Os corredores e demais atletas petropolitanos tiveram seu espaço garantido pela prefeitura na 30ª Bauernfest neste domingo (23.06). A edição especial do Circuito Imperial de Lazer no sentido Centro da Avenida Ipiranga, que funcionou entre 7h e 11h, proporcionou um local seguro para a prática esportiva em meio às comemorações e ao chope da Festa do Colono Alemão. A via ficou fechada do lado ímpar da rotatória até o início da Raul de Leoni e agradou a quem usufruiu do espaço para o lazer e esporte.

Até mesmo quem está acostumado a correr na rua elogiou a iniciativa da prefeitura. "Como o percurso está balizado, fechado, a gente fica mais tranquilo e seguro para vir", disse Romulo Mathias, atleta da equipe BIO2. "É uma novidade importante para quem gosta de praticar esporte em meio a festa", afirmou Marcela de Souza Rodrigues, que começou a praticar a modalidade há cerca de um ano.

Por causa do grande número de turistas na cidade, excepcionalmente, o circuito não vai funcionar na Av. Barão do Rio Branco e na Rua do Imperador no dia 30 de julho, retornando as atividades no domingo seguinte (07.07). 

O Circuito Imperial de Lazer na Rua do Imperador caiu no gosto dos petropolitanos e oferece atividades variadas todos os domingos. O trecho entre a Praça Dom Pedro e o início da Rua Marechal Deodoro está disponível para a população praticar atividades físicas desde março deste ano. "Ao longo de todo o ano, conseguimos agregar várias atividades esportivas e de lazer para atender toda a família", frisa o superintendente de Esportes e Lazer, Leandro Kronemberger.

Além das atividades na Rua do Imperador, o novo percurso do Circuito Imperial de Lazer da Av. Barão do Rio Branco - começando na Av. Ipiranga, funciona aos domingos de 7h às 14h. Além destas opções, tem o Parque Municipal, em Itaipava, e o Parque Natural, no Centro, que também são alternativas para quem gosta de correr, andar de bicicleta ou de andar de skate.

“Estamos pensando ampliar as atividades sempre em locais de fácil acesso e que sejam para todos. Temos os parques no Centro e no distrito que também são mais um atrativo para os petropolitanos. A ideia é manter a população da cidade mais ativa, prevenindo doenças através do esporte", completa Leandro. 

Unidade hospitalar tem estrutura que oferece todo o suporte na rede pública

O processo de reconstrução de mama em pacientes diagnosticadas com câncer, que pode ser traumático na vida das mulheres, é acompanhado por especialistas no Hospital Alcides Carneiro (HAC). O cuidado da saúde física e mental é um dos focos do trabalho da equipe que atendeu esse ano, até o momento, cerca de 900 pacientes em consultas de início de tratamento, de pré e pós-operatório e de acompanhamento das pacientes. Somente nesse ano, 100 cirurgias de mastologia foram realizadas, em 2018, em todo o ano, foram 354 intervenções para devolver os seios a mulheres que passaram pelo tratamento. 

A média anual é importante estar em dia porque significa qualidade de vida a quem sofreu com a doença. As próximas cirurgias já estão sendo marcadas: serão 20 ao longo de uma semana, em regime de mutirão. Isso vai zerar a fila de reconstrução de mamas na cidade.

Um exemplo de sucesso do trabalho realizado no hospital é a recepcionista Rosilene Vital de Souza, que hoje aos 40 anos de idade, está refeita de todo o processo e conseguiu superar todo o transtorno do tratamento que teve início há 8 anos. Após ser diagnosticada com câncer, recebeu a notícia que deveria fazer a extração da mama direita. “Na época, ter tirado a mama não mexeu comigo, me preocupei em me recuperar, minha prioridade era estar bem, com saúde, mas depois repensei e fiz a plástica”, conta Rosilene.

Na época o que pode ter sido um trauma, hoje é história de vida, com resultado positivo. A paciente passou por todo o acompanhamento necessário e após retirar a mama, teve que ser submetida a sessões de radioterapia. Ao término, foi sugerida a reconstrução da mama. “Eu fiquei muito satisfeita, não esperava que a cirurgia fosse ficar como ficou. Fui acompanhada por ótimos médicos que me deram todo o suporte e hoje eu tenho o privilégio de trabalhar ajudando outras pessoas que passaram pela mesma situação”, relata a recepcionista.

Atualmente, ela trabalha na Associação Petropolitana de Pacientes Oncológicos (APPO), onde começou a atuar como voluntária quando ainda estava em tratamento. “Hoje eu sou funcionária, aqui consegui o suporte que precisava e tento fazer o mesmo pelas pessoas que passam por aqui”, destaca.

Histórias como essa são incentivadoras para a equipe de mastologia do HAC que conta com quatro especialistas para acompanhar todas as fases do tratamento das pacientes. O primeiro passo ocorre no atendimento ambulatorial do HAC, para onde as pacientes são encaminhadas pela Secretaria de Saúde após o atendimento em uma das unidades básicas de saúde. Esse ano, cerca de 900 pacientes foram encaminhadas para a especialidade, em 2018, em todo o ano, foram atendidas mais de duas mil pacientes. No ambulatório, a paciente recebe todo o acompanhamento e é encaminhada para os exames necessários. Em A partir daí, havendo confirmação do diagnóstico para câncer, será dado início a todo o tratamento.

A paciente é indicada para os exames adequados para a definição de todas as medidas necessárias, se haverá retirada da mama, se será parcial ou total e demais necessidades para a recuperação da paciente. A reconstrução da mama é estudada de acordo com cada paciente. Havendo condições, o procedimento pode ser feito na mesma cirurgia em que for feita a extração. “A reconstrução depende das condições clínicas, do estágio da doença, que tipo de tratamento vai ser necessário para a paciente após a extração da mama”, destaca uma das médicas da equipe de mastologia, a ginecologista Marilda Plácido.

Entre as situações que impossibilitam a reconstrução da mama imediatamente, durante a cirurgia de extração, é quando a paciente tem a indicação de tratamento com radioterapia. “Nesses casos a reconstrução é feita ao término das sessões de radioterapia, que pode causar alterações no resultado da cirurgia de reconstrução da mama”, destaca a médica, ressaltando que a equipe trabalha com técnica cirúrgica oncoplástica. A reconstrução da mama é planejada desde o momento da incisão, o que contribui para qualidade do resultado da cirurgia plástica, mesmo que feita posteriormente.

Para as cirurgias de reconstrução de mama, o HAC conta com parceria com a Faculdade de Medicina de Petrópolis/Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FMP/FASE), que destaca cirurgião plástico para o atendimento das pacientes da rede pública. O especialista faz todo o acompanhamento da paciente para estudar o melhor método a ser aplicado. Mesmo quando a paciente não pode fazer a reconstrução da mama, na mesma cirurgia da extração, alguns métodos são adotados que irão contribuir para o bom resultado da plástica posteriormente.

A 30ª Bauernfest está entrando na sua última semana com a expectativa de ficar lotada sábado e domingo, mas também com grande movimento durante a semana. Sucesso, com uma das edições mais movimentadas dos últimos anos, a Festa do Colono Alemão continua até o dia 30 com intensa programação, com mais de 100 atrações. E o evento segue, inclusive, com atividades durante a semana, com os tradicionais bailões com a Banda Germânia e o Concurso de Chope a Metro no Palácio de Cristal. Com a grande movimentação na cidade por conta do evento, barraqueiros, hotéis e pousadas, restaurantes e comércio têm comemorado o aumento no faturamento dos últimos dias e a expectativa é de que a última semana seja ainda mais movimentada.

Neste domingo (23.06), a festa começa já a partir de 10h e conta com programação no Palácio de Cristal, na Praça da Liberdade e na Praça Visconde de Mauá (Praça da Águia), o Biergarten – este funciona apenas nos fins de semana. São apresentações de grupos de dança folclórica, bailões, atividades para as crianças, teatro, concursos, etc. Já durante a semana, quando a festa recebe mais petroplitanos, o público conta com Jogos Germânicos e bandas na Praça da Liberdade e Concurso de Chope a Metro e Banda Germânica no Palácio. A programação completa está disponível no site da festa: https://www.bauernfestpetropolis.com.br e na página do evento no Facebook: https://www.facebook.com/bauernfest/.

No próximo fim de semana, que será o último da festa, a programação estará ainda mais intensa, com as solenidades de homenagem aos colonos germânicos, no dia 29 de Junho – Dia do Colono Alemão (No Obelisco e no Palácio de Cristal); o segundo Desfile das Lanternas, também no mesmo dia, saindo da Avenida Ipiranga; e o segundo Desfile Folclórico, no domingo, saindo da Rua da Imperatriz. Os dois desfiles percorrem o Centro Histórico até o Palácio de Cristal.

Nesta edição, a expectativa é a de superar as 350 mil pessoas que passaram pela festa no ano passado, uma injeção de R$ 43 milhões na economia. A Bauernfest emprega 350 pessoas diretamente e os reflexos na economia beneficiam diversos setores. Só a Rua Teresa, por exemplo, estima uma aumento de até 30% do movimento no polo de modas. No primeiro fim de semana do evento, a ocupação hoteleira ultrapassou 94% no Centro Histórico e arredores.

Órgão de defesa do consumidor multou concessionária de luz em mais de R$ 1,5 milhão

Cobrança extra do TOI é aplicada pela empresa sem comprovação real de consumo pelo cliente

O Ministério Público Federal abriu inquérito para apurar a prática de cobrança do Termo de Ocorrência de Inspeção, o TOI, praticado pela empresa Enel.O processo corre em segredo de justiça e foi possível após representação do Procon Petrópolis. Essa cobrança ocorre quando a concessionária de energia elétrica percebe a existência de uma perda de consumo, ou seja, uma quantidade de energia que não foi cobrada. Ela gera uma recuperação, que nada mais é do que a cobrança deste valor não faturado embutido na fatura de energia de forma parcelada sem comprovação real daquele consumo pelo cliente.

A representação do Procon ocorre devido ao número de queixas sobre a cobrança.Desde 2017, o órgão recebeu mais de 704 denúncias referentes à Enel das quais 166 são por esta prática, considerada irregular com base no Código de Defesa do Consumidor. A situação já rendeu multa à empresa de mais R$ 1,5 milhão - valor estabelecido baseado no porte da empresa e no faturamento da concessionária.

“O consumidor é lesado porque a maneira como é aplicada a multa é completamente descabida. O valor é embutido nas contas mensais forçando aquele pagamento sob o risco de ter a energia elétrica de sua casa cortada. Tentamos, quando demos início a esse processo, no ano passado, um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) com a empresa, mas não houve interesse da mesma em conciliar o caso. Apesar disso, vimos uma diminuição no número de aplicação do TOI, que antes representava 25% no número de reclamações da empresa no Procon e agora é de cerca de 6%”, disse o coordenador do Procon, Bernardo Sabrá.

O TOI é um instrumento utilizado pela ENEL, para aplicação de penalidades após a constatação de eventuais irregularidades nos medidores de consumo. Porém, uma investigação realizada pelo Procon com base nas denúncias, identificou que a forma como a empresa aplica a cobrança direto na conta de consumo é uma conduta ilegal para os usuários

Na representação do Procon enviada ao MPF, o órgão destaca que o TOI é estabelecido pela Aneel, agencia reguladora, em resolução normativa, mas, para aplicá-lo, a concessionária deveria informar ao consumidor, por escrito, dados sobre a apuração da ocorrência de medição deficiente ou irregular; detalhamento dos cálculos dos valores apurados; forma de compensação do faturamento; tarifa utilizada e o direito de reclamação.

“Caso discorde da cobrança ou da devolução dos valores, o consumidor pode apresentar reclamação por escrito à distribuidora em até 15 dias da notificação. A distribuidora, por sua vez, tem outros 15 dias para responder ao consumidor. Em caso de indeferimento, o consumidor tem ainda o direito de formular uma reclamação à ouvidoria da distribuidora e ir ao Procon. Essas são as etapas que devem ser obedecidas, só a partir disso é que a aplicação é viável, com a apresentação das provas pelo Enel”, explica Sabrá.

Qualquer dúvida, a equipe do órgão está disponível para explicações. O atendimento presencial pode ser realizado na unidade do Centro, que fica na Rua Moreira da Fonseca, nº 33. A unidade de Itaipava localizada no Centro de Cidadania, que fica na Estrada União e Indústria, 11.860. Já para quem quiser denunciar alguma prática abusiva pode contatar o Procon pela página do órgão no Facebook, o Procon Petrópolis; pelo site www.petropolis.rj.gov.br/procon. Há, ainda, o WhatsApp Denúncia, no número 98857-5837 ou os telefones 2246-8469 / 8470 / 8471 / 8472 / 8473 / 8474 / 8475 / 8476 e 8477.Os telefones da unidade são: 2222-1418, 2222-7448 e 2222-7337.

Banner INFOS ATUAIS2

Notícias por data

« Junho 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30

Prestação de conta COVID-19

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

Cadastro da inscrição do IPTU para crédito da Nota Imperial

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo