Contribuintes que pagarem o Imposto Predial Territorial e Urbano – IPTU 2019 em cota única até o dia 21 garantem 9% de desconto no valor do tributo. Os carnes emitidos pela Secretaria de Fazenda estão sendo distribuídos pelos Correios e o boleto para pagamento  também está disponível no site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br). Basta clicar no ícone “IPTU” - à esquerda na tela. Para imprimir o boleto de pagamento, o interessado deve informar apenas o número de inscrição do imóvel.

O IPTU é a segunda maior fonte de arrecadação do município, portanto um tributo fundamental para mantermos a regularidade na aquisição de medicamentos nas unidades de saúde, a qualidade da merenda para 42 mil crianças de 182 creches e escolas, além de serviços a limpeza urbana, a pavimentação de ruas, e todos os demais serviços públicos.

Quem quitar a cota única até 20 de fevereiro economiza 7% do valor do imposto e aqueles que optarem pelo terceiro vencimento - até 20 de março - têm desconto de 5%. Em Petrópolis 116.051 imóveis são cadastrados pela Secretaria de Fazenda, sendo 93.143 referentes a áreas construídas e outros 22.908 terrenos.

Para agilizar o atendimento às pessoas que optam pela retirada presencial do boleto, assim como foi feito desde o início do governo Bernardo Rossi, a Secretaria de Fazenda está montando um núcleo de atendimento no Centro de Cultura Raul de Leoni. No local será feita a emissão de segunda via de boletos referentes ao IPTU 2019 e também 2018. Para isso, o interessado deve apresentar o número de inscrição do imóvel. O espaço será aberto na próxima quarta-feira (16.01).

Os fins de semana do Natal Imperial têm sido animados e neste não será diferente. De sexta-feira (11.01) a domingo (13) o público poderá contar com shows gratuitos, tanto na Praça da Liberdade – a Vila Imperial quanto no Palácio de Cristal – o Doce Natal. Tem atração do pagode ao blues, além da programação fixa, como os espetáculos diários do Túnel de Luz da 16 de Março. Entre os destaques deste fim de semana está a dupla UMKK4, que se apresenta no sábado (12), às 20h.

Nesta sexta-feira, quem abre o fim de semana são os pagodeiros do Grupo Magia, às 20h, na Praça da Liberdade, e a dupla Gabi e Dani, no mesmo horário, no Palácio de Cristal. No dia seguinte, sábado, será a vez do Hometown Blues no Doce Natal, também às 20h, enquanto, simultaneamente, sobe ao palco da Vila Imperial a dupla UM44k. Entre os sucessos de Luan Otten e Saulo Poncio está o hit “4 da Manhã”, que alcançou o TOP 25 do Spotify chegando à marca de mais de 100 milhões de plays em todos os streamings e é o terceiro clipe mais exibido do programa TVZ, no Multishow.  

Já no domingo (13) será dia de En’Canta Noel às 18h, no Doce Natal, e da banda de rock Concreto Humano, às 19h, na Vila Imperial. Todas as atrações têm entrada gratuita. Durante o fim de semana, também é possível conferir os espetáculos do Túnel de Luz, que acontecem todos os dias, às 20h, 20h30, 21h, 21h30 e 21h45.

A programação completa do Natal Imperial pode ser conferida no site: https://www.natalimperialpetropolis.com.br/programacao.

Passadas as festas de fim de ano, a preocupação de um grande número de famílias é com a volta às aulas. Para ajudar na hora da rematrícula, o Procon Petrópolis está divulgando algumas dicas para que o consumidor não seja lesado na hora de matricular as crianças nas escolas. A iniciativa faz parte da Operação Volta às Aulas, que também divulgou a lista com um comparativo no preço do material escolar e apontou diferença de até 400% entre itens. A lista com 42 itens está disponível no site do Procon. Nesta sexta-feira (10.01), o Procon também realiza uma ação itinerante, na Praça Alcindo Sodré, no Centro. A iniciativa é para divulgar os direitos e deveres na hora da rematrícula.

A mensalidade escolar só pode ser reajustada uma vez ao ano, explica o Procon Petrópolis. O valor da anuidade, deve ser contratado no ato da matrícula ou da sua renovação e deve ser dividido em 12 parcelas mensais iguais. E, após contratado, esse preço não pode sofrer alteração pelo período. A matrícula pode ser cobrada, desde que integre a anuidade. Ou seja, a quantia paga antecipadamente a título de reserva ou matrícula deve ser descontada nas parcelas da anuidade.

