A Secretaria de Saúde retomou nesta quarta-feira (06.11) os atendimentos de pediatria no Pronto Socorro do Hospital Leônidas Sampaio (Pronto Socorro do Alto da Serra). A reabertura da urgência e emergência infantil 24h - fechada por antigos gestores - atende um anseio dos moradores do bairro e adjacências. O prefeito acompanhou o primeiro dia da retomada dos atendimentos. A nova estrutura conta com equipe de 14 pediatras – dois atendendo por dia no plantão – além de enfermeiros e auxiliares de enfermagem. A sala destinada aos pacientes infantis possui consultório e três leitos de observação. Além disso, a ala infantil recebeu um banheiro com fraldário exclusivo. O grupo Doutores da Esperança alegrou o ambiente. 

O primeiro paciente pediátrico atendido foi o Carlos, de 6 anos, com queixa de febre e enjoos. Após a consulta, a mãe, Maura Gomes da Silva, elogiou a retomada do serviço na unidade. "Estou muito satisfeita, foi ótimo voltar o atendimento aqui. Além de passar pelo médico, aqui a gente também pode fazer os exames e isto é muito bom", elogiou. 

O prefeito e mostrou satisfeito com mais esta conquista. "Era uma necessidade dos moradores do Alto da Serra e fico feliz com mais este compromisso cumprido. Para a comunidade, para todos os moradores desta região é um sonho que se torna realidade de novo", falou. 

Natália da Silva, de 29 anos, que tem dois filhos, de 6 e 2 anos de idade, esteve no Pronto Socorro e também falou sobre a volta do atendimento pediátrico. "Moro na Rua Lopez Trovão e posso vir a pé trazer meus filhos quando precisar do atendimento. Foi realmente muito bom abrir a pediatria aqui novamente", disse.

A Saúde do Homem está no foco das ações da rede municipal de saúde durante todo este mês. O principal objetivo é atrair homens com idades entre 20 e 59 anos para que participem das ações de cuidados preventivos. Diversas atividades em Unidades Básicas de Saúde e Postos de Saúde da Família serão oferecidas especialmente a este público. A campanha foi aberta hoje (06.11) no Salão Nobre da UCP, com um seminário para os profissionais de saúde que atuam diretamente com a população. O Diabetes também é tema do Novembro Azul.

Em Petrópolis, menos de 30% dos homens com idades entre 20 e 59 anos frequentam as unidades básicas de saúde, revelou o enfermeiro Victório Vecchi, coordenador da área técnica do programa Saúde do Homem da Secretaria Municipal de Saúde. Desde 2017 o município atua com o programa, que tem como objetivo fomentar políticas públicas para facilitar e ampliar o acesso da população masculina aos serviços de saúde.

Durante o seminário, que contou com a presença do coordenador Estadual da Saúde do Homem, doutor Giovani Dimas, foram discutidos os motivos que fazem com que os homens não procurem os postos de saúde e o que se pode fazer para mudar esta realidade. Segundo Dimas, as estatísticas apontam que os homens vivem 7,1 anos a menos do que as mulheres. Entre os diferentes motivos que levam os homens a viver menos está a falta de cuidados preventivos. “Um dos reflexos disso é o não acesso aos serviços de saúde”, apontou.

Em Petrópolis, uma das iniciativas para facilitar o acesso dos homens às Unidades Básicas de Saúde é a abertura em horário estendido. Cerca de 100 profissionais, entre médicos, dentistas, enfermeiros participaram do seminário.

A programação do Novembro Azul em Petrópolis está sendo desenvolvida em unidades básicas de saúde de diferentes bairros de Petrópolis, assim como nos Postos de Saúde da Família (PSFs). Nesta quinta-feira (07.11) é o Dia D no Posto de Saúde da Posse, das 8h às 16h. No local serão realizadas palestras, ação social com verificação de pressão arterial e glicemia capilar.

Objetivo do prefeito Bernardo Rossi é apoiar e estimular atividades desenvolvidas pelas instituições

Uma lei sancionada pelo prefeito Bernardo Rossi garante a entidades religiosas e assistenciais, assim como Instituições conveniadas ao Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e parceiras da Educação, isenção do pagamento de IPTU e taxa de lixo. A medida vale não somente para imóveis próprios, mas também para aqueles alugados, contemplando não somente aqueles imóveis em que são desenvolvidas as atividades estritamente religiosas, mas também aqueles espaços alugados para abrigar atividades sociais, como é o caso de creches e escolas, além de cursos e atividades esportivas, por exemplo. 

A lei, que altera o Código Tributário Municipal e permite a ampliação do benefício, foi sancionada nesta quarta-feira (06.11) pelo prefeito, na presença do monsenhor José Maria Pereira, que representou o bispo da Diocese de Petrópolis D. Gregório Paixão; do presidente do Conselho dos Ministros Evangélicos do município de Petrópolis (Comempe), pastor Ari Guedes, de representantes de entidades conveniadas ao CMDCA, entre outras autoridades.

“Esta iniciativa do prefeito Bernardo Rossi permitirá que o trabalho social das igrejas seja ampliado e alcance muito mais pessoas. É um ato de caridade, não com as igrejas, mas com muitas pessoas que são atendidas. Temos sempre que lembrar que o estado é laico, mas a caridade é para todos e alcança todas as pessoas, independente da questão religiosa”, pontua o monsenhor José Maria.

“Este apoio da prefeitura é importantíssimo. Os trabalhos que as igrejas fazem tem um alcance social muito grande. São ações que chegam a muitas pessoas. Isso porque falamos não só das igrejas maiores que estão em áreas centrais da cidade, mas principalmente de igrejas pequenas que estão dentro das comunidades, perto das famílias, que ali encontram apoio. Agradecemos muito o interesse do prefeito Bernardo Rossi nesta causa, que possibilitará que mais pessoas sejam assistidas”, destaca o presidente do Comempe, pastor Ari Guedes.

Somente as 43 entidades conveniadas ao CMDCA atendem mais de 7 mil crianças em diferentes projetos.

A medida deverá beneficiar pelo menos 46 escolas e creches conveniadas ao município, que juntas atendem 15 mil alunos. “Reconhecemos a importância do trabalho destas entidades e por isso a prefeitura busca permanentemente oferecer suporte às instituições”, destaca o secretário chefe de Gabinete e presidente do CMDCA, Renan Campos, lembrando que atual gestão já viabilizou um aumento de cerca de 50% no repasse do valor per-capta para alunos de creches e mais de 30% para alunos do ensino fundamental, além de aumentar também os repasses para entidades conveniadas ao CMDCA.

A lei beneficia instituições religiosas de qualquer denominação, que promovam campanhas de auxílio aos mais necessitados ou atuação social. Imóveis locados ou cedidos em comodato ao município também se enquadram na lei, assim como instituições de ensino e de assistência social, sem fins lucrativo, parceiras do município, e instituições registradas junto ao CMDCA.

Entidades também terão isenção da taxa de coleta de lixo de imóveis próprios ou locados, e daqueles cedidos em comodato ao município; templos de qualquer culto, instituições de assistência social, sem fins lucrativos, parceiras do município e as instituições registradas junto ao CMDCA. Em todos os casos, as instituições deverão comprovar o atendimento aos requisitos da lei. A fiscalização e o acompanhamento serão feitos pela Secretaria de Fazenda. A medida entra em vigor após a publicação no Diário Oficial do município.

Uma turma de 20 alunos da Escola Municipal Santa Maria Goretti, no Bingen, apresentou dois trabalhos desenvolvidos para o programa Defesa Civil nas Escolas nesta quarta-feira (06.11) para a equipe da pasta. Após uma roda de leitura, um informativo sobre os problemas causados pelos vendavais foi criado pelos estudantes. Além disso, os jovens também conheceram e brincaram com o jogo da Turma do Pedrinho, que ensina de forma lúdica as medidas adotadas em casos de emergência e questões de educação ambiental.

Até o momento, neste semestre, 105 escolas já produziram 254 atividades relacionadas ao verão. As escolas têm prazo até 30 de novembro para apresentarem suas atividades. 

Os números do Defesa Civil nas Escolas nos primeiros cinco meses letivos do ano chamam a atenção: foram mais de 20 mil alunos envolvidos em 631 atividades. Os trabalhos foram desenvolvidos em todas as 180 unidades da rede municipal, além de outras 30 particulares e outras duas estaduais. O Defesa Civil Jovem foi lançado no mês passado, como forma de entrar nas salas de aula do ensino médio através dos jovens.

Pioneiro no país e referência no Estado do Rio de Janeiro em política pública de prevenção a desastres, o Defesa Civil nas Escolas está alinhado à estratégia internacional de redução do risco de desastres das Organizações das Nações Unidas (ONU). Graças à proposta de trabalhar o assunto em sala de aula, Petrópolis é destaque com o programa, que também já rendeu um prêmio para a prefeitura.

O Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) vai entregar um pluviômetro semiautomático e um kit educativo para serem usados dentro da política pública.

Iniciativa fará parte do calendário oficial de eventos da Prefeitura no mês de outubro

As políticas públicas voltadas para a proteção animal seguem avançando em Petrópolis: a Prefeitura sancionou a lei nº 7.878 criando a Semana Municipal de Proteção Animal. Publicada no Diário Oficial de 30 de outubro, a novidade prevê a realização de campanhas de conscientização sobre bem-estar animal, guarda responsável, importância da vacinação e do controle reprodutivo de cães e gatos na primeira semana do mês de outubro. Também estão previstas palestras nas escolas municipais neste mesmo período. A partir de agora, o executivo vai fazer a regulamentação da lei.

Recentemente, o prefeito também sancionou a lei que proíbe o uso e a comercialização de coleiras de choque, além da prefeitura ter criado o Conselho Municipal de Proteção e Defesa dos Animais, o COMUPA, entre diversas outras ações neste sentido.

A Coordenadoria de Bem-estar Animal (Cobea) realizou em outubro uma série de atividades com alunos e professores da rede municipal, com palestras e eventos de conscientização. Além desse trabalho, também aconteceu o 1º Outubro Rosa Pet - em parceria com a veterinária Patas e Pelos - e que contou com mais de 200 pessoas envolvidas. Neste evento, a “cãominhada” no entorno da Praça da Liberdade foi o destaque.

"Vamos ampliar a programação do Outubro Rosa Pet no ano que vem, para que ainda mais pessoas participem. Agora, com a lei da Semana Municipal de Proteção Animal, será possível realizarmos outras atividades. O bem-estar animal é um assunto cada vez mais presente e que faz parte do dia a dia da população. Estamos avançando nesse sentido", disse Renato Couto, coordenador de Bem-estar Animal.

Outra novidade foi a proibição das cirurgias com fins estéticos em animais, que já é realidade em Petrópolis. As medidas previstas na lei nº 7.853 passaram a valer no município para evitar a realização, por exemplo, de retirada ou corte da cauda e das orelhas em cães e gatos, consideradas mutilações e maus-tratos.

Três dessas cirurgias agora proibidas por lei acontecem em cães: a caudectomia (retirada ou corte da cauda); a cordectomia (retirada das cordas vocais) e a conchectomia (corte na orelha). A onicectomia é a extração das unhas dos gatos e a proibição também está prevista na norma.

"Se o cachorro late muito, por exemplo, o ideal é procurar por adestrador. Se o gato arranha o sofá, é porque essa é uma manifestação natural do felino. É uma questão de esclarecer o dono do animal e explicar que esses procedimentos não são a solução", destaca Renato Couto.

Oito bairros receberam aplicação de asfalto dentro do programa Prefeitura Presente nesta quarta-feira (06.11). O prefeito acompanhou o trabalho das equipes que atuaram em Nogueira e Corrêas. O serviço de tapa-buraco também aconteceu no Duarte da Silveira, Quitandinha, Morin, Samambaia, Alto da Serra e Caxambu. Em pouco menos de um mês, o programa já promoveu 114 ações de manutenção viária, com 92 ruas de 29 bairros atendidos até aqui.

Rua João Xavier (Duarte da Silveira), Alagoas – Rua C (Quitandinha), Pedro Ivo e João Ferreira de Castro (Morin), Estrada do Samambaia (Samambaia), Braz Rossi e Promenade (Nogueira), Bernardino Vieira (Caxambu) e Arnaldo de Azevedo (Alto da Serra) foram os locais atendidos com aplicação de asfalto nesta quarta.

