A  Defesa Civil vistoriou nesta terça-feira (22.01), a área na Posse atingida por desplacamento em maciço rochoso na região do Ingá.  Seis casas foram atingidas na Estrada da Pedreira e não houve feridos. Cerca de 40 imóveis estão interditados preventivamente pela Defesa Civil em um raio de 500 metros. Os técnicos da pasta já começaram a preparar um novo laudo técnico para a área. Em 2014, sete casas e um terreno já haviam sido interditados no local, quinto distrito de Petrópolis e área rural, após deslizamento de rochas.

Equipes da Assistência Social também estiveram no local dando suporte às famílias. Está sendo feito levantamento apurando as necessidades de cada família em alimentos, roupas e outros itens. As famílias estão sendo alojadas em casa de parentes.

Equipes da prefeitura ficarão no local dando o primeiro atendimento, deixando os moradores em segurança. Uma equipe da Guarda Civil, também permanecerá no local para fazer a segurança dos imóveis interditados.

Temperatura alta aliada a raios e temporais no Verão pode ter provocado o deslocamento de rochas, após sequência de variação térmica.

Será feita uma análise geológica para determinar causas e extensão do acidente e direcionar as ações de prevenção. Os técnicos da Defesa Civil estarão de prontidão e especialistas vão continuar a análise da região.

As empresas participantes do Feirão Limpa Nome prometem oferecer descontos e parcelamentos inéditos para garantir que o consumidor saia com a sua situação resolvida. A iniciativa inédita promovida pela Prefeitura, por meio do Procon, ocorre na próxima semana, entre 30 de janeiro e 1º de fevereiro. Já são 15 empresas confirmadas, que estarão com estandes montados na Casa dos Conselhos, na sede da Prefeitura, de 10h às 16h. Nos três dias do Feirão a palavra de ordem é flexibilização.

A iniciativa visa garantir a exclusão e resolução de pessoas com os nomes negativados no SPC e Serasa ou com alguma dívida junto às empresas que irão participar do Feirão. De acordo com SPC Brasil, Petrópolis tinha, até 31 de dezembro de 2018, 36.762 com restrições no nome ou endividadas. Até agora, já estão confirmadas para participar da iniciativa Itaú, Bradesco, Santander, Caixa, Oi, Vivo, Tim, Claro, Enel, Águas do Imperador, Casas Bahia, Ponto Frio, Sky, Net e TechCable.

O gestor de ativos do Bradesco, Cláudio Barbosa, explica que o banco está disposto a facilitar, de todas as formas possíveis, a negociação com os clientes. “Serão oferecidos descontos, de preferência para pagamentos à vista, facilidades com a redução de juros e multas, enfim, uma série de medidas que poderemos adotar aos clientes que estiverem dispostos a negociar com a empresa. Queremos resolver a situação para a empresa e para o cliente”, disse.

Elizabeth Marcelino Martins, analista da Vivo, destaca que todos os casos serão tratados individualmente e serão oferecidas condições específicas para que se chegue a um acordo. “Serão propostas individuais e os acordos dependerão de fatores como o tempo de dívida, o valor e também a possibilidade de pagamento. Mas o objetivo principal é resolver as demandas, chegar um acordo que facilite o pagamento para o nosso cliente”, explica.

Os acordos das empresas serão assinados pelo Procon, que, como testemunha, vai validar cada negociação realizada junto às empresas. A OAB Petrópolis também estará participando, dando suporte aos consumidores em suas dúvidas e oferecendo apoio durante as negociações que estiverem sendo realizados.

O feirão tem como principal objetivo oferecer condições especiais para as pessoas que estão com restrições junto a empresas, ou seja, é uma forma de facilitar o pagamento de dívidas de quem, por algum motivo, deixou de pagar as contas.

Para a negociação

O usuário deve levar um documento de identidade com foto, CPF, comprovante de residência e os boletos das dívidas. Ao chegar na sede da Prefeitura, ele será direcionado à Casa dos Conselhos, onde as empresas estarão dispostas em estandes. O consumidor irá receber uma senha – de acordo com a empresa para a qual quer a negociação – e aguardará sua vez para ser chamado. Após a negociação o usuário terá o acordo assinado pelo Procon. Caso ele queira negociar com mais uma empresa, ele poderá fazer após o primeiro acordo ser firmado solicitando uma nova senha.

A intenção é que todos sejam atendidos o mais rápido possível, mas as senhas serão disponibilizadas uma por vez. Por se tratar de equipes distintas para a realização do atendimento, pode ocorrer de alguém que tenha chegado depois seja atendimento primeiro, por exemplo. Isso vai dependerá da demanda que cada uma das empresas participantes tiver no evento.

Foi inaugurada nesta terça-feira (22.01) a nova Unidade Especializada em Saúde Mental – Dra Luciana Deolindo da Rocha. Mais acessibilidade, espaço amplo, maior comodidade e capacidade para o atendimento foram as prioridades nas instalações já em funcionamento na Rua D. Pedro, 1185. O ambulatório complementa o atendimento, que com a reestruturação, tem início a partir da rede de atenção básica do município. A ocasião marcou as ações do município durante o Janeiro Branco, quando se enfatiza a importância da saúde mental. Durante a cerimônia, foi feita ainda homenagem à psiquiatra que deu nome à unidade.

O aumento no número de pacientes acompanhados foi um dos fatores levados em conta para a mudança das instalações. Mensalmente são realizados na unidade cerca de 1500 atendimentos multiprofissionais, com consultas para pacientes adultos e infantis nas áreas de neurologia, psiquiatria, psicologia, acompanhamento com Assistente Social e a realização de exames. Os profissionais também realizam visitas domiciliares com avaliação psiquiátrica. A nova instalação do ambulatório de saúde mental conclui uma das metas do plano de governo.

A unidade conta com 24 profissionais da área de saúde mental,que dão encaminhamento a cerca de 10 mil prontuários. Com a nova estrutura, a proposta para o atendimento em saúde mental é organizar todo ciclo de atendimento, que tem início na rede de atenção básica. “As unidades de saúde mental e de atenção básica atuam para a construção de uma rede com o Núcleo Ampliado de Saúde da Família, de forma que se possa lidar com as situações de saúde mental”, destaca a diretora do Departamento de Saúde Mental, Mariana Santana Schroeter.

Para o neurologista, Marcelo Lugão, que há 20 anos atua no ambulatório, o trabalho em conjunto oferece grande avanço para suprir a maior demanda. Nos últimos oito anos, o médico identifica maior procura na rede pública de saúde. “Vemos um grande número de pessoas migrando para o atendimento no SUS e um maior número de pessoas de outras regiões que buscam o atendimento na cidade. Com essa estrutura, vamos conseguir atender de forma mais adequada a demanda”, frisa.

Atendimento da Saúde Mental ocorre de forma intersetorial

Atualmente o departamento de saúde mental trabalha em rede com a atenção básica a fim de garantir a política pública de saúde mental. De acordo com a diretora do departamento de saúde mental, Mariana Santana Schroeter, os profissionais da saúde mental trabalham em conjunto com a rede de apoiadores, para que realizem um trabalho interdisciplinar na rede de atenção básica.

