Criada para fortalecer o setor de tecnologia que cresce 10% ao ano em Petrópolis, o projeto que cria a Lei da Inovação foi apresentado nesta terça-feira (09.04) aos vereadores pelo Executivo. A legislação é a primeira do Estado que especifica medidas de incentivo à inovação e pesquisa tecnológica com a intenção de tornar a cidade mais atrativa para novas empresas. O setor, em Petrópolis, tem aproximadamente 480 empresas e registra faturamento de R$ 355 milhões por ano.

O texto já foi encaminhado para aprovação da Câmara. O encontro desta terça-feira foi marcado para mostrar os benefícios da lei para os vereadores. É a primeira lei que trata objetivamente da Inovação no Estado. Petrópolis registra o aumento de empresas que atuam na área tecnológica a cada ano, possui mão de obra especializada, formada nas universidades, e é um ambiente que pode absorver mais empresas, além de registrar o aumento das já existentes. E esse é o objetivo da lei, garantir que o setor continue crescendo todos os anos, desenvolvendo a economia e gerando novas vagas de emprego.

Ainda  a lei visa promover o desenvolvimento econômico, social e ambiental e a melhoria dos serviços públicos municipais de forma específica.

A lei da Inovação prevê a criação de instrumentos que fortalecerão o setor, como o Sistema Municipal de Inovação (SMI), o Conselho Municipal de Inovação (CMI), o Fundo Municipal da Inovação (FMI), o Selo de Inovação de Petrópolis e o Plano de Sustentabilidade e de Inovação do Executivo Municipal.

“A lei cria ferramentas que incentivam as empresas já existentes, mostram o potencial da cidade para novas empresas e dá visibilidade aos projetos de inovação que podem ser criados pelos estudantes dos cursos da área. Todos os anos são formados cerca de 2.500 alunos nessa área e queremos garantir empregos para esses jovens. A lei prevê um fundo para fomento das atividades inovadoras, mas, também, estimulará a criação de uma cultura inovadora nas escolas”, aponta Marcio Campos.

Cinco estruturas estão previstas

O Sistema Municipal de Inovação (SMI) será o responsável pela articulação das atividades dos diversos organismos públicos e privados que atuam direta ou indiretamente no desenvolvimento de Inovação em prol da municipalidade.  Ele vai ser formado por empresas, incubadoras, instituições de ensino e órgãos públicos.

Já o Conselho Municipal de Inovação (CMI)  terá caráter deliberativo e será responsável por formular, propor, avaliar e fiscalizar as ações e políticas públicas de promoção da inovação para o desenvolvimento do município, promover a democratização do conhecimento, sugerir políticas de captação e alocação de recursos para as finalidades da lei e fiscalizar e avaliar o correto uso dos recursos do Fundo Municipal de Inovação, além de propor ao Executivo Municipal o aperfeiçoamento profissional e a introdução de métodos de trabalho e técnicas operacionais.

O Fundo Municipal de Inovação (FMI) terá como objetivo promover atividades inovadoras, tecnológicas, sociais e sustentáveis do município, sob a forma de programas e projetos. O fundo terá autonomia administrativa e financeira e o apoio será para planos, estudos, projetos, programas, serviços tecnológicos e de engenharia, capacitações, eventos e outras atividades de cunho inovador que resulte em soluções de interesse para o desenvolvimento do município. Os recursos do fundo serão formados por transferências financeiras eventualmente realizadas pelo Governo Federal e pelo Governo do Estado, dotações orçamentárias, doações, legados, contribuições em espécie, valores, bens móveis e imóveis recebidos de pessoas físicas e jurídicas, entre outros.

A lei também prevê a criação do Selo de Inovação de Petrópolis, chamado de “Petro-Inova” que terá como objetivo identificar a participação das entidades integrantes do Sistema Municipal de Inovação credenciados, nas ações de inovação do município e indicar a procedência de serviços e produtos das empresas inovadoras de Petrópolis.

Já o Plano de Sustentabilidade e de Inovação do Executivo Municipal estudará a aquisição de produtos inovadores e contratação de projetos de ciência, tecnologia e inovação para o plano de Sustentabilidade da Política Pública de Inovação.  As unidades organizacionais do Poder Executivo Municipal deverão desenvolver o Plano de Sustentabilidade de suas atividades, com propostas para uso racional de recursos naturais, ação de responsabilidade social para servidores, ações de eficiência energética, investimentos em tecnologias limpas e ações de compensação ambiental, além da preservação da água, saneamento básico e mudança nos padrões de consumo. Além disso, o município estabelecerá em seus processos de compra os requisitos de sustentabilidade a serem exigidos dos fornecedores, de acordo com Plano de Sustentabilidade elaborado e atualizado anualmente.

A lei também prevê a difusão da promoção da cultura empreendedora e de inovação nas escolas públicas e unidades de educação na cidade, permitindo que a administração pública apoie programas que desenvolvam os conhecimentos, as habilidades e as atitudes de empreender e inovar.

O atendimento especial para os charreteiros vai seguir até sexta-feira (12.04) no Espaço Empreendedor, de 10h às 17h, na Av. Barão do Rio Branco. A extensão dos serviços busca facilitar o cadastramento dos profissionais que realizavam a atividade - que foi encerrada após votação em um plebiscito. Órgãos públicos e parceiros estão disponíveis para intermediar vagas para o mercado formal, ajudar na abertura de negócios e no acesso a financiamentos, além de cursos de requalificação profissional, estágios em empresas e formação educacional. A tração animal foi encerrada com 117.113 mil votos – o equivalente a 68,57% dos eleitores petropolitanos – em votação realizada no ano passado – e a atividade foi extinta por decreto  em 29 de março.

O atendimento começou nesta terça-feira (09.04), mas nenhum charreteiro procurou pelos serviços oferecidos. Por isso, a ação, que é a porta de entrada para que os profissionais e familiares sejam atendidos em todos os programas disponíveis vai continuar ao longo da semana. Os charreteiros foram comunicados da ação por correspondência em mãos, por telefone e por e-mail.

As possibilidades atendem também seus familiares, com oportunidades de estágios e de qualificação. Participam representantes da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Secretaria de Serviços e Ordem Pública, Secretaria de Assistência Social, além da AgeRio e do CIEE.

Os charreteiros podem procurar pelo suporte na formação de currículos e envio a empresas, com a prefeitura intermediando a busca de vagas – de acordo com o perfil de cada um.  Alguns deles já se anteciparam e recorreram ao governo interessados em vagas em empresas de transporte urbano, inclusive. Outra ação disponível será intermediar junto a Agência de Fomento do Estado do Rio de Janeiro (Age-Rio) microcrédito que pode chegar a R$ 15 mil (divididos em várias etapas conforme o negócio for evoluindo).

Também é uma opção a cessão de comércio ambulante. Representantes da Secretaria de Serviços e Ordem Pública (SSOP) também estarão no Espaço Empreendedor para apresentar como funciona a concessão.

A prefeitura vai dar celeridade a qualquer escolha dos charreteiros. Cada caso será atendido individualmente, levando em consideração o desejo e o interesse de cada um deles.

O Detra mostra como abrir seu próprio negócio e ainda como se tornar Microempreendedor Individual (MEI), atividade que vem se desenvolvendo no município. Além disso, serão oferecidas vagas de informática, nível básico, nos Centros de Inclusão Digital (CIDs) e educação orçamentária no Centro de Excelência e Referência Tecnológica (CERT) podendo ser aberta uma turma especial.

A Prefeitura também coloca à disposição dos charreteiros e suas famílias o Ensino de Jovens e Adultos (EJA) para quem quiser melhorar sua formação educacional, completar estudos e ainda ter uma melhor qualificação para o mercado de trabalho. Vagas de estágio serão oferecidas por meio do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) aos filhos de charreteiros.

Ações oferecidas aos charreteiros no Espaço Empreendedor:

- Intermediação junto às empresas para vagas de trabalho formal

- Cessão de licença para comércio ambulante

- Licenças de Microempreendedor Individual (MEI)

- Microcrédito (até R$ 15 mil) pela AgeRio

- Curso para abertura de negócios pelo Sebrae

- Vagas de estágio no CIEE

- Matrículas no Ensino de Jovens e Adultos (EJA)

- Formação em informática básica nos CIDs

- Formação em educação orçamentária no CERT

ONG pode ficar com cavalos

O Fórum Nacional de Proteção e Defesa Animal, organismo que reúne 117 ONGs de atenção aos animais, já assinalou que quer ficar com os cavalos que faziam o trabalho nas vitórias da cidade.  A possibilidade de adoção também está sendo apresentada aos charreteiros e a prefeitura vai intermediar para que seja feita de forma legal. São 37 animais que seguiriam para santuários e não seriam mais usados em trabalho de tração.

Informática básica e internet são algumas das aulas oferecidas gratuitamente para 45 crianças e adultos que são atendidos no CID Terra Santa, um dos 17 equipamentos mantidos pelo poder público e que proporciona interação tecnológica para a comunidade.  Só no início do ano foram reativados mais quatro CIDs, no Jardim Salvador, na EM Marcelo Alencar, na Comdep e no Quitandinha, o objetivo é de que outros sejam reabertos nos próximos meses.

Aproximadamente 600 pessoas já estão sendo atendidas nos CIDs. As aulas são realizadas com o suporte de estagiários e instrutores da prefeitura. Eles possuem um plano de aulas que norteia os conteúdos dos cursos.

No CID Terra Santa são atendidos crianças, adolescentes e até o público da 3ª idade. “As aulas ocorrem de acordo com a faixa etária. Eles aprendem desde noções básicas da informática até a informática avançada. As crianças da escola Terra Santa adoram as aulas, gostam, principalmente, quando podem apreciar os jogos. O público da terceira idade gosta sobretudo das aulas sobre internet. Muitos querem ficar especialistas nas pesquisas na rede”, explicou a instrutora Ana Lúcia Kapps.

As aulas também têm reflexo positivo na questão pedagógica. “As atividades envolvem a tecnologia, mas com o cunho pedagógico. Através das cores e desenhos trabalhamos a criatividade e a coordenação motora”, explica Elaine von Seehausen, coordenadora do Terra Santa.

Luis Miguel, de 6 anos, aprova as aulas. “Gosto muito da professora. Aprendi as letras e os números e adoro jogar”, contou.

CIDs atendem comunidade e alunos da rede

Os CIDs são instrumentos importantes para a comunidade, e para os alunos da rede municipal que podem participar das aulas nos equipamentos que estão funcionando nas escolas. Em março foi reativado o CID na EM Marcelo Allencar, no Quintandinha.

Quem quiser informações sobre os CIDs que estão em funcionamento pode entrar em contato com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico. “Em caso de dúvidas, as pessoas podem entrar em contato com o Desenvolvimento que informaremos onde há vagas para os cursos, sempre levando em consideração o bairro onde a pessoa mora, para facilitar a vida dos petropolitanos. Vale salientar que todos os cursos são gratuitos”, disse Leonardo Sindorf, responsável pelos CIDs. O telefone da Secretaria de Desenvolvimento Econômico é o 2233-8135 - ramal: 2085.

A CPTrans implementou nesta terça-feira (09.04) mais uma fase da operação para dar fluidez ao trânsito nas ruas do Centro. Agentes de trânsito bloquearam o meio de pista com gradis impedindo a conversão à esquerda dos veículos que seguiam da Praça Oswaldo Cruz. Neste caso, os motoristas fizeram a conversão nas Ruas Frei Rogério e Frei Luiz, uma distância de 190 metros. As demais alterações aplicadas nesta segunda-feira foram mantidas, com resultados positivos em todos os trechos no período da intervenção, entre 16h30 e 19h30. 

Pelo planejamento da companhia, a implementação das mudanças irá ocorrer em etapas, diminuindo o estranhamento dos motoristas no momento de executar as manobras diante da nova configuração viária. Neste segundo dia os gradis disponibilizados na Rua 13 de Maio fizeram o trânsito de veículos no sentido Barão do Rio Branco e Bingen fluir constantemente. O resultado da intervenção foi ainda melhor do que o primeiro dia.

Na ação desta terça, 10  agentes de trânsito foram disponibilizados: um no cruzamento da Ipiranga com a 13 de Maio; um na 13 de Maio, próximo à área onde há os gradis; um no cruzamento da 13 de Maio com a Barão do Rio Branco e Bingen; um agente da Montecaseros, impedindo a conversão dos veículos na saída da Praça Oswaldo Cruz; outro no cruzamento da Paulino Afonso com a Montecaseros; um na Paulino Afonso indicando a divisão das pistas; um na Piabanha, um no Cruzamento da Piabanha com a Alfredo Pachá e um motorizando prestando apoio aos demais agentes.

O objetivo das intervenções é dar maior fluidez ao trânsito, aumentando a constância com que os veículos trafegam, chegando mais rápido aos seus destinos. São mudanças pontuais, que, juntas, deverão beneficiar os itinerários de 170 linhas de ônibus em diversos sentidos.

 

Quatro praças de Petrópolis estão com um toque mais ecológico e mais coloridas. A Comdep fez a instalação de coletoras para lixo reciclável nas praças da Liberdade, Dom Pedro, Inconfidência e Bosque do Imperador. Cada peça tem uma cor diferente, que corresponde a um tipo de lixo que deve ser depositado: azul para papel e papelão; vermelho para plástico; amarelo para metal; e verde para vidro. Ao lado delas, foi colocada uma lixeira comum, para o descarte de outros resíduos.

A instalação de lixeiras é feita de forma permanente na cidade. Este ano, já haviam sido instaladas 200 peças nos distritos e no Centro e, em março, a Comdep encomendou uma remessa com a mesma quantidade para colocação em toda cidade nos próximos meses.

Em Petrópolis, a coleta seletiva ocorre em três frentes. A primeira é a coleta “Porta a Porta”, em que basta disponibilizar o lixo separado para coleta em seis bairros – Bingen (segunda), Mosela (terça), Valparaíso (quarta), Morin (quinta), Alto da Serra (sexta) e Bairro Castrioto (sábado). Outra forma é a coleta eventual, feita pela Comdep em Centro, Corrêas e Araras em dias alternados.

O terceiro caminho são os ecopontos, que funcionam na Mosela e no Parque Municipal de Itaipava – o Quitandinha também vai contar com uma estrutura desse tipo. Nos ecopontos, é possível obter descontos na conta de luz com uma série de materiais – foram 115 toneladas. O que é não aceito para reduzir o valor da tarifa entra como doação à Comdep.

Ações de conscientização

A Comdep mantém atividades dentro do Programa de Educação e Conscientização Ambiental (PECA), como por exemplo, palestras em escolas de primeiro segmento (1º ao 5º ano do ensino fundamental, que engloba alunos de seis a 10 anos de idade) e de ensino médio, além de empresas. Nessas palestras, crianças, jovens e trabalhadores são orientados o impacto ambiental do descarte incorreto de materiais, seja pela degradação da natureza e pela necessidade de consumir mais recursos naturais.

Materiais como papel podem demorar três meses até a decomposição completa; alguns tipos de plásticos levam mais 450 anos; alumínio, até um milênio; já o vidro só se decompõe em um milhão de anos. A reciclagem desses produtos poupa árvores, petróleo, minérios e areia, por exemplo.

“Essas lixeiras novas em praças movimentadas da cidade são parte de um movimento importante da Comdep de mostrar que o município como um todo está buscando o descarte correto do lixo e que isso é fácil, qualquer pessoa pode fazer”, afirma o diretor técnico-industrial da Comdep, Marcos Albuquerque.

O que colocar em cada lixeira

Nas lixeiras azuis, podem ser jogados papeis comuns, como panfletos, cartões, jornais ou revistas, envelopes. Ela só não é adequada para sujos (por exemplo, com cola) ou plastificados, fotografias, papel carbono.

Nas vermelhas, entram garrafas e copos, sacolas, embalagem de produtos de higiene e limpeza, até mesmo utensílios simples, como canetas, escovas de dente, brinquedos. Só não vale colocar embalagens de biscoitos ou bombons, adesivos ou fraldas descartáveis.

As latinhas de refrigerantes ou cervejas, tampinhas de garrafa, canos de metal, embalagens de marmitex (desde que limpas), talheres de aço, pregos e parafusos vão para as coletoras amarela. A restrição é para latas de tinta e verniz, embalagem de desodorantes aerossóis e esponja de aço.

Já garrafas, fracos ou potes de vidro, seja de produtos de limpeza, alimentos e até remédios podem ser colocadas nas lixeiras verdes, mesmo quebrado. Mas atenção – é preciso que elas estejam higienizadas para evitar contaminação dos demais produtos dentro da lixeira e, assim, permitir a reciclagem. O que não pode colocar nela são louças, porcelanas e cerâmicas, lentes de óculos, espelho e lâmpadas fluorescentes.

Todos os produtos restritos nas coletoras coloridas podem ser depositados na lixeira comum, que tem a cor cinza. Todas as coletoras comportam 15 quilos de lixo.

Um ato de solidariedade aliado a prática esportiva. Começa nesta quarta-feira (10.04) a campanha de doação de sangue que vai garantir a inscrição na Corrida do Trabalhador. Os primeiros 150 corredores que que participarem da ação estarão confirmados na prova, que será realizada no dia 1º de maio. A iniciativa tem como objetivo ajudar a abastecer os estoques do banco, que atende as duas UPAs da cidade, o CTO, o Hospital Unimed e o próprio Hospital Santa Teresa, que é referência em atendimento de feridos de acidentes de trânsito.

O kit da corrida neste ano conta com a numeração, chip de cronometragem, mochila saco e garrafa. Ao todo, serão mil vagas gratuitas para a Corrida do Trabalhador – pela internet, as inscrições serão abertas no dia 22 de abril. As matriculas também podem ser feitas de maneira presencial, em data definida após o encerramento de vagas online. A prova é a mais tradicional do calendário esportivo de Petrópolis, sendo a terceira a contar pontos para o ranking municipal.

Podem doar todas as pessoas entre 18 e 60 anos, em bom estado de saúde e que pesem mais de 50 quilos. Jovens de 16 a 17 anos também podem doar acompanhados dos responsáveis. Não é necessário fazer jejum, mas é importante não ingerir alimentos gordurosos três horas antes da doação. Também não se deve consumir bebidas alcoólicas 12 horas antes.

As únicas restrições são a diabéticos e pessoas que fizeram tatuagem ou colocaram piercing há menos de um ano. Pessoas que fizeram algum procedimento, como endoscopia só podem doar após seis meses da realização da intervenção. O banco de sangue funciona todos os dias, de 7h às 18h, na Rua Paulino Afonso, 477 – Bingen – Ao lado do HST.

A parceria entre a Superintendência de Esportes e Lazer e o Banco de Sangue também acontece dentro da programação dos jogos estudantis. As escolas que levarem o maior número de pessoas para a mobilização ganharão pontos equivalentes a uma modalidade esportiva.

O canil da Guarda Civil iniciou nesta terça-feira (09.04) uma operação conjunta com a Polícia Militar na Rodoviária Leonel Brizola, no Bingen, contra o tráfico de drogas. A ação foi organizada para impedir a entrada de drogas na cidade. Uma cadela participou do trabalho, sendo levada ao interior dos veículos de diversas linhas e farejando mochilas e o compartimento de transporte de malas.

A pastora holandesa Scolt foi mobilizada para a detecção e conduzida por dois agentes da Guarda. Sete policiais militares também participaram da ação. A intenção foi fazer um pente fino nos ônibus que chegavam a Petrópolis. Ônibus que vieram de Nova Iguaçu, do Terminal Menezes Cortes (Castelo), no Rio, de Duque de Caxias e de Juiz de Fora foram vistoriados.

O canil possui três animais para o trabalho de detecção de drogas, armas e explosivos. Em quase dois anos nde existência do Grupamento de Ações com Cães, já foram feitas apreensões de mais de 30 mil pinos de cocaína.

Começou nesta terça-feira (09.04) o curso de capacitação de Mediação Escolar, oferecido pelo Programa de Pacificação Petrópolis da Paz em parceria com a Secretaria de Educação. Cerca de 90 profissionais das equipes de gestores da rede municipal se inscreveram e foram divididos em três turmas. Os encontros serão periódicos no primeiro e segundo semestre na Casa da Educação. O curso visa, até o fim do ano, implantar a mediação de conflitos em todas as unidades municipais de ensino.

A capacitação ocorre em diversas etapas, entre elas o curso online de “Introdução à Mediação de Conflitos”, explanações teóricas, reuniões com dinâmicas, discussões, trocas de experiências, roda de conversa com mediadores do Petrópolis da Paz e apresentação da vivência do projeto piloto de Mediação Escolar que acontece desde o ano passado em quatro escolas da rede. Nessas unidades a mediação já é uma prática. Os alunos mediam conflitos entre pares, além de já apresentarem resultados nos trabalhos realizados com habilidades sócio emocionais.

“A escola que eu trabalho oferece educação integral, dentro da unidade temos situações de conflitos. Com esta formação que está sendo oferecida é uma oportunidade para as equipes de gestores se capacitarem para solucionarem o problema da forma correta. É enriquecedor para o nosso trabalho, é bom para escola, para equipe e principalmente para os alunos”, contou a Diretora Adjunta da Escola Municipal Johann Noel, Monique do Vale.

Segundo a pedagoga e psicóloga e responsável pelo Departamento da Mediação Escolar, Vanessa Siqueira, o Programa Petrópolis da Paz quer atender a toda a rede. “Queremos disseminar a cultura da paz nas unidades escolares com a colaboração dos gestores. É um grande desafio ampliar a mediação, mas acreditamos no sucesso do resultado. Ficamos muito felizes com a participação e colaboração de todos para que tudo aconteça”, disse.

“A atuação do Programa nas comunidades escolares, começa a apresentar resultados positivos. A mediação escolar movimenta o corpo docente, os alunos e familiares. É um trabalho em conjunto com práticas restaurativas que melhoram todas as relações”, destacou coordenadora do programa Petrópolis da Paz, Elsie-Elen Carvalho.

Petrópolis recebe em abril a terceira edição da Semana Municipal do Jovem Empreendedor. Entre os dias 24 e 27 acontecerão palestras sobre empreendedorismo, incentivo a abertura do negócio próprio, além da presença de jovens empreendedores da cidade, contando como começaram a empreender. Durante a semana, também será realizada a 2ª Feira Municipal do Jovem Empreendedor, que contará com uma premiação em dinheiro para os três melhores projetos de empreendedorismo, e o primeiro colocado ainda contará com uma mentoria empresarial.

A Semana do Jovem Empreendedor foi criada em 2017 pela Coordenadoria da Juventude, visando despertar nos jovens um espírito empreendedor por meio de depoimentos de profissionais já estabelecidos no mercado e abrindo espaço para que os jovens apresentem seus projetos.

A expectativa para a 3ª edição da Semana Municipal do Jovem Empreendedor é gerar novas oportunidades de trabalho, renda e qualificação dos jovens para o mercado de trabalho. Por meio das palestras, e ações que vão ocorrer durante toda a semana.

Nesta edição, durante toda a semana, estará disponibilizado o programa de Microcrédito, que visa conceder financiamento, qualificar e dar assistência a empreendedores e profissionais autônomos, com a finalidade exclusiva de ampliar os negócios na cidade.

As inscrições para a 2° Feira Municipal do Jovem Empreendedor podem ser feitas até o dia 22.04, e o concurso será realizado no dia 27.04, sábado, das 13h às 15h, na Casa dos Conselhos. Os jovens participantes devem possuir de 15 a 29 anos, e podem ter empresas já registradas ou apenas projetos. Ao fim da feira, as três melhores ideias serão premiadas com dinheiro, e com o Troféu Municipal do Jovem Empreendedor. O primeiro lugar ainda receberá uma mentoria empresarial no valor de R$ 1.120,00. Para mais informações sobre as inscrições e sobre a Semana, pode-se procurar a Coordenadoria da Juventude pelo telefone (24) 98845-2056, também disponível via WhatsApp, ou pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .

Confira a programação da Semana do Jovem Empreendedor:

Quarta-feira (24/04) às 15H

Palácio Quitandinha (Av. Joaquim Rolla, 2 – Quitandinha)

- Cerimônia de abertura

1° Palestra –Repense & Reinvente & Seja Humano & Mude o Mundo!, com Paulo Siqueira, executivo sênior de uma das maiores empresas de consultoria do mundo - Accenture, e especialista em gestão estratégica de grandes empresas.

Quinta-feira (25/04) às 18H

- Universidade Estácio de Sá (Rua Bingen, 50 – Bingen)

Case de sucesso da 1º Feira do Jovem Empreendedor: Marcos Copari

Palestra: Start- Início ao empreendedorismo, com Amanda Eloi (Fundadora e Coordenadora Geral do CEU - Ciclo Empreendedor Universitário). 

Sexta – Feira (26/04) às 10H

- Cefet (Rua do Imperador, 971 – Centro)

Case de sucesso da 1º Feira do Jovem Empreendedor: Rochele Almeida

Palestra: A importância de elaborar um Pitch Empreendedor, como Paulo César Andrade

Pitchna prática- Primeiros passos para montar um negócio na prática, com Roberta Dalvo

Sábado (27/04) - Encerramento

Auditório da Casa dos Conselhos (AvenidaKoeler, 260 – Centro)

09h às 12h

1° Palestra: O caminho que dá certo, com a Ganhadora da 1° Feira do Jovem Empreendedor, Isabella Carvalho - Bella’s Confeitaria

2° Palestra: posicionamento nas redes sociais, com Isabel Ferraro, Especialista em Planejamento estratégico, Comunicação Corporativa e Mídia Sociais

13h às 15h

2°Feira Municipal do Jovem empreendedor - Apresentação de projetos e empresas de jovens do município.

O Palácio de Cristal vai receber, nos dias 16 e 24 de abril, duas importantes palestras do monge butanês radicado em New York, Acharya Lhakpa Tsering. A programação faz parte das comemorações pelos quatro anos do projeto “Meditação Para Todos”, que acontece todos os sábados no Museu Imperial. As palestras, que têm os temas: “As 4 Lembranças” e “Estágios Progressivos da Meditação”, respectivamente, serão realizadas a partir de 19h30 e são abertas ao público.

O monge butanês vai ficar três semanas em Petrópolis e passará também por diversas cidades do país, como Volta Redonda, Macaé, Rio Grande do Sul, entre outras.Na Cidade Imperial, o objetivo do evento é falar sobre as bases para a prática da meditação, na primeira palestra; e o passo a passo para a meditação na segunda, mostrando o que é preciso para encontrar as emoções que perturbam.

“A meditação nos leva a um autoconhecimento. É uma higiene mental do nosso lixo. Estamos recebendo com muita alegria o monge e suas palestras. E estamos comemorando os quatro anos do projeto. No último sábado, por exemplo, 210 pessoas participaram do encontro no Museu Imperial”, explica o professor de meditação e condutor do projeto Meditação para Todos. Miguel Berredo, lembrando que não só petropolitanos, mas muitos turistas também aproveitam o projeto. “A proposta é levar meditação para um público diverso. A gente só consegue a paz externa se estiver com a paz interna”, completa.

Assim como esse, o Palácio de Cristal tem recebido diversos eventos, de diferentes segmentos, o que vem movimentando o atrativo. A ideia da prefeitura é apoiar e formar parcerias com a iniciativa privada.

Com 2,1 mil pessoas atendidas todos os meses, o Polo de Assistência Farmacêutica Integrado passa a oferecer mais acesso e melhor acomodação para os usuários da rede pública de saúde. Com dois farmacêuticos atendendo à população e dois médicos em suporte interno, a unidade não tem filas e o atendimento é rápido.  A unidade disponibiliza 1, 3 mil tipos diferentes de medicamentos e materiais pelo SUS, nesta terça-feira (09.04).

Com funcionamento de 8h às 17h, no Centro, na Rua Epitácio Pessoa (ao lado dos Correios), a unidade passou a contar com dois farmacêuticos para o atendimento aos público e dois médicos para analisar os receituários clínicos. O polo atende cerca de 2100 usuários ao mês com o fornecimento das medicações disponibilizadas pelo Estado, município e governo federal e ainda, partir de nova dinâmica de trabalho, facilita o acesso aos remédios que precisam ser reivindicados por procedimentos administrativos ou judiciais.

O polo do Centro é especifico para o fornecimento das medicações do Estado e das incluídas na Relação Nacional de Medicamentos (Rename), adquiridas por processos. Em sua maioria são medicamento de especialidades clínicas e alguns, muitas vezes, de alto custo para os pacientes como o de hemodiálise ou que precisam de tratamento contínuo de doenças como hepatite, artrite reumatoide, esclerose múltipla, entre outras.

O local também conta com suporte para o atendimento dos pacientes da atenção básica. Esses são orientados a recorrer às unidades de saúde para a aquisição dos remédios que fazem parte da relação da Relação Municipal de Medicamentos (Remume). Além dos farmacêuticos, a unidade conta com médicos e assistentes sociais que, além de auxiliar os pacientes quanto ao receituário, avaliam cada solicitação de medicamentos de maior complexidade. Para as medicações de responsabilidade do Estado, a equipe contribui com o envio de dados para as devidas análises dos pedidos.

O aposentado Marivaldo de Oliveira Gomes, 56 anos é um dos usuários do serviço. Há meses recorre à rede para a obtenção de medicamentos para o tratamento da esposa, que se fossem comprados, não teria como ter acesso. Nesta terça-feira (09.04) compareceu à unidade para dar entrada a uma solicitação.  “Agora minha esposa faz uso de um medicamento que custaria R$ 8 mil por aplicação e ela precisa de duas doses por mês. Impossível comprar. Esse serviço é de grande importância para a população que não pode ter acesso a medicações de alto custo”, destaca o aposentado.

Alunos da Escola Paroquial São Pedro de Alcântara e os alunos da Casa da Educação participarão de mais uma edição do projeto “Encontro Marcado”, que ocorrerá na próxima sexta-feira (12.04) na Casa da Educação Visconde de Mauá. Dessa vez o assunto abordado será “Atitude Responsável com o Meio Ambiente”.

O convidado dessa edição será Anderson Campos, responsável pelo setor de Educação Ambiental da Secretaria de Meio Ambiente. O evento é direcionado para adolescentes a partir de 13 anos, jovens e adultos.

O objetivo será o de motivar a responsabilidade socioambiental. A Casa da Educação Visconde de Mauá mantém o projeto Atitude Responsável, que tem como objetivo incentivar toda a comunidade escolar a manter atitudes assertivas e verdadeiramente educativas, para a preservação do meio ambiente.

“Convidamos o Anderson Campos para conversar com os alunos sobre esse projeto, Inteligência Ambiental que motiva e desenvolve a prática da Educação Ambiental Formal e Não-Formal nas escolas, associações de moradores, fábricas e repartições públicas de Petrópolis”, explica Jaqueline do Valle, professora e psicóloga responsável pelo projeto que será responsável pela mediação do encontro.

O Projeto Inteligência Ambiental norteia as atividades relacionadas a Educação Ambiental promovidas pela secretaria de Meio Ambiente. Alguns eixos do projeto já estão sendo trabalhados em uma capacitação para professores da rede: Unidade de Conservação e Água; Cidadania e patrimônio; Meteorologia e Defesa Civil; Lixo, Coleta Seletiva e Artesanato; Bem-estar Animal e Sementes e Árvores da Mata Atlântica.

“A educação ambiental deve fazer parte da rotina desses alunos, não só nas escolas, mas, nas suas casas e comunidade. Por isso é tão importante um bate papo sobre as atitudes responsáveis que devem ser comuns a todas as pessoas. Os jovens são multiplicadores de informação e tudo o que aprendem, repassam para os amigos e família e isso é muito interessante”, comenta Anderson Campos.

O encontro é aberto para outras escolas e para a comunidade. A Casa da Educação fica na Avenida Barão do Rio Branco, nº 03.

Três palestras irão marcar o segundo dia da Conferência Municipal de Trânsito e Transportes - CMTT 2019 – no próximo sábado (13.04). A primeira está marcada para às 9h com a equipe do Banco de Sangue do Hospital Santa Teresa. Logo depois, às 9h30, o tema será VLT e, fechando, às 10h30, terá a apresentação do Plano de Mobilidade Urbana. Neste mesmo dia, a partir das 11h, será aberta a votação para o Conselho Municipal de Trânsito e Transportes. Os mais de 400 eleitores inscritos deverão votar até às 13h.

A CMTT 2019 acontece no auditório da Universidade Católica de Petrópolis, no Campus Barão do Amazonas. A conferência começa na sexta-feira (12.04), a partir das 19h. Neste primeiro dia o regimento interno será definido, bem como as ações que serão realizados no dia seguinte. No segundo dia irão ocorrer as três palestras e a eleição dos 11 conselheiros e 11 suplentes para o Comutran para o prazo de um ano.

Para a sua confecção do Plano de Mobilidade, a equipe da CPTrans levou em conta os princípios estabelecidos pela Política Nacional de Mobilidade Urbana, no qual envolvem a necessidade de oferecer acessibilidade universal – qualquer cidadão poderá usufruir dos meios de transporte –, o desenvolvimento sustentável, a eficiência e a efetividade na prestação dos serviços de transporte público, a gestão democrática e o controle social da política, a segurança no deslocamento das pessoas e a equidade no uso das vias.

Equipe do Procon Petrópolis foi às ruas nesta segunda-feira (08.04) para levantar o preço dos chocolates. A pesquisa considerou 13 produtos como barras de chocolates, ovos de páscoa e caixas de bombons das principais marcas disponíveis no mercado. A pesquisa feita na Lojas Americanas, Extra, DIB, Terêfrutas e Supermarket, aponta diferença nos preços que variam de 3% a 75%.

A maior diferença encontrada foi no preço da barra de chocolate Nestlé 100g. No local mais caro ela estava custando R$ 6,99, enquanto no estabelecimento mais em conta estava por R$ 3,99 – uma economia de R$ 3 ou 75,19%. Outra diferença grande foi na barra de chocolate da Lacta, de 90g, que tem diferença de 60,18% entre os locais pesquisados. Enquanto em um local custa R$ 3,49, em outro o produto sai por R$ 5,59.

A orientação do Procon para esta época do ano é pesquisar por preço e qualidade. O órgão aponta ainda os ovos caseiros como boas opções com custo benefício. Outro ponto que o consumidor deve ficar atento é se há divergência de preços entre o valor anunciado com o registrado no caixa – o valor menor deve ser o pago pelo consumidor.

Confira a tabela comparativa: 

 

Supermarket

Terêfrutas

DIB

Americanas

Extra

Caixa de bombom Ferrero Rocher 100g

15,9

x

18,99

x

x

Caixa de bombom Ferrero Rocher 150g

24,9

x

24,99

x

x

Caixa de bombom Garoto 300g

7,99

7,99

8,99

6,99

7,99

Caixa de bombom Nestlé especialidades 300g

8,49

7,99

8,99

8,99

8,49

Caixa de bombom Lacta 250,6g

x

11,99

9,99

11,99

8,29

Barra de chocolate Garoto 100g

3,99

x

x

3,99

3,69

Barra de chocolate Nestlé 100g

x

6,99

x

x

3,99

Barra de chocolate Lacta 90g

x

3,99

5,59

3,99

3,49

Ovo de Páscoa Bis ao leite 318g

44,9

x

45,29

43,99

43,9

Ovo de Páscoa Sonho de Valsa 270g

34,9

x

34,19

29,99

32,9

Ovo de Páscoa Barbie 157g

44,9

x

45,19

39,99

39,9

Ovo de Páscoa Vingadores 157g

44,9

x

x

39,99

39,9

Ovo de Páscoa Kinder Ovo 100g

49,9

44,9

49,99

49,99

49,99

 

Termina nesta quarta-feira (10.04) o prazo para as inscrições no processo de escolha para a eleição dos novos membros dos Conselhos Tutelares de Petrópolis. Os interessados, devem comparecer na Rua do Imperador, 38, sala 10, Centro, de 9h30 às 15h. A principal função do Conselho Tutelar é garantir os direitos dos menores, cumprindo o Estatuto da Criança e do Adolescente. O pleito definirá 10 Conselheiros titulares, sendo 5 para o primeiro distrito – Petrópolis, e os outros 5 para os demais distritos (Cascatinha, Itaipava, Pedro do Rio e Posse) para o quadriênio 2020-2024. A votação acontece no dia 06 de outubro e é aberta para toda população.

O Conselho Municipal dos Diretos da Criança e do Adolescente (CMDCA) está realizando todo o processo da eleição, que será fiscalizado pelo Ministério Público. A função do Conselheiro é de extrema importância para o município, pois ele zela pelos direitos das crianças podendo promover suas decisões requisitando serviços públicos, ou fazer uma representação junto à autoridade judiciária em caso de descumprimento injustificado de suas deliberações. 

Saiba como participar:

Inscrições

Para fazer a inscrição os candidatos precisam apresentar no endereço: Rua do Imperador, 38, sala 101 – Centro de 9h30 às 15h, a certidão negativa de antecedentes cíveis e criminais no período de 10 anos; ser maior de 21 anos; residir em Petrópolis há pelo menos 5 anos; comprovação de escolaridade ( mínimo Ensino Médio); obrigações eleitorais em dia; quitações de obrigações militares ( para os homens); comprovante de experiência de pelo menos 3 anos em atividades que envolvam programa de atendimento à criança e adolescente e 2 fotos 5X7.

Processo seletivo

O processo de escolha possui quatro etapas. Após a inscrição, o candidato fará uma prova com 50 questões de múltipla escolha, em caráter eliminatório (local e horário ainda serão definidos), marcada para o dia 09 de junho. Em seguida, o CMDCA promove um curso de capacitação no dia 06 de julho.  A última etapa do processo de escolha, é a reunião onde a comissão eleitoral irá apresentar aos candidatos habilitados todas as regras eleitorais para a campanha, assim como, o nome e o número dos candidatos que concorrerão as vagas, também serão publicadas no Diário Oficial (DO). A Campanha começa no dia 22 de julho e a votação acontece no dia 06 de outubro.

Vale lembrar que todo cidadão pode participar votando, basta ter título de eleitor.  Todas as informações estão disponíveis no Diário Oficial do dia 27 de fevereiro.

Notícias por data

« Abril 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30          

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

iptu

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

cmv-logo

Relatorio CMVP