A escola também precisa deixar claro, como o valor da matrícula será absorvido nos meses subsequentes. As escolas podem oferecer planos alternativos de pagamento, mas o valor total não pode ser superior ao da anuidade. Também vale verificar a possibilidade de desconto para pagamento antecipado ou para mais de um aluno na mesma família. Além disso, unidades de ensino que disponibilizam o material escolar mediante o pagamento de uma taxa devem informar pelo que as famílias estão pagando.

No contrato de prestação de serviços educacionais, que deve ser lido e esclarecido antes de ser assinado, deve constar tudo que interessa às partes como a identificação das partes, serviço contratado e prazo de duração, preço, forma de pagamento, vencimento, multa, rescisão, desconto para outros membros da família ou para pagamento antecipado.

Outro detalhe importante, mas que muitas vezes é negligenciado é que uma via do contrato deve ficar em poder do responsável e a outra com a escola. Além disso, a escola não pode negar pedidos de histórico escolar ou impedir a transferência para outra instituição, muito menos impor qualquer tipo de sanção pedagógica, como impedir o aluno de assistir aulas, realizar provas, participar de atividades, pelo fato do aluno estar inadimplente.

Ao longo de 2018, a cidade teve 19.794 pontos de luz de iluminação pública consertados. O ritmo intenso de trabalho de manutenção da rede permite manter aproximadamente 99,4% das luminárias do município acessas. Hoje, a Secretaria de Serviços, Segurança e Ordem Pública (SSOP) tem apenas 260 pedidos de manutenção em aberto, o que representa apenas 0,6% dos quase 41 mil pontos que iluminam os bairros e distritos.

Na quarta (09.01) e na quinta-feira (10.01), por exemplo, o trabalho ocorreu na região de Vista Alegre, em Araras. Uma equipe da Vitorialuz passou pelas ruas Agnelo Barreiros, Mariquinha Ribeiro, Jorge Moura, Maria Adélia de Souza, Estrada Bangalus da Mata, Bernardo Coutinho, Estrada da Mombaça, Servidão Honorato de Oliveira.

Os maiores bairros, como Centro, Quitandinha e Itaipava, foram os que tiveram maior quantidade de pontos consertados. Mas foram mais de 100 localidades atendidas pela Vitorialuz desde o início do serviço, no fim de fevereiro do ano passado.

Os moradores podem solicitar o reparo informando que tipo de problema a luminária apresenta (lâmpada apagada à noite ou acesso durante o dia, lâmpada que acende e apaga, braço da luminária ou mesmo poste danificado, luminosidade ruim, cabos rompidos, entre outros) e a localização exata do ponto de luz – toda luminária possui uma placa com número de identificação, basta informar esse número para facilitar a identificação do local que precisa de conserto. Os pedidos podem ser feitos presencialmente, pelo telefone e pela internet.

O atendimento presencial ao público pelo Departamento de Iluminação Pública da Secretaria de Serviços, Segurança e Ordem Pública (SSOP) tem novo horário. Quem procurar o setor, no Centro Administrativo – Av. Barão do Rio Branco, 2.846 (Centro) –, será atendido de segunda a quinta entre 7h e 12h e de 13h às 17h. Às sextas, os pedidos de manutenção podem ser feitos de 7h às 16h, com pausa de uma hora para o almoço a partir de 12h. 

A população também pode fazer solicitações de manutenção da rede pelo telefone: 0800 024 1000 / 2246-8971 / 2233-8165. O horário do teleatendimento é de 7h às 12h40 e de 13h às 18h40, de segunda a sexta.

Outro caminho possível é fazer a solicitação pelo site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br) e pelo aplicativo disponível para celulares com sistema operacional Android (Petrópolis IP) – ambos os caminhos permitem o acompanhamento da solicitação.

Cidade bem cuidada é o lema do mutirão de serviços que reúne de 30 a 50 homens de quatro secretarias, mais concessionárias de água e luz, a cada edição. A missão é em apenas 24 horas mudar o visual da localidade, com um choque de limpeza e cuidados. Após o mutirão, a localidade continua a receber a manutenção dos serviços, um cronograma que atende a todos os bairros até a Posse. A prefeitura realizou 33 mutirões de serviços em 25 locais diferentes em 24 meses.

Os cuidados com limpeza, manutenção e conservação dos bairros e distritos de Petrópolis são frequentes: ações como remoção de entulho, capina e roçada, manutenção viária, reparos de iluminação pública, entre outros, são realizados diariamente por Comdep, Secretaria de Obras e Secretaria de Serviços e ganham impulso durante os mutirões de serviços promovidos pela prefeitura.

Nesta quinta-feira, por exemplo, a Comdep reuniu cerca de 45 funcionários dos setores operacionais e de obras para um trabalho concentrado no Vale dos Esquilos, no Retiro. Locais como Rua Henrique Dias, Rua Vital de Negreiros,Rua Felipe Camarão,Rua Binot,Rua Fernandes Vieira, Rua das Dracenase Rua Sebastião Pinho da Silvativeram remoção de entulho, capina e roçada. Na Rua Sebastião Pinho da Silva, uma equipe especializada da Companhia fez limpeza manual de rio, com a retirada de mato, pedras e lixo que atrapalha a passagem da água. No parquinho da Praça Nestor Massi, foi feita a reforma e pintura de brinquedos e instalação de gangorra.

Desde 2017, o mutirão já ocorreu em Mosela, Posse, Independência, Madame Machado, Siméria, Bonfim, São Sebastião, Vila Rica (em duas oportunidades cada bairro), Bairro da Glória, Nogueira, Secretário, Alto da Serra, Quitandinha, Estrada da Saudade, Morin, Meio da Serra, João Xavier, 24 de Maio, Duques, Bela Vista,VicenzoRivetti, Vila São José, Carangola, Rua Teresa e Itaipava.

Esses trabalhos somam a outros já realizados pela prefeitura. Além da manutenção viária em ruas como Fernandes Vieira e Henrique Dias,dentrodo programa Mais Asfalto, a Secretaria de Obras promoveu melhoria de calçamento na Rua I nos primeiros dias desse ano. A região do Vale dos Esquilos também teve 31 pontos de luz consertados em 2018.

Secretaria de Meio Ambiente já colocou cerca de 200 placas em toda a cidade

Alertar sobre os riscos existentes em cachoeiras e em áreas de preservação, conscientizando a população do descarte correto do lixo produzido em áreas verdes. Com esse objetivo, a Secretaria de Meio Ambiente segue instalando placas de sinalização e de orientação nestes locais. Nesta quinta-feira (10.01), as equipes estiveram no Poço do Tchê, no Bonfim, na Cachoeira do Taquaril e na Estrada do Taquaril – em uma área de preservação permanente, colocando o material nas regiões mapeadas. Cerca de 200 placas estão espalhadas pela cidade.

Até o final do ano, Petrópolis vai chegar a 400 placas instaladas por toda a cidade nesses locais. A proposta é conscientizar os frequentadores destes locais sobre os riscos existentes. O trabalho antecipado é fundamental para diminuir a quantidade de ocorrências. A ação é uma maneira de mostrar que o poder público também está presente nessas regiões.

No Poço do Tchê, houve a instalação de uma placa sobre os perigos daquela região, como os riscos de correntezas, pedras escorregadias e cuidado com as crianças. A pasta já havia colocado o material no local, mas a sinalização foi retirada. Segundo Renato Couto, secretário de Meio Ambiente, é importante que os frequentadores entendam a importância da orientação nestes ambientes.

A Secretaria de Meio Ambiente retornou ao Poço do Tchê após a placa ter sido retirada. Está reforçando a ação, com o objetivo é conscientizar, alertar e educar sobre os perigos que as áreas podem apresentar para os usuários. Muitas pessoas não sabem que algumas práticas nesses locais, são bastante perigosas.

No Taquaril, o material foi colocado na cachoeira e também na Estrada do Taquaril, em um área de preservação permanente. O setor de Educação Ambiental tem mais de 70 trilhas catalogadas no município e 15 cachoeiras com boa acessibilidade. As trilhas do Parque Nacional da Serra dos Órgãos, por exemplo, já são sinalizadas.

A instalação das placas pelo município segue um cronograma de ações do Projeto Inteligência Ambiental, do Setor de Educação Ambiental da Secretaria de Meio Ambiente. O trabalho de conscientização acontece também nas escolas da rede municipal. A ideia é aproximar as crianças e os adolescentes dos espaços naturais do município e ensinar a importância da preservação ambiental.

Será aumentado o número de escolas atendidas neste ano, aumentando também o número de alunos participantes. A ideia é cultivar nos jovens da cidade a cultura de preservar o meio ambiente. A Secretaria de Meio Ambiente acredita que as crianças tenham o poder de ensinar os seus familiares.

Instalação de placas em trilhas acontece no sábado no Rocio

Uma parceria entre a Secretaria de Meio Ambiente, o Instituto Municipal de Cultura e Esportes (IMCE), através da Superintendência de Esportes e Lazer e o Centro Excursionista Petropolitano (CEP), vai realizar a instalação de placas de orientação na trilha do morro do Bonet, no Rocio, no próximo sábado (12.01). O mesmo material será colocado na trilha do Morro dos Palmares, em Araras, e na Pedra do Cortiço, no São Sebastião.

Há cinco meses sendo referência para a realização de curativos, as oito Unidades Básicas de Saúde (UBSs) do município e os Centros de Saúde do Itamarati e do Centro realizam mais oito mil atendimentos ao mês. Além de contar com equipes especializadas, as unidades estão equipadas com materiais avançados para o tratamento específico de cada caso. Diariamente, das 8h às 17h, são feitos atendimento de livre demanda e os pacientes recebem o acompanhamento necessário para o cuidado das lesões.

Desde agosto de 2018 foi iniciada a migração do serviço, antes concentrado no Pronto Socorro Leônidas Sampaio, no Alto da Serra para as unidades de saúde. O objetivo foi dar maior qualificação ao trabalho, além de ampliar o território de atuação facilitando o acesso dos pacientes.  Para realizar a migração do atendimento de curativos para as UBSs focou no aprimoramento das equipes, visando maior qualificação na escolha dos profissionais e dos materiais usados nos procedimentos.

A descentralização do serviço pelas unidades, tem possibilitado a identificação de materiais de melhor qualidade para atender as necessidades dos pacientes atendidos. A partir do quadro clínico, a equipe avalia o produto adequado para que haja maior eficácia na recuperação das lesões.  A distribuição dos materiais necessários em cada UBS e nos Centros de Saúde é feita pelo Núcleo de Assistência Farmacêutica, que acompanha a demanda das unidades.

O Centro de Saúde do Itamarati e do Centro estão entre os que têm maior registro de atendimentos. Diariamente cerca de 20 pacientes são avaliados no Centro, e no Itamarati, cerca de 12 pacientes recebem os curativos. “Temos hoje materiais de qualidade, com cobertura mais específicas para cada tipo de lesão, algumas com maior durabilidade. O tratamento das feridas segue uma avalição da característica da lesão, que vai indicar cuidados diferenciados”, destaca a enfermeira do Centro da Saúde do Itamarati, Grazielle Stambassi.

A 10ª edição do Prêmio Maestro Guerra Peixe já tem sua lista de indicados. Contemplando petropolitanos ou moradores da cidade que mais se destacaram no cenário cultural em 2018, o prêmio é dividido em 11 categorias, sendo dez delas com quatro indicados e um vencedor. A única exceção é o “Notório Reconhecimento”, que avalia o conjunto da obra realizado ao longo dos anos e um único indicado é homenageado. Como tradição, a solenidade de entrega, organizada pela prefeitura por meio do Instituto Municipal de Cultura e Esportes (IMCE), acontece no dia 18 de março. A data escolhida presta uma homenagem ao dia de nascimento do patrono da premiação, o maestro, compositor e arranjador César Guerra-Peixe.

Para o “Notório Reconhecimento”, quem este ano leva a estatueta em bronze chamada de “Bandolim e Arte”, obra do artista visual Sérgio Cestari, é o ator, músico e locutor Reinaldo Gonzaga. Também já passaram pela homenagem nomes de peso do cenário nacional, como Leonardo Boff, Rodrigo Santoro, Lan, Ziraldo, Monáh Delacy e Myrian Dauelsberg. Os demais premiados só serão conhecidos no dia da festa.

A comissão julgadora que apurou o resultado durante todo o ano de 2018 foi formada pela artista plástica Elisabeth Ferraz; a bailarina, professora e coreografa Isabela Barenco; a jornalista, pesquisadora digital e professora Monica Winter; o jornalista e pesquisador musical Nelson Kuster; o artista plástico e animador cultural Paulo Campinho; o técnico em audiovisual e produtor cultural Rogério Avelino; o músico, compositor e ator Thiago Oliveira; o ator, artista plástico e cenógrafo Arthur Varella e o escritor, músico e professor Marcelo Fernandes. A premiação é coordenada pelo músico, ator e compositor Marco Aurêh.

Confira a lista de indicados:

1.Música Popular: Álcool 70; Alma Reggae; Dois no Samba; O Velho Blues.

2.Música Erudita: Coral Municipal de Petrópolis; Coral das Meninas e dos Meninos Canarinhos de Petrópolis (Réquiem de Mozart); Orquestra de Câmara de Petrópolis ASMB; Teatro Gregoriano Estrada Real.

3.Teatro: Cia de Teatro da UMEP (O Reino Enfeitiçado); Flávia Miranda (figurinos de O reino adormecido); Teatro Circense Andança (O Chororô do Rio); Trupe Inventada (O Grande Conscerto).

4.Dança: Ballet Heloísa Schanuel (The Fairy Doll);  Cia Corpoiesis (À flor da pele); Marcio Rodrigues (atuação 2018); Studio DNA (Mamma Mia).

5.Artes Visuais: Carolina Ponte e Pedro Varela (Diálogos); Josiana Oliveiras (Arvorecer); Novos Olhares (Coletiva); Projeto  Marcelo Lago e Grupo Açúcar (Diálogos).

6.Literatura: André Tavares (Todos os Pais do Mundo); Felipe Barenco (Dois, cinco, meia); José Afonso Vaz (Os Chinelos da Vó Mariquinha); Sylvio Adalberto (Sentir é Terno).

7.Comunicação: Arte e Cultura; Jornal de Itaipava; Um Programa e Tal.

8.Audiovisual: Carol Martins (Flores para quem está viva); Gustavo Pizzi (Benzinho); Milena Cafer e Mariana Diegues (Sexismo Insistente).

9.Produção Cultural: Deguste; Renata Garcia;  FEESPE;  Solstício do Som.

10.Categoria Especial: Concertos de Órgão da Catedral São Pedro de Alcântara; Museu da Cerveja; SESC; Televisual (30 anos).

11.Notório Reconhecimento: Reinaldo Gonzaga.

Representantes das prefeituras de Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo participaram de uma reunião nesta quarta-feira (09.01), na empresa Alterdata Software, onde foram recebidos pelo presidente Ladmir Carvalho, na sede da empresa, em Teresópolis. O objetivo do encontro foi estreitar os projetos que serão apresentados ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, em Brasília. O foco é conseguir investimentos com a nova equipe do Governo Federal para fomentar a economia da região serrana, além de gerar novos negócios e empregos.

Uma das pautas discutidas para ser ressaltada na reunião que está marcada para fevereiro, com o Governo Federal, foi a capacitação de mão de obra para o segmento de TI, assim cumprindo a meta de geração de novos empregos, capacitação de jovens e desenvolvimento de novos projetos.

“Fortalecer a vocação tecnológica dessas cidades contribuiu para a visibilidade de outras vocações que os municípios têm, como turismo, agricultura e moda. A tecnologia é base e pode fomentar essas vocações”, pontuou o Diretor do Departamento de Ciência e Tecnologia de Petrópolis, Marcelo Simões.

A Galeria Van Dijk, do Centro de Cultura Raul de Leoni, recebe a partir desta sexta-feira (11.01) a mostra Folia de Reis. É uma coletiva da qual participam dez artistas petropolitanos, que trabalharam sobre lonas de algodão a temática dessa festa popular. Cada artista desenvolveu o tema com materiais expressivos de sua própria escolha. São dez obras medindo 120 X 100 cm cada uma, que poderão ser conferidas até o dia 02 de fevereiro. Itinerante, a exposição vai passar também, ainda neste primeiro semestre, por outros distritos da cidade. A entrada é gratuita.

O que o público poderá conferir é a criatividade na interpretação de cada peça. As obras, todas muito coloridas, retratam elementos da Folia de Reis, essa manifestação folclórica que lembra, na crença católica, a viagem dos Reis Magos para levar ao Menino Jesus seus presentes de ouro, incenso e mirra. Fazem parte da mostra os artistas: Bia Penna, Cristina Lima, Daniela Vita, Denise Campinho, Gardênia Lago, Graça Pimentel, Nelson Ricardo, Paulo Campinho, Paulo Mendes Faria e Rosa Paranhos.

“A ideia é levar essa mesma exposição para os centros culturais dos distritos dando, dessa forma, oportunidade para que o público morador da região também possa ter acesso a exposições de qualidade no seu distrito. A itinerância irá contemplar Itaipava, Nogueira e Posse”, explica o animador cultural do Instituto Municipal de Cultura e Esportes, Paulo Campinho.

A visitação da mostra na Galeria Van Dijk é de segunda a sexta-feira, das 10h às 17h e sábados das 13h às 17h. Em fevereiro, a exposição segue para a Galeria Peter Brian Medawar, no Parque Municipal, em Itaipava. Logo após, em março, estará no CEU da Posse. E, em maio, no Centro Cultural Estação Nogueira.

Notícias por data

« Janeiro 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31      

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

iptu

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

cmv-logo

Relatorio CMVP