A noite desta quarta-feira (13.03) foi marcada por muita emoção na Casa dos Conselhos. As servidoras públicas foram as grandes protagonistas do prêmio Mulheres Destaque da Prefeitura 2018/2019. Foram 40 mulheres homenageadas, sendo duas de cada secretaria. As agraciadas foram recebidas pelo prefeito Bernardo Rossi, sua esposa, Sabrina Rossi, e pelos secretários de suas respectivas pastas. A homenagem faz parte da programação das comemorações do município do Dia Internacional da Mulher.

A finalidade da comemoração é valorizar as servidoras da administração municipal direta e indireta, além de prestigiar a mulher no contexto da cidadania e dos serviços prestados ao município. Na ocasião, destaques femininos da sociedade civil também foram homenageadas pela coordenadora do Gabinete da Cidadania, Anna Maria Rattes.

As mulheres vêm ganhando cada vez mais espaço e tendo a sua competência reconhecida. O município possui pastas importantes do governo, como Saúde, Fazenda, Educação e Assistência Social, além da Comunicação, lideradas por mulheres. A cidade vem investindo e ações de apoio às mulheres com vários equipamentos, inclusive o  lançamento da pedra fundamental da Sala Lilás, que é uma conquista.

Entre as homenageadas, a auxiliar de serviços gerais da Comdep, Maria Alice Pereira, venceu a votação de 2018 do Gabinete. “Fiquei muito surpresa quando fiquei sabendo, não esperava mesmo. Fiquei muito feliz em saber que as pessoas gostam de mim no meu ambiente de trabalho”, contou Maria Alice que é servidora há 12 anos. Já como destaque do Gabinete em 2019, a coordenadora da Casa dos Conselhos, Maria da Penha Rodrigues de Veras, foi a vencedora. “Esta é a primeira vez que ganho o prêmio como coordenadora da Casa dos Conselhos. Para mim é uma alegria muito grande estar sendo valorizada pelo prefeito. Só tenho a agradecer ao pessoal que votou em mim e que reconhece o meu trabalho”, disse Penha.

Um dos destaques da força feminina no município também é a subcomandante da Guarda Civil, Cláudia Conceição, que também foi homenageada. “A gente fica imensamente feliz, pois é o reconhecimento pelo trabalho prestado e sendo homenageada, melhor ainda, fico mais uma vez felicíssima”, contou emocionada.

Durante o evento, a coordenadora do Gabinete da Cidadania e presidente do Conselho Municipal Direito da Mulher (Comdim), Anna Maria Rattes, homenageou cinco mulheres da sociedade civil. “Este evento é importantíssimo para o município, e o prefeito que faz a homenagem à essas mulheres pessoalmente. Isto é um marco para a prefeitura e para as servidoras no mês internacional da mulher”, finalizou Anna Maria Rattes.

Conheça as vencedoras:

Gabinete Do Prefeito

2019: Maria da Penha Rodrigues de Veras

2018: Maria Alice Pereira

Secretaria De Saúde

2019: Fabíola Heck

2018: Tania Marcia De Azevedo

Secretaria De Administração E De Recursos Humanos

2019: Nilza Abreu Schmitt

2018: Elisabete Leivas De Mello

Secretaria De Assistência Social

2019: Adriana Corrêa Do Carmo

2018: Cristiane Provenzano De Paula

Comdep

2019: Eloisa Helena Alves Dias

2018: Ilsa Lopes De Oliveira

Controladoria Geral

2019: Monique Giovanni Da Silva Alves

 2018: Gisele Esch Bach Cunha

Cptrans

2019:Sandra Mara GherenMunstein

2018: Marta Ferreira Narciso

Instituto De Cultura E Esportes

2019: Merielle Alves Rodrigues

2018: Vanessa Da Silva Ferreira

Defesa Civil

2019: Ana Alzira Gomes Dos Santos, Karine Vaz Toraldo

2018: Maria Luisa Palhares Dos Anjos

Secretaria De Desenvolvimento Econômico, a aleita de

2019: Flavia De Almeida Meirelles Palma

2018: Margareth Maria Mahler Rossi

Secretaria de Educação

2019: Léa Oliveira Da Silva

2018: Sônia Cristina Pereira Grazinolli Lobato (In Memoriam)

Secretaria De Fazenda

2019: Camila Marques Do Amaral

2018: Patrícia Justen

Guarda Civil Municipal

2019: Cláudia Da Conceição

2018: Ismeralda Barbara

Inpas

2019: Nancy Ferreira Cirylo

2018: Bernardete Gonçalves Bastos

Secretaria De Meio Ambiente

2019: Ana Cristina Dos Reis

2018: Patricia Da Conceição De Souza Nunes Ramalho

Secretaria De Obras

2019: Regina Claudia Gomes De Melo Nassur

2018: Celeide Da Silva Ferreira Leal

Coordenadoria De Planejamento E Gestão Estratégica

 2019:  Cecilia Baptista Rodrigues

2018: Sônia Aparecida De Oliveira Almeida

Procuradoria Geral

2019: Luana Nazareth Farias

2018: Raquel De Freitas Garcia

Secretaria De Serviços, Segurança E Ordem Pública

2019: Leda Maria De Azevedo Santos

2018: Luciane Dos Santos Braga

Turispetro

2019: May-LinFalconi Da Rocha

2018: Karina Rodrigues D’assumpção

Homenageadas da Sociedade Civil:

Ana Paula Bianco Mendonça - Coordenadora do projeto Social Aprendendo a Brincar na comunidade Oswaldo Cruz

Ângela Maria Samuel da Silva Rosa - Presidente da Associação de Moradores do Vale do Carangola

Giuliana Salvini Morgen - Atleta de motoumbike

Marcelle Izidório Corrêa Castro - Vitoriosa APPO

Priscila Paladino - Motorista de ônibus da Petro Ita

Petrópolis já tem sua programação fechada para realizar, pela primeira vez, a Semana da Língua Alemã, cuja 4ª edição acontece em todo país, de 05 a 14 de abril. Entre as atividades, que são gratuitas, estão apresentações de grupos folclóricos, ciclo de palestras, visitação ao Museu Casa do Colono, contação de história, culto ecumênico bilíngue, entre diversas outras. Na Cidade Imperial o evento será aberto no Palácio de Cristal e vai contar com atividades também em outros locais, como as Igrejas Luterana e do Sagrado, a Bohemia, entre outros.

No dia 05 de abril, uma sexta-feira, a abertura oficial vai contar também com a abertura do Congresso da Federação dos Centros de Cultura Alemã do Brasil (FECAB), às 18h. Em seguida, às 19h30, o público vai poder contar com a apresentação da Associação dos Grupos Folclóricos Alemãs de Petrópolis (AGFAP). Em todo país, a Semana abre simultaneamente e vai contar com 550 eventos, partindo da ideia de que uma língua abre portas para entender melhor a cultura de outros países. A realização é das Embaixadas da Alemanha, Áustria, Bélgica, Luxemburgo e Suíça – em cooperação com seus consulados e parceiros culturais no Brasil. Em Petrópolis, o evento tem o apoio da prefeitura através de diversas secretarias.

“Tem pessoas vindo de diversos locais do país. É um evento rico em cultura, em história”, explica o diretor de eventos da AGFAP, Marcos Carneiro.

A programação não só de Petrópolis, como de todos os lugares do país que recebem o evento pode ser conferida no site:http://semanadalinguaalema.com.br/. Na Cidade Imperial, a comissão organizadora  é composta pela FECAB, o Clube 29 de junho, o Instituto Bingen, e a AGFAP. A Semana da Língua Alemã em todo país tem como objetivo oferecer ao público a oportunidade de conhecer a beleza e a diversidade do idioma alemão e despertar o interesse dos brasileiros.

Desde 2017, a prefeitura vem oferecendo aulas gratuitas de informática nas comunidades através dos CIDs – Centros de Inclusão Digital. Atualmente, 15 estão em funcionamento, mas, a intenção é de que esse número aumente até o final do ano e um reforço foi conquistado nessa semana com o recebimento de 40 computadores doados pela empresa Orange Business Services, fornecedor de serviços de TI e comunicações que funciona no Serratec.

Os 40 computadores estão no CERT – Centro de Excelência e Referência Tecnológica e serão distribuídos nos CIDs.

Segundo George Paiva, líder de Recursos Humanos para a América Latina da Orange Business Services, o objetivo da empresa é o de apoiar o desenvolvimento da cidade. “Doamos 40 máquinas, completas e em bom funcionamento. Nosso objetivo com essas doações é apoiar iniciativas na área social para qualificação técnica no mercado de Petrópolis, independente da área”, disse.

A Orange Services é um fornecedor global de serviços de TI e comunicações. A empresa mantém 350 funcionários em Petrópolis onde atua há dez anos. A Orange atende empresas em 31 países e em três idiomas.

As empresas que tiverem computadores para doação podem procurar o CERT. As máquinas passam por um processo de reciclagem e são aproveitadas em departamentos da administração pública.

Atualmente, 300 alunos são beneficiados com aulas gratuitas nos CIDs. Entre os cursos oferecidos estão informática básica e pacote office. Quem tiver interesse em participar dos cursos que são ofertados gratuitamente pode fazer a inscrição diretamente nos CIDs. Dúvidas podem ser esclarecidas pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico por meio do telefone 2233-8135 - ramal: 2085.

Com a meta de atender até o final do ano cerca de 50 mil alunos das redes municipal, estadual e particular de ensino, começam nesta sexta-feira (15.03) as atividades presenciais dos agentes no Defesa Civil nas Escolas. A primeira instituição atendida será a E.M. Dr. Paula Buarque – na região do Vale do Cuiabá – instituição de ensino polo do programa. Os estudantes do ensino fundamental vão participar de uma roda de conversa com técnicos da prefeitura sobre educação ambiental e bem-estar animal. Outra turma vai brincar com o jogo da turma do Pedrinho, que ensina de forma lúdica as medidas adotadas em casos de ocorrências causadas pelas chuvas fortes.
Além da atividade na Paula Buarque, outras 11 escolas já marcaram atividades com os agentes da Defesa Civil. Além do jogo e das palestras, também serão realizados exercícios simulados de evacuação das escolas. Paralelo a isso, as escolas seguem elaborando seus próprios trabalhos. Assim como no ano passado, a E.M Paulo Freire foi a primeira a entregar as atividades deste semestre, que abordam as ameaças do inverno: incêndios florestais e estiagem.

Com 234 áreas de risco alto ou muito alto, o governo municipal investe em ações de prevenção orientando os moradores, buscando minimizar os riscos de desastres de origem natural. A atual gestão também investe na retomada de programas habitacionais.

Neste ano, o programa está sendo ampliado para as escolas da rede pública e privada que contam com educação infantil. Outra novidade é a inclusão do bem-estar animal também como tema de discussão em sala de aula. Em 2018 – primeiro ano da política pública - foram realizadas 170 atividades dentro do Defesa Civil nas Escolas. O objetivo é que esse número seja ampliado ainda neste semestre.

Apesar de estar em prática há pouco tempo, o programa já rendeu um prêmio para a prefeitura. O Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) vai entregar um pluviômetro semiautomático e um kit educativo para serem usados dentro da política pública. A contemplação acontece dentro da campanha nacional #EducarParaPrevenir, criado pelo órgão nacional para as melhores atividades do país focadas em ERRD – Educação em Redução de Riscos de Desastres.

As técnicas, regras e os benefícios das atividades físicas para os alunos que se enquadram na modalidade de atendimento especial foram o foco do primeiro dia de aulas teóricas e práticas do seminário "Corpo e Movimento: Diálogos Intersetoriais", promovido pela Secretaria de Educação em parceria com o Comitê Paralímpico. Professores de educação física e os que atuam nas salas de recursos multifuncionais participaram do primeiro dia de aulas realizado nesta quinta-feira (14.03) no Cederj.

As aulas terminarão na sexta-feira (15.03).

Quando o evento foi lançado, os professores podiam se inscrever em uma das três modalidades disponibilizadas para aulas práticas e teóricas: atletismo, bocha e goalball. Mas, devido ao interesse dos profissionais, a Secretaria de Educação resolveu que todos os inscritos poderiam participar das aulas das três modalidades.

“Todos poderão participar das aulas teóricas e práticas sobre os esportes. Percebemos o quanto os profissionais estavam interessados e resolvemos aproveitar a disponibilidade do Comitê Paralímpico e abrir a participação das aulas das modalidades para todos”, afirmou a diretora do Departamento de Educação Especial da Secretaria de Educação, Bianca Paiva.

No primeiro dia de aulas teóricas e práticas os participantes puderam assistir um vídeo sobre as modalidades paralímpicas. “A ideia é mostrar os desafios, as particularidades dos esportes e provar que os alunos podem e devem participar de atividades esportivas”, disse Alexsandro Alonso, representante do Comitê Paralímpico Brasileiro.

Mauricio Manzini, professor de educação física, aprovou o seminário. “Experiência sensacional. As informações comprovam que podemos utilizar o conhecimento adquirido no seminário nas nossas aulas nas escolas. Eu presenciei uma mudança de comportamento, certa vez, de uma turma inteira por conta de um aluno especial. Nas aulas de educação física ele participava ativamente e os colegas passaram a acompanha-lo. Foi muito legal essa experiência. A turma toda unida e feliz com a inclusão. Nós que somos professores podemos e devemos estimular essas atividades”, contou.

Ellis Andriotti, também professora de educação física, parabenizou o interesse da prefeitura em promover a participação dos profissionais em seminários especializados. “Eu sou do Rio e não observamos muito esse tipo de atividade lá. Achei interessante a interação da Secretaria de Educação com o comitê a e alegria dos professores, compartilhando as suas experiências, tirando as dúvidas e já programando atividades diferentes com esses alunos”, afirmou Ellis.

A programação terá continuidade na sexta-feira com aulas teóricas e práticas no Cederj (Estr. Machado Fagundes, nº 326, Cascatinha). Os professores terão oportunidade de conhecer os fundamentos dos esportes: Atletismo, Bocha e Goalball.

A aquisição de parte dos equipamentos já foi licitada

Em 30 dias a Prefeitura deve iniciar as obras  do Centro Ortopédico de Petrópolis, prédio onde será instalada a unidade de tratamento especializado, localizada ao lado do Hospital Municipal Nelson Sá Earp (HMNSE) vai ser adaptado e a obra será contratada por concorrência pública. O objetivo é iniciar o funcionamento no início do segundo semestre deste ano. Três equipamentos – dois ultrassom e um de desintometria óssea – já foram comprados. Está sendo iniciada também a compra, por meio de licitação, de aparelho de tomografia.

São mais de 58 mil atendimentos por ano e, tendo um espaço apropriado, serão otimizados consultas e exames e também cirurgias.

 A partir das adequações, o espaço passará a contar com quatro consultórios e equipamentos avançados para a realização de procedimentos que substituirão tratamentos mais invasivos, como cirurgias.

Petrópolis passou muito tempo sem obras que ampliassem e melhorassem os serviços à população. Por isso, a prefeitura está investindo na ortopedia, no Hospital Alcides Carneiro e construindo as UBS da Posse e de Araras e ainda a UPA dos distritos.

O Centro de Ortopedia vai oferecer atendimento especializado, com a criação de um ambulatório de artrose, voltado para o cuidado de joelhos, ombros, coluna, quadris e traumas ortopédicos. Um espaço adequado melhora os serviços e ainda oferece mais condições de trabalho para as equipes.

Atualmente, o HMNSE oferece atendimento ortopédico, principalmente para os casos de traumas, com fraturas. Semanalmente são realizadas 165 consultas ambulatoriais. A rede pública de saúde passou por reestruturação do setor de ortopedia que foi descentralizado. Além do HMNSE, foi implantado o ambulatório no Hospital Alcides Carneiro, o município conta ainda com atendimentos no Ambulatório Escola e em clínica conveniada. No mês de fevereiro foram realizadas mais de 1300 consultas.

De acordo com o diretor geral do HMNSE, Nilson Wayand, o centro de ortopedia vai ser um ganho principalmente para a população idosa, que vai contar com uma estrutura voltada para a reabilitação, com alternativas às cirurgias, que muitas das vezes podem ser agressivas para os pacientes de idade avançada. “Petrópolis tem mais de 50 mil idosos e boa parte desta população sofre com artrose. Vamos trabalhar com equipamentos de ponta e profissionais especializados”, frisa Nilson.

Petrópolis mantém 13 feiras semanais

Petrópolis tem 768 produtores rurais, de acordo com o Censo Agro 2018 e o setor mantém mil pessoas atuando nas 13 feiras que ocorrem semanalmente, no Centro e nos bairros. E, para facilitar a vida de quem trabalha com a venda direta de produtos agrícolas, a prefeitura vem estudando formas de fomentar o setor, como a disponibilização do microcrédito da AgeRio – Agencia de Fomento do Rio de Janeiro. Nessa terça-feira (12.03) uma outra ação foi realizada na feira da Rua Visconde de Souza Franco: técnicos bancários do Santander tiraram as dúvidas dos feirantes sobre as vantagens do uso das máquinas de crédito e débito.

A ação foi realizada com o apoio do Departamento de Agricultura da Secretaria de Desenvolvimento Econômico. A feira é uma tradição na cidade e a rotina não é fácil, por isso, tudo o que puder facilitar a vida desses trabalhadores será bem recebida. A intenção é a de mostrar que eles podem usar a tecnologia a favor das vendas porque hoje em dia muitas pessoas acabam dando preferência aos grandes supermercados justamente por conta da facilidade em se comprar com o cartão.

Durante dois dias os gerentes do banco Santander ficaram na Casa do Feirante – na Rua Souza Franco – tirando as dúvidas dos feirantes que poderão aderir a novidade. O banco está oferecendo a máquina de cartão SuperGet, que pode ser com chip e/ou com chip e Wi-Fi e/ou com bobina na modalidade aluguel ou compra com uma oferta diferenciada, para que o feirante tenha a opção de proporcionar o pagamento aos seus clientes no débito ou crédito. Segundo o banco, dependendo do volume de vendas na máquina de cartão, o feirante pode ficar isento da mensalidade durante um ano.

“Essa foi uma ação demonstrativa na feira porque muitos deles não conseguem tempo para ir no banco e tirar as dúvidas. Acredito que a aquisição de máquinas pode ser um facilitador para as vendas e que isso aumentará o movimento”, explicou José Maurício Soares, diretor do Departamento de Agricultura. Para o Santander, a iniciativa condiz com o propósito da instituição de contribuir para que as pessoas e os negócios prosperem e disseminar o empreendedorismo no País. 

José Adriano dos Santos trabalha na feira há 15 anos e explicou a necessidade de se adaptar as novas tendências. “Vamos estudar com certeza essa possibilidade porque pode mesmo nos ajudar a aumentar as vendas. Temos sempre que nos reinventar para não ficar para trás. A tecnologia pode ser usada a nosso favor e temos que aproveitar isso”, contou.

Lucimar Schmitt atua na feira há 32 anos e gostou da novidade. “A gente tem que se adaptar. As pessoas preferem comprar no cartão e acho que vale a pena pensar nisso”.

A dona de casa Lúcia Moreira, visita a feira do Centro semanalmente e acredita que o cartão pode facilitar a vida de quem faz questão de comprar na feira. “Eu gostaria muito de contar com essa novidade. Não gosto muito de andar com dinheiro na carteira e só tiro mesmo do banco para vir na feira. Tomara que essa ideia se torne realidade”, afirmou.

Microcrédito da AgeRio

Os feirantes também receberam informações sobre o microcrédito disponibilizado pela AgeRio através de uma parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico. Os valores dos empréstimos ofertados variam entre R$ 500 e R$ 3 mil, dependendo da necessidade do solicitante, com taxas a partir de 2,98% ao mês. O recurso pode ser investido em itens como capital de giro, reforma das barracas, compra de mercadorias, aumento de estoque e em melhorias no empreendimento. O interessado solicita o empréstimo e um técnico – que foi capacitado pela AgeRio – avalia a necessidade do valor.

Os interessados podem procurar atendimento sobre microcrédito no Espaço Empreendedor - que funciona no Centro Administrativo Frei Antônio Moser – de segunda a sexta, das 10h às 17h - na Avenida Barão do Rio Branco, n° 2846, telefone (24) 2233-8137, ou enviar e-mail para O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .

Os documentos exigidos para a solicitação do credito são: identidade, CPF, comprovante de residência, comprovante de titularidade bancária, foto do empreendimento (tirada na visita) e certificado de MEI (se for o caso). Para o avalista é necessário identidade, CPF, comprovante de residência, comprovante de renda, identidade e CPF do cônjuge (se houver).

Iniciativa é da Secretaria de Educação em parceria com o Comitê Paralimpico Brasileiro

Encontros terão continuidade até sexta-feira

Os projetos municipais que atuam diretamente com o público da educação especial, além dos desafios e conquistas dos esportes paraolímpico foram os temas abordados no primeiro dia do Seminário "Corpo e Movimento: Diálogos Intersetoriais" promovido nessa quarta-feira (13.03) pela Secretaria de Educação em parceria com o Comitê Paralímpico. A abertura, que ocorreu na Fiocruz, contou com a participação de 40 profissionais da rede municipal, entre professores de educação física e os que atuam nas salas de recursos multifuncionais. A programação terá continuidade até sexta-feira (15.03) com aulas teóricas e práticas de atletismo, bocha e goalball.

A inclusão é um desafio e para dar certo precisa do suporte de todos os profissionais que atuam nos ambientes onde esses alunos estão inseridos e, na rede municipal, o trabalho desenvolvido com o público da educação especial é muito importante. Por isso, a Secretaria de Educação agradece o apoio do Comitê Paralímpico que fez questão de proporcionar esse momento de troca de conhecimento com os professores da rede. Todo o conhecimento adquirido no seminário será colocado em pratica, com sucesso, nos ambientes escolares.

A chefe do Departamento de Educação Especial, Bianca Paiva, falou sobre a importância das estratégias diferenciadas para o atendimento do público da educação especial. Atualmente, a rede conta com 1.394 alunos no sistema de inclusão.

“A universalização desse atendimento está prevista no Plano Nacional de Educação e o objetivo da Secretaria de Educação é o de buscar sempre intervenções estratégicas diferenciadas que possam atingir esse público e alcançar bons resultados. Temos no município projetos muito interessantes que fazem a diferença na vida desses alunos e no seminário nós tivemos a oportunidade de falar sobre esses projetos e conhecer um pouco mais sobre as atividades paralímpicas, seus desafios e conquistas”, contou Bianca.

A abertura do seminário contou com a participação de representantes das secretarias de Educação e Saúde e também da Coordenadoria de Esportes que falaram dos projetos realizados no âmbito municipal que envolvem o público da educação especial. Na ocasião, o diretor da EM Monsenhor João de Deus Rodrigues, Ney Marcos de Paula Júnior, explicou como funciona o ISE – Inclusão Social Esportiva – que atende 53 alunos de 11 escolas da rede nas aulas de natação especial.

“O projeto foi criado em 2017, sempre com o auxílio do Comitê Paralímpico e é um sucesso. Tem um caso de um aluno que não se comunicava com as pessoas e depois que começou a participar das aulas, essa realidade mudou, ou seja, a natação teve um reflexo positivo no ambiente escolar e nas relações sociais desse adolescente”, disse.

Outro assunto abordado foi o atendimento no Centro de Referência em Educação Inclusiva que oferece atividades extracurriculares para cerca de 300 alunos que se enquadram na modalidade de Atendimento Educação Especializado. “No CREI planejamos o atendimento desse aluno de acordo com as suas necessidades e todo o trabalho tem resultados positivos na vida desse aluno em família, na escola e na sua comunidade”, afirmou a orientadora do CREI, Renata Ghedon.

Clevia Sies da Coordenadoria de Esportes da Prefeitura também falou sobre as atividades realizadas em prol desse público. Desde 2017 a equipe do esporte vem promovendo a interação dos alunos e atividades especificas como a 1ª Copa Imperial de Futsal de Surdos, realizada no ano passado. “O sucesso foi tão grande que o evento terá continuidade nesse ano e já estamos pensando em incluir atividades diferenciadas para o público da educação especial no programa Agita Petrópolis”.

O evento também contou com a participação de Nancy Barilo, da Secretaria de Saúde que falou sobre o programa Saúde na Escola e com Alexsandro Alonso e Tatiane Jacusiel, representantes do Comitê Paralímpico Brasileiro. Tatiane conversou com os profissionais sobre a história do Movimento Paralímpico no Brasil.

“A ideia foi a de mostrar que o esporte adaptado é um desafio, as dificuldades são normais, mas, com conhecimento e interesse, todas as pessoas que decidem se dedicar a essa pratica acabam alcançando bons resultados. É mais fácil do que parece adaptar as aulas para atendimento desses alunos e o Comitê Paralímpico tem prazer em ajudar”, afirmou Tatiane.

A programação do seminário terá continuidade durante a semana no Cederj (Estr. Machado Fagundes, nº 326, Cascatinha). Nessas datas as aulas teóricas ocorrerão das 8h às 12h e das 13h às 17h as aulas serão praticas. Os professores serão divididos por turma: Atletismo, Bocha ou Goalball.

Notícias por data

« Março 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

iptu

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

cmv-logo

Relatorio CMVP