Pela primeira vez, a entrada e saída dos servidores da Saúde em seus locais de trabalho serão controladas com rigor. A Prefeitura está iniciando a implantação do sistema de controle de frequência por ponto biométrico em toda a rede de saúde: 75 unidades terão o ponto de frequência dos servidores verificado pela biometria e câmeras. A instalação dos equipamentos já começou e toda a rede estará monitorada integralmente até setembro. Os aparelhos de biometria serão instalados nos Hospitais, nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Postos de Saúde da Família (PSFs), nos Centros de Atenção Psicossocial e em todas as instalações da Saúde, incluindo as áreas administrativas.

O sistema acusará faltas, atrasos e possibilitará alteração lotação do funcionário para que o registro da frequência possa ser feito a partir de qualquer uma das unidades.  

O sistema contará ainda com câmeras de monitoramento, instaladas junto a cada aparelho de biometria. O acompanhamento de frequência dos profissionais será feito pela base instalada no setor de Recursos Humanos da secretaria e também remotamente, por aplicativo acessado por aparelho móvel.

Os aparelhos já estão sendo entregues à Secretaria de Saúde e depois de instalados passarão por testes. A estimativa é de que em um mês todas as unidades estejam com os equipamentos e que até setembro, todo o sistema de controle de frequência esteja funcionando. Os 2200 servidores passarão por treinamento para que comecem a usar o sistema, farão o registro da biometria e será aproveitada a ocasião para realizar uma atualização cadastral de todos os profissionais. 

A partir da instalação dos pontos biométricos será possível a garantia do controle da frequência do servidor, no tempo em que é contratado para executar as atividades, nas diferentes unidades. O sistema possibilitará maior controle das faltas que deverão ser obrigatoriamente justificadas.

“A partir desse sistema será possível maior controle, vamos acompanhar em tempo real todas as faltas e atrasos e poder atuar de forma mais eficaz para que o serviço de saúde não deixe de ser oferecido para a população”, destaca o Diretor de Recursos Humanos da Secretaria de Saúde, Gil Veríssimo de Oliveira.

Secretaria investe em monitoramento dos serviços para melhorar gestão

O monitoramento de unidades de saúde e veículos a serviço da secretaria tem contribuído para a otimização da gestão da Secretaria de Saúde. Algumas unidades já contam com monitoramento que possibilita o controle de dentro do funcionamento das unidades.

Todos os veículos da secretaria também passaram a ser monitorados. Os 50 veículos entre ambulâncias, veículos administrativos para transporte de carga e pacientes, são 24 horas controlados. A medida visa oferecer mais segurança e qualificação do serviço. O sistema de rastreamento dos veículos, feito por GPS (satélite) ou GPRS (telefone), possibilita o controle em tempo real dos carros usados a serviço da Secretaria de Saúde.

Além das 12 ambulâncias monitoradas, outros 38 veículos administrativos, para o transporte de carga e de pacientes, são acompanhados. Diariamente são traçadas as rotas e serviços a serem feitos por cada veículo. Uma Central de Monitoramento foi criada, onde um profissional verifica em tempo real o cumprimento dos percursos, evitando que os carros saiam das rotas definidas e o uso excessivo de combustível. O serviço ainda possibilita o controle da condução responsável dos automóveis.

‘Transporte Saúde nas Cidades’ será promovido pelo Sest Senat com o apoio da CPTrans

A terça-feira (21.05) será marcada por um dia voltado à saúde dos taxistas. Um evento promovido pelo Serviço Social de Transporte (Sest) e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Senat) em parceria com a CPTrans vai proporcionar para os profissionais da categoria da cidade serviços de odontologia, nutrição, psicologia e fisioterapia. A ação faz parte das atividades do Maio Amarelo e ocorre de 9h às 16h na Praça Princesa Isabel, em frente à Catedral.

Serão oito tendas montadas no espaço, que vai contar com área para estacionamento dos taxistas gratuitamente. No primeira delas os taxistas farão um cadastro e receberão uma ficha onde deverão preencher e entregar ao fim do circuito montado no espaço. Ela terá perguntas sobre a saúde e estilo de vida dos profissionais e serve como pesquisa para que se trace o perfil do profissional da categoria, ao ser unida com as informações do Brasil inteiro.

“Esses dados são enviados à Brasília, que, posteriormente, consolida essas informações para que possamos ter esse perfil. Ela é feita anualmente para profissionais que atuam com táxi, caminhão e ônibus”, explica o técnico de Promoção Social Sest Senat, Daniel Cirne Nascimento.

É na segunda tenda que os serviços voltados à saúde começam. Nela haverá dentistas e técnicos em saúde bucal que irão distribuir kits de escovação e dar as orientações sobre a maneira correta de fazer a higienização bucal. Também estará disponível um escovódromo onde a escovação poderá ser feita na prática.

Na terceira tenda profissionais de nutrição estarão dando orientação de sobre alimentação saudável, opções de alimentos para o dia a dia e esclarecendo dúvidas sobre os hábitos alimentares. Os taxistas também receberão um kit lanche saudável.

Já na quarta tenda psicólogos irão realizar um bate-papo com os taxistas. A intensão é falar sobre o uso de medicamentos, drogas e álcool e suas consequências para a vida e profissão, ao mesmo tempo que oferece o apoio emocional exigido para tratar do tema. Numa outra tenda, de fisioterapia, profissionais vão ensinar exercícios de alongamento, postura ao volante e distribuir uma cartilha sobre a saúde da coluna.

Uma outra tenda será disponibilizada com informações sobre cursos e qualificação oferecidos pelo Senat, além de um espaço destinado à CPTrans, que irá fazer orientações aos profissionais da área. Uma oitava tenda será exclusiva para o Maio Amarelo, com distribuição de material sobre o tema.

 

A prefeitura está lançando edital para definir a empresa que ficará responsável pelo restaurante da 30ª Bauernfest, que vai funcionar nos jardins da Casa Visconde de Mauá, em frente ao Palácio de Cristal. Este ano, a Festa do Colono Alemão acontece de 14 a 30 de junho, com exceção do dia 20 – feriado de Corpus Christ, no Palácio e arredores, e a expectativa é de ultrapassar o público de 2018, quando 350 mil pessoas passaram pelo evento. A empresa será definida através de licitação.

O certame acontece no dia 03 de junho, no Centro Administrativo da Prefeitura, às 14h. O edital estará disponível on-line, a partir desta terça-feira (21.05), no site http://www.petropolis.rj.gov.br. O lance mínimo é de R$ 22.996,60. Ou seja, esse é o valor mínimo que a empresa precisará pagar ao município para obter a exploração do restaurante. O valor será utilizado para ajudar a custear a estrutura do evento.

A empresa ficará responsável pela exploração dos serviços de preparo e comercialização de alimentos tipicamente alemães. Para evitar que a festa perca sua característica de preservação da cultura e do folclore germânicos, o cardápio de produtos a ser comercializados não poderá conter produtos diferentes dos permitidos na listagem fornecida pelo Clube 29 de Junho, entre eles estão o “Kalbsbratwurst” (Salsichão Branco); “Bockwurst” (Salsichão Alemão); “Wurst” (linguiça); “Erbsensuppe” (Sopa de Ervilhas”; “Goulashaus Filet” (Goulash de filé); “Klosse” (Bolinhos Salgados”; entre outros.

Na semana passada, a festa definiu os responsáveis pelas 12 barracas de alimentos tipicamente alemães que ficarão na Rua Alfredo Pachá e na Praça da Liberdade. O pregão presencial contou com 19 empresas, microempresários e micro empreendedores na disputa e resultou em uma arrecadação de R$ 259.119,00, dinheiro que também será usado nos custeios do evento.

Com a meta de atender até 200 alunos, as atividades do Defesa Civil nas Escolas serão realizadas em três escolas nessa semana. Na terça-feira (21.05), o calendário começa com os estudantes do terceiro ao quinto ano da Escola Paroquial São Pio X, no Caxambu, às 9h, com o jogo da Turma do Pedrinho. Na quinta, os agentes estarão no Centro de Educação Infantil Zilda Arns, no Centro, e na sexta será dia de visita da Escola João de Barro ao Centro Integrado de Operações de Petrópolis (Ciop).

 Mais de cinco mil alunos da rede municipal já participaram das atividades do programa neste ano. Até o momento, foram elaboradas 107 atividades por 61 unidades escolares. As escolas que ainda não entregaram os trabalhos têm até o dia 30 de junho para cumprir a lei. Estão sendo trabalhadas as ameaças de inverno: incêndios florestais e estiagem, abordando a educação ambiental e a temática do bem-estar animal.

A aplicação da lei é um passo importante no desenvolvimento da cultura preventiva, orientando as crianças e os adolescentes sobre como se comportar em caso de desastres de origem natural. A iniciativa da prefeitura vai trazer resultados a longo prazo, proporcionando que os jovens desenvolvam a percepção de riscos. 

Em 2018 - primeiro ano da política pública - foram realizadas 170 atividades dentro do Defesa Civil nas Escolas, com a participação de 103 colégios da rede, oito particulares e um estadual. Este ano, o programa foi ampliado para as escolas da rede pública e privada que contam com educação infantil. O jogo da turma do Pedrinho, que ensina de forma lúdica as medidas adotadas em casos de ocorrências causadas pelas chuvas fortes, está sendo um grande sucesso entre os alunos.

Apesar de estar em prática há pouco tempo, o programa já rendeu um prêmio para a prefeitura. O Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) vai entregar um pluviômetro semiautomático e um kit educativo para serem usados dentro da política pública.

Mais de mil pessoas participaram dos eventos esportivos que aconteceram no fim de semana em Petrópolis. No sábado (18.05), cerca de 150 alunos participaram das partidas de basquete dos Jogos Estudantis Unificados de Petrópolis (Jeups) na Fábrica do Saber. No mesmo dia, o Festival das Comunidades foi realizado na comunidade São João Batista, na Duarte da Silveira, para mais de 50 crianças e adolescentes. Já no domingo, o Circuito das Mulheres reuniu mais de 300 atletas nas ruas do Centro Histórico. Também teve o Campeonato Universitário Petrópolis (CUP) no Caxambu. Além disso, o Circuito Imperial de Lazer na Rua do Imperador e na Av. Barão do Rio Branco movimentou os petropolitanos com diversas atividades gratuitas.

O basquete volta a acontecer no dia 29 de maio com 15 jogos nas categorias sub-15 e 18 masculina no Centro de Iniciação ao Esporte (CIE) no Caxambu. Após a disputa dessas partidas, serão definidos os oito melhores colocados por categoria que estarão na segunda fase da modalidade, que acontece no segundo semestre. O handebol começa a ser disputado pelas escolas nesta terça-feira (20.05) no CIE. As tabelas das modalidades estão disponíveis no site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

O Circuito Imperial de Lazer na Rua do Imperador contou com aulas gratuitas de dance mix, funcional, jump e de tênis para todas as idades no domingo. Outras atividades, como brincadeiras, iniciação esportiva e estafetas, também foram oferecidas. A programação teve o apoio da Academia Locatelli, que ofereceu o acompanhamento de professores e de estagiários. O espaço conta também com o apoio do Sesc Rio, Unopar, Universidade Cruzeiro do Sul e Estácio de Sá.

Além das atividades na Rua do Imperador, o Circuito Imperial de Lazer da Av. Barão do Rio Branco registrou um grande movimento de corredores. Em média, cerca de 500 pessoas utilizam o espaço aos domingos. Neste ano, a prefeitura aumentou o percurso, começando na Avenida Ipiranga – a partir do Parque Natural Municipal de Petrópolis e passando pela Rua 13 de Maio.

Já o Circuito das Mulheres reuniu mais de 300 atletas nas ruas do Centro Histórico, também no domingo. A vencedora foi Sandra Martins, que completou o percurso de seis quilômetros em 22 minutos e 50 segundos. A segunda colocada foi Letícia Jochem, com o tempo de 23 minutos e 32 segundos. Michele Viana terminou em terceiro em 25 minutos e 50 segundos.

Além desta prova, outras 25 corridas de rua serão realizadas no município ao longo deste ano. O calendário esportivo completo, com todos os eventos previstos para o município neste ano, está disponível no site da prefeitura.

Dança e bate-papo sobre cultura alemã marcaram a programação especial realizada pela Secretaria de Educação no último fim de semana na Praça CEU, na Posse. Na ocasião, os estudantes também viram um vídeo sobre a cultura alemã, apresentado pelo Grupo de dança Kaiserstadt Kulturkreis.

Aproximadamente cem alunos das escolas localizadas na região participaram do encontro. A intenção da Secretaria de Educação foi a de mostrar um pouco do trabalho que é realizado pelos grupos para a preservação dessa cultura, que também faz parte da história.

A Casa oferece  aulas gratuitas de alemão na Casa da Educação. As aulas são direcionadas para alunos da rede municipal de ensino com idade entre 7 e 17 anos. As inscrições podem ser feitas na secretaria da casa, localizada à Avenida Barão do Rio Branco, nº3, de segunda a sexta, de 9h às 18h. As aulas são realizadas nas sextas-feiras: na parte da manhã e na parte da tarde. A ação é resultado de uma parceria com Marcos Carneiro, integrante do grupo que incentiva a cultura alemã. Para a inscrição é necessário levar declaração escolar e cópias da certidão de nascimento, comprovante de residência, RG e CPF do responsável.

A Guarda Civil deu início a uma campanha de doação de alimentos não perecíveis, que faz parte das comemorações do aniversário da corporação. A arrecadação vai até o dia 12 de julho, data em que instituição completa 95 anos. Os agentes vão receber os donativos na sede de Guarda, no posto fixo da Praça da Liberdade e na 2ª Inspetoria e os alimentos arrecadados serão usados para montagem de cestas básicas, que serão destinadas para instituições caridade.

A campanha integra o projeto “Guarda Social”, em que a corporação mobiliza agentes e amigos em prol de causas voltadas para sociedade. Este ano, a iniciativa já contou com uma campanha de doação para o Banco de Sangue Santa Teresa, antes do carnaval, que reuniu 35 pessoas.

A Guarda já fez campanha de doação de alimentos no final de 2017, quando arrecadou quase 1,8 tonelada de alimentos. Naquela campanha, foi montada quase 50 cestas completas para entregar para instituições caridade.

Qualquer pessoa pode fazer doação de itens como arroz, feijão, açúcar, fubá, macarrão, sal, óleo, farinha de trigo, farinha de mesa, molho de tomate, entre outros alimentos. A entrega pode ser feita de 9h às 17h.

Locais onde podem ser entregues os alimentos

Sede da Guarda Civil: Rua Santos Dumont, 517 – Centro

2ª Inspetoria: Estrada União & Indústria, 10.000 – Itaipava (Parque Municipal de Itaipava)

Posto fixo da Praça da Liberdade

Uma das principais fontes de renda de Petrópolis, o turismo tem ganhado cada vez mais força no município. E entre as estratégias para chamar a atenção para a cidade e trazer ainda mais visitantes é a participação da Turispetro em feiras e eventos voltados para agências e guias de turismo em todo país. A próxima será em Itajaí, em Santa Catarina, na BNT Mercosul, nos dias 24 e 25 de maio. Importante evento para a promoção de destinos, serviços e atrativos turísticos, a feira reúne operadores, agentes de viagem, jornalistas e profissionais de turismo.

Divulgar e mostrar o que Petrópolis tem de melhor para oferecer ao visitante está entre as ações do município para fomentar o setor, o que tem dado certo. A cidade já recebe cerca de 2 milhões de visitantes por ano.

Na BNT Mercosul, a feira reúne profissionais de turismo para a realização de negócios entre fornecedores e compradores do Brasil e da América do Sul, criando um cenário para quem pretende divulgar destinos, fechar negócios e fazer contatos comerciais. São mais de 5 mil profissionais de turismo envolvidos. Além desta, no início do mês, a Turispetro participou ainda do Dia do Guia Jonosake 2019, em Itaguaí, que também apresentou novas oportunidades de negócios, capacitação com palestras e apresentação de novos destinos.

Além disso, Petrópolis também marcou presença este mês no lançamento do programa Investe Turismo, fruto da parceria entre o Ministério do Turismo, Embratur e Sebrae. O projeto visa promover a ampliação de negócios com objetivo de acelerar o desenvolvimento social, econômico e turístico de cidades das regiões da Costa do Sol, Costa Verde, Serra Verde Imperial e metropolitana do Rio de Janeiro. O evento reuniu mais de 150 profissionais do setor no Rio. Petrópolis e outras cidades serão contempladas com diversas ações e propostas, como por exemplo, o fortalecimento às micro e pequenas empresas, qualificação de pequenos negócios, investimentos públicos e privados para o desenvolvimento dos destinos, o fomento à geração de empregos, entre outras coisas.

Fórum elege quatro moradores da comunidade que atuarão com representantes das secretarias de Saúde, Educação e Assistência Social

O segundo Conselho Local de Saúde do município foi implantado na comunidade da região do Amazonas. Em fórum realizado no último sábado (18.05), com a participação e cerca de 70 moradores, foram eleitos os quatro representantes da comunidade que atuarão juntamente com representantes do poder público na região. A instituição dos conselhos locais visa promover a melhoria da qualidade de vida nas regiões de abrangência. Apesar de atuar diretamente com a unidade de saúde da região, o conselho atua para o avanço de outros serviços, que afetam diretamente o dia a dia da comunidade.

Em sua representação, na comunidade do Amazonas, o Conselho Local de Saúde contará ainda com representantes das secretarias de Saúde, Assistência Social e Educação. O primeiro Conselho Local de Saúde foi estabelecido comunidade de 1º de Maio, na região de Madame Machado. Os conselhos, que contam com a participação direta da população, atuarão em parceria com o Conselho Municipal de Saúde (ComSaúde) na busca da melhoria da oferta dos serviços públicos em cada região de origem.

A implantação do Conselho Local de Saúde segue a determinação de lei municipal que autoriza a criação dos órgãos. Assim como feito na comunidade de Madame Machado, o estabelecimento do conselho no Amazonas surgiu após várias conversas e pesquisas com a comunidade. Também em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), foi desenvolvido um relatório do Diagnóstico Rápido Participativo (DRP) que mapeou e direcionou as principais necessidades da região.  

O morador da região, Volnei de Oliveira Pimentel, eleito como membro do conselho, destaca que a partir do estabelecimento do diálogo mais próximo com o poder público, a comunidade tem muito a ganhar. “A partir do conselho conseguimos identificar os problemas da comunidade para os quais vamos buscar soluções junto ao poder público”, ressalta.

Ao que ser refere à grande quantidade de entulho jogados pelo bairro, Volnei reforça que ações pontuais já estão sendo pensadas. “A questão do lixo no bairro já é pensada antes mesmo de se implantar o conselho. Já fazemos trabalho de conscientização com a população sobre como fazer os descartes e pensamos em montar uma cartilha para melhor instruir os moradores”, conta.

Para o presidente do Conselho Municipal de Saúde (Comsaúde), Rogério Tosta, os conselhos locais dão voz para as comunidades, que passam a poder agir para a melhoria dos problemas das respectivas regiões. “A participação da comunidade é muito importante para construção de políticas públicas de saúde, principalmente observando e levando em consideração a realidade da comunidade”, destaca Rogério que participou do fórum no último sábado.

Junto com a Fiocruz foram feitos diagnósticos em 36 regiões onde há a atuação de unidades de saúde para o levantamento das questões e localidades de maior prioridade para se implantar os conselhos locais. Além de Madame Machado e Amazonas, em outras seis regiões as comunidades também se organizam. Os conselhos locais serão estabelecidos também no Sargento Boening, Batalhard, Boa Esperança, Castelo São Manoel, Vila Rica e Carangola.

O canil da Guarda Civil recebeu uma visita especial no fim de semana: cerca 30 escoteiros do grupo Dom Pedro II puderam conhecer os cães e o trabalho que eles fazem junto à população da cidade. O grupo foi recebido pelo coordenador técnico e operacional do canil, Leandro Lopes, e pelos agentes responsáveis pela condução dos animais e manutenção do espaço onde eles.

Na visita, os escoteiros puderam acompanhar demonstrações do trabalho de detecção, tiveram contato com os cães que fazem cinoterapia e puderam tirar fotos com um dos animais utilizados em eventos para contenção de brigas.

“Foi maravilhoso o que aconteceu, são crianças bem centradas e muito bem educadas. Elas sabem o que querem. Tentamos passar para eles um pouco da nossa disciplina e da rotina de um canil profissional, que precisa ser muito assídua. Acho que foi muito positivo para o ensino das crianças e por apresentar o tipo de trabalho que nós fazemos para eles e para a sociedade, para a segurança dos petropolitanos e dos visitantes”, contou Leandro.

O canil da Guarda Civil existe há dois anos com cinco cães para o trabalho de proteção e contenção de confusões e brigas, mais três para detecção de drogas, armas e explosivos, mais um para resgate em escombros e dois para cinoterapia. Ele fica na sede da Guarda e é cuidado por 11 agentes.

O presidente do 130º Grupo de Escoteiros Dom Pedro II, Hélber Mattos, contou que sempre busca oferecer às crianças atividade voltadas para o aprimoramento das ações escoteiras, mantendo contato com setores ligados a segurança, saúde e educação. Nesse caso, o objetivo foi conhecer o tratamento, adestramento, cuidados e ações com cães.

“Fomos acolhidos de forma impecável, todos as ações desenvolvidas pelos guardas civis atenderam e superaram as expectativas. Nota 10, como nossa fala: fizeram o melhor possível”, disse.

A reunião extraordinária do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), que aconteceu nesta segunda-feira (20.05), na Casa dos Conselhos, definiu os candidatos que irão fazer a prova seletiva, no dia 9 de junho. Serão 10 Conselheiros titulares eleitos, sendo 5 para o primeiro distrito – Centro, e os outros 5 para os demais distritos (Cascatinha, Itaipava, Pedro do Rio e Posse) para quadriênio 2020-2024. Todo processo da eleição é fiscalizado pelo Ministério Público (MP). A votação - que este ano será com urnas eletrônicas, é aberta para todos os cidadãos, e acontece no dia 06 de outubro.

Nesta segunda-feira, último dia para apresentação de recursos, foram definidos por votação da comissão e pelo MP os candidatos impugnados – que deixaram de apresentar algum documento exigido pelo edital, ou não apresentaram o documento de forma válida para o processo. A próxima etapa será a prova com 50 questões de múltipla escolha, em caráter eliminatório. O local e horário estão sendo definidos.

Em seguida, o CMDCA promove um curso de capacitação no dia 06 de julho, na Casa da Educação, também em caráter eliminatório.  A última etapa do processo de escolha, é a reunião onde a comissão eleitoral irá apresentar aos candidatos habilitados todas as regras eleitorais para a campanha, assim como, o nome e o número dos candidatos que concorrerão as vagas, também serão publicadas no Diário Oficial (DO). A Campanha começa no dia 22 de julho e a votação acontece no dia 06 de outubro.

O Conselho Tutelar é um órgão permanente e autônomo, não jurisdicional, encarregado pela sociedade de zelar pelo cumprimento dos direitos da criança e do adolescente, seguindo as atribuições previstas nos artigos do estatuto da Criança e do Adolescente.

Vale lembrar que todo cidadão pode participar votando, basta ter título de eleitor.  Todas as informações estão disponíveis no Diário Oficial do dia 27 de fevereiro e 14 de maio.

Iniciativa inédita em Petrópolis, o projeto “Pitch Inova Petrópolis” foi criado pelo poder público com o objetivo de conhecer os projetos criados nas universidades de Petrópolis. Quatorze projetos foram inscritos no Pitch Inova. Para garantir o sucesso das apresentações dos projetos, os estudantes participarão de um curso preparatório para o Pitch no dia 21 de maio, às 9h, no auditório do Sicomércio. Já a culminância do projeto será no dia 29 de maio, às 9h, no EE. Na ocasião, os estudantes terão a oportunidade de apresentar suas ideias para uma banca de especialistas, investidores, gestores do poder público e privado.

No dia 29, uma banca vai analisar as criações e as melhores poderão ser colocadas em prática pela prefeitura ou compartilhadas e articuladas junto aos diversos segmentos econômicos da cidade. Essa é uma aproximação com os estudantes. O objetivo é estimular a criação de projetos inovadores e também aproximar essas criações dos empresários, para que eles possam apostar na mão de obra especializada que é formada nas universidades petropolitanas.

Ao todo foram inscritos 14 projetos: 7 da FASE, 4 da UFF e 3 do CEFET. A finalidade também é estimular os estudantes a criar soluções para problemas que afetam alguns setores da sociedade.

Os projetos inscritos deverão apresentar a descrição, o problema a ser resolvido, a solução encaminhada, os dados resumidos e coletados, proveniente da solução proposta, as possíveis áreas de aplicação e as questões em aberto. A banca de consultores terá 4 minutos para análise, questionamentos e orientações.

“A ideia do treinamento prévio é garantir um primeiro contato marcante junto ao público interessado, por isso é de grande importância para os universitários, pois eles aprenderão como apresentar suas soluções de forma clara, objetiva e cativante, o que irá permitir no futuro não só obterem apoio para o desenvolvimento de suas ideias e projetos como também para permitir uma base de conhecimento para futuras novas ideias”, garante Paulo César Andrade, que atua junto a Coordenação do Programa Startup Rio, uma iniciativa do Governo Estadual - SECTI e FAPERJ para o fomento de negócios inovadores dentro da economia digital.

Apresentação para banca de consultores será no dia 29 de maio

“Além de conhecer as ideias dos estudantes, queremos que consultores e empresários possam se sentir estimulados a abraçar os projetos, estimulado os jovens e empreender na nossa própria cidade. Temos mão de obra especializada e empresas diferenciadas que podem ser auxiliadas por essas criações”, disse o diretor do Departamento de Ciência e Tecnologia, Marcelo Simões.

De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Petrópolis possui aproximadamente 15 mil alunos nos cursos de gradação matriculados e 2500 alunos concluintes todo ano.

“Este fato reforça a capacidade produtiva e inovadora de nossos jovens que estão se qualificando para esta nova economia e suas ideias, iniciativas e a construção de novos conhecimentos deve ser destacada. Criar um ambiente de valorização destas propostas e sua respectiva articulação com os demais atores produtivos da sociedade, possibilita nutrir e fomentar a cultura do empreendedorismo intensivo em conhecimento na cidade e ajuda na criação de soluções de alto valor agregado. É o que estamos precisando para manter nossa juventude qualificada na cidade", conclui Marcio Campos, responsável pelo projeto.

Os projetos inscritos sugerem soluções diferentes, como por exemplo o uso de uma tecnologia para detecção de possíveis pontos de alagamento; a criação de uma, empresa que democratizará as informações do setor turístico, criação de um local de Hospedagem e com prestação de serviços a animais domésticos na cidade, a formação para os cozinheiros responsáveis pela execução das refeições nas escolas municipais, criação de um sistema de informação para roteamento inteligente utilizando transporte público, a criação de Centro integrado de atividades físicas para o público acima de 50 anos, o uso de bagaço de malte cervejeiro na elaboração de pães, a criação de uma empresa do setor de moveis voltada para a utilização de pallet e sua customização, novas formas de embalagens, criação de um gerador de energia para uma empresa de médio porte, entre outros.

O seu coração é alfabetizado? A frase abre a exposição da professora Janir Lage da Silva, formada por quadros bordados que retratam histórias criadas a partir do convívio com alunos especiais, da EM Paulo Freire. A mostra poderá ser visitada até o dia 6 de junho, das 8h às 18h, na Casa da Educação Visconde de Mauá.

“Cresci ouvindo maravilhosas histórias antes de dormir e vendo pessoas da família bordarem. Felizmente aprendi a gostar de histórias e de bordar também. Como consequência adorava fazer redações quando estudava, ter diários onde escrevia todos os sonhos que queria realizar. O aprendizado do bordado estava guardado e reapareceu depois de uma viagem. Trabalhar na Paulo Freire exigiu de mim um reaprendizado do significado do que é viver por conta do convívio com alunos com necessidades especiais. Então resolvi escrever histórias para falar desses alunos. Mas, só escrever não vale. Resolvi enfeitá-las bordando. Aproveitando assim duas coisas que me esforço para fazer da melhor maneira possível”, conta Janir.

A professora foi orientadora escolar na EM Paulo Freire. “Na Escola Municipal Paulo Freire aprendemos a valorizar fatos que talvez passem despercebidos pela maioria das pessoas. Muitas vezes em nossas conversas na hora do recreio, em reuniões pedagógicas ou em qualquer outra situação nos emocionávamos muito com histórias   contadas pelos professores sobre o que seus alunos faziam ou não faziam, diziam ou não diziam. Éramos muito bobas? Aquilo era realmente significativo? Ficávamos em dúvida se alguém ouviria com atenção o que tínhamos para contar, mas, com o tempo fomos consolidando a certeza de que coisas fantásticas aconteciam na nossa escola”, comenta a professora, acrescentando que, com através do contato com esses alunos tão especiais, o seu coração foi alfabetizado. “Nosso coração se alfabetizou. E é com ele que lemos e relemos os textos achando-os pertinentes, coerentes, reais, alegres, tristes”.

“A exposição ‘Coração Alfabetizado’ mostra um pouco da realidade da nossa escola, as histórias que acontecem aqui dentro, que muitas pessoas não conseguem imaginar, mostrando tudo de bom que vivemos aqui. São histórias para serem lidas com o coração!”, afirma a diretora da EM Paulo Freire, Ana Lúcia Rocha.

Localizada no Centro, a EM Paulo Freire atende 147 alunos, matriculados até o 5º ano do ensino fundamental.

A diretora da Casa da Educação Visconde de Mauá, Maria Fernanda Secco, destaca que a visitação pode ser feita pela comunidade. “A mostra é aberta, não só para os alunos da rede municipal de Educação. Todos serão bem recebidos”.

A Casa da Educação fica na Avenida Barão do Rio Branco. Nº 03.

Obras públicas e privadas em habitação, saúde e urbanização

Os investimentos públicos e privados nos próximos 10 anos em Petrópolis já superam a casa do R$ 1 bilhão. Entre pavimentação, recuperação de rodovia, habitação e estrutura física na Saúde são R$ 183 milhões que serão empregados pelo poder público, aportes do município e do governo federal. Pela iniciativa privada, só a construção civil, com 18 empreendimentos, terá aplicado R$ 900 milhões.

O número de investimento já chega a R$ 1,1 bilhão, mas ele ainda vai ser maior considerando 10 anos porque até 2029 mais projetos serão executados. Petrópolis passa por uma fase de retomada do desenvolvimento a partir da melhora do cenário nacional e também pela gestão responsável municipal que está saneando as contas públicas.

Os R$ 57 milhões em investimentos previstos para Petrópolis em nota técnica da Federação das Indústrias do Estado do Rio (Firjan) divulgados no início do mês não perfazem o total de recursos que serão empregados na cidade.  A previsão é engrossada ainda por investimentos já confirmados e que já iniciam execução. Em todo o Estado a Firjan levantou 111 projetos que alcançam R$ 162 bilhões.

A recuperação da Estrada União e Indústria, rodovia importante terá aporte de R$ 50 milhões do governo federal. Já novos projetos do Minha Casa Minha Vida, faixa 1, giram em torno de R$ 93 milhões, construções que já foram apresentadas à União e aguardam liberação.

Na saúde temos ainda ampliação do Alcides Carneiro, em R$ 13 milhões, a UPA dos distritos e a UBS do Bingen, que somam R$ 3 milhões e ainda a reforma de todos os PSFs e UBSs já existentes, que serão mais R$ 6 milhões, além de compra de equipamentos. O total, na saúde, é de R$ 25 milhões, um dos maiores investimentos em mais de 10 anos.

O estudo da Firjan listou obras importantes como reforma de espaços histórico-culturais como Theatro Dom Pedro, Palácio de Cristal e Museu Casa de Santos Dumont, que somam R$ 4,2 milhões e ainda pavimentação e contenção de encostas (1º de Maio) que somam mais 4 milhões.

Obras elencadas no estudo como a recuperação da Posse e do Caxambu, devido às chuvas de 2018, elencadas no estudo da Firjan como investimentos para os próximos anos já foram concluídas. Nestes dois locais fizemos 17 obras, todas já concluídas.

Entre empreendimentos em análise, licenciados ou em construção, são 18 Minha Casa Minha Vida faixa 2 na cidade. A soma é de R$ 900 milhões e mais 5 mil unidades. “Pela primeira vez Petrópolis tem o MCMV faixa 1, que é o Vicenzo Rivetti, para desabrigados das chuvas, projeto do poder público, mas ter o faixa 2 nesta quantidade é fundamental para a política habitacional, para tirar pessoas das áreas de risco”, considera o prefeito Bernardo Rossi.

Obras abandonadas recuperadas somam R$ 68 milhões

Só em obras abandonadas e já recuperadas pela atual gestão, Petrópolis tem em investimentos R$ 68 milhões. Este número não entra na soma de novos investimentos, mas é importante porque foram resgatadas obras estruturais como unidades de saúde. São obras fundamentais para a população. Elas não entram nesta soma de projetos futuros, mas a recuperação é significativa. A cidade não poderia ter canteiros de obras abandonados com a população necessitando de postos de saúde.

Desde o início do governo, a prefeitura trabalha para a retomada de obras paralisadas e projetos que não foram à frente até 2016. A lista inclui a construção com conjunto habitacional do Vicenzo Rivetti, com 776 unidades, que estava com 5% em janeiro de 2017 e agora está próximo da conclusão, investimento de R$ 59 milhões.

A construção da UBS de Araras, investimento de R$ 1 milhão, foi finalizada e entregue pelo prefeito Bernardo Rossi para atender oito mil moradores. O mesmo está acontecendo com a UBS da Posse, investimento de R$ 1,2 milhão, que vai prestar assistência básica para 12 mil pessoas e está na fase de arremates para conclusão da obra. Também está sendo reiniciada a obra da UBS do Caxambu.

O PAC Estrada da Saudade também foi retomado, com a construção do CEI na comunidade Boa Vista. Outra obra retomada é a reforma da Escola Municipal Jandira Bordignon, no Quitandinha, onde serão revitalizadas 12 salas de aula, acessibilidade nos três andares e quadra poliesportiva.

O Centro de Iniciação ao Esporte (CIE) no Caxambu foi outra obra retomada pela prefeitura e foi entregue em março do ano passado. Outros dois equipamentos esportivos entram na lista: as quadras de Pedras Brancas e do Morin, que foram reformadas e ganharam cobertura e foram entregues em dezembro e janeiro, respectivamente.

Novos projetos somam R$ 1 bilhão

Recuperação da União e Indústria – R$ 50 milhões

Saúde – reforma de todos os PSFs e UBSs, aquisição de equipamentos e novas unidades (UPA Itaipava e UBS do Bingen) – R$ 12 milhões

Ampliação do HAC – R$ 13 milhões

Contenção de encosta (1º de Maio e Vital Brasil) – R$ 1,9 milhão

Reforma de quadras esportivas – R$ 2,8 milhões

Pavimentação – R$ 13 milhões

Lago de Nogueira e Jardim Botânico – R$ 930 mil

Theatro Dom Pedro – R$ 2,2 milhões

Casa de Santos Dumont – R$ 466 mil

Palácio de Cristal – R$ 1,43 milhão

Polo de capacitação rural – R$ 390 mil

MCMV  faixa 1 – R$ 93 milhões

MCMV faixa 2 – R$ 900 milhões

Este mês, dois filmes nacionais estão sendo produzidos em Petrópolis: “O Garoto” e “Quem vai ficar com Mário?”

Museu a céu aberto, muita gente diz que o Centro Histórico de Petrópolis parece cenário de filme. Mas ele não só parece como realmente é procurado por muitas produções do cinema e da TV. Este mês, por exemplo, dois longas estão sendo gravados em Petrópolis: “O Garoto”, com Bruno Gissoni, Thaila Ayala, Carol Castro e Beth Goulart; e “Quem vai ficar com Mário?”, que tem no elenco Daniel Rocha, Letícia Lima, Felipe Abib e Rômulo Neto. Juntas, as produções envolvem diretamente mais de 500 pessoas, o que vem movimentando a economia através do comércio, hotéis, restaurantes e serviços.

Previstos para estrear no ano que vem, os filmes também deverão ajudar a divulgar Petrópolis para todo o país. Isso chama a atenção dos turistas, que ficam curiosos para conhecer aqueles lugares mostrados nos cinemas.  Essas gravações não só ajudam a divulgar o município como aquecem diretamente a economia com a vinda de centenas de pessoas da produção, além de contratação de figurantes e gastos no município. 

Para o filme “O Garoto” estão sendo usadas 68 locações na região e o trabalho em Petrópolis vai durar, no total, dois meses e meio, sendo um mês de gravações. A história, que é passada na Cidade Imperial, fala sobre um escritor que fez muito sucesso com seu primeiro livro, mas que viu seu mundo desabar após uma grande perda em sua vida. São 40 profissionais trabalhando diretamente na produção na cidade, além de 380 figurantes locais (de 04 meses a 70 anos). A produção e elenco estão divididos entre um casarão alugado para o trabalho e um hotel. Eles terminam as gravações por aqui no dia 30 de maio e o lançamento está previsto para o primeiro semestre de 2020. Ruas como a 16 de Março e a Rua Teresa foram usadas como cenário.

O ator Bruno Gissoni, que faz parte do elenco, disse ter “adorado” a escolha de Petrópolis para as gravações. “Petrópolis é uma região muito bonita, histórica, cultural, então qualquer história vai ser muito bem contada aqui. Está sendo incrível, eu fui praticamente criado em Itaipava, e tenho um carinho muito especial por essa cidade”, disse.

“Eu queria imprimir um clima de outono e também queria ter uma urbanidade dentro dessa cor e dessas paisagens, então não tinha como ser outro lugar a não ser Petrópolis”, completou o diretor, Bruno Saglia, que grava pela segunda vez na cidade.

Já a produção de “Quem Vai Ficar com Mário?” ficou em Petrópolis cerca de uma semana para as gravações, que terminaram nesta sexta-feira (17.05). Para o longa, vieram cerca de 120 pessoas, entre produtores e elenco, que precisaram se hospedar em três hotéis.

“A locação de Petrópolis nos convém por conta da proximidade com o Rio e também pelas características da cidade. A gente foi super bem recebido aqui, é raro a gente ter tanta facilidade como a cidade promoveu pra gente. Temos cerca de 120 pessoas na equipe, fora a figuração, que a gente contrata local e uma série de suporte e apoios que a gente procura aqui”, explicou Virginia Limberger, produtora do filme. “Uma produção como essa movimenta a economia em todos os sentidos. Além dos empregos diretos, a gente procura serviços de costureira, cabeleireiro, cozinheiro. E tudo a gente contrata aqui. Até a capa de chuva que precisamos compramos aqui na cidade”, completa a produtora executiva, Marcela Baptista.

O filme contou com gravações na Cervejaria Bohemia, na rua da Catedral São Pedro de Alcântara, no Solar do Império e ruas do Centro Histórico.  O longa conta a história de uma família do sul do país. 

Além de movimentar a economia nos dias de gravação, essa divulgação de Petrópolis tem um valor inestimável, mostra nossos pólos de moda, os pontos turísticos, o comércio. O turismo é um dos principais pilares da economia da cidade e está caminhando para se firmar como o principal. Esse tipo de divulgação espontânea só fortalece o setor na cidade.

Gravações também de novelas, Carnaval e minissérie

Este ano, Petrópolis também está servindo de cenário para a novela das 18h da TV Globo, Órfãos da Terra, com imagens do Palácio Quitandinha. No Carnaval do Rio de 2019, o atrativo e diversos pontos turísticos da cidade também ganharam mídia espontânea com o desfile da Unidos de Vila Isabel. Além disso, no ano passado, foi exibido no Palácio o filme “Chacrinha: O Velho Guerreiro”, que teve diversas cenas gravadas no prédio histórico. Este ano também marca a estreia de “Santos Dumont: mais leve que o ar”, minissérie da HBO gravada no Museu Casa de Santos Dumont e em diversos outros pontos de Petrópolis. Há anos, a Cidade Imperial vem sendo escolhida por produções de cinema e TV, que utilizam suas ruas, casarões históricos, atrativos, como cenários.

A indústria do audiovisual é uma das mais importantes do país. Em 2015, segundo o IBGE, o setor superou, por exemplo, o valor adicionado pelo comércio de veículos automotivos no Brasil, que foi de R$ 22,74 bilhões. Em 2016 foram 142 filmes brasileiros.

Conheça a sinopse dos filmes:

O Garoto

O longa-metragem apresenta a história de João, um escritor que após o seu mundo desabar por uma grande perda em sua vida fica preso numa rotina. Em busca de uma nova inspiração, João começa a questionar seus limites para atingir os objetivos. No momento em que passa a enfrentar uma série de reviravoltas, a resposta para as perguntas surge quando seu mundo colide com Breno, um motociclista com uma personalidade totalmente diferente a de João. Enquanto precisa lidar com a pressão de privar sua competência como escritor, João terá a oportunidade de escrever uma obra extraordinária. O Garoto é protagonizado pelo ator Vitor Fonsek e traz no elenco Bruno Gissoni, Thaila Ayala, Jane Saglia, Bruno Cabrerizo, Carol Castro, Beth Goulart, Maria Zilda Bethlem, Bruno Kott, João Braga e Diego de Lima.

Quem Vai Ficar com Mário?

O filme conta a história dos Brüderlich, uma família do sul do país, proprietária da tradicional cervejaria de mesmo nome. O protagonista é o caçula, Mário Brüderlich (Daniel Rocha), um jovem que saiu de sua cidade natal para estudar administração, mas seguiu o seu sonho de ser escritor e encontrou uma nova família, a Terceira Força, grupo de teatro dirigido por Fernando (Felipe Abib), seu namorado. Quando Mário cria coragem para contar a sua família que é gay e escritor, ele não contava com um imprevisto que o fará adiar seus planos! Mário conhece Ana (Letícia Lima). Os dois têm muito em comum e acabam se aproximando. Triângulo amoroso formado é o fator que dá nome ao filme: quem vai ficar com Mário?

Eleição aconteceu durante a 15ª Conferência Municipal de Trânsito

Com o tema Mobilidade Urbana, a 15ª Conferência Municipal de Trânsito e Transporte (CMTT), foi realizada neste sábado (18.05), na Universidade Católica de Petrópolis (UCP) e elegeu os 11 novos conselheiros e 11 suplentes representantes da sociedade civil para o Conselho Municipal de Trânsito e Transporte (Comutran). O evento que acontece paralelo a Campanha do Maio Amarelo, contou também com palestras e discussões sobre o Plano de Mobilidade Urbano - PlanMob apresentado pela equipe da CPTrans. 

No segundo dia da CMTT, o diretor técnico Operacional da CPTrans, Luciano Moreira, apresentou o PlanMob para os presentes que puderam discutir e apresentar sugestões e novas ideias sobre o plano. "A conferência foi bem produtiva. Ter contato direto com as ideias da sociedade civil faz toda diferença para nossas ações. É necessário que exista essa proximidade, pois a organização de trânsito impacta diretamente o dia a dia de todos. A conferência possibilita esta troca", frisou o diretor técnico Operacional da CPTrans, Luciano Moreira.

"Achei o PlanMob ousado e muito necessário para a cidade. Alguém tem que encarar e fazer, e eu torço muito para que o plano se torne realidade. De todos os municípios que eu visitei, até hoje eu não vi nada igual aqui, aliás tem lugares que nem sabe por onde começar o plano. Realmente estão de parabéns", contou o representante comercial de uma empresa do Paraná de soluções em mobilidades urbanas, Renato Güttler.

O evento teve ainda palestras sobre as consequências de acidentes de trânsito com vítimas.  Com o tema "Solidariedade que corre nas veias", o captador de doadores do banco de Sangue do Hospital Santa Teresa, Vinicius Pereira, explanou sobre a importância da continuidade da doação e como o banco atende vítimas de acidentes no município. Em seguida, a Arquiteta e mestre em Engenharia pela PUC, Flávia Carvalho, falou sobre os tipos de veículos leves sobre trilhos (VLT), sobre a implementação do modelo nas grandes cidades, e a possibilidade de implementação deste tipo de transporte.

Confira a lista dos eleitos

Conselheiros titulares
Carla de Souza Valle
Ordem dos Advogados do Brasil - Seção do Estado do Rio de Janeiro
João Rafael Sousa de Carvalho
Jorge de Botton
Alessandra de Souza Cabral
Pedro Thiago de Queiroz Neri
Tiago Tavares Leite
Ricardo Lyra Leal Ferreira
Jarbas Braga Neto
Ives Leonel de Oliveira Jaensch
Associação Faculdades Católicas Petropolitanas - UCP

Suplentes
Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro - Firjan
Edson Mauro de Oliveira
Sindicato dos Bancários de Petrópolis
Associação dos Moradores da Manoel Torres e Adjacências
Associação de Moradores da Rua Presidente Sodré e Adjacências -Amps
Associação de Moradores e Amigos da Santa Edwiges - AMASE
Luis Fernando Neiva
Marcela Silva da Rocha
Alexandre Hugueney
Sandro de Jesus Lara
Almiro Dantas da Cruz

Secretaria de Assistência Social retoma ações que percorrerão as comunidades ao longo do ano

A primeira Ação Social do ano, realizada na Comunidade do Alemão, no Retiro reuniu os moradores da região logo nas primeiras horas do dia. Diversos serviços foram levados para o bairro, no Centro Paroquial de Educação Infantil Nossa Senhora Aparecida. A iniciativa é promovida pela Secretaria de Assistência Social que escolheu o bairro para retomar a programação de ações que serão oferecidas mensalmente ao longo do ano. Desde às 9h, a população pode contar o trabalho voluntário de profissionais.

Quem compareceu à instituição de ensino, que abriu as portas no sábado para receber a Ação Social, pode contar com aferição de pressão arterial, glicose e avaliação nutricional; , emissão de documentos, inclusão no Cadastro Único para benefícios sociais do município e do governo federal; orientação jurídica; orientação sobre o combate a violência contra mulheres e crianças; e acesso ao balcão de empregos. As crianças ainda tiveram recreação com grupo artístico e assistiram a uma apresentação teatral feita pelos alunos do CEI.

A Ação Social faz parte das iniciativas do governo para facilitar o acesso das pessoas aos serviços do município, pois eles são concentrados em um único local - perto de casa. Durante todo o ano passado foram feitas ações em diferentes comunidades. Esta na comunidade do Alemão é a primeira de muitas que virão ao longo deste ano.              

A Secretaria de Saúde estava com profissionais aferindo pressão e glicose e dando orientações de prevenção a doenças sexualmente transmissíveis, planejamento familiar e apresentando os serviços da UBS Retiro, a mais próxima dos moradores. 

A moradora Juliana Lopes, 41 anos, foi uma das que aproveitou a Ação Social para levar um dos filhos, o Davi, de 14 anos para aferir a glicose e fazer o documento de identidade. “Acho muito importante oferecer esses serviços na comunidade, facilitando a nossa vida”, destaca a moradora.             

A dona de casa Daniele da Silva Santana, 23 anos levou os filhos Davi e Arthur, de 3 e 5 anos, para cortar os cabelos. “Isso é muito bom. Para mim é muito difícil sair de casa com as duas crianças para cortar o cabelo, o que também fica caro”, conta a moradora que também fez o documento de identidade e aferiu pressão e glicose. “Tem que aproveitar para fazer tudo”, frisa. 

O corte de cabelo para crianças e adultos contou com o trabalho voluntário de cabeleireiros e barbeiros. Atuante em todas as Ações Sociais, o cabeleireiro Ricardo Soares foi um dos que dedicou o dia para atender a população. “Lidar com os moradores da comunidade é algo muito gratificante. Não há trabalho melhor do que o voluntário, nos tornamos amigos dos moradores, que nos retribuem com muito carinho. Com esse trabalho ajudamos a melhorar a autoestima das pessoas. Dinheiro nenhum paga isso”, ressalta.

Os agentes da Defesa Civil também atuaram no evento com orientações sobre segurança nos imóveis e situações que podem oferecer risco para as construções.

A Guarda Civil e a Fiscalização de Posturas registraram 14 ocorrências de trânsito durante o choque de ordem realizado na Rua 13 de Maio na noite de sexta (17.05) e início de madrugada deste sábado (18.05). Os carros foram multados por estacionamento irregular em locais proibidos, como ponto de ônibus. A Polícia Militar também esteve presente na região. Foram 13 agentes da Guarda Civil mobilizados no trabalho e mais três da Fiscalização de Posturas. Um cão também foi usado durante o Choque de Ordem. No total, foram destacadas seis viaturas para o serviço. A exemplo do que já vinha sendo feito em outras operações, a Rua 13 de Maio teve grades colocadas em um dos lados para evitar que os pedestres invadisse o espaço da rua.

As ações de “Choque de Ordem” foram implementadas pela Secretaria de Segurança e Ordem Pública em 2017. No primeiro ano foram registradas 150 ocorrências em seis edições.  No ano passado, em cinco edições foram contabilizadas 173 ocorrências – número que considera todos os pontos por onde o Choque de Ordem passou (Centro e bairros). Esse ano, em sete edições foram registradas 119 ocorrências. O objetivo é coibir estacionamento irregular, som alto, venda de bebidas alcoólicas para menores de 18 anos, além de reprimir o tráfico de drogas.

Novos membros do Comuntran serão eleitos neste sábado (18.05)

O auditório da Universidade Católica de Petrópolis (UCP) ficou lotado na abertura da 15ª Conferência Municipal de Trânsito e Transporte (CMTT), realizada na sexta-feira (17.05).  Durante a conferência, serão votados os 11 novos conselheiros e 11 suplentes representantes da sociedade civil, do Conselho Municipal de Trânsito e Transporte (Comutran). O município também irá apresentar o Plano de Mobilidade Urbana - PlanMob para todos os participantes.
Durante a reunião, foi lido todo o regimento interno, pelo diretor técnico Operacional da CPTrans, Luciano Moreira.  O documento já foi aprovado pelos membros do Comuntran. O regimento foi publicado no Diário Oficial do dia 10 de abril de 2019 e está disponível no site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

A Plano de Mobilidade é um avanço para toda a população de Petrópolis. O trabalho realizado pelas conferências é muito importante para o desenvolvimento do município. Nas conferências são debatidas as políticas públicas junto à sociedade civil.

Neste  sábado (18.05), a Conferência teve inicio com a palestra do diretor do Banco de Sangue no Hospital Santa Teresa, Vinicius Neves, em seguida a Arquiteta e mestre em Engenharia pela PUC, Flávia Carvalho, falará sobre Veículos Leves sobre Trilhos (VLT). A reunião conta também com a apresentação do Plano de Mobilidade Urbana. A partir das 11h, será aberta a votação para os novos conselheiros do Comutran. A votação é encerrada às 13h.

"Na CPTrans nós trabalhamos pelo o que a cidade precisa, não pelo o que queremos. Nossa apresentação do PlanMob será de forma mais leve e estaremos a disposição para tirar dúvidas. Espero que tenha bons resultados para cidade. Estamos empenhados e trabalhando muito para que esse plano se torne real", finalizou o diretor técnico Operacional da CPTrans, Luciano Moreira.

A equipe da CPTrans, para elaborar o Plano de Mobilidade, levou em conta os princípios estabelecidos pela Política Nacional de Mobilidade Urbana, que envolvem a necessidade de oferecer acessibilidade universal, ou seja, qualquer cidadão poderá usufruir dos meios de transporte, o desenvolvimento sustentável, a eficiência e efetividade na prestação de serviços de transporte público, a gestão democrática e o controle social da política, a segurança no deslocamento das pessoas e a equidade no uso das vias.

Notícias por data

« Maio 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31    

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

iptu

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

cmv-logo

Relatorio CMVP