O atendimento à saúde mental tem como porta de entrada a rede de atenção básica e os quatro Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) que se dividem nos seguimentos de álcool e drogas, de atenção psicossocial adulto e infantil. A coordenadora do CAPS Álcool e Drogas, Leandra Iglesias destaca a importância da criação de um programa de saúde mental. “Essa é uma conquista. A cidade passa a contar com uma política de saúde mental que não existia. Esse é um marco histórico. É importante o município estar equipado para o tratamento mental”, reforça a psicóloga.

Ao serem encaminhados para o atendimento ambulatorial, os pacientes contam com toda a estrutura necessária para o acompanhamento dos profissionais. Na unidade são realizadas as consultas de neurologia, psiquiatria e psicologia no nível ambulatorial, onde os pacientes podem contar também com o exame de eletroencefalograma. A diretora do departamento, Mariana Schroeter, reforça que a estrutura oferecida em Petrópolis é referência para pacientes de outros municípios. “Me sinto muito feliz nesse início da minha gestão no departamento, com o compromisso do prefeito de fazer com que se tenha uma saúde mental de qualidade. A rede de Petrópolis é muito boa e vai melhorar ainda mais”, destaca Mariana.

A Biblioteca Municipal Central Gabriela Mistral é a única do Brasil citada em um dos mais recentes livros sobre o escritor austríaco Stefan Zweig. Resultado de uma intensa pesquisa feita pelos alemães Stephan Matthias e Oliver Matuschek, a obra “Stefan Zweig Bibliotheken” fala sobre os acervos bibliográficos que pertenceram ao autor ao longo da vida. No ano em que se suicidou, em 1942, Zweig doou cerca de 100 volumes à biblioteca de Petrópolis, cidade onde viveu os últimos dias de seu exílio no Brasil. Hoje, os livros deixados pelo austríaco pertencem ao arquivo raro e histórico da Cidade Imperial.

Os volumes contêm marcações e grifos do próprio Zweig, o que é um dos principais motivos que atraem pesquisadores do mundo todo e torna os livros ainda mais especiais. Oliver Matuschek – junto com outra pesquisadora, Heyke Muranil - esteve em Petrópolis em 2015 para parte do estudo que resultou no livro e, durante três dias, “mergulhou” no acervo e fez um catálogo dos livros doados.

Stefan Zweig foi um dos escritores mais famosos e vendidos do mundo. Na década de 1920, seus títulos somavam milhões de exemplares na Europa e nos Estados Unidos. Nascido em Viena, ele se exilou no Brasil com o avanço do nazismo e se suicidou em 1942. Por cinco meses, morou em Petrópolis no imóvel que hoje abriga um museu em sua homenagem. Aqui finalizou sua autobiografia, "O Mundo que Eu Vi"; escreveu a novela "O Jogador de Xadrez" e deu início à obra "O Mundo de Ontem".

“Quando ele veio para o Brasil, todo o acervo que ele tinha foi pulverizado. Grande colecionador, ele criou uma nova coleção bibliográfica praticamente do zero aqui em Petrópolis. Então, o acervo que temos na biblioteca é sua última coleção. E seria especial só por isso, mas é ainda mais rara por conta de suas anotações e marcações nas páginas. São enciclopédias, livros sobre o filósofo Montaigne, entre outros”, explica a gerente da biblioteca, Maria Luísa Rocha Melo.

Para pesquisadores, através desse material é possível imaginar o que o escritor pode ter trabalhado nas últimas semanas de sua vida, como tão intenso, por exemplo, deve ter sido sua leitura das obras completas de Montaigne, já que as páginas contam com anotações. O material encontrado em Petrópolis forneceu aos pesquisadores dados até então pouco deselvolvidos no ramo da pesquisa. A estimativa é de que existam cerca de 10 mil livros de Zweig espalhados por vários lugares.

Uma edição de “Stefan Zweig Bibliotheken”, escrita em alemão, foi doada pelos autores à Biblioteca Municipal e agora faz parte do acervo que conta com 150 mil volumes. Na internet é possível ver o projeto que reúne as bibliotecas de forma virtual, no link: https://gams.uni-graz.at/archive/objects/query:szd.standort_search/methods/sdef:Query/get?params=$1|%3Chttps%3A%2F%2Fgams.uni-graz.at%2Fo%3Aszd.standorte%23SZDSTA.20%3E

A causa animal ganhou um reforço nesta terça-feira (22.01): um novo veículo para a Coordenadoria de Bem-Estar Animal (Cobea). O carro será utilizado no transporte de animais de grande porte e em ações de resgate e de doação de cães e gatos. A Cobea ganhou também uma nova sala ao lado do Gabinete do Prefeito.

É um investimento inovador para o município, que já fez mais de 2,5 mil castrações de cães e gatos só no passado, um serviço que tinha sido interrompido em 2016 e agora com iniciativa privada, que também entende a importância da causa, o trabalho da Cobea recebeu  um veículo e uma sala.

A nova estrutura vai contribuir para ampliar ainda mais o trabalho feito pela Coordenadoria e pela causa animal em Petrópolis. Em 2018, por exemplo, foram feitas 415 vistorias que foram desde fiscalização preventiva e de orientação até atendimento de denúncias de maus tratos. Outra forma de ajudar é nas feiras de adoção que a Cobea apoia ou promove, como que acontece semanalmente no Parque Municipal de Itaipava e a mensal, realizada na Praça da Liberdade.

“Com esse veículo a gente vai poder transportar os animais para essas feitas. E vai ser de grande ajuda porque a Cobea nunca teve veículo desse porte para atuar. Além disso, agora a gente passa até uma sala equipada para o nosso trabalho, o que vai ser de grande importância para realizar as operações contra maus tratos animais e ter controle de dados”, explica a coordenadora da Cobea, Elisabete Amorim.

O empresário José Adriano de Souza, dono do supermercado Terê Frutas, foi o responsável pela doação de uma Ranger para a Coordenadoria. O veículo foi adesivado com o mesmo layout utilizado na sala da Cobea.  “Sei da importância de um veículo como esse para a causa animal e fiquei sensibilizado. Além disso, a gente sabe das dificuldades financeiras que o município enfrenta”, afirmou.

A Guarda Civil vai ganhar mais uma base de trabalho na cidade. Começou a ser instalada nesta terça-feira (22.01) a estrutura do posto fixo da corporação na Praça da Inconfidência. A instalação é fruto de uma parceria com empresários da região, que bancaram a aquisição da cabine. Esta será a quarta base fixa da Guarda na cidade.

Além da sede, que fica na Rua Santos Dumont, a Guarda Civil ainda tem uma base nos distritos – 2ª Inspetoria, instalada no Parque Municipal de Itaipava – e o posto fixo da Praça da Liberdade. A corporação ainda conta com o ônibus de videomonitoramento, que foi utilizado no Quitandinha durante o período do Natal Imperial e agora vai passar por revisão enquanto a Guarda já estuda um novo posicionamento para o veículo.

Há um ano e meio, a Guarda Civil estacionou o ônibus de videomonitoramento no local, o que serviu de inspiração para empresários e trabalhadores da região se reunirem em torno da ideia de uma base fixa. Um deles é o taxista Eduardo de Moura, que atua na região há quatro anos.

“A presença da Guarda é extremamente necessária. A presença do ônibus aqui foi uma enorme ajuda e acho que o posto fixo vai ser muito bom também”, falou.

Jornaleiro no local há vários anos, Júlio César Cileneto também concorda que o ônibus de videomonitoramento foi extremamente importante para a região e acredita que o posto fixo terá o mesmo impacto.  “Acho que será bom principalmente para o comércio, já que isso significa mais segurança na praça. Com certeza vai melhorar muito aqui”, declarou.

As paredes da cabine já foram posicionadas e a estrutura receberá telhado e piso. A cabine é composta por uma sala de atendimento, banheiro e um local para refeições.

O posto da Praça da Inconfidência terá dois agentes 24 horas por dia. A partir da cabine, eles farão o patrulhamento de toda a região. Essa estrutura também servirá de apoio para os agentes que já estão na rua, fazendo o patrulhamento preventivo, orientação do trânsito e outros serviços.

O Centro de Excelência e Referência Tecnológica (CERT), onde funciona o EcoCentro – local onde podem ser depositados lixos eletrônicos como máquinas fotográficas, computadores, impressoras, pilhas e baterias, recolheu em 2018, aproximadamente duas toneladas de materiais eletrônicos. O setor recebe os equipamentos e após uma verificação de funcionamento, o que não é reaproveitado é encaminhado para Comdep para correta destinação, e as peças em bom estado, são reaproveitadas em computadores que são direcionados para projetos sociais.

Em 2018, o CERT realizou 232 procedimentos. O objetivo do projeto é reaproveitar os equipamentos das secretarias municipais, preservando o patrimônio público. O Ecoponto também recebe material de pessoas físicas e empresas que podem colaborar com a reciclagem dos materiais eletrônicos e não poluir o meio ambiente. O CERT funciona na Rua Bingen, nº 520. Mais informações podem ser adquiridas através do telefone 2249-5900.

A Galeria Peter Brian Medawar, no Parque Municipal de Itaipava, recebe, até o dia 31 de janeiro, a Exposição de Flores Artesanais, que conta com réplicas de 30 espécies de flores em 85 arranjos feitos pela artesã Sueli Valadares. Com materiais como cetim, seda, crepe, algodão, entre outros, ela reproduziu com riquezas de detalhes orquídeas, rosas, bromélias, hortênsias, margaridas, e diversas outras. A mostra, que conta com o apoio do Instituto Municipal de Cultura e Esportes (IMCE), pode ser conferida de segunda a segunda, com entrada gratuita.

“Já estive com essa mesma exposição no Centro de Cultura, no ano passado, e agora trouxemos para Itaipava. A maioria das pessoas gosta de flores, não tem como gostar. Elas são muito bonitas. E a expectativa é boa também para Itaipava”, explica ela.

Flores naturais que a artesã encontra perto de casa, na vizinhança, ou por onde passa, e até mesmo fotografias na internet servem de modelo para Sueli recriar as espécies. O que começou como hobby, em 1996, hoje já contabiliza mais de 20 exposições. Cada arranjo demora cerca de três dias para ficar pronto, dependendo do tamanho. Na mostra, os diversos tipos de orquídeas estão entre os destaques, assim como os girassóis, reproduzidos nos mínimos detalhes.

A artesã já levou até suas flores artesanais para outras cidades, como Teresópolis e Angra dos Reis. Em Petrópolis, ela já realizou exposições em shoppings, no Palácio de Cristal, entre outros.

A Galeria Peter Brian Medawar funciona todos os dias, de 9h às 17h, na Estrada União e Indústria, 10.000.

A Galeria Peter Brian Medawar, no Parque Municipal de Itaipava, recebe, até o dia 31 de janeiro, a Exposição de Flores Artesanais, que conta com réplicas de 30 espécies de flores em 85 arranjos feitos pela artesã Sueli Valadares. Com materiais como cetim, seda, crepe, algodão, entre outros, ela reproduziu com riquezas de detalhes orquídeas, rosas, bromélias, hortênsias, margaridas, e diversas outras. A mostra, que conta com o apoio do Instituto Municipal de Cultura e Esportes (IMCE), pode ser conferida de segunda a segunda, com entrada gratuita.

“Já estive com essa mesma exposição no Centro de Cultura, no ano passado, e agora trouxemos para Itaipava. A maioria das pessoas gosta de flores, não tem como gostar. Elas são muito bonitas. E a expectativa é boa também para Itaipava”, explica ela.

Flores naturais que a artesã encontra perto de casa, na vizinhança, ou por onde passa, e até mesmo fotografias na internet servem de modelo para Sueli recriar as espécies. O que começou como hobby, em 1996, hoje já contabiliza mais de 20 exposições. Cada arranjo demora cerca de três dias para ficar pronto, dependendo do tamanho. Na mostra, os diversos tipos de orquídeas estão entre os destaques, assim como os girassóis, reproduzidos nos mínimos detalhes.

A artesã já levou até suas flores artesanais para outras cidades, como Teresópolis e Angra dos Reis. Em Petrópolis, ela já realizou exposições em shoppings, no Palácio de Cristal, entre outros.

A Galeria Peter Brian Medawar funciona todos os dias, de 9h às 17h, na Estrada União e Indústria, 10.000.

Terça, 22 Janeiro 2019 18:19

Nota - Deslizamento na Posse

Técnicos da Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias estão na localidade do Ingá, na Posse, onde aconteceu um rolamento de bloco rochoso que atingiu quatro casas na tarde desta terça-feira (22.01).  Não há feridos. Moradores relataram que escutaram barulhos na pedreira durante a madrugada e evacuaram os imóveis, mas não chegaram a acionar a Defesa Civil.

A Defesa Civil fará avaliação mais aprofundada avaliando se haverá mais interdições na região.

Equipe da Assistência Social do CRAS da Posse já está no local dando suporte às famílias.

Desde 2014, quando houve o primeiro deslizamento no Ingá, a Defesa Civil monitora o local. Desde aquela época, sete casas estão interditadas e um terreno foi dado como impróprio para construção no local.

A bola vai rolar para os jogos decisivos do torneio de futsal adulto que atende os moradores do Caxambu. As semifinais acontecem na quinta-feira (24.01), a partir das 19h, no Centro de Iniciação ao Esporte (CIE) de Petrópolis. O primeiro confronto será entre os Galácticos contra o 007. Na sequência, Liverpool e Inacreditável F.C. duelam pela vaga na final, que será realizada no próximo domingo às 11h.

Até a final da competição, serão realizadas 16 partidas em 15 horas de atividades esportivas. Foram nove equipes que participaram do torneio, reunindo cerca de 100 moradores do Caxambu. O objetivo da prefeitura é aumentar o número de pessoas que utilizam regularmente o CIE, integrando a comunidade ao espaço.

O CIE ocupa uma área de 1,6 mil m² ao lado da Escola Municipal Senador Mário Martins. O local está sendo utilizado por mais de 500 pessoas regularmente, desde crianças até idosos. A população está satisfeita com a novidade.

“Ver esse ginásio pronto é algo incrível. Eu sou nascido e criado no Caxambu, mas jamais imaginei ver essa estrutura aqui. Eu joguei bola aqui quando era campo de terra e hoje é uma alegria desfrutar dessa quadra”, garante o goleiro do Liverpool, Rodrigo Neves, de 38 anos, agradecendo ao prefeito pela continuidade da obra.

"Quando a obra paralisou, achamos que isso aqui nunca fosse sair do papel. Mas o prefeito esteve aqui e garantiu que a obra fosse retomada. Com certeza esse espaço será um celeiro de futuros atletas da nossa cidade, com tantos jovens ganhando a oportunidade de praticar algum esporte", disse Rodrigo.

Inaugurado em março do ano passado pela atual gestão, o CIE de Petrópolis oferece 13 modalidades esportivas, que ainda contam com vagas abertas para novos alunos. Para as crianças e os adolescentes, são oferecidas aulas gratuitas de futsal, vôlei, handebol, basquete, bocha adaptada, basquete 3x3, jiu-jitsu, muay thai, karatê e capoeira, de segunda à sexta-feira, de 10h às 18h. Para os adultos, existem turmas de dança, ginástica e alongamento as segundas, terças, quintas e sextas, a partir das 18h30.

 O governo municipal oferece outras ações gratuitas nos bairros, como o Agita Petrópolis e o Festival das Comunidades.

Os interessados em participar das atividades oferecidas pela prefeitura, podem procurar a sede da Superintendência de Esportes e Lazer da cidade, que fica no Centro de Cultura Raul de Leoni, na Praça Visconde de Mauá, no Centro ou fazer contato com a unidade pelo telefone: 2233-1218.  

Contribuintes que ainda não quitaram o Imposto Predial Territorial e Urbano (IPTU) referente ao exercício de 2018, podem retirar, até o fim deste mês, a segunda via do boleto para pagamento em cota única pela internet (www.petropolis.rj.gov.br ) ou se dirigir à Central de Atendimento da Secretaria de Fazenda, montado no Centro de Cultura Raul de Leoni, para fazer a emissão do boleto. Interessados em parcelar o débito, no entanto devem se dirigir ao setor de Dívida Ativa do município, que funciona em prédio anexo à prefeitura na Av. Koeller, 260 – Centro, a partir da segunda quinzena de fevereiro para efetuar o parcelamento. 

 Os débitos referentes a exercícios anteriores não impedem que o contribuinte receba o desconto no pagamento do IPTU 2019 em cota única, que é de 7% para quem quitar o imposto até 20 de fevereiro e 5% para quem pagar a cota única até 20 de março.

Contribuintes que tiverem débito vencidos até 31 de dezembro de 2016 e quiserem regularizar a situação junto ao município podem negociar os débitos pelo programa “Fique em Dia” e garantir 100% de isenção de juros e multas, nos casos de pagamento à vista, ou ainda descontos progressivos de 70% para quem optar pelo parcelamento em seis vezes e 60% para aqueles que optarem por dividir o débito em 12 meses. O programa permite ainda o parcelamento de tributos pendentes em até 60 vezes – 5 anos.

O prazo para negociações, ampliado no ano passado, permite que os acordos possam ser feitos até o mês de junho deste ano. Para negociar os débitos, o contribuinte deve se dirigir ao setor de dívida ativa da prefeitura, que fica no prédio anexo ao palácio Sérgio Fadel, na Av. Koeler, 260 - Centro. O atendimento está disponível de segunda a sexta-feira das 10h às 17h.

A reforma da quadra da Posse já está com fundação pronta. Com isso, a empresa responsável pela obra, a C. Pacheco Construções, vai iniciar a etapa de montagem da estrutura metálica que servirá de suporte para o telhado. O  local  fica ao lado do Centro de Esportes Unificado (CEU) da Posse.

As obras na Posse fazem parte de um conjunto de quadras que ainda vão passar por reforma. A prefeitura obteve recursos junto ao governo federal para melhorias nos equipamentos esportivos de Comunidade do Alemão, Amazonas, Vale do Carangola, Vila São José, Comunidade Oswaldo Cruz, Taquara, Cascatinha, Madame Machado, Bairro da Glória e Vila Rica.

 Petrópolis tem 50 quadras esportivas e a prefeitura já concluiu a reforma em Pedras Brancas, que já está sendo utilizada pela comunidade, e está nos últimos detalhes da obra no Morin. A reforma na quadra da Posse é mais uma mostra do investimento no esporte da cidade, especialmente nos bairros e nos distritos, para que os moradores tenham locais para atividades de lazer e para a prática de diversas modalidades. E, além disso, essas obras ajudam a impulsionar a economia da cidade.

Um tapume cerca toda a área que está passando por obra. Antes, a quadra era de terra, mas com a reforma, ela passará a ser toda de grama sintética. O espaço terá cobertura com telhas de alumínio, o que também não existia até então e impossibilitava o uso em dias de chuva. A obra ainda prevê instalação de alambrado, dois degraus de arquibancada, iluminação e urbanismo do local.

Essa quadra terá cobertura assim como a Pedras Brancas e do Morin. A primeira foi inaugurada no fim do ano passado e já conta inclusive com um núcleo do Agita Petrópolis oferecendo aulas de futsal para até 60 crianças e adolescentes até 15 anos. Já a do Morin está nos últimos ajustes no entorno (calçamento na entrada, melhorias na arquibancada, limpeza) para a entrega aos moradores.

A decoração e iluminação do Natal Imperial começaram a ser desmontadas já nesta segunda-feira (21.01). Com mais de R$ 00 milhões injetados na economia, a festa se despediu no domingo (20), com mais um fim de semana movimentado em Petrópolis, assim como vinha acontecendo desde o início da festa, no dia 30 de novembro. Nesses 52 dias, mais de 450 mil pessoas passaram pelos espaços decorados e iluminados – que contaram com mais de 6 milhões de micro lâmpadas -, com turistas vindos dos quatro cantos do país. As mais de mil horas de programação, com shows como do padre Fábio de Melo, Roberta Miranda, Preta Gil, entre outros, foram um atrativo a mais para o público. A próxima edição já tem data marcada: será de 14 de novembro a 19 de janeiro.

Para que o Natal Imperial acontecesse foram aplicados R$ 3.930.00,00, O Ministério da Cultura autorizou a Prefeitura a contratar R$ 2.436.000,00 via Lei Rouanet e, desse valor, R$ 590.000,00 foram captados junto a patrocinadores. Parte do investimento foi feito em divulgação e publicidade da festa, dentro e fora da cidade. O evento, além de aquecer a economia com a vinda de turistas, gerou mais de 600 empregos com a instalação e manutenção da decoração e ainda centenas de empregos no trade turístico, como em restaurantes e hotéis, movimentando o setor de serviços do município.

São 30 mil empregos diretos no comércio, restaurantes, hotéis e prestação de serviços. Petrópolis  manteve esses empregos e ajudandou a ampliar essas vagas. A vinda de milhares de turistas contribuiu para aquecer a economia, gerou empregou e mudou a realidade do trade turístico nesse período.

O Natal Imperial terminou com shows durante o fim de semana na Praça da Liberdade e no Palácio de Cristal e ainda apresentações do Túnel de Luz, que, aliás, foi um dos pontos altos de toda decoração e sucesso do início ao fim. Esta edição também contou com novidades, como o show do acendimento, que aconteceu diariamente na Praça D. Pedro anunciando o acender das luzes em toda cidade. E ainda a Casa do Papai Noel, que foi instalada na Avenida Koeler, a gastronomia no Palácio de Cristal, entre outras. No domingo (20), quem encerrou a festa foi a cantora Anna Hannickel, que ainda contou com convidados ilustres, como a cantora mirim Valentina Francisco, finalista do The Voice Kids, da TV Globo, e Thales Gabrig, que está na atual disputa. “É um privilégio muito grande encerrar o Natal”, disse Thales.

“Adorei o show, nem a chuva desanimou, foi muito legal”, disse a manicure Luzia Mendes.

Pelos palcos do Natal passaram mais de 120 atrações da prefeitura. Foram mais de 250 apresentações do Túnel de Luz e 52 do show do acendimento. Em dezembro, os fins de semana também contaram com 5 espetáculos de projeção mapeada por dia nas fachadas do prédio da Câmara Municipal e da Universidade Católica de Petrópolis, na UCP do Relógio das Flores. Ainda em dezembro, 4 desfiles da Parada Iluminada foram realizados em plena Rua do Imperador, transformando a principal via do Centro Histórico em passarela para mais de 300 desfilantes, que ficaram responsáveis por contar a história de Natal.

O Natal do Sesc RJ e Senac RJ, parceiro do Natal Imperial, ainda contou com mais de 100 atrações em locais como o Sesc Quitandinha, Sesc Nogueira, Praça de Nogueira, Parque Municipal, em Itaipava, entre outros.        

Quem trabalha com o turismo em Petrópolis tem comemorado os bons resultados da festa. “Sou um dos guias mais antigos da cidade. Desses 34 anos no turismo receptivo aqui, o final de 2018, com o Natal Imperial, foi um dos que não somente eu, mas todos os guias de Petrópolis mais trabalharam. Tinha dia que a gente recebia três, quatros grupos e precisava até passar pra outros guias. Agora temos um governo que não só respeita, mas tem uma ideia não só da tradição, como do potencial turístico de Petrópolis. Temos que parabenizar toda essa equipe que trabalha nisso”, explica o guia de turismo José Pedro Soares, lembrando que até mesmo após o Natal o movimento continuou: “Posso dizer que o início de 2019 está fantástico, muito bom. Fins de semanas com hotéis cheios e bastante turistas procurando nosso Centro Histórico e distritos”.

Rede hoteleira cheia e comércio comemorando

Os fins de semana do Natal Imperial foram responsáveis por movimentar a rede hoteleira. Nos 52 dias de festa, foram 8 fins de semana com a maioria dos quartos preenchida. No Centro Histórico, a média da ocupação hoteleira se manteve acima dos 80% em todos os fins de semana de dezembro, e superior a 70% nos primeiros de janeiro. Entre os dias 7 e 9 de dezembro, por exemplo, o número chegou a 88%. Mas os números são altos desde o primeiro fim de semana, quando a ocupação chegou a 87%. Em toda a cidade, a média variou entre 62% e 82%. Até o último fim de semana chamou a atenção de turistas.

“Cheguei nos 45 do segundo tempo e adorei tudo. Vimos na internet a divulgação da festa, as fotos, e resolvemos vir. Está tudo maravilhoso. O Palácio, a árvore, tudo lindo. É uma pena ser o último dia”, disse a farmacêutica Sabrina Damaceno, que veio de Duque de Caxias especialmente para prestigiar a festa. Neste último fim de semana, de 18 a 20 de janeiro, a taxa da ocupação hoteleira no Centro Histórico chegou a 67% e 63% em toda cidade.

Com a cidade movimentada, quem também comemorou foi o comércio. Dentro da festa, por exemplo, as 12 barracas de artesanato faturaram com turistas passando durante todo o dia pelo Palácio de Cristal. Por lá, teve artesão que chegou a vender mais de R$ 7 mil. Por todo Centro Histórico, restaurantes, lojas, estacionamentos aumentaram o faturamento. Teve até quem precisasse contratar mais funcionários. Foi o caso da Petiscaria Imperial, que contou com novos trabalhadores. “O Natal Imperial sem dúvidas movimentou demais a economia da cidade, nós da Petiscaria Imperial tivemos que contratar oito funcionários para atender essa demanda no mês de dezembro, que aumentou em 15% do faturamento no meio dessa crise no país”, frisa.

A Casa da Educação Visconde de Mauá, conhecida por incentivar a arte e a cultura da música nos jovens da cidade, está com um exemplo em rede nacional. Thales Gabrig de 12 anos, é aluno da rede, da Escola Paroquial Loteamento Samambaia e foi aluno da Casa da Educação, onde participou da “Banda da Casa”, um projeto voltado para jovens que já tenham alguma vivência com instrumentos musicais. Agora, ele se apresenta para todo o Brasil, provando que com incentivo e educação, um jovem pode trilhar o caminho do bem. Assim como outros petropolitanos como Valentina Francisco, Larissa Viana e Gabriel Silva já estiveram em rede nacional.

Segundo o pai de Thales, Sergio Marcio Teixeira, o menino começou a cantar por incentivo da irmã, que também canta. Desde pequeno já estava envolvido com música na igreja, onde se apresenta até hoje. “Thales é um bom aluno e um menino comprometido com a música. Nunca imaginei que um vídeo caseiro feito do celular pela irmã, fosse levar ele tão longe. Mandamos o vídeo para o concurso, sem esperar que isso tudo fosse acontecer. É uma emoção muito forte”, contou o pai, Sérgio Marcio Teixeira.

“Thales Gabrig é um grande exemplo da importância de se reconhecer um talento, um potencial e encontrar formas de apoiar em cada ser humano o seu diferencial.  Temos muito orgulho de ter visto seu desenvolvimento nas aulas de prática de conjunto da Casa da Educação Visconde de Mauá, que informalmente nomeamos de Banda da Casa, suas apresentações internas em nosso espaço, e agora vê-lo brilhar para todo Brasil. Como diretora de uma escola tão especial, sei que mora numa estrela no peito de cada um dos nossos quase mil alunos. Thales é a prova disso! ” contou a diretora da Casa da Educação, Catarina Maul.

O talento de Thales começou a desabrochar nas horas vagas na escola Paroquial Loteamento Samambaia, onde nos intervalos disponibilizava violões para os alunos tocarem. Até que as aulas de arte começaram a ser dadas por um professor de música, Lucas Gotelip, que logo percebeu o dom de Thales.

“Logo percebi que Thales tinha um potencial, uma voz especial. Chamei ele para participar das aulas na Casa da Educação. Ele participou das aulas e da “Banda da Casa” por quase um ano. Após os processos seletivos, comecei a dar uma aula mais direcionada para Thales, para aperfeiçoar a dicção, interpretação musical, presença de palco e todo um lado emocional para estar se apresentando em rede nacional”, frisou o professor Lucas Gotelip.

A Diretora da Escola Paroquial Loteamento Samambaia, Ana Paula Echternacht contou que as gestoras acompanharam o aluno desde o início do processo seletivo. “A família logo nos procurou e abraçamos a causa. Acompanhamos os primeiros testes, ajudamos com os documentos que eram burocráticos. A família encontrou na escola a alma de pessoas que sonham junto. Vivemos o sonho dele desde o princípio. Hoje temos muito orgulho, pois ver a parceria da escola com a família é essencial para promover talentos e oportunizar caminhos. Estamos na torcida! ”, finalizou a diretora Ana Paula Echternacht, que ressaltou que a escola faz parte da Mitra Diocesana, onde Thales sempre foi convidado para os eventos. Ela ainda destacou o incentivo de toda equipe gestora: a diretora adjunta, Paula Patuléa e a orientadora escolar Lívia Arruda.

Em 2018, a Casa da Educação atendeu 800 alunos. A Casa oferece 19 cursos, sendo onze ofertados exclusivamente para alunos da rede municipal e outros 8 são resultados de parcerias. Os cursos disponibilizados somente para alunos da rede municipal são: ballet, desenho, capoeira, fotografia, inglês, judô, musicalização infantil, prática de conjunto, teatro, violino e violão.

Petrópolis e Niterói foram as cidades escolhidas para estrear o projeto “Cidades Maravilhas” de 2019 da Setur-RJ/ TurisRio. No último sábado (19.01), equipes das secretarias de turismo dos dois municípios estiveram na entrada de um dos principais pontos turísticos do Rio de Janeiro, o Pão de Açúcar, divulgando seus atrativos turísticos para os visitantes. A ideia do projeto é promover os destinos turísticos do interior do estado do Rio de Janeiro, aproveitando o fluxo de turistas nacionais e internacionais que visitam a capital.

Dois representantes da Turispetro passaram toda a manhã, até o início da tarde, distribuindo peças promocionais e informando sobre os circuitos turísticos de Petrópolis e as principais festas do calendário de eventos – como a Bauernfest, uma das mais procuradas pelos visitantes. “A divulgação foi muito legal, as pessoas perguntavam sobre a cidade, sobre os museus, as festas. E muitos comentavam que gostam de Petrópolis por causa da segurança”, explicou Marlan Barros, um dos representantes da Turispetro.

Com o projeto da Setur-RJ/ TurisRio, a intenção é mostrar que o Rio de Janeiro tem 91 “cidade maravilhosas”. A cada sábado a pasta leva dois municípios para fazer a ação. Para as próximas edições do projeto, estão confirmadas as presenças das seguintes cidades: Angra dos Reis, Nova Friburgo, Itatiaia, Cabo Frio, Armação de Búzios, Guapimirim, Arraial do Cabo, Rio das Ostras, Três Rios e Paraty.

Cerca de 100 pessoas participaram da corrida de São Sebastião, prova que abriu o calendário esportivo do município no último domingo (20.01). A largada aconteceu às 8h10 na Praça do Indaiá para um percurso de 6,5 quilômetros pelas ruas Olavo Bilac, Coronel Veiga, Saldanha Marinho e Cristóvão Colombo, retornando para a Paróquia de São Sebastião. Entre os homens, Douglas Henrique, da Panthers, completou a corrida em 21 minutos e três segundos. No feminino, Isis da Costa, da Jotaefe, venceu com o tempo de 26 minutos e 41 segundos. O evento contou com o apoio da prefeitura, através da Superintendência de Esportes e Lazer e da CPTrans.

A prefeitura inaugurou no dia 20 de dezembro uma academia ao ar livre na Praça Frei Leão, com o objetivo de aumentar a oferta de atividades físicas gratuitas no bairro.

Surpresa entre os homens, Douglas Henrique desbancou atletas consagrados da equipe Pé de Vento e conquistou a vitória. Mas para o treinador dele, Roberto Pantaleão, o resultado não chega a ser surpreendente, já que o desempenho de Douglas neste tipo de prova está cada vez melhor.

“Em provas com percurso menor, a gente trabalha para que o atleta desenvolva a velocidade. Respeitamos muito o trabalho das outras equipes, mas é importante ressaltar que o Douglas evolui muito nos últimos meses, se tornando um dos principais corredores da cidade em provas de velocidade”, disse Pantaleão, que levou 22 atletas da sua equipe para a corrida de São Sebastião neste ano.

“O calendário esportivo da cidade está muito interessante. Nossa equipe está se preparando para participar do maior número de corridas possível. Espero que nossos atletas estejam bem posicionados no ranking municipal”, completou o treinador.

Entre as mulheres, a vitória ficou com Isis da Costa, da Jotaefe. Rayssa Rosa e Camila dos Santos, ambas da Panthers, completaram os três primeiros lugares. Todo o valor arrecadado com as inscrições para a corrida será utilizado para obras no prédio da Paróquia, que ao longo do ano recebe diversos eventos sociais para crianças, adolescentes e idosos.

"Aumentamos a quantidade de inscrições para este ano, devido ao sucesso do ano passado. Para 2019, buscamos melhorar as premiações para os participantes, oferecendo diversos sorteios para os atletas inscritos. Agradecemos quem participou com a gente e a expectativa é aumentar a quantidade de corredores no ano que vem", explica Dani Vecchio, uma das organizadoras da prova.

Neste mês, no dia 29, acontece a premiação do ranking municipal dos corredores no Centro de Cultura Raul de Leoni, referente ao ano passado. Serão contempladas 24 faixas etárias diferentes, mais os cinco atletas mais bem colocados na classificação geral, tanto no masculino quanto no feminino.

O Departamento de Obras da Comdep promoveu reparos em oito parquinhos neste início de 2019. Além do conserto de brinquedos, foram feitas melhorias em piso, sistema de drenagem, pintura, instalação de bancos. Bairro da Glória, Vale dos Esquilos, Vila Rica, Nogueira, Duarte da Silveira, Cascatinha, Bosque do Imperador e Corrêas são os locais já atendidos.

Nesses locais, brinquedos como gangorra, cavalinho e escorrega foram retirados para reforma e recolocados.Em geral, o reparo é feito em uma semana, se o brinquedo não estiver muito danificado. Ele é removido do parquinho e levado para a sede da Comdep, que faz o conserto, seja no setor de serralheria ou de carpintaria. Depois, ele é reinstalado e recebe nova pintura.

Em Bairro da Glória e Vila Rica, os parquinhos do bairro ganharam gangorras. Em Corrêas, a Comdep fez a reforma do cavalinho. A Praça do Bosque do Imperador teve o escorrega totalmente reformado.

No Vale dos Esquilos, o trabalho incluiu reforço da estrutura do brinquedo cavalinho e recolocação de gangorra, com nova pintura, além de um banco de madeira e reparo no portão.

Na Duarte da Silveira, o trabalho foi para nivelar o piso do parquinho e melhorar o escoamento de água de chuva. Em Cascatinha, também houve reparo no piso. E em Nogueira, houve pintura do balanço, gangorra, casa do Tarzan – nas cores amarelo, azul, verde e vermelho.

A Comdep fez esse serviço em 2018 em locais como Praças Liberdade, Bosque, Alto da Derrubada, Pedro Ivo, Corrêas, Mosela, Itamarati, Cascatinha, Pedro Ivo, São Sebastião, Castelo, Santa Isabel, Caxambu, Condomínio Sérgio Fadel e Parque Municipal de Itaipava.

Contribuintes que quiserem quitar o Imposto Predial Territorial e Urbano (IPTU) - 2019 com desconto, ainda podem garantir um abatimento de 7% efetuando o pagamento do imposto até o dia 20 de fevereiro. Aqueles que preferirem pagar o tributo até 20 de março, garantem 5% de desconto.  Nesta segunda-feira (21.01) -- último dia de prazo para garantir desconto de 9% sobre o tributo – o movimento foi tranquilo na Central de Atendimento ao contribuinte, montada no térreo do Centro de Cultura Raul de Leoni para retirada de segunda via do imposto. Desde quarta-feira (16.01) quando a Secretaria de Fazenda deu início aos trabalhos no local, 1.319 pessoas foram atendidas para fazer a retirada da segunda via do boleto para pagamento do imposto, sendo 345 somente nesta segunda-feira. Do total de atendimentos, 701 foram prioritários, destes 188 foram realizados nesta segunda.

O contribuinte que paga o imposto em cota única ajuda o município a manter em dia serviços que são fundamentais no dia a dia da população, como a limpeza urbana, manutenção e sinalização de vias, além de garantir merenda de qualidade nas escolas e medicamentos nos postos.

O espaço, montado em uma área central da cidade, conta com seis guichês e equipe treinada para atender com agilidade o cidadão. O atendimento é feito com sistema de senhas – com prioridade para idosos, gestantes e pessoas com deficiência. A Central, funciona no andar térreo do prédio do Instituto Municipal de Cultura e Esportes, nas Praça Visconde de Mauá (Praça da Águia) – Centro. O atendimento está disponível de segunda a sexta, das 9h às 17h. No local, o contribuinte pode solicitar também a atualização do endereço para receber correspondências da Secretaria de Fazenda.   

 

O boleto para pagamento do IPTU também está disponível via internet. Para emitir basta que o interessado  acesse o site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br). Na página principal o contribuinte deve clicar no banner “IPTU 2019”.  Em seguida, para fazer a emissão do boleto, o interessado deve informar o número de inscrição do imóvel. No mesmo link o contribuinte pode emitir também o boleto para pagamento do IPTU 2018.

Em Petrópolis 116.051 imóveis são cadastrados pela Secretaria de Fazenda, sendo 93.143 deles referentes a áreas construídas e outros 22.908 referentes a propriedades de terrenos.

Quem busca uma oportunidade de se recolocar no mercado de trabalho, deve ficar atento as vagas que o Balcão de Empregos da prefeitura registrou esta semana. São 78 vagas sendo uma vaga para pessoas com deficiência. Para concorrer é preciso que candidato cadastre seu currículo no Balcão de Empregos da prefeitura, administrado pelo Departamento de Trabalho e Renda da Secretaria de Desenvolvimento Econômico. O serviço é gratuito.

Estão cadastradas vagas em diversos segmentos como de auxiliar administrativo, cuidador de idosos, babá, cozinheiro, assistente administrativo entre outros. Em 2018, foram 2121 pessoas encaminhadas para entrevistas de emprego.

 “O balcão faz uma triagem de acordo com as necessidades da vaga com as informações que estão no currículo e envia os dados para as empresas que ficam responsáveis pelo processo seletivo, por isso, é importante manter os dados atualizados, para não perder nenhuma oportunidade”, frisou o diretor do Detra, Gil Magno.

Mais informações podem ser consultadas pelo telefone (24) 2233-8113. Vale destacar que o balcão de empregos realiza a divulgação das vagas e os encaminhamentos dos candidatos para processo seletivo, sendo assim, fica a cargo do empregador a responsabilidade pelas entrevistas e possíveis contratações. O Detra fica na Avenida Barão do Rio Branco, nº 2846.

Confira as vagas:

- Auxiliar de cozinha- 3 vagas – ambos os sexos – experiência comprovada na função

- Auxiliar de vendas – 4 vagas- ambos os sexos – ensino médio completo, experiência preferencialmente em telemarketing

- Babá- 20 vagas – sexo feminino – ensino médio completo, experiência comprovada na função (Empresa terceirização)

- Cozinheiro – 6 vagas – ambos os sexos – ensino médio completo, experiência comprovada na função

- Cuidador de idosos – 20 vagas – ambos os sexos – ensino médio técnico ou ensino superior, experiência comprovada na função (Empresa terceirização)

- Diarista – 20 vagas – ambos os sexos - experiência comprovada na função (Empresa terceirização)

- Faturista – 1 vaga – ambos os sexos – ensino médio completo e experiência comprovada na função

- Garçom – 3 vagas – ambos os sexos – ensino médio completo e experiência comprovada na função

Pessoas com deficiência

- Auxiliar administrativo – 1 vaga – ambos os sexos- ensino médio completo, conhecimento em pacote Office, experiência em atividades administrativas, ensino superior completo ou cursando, inglês intermediário. Possuir laudo atualizado com CID que permita a realização das atividades com segurança.

O projeto Cinema para Todos inicia a programação do ano no próximo dia 30 de janeiro, quando os Centros de Referência e Assistência Social (CRASs) de Corrêas e do Quitandinha vão levar crianças e público da terceira idade para uma sessão especial. A ação é voltada para os usuários atendidos pelo CRAS e, para participar, basta se inscrever em uma das unidades. No dia da sessão, será oferecido transporte, saindo de cada CRAS, para a sala de cinema no shopping do Alto da Serra.

Este será o segundo grupo de usuários do programa, desenvolvido pela Secretaria de Assistência Social, a ser levado para sessões gratuitas de cinema.

O projeto é possível a partir de uma parceria entre a Prefeitura e o Cinemax, que abre as portas das suas salas de cinema para pessoas em vulnerabilidade social. A proposta é de que uma vez ao mês, as salas sejam disponibilizadas para esses grupos.

A próxima sessão do projeto Cinema para Todos, será voltada para as crianças e público da terceira idade atendidos nos CRASs. A parceria foi iniciada em novembro do ano passado e tem como proposta beneficiar estudantes da rede pública e usuários dos serviços da Assistência Social. A primeira sessão realizada em 2018 reuniu 35 crianças atendidas do Projeto C3, desenvolvido com incentivo da prefeitura.

Para o coordenador do projeto, Helito Couto, ações como essa em muito contribuem para o desenvolvimento das crianças e adolescentes. “Quanto mais eventos desse tipo conseguirmos promover, maior o chance de ampliar o horizonte desses jovens. São sementes que lançamos e que trarão benefícios no futuro”, destaca Helito, que além de atividades culturais, desenvolve com as crianças atendidas a prática de esporte e o reforço escolar. 

Unidade do CRAS desenvolvem ações para público de todas as idades

Atualmente os CRASs têm cerca de mil famílias na rede de atendimento que são inseridas ao BPC, ao Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), que dá acesso a benefícios como o Bolsa Família. Além da inclusão em programas, o CRAS desenvolve ações para crianças, adolescentes, adultos e usuários da terceira idade. Regularmente são oferecidas oficinas de dança, capoeira, crochê e artesanato. O CRAS também organiza um coral com os usuários interessados.

Estão abertas as inscrições para a etapa em Petrópolis da Copa Internacional de Mountain Bike (CIMTB) que será realizada nos dias 9 e 10 março. Os interessados devem garantir a vaga no site oficial do evento (www.cimtb.com.br). São 31 categorias em disputa - entre profissionais e amadoras - que atendem desde crianças até idosos. A pista fica localizada no Vale do Cuiabá e foi elaborada pelo campeão mundial da modalidade, o petropolitano Henrique Avancini. A cidade foi escolhida para abrir a temporada da competição, como forma de aproveitar o bom momento e a força do nome do atleta brasileiro para impulsionar os fãs e aumentar o número de apoiadores. O evento conta com o apoio da prefeitura, através da Superintendência de Esportes e Lazer e da Turispetro.

A competição vai reunir as principais referências do segmento, sendo também uma oportunidade dos atletas terem contato com os representantes das marcas, conhecerem melhores equipamentos e ficarem por dentro de tudo o que rola no universo do mountain bike. Além disso, a CIMB conta pontos para o ranking estadual, nacional e mundial da modalidade. Inédita da cidade, a copa vai funcionar como ferramenta para atrair mais turistas.

A ideia de inserir Petrópolis no roteiro da CIMB está sendo uma "grande sacada", como explica Rogério Bernardes, organizador da prova. Segundo ele, para o sucesso do evento é importante o conhecimento técnico com o maravilhoso momento que o Avancini está vivendo mundialmente.

"Tenho certeza que será uma grande etapa, cheia de emoções e com competidores de alto nível. Acreditamos em uma parceria a longo prazo, que vai trazer para Petrópolis turistas do mundo todo", disse Rogério, que a logística para os pilotos também é um fator importante: são 60km entre Petrópolis e o aeroporto do Galeão.

Além disso, a prefeitura está planejando um conjunto de ações para estimular a prática do Mountain Bike em Petrópolis. O governo municipal fez uma parceria com Avancini, que recomendou quatro pistas na cidade - que estão sendo chamadas de “polos”, onde serão feitas ciclorrotas: em Secretário, Vale do Cuiabá, Vale das Videiras e Vale Florido.

O objetivo principal é preparar os locais para que os praticantes percorram as trilhas de maneira autônoma, sem a utilização de serviços de guia ou de GPS. Para isso, os locais vão receber sinalização específica para fortalecer o esporte e ainda atrair visitantes.

No ano passado, a prefeitura criou a primeira prova da modalidade permanente no calendário esportivo: a Copa Imperial de MTB. Mais de 400 atletas participaram do evento, que foi realizado em Secretário.

Os cães Chico e Jujuba, que fazem o trabalho de cinoterapia junto a pacientes em tratamento, fizeram a alegria de cerca de 80 pessoas, entre crianças e pais, em um evento social em Cascatinha. O pelo macio e a docilidade dos dois golden retriever chamaram a atenção dos pequenos e dos adultos, que puderam brincar e tirar fotos com os cães na ação realizada pela Igreja Batista do bairro no último domingo (20.01).

Os dois cachorros fazem visitas frequentes ao Centro de Terapia Oncológica (CTO) com o objetivo de elevar a autoestima de pessoas com câncer. Eles também já foram levados para creches do municípios e lares de acolhimento de idosos.

Durante a ação, o coordenador técnico do canil, Leandro Lopes, explicou o trabalho feito pelos cães. A intenção, segundo ele, é realizar mais aparições em público com Chico e Jujuba e permitir que mais pessoas possam ter contato com os animais.

“Nessa ação, é importante que fique claro que eles não estão ali para algum tipo de show. O que os cães fazem é levar um momento de carinho para aquelas pessoas, o que ajuda a aumentar a estima deles. E isso acontece através do contato, de brincadeiras, de abraços, tirando fotos, exatamente o que as crianças e os pais puderam fazer durante o evento”, explicou Leandro Lopes.

O guarda civil Marcelo Dias integra o Grupamento de Ações com Cães e intermediou o contato com um dos organizadores do evento para a presença do canil da Guarda.

“Ele já conhecia o trabalho que o canil faz de cinoterapia em creches e em lares de idosos e comentou comigo do evento, então tive a ideia de levar os cães porque sei o quanto que criança gosta de cachorro. É muito importante esse contato do Chico e da Jujuba com as crianças, foi muito bacana ver a empolgação delas com os cães”, contou o agente.

Essa foi a primeira ação desse tipo organizado pela igreja, que contou com brincadeiras, recreação infantil e distribuição de pipoca e doces para os pequenos – a intenção é realizar mais edições de eventos como esse e em outros locais. O missionário da Igreja Batista, Luciano Dias da Silva, um dos organizadores do evento, disse que as crianças ficaram “encantadas” com a presença dos cães.

“Foi maravilhoso a presença deles, as crianças ficaram encantadas, quiseram fazer carinho, tirar fotos. Os cães interagiram bastante e todo mundo gostou, não só as crianças”, afirmou.

 

A CPTrans deu início nesta segunda-feira (21.01) a fiscalização dos táxis com placa final 2. O serviço acontece de segunda a sexta-feira, de 8h30 às 17h na sede da companhia, localizada à Rua Alberto Torres, 115 – Centro. São 62 veículos esperados para fazer a vistoria anual até 1º de fevereiro. Os fiscais irão vistoriar as condições do táxi, a documentação do veículo e do motorista e se o taxista está em dia com os tributos municipais. A previsão é que todos os 537 táxis do município estejam regulares até 24 de maio.

Para realizar a vistoria taxistas devem apresentar a cópia legível dos documentos: CRLV 2018 (de acordo com calendário de licenciamento anual do Detran) ou 2019; Inspeção GNV 2018;  Aferição taxímetro 2018;  ISS 2018 pago: permissionários e auxiliares  - nos casos de isenção, o mesmo deve apresentar xerox do cartão que comprove; Certidão Negativa do Registro de Distribuição Criminal atualizada do permissionário e auxiliares;  CNH com a indicação que “exerce atividade remunerada” do permissionário e auxiliares;  Comprovante de residência do permissionário e auxiliares;  Cartão de Permissão (alvará) 2018 (original); e pagamento da Taxa de Vistoria.

Além da documentação, é fundamental que o permissionário esteja presente durante a vistoria. Na falta deste só será admitido o representante legal, judicial ou convencional com os documentos. Durante o processo de vistoria, a CPTrans poderá, caso entenda necessário, solicitar documentos complementares, para a aprovação da vistoria. Toda a documentação deve ser  apresentada, pois a falta de qualquer um dos documentos implicará na não realização do processo de renovação da autorização. Para certificação da vistoria também é necessário estar quite com todos os encargos provenientes de multas aplicadas, excetuando-se os casos com recursos interpelados em conformidade com o art. 21º, §6º da Lei Municipal nº 6.019/2003.

Confira o calendário:

Fim de placa – número 2 – período de vistoria: de 21/01/2019 até 01/02/2019

Fim de placa – número 3 – período de vistoria: 04/03/2019 até 15/02/2019

Fim de placa – número 4 – período de vistoria: 18/02/2019 até 01/03/2019

Fim de placa – número 5 – período de vistoria: 04/03/019 até 15/03/2019

Fim de placa – número 6 – período de vistoria: 18/03/2019 até 29/03/2019

Fim de placa – número 7 – período de vistoria: 01/04/2019 até 12/04/2019

Fim de placa – número 8 – período de vistoria: 15/04/2019 até 26/04/2019

Fim de placa – número 9 – período de vistoria: 29/04/2019 até 10/05/2019

Fim de placa – número 0 – período de vistoria: 13/05/2019 até 24/05/2019

Notícias por data

« Janeiro 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31      

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

iptu

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo