de 100 pessoas, entre estudantes, empresários do setor de tecnologia e professores. Palestras e painéis temáticos sobre inovação, mercado de produção da cerveja artesanal, Cidades Inteligentes e a oportunidade de transformação digital para Petrópolis fizeram parte do encontro.

O evento, realizado no Cefet, é uma iniciativa da Riosoft, promovido e organizado juntamente com o Sebrae/RJ, TI Rio e Prefeitura de Petrópolis, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Petrópolis e Turispetro e também conta com o apoio do Cefet/RJ campus Petrópolis, Programa Ciência em Movimento, TV Rede Petrópolis e SerraTec.

“A presença marcante de estudantes é o grande destaque dessa edição. Petrópolis tem no setor tecnológico uma vocação importante e crescente. Mão de obra especializada é uma necessidade das empresas e por isso o Rio Info Petrópolis tem uma importância ainda mais especial para Petrópolis. É uma oportunidade única para a academia, empresários e estudantes trocarem ideias sobre as tendências do setor”, disse o secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Fiorini.

No primeiro dia do evento, na quarta-feira (22.08), estudantes participaram do Desafio Rio Info Petrópolis e puderam elaborar projetos tecnológicos com objetivo de melhorar os aspectos da cidade seguindo as temáticas: Agronegócio Familiar, Mobilidade Urbana, Turismo Inteligente e Cervejarias Artesanais. Já empresários prestigiaram uma sessão de negócios. No segundo dia do evento tiveram destaque quatro painéis temáticos: formação profissional e oportunidades de negócio; Tecnologia no ramo de Cervejas Artesanais – Beertech; Negócios e Tecnologia em infraestrutura e serviço de Cidades Inteligentes e de Negócios e Tecnologia em Turismo Inteligente.

José Renato Romão, da Associação das Cervejarias Artesanais, explicou a necessidade da tecnologia na produção das cervejarias. “Trazer a tecnologia com preço acessível para os produtores artesanais ainda é um desafio muito grande. O Brasil possui, atualmente, 400 produtores artesanais e poucos podem comprar esses equipamentos, por isso é importante conversar com os jovens sobre a necessidade de se criar novas tecnologias específicas para essa produção. Melhorará o produto e a eficiência da produção”, explicou.

A programação foi encerrada com a premiação dos vencedores do Desafio Rio Info. “Agradecemos a TI Rio, Cefet e Sebrae pelo apoio de sempre em prol da inovação. A vocação tecnológica de Petrópolis ganha muito com esse evento. Cerca de 40 empresários participaram da sessão de negócios que, com certeza, garantirá novas parcerias nessa área. Um dos papeis mais importantes da Rio Info é o de estimular os jovens a criar e empreender na cidade. Queremos exportar serviços de ponta e temos tudo para isso, academia, empresas e jovens empenhados em fazer a diferença no setor tecnológico”, explicou o diretor do Departamento de Políticas Públicas de Ciência e Tecnologia da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Simões.

Agentes distribuíram o material na Praça da Liberdade

Ideia é conscientizar a população sobre os riscos das queimadas

Mais de 500 cartilhas de prevenção a incêndios florestais foram distribuídas pelos agentes da Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias nesta quinta-feira (23.08), na Praça da Liberdade. A ideia é conscientizar a população sobre os riscos das queimadas, que causam diversos prejuízos para o meio ambiente e também para a saúde. A ação acontece em resposta ao número de casos na cidade: desde o início do período de estiagem, em julho, são mais de 170 hectares destruídos pelo fogo – o equivalente a mais de 170 campos de futebol. O último caso de maior proporção ocorreu no fim de semana, na Rua Dr. Agostinho Goulão, em Corrêas, quando foram queimados cerca de 18 hectares de vegetação.

O trabalho de conscientização faz parte do eixo operacional do Plano Inverno de Petrópolis 2018, organizado pela prefeitura, que busca reduzir o número de casos de incêndios florestais na cidade, além de estabelecer um plano de ação para agilizar a resposta às ocorrências. Dados do 15° Grupamento de Bombeiro Militar comprovaram a eficácia do trabalho antecipado realizado na cidade, que começou no ano passado: foram registrados 116 casos de fogo em vegetação em 2017 contra 258 em 2016.

O secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, coronel Paulo Renato Vaz, acompanhou de perto o trabalho dos agentes. Ele lembrou os prejuízos causados pelos incêndios florestais e ressalta a importância da prevenção.

"Na semana passada tivemos mais um grande incêndio florestal, atrás de um colégio, na zona urbana da cidade. Apesar de já ter passado dois meses do início do inverno, o período de estiagem segue até meados de novembro. Não podemos perder o foco, os incêndios florestais são um dos principais desastres de Petrópolis e quase todos os casos são causados pela ação humana. Queremos, e precisamos, ter a população como nossa maior aliada nesse combate preventivo", disse o secretário.

A petropolitana Laudicéia da Silva recebeu a cartilha e contou que em casa avisou ao marido sobre os prejuízos de outra prática: a soltura de balões. "Eu insisti muito e agora ele entendeu o que pode acontecer. Acho muito importante, além dos problemas ambientais, a queimada também faz muito mal para a saúde. A ação da Defesa Civil pode evitar um grande incêndio, igual a gente vê em outros países", disse.

Outra ferramenta importante na prevenção a incêndios florestais é o drone, que foi utilizado pela Defesa Civil em parceria com órgãos ambientais no mapeamento e monitoramento de áreas de preservação. Mesmo após o término deste trabalho, o equipamento permanece disponível para os órgãos ambientais e para o Corpo de Bombeiros em caso de queimadas.

“Seguimos à disposição, não apenas com o drone, mas também com a nossa brigada de combate aos incêndios florestais. O trabalho antecipado e organizado busca reduzir o número de ocorrências deste tipo na cidade. Esperamos conseguir bons resultados com as ações em conjunto”, explica o secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, coronel Paulo Renato Vaz.

O trabalho preventivo da Defesa Civil também estabelece ações de resposta para agilizar o atendimento às ocorrências e minimizar os efeitos das queimadas. O Plano Inverno de Petrópolis 2018, com suas respectivas matrizes de atividades e responsabilidades, está disponível para download no site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

Mais de 40 pessoas, entre conselheiros e sociedade civil, participaram da reunião que aconteceu nesta quarta-feira (22.08) na Casa dos Conselhos, para apresentação da criação do Fórum Permanente dos Conselhos Municipais e Instituições de Petrópolis. O objetivo é que bons projetos para o município possam ter continuidade, além de discutir vários eventos, e o principal, o fortalecimento e a integração entre os Conselhos e instituições. Hoje a cidade possuí 27 Conselhos.

O Fórum Permanente terá um representante de cada Conselho mais um secretário, totalizando 54 membros. As reuniões serão bimestrais e as pautas a serem discutidas serão definidas com 15 dias de antecedência.

“Precisamos pensar na integração da discussão da política pública da nossa cidade. Queremos que os projetos possam continuar acontecendo em benefício da população. O Fórum tem o objetivo de que os Conselhos se ajudem visando estimular a participação dos cidadãos nas políticas públicas municipais”, explicou o presidente da Casa dos Conselhos, Luiz Eduardo Peixoto.

Foi discutido também, a instalação do fórum das entidades, que hoje existem 78 representações dentro dos Conselhos Municipais. A finalidade é que durante o fórum, as entidades possam trocar informações que beneficiem os dois lados.

“A criação do fórum dos Conselhos Municipais é fundamental, se for levado de forma séria e comprometida por todos os presidentes dos conselhos. Na minha avaliação tem alguns fatos positivos que sustentam a criação do Fórum. A oportunidade que os conselhos têm de discutir de forma global em uma única reunião com o presidente de todos os conselhos a política pública da cidade, numa visibilidade de transversalidade. Isso quer dizer que uma ação pode ser discutida por vários setores. Essa discussão é uma garantia de que na mudança de governo a sociedade civil que participará do fórum poderá lutar pela continuidade dos projetos de políticas públicas”, considera o presidente do Conselho Municipal da Saúde, Rogério Tosta.

Encontro tem como objetivo promover integração e valorizar os negócios do trade turístico regional

O fomento da economia nas cidades da região serrana está diretamente ligado ao setor turístico: Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo recebem perto de 2 milhões de visitantes o ano inteiro. E para promover a integração e a valorização dos negócios ligados ao turismo nessas cidades, os Conventions Visitors & Bureau dos três municípios, com o apoio do Sebrae e do MercoSerra, realizarão, no dia 28 de agosto, a 1ª edição do Convention Business Tour.

O evento é a oportunidade para aproximar os setores das três cidades, estreitar os negócios já existentes e criar uma rede com nichos de mercado que acompanham o turismo, como compras e gastronomia.  O Convention Business Tour vai ser realizado no Hotel Alpina, em Teresópolis, das 13h às 18h. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo link: https://pt.surveymonkey.com/r/SNTurismoTr

Além de palestras e talk shows promovidos por representantes dos Conventions das três cidades, o evento contará com expositores que compõem toda a cadeia de turismo local. Na exposição, que é aberta ao público, as empresas apresentarão produtos e serviços da região. Haverá também uma sessão de negócios para promover a interação entre os participantes, viabilizar novas oportunidades de negócio e promover networking.  São esperados representantes da rede hoteleira, pousadas, bares, restaurantes, agências de viagem, segmento rural, moda, tecnologia, entre outros.

“O evento faz parte das ações do MercoSerra, que reúne empresários, poder público e sociedade civil das três cidades e luta por melhorias pensando justamente no desenvolvimento econômico desses municípios. Essa será a primeira edição do evento e tenho certeza que os participantes terão uma oportunidade única de negócio durante a sessão. Queremos estimular a compra de serviços e insumos entre as três cidades, fortalecendo ainda mais o setor”, explica o secretário de Desenvolvimento Econômico de Petrópolis, Marcelo Fiorini.

 “A meta é fortalecer qualitativamente as empresas do trade turístico regional, contribuindo para o desenvolvimento econômico da Região Serrana”, destacou a coordenadora Regional do Sebrae, Cláudia Pacheco.

Para o secretário da Turispetro, Marcelo Valente, o turismo é uma importante ferramenta para o desenvolvimento dos municípios. “É muito importante que tanto o poder público quanto a iniciativa privada estejam sempre unidas com o objetivo de fomentar o turismo na região”, explica.

Confira a programação:

28 de agosto

Hotel Alpina Teresópolis

13h30 às 18h

13h30 - Credenciamento

14h - Abertura

14h30 - Palestra: Sonia Chami - presidente do Rio Convention

15h - talk show - Integração e valorização de negócios do MercoSerra

Petrópolis Convention Talk Show - Célia D'Azevedo - empresária

Nova Friburgo Convention Talk show - Eleonora Erthal - empresária

Teresópolis Convention Talk Show - Fabricio Serafim - empresário

15h30 - sessão de negócios

17h30 - coquetel

14h30 às 18h - visita aos expositores - aberta ao público

 

A prefeitura vai garantir, até o segundo semestre de 2019, infraestrutura para os eventos do calendário oficial da cidade - próprios ou apoiados pelo poder público – por meio de licitação, em regime de registro de preços. Estão previstos itens como palcos, tendas, sonorização e arquibancadas entre outros.  Com o sistema, a empresa vencedora da licitação, marcada para o dia 5 de setembro, será aquela que apresentar menores valores e melhores prazos para a execução dos serviços. Os itens elencados só serão efetivamente adquiridos e pagos se forem, de fato, utilizados.

O formato da licitação tem como objetivo evitar desperdício de recursos públicos e torna o processo mais transparente. No caso dos eventos, o objetivo é que o município tenha uma “prateleira virtual”, com itens para garantir infraestrutura para diferentes tipos de realizações ao longo de um ano inteiro. Os “produtos” desta prateleira são contratados apenas e se houver necessidade.  A Ata de Registro de Preços tem validade de 12 meses.

A contratação será para locação de estruturas e produção para eventos em geral, realizados ou apoiados pela Turispetro - responsável por gerir o setor na cidade - conforme demanda do calendário de eventos. Essa é uma forma, já usada em grandes cidades, para economizar, pagando apenas por aquilo que for usado. No ano passado, a prefeitura conseguiu reduzir em mais de 50% o valor global previsto no edital.

No regime de registro de preços a verba desembolsada pela prefeitura não fica comprometida nem é reservada. Só é acionada aos poucos, conforme for sendo necessária. Pode-se usar qualquer valor dentro deste montante ou até mesmo não usar nada.

Em 2017, a prefeitura garantiu– por menos da metade do preço previsto -  a estrutura para a realização de eventos do calendário oficial do município até este ano. Com isso, pela primeira vez a cidade teve uma estrutura para eventos culturais e com viés turístico programada por 12 meses. O custo da licitação para realização de 77 diferentes tipos de serviços e equipamentos, com valor global estimado em R$ 15,7 milhões, foi fechado por menos da metade do previsto - R$ 7,6 milhões.

Este ano, a licitação acontece às 10h, do dia 5 de setembro, no Centro Administrativo da prefeitura, na Avenida Barão do Rio Branco. O edital prevê 80 serviços.

R$ 12 milhões no HAC, emergência dos distritos e nova gestão das UPAs

Com mais investimentos e implantação de sistema integrado de atendimento, município poderá melhorar classificação no estado em estudo do TCE

Nova administração das unidades de Pronto Atendimento (UPA), com atendimento mais rápido e integrado, implantação do serviço de urgência e emergência de Itaipava, R$ 12 milhões para ampliação e reforma do Hospital Alcides Carneiro e orçamento R$ 45 milhões maior que o de 2018. Com estes fatores, a Secretaria de Saúde estima ampliar o atendimento da população em 2019, com as ações de promoção à Saúde. Trabalhos foram considerados efetivos pelo TCE, no ano passado, e a ideia é melhorar a nota e os serviços à população.

A prefeitura tem trabalhado permanentemente pelo equilíbrio das contas do município, mantendo o controle das despesas e trabalhando para aumentar a arrecadação. Isso, para manter a qualidade dos serviços à população e ampliar os investimentos em áreas importantes, como a Saúde, por exemplo.

A nova administração das UPAs, que já está sob gestão do Serviço Social Autônomo do Hospital Alcides Carneiro (SEHAC) já está gerando bons reflexos no atendimento, como a redução do tempo de espera, mais médicos e enfermeiros e a chegada de três ambulâncias UTIs móveis. O município ainda vai contar com o Serviço de Urgência e Emergência (SUE) de Itaipava, que vai atender aos moradores dos distritos.

Os moradores dos distritos vão poder contar com o serviço em breve. A prefeitura já está, desde o dia 17, com o SEHAC administrando as UPAs e a população já percebeu a melhora, com menos tempo de espera, atendimento rápido e com conforto. A prefeitura quer ampliar isso.

O bom desempenho da Saúde em Petrópolis foi reconhecido no ano passado, pelo relatório do Tribunal de Contas do Estado (TCE), que apontou que o município tem ações consideradas efetivas e adequadas. Os dados foram relativos à pesquisa realizada em 2017 e fazem parte do Índice de Efetividade da Gestão Municipal (IEGM), que avaliou o desempenho dos municípios, em âmbito nacional, em sete setores: Saúde, Educação, Planejamento, Gestão Fiscal, Meio Ambiente, Governança em Tecnologia da Informação e Proteção.

Foram avaliados os trabalhos da atenção básica, cobertura e ação do Programa Saúde da Família, atuação do Conselho Municipal da Saúde, assiduidade dos médicos, atendimento à população para tratamento de doenças, como tuberculose, e prevenção de doenças, como a dengue, controle de estoque de insumos, cobertura das campanhas de vacinação e de orientação à população.

E a Secretaria de Saúde quer melhorar ainda mais esta nota, que reflete o trabalho desenvolvido no atendimento de Saúde da população. A pasta está com as equipes empenhadas desde a Atenção Básica.

Com 220 mil usuários do sistema, que representam 70% da população, Petrópolis permanece positiva porque mantém pesquisas e levantamentos sobre o número de consultas básicas realizadas, tem o controle com relação à quantidade de internações clinicas realizadas, além de possuir uma gestão de estoques dos insumos.

No primeiro semestre do ano, o município registrou mais de 100 mil consultas com médicos, dentistas e enfermeiros, na saúde básica. Em todo o sistema, apenas de janeiro a junho, foram mais de 300 mil atendimentos.

Saúde terá mais R$ 45 milhões no orçamento de 2019

A Lei Orçamentária para o próximo ano, discutida em Audiência Pública na segunda-feira (20.08), prevê que a Saúde terá orçamento R$ 45 milhões maior que o de 2018. Neste ano, a pasta recebeu R$ 329 milhões e, em 2019, vai alcançar R$ 374 milhões. O montante representa mais de 30% do orçamento e é mais do que o dobro do mínimo constitucional, estabelecido em 15%.

A Coordenadoria de Planejamento e Gestão Estratégica está finalizando o projeto de Lei Orçamentária Anual (LOA 2019) que será encaminhado à Câmara até o dia 31 de agosto. Ele será discutido pelos parlamentares e votado antes do fim do ano legislativo.

Serviço acontece do lado ímpar e vai ter sequência pelas Visconde do Bom Retiro e Aureliano Coutinho

Ao mesmo tempo em que faz a manutenção viárias nos bairros em especial em ruas com maior circulação de  ônibus, a Prefeitura esta fazendo o asfaltamento de ruas do Centro da cidade onde há a maior tráfego de transporte público. A meta é tornar o trânsito mais fluido e reduzindo o tempo de viagem das linhas urbanas. O lado ímpar da Rua Souza Franco, a Visconde do Bom Retiro e a Aureliano Coutinho estão passando por asfaltamento iniciado na noite desta quarta-feira (22.08).  A obra  vai ser executada em 1,3 km nos três locais, onde serão aplicadas 1,1 mil toneladas de asfalto até a próxima semana. O serviço já teve início pelo local que recebe a principal feira livre da cidade.

A Souza Franco tem média de 2.390 veículos por dia  sendo 25 linhas de ônibus – mais de 800 viagens diárias – que usam a rua como itinerário. Por lá, serão usadas 230 toneladas de asfalto em 540 metros de rua. O serviço é feito pela empresa Gravisa com 20 funcionários que trabalham sempre à noite, quando o fluxo de trânsito é mais reduzido.

A prioridade são as ruas com este fluxo de ônibus com a meta de reduzir o tempo de ida e volta dos veículos e aumentar número de viagens. As ruas Souza Franco, Visconde de Bom Retiro e a Aureliano Coutinho formam um circuito importante no Centro, local que tem a maior quantidade de veículos durante todo dia.

Na Visconde de Bom Retiro e Aureliano Coutinho, serão aplicadas mais 877 toneladas de asfalto em 800 metros de extensão.

O trabalho tem início com um processo de fresagem, que consiste na raspagem para remoção do asfalto anterior. Diferente das ruas Santos Dumont e o lado par da Souza Franco, onde a retirado do asfalto foi completa, nesse novo trecho será feito apenas nas laterais, para que melhorar o sistema de drenagem de águas pluviais desses locais, e em outros pontos para eliminar ondulações e permitir um melhor nivelamento da pista. Para isso, estão sendo usados 15 caminhões, uma máquina de fresagem, uma máquina para espalhar pintura de ligação e dois rolos compressores.

Durante os trabalhos, as vagas de estacionamento dessas ruas estão sendo interditadas pela CPTrans, que mantém o trânsito em meia pista a partir de 21h.  

Neste ano, a Secretaria de Obras já fez manutenção viária em ruas de mais de 50 bairros ou localidades com mais de 300 toneladas de asfalto. Além disso, a prefeitura vem buscando recursos para poder estender a atuação também para outras vias importantes da cidade, como a reforma das ruas Barão de Amazonas, Monsenhor Bacelar e Rocha Cardoso, obras para a Rua Professor Cardoso Fontes e para uma ligação entre o Vicenzo Rivetti e Corrêas.

A Prefeitura vai levar ao Tribunal de Justiça do Estado a apresentação da situação financeira do município – que ainda alcança R$ 685 milhões em dívidas acumuladas por gestões passadas e os esforços para manter em dia o pagamento do funcionalismo, que soma R$ 525 milhões ao ano, entre eles os vencimentos dos servidores da Educação. A Prefeitura vai demonstrar a impossibilidade de reajuste e os esforços que foram feitos em avançar em outras reivindicações dos profissionais da Educação.  O TJ  também está recebendo relatórios sobre o quantitativo de escolas funcionando e profissionais que estão registrando o ponto.

Nesta quarta-feira (22.08), de acordo com um levantamento realizado pelo Departamento de Inspeção Escolar, 57 unidades escolares funcionaram normalmente, 112 de forma parcial e 14 ficaram paralisadas. Com relação ao turno da noite, 11 unidades funcionaram parcialmente e uma ficou paralisada. O Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro determinou, no dia 16 de agosto, que 70% do efetivo de funcionários de cada unidade escolar devem estar atendendo os alunos da rede.

O levantamento da Secretaria de Educação é feito presencialmente todos os dias e em todas as unidades escolares da rede municipal. A partir das visitas são organizados os relatórios diários com a frequência total de servidores em cada escola e Centro de Educação Infantil. Os dados estão sendo compilados com o auxilio dos ofícios encaminhados pelos diretores no fim de cada turno.

O poder público reitera que o compromisso é o de manter em dia o salário dos servidores – ação que está sendo cumprida sem nenhum atraso: a atual gestão depositou R$ 39,4 milhões da folha de pagamento de julho do funcionalismo e R$ 8,7 milhões do 13º salário antes do início da greve.

Trabalharam normalmente nesta quarta-feira (22.08) 1.869 servidores – contabilizando o turno da noite. Os profissionais que continuam em greve já possuem 23 dias de ponto cortado. A medida tem amparo legal do Supremo Tribunal Federal que proferiu decisão neste sentido em 2017 (http://redir.stf.jus.br/paginadorpub/paginador.jsp?docTP=TP&docID=1945564).

Notícias por data

« Agosto 2018 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31    

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

iptu

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

cmv-logo

Relatorio CMVP