Em Corrêas, o trabalho foi feito na Rua Carvalho Junior, que também teve remoção de entulho feito pela Comdep. Morador da região há 17 anos, o empresário Raul Pereira destacou que o asfalto era uma demanda antiga da população. "O asfalto vai garantir mais conforto para todos, já que a maioria da população que vive por aqui usa carro ou moto. É importante para a manutenção do veículo e também ajuda no trânsito como um todo", disse.

Também nesta quarta, a Comdep promoveu remoção de entulho em ruas do Independência, Taquara, São Sebastião, Siméria, Corrêas e Nogueira.

O serviço de capina e roçada foi feito nos bairros Quitandinha, Morin, Sargento Boening, Centro, Quarteirão Ingelheim, Bingen, Valparaíso, Estrada da Saudade, Quarteirão Brasileiro, Duarte da Silveira, Meio da Serra, São Sebastião e Nogueira.

A manutenção de iluminação pública ocorreu em ruas de Corrêas, Pedro do Rio, Centro e Quitandinha.

O mandato dos componentes será de dois anos

Os nomes dos integrantes do Conselho Municipal de Inovação foram publicados no Diário Oficial do dia 30 de outubro. As cadeiras serão ocupadas por representantes do poder púbico e secretarias municipais, além das instituições de ensino e organizações empresariais que participaram da eleição, ocorrida em setembro.

A primeira reunião do conselho será no dia 12 de novembro, às 18h. O Conselho, deliberativo, tem, entre suas atribuições, objetivos como: formular, propor, avaliar e fiscalizar as ações e políticas públicas de promoção da inovação para o desenvolvimento do município.

Confira os nomes dos integrantes do conselho:

Secretaria de Desenvolvimento Econômico

Titular: Marcelo Fiorini

Suplente: Marcelo Simões

Secretaria de Saúde

Titular: Carlos Alberto Pereira

Suplente: Valério Augusto de Oliveira

Secretaria de Educação

Titular: Helton Luiz Mulinária

Suplente: Claudia Alves

Coordenadoria de Planejamento e Gestão Estratégica

Titular: Dalmir Caetano

Suplente: Felippe Augusto da Cruz

Turispetro

Titular: Carlos Eduardo Sixel

Suplente: Maicon Mesquita

Secretaria de Meio Ambiente

Titular: Louis Boden Neto

Suplente: Marilene Rocha

Laboratório Nacional de Computação Científica

Titular: Marcelo Luiz Mendes

Suplente: Sergio Ferreira de Figueiredo

Instituto Brasileiro de Museus

Titular: Isabela Maria Verleun

Suplente: Carolina Moreira

Serratec – Parque Tecnológica Região Serrana

Titular: Marcelo Carius

Suplente: Thais Martins

Centro Federal de Educação Tecnológica

Celso Suckow da Fonseca

Titular: Roberta Dalvo Pereira

Suplente: Frederico de Oliveira

Fiocruz – Fundação Oswaldo Cruz

Titular: Felix Julio Rosenberg

Suplente: Henrique Antunes

UFF – Universidade Federal Fluminense

Titular: AnibalIgnacio

Suplente: Ana Carolina Moreira

Sobre a Lei da Inovação:

A Lei da Inovação prevê a criação de instrumentos que fortalecerão o setor, como o Sistema Municipal de Inovação (SMI), o Conselho Municipal de Inovação (CMI), o Fundo Municipal da Inovação (FMI), o Selo de Inovação de Petrópolis e o Plano de Sustentabilidade e de Inovação do Executivo Municipal.

O Conselho Municipal de Inovação (CMI) também terá como meta, promover a democratização do conhecimento, sugerir políticas de captação e alocação de recursos para as finalidades da lei e fiscalizar e avaliar o correto uso dos recursos do Fundo Municipal de Inovação, além de propor ao Executivo Municipal o aperfeiçoamento profissional e a introdução de métodos de trabalho e técnicas operacionais, visando à qualificação da esfera pública municipal na prestação de serviços públicos com aplicação de inovação.

A lei também prevê a difusão da promoção da cultura empreendedora e de inovação nas escolas públicas e unidades de educação na cidade, permitindo que a administração pública apoie programas que desenvolvam os conhecimentos, as habilidades e as atitudes de empreender e inovar.

“O Conselho é um instrumento importante e que vai auxiliar, inclusive, a propor ações que incentivem a inovação nos mais diversos setores. Estamos vivendo uma era diferenciada onde a inovação é a principal ferramenta para os negócios”, afirma o secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Fiorini.

O “Procão”, mais uma ação do Procon Solidário, bateu recorde nesta última edição, com a arrecadação de 600 quilos de ração, que foram doados para 10 protetores de animais e ONGs cadastradas na campanha, realizada com o Procon Petrópolis. O destaque desta edição da campanha, que aconteceu em parceria com a Coordenadoria de Bem-Estar Animal (Cobea), foi a feira de adoção de cães e gatos, no mês passado, na Praça Visconde de Mauá, onde 29 animais foram adotados.

O Procão é uma das ações solidárias criadas pelo Procon Petrópolis para ajudar quem precisa. Ações como Páscoa, Dia das Crianças, Natal, entre outros, também fazem parte do Procon Solidário. Na edição do ano passado, o Procão arrecadou 500 quilos de ração.

“A feira foi maravilhosa e divertida. Foi uma ação importante para a causa animal, um marco em um ponto turístico. É a prefeitura junto ao Procon trabalhando cada vez mais para os animais, é um evento que precisa acontecer sempre na cidade”, frisou a proprietária da Pães para Cães, Betty Lage, que realiza o trabalho ao lado de Paulo Tardin. Eles receberam do Procão 70 quilos de ração.

Segundo o coordenador da Cobea, Renato Couto, a parceria com o Procon fortaleceu a causa animal na cidade. “Conseguimos reunir durante todo o domingo várias ações da causa animal. A Feira foi um sucesso e esperamos conseguir colocar a ação no calendário de eventos do município”, destacou.

Piso do pátio também está sendo revitalizado

Unidade atende 72 crianças de até 3 anos de idade

A prefeitura deu início nesta semana à construção de uma cerca de proteção no terreno do CEI Lulu Monteiro, no Carangola. O objetivo é garantir a segurança do imóvel, principalmente do parquinho da unidade, já que a cerca vai proteger toda a área do terreno onde estão os brinquedos utilizados pelas crianças, evitando, assim, a entrada de animais e o despejo de lixo no terreno. Além disso, o chão do pátio está sendo revitalizado e cerâmicas também já começaram a ser colocadas nas paredes externas do CEI, para evitar infiltração. No CEI são atendidas 72 crianças de até 3 anos de idade.

O pedido para colocação da cerca – de telha galvanizada - foi feito por representantes da comunidade e equipe do CEI durante uma visita realizada pelo prefeito no início de setembro. 

O prefeito salientou, ainda, que o CEI Casa da Paz, que funciona na mesma rua, também recebeu reforma, o que garantiu o início do atendimento no local. Atualmente o CEI Casa da Paz atende crianças do 3º ao 5º período da educação infantil

A previsão é de que a obra no CEI Lulu fique pronta ainda nesse mês. “A cerca é muito necessária porque é uma segurança para a unidade. Estamos felizes com essa novidade”, disse a diretora do CEI, Gabriela Nogueira.

A presidente da Associação de Moradores do Vale do Carangola, Ângela Maria da Silva, agradeceu o apoio da prefeitura. “Esperamos por essa cerca há 12 anos. É necessária e fico mais tranquila sabendo que o terreno está todo cercado agora. Só tenho a agradecer à prefeitura pelo cuidado e atenção com as nossas demandas”.

Também integrante da Associação de Moradores do Vale do Carangola, Jésus da Silva, parabenizou o trabalho que o poder público vem fazendo na comunidade. “Esperamos muito tempo por essa revitalização, por isso estamos muito felizes. As escolas e CEIs do Carangola estão recebendo uma atenção do poder público e isso beneficia as crianças e alegra a comunidade”.

Notícias por data

« Novembro 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30  

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

Cadastro da inscrição do IPTU para crédito da Nota Imperial

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo