As alterações viárias nas ruas do Centro Histórico iniciaram nesta segunda-feira (08.04), no horário de pico, a partir das 16h30 e até às 19h30. A intenção das alterações é dar fluidez ao grande número de veículos que Petrópolis conta – dois para cada três habitantes – ao mesmo tempo em que gera viagens mais rápidas para 170 linhas de ônibus em diversos sentidos.

As mudanças foram mantidas, neste primeiro momento, na 13 de Maio, Avenida Ipiranga e nos entroncamentos com a Praça da Liberdade. O fluxo se mostrou continuo nestes pontos. Já na Montecaseros e Paulino Afonso, a CPTrans chegou a iniciar o protocolo estabelecido previamente, mas optou por suprimi-lo uma vez que o número alto de alterações ao mesmo tempo poderia comprometer toda a operação.

O objetivo é fazer as mudanças paulatinamente – facilitando o entendimento da população sobre as conversões. De maneira geral, a alteração teve um fluxo positivo com a velocidade média dos veículos maior do que numa outra segunda-feira

Foram disponibilizados seis agentes de trânsito e cinco guardas civis para executar as mudanças. Os testes serão mantidos e avaliados pela equipe de engenharia e agentes de trânsito. A intenção é corrigir quaisquer inadequações, excluir o que comprovadamente não atingiu o efeito esperado e melhorar as ações que surtiram efeitos.

No entorno da Praça da Liberdade guardas civis atuaram na orientação do trânsito e seus acessos, principalmente na ponte com a Rua Roberto Silveira, no sentido Centro e Monsenhor Bacelar – o que acaba afetando na retenção da Avenida Koeler e na saída da Dr. Nelson de Sá Earp, onde também terá agente na faixa de pedestres.

Com mais de 500 pessoas envolvidas, a prefeitura promoveu o Circuito Imperial de Lazer no Parque Municipal, em Itaipava, neste domingo (07.04). A programação contou com brincadeiras, estafetas e espaço de desenho para crianças e adolescentes. Os adultos participaram de um aulão de ritmos, aeroboxe, yoga e alongamento, além de um treinamento básico de vôlei e de artes marciais. Para os idosos, teve aferição de pressão e de glicose, além de exercícios específicos na Academia de Saúde. As atividades de lazer e esportivas foram realizadas em comemoração ao Dia Mundial da Saúde, comemorado em 7 de abril.

No espaço para as crianças teve escalada, pista de kart, além do desafio de andar de perna de pau. Brincadeiras, estafetas e um local para desenho também foram oferecidos. A ideia é incentivar o esporte desde a infância, promovendo um dia em que os equipamentos eletrônicos ficassem de lado.

“Hoje em dia as crianças ficam muito no celular ou então jogando no computador ou videogame, então é um dia que foge a rotina, com muita segurança e lazer. Eles estão adorando, brincando bastante. Gostei muito”, disse Anderson Cruz, pai do pequeno Caíque, de seis anos, garantindo que incentiva o filho a praticar esportes.

Para os adultos, o aulão de ritmos começou com um alongamento, seguido por hit, dança, aeroboxe e step. Também teve yoga, além de esportes coletivos nas quadras e um treinamento básico de movimento das artes marciais. Uma boa oportunidade para deixar a saúde em dia, além de promover a interação entre os participantes.

“Eu participo do núcleo do Agita Petrópolis em Cascatinha, então para mim é uma boa oportunidade de conhecer pessoas de outros bairros, além de ser uma atividade importante para minha saúde e bem-estar”, disse Regina Célia do Santos, costureira aposentada.

Sucesso de público na Rua do Imperador, o Circuito Imperial de Lazer foi lançado no último aniversário da cidade com o objetivo de fomentar o esporte, proporcionando uma série de atividades para todas as idades. O evento em Itaipava contou com o apoio do Sesc Rio, Pé de Vento, Unopar, Universidade Cruzeiro do Sul e da Unimed, também parceiros do circuito no Centro da Cidade.

A atividade será oferecida também em Nogueira e na Posse, em datas ainda a serem definida. O objetivo é contribuir para o bem-estar dos petropolitanos, mantendo a população da cidade mais ativa também nos bairros e distritos.

Começa na próxima quarta-feira (10.04), a 21 ª Campanha de Vacinação contra a Influenza no município, seguindo calendário nacional de imunização da população. A vacina contra a gripe estará disponível em 35 unidades, entre Postos de Saúde da Família, Unidades Básicas de Saúde, Centros de Saúde – Centro e Itamarati, Ambulatório Escola FMP/FASE e Hospital Alcides Carneiro. A campanha será realizada até o dia 31 de maio, com intensificação no Dia D, previsto para o dia 4 de maio, que mobilizará mais 12 unidades de saúde, totalizando 47 pontos para vacinação na cidade.

A meta é alcançar uma cobertura de 90% da população alvo da campanha, que corresponde 99.503 pessoas na cidade. O foco é imunizar crianças de 6 meses até 5 anos 11 meses e 29 dias; trabalhadores da saúde; gestantes; puérperas – mulheres que estejam nos primeiros 45 dias pós-parto; idosos, a partir de 60 anos; professores; e pessoas com comorbidades – doenças crônicas, como respiratória, cardíaca, renal, hepática e neurológica, diabetes, imunossupressão, obesidade grau III, transplantados e portadores de síndromes de nascença, como a de Down, entre outras. A dose da vacina aos pacientes com alguma dessas doenças será aplicada mediante apresentação de recomendação médica.

Em 2018, 82,6% da população estimada foi imunizada no período que antecede a chegada do inverno.

Petrópolis já recebeu o primeiro lote com 22.900 doses da vacina fornecido pelo Governo do Estado. O repasse das vacinas aos municípios é feito por fases da campanha. Será aplicada na população a vacina influenza trivalente, que imuniza contra os dois tipos de influenza A (H1N1 e H3N2) e um tipo de influenza B, podendo ser aplicada na população a partir dos 6 meses de idade e é liberada para adultos.

Em Petrópolis, os pacientes acamados poderão receber a dose da vacina em casa. A Secretaria de Saúde designa profissionais a atenderem nos domicílios em casos de dificuldade de comparecimento em um dos postos. A população que não puder se dirigir a uma das unidades, pode fazer contato com a Coordenadoria de Vigilância Epidemiológica, através do telefone 2246 -6796, das 8 às 17h, no período de 10 de abril a 31 de maio para solicitar e agendar a vacinação no domicílio. Para esses casos é necessário informar nome completo, data de nascimento, endereço e telefone de contato.

Unidades de saúde com vacinação durante todo o período da campanha, até dia 31 de maio:

Centro de Saúde Coletiva - Rua Santos Dumond, 100, com horário de funcionamento das 8h às 20h.

PSF Caxambú - Estr. José de Almeida Amado s/n, com horário de funcionamento de 7:30 às 16:30

PSF 24 de Maio - Rua 24 de maio, 197 – Centro, com horário de funcionamento de 7:30 às 16:30

UBS Morin - Rua Pedro Ivo, n.º 81, com horário de funcionamento das 8h às 16h.

PSF Vila Felipe - Rua Ermínio Schimidt, s/n, com horário de funcionamento de 7:30 às 16:30

PSF São Sebastião - Rua São Sebastião, nº 625, com horário de funcionamento das 8h às 16h.

PSF Alto Siméria - Rua Manoel Francisco de Paula s/n, com horário de funcionamento de 7:30 às 16:30

PSF Dr. Thouzet - Rua. Dr. Thouzet, 609 – Quitandinha, com horário de funcionamento de 7:30 às 16:30

PSF Alto Independência - Rua José Lino s/nº, com horário de funcionamento das 8h às 16h.

UBS Quitandinha - Rua General Rondon, nº 400 e 490, com horário de funcionamento das 8h às 20h.

PSF Vila Saúde - R. Santa Catarina, Lt 24 - Qd 41, com horário de funcionamento de 7:30 às 16:30

PSF Santíssima Trindade - Rua Lopes de Castro – Bingen, com horário de funcionamento de 7:30 às 16:30

PSF Amazonas - R. Bahia (Esquina com R. Alagoas), com horário de funcionamento de 7:30 às 16:30

PSF Bairro Castrioto - R. Santa Rita de Cássia, 114 – Castrioto, com horário de funcionamento de 7:30 às 16:30

PSF Comunidade São Jõao Batista – Rua Luís Winter, 560 - Duarte Silveira, com horário de funcionamento de 7:30 às 16:30

UBS Mosela - Rua Mosela, 744, com horário de funcionamento das 8h às 20h.

PSF Moinho Preto

PSF Pedras Brancas - Rua Pedras Brancas, 1190 – Mosela, com horário de funcionamento de 7:30 às 16:30

Ambulatório Escola FMP/FASE - Rua Hivio Naliato, 899, Cascatinha, com horário de funcionamento das 8h às 16h.

Centro de Saúde Itamarati - Rua Bernardo Proença, n.º 32, com horário de funcionamento das 8h às 20h.

Hospital Alcides Carneiro - Rua Vigário Correa, 1345 – Corrêas, com horário de funcionamento das 8h às 16h.

UBS Retiro - Av. Barão do Rio Branco, 3027(ao lado da 105ª DP, com horário de funcionamento das 8h às 20h.

PSF Castelo São Manoel - R. Capitão João Amâncio de Souza Coutinho, 436, com horário de funcionamento das 8h às 17h.

PSF Jardim Salvador - Rua juiz Castro e Silva, 33 - Jardim Salvador, com horário de funcionamento de 7:30 às 16:30

PSF Carangola - Estrada do Carangola, 860 – Carangola, com horário de funcionamento de 7:30 às 16:30

PSF Fazenda Inglesa - Estr. Fazenda Inglesa, s/n – Mosela, com horário de funcionamento de 7:30 às 16:30

PSF Vale das Videiras - Estr. Almirante Paulo Martins, 8201, com horário de funcionamento de 7:30 às 15h

PSF Bonfim - Estrada do Bonfim s/n – Bonfim, com horário de funcionamento de 7:30 às 16:30

PSF Águas Lindas - Estrada do Palmital, 768 – Nogueira, com horário de funcionamento de 7:30 às 16:30

UBS Itaipava - Estrada Philúvio Cerqueira Rodrigues, com horário de funcionamento das 8h às 16h.

PSF Comunidade Primeiro de Maio - Rua Norival Braga da Silva, S/N, com horário de funcionamento de 7:30 às 16:30

PSF Boa Esperança - Estr. Ministro Salgado Filho s/n – Cuiabá, com horário de funcionamento de 7:30 às 16:30

UBS Pedro do Rio - Estr. União Indústria, com horário de funcionamento das 8h às 16h.

PSF Posse - Estr. União Indústria, n.º 33.530, com horário de funcionamento das 8h às 16h.

PSF Brejal - Estrada do Brejal, Km 06, com horário de funcionamento das 8h às 15h.

Unidades que funcionarão no Dia D, em 4/5:

PSF Sargento Boening - Estrada do Paraíso, 68 – Castelânea, com horário de funcionamento de 7:30 às 16:30

PSF Comunidade Menino Jesus de Praga - Rua Dias de Oliveira, 560 – Bingen, com horário de funcionamento de 7:30 às 16:30

PSF Boa Vista - R. Henrique João da Cruz, 300 - Boa Vista, com horário de funcionamento das 8h às 17h.

PSF Machado Fagundes - Rua Dr. Paulo Hudge, 238, com horário de funcionamento das 8h às 17h.

PSF Estrada da Saudade - Estrada da Saudade, 160, com horário de funcionamento das 8h às 17h.

PSF Vale do Carangola - Estrada do Carangola, 860 – Carangola, com horário de funcionamento de 7:30 às 16:30

UBS Araras - Estrada Bernardo Coutinho, 9435 –  Araras, com horário de funcionamento de 8h às 17h

PSF Secretário - Rua Visconde de S. Bernardes, 320 – Secretario, com horário de funcionamento de 7:30 às 16:30

PSF Alto da Serra - Rua Teresa, 2024, com horário de funcionamento das 8h às 16h.

PSF Batallard - R. E, 35 Parque Residencial – Mosela, com horário de funcionamento de 7:30 às 16:30

PSF Vila Rica - Rua A (Ao lado da Quadra 28) - Vila Rica, com horário de funcionamento de 7:30 às 16:30

PSF Meio da Serra - Estrada Velha da Estrela, s/n - Alto da Serra, com horário de funcionamento de 7:30 às 16:30

Mais uma vez, o Parque Municipal, em Itaipava, vai receber importantes exposições de cavalos durante a Expo Agropecuária. Nesta 30ª edição – que acontece de 1º a 05 de maio -, uma já confirmada é a Expo Campolina Itaipava 2019, que vai trazer para a cidade 120 animais da raça entre os dias 02 e 04. Os eventos de equinos no local movimentam a festa e contam com criadores de todo o país. Haverá julgamentos de morfologia e andamento que serão abertos e poderão ser acompanhados pelo público.

A 30ª Expo Agropecuária já está com os preparativos a todo vapor para receber grandes shows e atividades rurais. Só no ano passado, mais de 100 mil pessoas passaram pelo parque durante a festa. E as exposições de cavalos estão entre os pontos altos do evento.  Em 2018, o setor movimentou R$ 1,150 milhão com os dois leilões de equinos durante a festa.

Para a Expo Campolina Itaipava 2019, a organização é do Clube do Cavalo Campolina do Rio, que já incluiu o evento em seu calendário oficial. Entre os organizadores, a expectativa é boa. “Os julgamentos começam no dia 02 pela manhã e vão até o anoitecer. Acontece isso todos os dias até o dia 04. O público poderá assistir”, frisa William Machado, um dos organizadores.

No ano passado, ao todo, as duas exposições realizadas no período da festa trouxeram quase 400 cavalos para o parque. Nos leilões, que fizeram parte da programação, o animal mais caro foi vendido por quase R$ 100 mil. Criadores e funcionários dos haras que participaram das duas exposições, vindos de diversos estados do país, como São Paulo e Minas Gerais, ficaram hospedados em hotéis da região e movimentaram o trade turístico.

Vale lembrar que toda a organização e estrutura da parte rural e agropecuária da Expo, assim como dos shows principais e praça de alimentação, são de responsabilidade da empresa contrata através de licitação para realização da festa, com parâmetros estipulados pela Prefeitura. No local, deverá ser montado, por exemplo, um galpão do produtor rural com espaço para os produtores da cidade.

A prefeitura vai oferecer atendimento individual para os charreteiros – atividade encerrada após votação em um plebiscito – nesta terça-feira (09.04) de 10 às 17h, no Espaço Empreendedor, na Av. Barão do Rio Branco. Órgãos públicos e parceiros vão estar disponíveis para intermediar vagas para o mercado formal, ajudar na abertura de negócios e no acesso a financiamentos, além de cursos de requalificação profissional, estágios em empresas e formação educacional. A tração animal foi encerrada com 117.113 mil votos – o equivalente a 68,57% dos eleitores petropolitanos – em votação realizada no ano passado.

O atendimento será oferecido aos charreteiros e seus dependentes. Estarão presentes representantes do CIEE, Secretaria de Educação, Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Secretaria de Serviços e Ordem Pública, Secretaria de Assistência Social e AgeRio. O convite aos charreteiros está sendo feito desde a semana passada de várias formas: por telefone, com correspondência entregue em mãos e ainda por e-mail.

Serviços de vários setores do poder público vão estar à disposição dos charreteiros em um mesmo espaço para facilitar o atendimento. Cada família terá ajuda individualizada de acordo com o que deseja. Após o primeiro contato, haverá sequência até que o serviço seja concluído, seja no campo de formação, seja na inserção no mercado, seja na montagem de um negócio próprio.

Os charreteiros serão apoiados na formação de currículos e envio a empresas, com a prefeitura intermediando a busca de vagas – de acordo com o perfil de cada um.  Já há charreteiros que se anteciparam e recorreram à prefeitura para vagas em empresas de transporte urbano, inclusive. Outra ação disponível será intermediar junto a Agência de Fomento do Estado do Rio de Janeiro (Age-Rio) microcrédito que pode chegar a R$ 15 mil (divididos em várias etapas conforme o negócio for evoluindo).

Também é uma opção a cessão de comércio ambulante. Representantes da Secretaria de Serviços e Ordem Pública (SSOP) também estarão no Espaço Empreendedor para apresentar como funciona a concessão. O Detra também irá mostrar, com parceria com o Sebrae, como abrir seu próprio negócio e ainda como se tornar Microempreendedor Individual (MEI), atividade que vem se desenvolvendo no município.

Além disso, serão oferecidas vagas de informática, nível básico, nos Centros de Inclusão Digital (CIDs) e educação orçamentária no Centro de Excelência e Referência Tecnológica (CERT) podendo ser aberta uma turma especial.

A Prefeitura também coloca à disposição dos charreteiros e suas famílias o Ensino de Jovens e Adultos (EJA) para quem quiser melhorar sua formação educacional, completar estudos e ainda ter uma melhor qualificação para o mercado de trabalho. Vagas de estágio serão oferecidas por meio do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) aos filhos de charreteiros.

Ações oferecidas aos charreteiros no Espaço Empreendedor:

 - Intermediação junto às empresas para vagas de trabalho formal

- Cessão de licença para comércio ambulante

- Licenças de Microempreendedor Individual (MEI)

- Microcrédito (até R$ 15 mil) pela AgeRio

- Curso para abertura de negócios pelo Sebrae

- Vagas de estágio no CIEE

- Matrículas no Ensino de Jovens e Adultos (EJA)

- Formação em informática básica nos CIDs

- Formação em educação orçamentária no CERT

ONG pode ficar com cavalos

O Fórum Nacional de Proteção e Defesa Animal, organismo que reúne 117 ONGs de atenção aos animais, já assinalou que quer ficar com os cavalos que faziam o trabalho nas vitórias da cidade.  A possibilidade de adoção também está sendo apresentada aos charreteiros e a prefeitura vai intermediar para que seja feita de forma legal. São 37 animais que seguiriam para santuários e não seriam mais usados em trabalho de tração.

“Os charreteiros que não puderem custear a manutenção dos animais também terão, assim, a opção de doá-los a uma entidade séria e que dará segurança aos cavalos”, garante a coordenadora de Bem-Estar Animal, Elizabeth Amorim, lembrando que a tração animal foi encerrada após votação popular. “O trabalho de tração animal no município foi extinto pelo Prefeito, assim, os cavalos antes usados nas vitórias não poderão desempenhar este mesmo serviço mesmo que em outra situação diferente daquela praticada pelo turismo”, explica Elisabete.

Com 2 mil pessoas de 16 bairros já participando do Agita Petrópolis, programa que oferece atividades físicas das comunidades da cidade, a prefeitura está investindo na ampliação do programa. Itaipava e Contorno estreiam com atividades do Agita Petrópolis este mês para atender a mais de 100 pessoas. Na próxima terça (09.04), o bairro Contorno ganha uma turma de ginástica e dança para adultos e idosos na Ong Aldeia Criança. No dia 28 deste mês, Itaipava ganha um núcleo do programa com aulas de futebol society para crianças e adolescentes no Parque Municipal.

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que 62% dos brasileiros - entre jovens e adultos - não praticam qualquer atividade física. O município quer seguir na contramão desses números e investe para que mais pessoas tenham acesso ao esporte. São 16 bairros atendidos pelo Agita Petrópolis, beneficiando cerca de duas mil pessoas regularmente. A expectativa é que esse número aumente ainda neste ano.

Os resultados práticos dos benefícios do esporte são encontrados nos locais atendidos pelo programa. Um bom exemplo é a dona de casa Rosângela de Abreu, de 49 anos, que faz parte do núcleo do Agita Petrópolis no Bataillard. Portadora de epilepsia, ela destaca as mudanças na rotina com a inserção das atividades no seu dia a dia.  “O lado direito do meu corpo ficou bastante comprometido com as crises. Com as aulas, a minha coordenação motora melhorou significativamente”, conta, explicando ainda que faz uso de seis remédios controlados, mas que acredita que vai conseguir reduzir esse número com o apoio do esporte.

Portadora do mesmo distúrbio Ângela Luíza Valério, aluna do núcleo do Agita Petrópolis no Centro, garante que os benefícios para a saúde são diversos, além de ser uma forma de inclusão social. "Me sinto como parte de uma família nas aulas. Além disso, a ginástica me dá ainda mais disposição", contou Ângela, que está sempre acompanhada da irmã, Maria Regina Valério, nas aulas que acontecem no Centro de Cultura. "O médico recomendou e assim que as atividades começaram eu corri para me inscrever junto com ela. Para a saúde e desenvolvimento dela, o esporte é muito importante", disse.  

O Agita Petrópolis oferece de maneira gratuita aulas de ginástica, alongamento ou dança no Centro, Cascatinha, Vila Rica, Bairro da Glória, Caxambu, São Sebastião, Alto da Serra, Retiro, Bataillard, Oswaldo Cruz e Madame Machado. No Meio da Serra e no Pedras Brancas, são turmas de futsal e no Siméria e Contorno de futebol society. Na Estrada da Saudade, o basquete e o vôlei acontecem na Fábrica do Saber. Com a inserção de mais uma atividade no Contorno e do futebol em Itaipava, a prefeitura espera atender a mais de 100 novos alunos.

Além do programa regular, o governo municipal também mantém parcerias com projetos sociais e trabalha de maneira integrada entre as pastas, oferecendo diversas modalidades esportivas nos PSFs, nas Academias da Saúde e nas Escolas Municipais. A prefeitura também volta a realizar neste ano o Festival das Comunidades – programa itinerante pelas quadras comunitárias nos bairros da cidade.

Os interessados em participar podem procurar a sede da Superintendência de Esportes e Lazer da cidade, que fica no Centro de Cultura Raul de Leoni, na Praça Visconde de Mauá, no Centro ou fazer contato com a unidade pelo telefone: 2233-1218.

Petrópolis vai ganhar mais um ecoponto de coleta seletiva, dessa vez no Quitandinha. O espaço, onde será possível levar materiais recicláveis e obter descontos na conta de luz, será inaugurado na próxima quinta-feira (11.04). É o terceiro local onde é possível participar do programa, facilitando o acesso para quem mora em comunidades como Dr. Thouzet, Independência, São Sebastião, Siméria, Castelânea, Amazonas, ao longo da Cel. Veiga, entre outros.

Os outros dois ecopontos são na Mosela e em Itaipava, onde mais de 1,5 mil pessoas já levaram quase 115 mil kg de material desde novembro de 2017. Essa quantidade de material rendeu, para os petropolitanos, R$ 46 mil de descontos na conta de luz.

O programa traz um duplo benefício: primeiro, tira da natureza materiais que demorariam anos para se decompor e que iriam poluir a cidade e o meio ambiente; e depois, porque dá uma vantagem direta para quem adere o programa, reduzindo o valor da conta de luz. Esse sistema já funciona muito bem na Mosela e em Itaipava. Agora, no Quitandinha, vai permitir que moradores de várias comunidades próximas possam aproveitar os benefícios com ainda mais facilidade.

O programa é uma parceria entre a Comdep e Enel Distribuição Rio. A Companhia cede funcionários que recebem os materiais e fazem o cálculo do desconto. Já concessionária é responsável pelo espaço e pelos equipamentos de pesagem e registro da entrega do material, além do recolhimento semanal de tudo que for entregue no ecoponto.

A operação no Quitandinha vai funcionar da mesma forma que na Mosela e em Itaipava. Na primeira vez que a pessoa for entregar materiais recicláveis, o morador deve levar uma conta de luz e o cadastro será feito na mesma hora através do número de cliente. Com o cadastro, ele ganha um cartão e, a partir da segunda vez, é só levar o cartão. O material reciclável é pesado e o desconto é calculado  na próxima conta de luz. E pode levar materiais recicláveis quantas vezes quiser.

O novo ecoponto fica na Rua General Rondon, 400 – em frente à sede da Comdep. Ele vai funcionar de 8h às 17h, de segunda a sábado.

Os materiais que geram descontos na conta de luz são: papel e papelão; garrafas de plástico de refrigerante (garrafas pet); latas de cerveja e refrigerante; embalagens tipo longa vida; ferros em geral; plásticos (embalagens de detergente, água sanitária, margarina, copos, etc).

“Ao levar o material, basta ter dois cuidados: os materiais devem ser separados para que o cálculo possa ser feito; e devem estar limpos, porque senão não é possível reutilizar. Também é importante destacar que outros materiais podem ser levados, mas não geram descontos na conta de luz, como vidro, óleo de cozinha e lâmpadas não-fluorescentes”, explica o diretor técnico-industrial da Comdep, Marcos Albuquerque. Esses materiais são recebidos como doação.

O Ecoponto da Mosela fica Rua Mosela, sem número, em frente à Cruz Vermelha, aberto de segunda a sexta, de 7h30 e 16h30. Já em Itaipava, fica Estrada União e Indústria, 10.000 – no Parque Municipal – aberto todos os dias, de 8h às 17h.

Com 100 quilos de alimentos arrecadados e a participação de mais de 150 pessoas, a Corrida Contra a Fome do grupo Nós Fazemos a Diferença foi realizada neste domingo (07.04). A largada aconteceu às 8h em frente à Casa da Educação Visconde de Mauá para um percurso de 6,5 quilômetros na Avenida Barão do Rio Branco retornando ao ponto de largada. Entre os homens, a vitória ficou com Arthur da Silva Souza, da Panthers. A equipe Jotaefe venceu no feminino, com a atleta Isis da Costa Silva. O resultado completo está disponível no https://web.facebook.com/projetodiganaoafome/.

A prova contou com o apoio da prefeitura, através da CPTrans e da Superintendência de Esportes e Lazer. Com o objetivo de ajudar as famílias carentes do município, foi a terceira etapa da corrida em Petrópolis, sendo a primeira vez que contou pontos para o ranking municipal. Os organizadores também outros circuitos em todo o Estado.

Com a criação do ranking municipal, há o incentivo para a participação de mais corredores. Além disso, também é uma forma de fortalecer os eventos realizados na nossa cidade. A corrida de rua é um esporte democrático, que atende a todas as idades. Até o final do ano outras nove corridas contam pontos para o ranking.

Além desta prova, contam pontos para o ranking municipal neste ano: Corrida Contra a Fome (7 de abril); Corrida do Trabalhador (1º de maio); Corrida Petrópolis-Itaipava (26 de maio); Love Run (9 de junho); Fire Run (7 de julho); XC Run (20 de julho); Corrida Master (20 de outubro); Petrópolis Night Run (26 de outubro) e WTR Serra do Mar (23 de novembro).

O calendário esportivo completo, com todos os eventos previstos para Petrópolis neste ano, está disponível no site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br). “A corrida de rua é uma modalidade que promove o bem-estar e o lazer. Vamos valorizar cada vez os eventos que acontecem na nossa cidade, além trabalhar para fortalecer as nossas equipes de corrida”, destaca Leandro Kronemberger, superintendente de Esportes e Lazer.

Inscrições abertas para o Circuito Mulheres

Também seguem abertas as inscrições para o Circuito Mulheres, corrida de rua feminina que será realizada no dia 19 de maio. São 300 vagas para a prova que tem um percurso de 6 quilômetros com largada na Cervejaria Bohemia, no Centro. As interessadas podem garantir sua vaga no site: www.peixepersonal.site.

O valor dos kits varia de R$ 45 até R$ 85. A premiação com troféu será para as cinco primeiras colocadas no geral e nas três melhores corredoras por categoria. O objetivo do circuito é incentivar a presença das mulheres nas corridas de rua realizadas no município.

Os desafios e deveres da gestão escolas nas unidades da rede municipal de Educação serão abordados durante um curso de gestão para os profissionais que estão à frente das escolas e Centros de Educação Infantil, no dia 24 de abril na Universidade Católica de Petrópolis – UCP – campos BC. A iniciativa é da Secretaria de Educação. Os gestores devem fazer a inscrição até o dia 18 de abril através do telefone 2246-8678 – Departamento de Ensino Fundamental.

O poder público realiza rotineiramente encontros para orientadores, professores e educadores com o objetivo explicar as práticas pedagógicas e tirar dúvidas.

A formação será dividida em dois grupos, nesse primeiro encontro.

Entre os assuntos abordados no encontro estarão a prestação de contas do PGDREM - Programa de Gestão Descentralizada de Recursos da Educação Municipal, além das questões jurídicas que envolvem conceitos básicos da educação: Estatuto da Criança e do Adolescente, Base Nacional Comum Curricular, Regimento Escolar, Referencial Disciplinar, entre outros.

“Serão abordados os temas que estão diretamente ligados a pratica do trabalho diário nas escolas e CEIs. Momento de troca de informações, mas, também, de atualização sobre as medidas que devem ser consideradas pelo gestor diante dos programas e leis que tem impacto no trabalho administrativo”, explica a diretora do Departamento de Ensino Infantil da Secretaria de Educação, Simone Malheiros.

Ao longo do ano outros serão realizados outros encontros. Serão sete módulos com temas diferenciados e para os gestores a participação em todas as reuniões terá reflexo positivo na rede.

Além das questões administrativas, as formações também terão como foco a aprendizagem dos alunos. “Será uma forma de compartilhar aprendizagens, iniciativas e dificuldades, tudo preparado pensando na qualidade do ensino”, garante Glória Maria Barrros Vargas, responsável pelo Departamento de Ensino Fundamental.

Com o objetivo de fazer uma Páscoa mais feliz para crianças carentes, o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), em parceria com a Prefeitura de Petrópolis, está arrecadando caixa ou saco de bombons para a Campanha Páscoa Feliz, que irá atender mais de 7 mil crianças de instituições e creches do CMDCA. O prazo para entrega dos chocolates foi prorrogado até 11 de abril.

Quem quiser participar, pode deixar o chocolate em um dos postos de arrecadação: na sede da Prefeitura de Petrópolis, na Avenida Koeler, 260- Centro; no Centro Administrativo, na Avenida Barão do Rio Branco, 2.846 – Centro e na Secretaria de Educação, na Rua da Imperatriz, 193 – Centr.

A festa para fazer a entrega dos chocolates, está marcada para o sábado, dia 13 de abril, de 9h às 11h, no Campo do Serrano Futebol Clube. O CMDCA disponibilizará o transporte para levar as crianças das instituições ao clube. As crianças poderão aproveitar o dia com brinquedos, recreação, além de distribuição de lanche e dos chocolates.

O CMDCA tem 40 instituições cadastradas e atende diretamente 6.671 crianças. Em 2018, a verba do Funcria arrecadou em doações R$ 1 milhão. Entre os projetos beneficiados estão o Projeto Ampliando Horizontes, Semeando Vida e Esperança, Pestalozzi, São Charbel, Cultura Pela Paz entre outros. Todos os projetos, instituições e informações podem ser acessadas pelo site www.cmdcapetropolis.com.br.

As alterações de trânsito começam nesta segunda-feira (08.04) a partir das 16h30. As mudanças, em caráter de experimental, ocorrem até às 19h30, de segunda a sexta-feira. A intenção é testar alternativas para diminuir o impacto do alto número de veículos na cidade – dois para cada três habitantes. As intervenções estão previstas nas Ruas Paulino Afonso, Montecaseros, 13 de Maio, Avenida Ipiranga e Praça da Liberdade.

Equipes com agentes de trânsito e guardas civis serão disponibilizados para orientar os motoristas, apontar as novas rotas e direcionar os veículos durante as três horas em que o trânsito se mantiver alterado. O horário foi definido com base no grande fluxo de veículos que trafegam pelas ruas do Centro.

Uma das alterações mais impactantes será na Rua Paulino Afonso, onde o estacionamento rotativo existente será suprimido a partir do número 230 até o cruzamento com a Rua Montecaseros. O local irá ganhar uma faixa seletiva exclusiva para ônibus nesse trecho, do lado direito da via. Ao mesmo tempo, serão dispostas grades na Montecaseros, impedindo a conversão à esquerda em determinados trechos, como na saída da Praça Oswaldo Cruz – o retorno deverá ser feito pelas ruas Frei Rogério e Frei Luiz. A Montecaseros será colocada em mão única no sentido bairro, no trecho da saída da Paulino Afonso até o cruzamento da Rua Francisco Manoel.

Na 13 de Maio serão disponibilizadas grades no meio de pista para possibilitar a fluidez do trânsito no sentido Barão do Rio Branco e Bingen, impedindo conversões à esquerda, fazendo que o trânsito não fique atravancado em ambas as pistas por conta do cruzamento. A recomendação é que os motoristas façam os retornos para conseguir acessar seus locais. Ainda na 13 de Maio, agentes de trânsito ficarão posicionados controlando as faixas de pedestres. Além disso, o estacionamento na Avenida Ipiranga será moralizado.

No entorno da Praça da Liberdade também haverá intervenções: agentes de trânsito irão controlar o trânsito de seus acessos, principalmente na ponte com a Rua Roberto Silveira, no sentido Centro e Monsenhor Bacelar – o que acaba afetando na retenção da Avenida Koeler e na saída da Dr. Nelson de Sá Earp, onde também terá agente na faixa de pedestres.

Confira as mudanças:

- Rua Paulino Afonso: supressão de estacionamento rotativo e criação de faixa seletiva para ônibus à direita a partir do número 230, até a Rua Montecaseros.

- Rua Montecaseros: gradis para impedir conversões à esquerda e mão única entre a Paulino Afonso e o cruzamento da Rua Francisco Manoel.

- Ruas Frei Luiz e Frei Rogério: utilizadas para retorno.

- Rua 13 de Maio: gradis para impedir a conversão à esquerda e posicionamento de agentes nas faixas de pedestres.

- Avenida Ipiranga: moralização do estacionamento ao longo da via.

- Praça da Liberdade: acessos controlados por agentes de trânsito.

O Balcão de Empregos da Prefeitura, administrado pelo – Departamento de Trabalho e Renda (Detra), da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, tem 12 vagas disponíveis nessa semana. Os candidatos devem cadastrar os seus currículos na prefeitura pelo site www.petropolis.rj.gov.br. Mais informações podem ser consultadas pelo telefone (24) 2233-8113.

Vale destacar que o balcão de empregos realiza a divulgação das vagas e os encaminhamentos dos candidatos para processo seletivo, sendo assim, fica a cargo do empregador a responsabilidade pelas entrevistas e possíveis contratações. O Detra fica na Avenida Barão do Rio Branco, nº 2846. Confira as oportunidades:

Assistente de documentação técnica - 1 vaga - ambos os sexos - Ensino médio completo, certificação Anac definitiva válida, inglês técnico básico, conhecimento do Sistema Operacional SAP

Assistente de processos Químicos e Mecânicos - 1 vaga - ambos os sexos - Ensino médio e domínio de informática

Chapeiro - 2 vagas - ambos os sexos - Ensino fundamental e experiência comprovada

Consultor de vendas - 1 vaga - ambos os sexos - Ensino médio completo e experiência em consultoria em telefonia móvel, fixo e avançado

Costureira - 1 vaga - ambos os sexos - Experiência comprovada em confecção de vestidos de noivas e festas

Inspetor configurador - 1 vaga - ambos os sexos - Ensino médio completo, certificação Anac definitiva válida, inglês técnico básico

Operador de empilhadeira - 1 vaga - sexo masculino - Ensino fundamental completo, curso na área e experiência

Promotor de vendas - 2 vagas - ambos os sexos - Ensino médio completo, experiência na função, habilitação categoria A, moto para trabalho e disponibilidade para viajar.

Além dessas, foram cadastradas duas vagas para portadores de necessidades especiais. Uma vaga é para auxiliar de logística, do sexo masculino. Para concorrer é necessário ter ensino médio completo e laudo médico atualizado. Há também uma vaga para técnico em enfermagem, ambos os sexos. Nesse caso pede-se ensino médio completo, curso técnico em enfermagem e registro atualizado no Conselho Regional da categoria, além do laudo médico.

Referência para quem busca investir em novos negócios, o Espaço Empreendedor da Secretaria de Desenvolvimento Econômico vem registrando aumento no número de atendimentos desde o ano passado. Em março de 2019, foram 1.196 registros, um aumento de 61.62% em comparação ao mesmo período do ano passado, quando foram documentados 740 atendimentos.

Desde o início desse ano já foram contabilizadas 3.103 visitas no EE. Dos 1.196 atendimentos registrados em março, 935 foram referentes aos serviços ofertados pela Jucerja como MEI/ alvará, autenticação de livro e registro de empresas. Outros 261 foram referentes a serviços de outras secretarias como Departamento de Trabalho e Renda (cadastro de vagas no Balcão de empregos e currículos), solicitação de incentivos fiscais e protocolo geral, além de solicitação de microcrédito.

A meta da Secretaria de Desenvolvimento Econômico é de ofertar cada vez mais serviços, buscando incentivar a criação de novas empresas e consequentemente, incentivando a cadeia econômica da cidade.

No EE os empresários também têm acesso a outros serviços como: Informações sobre alvará, Autenticação de livro, Consultoria Jurídica, Jucerja, Nota Fiscal Eletrônica, Registro de empresas, Mais Valia (Secretaria de Obras), Departamento de Trabalho e Renda, Incentivos fiscais (Secretaria de Desenvolvimento Econômico), Posturas e IPTU (Secretaria de Fazenda), atendimento ao produtor rural, Protocolo Geral, Secretaria de Assistência Social e Secretaria de Meio Ambiente.

Um serviço que é bastante procurado é o de cadastro de vagas no Balcão de Empregos. “O empresário pode deixar as vagas cadastradas, mais um fator que facilita a vida dos empreendedores. O próprio sistema faz uma triagem dos currículos de acordo com as referências solicitadas e encaminha os currículos para a empresa”, conta o diretor do Departamento de Desenvolvimento Econômico e responsável pelo EE, Eduardo Barbosa.

O atendimento no EE ocorre de segunda a sexta-feira, das 10h às 17h, no Centro Administrativo Frei Antonio Moser – Avenida Barão do Rio Branco, nº 2846.

Vale salientar que não é necessário agendamento prévio para o atendimento.

A equipe do Procon participou de mais uma capacitação para melhorar o atendimento ao consumidor. O foco foi o Sistema Nacional de Defesa do Consumidor – que permite o registro dos atendimentos individuais a consumidores, a instrução dos procedimentos de atendimento e dos processos de reclamação, além da gestão das políticas de atendimento e fluxos internos dos Procons integrados. A novidade desta capacitação foi a atuação do atendimento no que diz respeito ao processo de fiscalização, um passo importante para melhorar ainda mais o trabalho exercido pelo órgão.

O prazo para vistoria anual da CPTrans para táxi com placa final 7 vai até a próxima sexta-feira (12.04). A previsão é que todos os 48 veículos da frota, que conta com 537 táxis passem pela companhia neste período. No local os fiscais irão verificar as condições do veículo, documentação do carro e do motorista e quitação de tributos municipais. O serviço é realizado na sede da CPTrans, que fica à Rua Alberto Torres, 115 - Centro, entre 9h e 17h30, de segunda a sexta. O próprio permissionário deve levar o veículo.

Na sede da companhia, onde o serviço é realizado, é preciso levar o veículo e apresentar a cópia legível dos documentos: CRLV 2018 (de acordo com calendário de licenciamento anual do Detran) ou 2019; Inspeção GNV 2018;  Aferição taxímetro 2018;  ISS 2018 pago: permissionários e auxiliares  - nos casos de isenção, o mesmo deve apresentar xerox do cartão que comprove; Certidão Negativa do Registro de Distribuição Criminal atualizada do permissionário e auxiliares;  CNH com a indicação que “exerce atividade remunerada” do permissionário e auxiliares;  Comprovante de residência do permissionário e auxiliares;  Cartão de Permissão (alvará) 2018 (original); e pagamento da Taxa de Vistoria.

Além da documentação, é fundamental que o permissionário esteja presente durante a vistoria. Na falta deste só será admitido o representante legal, judicial ou convencional com os documentos. Durante o processo de vistoria, a CPTrans poderá, caso entenda necessário, solicitar documentos complementares. Toda a documentação deve ser apresentada, pois a falta de qualquer um dos documentos implicará na não realização do processo de renovação da autorização. Para certificação da vistoria também é necessário estar quite com todos os encargos provenientes de multas aplicadas, excetuando-se os casos com recursos interpelados em conformidade com o art. 21º, §6º da Lei Municipal nº 6.019/2003.

Confira o calendário:

Fim de placa – número 7 – período de vistoria: 01/04/2019 até 12/04/2019

Fim de placa – número 8 – período de vistoria: 15/04/2019 até 26/04/2019

Fim de placa – número 9 – período de vistoria: 29/04/2019 até 10/05/2019

Fim de placa – número 0 – período de vistoria: 13/05/2019 até 24/05/2019

Herzlich willkommen! É como se diz bem-vindo em alemão. E Petrópolis deu as boas vindas à Semana da Língua Alemã nesta sexta-feira (05.04), no Palácio de Cristal. A abertura do evento, que está em sua quarta edição - mas chega pela primeira vez à Cidade Imperial - contou com a presença do cônsul geral da Alemanha no Rio de Janeiro, Klaus Zillikens, e do cônsul geral da Suíça no Rio de Janeiro, Rudolf Wyss. Cidade construída com a ajuda dos colonos alemães, a dança – uma das heranças deixadas por eles – foi a principal atração da abertura.

Partindo da ideia de que uma língua abre portas para entender melhor a cultura de outros países, as Embaixadas da Alemanha, Áustria, Bélgica, Luxemburgo e Suíça – em cooperação com seus consulados e parceiros culturais no Brasil – realizam entre até o dia 14 de abril a quarta edição da Semana da Língua Alemã. A iniciativa realizará mais de 800 eventos em todo o Brasil, incluindo exibição de filmes, aulas demonstrativas de alemão, workshops, oficinas de teatro, atividades para crianças e apresentações musicais. Em Petrópolis, são 20 atividades em diversos locais e o evento vai contar com palestras, apresentação de grupos folclóricos, exposição de trajes típicos, contação de histórias, entre outras atividades, todas gratuitas.

Durante a solenidade de abertura, o cônsul da Alemanha destacou que Petrópolis é uma cidade que preserva a influência da cultura alemã. “E a Semana da Língua Alemã vai fortalecer o patrimônio cultural alemão na Região Serrana”, disse. “É um grande prazer pra mim estar presente em Petrópolis. Na Suíça são faladas quatro línguas e uma delas é o alemão, por isso estamos participando de todos os eventos da Semana”, completou o cônsul da Suíça.

A abertura da Semana, que tem como um dos objetivos despertar o interesse dos brasileiros para o idioma, contou com sete grupos de dança folclórica da cidade. Neste sábado, acontece o Congresso Nacional da Federação dos Centros de Cultura Alemã do Brasil (FECAB), no salão paroquial da Igreja Luterana, com a presença de diversos palestrantes. Até o fim da Semana, acontecem atividades também no Palácio de Cristal, na Casa Stefan Zweig, no Museu Casa do Colono, entre outros.

O evento em Petrópolis, que é apoiado pela prefeitura, através da Turispetro e do IMCE, é organizado pela Federação dos Centros de Cultura Alemã do Brasil (FECAB), o Clube 29 de junho, o Instituto Bingen, e a Associação dos Grupos Folclóricos de Petrópolis (AGFAP).

A programação está disponível na internet, no site: http://semanadalinguaalema.com.br/.

Documento enviado pelo Procon ao Ministério Público Federal pede a abertura de uma Ação Civil Pública contra as distribuidoras que vendem os combustíveis aos postos de Petrópolis. A representação enviada foi embasada em 135 incursões aos 45 postos de combustíveis, analisando notas de compra e venda pela equipe do Procon, além do comportamento da política de preço da Petrobras. Nas análises foi constatada que sucessivas reduções de preços praticados pela Petrobras às distribuidoras não chegavam aos postos revendedores, dificultando assim, o acesso do consumidor ao benefício proposto pela estatal.

O documento é fruto de um processo de investigação instaurado pelo órgão de defesa de consumidor em outubro do ano passado e que gerou um relatório de mais 2,5 mil páginas. Nele, o órgão aborda diversos aspectos constatados pela equipe técnica ao analisar a compra e venda de combustíveis na cidade e municípios arredores. A intenção foi buscar embasamento técnico que apontasse a disparidade nos valores do combustível em Petrópolis para tomar as providências cabíveis de acordo com a conclusão do relatório. Com as evidências encontradas, o Procon muniu a Procuradoria da República com os fatos encontrados para uma possível intervenção no caso a favor dos petropolitanos.

Um exemplo prático disso foi a constatação feita em duas ocasiões: na primeira, as notas de setembro de 2018, o valor do litro vendido pelas refinarias às distribuidoras era de R$ 2,250 e as distribuidoras vendiam para determinado posto por R$ 4,363 que, por sua vez, vendia ao consumidor final por R$ 4,990. Em fevereiro deste ano, porém, o valor vendido pela Petrobras às distribuidoras foi de R$ 1,490, sendo vendido ao mesmo posto por R$ 4,239, que repassava o preço na bomba a R$ 4,759. Na prática, houve redução de R$ 0,76 centavos pela Petrobras, mas a distribuidora repassou apenas R$ 0,12 aos postos de combustíveis. No período da análise do Procon, as reduções constatadas chegaram a 35% nas refinarias, benefício este para atender o cidadão brasileiro, porém o repasse de desconto das distribuidoras aos postos revendedores estacionou em 11,21%, ou seja, uma diferença de 23,79%.

“O que observamos na investigação é que quando a Petrobras reajusta os valores para cima, seja um centavo, imediatamente as distribuidoras cobram dos postos revendedores o preço atualizado, mas quando o reajuste é para baixo, a margem repassada aos postos, através das distribuidoras, é bem inferior a praticada pela estatal. Em todos os postos que visitamos vimos que a disparidade entre valores praticados pelas distribuidoras, comparado ao valor do benefício proposto pela Petrobras, impede que a população seja beneficiada com preços mais justos. Agora é crucial que o MPF assuma a dianteira na luta popular contra os abusos cometidos pelas distribuidoras contra os petropolitanos”, avalia o coordenador do Procon, Bernardo Sabrá.

 Outro ponto que o estudo destaca é a diferença de preços do combustível vendido no Rio de Janeiro e em qualquer outro estado do Brasil. O Estado do Rio de Janeiro possui a maior taxa de alíquota de ICMS - Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços no Brasil –, sendo de 34%, o que impacta e influencia diretamente no valor da gasolina, tornando o combustível do estado o mais caro do país, não podendo ser comparado com o preço praticado em outros estados da União.

Fator determinante na análise da investigação foi que no mesmo período em que a Petrobras reduzia de maneira significativa o preço da gasolina nas refinarias, pôde ser observado que o resultado financeiro da BR Distribuidora aumentou de maneira agressiva, chegando a triplicar seu lucro líquido (300%) no quarto trimestre de 2018 em razão da ausência do repasse do benefício aos postos de combustível.

ANP analisa apenas 18 postos para estabelecer valor médio do combustível

Além das distribuidoras, onde o Procon aponta haver irregularidades na venda de combustíveis para Petrópolis, o órgão também busca a responsabilização da ANP. Por ser agência responsável em monitorar, acompanhar e regulamentar todas as questões pertinentes ao tema de combustível no Brasil, a análise pela equipe técnica demonstrou que até a presente data não houve qualquer intervenção da agência reguladora, se abstendo de sua competência legal. Essa omissão prejudica de forma direta o consumidor.

“É preciso atuar de maneira rígida nesse sentido. Petrópolis não pode ser prejudicada pela falta de ação da ANP”, salienta o coordenador do Procon, destacando que a investigação estabelecida pelo órgão começou devido às denúncias da população. “Observamos essa diferença e nos debruçamos de maneira firme e inédita nesse caso. Entregamos um documento extenso que conta com cópias de notas fiscais dos postos, fotos, matérias jornalísticas que demonstram o problema na nossa cidade, além de uma análise profunda dos dados técnicos quanto ao tema. Não é com base em achismo sobre a existência de uma irregularidade. É estudo técnico, sério e comprometido, que quer, sobretudo, uma realidade diferente para na hora do abastecimento pelos petropolitanos”.

Ainda durante todo o processo de análise documental, a equipe do Procon encontrou disparidades entre o que a ANP considera o preço médio do combustível em Petrópolis e o que o órgão encontrava nas ações. “O valor analisado pelo órgão sempre esteve abaixo. Semanalmente acompanhamos a variação de preços apontada pela agência e ela não bate com o que víamos efetivamente. É que a ANP faz uma análise considerando apenas 18 postos, ou seja, são ignorados 27 postos, portanto esse dado, para nós, não é válido. É irreal e uma péssima base comparativa, prejudicando sempre o resultado final”, conclui Bernardo Sabrá.

Centro de Referência Especializado em Assistência Social acompanha hoje cerca de 50 adolescentes encaminhados pela Vara da Infância e Juventude

Pela primeira vez, a Guarda Civil vai monitorar um adolescente que está cumprindo medida socioeducativa. Esse adolescente vai fazer atividades junto ao canil da corporação como forma de prestar serviços à comunidade. Ele foi direcionado pelo Centro de Referência Especializado em Assistência Social (Creas), que acompanha cerca de 50 jovens entre 12 e 18 anos que cometeram atos infracionais e foram encaminhados pela Vara da Infância e Juventude. No período em que será monitorado pela Guarda, o adolescente vai aprender noções de cuidados com o local onde os cães vivem, limpeza, alimentação, medicação e banho dos animais – só não fará atividades de condução dos cães e que possam gerar risco para ele.

A maior parte dos adolescentes em medidas socioeducativas acompanhados pelo Creas são meninos de 16 ou 17 anos, que cometeram atos infracionais e terão que cumprir medida socioeducativa. No Creas, eles encontram acolhimento com o objetivo de poder proporcionar uma mudança de perspectiva de vida – por isso, o trabalho é para identificar as potencialidades dos adolescentes e leva-los para prestação de serviço à comunidade. Foi nesse contato que o adolescente demonstrou que gosta de animais, o que levou a parceria com a Guarda.

Em geral, quando um adolescente comete um ato infracional, a justiça pode determinar ele cumpra medida socioeducativa, que pode ser de liberdade assistida e/ou a prestação de serviços à comunidade – duas modalidades executadas pelo Creas, que fica na Av. Dom Pedro, 353 (Centro). Lá, eles passam por acompanhamento com assistentes sociais, psicólogos e pedagógicos e ainda são encaminhados para cursos profissionalizantes.

Encontros no Creas reforçam atividades socioeducativas

Durante o atendimento a um desses jovens encaminhados para cumprir medida socioeducativa, os assistentes sociais e psicólogos que trabalham no Creas identificaram que ele gosta de animais e propuseram que os serviços que ele teria que cumprir fossem relacionados a esse universo. A partir disso, surgiu a parceria com a Guarda Civil.

O adolescente será acompanhado pelos agentes que trabalham junto aos cães e vai aprender cuidados básicos com o canil e os animais. Ao mesmo tempo, ele vai continuar tendo que frequentar o Creas regularmente.

“A gente busca contribuir para ressocialização desse adolescente. A medida socioeducativa terá que ser cumprida porque foi determinada pelo juiz e é executada pelo Creas. Mas a gente tentar sempre dar um olhar humanizado para esse adolescente, tirar um pouco do estigma que eles têm e tentar oferecer cursos, oficinas, colocar em uma prestação de serviços à comunidade que possa somar com a vida dele e ele possa se sentir valorizado com o que faz”, explica a coordenadora do Creas, Lavínia Barreto.

Nesses encontros quinzenais, os jovens participam de oficinas profissionalizantes, sobre como montar o currículo, como fazer uma entrevista de emprego, postura, também sobre higiene pessoal, são inseridos em atividades culturais, artísticas e de música, trabalham questões como inteligência emocional e sensorial. Outro exemplo de cuidado com esses adolescentes é quando é identificado que algum deles será pai – nesses casos, eles recebem orientações sobre paternidade, valores pessoais e cuidados com os bebês.

Canil da Guarda

O canil da Guarda Civil existe há quase dois anos com cinco cães para o trabalho e proteção e contenção de confusões e brigas, mais três para detecção de drogas, armas e explosivos, mais um para resgate em escombros e dois para cinoterapia. Ele fica na sede da Guarda, onde tem manutenção feita diariamente por oito agentes, com mais um que cuida parte administrativa do setor e os coordenadores operacional, Vinícius Silva, e técnico e operacional, Leandro Lopes.

“Nós vamos passar para ele as noções básicas sobre os cuidados com a saúde do animal, a alimentação e com o lugar em que o cachorro vive. Quem sabe esse possa ser o primeiro passo para ele encontrar uma carreira? Ele é um adolescente, sabemos que ele gosta de animais, então a gente acredita que ele pode absorver muito bem o recado que podemos passar”, acredita Leandro Lopes.

O comandante da Guarda, Jeferson Calomeni, ressalta o compromisso da corporação em atuar para população e lembra a própria história para mostrar como prestar esse apoio é fundamental para transformação de uma vida. Ele foi interno da Funabem (Fundação Nacional do Bem Estar do Menor) depois de perder os pais ainda criança. Ao completar 18 anos, fez o alistamento ao Exército e, depois, prestou concurso para a Guarda.

“O nosso objetivo é sempre somar em benefício da população. Mais uma vez somos chamados para contribuir e não poderia deixar de realizar essa parceria. Eu sou uma prova de como é possível, com o apoio correto,superar uma história adversa. Vamos monitorar da melhor forma possível esse adolescente e, quem sabe, esse trabalho não possa ajudar ele encontrar uma profissão e seguir em frente”, diz Calomeni.

Outros trabalhos do Creas

Além das medidas socioeducativas, o Centro de Referência Especializado em Assistência Social possui o Programa de Atendimento Especializado à Famílias e Indivíduos (Paefi), que atendem tanto idosos quanto crianças e adolescentes, pessoas com deficiência e qualquer adulto que tiveram direitos violados.

Atendimento estimula o desenvolvimento integral dos estudantes

A rede municipal deu um salto na oferta de atendimento integral em 2019: já são 15 escolas que promovem atividades diferenciadas para 1.668 alunos. A Escola Senador Mário Martins, no Caxambu, é um exemplo da prática bem sucedida: 134 alunos são atendidos integralmente com 7 oficinas, entre elas inglês e iniciação cientifica. 

O atendimento integral segue o Programa Integrado de Atendimento à Criança - PIAC - que surgiu com o intuito de atender as demandas da Meta 6 do PME (Plano Municipal de Educação) e PNE (Plano Nacional de Educação). Com o aumento na oferta do tempo integral – em 2016 apenas 4 escolas ofereciam esse tipo de atendimento – a rede municipal está no caminho certo: segundo o PNE, até 2025 pelo menos 50% dos alunos da rede precisam estar em escolas de tempo integral.

As escolas que atendem integralmente tiveram a oportunidade de escolher os eixos de trabalho desenvolvidos nas oficinas. Todas as escolas elaboraram um plano de trabalho e as ações são avaliadas periodicamente pela Secretaria de Educação.Temas das oficinas oferecidas na educação em tempo integral: Orientação de Estudos (Linguagem e Matemática); Iniciação Científica (Pedagogia de Projetos); Teatro; Recreação, Jogos e Contestes; Artes; Informática; Inglês; Musicalidade; Literatura e Corpo e Movimento.Vale salientar que os monitores que atuam nas unidades passaram por um processo seletivo de cinco etapas e participam dos programas de formação coletiva promovidos pela Secretaria de Educação ao longo do ano.

15 escolas oferecem atendimento integral

Passaram a atender de forma integral em 2019 as escolas: EM Johan Noel – 4º p até o 3º ano do fundamental; EM Luiz Carlos Soares (Morin) – 4º período ao 3º ano do ensino fundamental; EM Senador Mário Martins (Caxambu) – do 4° período da educação infantil até o 5° ano do ensino fundamental; EM Monsenhor CirilloCalaon (Jardim Salvador) – 1° período da educação infantil até o 3° ano do ensino fundamental e EM Magdalena Tagliaferro (Castelo São Manoel) – do 4° período da educação infantil até o 5° ano do ensino fundamental.

Além das cinco novas escolas que passaram a atender de forma integral em 2019, já oferecem esse tipo de atendimento as unidades escolares: Ana Mohammad (Sargento Boening), Soroptimista (Pedras Brancas), Leonardo Boff (Duarte da Silveira / Contorno), Colégio Gunnar Vingren (Valparaíso), Professor Nilton São Thiago (Nogueira), São Francisco de Assis (Moinho Preto), São João Batista (Duarte da Silveira), Dom Pedro de Alcântara (BR-040). Além dessas, duas escolas oferecem atendimento integral a partir de projetos distintos: Escola Santo Antônio do Vale do Cuiabá / Padre Quinha e o Centro Educacional Comunidade São Jorge.

Na EM senador Mário Martins, no Caxambu, 134 alunos são atendidos integralmente. A escola escolheu como oficinas Língua Portuguesa, Matemática, Artes, Inglês, Iniciação Científica, Saúde e Vida e Corpo e Movimento. A escola foi toda preparada para atender os alunos de forma integral: salas temáticas foram criadas, criando ambientes mais interessantes e confortáveis para as crianças. “Eles estão amando as aulas de inglês e também gostam da oficina de Corpo e Movimento. Os profissionais que vieram trabalhar na escola são muito bons. Acreditamos que a educação integral pode ter um reflexo positivo no aprendizado pedagógico”, afirmou a diretora da EM Senador Mário Martins, Maria Elisabete Cabral.

Na EM senador Mário Martins, os 134 alunos – matriculados do 4º período da educação infantil até o 5º ano do ensino fundamental - entram 7h30 e saem 16h. Na escola eles têm acesso a quatro refeições: desjejum, lanche da manhã, almoço e lanche da tarde.

Os pais que quiserem informações sobre o funcionamento das escolas que funcionam integralmente podem procurar o Departamento de Inspeção Escolar da Secretaria de Educação – 2246-8675.

Festa que homenageia os colonos alemães este ano será expandida. Entre os empresários do setor de turismo o clima é de otimismo para superar os números da última edição, que movimentou R$ 43 milhões na economia

Petrópolis já se prepara para receber sua festa mais tradicional: a Bauernfest. Este ano, o burgo alemão vai funcionar de 14 a 30 de junho (exceto no dia 20 – feriado de Corpus Christ) – o que expande a festa para 16 dias, sendo três fins de semana. A expectativa da Prefeitura é a de melhorar a qualidade da festa para o público, além de aumentar o número de turistas atraídos para a cidade com seis dias a mais em relação ao ano passado. O evento, que em 2019 chega à sua 30ª edição, movimenta a economia e é considerada a 2ª maior festa da cultura germânica do país. Entre os empresários do setor o clima é de otimismo para superar os números da última edição. Em 2018, a prefeitura estima que mais de R$ 43 milhões foram injetados na economia do município com a festa.

Diversas secretarias, como Turispetro, Instituto Municipal de Cultura e Esportes (IMCE), além da CPTrans, Secretaria de Serviços e Ordem Pública, Comdep, entre outras, já trabalham juntas para um plano de ação durante o evento. Vale lembrar que no dia 20 a festa não funcionará no feriado em função das tradicionais procissões e os tapetes confeccionados durante a celebração de Corpus Christ. Além da tradição cristã, que atrai milhares de pessoas, a cidade estará de portas abertas para oferecer diversos outros atrativos aos visitantes e petropolitanos, como restaurantes e pontos turísticos abertos.

A expectativa para a Bauernfest deste ano é a melhor possível. As duas últimas edições já foram um sucesso absoluto e o evento só tem a crescer a cada ano. A festa já é tradicional. 

Desde 2018 a festa conta com novidades que valorizaram os produtos da cidade. Além da entrada de cervejas artesanais com uma barraca especial no Palácio de Cristal, também foi criada a “Lei da Bauern”, sancionada pelo prefeito, regulamentando a autorização do espaço que fica no entorno do Palácio (intramuros), para que receba apenas empresas petropolitanas, que tenham produtos típicos culturais alemães, mantendo assim a tradição e as raízes germânicas durante a festa.

O proprietário da Casa do Alemão, Thiago Cardoso Fontaine, um dos indicados pelo Clube 29 de Junho – que organiza o evento junto com a prefeitura – para ocupar uma das barracas no Palácio conta que a expectativa é boa para a festa. “O principal motivo é o fato de o período de duração da festa ter aumentado. O movimento do evento é muito maior aos fins de semana, e ter um terceiro fim de semana realmente pode ser muito bom para quem opera”, conta. Ele ainda ressalta que novidades programadas pela Turispetro na estrutura da festa para esta edição podem beneficiar o movimento. “Como mais mesas para as pessoas sentarem, por exemplo. E a Casa do Alemão continua muito empenhada para ajudar a fazer uma festa de muito sucesso para a cidade e para a diversão dos petropolitanos e dos turistas”, frisa o empresário.

No ano passado, foram mais de 200 atrações, espalhadas por seis palcos oficiais da 29ª Bauernfest. Ápice da alta temporada, no período, a cidade também recebeu em torno de 880 veículos de turismo, entre ônibus e vans. Hotéis e pousadas do Centro Histórico também comemoraram a alta taxa de ocupação, que ultrapassou os 96% nos dois fins de semana da festa. Alguns chegaram a 100% de ocupação. Em restaurantes e lojas, alguns comerciantes calculam até 40% de aumento no movimento se comparado a outras semanas comuns.

A presidente do Clube 29 de Junho, Emygdia Hoelz, lembra que esta edição também marca os 30 anos do clube. “Vai ser uma festa ainda mais especial este ano. Estou ansiosa para mais uma festa”, explica.

As mudanças viárias programadas para o trânsito do Centro começam na segunda-feira (08.04). As alterações irão funcionar de 16h30 às 19h30 nas ruas Paulino Afonso, Montecaseros, 13 de Maio, Avenida Ipiranga e Praça da Liberdade. Agentes da CPTrans e guardas civis estarão nesses locais orientando os motoristas e direcionando aos novos caminhos.

Essas intervenções foram elaboradas após contagem volumétrica de veículos e análise dos principais pontos de retenção na cidade pela equipe de engenharia de trânsito da companhia. Elas levam em conta a demanda de usuários, ou seja, a maioria das pessoas que utilizam as vias e as conversões.

Confira como fica:

- Rua Paulino Afonso: supressão de estacionamento rotativo e criação de faixa seletiva para ônibus à direita a partir do número 230, até a Rua Montecaseros.

- Rua Montecaseros: gradis para impedir conversões à esquerda e mão única entre a Paulino Afonso e o cruzamento da Rua Francisco Manoel.

- Ruas Frei Luiz e Frei Rogério: utilizadas para retorno.

- Rua 13 de Maio: gradis para impedir a conversão à esquerda e posicionamento de agentes nas faixas de pedestres.

- Avenida Ipiranga: moralização do estacionamento ao longo da via.

- Praça da Liberdade: acessos controlados por agentes de trânsito.

Alvará Online - BANNER

Notícias por data

« Abril 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30          

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

Cadastro da inscrição do IPTU para crédito da Nota Imperial

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo