Movimento tem como objetivo alavancar o setor tecnológico na Região Serrana

O setor tecnológico é um dos mais promissores do país e a realidade não é diferente na região serrana. Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo são cidades que abrigam empresas na área e estão fomentando o setor, inclusive com a formulação de leis de incentivo. Em Petrópolis, a Lei da Inovação foi aprovada no início de 2019 e prevê a constituição de instrumentos de incentivo como Sistema Municipal de Inovação, Conselho de Inovação e Fundo da Inovação. Mas, as cidades também planejam ações em conjunto: para alavancar ainda mais o setor tecnológico nas cidades da serra, foi criado em Nova Friburgo o movimento “Serra do Silicio” e Petrópolis integra a ação.

O assunto foi abordado na Revista Êxito Rio, publicação que circula nas cidades de Nova Friburgo, Teresópolis e Cachoeiras de Macacu. O setor de tecnologia cresce aproximadamente 10% ao ano na cidade e emprega mais de duas mil pessoas, ou seja, é um setor que tem as suas particularidades, está em crescimento e estimula cada vez mais a inovação nas diversas áreas econômicas do município. Vejo com bons olhos essa aproximação das cidades da serra em prol da solidificação do setor. Temos que mostrar que a região serrana tem vários atrativos, inclusive um ambiente favorável para o crescimento das empresas de tecnologia.

O movimento Serra do Silício foi criado por Rodrigo Sena, empresário de Nova Friburgo que decidiu criar uma rede de apoio com a participação de empresários da área tecnológica e profissionais liberais sempre com o intuito de alavancar negócios nas cidades da serra.

“O nome Serra do Silício foi pensado em uma alusão ao Vale do Silício. Serra por estarmos na região serrana do Rio de Janeiro e nosso objetivo foi o de agregamos várias cidades próximas com potencial empreendedor. Em nossa região reunimos várias universidades com muitos formandos semestralmente. Com isso, muitos empreendedores são gerados criando novas startups. Temos tudo para transformar a região em um polo de tecnologia e inovação. O objetivo da Serra do Silício é trazer cursos, eventos e capacitação para o mercado. Sabemos bem que as vocações do interior do estado estão perdendo força e mercado para outros estados. Com isso é muito importante que montemos esse ecossistema de inovação e tecnologia em nossa região”, explica Rodrigo.

Palestras e workshops já foram realizados pelo grupo e a intenção é de que o movimento cresça e essas ações também sejam feitas em Petrópolis. “Estamos atuando em parceria com o Serratec justamente para incentivar essas ações”, completa.

Além da Lei da Inovação, Petrópolis tem outros atrativos que se destacam na área como o Serratec, que, nos próximos anos deverá ter mais de 3 mil postos de trabalho e o LNCC – Laboratório Nacional de Computação Cientifica – que abriga o Supercomputador Santos Dumont – que teve sua capacidade ampliada em cinco vezes, passando a ser considerado o maior computador em capacidade de processamento da América Latina e um dos 200 mais rápidos do mundo.

A tecnologia também está sendo o foco de outros projetos em estudo pela prefeitura. O conceito de Cidades Inteligentes está se solidificando. Há um projeto em andamento que prevê, com auxílio da Enel, o desenvolvimento de ações nas áreas de saúde, segurança e mobilidade urbana como a criação de ecossistema multidisciplinar composto por órgãos públicos e privados. Um dos exemplos seria a implantação de sensores inteligentes em determinados pontos do município, que poderão auxiliar em questões como iluminação pública inteligente, coleta de lixo otimizada, aumento conexão de banda larga, gerenciamento de vagas para automóveis, melhoria do serviço de transporte público e monitoramento e interação entre secretarias, instituições e órgãos.

Programa pioneiro no país busca desenvolver a cultura de prevenção aos desastres de origem natural

O Defesa Civil nas Escolas envolveu 212 instituições de ensino, sendo 180 da rede municipal, 30 particulares e outras duas estaduais, em 1.239 atividades neste ano. Os trabalhos foram desenvolvidos pelos alunos abordando as ameaças de cada estação: incêndios florestais e estiagem, no primeiro semestre, e deslizamentos de terra, inundações, rolamentos de blocos rochosos, vendaval e tempestades de raio, no segundo. O programa, pioneiro no país, referência no Estado do Rio e com reconhecimento internacional da ONU, busca desenvolver a cultura de prevenção aos desastres de origem natural e de percepção de riscos.

São 49 instituições que produziram quatro ou mais atividades em cada semestre e são consideradas escolas ouro. Outras 17 fizeram três e são prata e 19 são bronze, já que desenvolveram dois trabalhos sobre as ameaças de cada estação. A solenidade de premiação acontece em março de 2020.

Lei de iniciativa do executivo, o Defesa Civil nas Escolas é a principal ação de prevenção aos desastres de origem natural desenvolvida pela atual gestão. A aplicação da lei em sala de aula é um passo importante no desenvolvimento de uma cultura de resiliência na cidade, com a orientação dos alunos sobre como se comportar em caso de emergência. Dentro dessa proposta, existe ainda o jogo da Turma do Pedrinho, que ensina de forma lúdica as medidas questões de educação ambiental e Defesa Civil.

"O jogo é um barato, as crianças adoram, se divertem e ainda aprendem", garante Solange Medeiros, professora da Escola Paroquial Nossa Senhora da Glória, no Morin. Segundo ela, em pouco tempo, houve uma mudança de atitude dos alunos com relação ao lixo na unidade. "Notamos que o pátio está ficando mais limpo no recreio, assim como o restante da escola. Em mais de 40 anos de magistério eu nunca havia visto um trabalho como esse, efetivo, que vai trazer resultados no futuro", afirmou a professora.

Programa pioneiro no país e referência no Estado do Rio de Janeiro na prevenção de catástrofes, o programa está alinhado à estratégia internacional de redução do risco de desastres das Organizações das Nações Unidas (ONU). Graças a proposta de abordar a Defesa Civil em sala de aula, Petrópolis é destaque nacional com o programa, que também já rendeu um prêmio para a atual gestão.

Outra novidade é que Petrópolis foi selecionada para sediar o encontro da ONU sobre escolas seguras e cidades resilientes no Brasil. "O anúncio oficial da escolha aconteceu na semana passada e teve como motivo o trabalho desenvolvido pela atual gestão municipal no Defesa Civil nas Escolas", explica o secretário de Defesa Civil, coronel Paulo Renato.

Acaba de ser lançado no município o programa ‘Samuzinho nas Escolas’, desenvolvido em Petrópolis pela base do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde e Secretaria Municipal de Educação. Alunos da Escola Municipal Nilton São Tiago foram os primeiros a participarem do programa de prevenção aos acidentes na última semana.

Além da prevenção de acidentes, o programa visa ainda despertar noções de cidadania e o combate ao trote. “Hoje, 35% dos chamados para o SAMU são trotes. E estas ligações para o 192 acontecem em sua grande maioria no horário de saída das escolas”, contou Renato Duarte Pereira, coordenador do Núcleo de Educação Permanente (NEP) e socorrista do SAMU.

Nesta primeira escola, o programa atingiu 210 crianças, alunos do primeiro segmento do Ensino Fundamental (1º ao 5º ano). Eles receberam instruções sobre como evitar acidentes domésticos, como funciona o Samu e quando o serviço deve ser acionado; noções de segurança no trânsito e ainda sobre como o trote é prejudicial. “As crianças acabam virando multiplicadoras do que aprendem na escola. Quando veem um adulto usando o telefone celular ao dirigir, por exemplo, e sabem que é errado, chamam a atenção”, exemplificou Renato.

A programa foi abraçado pela Secretaria de Educação: “Toda ação integrada entre as secretarias tem resultado positivo no ambiente escolar. As crianças têm muita facilidade para aprender e também de ensinar para os adultos tudo o que vivenciam nas escolas. Agradeço a equipe do Samu e a Secretaria de Saúde pelo cuidado e atenção com as crianças”, afirma a secretária de Educação, Marcia Palma.

O programa Samuzinho nas Escolas conta com um mascote, o Samuzão, que é a alegria da garotada. O resultado positivo desta primeira experiência dentro de uma unidade escolar mostrou que o programa tem um grande futuro pela frente. Os instrutores do programa são voluntários que passaram pelo curso de Atendimento Pré-Hospitalar e Suporte Básico de Vida. No próximo ano letivo, terá início o cadastro das escolas que receberão o programa.

Mais 9 escolas passarão a oferecer o atendimento integral e Petrópolis contará com 24 polos de referência

No próximo ano, o número de escolas na rede municipal que passarão a oferecer o atendimento integral chegará a 24. Um aumento na oferta seis vezes maior em comparação com o ano de 2016, quando apenas quatro ofereciam esse tipo de atendimento. O integral garante alimentação, segurança e participação em oficinas diferenciadas durante a permanência do aluno no ambiente escolar. Os pais de alunos que ainda não fazem parte da rede municipal e que desejam inscrever seus filhos nessa modalidade devem ficar atentos: o prazo da pré-matrícula, através do site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br) será do dia no dia 18 de dezembro e seguirá até o dia 6 de janeiro de 2020.

Passarão a oferecer o ensino integral – a partir do programa PIAC - as unidades: Em Oswaldo Costa Frias (Posse); EM Antonio José de Lima (Posse); EM Sebastião Laceda (Rocio); EM Américo Fernandes Ribeiro (Vale das Videiras); CIEP Brizolão 474 Maestro Guerra Peixe Municipalizado (Cascatinha); EM Amélia Antunes Rabelo (madame Machado); EM Lúcia de Almeida Braga (Carangola); EM Professor Joaquim Deister (Floresta) e EM Darcy Correa da Veiga (Itaipava).

Vale salientar que o investimento na educação em tempo integral coloca Petrópolis no rumo certo: até 2025 o governo federal estipula que 50% dos alunos da rede precisam estar em escolas de tempo integral.

Essa mudança na rede municipal vem acontecendo gradativamente. Em 2017 eram quatro escolas que ofertavam esse tipo de atendimento, agora, passarão para 24 escolas. O número de alunos atendidos nesses espaços em 2019 foi de mais de 1.600 alunos e a meta é a de aumentar em pelo menos 50% esse quantitativo. O ensino integral tem outras vantagens. Com o integral será aumentada a oferta de alimentos para esses alunos e garantida a segurança. Os pais podem trabalhar tranquilos porque sabem que os filhos estão sendo atendidos no ambiente escolar.

“Importante salientar também que a educação integral está de acordo com as metas estabelecidas no Plano Nacional de Educação e também no municipal, ou seja, estamos preparando as unidades, reforçando a merenda e realizando encontros de imersão com os profissionais das escolas para garantir o melhor atendimento possível para os alunos”, explica a secretária de Educação, Marcia Palma.

Cada escola escolheu as oficinas que serão ofertadas, respeitando a infraestrutura de cada espaço. Para cada uma delas foi oferecida a possibilidade de escolha seguindo os eixos definidos no Programa Integrado de Atendimento à Criança – PIAC: Memória, cultura e artes; Educomunicação; Esporte e lazer; Iniciação científica; Educação ambiental; Educação em direitos humanos; Prevenção e promoção da saúde e Orientação de estudos.

Além das novas escolas, já atendem de forma integral as unidades escolares: EM Johan Noel – 4º p até o 3º ano do fundamental; EM Luiz Carlos Soares (Morin) – 5º período ao 3º ano do ensino fundamental; EM Senador Mário Martins (Caxambu) – do 4° período da educação infantil até o 5° ano do ensino fundamental; EM Monsenhor Cirillo Calaon (Jardim Salvador) – 1° período da educação infantil até o 3° ano do ensino fundamental; EM Magdalena Tagliaferro (Castelo São Manoel) – do 4° período da educação infantil até o 5° ano do ensino fundamental;  Ana Mohammad (Sargento Boening), Soroptimista (Pedras Brancas), Leonardo Boff (Duarte da Silveira / Contorno), Colégio Gunnar Vingren (Valparaíso), Professor Nilton São Thiago (Nogueira), São Francisco de Assis (Moinho Preto), São João Batista (Duarte da Silveira), Dom Pedro de Alcântara (BR-040). Além dessas, duas escolas oferecem atendimento integral a partir de projetos distintos: Escola Santo Antônio do Vale do Cuiabá / Padre Quinha e o Centro Educacional Comunidade São Jorge.

Pré-matricula: inscrições pelo site da prefeitura

O período de pré-matrícula 2020 da rede municipal de Educação começará no dia 18 de dezembro e seguirá até o dia 6 de janeiro de 2020. Um link será disponibilizado no site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br). Já no caso dos alunos com deficiência, o atendimento será diferenciado: os pais ou responsáveis terão prioridade nas vagas - eles deverão agendar um horário para atendimento no Departamento de Educação Especial da Secretaria de Educação e não precisarão fazer a pré-matrícula no site da PMP. Os agendamentos desses casos poderão ser feitos pelo telefone: 22468685 / 8683 / 5989, ou, ainda, presencialmente, no Departamento de Matrículas da Secretaria de Educação – Avenida da Imperatriz, nº 193 – prédio Frei Memória. Os responsáveis deverão comparecer ao Departamento de Educação Especial no dia e hora agendando (Rua Buenos Aires, 155 – Centro) do dia 18 de dezembro ao dia 06 de janeiro das 9h às 12h e das 13h às 17h. Os alunos especiais que já são da rede serão previamente agendados e comunicados. O atendimento será individualizado e os alunos serão encaminhados para as unidades que melhor os atendam.

Nos demais casos, os pais de crianças que ingressarão na rede deverão fazer inscrição no sistema de pré-matrícula no site da PMP. Serão aceitas matrículas para 4º e 5º períodos da Educação Infantil; 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental e 1ª a 9ª Fase da Educação de Jovens e Adultos (EJA - Noturno).

Informações necessárias para a pré-matrícula: Dados Pessoais (nome, data de nascimento, filiação, endereço e telefone); Ano/Período de escolaridade e CPF do Responsável. A Secretaria de Educação vai manter, ainda, polos de atendimento para quem precisar de auxilio no ato da pré-matrícula: Secretaria de Educação - Rua da Imperatriz, 193 – Centro e Polo de Educação - Estrada União e Indústria, Shopping 2000 - sala 105. O resultado será disponibilizado a partir do dia 9 de janeiro de 2020 no site da prefeitura.

Matrícula dos alunos que já são da rede

Os alunos que já são da rede devem procurar a direção da escola para fazer a rematrícula ou o pedido de transferência. No ato da renovação, os responsáveis ou alunos maiores de idade deverão indicar três opções de escolas que desejam para o ano de 2020 – no caso de quem desejar transferência.

A Rua do Imperador vai se transformar um mundo de magia e sonho com o primeiro desfile da Parada Iluminada desta edição do Natal Imperial. A atração, que acontece no domingo (08.12), a partir de 19h, vai envolver cerca de 250 petropolitanos encarregados de contarem a história de Natal. Com novas fantasias e carros alegóricos, além de uma trilha sonora especial, o desfile é um dos pontos altos da festa. Outros dois desfiles acontecem também nos domingos seguintes: 15 e 22 de dezembro. Caso chova no dia do desfile, ele será cancelado.

É um espetáculo a céu aberto que vai transformar a principal rua do Centro Histórico em passarela para papais e mamães noéis, fadas, anjos, presépio vivo e diversos personagens que ajudam a contar a história de Natal.

Entre adultos e crianças, os desfilantes vão ajudar a fazer com que o público embarque no espírito natalino. Este ano, as fantasias estarão mais iluminadas, a maioria com lâmpadas de LED. Outra novidade são as alas novas, como a de árvores de Natal.

A CPTrans montou um planejamento especial para o desfile com o objetivo de diminuir o impacto no trânsito orientando os motoristas no local. O lado par da Rua do Imperador vai ficar interrompido para os veículos no trecho por onde passa o desfile – da altura do Colégio Pedro II até próximo à saída da Rua Alencar Lima. A concentração do desfile será a partir de 18h na Praça do Bosque e na Rua Epitácio Pessoa.

Obras das pistas de Pump Track e de skate estão em ritmo acelerado no Parque de Itaipava

Os atletas petropolitanos estão cada vez mais perto de ganhar outros dois equipamentos esportivos em Itaipava. As obras das pistas de Pump Track e de skate, no Parque Municipal, estão avançando rapidamente e serão entregues pela prefeitura logo no início de 2020. De maneira gratuita, os adeptos das modalidades poderão usufruir dos novos espaços, que também serão usados para o fomento do esporte.

O circuito de Pump Track terá rampas arredondadas, paredes em curvas, que podem proporcionar pequenos saltos. Ela terá uma camada de asfalto e poderá ser usada não apenas por quem anda de bicicleta, mas também por praticantes de modalidades como patins, skate e patinete. A novidade vai consolidar Petrópolis no cenário nacional do Mountain Bike (MTB).

O atleta petropolitano Diego Knob está ajudando na construção da Pump Track, junto com a empresa Lance Tracks. Em uma rede social, Knob garantiu que, “a pista está em fase final de elaboração. Gratidão pela oportunidade de construir mais um legado em minha amada cidade de Petrópolis. Esse é só o começo”, publicou.

Já a pista de skate, simula um ambiente urbano e é usada para manobras em rampas, muretas, bancos, corrimãos. A pista tem 20 metros de largura e 35 metros de extensão, com nove obstáculos. Esta é a primeira pista construída em Petrópolis para a modalidade “Street”.

Ação atendeu mais de 50 crianças orientando sobre as relações de consumo
Procon Móvel realizou atendimento à tarde de moradores do distrito

Enquanto os adultos utilizam o Procon Móvel para fazer suas denúncias e realizarem os atendimentos, as crianças estão aprendendo sobre as relações de consumo. É o Procon Mirim, iniciativa do órgão de defesa do consumidor que leva às comunidades o conhecimento sobre o tema para o público de 6 a 12 anos. O lançamento de mais essa iniciativa ocorreu nesta sexta-feira (06.12), na Posse, e faz parte do Programa Procon Educa – ação da prefeitura em prol de disseminar, desde a infância, a responsabilidade e conhecimento sobre as relações consumeristas. 

A ação ocorreu no Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU) entre 13h e 16h – período em que os moradores do 5º distrito puderam conhecer a estrutura do Procon Móvel e realizar atendimentos. Ao mesmo tempo, 50 crianças foram contempladas com o material informativo do Procon Mirim: são cartilhas lúdicas, com jogos e passatempos de fácil entendimento retratando situações cotidianas vividas pelas crianças e suas famílias enquanto consumidores.

O Procon Mirim tem como foco as comunidades e, para que a equipe do órgão vá até um determinado local é importante que a associação de moradores contate a equipe por qualquer um dos canais de atendimento e faça a solicitação. A partir daí, aquele local é acrescentado na agenda de ações itinerantes do Procon, que vai ao local e divide o conhecimento com as crianças enquanto o Procon Móvel atende os moradores da região.

O coordenador do CEU da Posse, Rodrigo Rodrigues Cunha, destacou a importância da iniciativa. “Eles aprendem e levam para casa os dados daqui. É uma ação muito importante para que as crianças aprendam, desde cedo, como se portarem como consumidores”, disse. E é exatamente isso que o pequeno Francisco Lacerda da Silva, de 10 anos, da E.M. Hildebrando de Carvalho, disse que vai fazer. “Gostei muito das atividades! Brinquei e me diverti e ainda aprendi um monte de coisas, como checar a data de validade dos produtos quando for ao mercado. Vou ensinar isso a todos da minha família”, exemplificou o menino.  

Interessados em ter a ação na sua comunidade podem contatar o Procon pelos telefones 2246-8469 / 8470/ 8471 / 8472 / 8473 / 8474 / 8475 / 8476 e 8477. A unidade funciona na Rua Dr. Moreira da Fonseca 33, no Centro, ao lado da Câmara dos Vereadores. Há, ainda, a unidade de Itaipava, que fica na Estrada União e Indústria 11.860, no Centro de Cidadania.

A lei nº 7.887 prevê a realização de solenidades, seminários e outros eventos alusivos ao grupo

A prevenção de desastres de origem natural é uma marca da atual gestão e segue avançando no município: o prefeito sancionou a lei nº 7.887, incluindo no calendário oficial de eventos da cidade o Dia Municipal do Radioamador – 5 de novembro. A novidade prevê a realização de solenidades, seminários e outros eventos alusivos ao grupo, que atua em conjunto com a Defesa Civil nos casos de emergência e de resposta as ocorrências.

A atuação dos radioamadores em parceria com a Defesa Civil municipal é prevista na lei que institui a Política Nacional de Proteção e Defesa Civil (PNPDEC). Em Petrópolis, a Rede Operações de Emergência de Radioamadores (Roer) faz parte dos planos de contingência do município, participando ativamente do Plano Verão 2020 com o suporte em treinamentos e nos simulados. 

Atualmente, o grupo conta com 41 pessoas licenciadas para exercer a atividade. O grupo atua no momento em que todas as outras formas de comunicação param de funcionar, como ocorreu na cidade em 2011, no Vale do Cuiabá, e em 2013, na Vila São Joaquim, no Quitandinha. Fábio Hoelz, coordenador geral do grupo, agradeceu o prefeito pela atitude.

“Petrópolis passa a figurar em um seleto grupo de municípios brasileiros que tratam a nossa atividade como algo relevante para a sociedade. O prefeito reconheceu a importância do radioamadorismo e estamos muito satisfeitos com isso”, disse Fábio. 

A Roer também ajudou a reativar o sistema integrado de comunicação da prefeitura, que funciona através de rádios transmissores e atende os setores de resposta do município. A sede do grupo fica na Defesa Civil desde o ano passado.

A última edição deste ano das ações sociais coordenadas pela Secretaria Municipal de Assistência Social será neste sábado (07.12) no posto de saúde da comunidade Boa Vista, na região do Cascatinha (Rua Henrique João da Cruz, 300). Diversos serviços serão oferecidos aos moradores por meio da parceria entre as secretarias de governo, prestadores de serviços, órgãos públicos e a associação de moradores. A Ação Social acontecerá das 9h às 14h.

Em mais esta edição, a comunidade terá acesso a serviços de saúde, como aferição de glicose e pressão arterial; orientações nutricionais; teste rápido para o HIV e doenças sexualmente transmissíveis; informações e acesso ao Cadastro Único (CadÚnico); informações sobre os programas sociais desenvolvidos no município,como o Criança Feliz; assistência jurídica; entre outros. 

Na Ação Social no Boa Vista, também estão confirmadas as presenças do Detran, que irá oferecer a 1ª Carteira de Identidade e da Águas do Imperador, que atenderá solicitações e prestará informações sobre parcelamentos. Ação terá ainda animação para as crianças da comunidade, com a participação do grupo Tindolelê.

Ação de conscientização foi realizada nesta sexta-feira (06.12) na Praça Alcindo Sodré

Homens pelo fim da violência contra a mulher. Esse é o mote da campanha “Laço Branco”, realizada nesta sexta-feira (06.12) na Praça Alcindo Sodré, no Centro. A iniciativa é do Centro de Referência e Atendimento à Mulher (Cram) e busca alertar homens e mulheres sobre a importância de conscientização e a mudança de cultura no que se refere ao tema. Em Petrópolis, o Dossiê Mulher 2019 – relatório de dados anuais de violência contra mulher, - apontou que 35,5% das mulheres sofreram violência psicológica, 52,1% das vítimas variam entre 30 e 59 anos e como a média estadual, 52,7 % dos casos de violência doméstica aconteceram dentro da casa da vítima.

Os números são altos e é daí que nasce a necessidade de iniciativas como as propostas pela Prefeitura, que disponibiliza equipamentos para o trabalho de enfrentamento. Petrópolis conta com o Gabinete de Cidadania, a qual o Cram é subordinado como uma das principais iniciativas em prol dessa mudança de comportamento. Só nos primeiros dez meses do ano, o Cram atendeu a 545 vítimas de algum tipo de violência doméstica na cidade. E as violências são diversas: além da física, quando o homem chega as vias de fato e agride a mulher, há a psicológica, a moral, a patrimonial e a sexual.

“É importante que se entenda isso: que o fato de homem pegar no braço de uma mulher com força é uma forma de violência. Quando o homem denigre a imagem da mulher ele está cometendo a violência moral; quando ele a diminui, dizendo, por exemplo, que ela não é capaz de viver sem ele, este homem comete a violência psicológica; isso sem contar a patrimonial, que é quando ele tira da mulher a autonomia, seja destruindo seus documentos, seu aparelho de telefone ou seja, tira dela o suporte básico para existir. Além, claro, da violência sexual, obrigando-a a fazer algo que ela não quer e a física, que é desde um empurrão ao espancamento”, explica a coordenadora do Cram, Cléo de Marco.

Petrópolis também conta com o Ônibus Lilás, um veículo totalmente adaptado para oferecer todo o suporte de atendimento às vítimas de violência doméstica. Há, ainda, a campanha Petrópolis 365 onde o Cram leva atendimento por meio de palestras e orientações a diversos grupos, além das parcerias com a 105ª e 106ª Delegacias de Polícia. Este ano, a Patrulha Maria da Penha, surge como mais uma forma de apoio às vítimas de violência.

A Campanha Laço Branco

A campanha do Laço Branco tem como objetivo de sensibilizar, envolver e mobilizar os homens no engajamento pelo fim da violência contra a mulher, a partir de diversas ações realizadas por diferentes setores da sociedade que se encontram engajados na luta pela promoção da equidade de gênero e superação das desigualdades entre homens e mulheres. Ela surge para lembrar a morte de 14 mulheres no dia 6 de dezembro de 1989, em Montreal, no Canadá.

É que um homem de 25 anos invadiu uma sala de aula de uma escola politécnica e assassinou as mulheres por ter a ideia que mulheres não poderiam cursar engenharia, um curso segundo ele, tradicionalmente dirigido ao público masculino. O assassino se matou em seguida.

Denuncie:

O Cram possui um telefone de emergência, disponível para chamadas de voz, mensagens de texto ou WhatsApp no número (24) 98839-7387. Para denunciar ou solicitar informações, pode-se ligar para o telefone 2243-6152 ou comparecer à sede do Cram, localizada na Rua Santos Dumont, número 100, no Centro. O funcionamento é de segunda a sexta-feira, de 8 às 17h. Caso se sinta violentada de alguma forma, a mulher pode contatar a Polícia Militar pelos números 2291-5071, 2242-8005 ou na Central de Atendimento à Mulher pelo 180, além de poder contatar via WhatsApp a emergência da Polícia Militar, pelo número (24) 99222-1489.

 

Número é 110% maior na comparação com o registro no mesmo período do ano passado

Quem deseja investir em um novo negócio tem lugar certo para tirar as dúvidas: o Espaço Empreendedor. Administrado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, o EE mantém em um mesmo local, atendimento sem necessidade de agendamento de vários serviços necessários para quem vai empreender ou que aumentar o seu negócio. No mês de novembro, o EE contabilizou 1.638 atendimento, número mais do que o dobro do que o foi registrado no mesmo período do ano passado – 777.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Fiorini, salienta que o EE possui, ainda, um site com informações sobre a cidade. 

No EE os empresários também têm acesso a outros serviços como: Jucerja, informações sobre alvará, Autenticação de livro, Mais Valia (Secretaria de Obras), Departamento de Trabalho e Renda, Incentivos fiscais (Secretaria de Desenvolvimento Econômico), Posturas e IPTU (Secretaria de Fazenda), atendimento ao produtor rural, Protocolo Geral, Secretaria de Assistência Social e Secretaria de Meio Ambiente. Um serviço que é bastante procurado é o de cadastro de vagas no Balcão de Empregos.  O atendimento no EE ocorre de segunda a sexta-feira, das 10h às 17h, no Centro Administrativo Frei Antonio Moser – Avenida Barão do Rio Branco, nº 2846.

Site do EE

Todas as informações sobre a cidade e como abrir um negócio estão concentradas em um espaço específico no site da Prefeitura, é a página do Espaço Empreendedor. Informações sobre MEI, alvará on-line, Nota Fiscal Imperial, Incentivos Fiscais e Junta Comercial do Rio de Janeiro – Jucerja – são apenas alguns dos serviços oferecidos no site do Espaço Empreendedor e que já está disponível para consultas: www.petropolis.rj.gov.br/espaco-empreendedor

No site também há informações sobre a consulta Processo Fácil e links da Jucerja, Balcão de Empregos e site do Sebrae. A página também mostra informações sobre a cidade: turismo, economia, transporte e segurança e o link para o Balcão de Empregos da prefeitura. “É um serviço bastante procurado e os empresários devem usar esse canal para cadastrar as suas vagas”, afirma o diretor do Departamento de Desenvolvimento Econômico e responsável pelo EE, Eduardo Barbosa.

Petrópolis é uma das cidades escolhidas para receber o projeto itinerante “Vila Encantada de Natal”. O evento acontece no Parque Municipal, em Itaipava, no dia 18 de dezembro, e vai contar com oficinas de enfeites natalinos e brinquedos sustentáveis, oficinas de canto & coral, espetáculo teatral e cinema. Toda a programação é gratuita. O projeto, apresentado pela Enel e pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa e Lei Estadual de Incentivo à Cultura, conta com o apoio da prefeitura de Petrópolis.

Ao todo, serão 10 municípios contemplados com o evento, que tem o objetivo de produzir “magia para tocar os corações dos moradores”. A Vila Encantada de Natal chega com uma programação que resgata da tradição natalina os valores humanos mais essenciais, como o amor, a fraternidade, a esperança. Essa é a terceira edição no Rio de Janeiro.

A programação começa a partir das 9h e conta com as seguintes oficinas: de canto & coral, de enfeites natalinos e de brinquedos sustentáveis, produzidos com material reciclável. Os participantes da oficina de canto & coral, ministrada por professoras da Escola de Música da Rocinha, serão convidados a subir ao palco no início da noite, para encantar a todos com um breve recital de Natal. Para participar das oficinas de Natal é só chegar cedo para garantir o lugar.

Na parte da tarde a programação inicia com um Globo de Neve Gigante, a exibição do filme “Olaf – em uma aventura congelante” (curta-metragem, Disney) e a tão esperada encenação do espetáculo teatral “Vila Encantada de Natal – A magia que Ilumina”, que emociona o público com os personagens: Papai Noel (Beto Vandesteen); Árvore de Natal (Paula Frascari); Duende (Luis Fernando Bruno); Estrela (Nady Oliveira); Boneco de Neve (Luiz Borges). O espetáculo conta com efeitos especiais e cenário produzido com animações interativas, transformando a carreta palco em um grande acontecimento nas localidades onde se instala. O filme “Olaf – em uma aventura congelante” e o espetáculo teatral “Vila Encantada de Natal – A magia que Ilumina”, contarão com tradução em Libras e Audiodescrição.

“Todo o plano pedagógico para construção das atividades da Vila Encantada de Natal, desde o planejamento até a sua execução, se baseia em 4 pilares: arte e cultura, sustentabilidade, educação ambiental e acessibilidade. Materializamos isso através de conteúdos que contribuam para a realização de um evento inspirador, socialmente justo e ecologicamente correto. Esse ano levaremos arte e cultura de forma ainda mais acessível, garantindo audiodescrição e interpretação de libras, tanto do filme, quanto do espetáculo. Sabemos da nossa responsabilidade de criar condições para que todos os públicos possam ter acesso à experiencia de celebração de uma tradição universal que evoca valores de fraternidade, solidariedade e paz entre os povos, como o Natal. Por isso fazemos questão que o evento ocorra em praças públicas e que toda a sua programação seja gratuita, favorecendo o acesso à todos os grupos e classes sociais.” destaca Priscylla Mesquita, diretora geral do evento.

Programação

9h às 12h: *Oficina de Arte da Vila:

Sala 1 - Enfeites Natalinos e Brinquedos Sustentáveis;

Sala 2 - Canto & Coral.

14h às 17h: *Oficina de Arte da Vila:

Sala 1 - Enfeites Natalinos e Brinquedos Sustentáveis;

Sala 2 - Canto & Coral.

A partir das 17h: Atração: Globo de Neve Gigante

18h: **Cinema de Natal: Olaf em uma nova aventura congelante

19h: Apresentação Canto Coral

20h: **Espetáculo teatral: Vila Encantada de Natal – A magia que ilumina

21h: Encerramento do Evento

*Inscrições gratuitas, por ordem de chegada. Com limitação de até 30 participantes por oficina.

 

 

"Diálogos inclusivos: a experiência de ser mediador no espaço escolar". Esse é o tema do seminário que será realizado nos dias 12 de 13 de dezembro, na UCP – Benjamin Constant – pelo Departamento de Educação Especial da Secretaria de Educação. O evento é direcionado para estagiários que atuam na rede municipal diretamente com os alunos com deficiência. As escolas podem fazer a inscrição pelo telefone: 2246- 8912.

Durante o seminário os estagiários terão a oportunidade de mostrar os desafios e, também, participar de oficinas: Oficina 1 - Estratégias para o trabalho com a inclusão; Oficina 2 - O ensino de Libras na escola; Oficina 3 - O trabalho com os alunos deficientes visuais e Oficina 4 - O vínculo emocional do estagiário no processo de mediação. Nos dois dias de evento a programação começará às 8h30 e seguirá até as 15h30.

De acordo com a Secretaria de Educação, a educação especial na rede municipal encontra-se configurada conforme as diretrizes do MEC, em atendimento à política Nacional da Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva, que, desde 2008 privilegia o atendimento do público-alvo da Educação Especial na escola comum.

A prefeitura está estudando junto com empresas dos setores de telefonia e comunicações intervenções para melhorias das condições viárias no acesso às torres do Morin. Um primeiro encontro foi realizado na última semana com mais de 30 representantes de emissoras de rádio e televisão, operadores de telefonia, provedores de internet, concessionárias de serviço públicos, estatais e da Associação de Rádio Amadores de Petrópolis para debater obras que podem ser feitas na região conhecida como Castelinho. O próximo passo será um levantamento dos pontos que precisam manutenção e outros serviços que podem ser feitos, como obras de drenagem e contenção.

Todas as empresas que participaram da reunião mantêm bases de operação no local. Por isso, manter em boas condições a Rua Oswaldo Barros – subida do Castelinho – é um fator decisivo para que os serviços dessas companhias continuem no ar, atendendo o petropolitano.

A prefeitura já realizou melhorias no local, com aplicação de 15 toneladas de brita corrida em um trecho conhecido como “Pé de Ameixa”. O objetivo agora é fazer intervenções maiores. Por isso, esse grupo se comprometeu em apoiar a prefeitura em busca de recursos para realizar essas melhorias.

Parte da programação do Natal Imperial, a Praça Visconde de Mauá (Praça da Águia) recebe desta sexta-feira (06.12) até domingo (08) o “Natal Cervejeiro”. Uma parceria entre a Deguste e a Associação das Microcervejarias de Petrópolis (AMP), com o apoio da prefeitura, que vai reunir música, gastronomia, recreação infantil e, claro, cervejas artesanais. A feira, que é aberta ao público, ganhou uma decoração especial natalina.

Capital Estadual da Cerveja, o evento vai contar com a participação de 18 cervejarias. E, além deste fim de semana, o Natal Cervejeiro também funciona de 13 a 15 e de 20 a 22 de dezembro. Outras ações, como a pista de patinação no gelo, no Clube Petropolitano, e o Vale Encantado, em frente ao Palácio de Cristal, também acontecem no fim de semana.

Na Praça Visconde de Mauá, além das cervejarias que são o destaque da feira, também não vai faltar boa música. Nesta sexta, tem apresentação da banda Tokaia, às 20h30. No sábado (07), tem Double Three Project, às 14h; OitoZero às 17h; e S ou S às 20h30. No domingo, quem sobe ao palco é o Duo TPM às 15h; e Jompz às 19h. Por lá, o público também vai poder conferir os espetáculos de projeção mapeada na fachada da Câmara Municipal. Eles trazem modernas imagens em 3D e um vídeo com cenários de Natal. As exibições acontecem durante todo o Natal Imperial – até 12 de janeiro, sempre nas sextas-feiras e sábados, de 15 em 15 minutos, a partir de 19h até às 23h, e nos domingos das 19h às 21h.

O Natal Cervejeiro também realiza uma campanha de doação de sangue. “Os primeiros doadores ganharão um copo personalizado e um brinde exclusivo da Deguste”, explica Rodrigo Duarte, um dos organizadores da Deguste. A Campanha é uma parceria com o Banco de Sangue Santa Teresa, que fica na Rua Paulino Afonso, 477, no Bingen.

Setor cervejeiro em expansão

Com feiras mensais de produtores artesanais e a garantia de participação dos produtores em todos os principais eventos do município, o setor vem crescendo a cada ano e se tornando uma das mais recentes vocações da Cidade Imperial.

Ao todo, já são 24 marcas de cerveja produzidas em Petrópolis, três são grandes fábricas – Cidade Imperial, Bohemia (AmBev) e Grupo Petrópolis, e 21 artesanais, distribuídas entre fábricas (como a Duranz, BrewPoint, Odin, Real e Rocky Garden, por exemplo) e ciganas. Em 2018, só as microcervejarias produziram 1 milhão de litros da bebida que é uma das paixões dos brasileiros, com um investimento de R$ 10 milhões no setor, que emprega mais de 5 mil pessoas direta e indiretamente.

Competição para moradores do Caxambu vai reunir mais de 100 jogadores

Começou na noite desta quinta-feira (06.12) a II Copa Agita Petrópolis de futsal no Centro de Iniciação ao Esporte (CIE) de Petrópolis, que fica no Caxambu, promovida pela prefeitura para os moradores do bairro. No primeiro jogo, o Clube Certo venceu o Belém por 4 a 2 no grupo A. Na sequência, o BNH Santa Izabel goleou por 7 a 1 a equipe do Estrela, que estão na chave B. A próxima rodada acontece na semana que vem, iniciando na quarta-feira (11.12) e com complemento na quinta (12).

A competição vai reunir mais de 100 moradores do Caxambu em 10 equipes e tem como objetivo integrar quem reside na comunidade através do futsal. Até a final - que está prevista para acontecer em janeiro do ano que vem - serão realizadas 18 partidas em cerca de 20 horas de atividades esportivas. No ano passado, o Liverpool foi o time vencedor da competição.

Prefeitura aumenta oferta de modalidades esportivas no CIE em 2020

O boxe será mais uma modalidade esportiva oferecida pela prefeitura no Centro de Iniciação ao Esporte (CIE) de Petrópolis, no Caxambu, em janeiro de 2020. As aulas serão realizadas às terças e quintas-feiras, de 9h às 10h, para crianças e adolescentes a partir dos 6 anos. Caso a demanda de alunos seja grande, será aberto mais um horário, de 10h às 11h. A expectativa é atender mais de 100 pessoas com mais essa atividade. O espaço já serve a 800 adultos e jovens mensalmente em 14 esportes diferentes.

No CIE, atualmente, são turmas de futsal, vôlei, handebol, basquete, basquete 3x3, jiu-jitsu, muaythai, karatê, judô e capoeira, de segunda à sexta-feira, de 10h às 18h, para o público infantil. Para os adultos, existem turmas de dança, ginástica, alongamento e bocha adaptada. Todas as atividades contam com vagas para novos alunos, que podem se cadastrar diretamente no CIE, que fica na Rua Flávio Cavalcanti, S/N, Caxambu, ou através do telefone: 2233-1218.

410 crianças de duas escolas receberão os presentes das mãos do "Bom Velhinho"

O resultado da campanha do Procon Solidário de Natal é mais um marco para o Procon Petrópolis. Pelo terceiro ano consecutivo, as cartinhas dos alunos da rede municipal, para o Papai Noel esgotaram em poucos dias. Foram apadrinhadas 410 crianças das Escolas Municipais Ana Mohammad, no Sargento Boening, e Dr. Rubens de Castro Bomtempo, no Vila Felipe. As crianças receberão os presentes em uma grande festa de Natal promovida nas duas instituições.

A rápida participação da população com o Procon Solidário mostra o fortalecimento da causa que já se solidificou na cidade. Esta edição praticamente dobrou o número de estudantes em relação ao primeiro ano. A entrega dos presentes acontece nos dias 16 na Ana Mohammad e 18 na Rubens de Castro Bomtempo, quando chega o Papai Noel.

Professores da rede municipal de Educação participaram, nesta semana, de um encontro com professora doutora Jane do Carmo Machado, ex-professora da rede municipal de Educação é pós-doutoranda na área de pedagogia, em Portugal, Jane do Carmo Machado. A palestra "Eu professor: Desafios e Potenciais da Profissão Docente" foi ministrada na EM Monsenhor João de Deus Rodrigues, em Pedro do Rio. “Oportunidade única de troca de conhecimento, experiências e resultados positivos entre os servidores. A professora Jane já atuou na nossa escola, conhece a realidade da rede e ficamos muito felizes com o encontro”, contou o diretor da EM Monsenhor João de Deus Rodrigues.

Alvará Online - BANNER

Notícias por data

« Dezembro 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31          

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

Cadastro da inscrição do IPTU para crédito da Nota Imperial

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo