Projeto que autoriza crédito na Age Rio foi aprovado por vereadores

Aquisição de equipamentos para melhorar a infraestrutura e ampliar atendimentos em unidades importantes para a população como o Hospital Nelson de Sá Éarp e o Hospital Alcides Carneiro, além de compra de equipamentos para saúde bucal e informatização da Secretaria de Saúde. Este é o objetivo do município com a contratação de uma operação de crédito, no valor de R$ 8,9 milhões, junto à Agência de Fomento do Estado do Rio de Janeiro – AgeRio. O projeto de Lei que autoriza o executivo a contratar a operação foi aprovado por parlamentares em sessão realizada na Câmara de Vereadores na quarta-feira (10.07) e será sancionado pelo poder público.

Segundo a prefeitura, com mais estes recursos para equipagem, o total de investimentos para reforma e ampliação do HAC alcança R$ 20 milhões – o maior investimento que o hospital já recebeu. São recursos para viabilizar melhorias na infraestrutura da rede, o que é fundamental para garantir a ampliação de serviços com qualidade à população.

A aprovação da operação de crédito assegura um investimento de R$ 7.8 milhões na aquisição de equipamentos a serem instalados em áreas do HAC que já estão sendo reformadas com recursos provenientes de convênio com a FMP/Fase. Os equipamentos adquiridos com a linha de crédito possibilitarão a ampliação de UTI, modernização do Centro Obstétrico, ampliação da maternidade, sala vermelha da urgência/emergência, Centro Cirúrgico e ampliação da UTI pediátrica.

O projeto aprovado também prevê um investimento de R$ 364 mil para compra de equipamentos para o Hospital Municipal Nelson de Sá Éarp; equipamentos de odontologia, que somam R$ 117 mil, além de  R$ 551 mil para a aquisição de equipamentos de informática.

O projeto delimita que os R$ 8,9 milhões contratados junto à Age Rio devem ser aplicados obrigatoriamente para aquisição de equipamentos para a Secretaria de Saúde e estabelece para garantia do valor principal e encargos da operação de crédito, que o município possa ceder ou vincular em favor da AgeRio, cotas partes do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

Terreno que pertence ao governo federal é habitado por 30 famílias há pelo menos 15 anos

A prefeitura vai fazer a regularização fundiária de 30 famílias que moram em uma área que pertence ao Exército em Itaipava. O trabalho será possível a partir da doação de uma área do Centro General Ernani Ayrosa (CGEA), onde essas famílias vivem há pelo menos 15 anos. O ato de doação será formalizado pela Superintendência de Patrimônio da União (SPU).

A doação do terreno ficou acordada em uma reunião realizada na Secretaria de Obras, Habitação e Regularização Fundiária na última quarta-feira (10.07) com representantes da SPU, da Advocacia Geral da União (AGU), do CGEA. O ato de doação da área em Itaipava será informado na próxima semana ao Ministério Público Federal (MPF), que também busca a regularização fundiária dessas famílias.

Segundo a prefeitura, são 1,5 mil famílias em processo de regularização fundiária em Petrópolis - famílias que em geral moram no mesmo local há décadas. A doação do terreno em Itaipava já virá acompanhada do levantamento topográfico da região, feita pelo Exército.

Após a formalização da doação, a prefeitura vai iniciar todo processo de cadastro socioeconômico das famílias, com apoio da Secretaria de Assistência Social. O último passo é fase de registro e cartório e acerto da documentação.

Toda a regularização será realizada com base na lei municipal 7.198/2014, que traz os parâmetros para a delimitação de área de especial interesse social, como o local ter condições para fornecimento de energia e abastecimento de água, esgotamento sanitário, coleta de lixo e rede de drenagem de águas pluviais.

Pode receber a documentação definitiva da casa a família que tem renda de até cinco salários mínimos e não possui condições de adquirir um outro imóvel. O beneficiado não pode vender ou alugar a unidade habitacional recebida para terceiros.

 Secretaria de Saúde anunciou a parceria em evento anual realizado pelo instituto

Qualificar e agilizar o diagnóstico das doenças reumáticas é o objetivo da parceria entre a Secretaria de Saúde e o Grupo de Pacientes Artríticos de Petrópolis-RJ (Gruparj). Anunciado nesta quinta-feira (11.07), durante o 18º Encontro Médico Social sobre Doenças Reumáticas, o convênio entre a prefeitura e o Gruparj pretende ampliar na rede pública ocuidadoaos pacientes reumáticos, além de criar o Centro de Infusão para atendimento especializado no Centro Ortopédico de Petrópolis.

O trabalho em conjunto com o Gruparj já é uma pratica, a partir do encaminhamento de pacientes para o tratamento especializado. Segundo a Secretaria de Saúde, o cuidado e diagnóstico precoce de pacientes reumáticos, tem contribuído para a celeridade no tratamento e melhoria na qualidade de vida dos pacientes e com essa parceria, a intenção é a de intensificar a capacitação e estabelecer mais uma porta de entrada para os atendimentos dos usuários da rede pública.

A partir da parceria, a capacitação dos profissionais da rede será intensificada. “O retorno que tivemos da primeira capacitação foi excelente. Passamos a ter casos de pacientes encaminhados com identificação precoce do diagnóstico, com um a três meses de sintomas, isso é muito bom para a tratamento e garantia da qualidade de vida do paciente. O diagnóstico precoce da doença traz economia para o município”, destaca areumatologista, presidente do Gruparj, Wanda Heloisa Ferreira.

A parceria com o Gruparj conta ainda com a criação do Centro de Infusão, para o atendimento especializado aos pacientes reumáticos da rede pública de saúde. Este será um dos serviços oferecidos no Centro Ortopédico de Petrópolis, que está em fase de implantação em um prédio anexo ao Hospital Municipal Nelson de Sá Earp (HMNSE). A unidade terá estrutura adaptada para receber o serviço oferecido em parceria com o Gruparj. A estimativa é que a unidade ortopédica seja inaugurada no segundo semestre.

O serviço visa atender uma demanda do município de aproximadamente 150 pacientes que fazem tratamento com infusão e precisam de acompanhamento periódico. A iniciativa vai oferecer melhor estrutura para o fornecimento e aplicação subcutânea, muscular ou endovenosa de medicações imunobiológicas pela rede pública de saúde. O melhor acolhimento dos pacientes e o rigor com o cuidado no manuseio dos medicamentos de alto custo, são os principais fatores para a implantação do serviço.

Gruparj é referência no cuidado de doenças reumáticas no município

Fundado há 18 anos, o instituto atua no cuidado dos pacientes, visando além do tratamento especializado, a conquista da qualidade de vida para os pacientes. A atuação dos profissionais visa educar a sociedade para a importância da prevenção e reabilitação precoce da doença reumática. O instituto possui mais de dois mil associados e através dos projetos e ações desenvolvidos, já alcançou direta e indiretamente 30 mil pessoas.

Há 15 anos sendo acompanhada pelo instituto, a paciente Isa Maria Bezerra, de 70 anos, iniciou o tratamento logo nos primeiros sintomas da doença reumática. Diagnosticada com artrite reumatoide, o tratamento precoce contribuiu para a manutenção da qualidade de vida. “O apoio educacional é fundamental para o cuidado da doença. Vemos pessoas que, sem o cuidado necessário, têm os movimentos limitados e uma série de complicações na saúde. Eu, a partir de todo o acompanhamento que tenho, não sofro com as consequências da doença e vivo muito bem”, destaca a paciente.

O cuidado com a saúde psicológica é um dos fatores que contribuem para a boa convivência com a doença. A paciente Odseya Maria Carneiro, de 87 anos, convive com as sequelas da doença, mas não deixa de participar das atividades e mostra que mesmo com limitações, consegue participar de atividades como pintura e artesanato. “Comecei a me tratar com a doença já em estágio avançado, mas não deixo de me cuidar para manter minha qualidade de vida. Não desanimo e sempre ajudo minhas colegas”, conta.

Investimento é de mais de R$ 300 mil

A prefeitura já divulgou a lista prévia com os 20 projetos culturais que foram selecionados para receber financiamento do Fundo Municipal de Cultura. Eles deverão ser realizados até novembro deste ano e terão, no total, mais de R$ 300 mil em investimento. O edital, que foi disponibilizado para toda classe artística e produtores da cidade, contou com duas fases de seleção, uma documental e outra técnica. O resultado está disponível no site da prefeitura (http://www.petropolis.rj.gov.br/).

Entre os selecionados estão projetos de diversos segmentos. Os de médio porte foram: “Mostra de Teatro Petrópolis 2019”, “Gotam Cru e os Coringas”, “Dançar Por Aí”, “Mostra de Teatro e Palhaços – Riso Solto”, “Festival De Esquetes De Petrópolis”, “João e Maria cantam História” e “Profissão Artista”. E os de pequeno porte: “Guarany – Eu Sou o Menino do Cinema Paradiso”, “Circolares”, “Tem Teatro Por Aí”, “Cine Pagu”, “Oficina Prática de Figurino Com Raquel Theo”, “Komboio Cultural”, “Revitalização da Exposição da Casa do Colono”, “Histórias De Emocionar”, “Hora Do Conto Na Comunidade”, “Gravura – Arte Que Sobe e Desce a Serra”, “Arte Botânica”, “A Mala Que Fala” e “Movimente-se”.

No edital estavam previstos os dois tipos de propostas: 12 de pequeno porte, com valor máximo de R$ 10 mil, e sete de médio porte, no valor de até R$ 30 mil. Como o somatório de todos os projetos aprovados totalizou R$ 318.086,65, a comissão encarregada pela análise decidiu por aprovar mais um projeto de pequeno porte, ficando, então, 20 projetos selecionados, um a mais do que o previsto.

O edital, aberto no início do ano, estava disponível para pessoas jurídicas, inclusive Microempreendedor Individual, que representassem os diversos seguimentos culturais da cidade, como artesanato; artes plásticas; audiovisual; bandas marciais; canto coral; culturas afrobrasileira, indígena e populares; cultura germânica; cultura urbana; dança; escolas de samba e blocos carnavalescos; literatura; música; teatro e patrimônio histórico. Durante o processo, foram recebidas mais de 100 propostas. Na primeira fase, houve a avaliação documental, feita pelo Delca, e os habilitados passaram pela análise de uma comissão técnica, formada por dois servidores do Instituto e dois representantes de segmentos da sociedade civil do Conselho Municipal de Cultura. Todos os documentos e critérios de avaliação previstos no edital também estão disponíveis no site da prefeitura.

Segundo a comissão, os membros analisaram todos os projetos e pontuaram individualmente para que o resultado fosse o mais isento possível. Apos todas as notas, elas foram somadas e divididas por quatro para a media classificatória

Vale lembrar que Fundo Municipal de Cultura foi instituído pelo Sistema Municipal de Cultura, e tem como objetivo principal o financiamento através de editais para a realização de projetos culturais.Agora, o resultado da seleção será homologado pelo IMCE e ainda cabe recurso, conforme previsto no edital.

O Defesa Civil nas Escolas vai abordar os problemas causados pelas fortes chuvas de verão no segundo semestre. Para isso, foram capacitados mais 240 profissionais de ensino esta semana na Casa da Educação Visconde de Mauá. No treinamento, os responsáveis pelas unidades de ensino aprenderam maneiras de praticar as atividades com os alunos envolvendo os temas Defesa Civil e Educação Ambiental. Nos cinco meses letivos do ano, o programa envolveu mais de 20 mil alunos em 631 atividades que abordaram as ameaças de inverno, que são os incêndios florestais e a estiagem.

 Quando retornarem as aulas em agosto, os alunos devem desenvolver trabalhos relacionados aos problemas de verão: deslizamentos de terra, inundações, rolamento de blocos rochosos, tempestades de raios e vendavais. Tem escola já se preparando para o início do próximo semestre.

"Fizemos quatro atividades das ameaças de inverno. Para o verão, vamos aumentar o número de trabalhos. É importante que nossos alunos tenham essa consciência dos riscos", explica Karine Vaz Toraldo, orientadora pedagógica do Liceu.  

No segundo semestre de 2018 - primeiro ano de funcionamento da política pública - foram realizadas 170 atividades, com a participação de 103 unidades da rede, oito particulares e uma estadual. Nesse ano, o programa foi ampliado para as escolas das redes pública e privada que contam com educação infantil.

O programa também já rendeu um prêmio para a prefeitura. O Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) vai entregar um pluviômetro semiautomático e um kit educativo para serem usados dentro da política pública.

Itens doados são fruto de ações de fiscalização e combate ao comércio irregular na cidade

Sete instituições beneficentes, que atuam em prol de crianças e adolescentes, idosos e de pacientes oncológicos, receberam nesta quinta-feira (11.07) a doação de quase 1,8 mil produtos como cobertores, colchas, mantas, meias, calçados e até brinquedos. Essas mercadorias são fruto de ações realizadas na cidade no ano passado para coibir o comércio irregular de produtos sem origem comprovada. A entrega desses produtos é mais uma ação feita pelo município com o objetivo de ajudar a população mais carente a enfrentar as baixas temperaturas das últimas semanas.

Desde junho, as Secretaria de Assistência e Defesa Civil vem trabalhando, dentro da Operação Inverno, no acolhimento de pessoas em situação de rua, que podem dormir em um espaço montado no Núcleo de Integração Social (NIS). São 18 dormitórios que já foram utilizados por 131 pessoas até 30 de junho. Além disso, a Defesa Civil entregou mais de duas mil peças como cobertores, casacos e calçadas arrecadadas até a última semana. Outra Campanha do Agasalho segue até o início de agosto, com as doações podendo ser feitas nas sedes do Procon no Centro (Rua Dr. Moreira da Fonseca, 33) e em Itaipava (Estrada União e Indústria, 11.860 – Centro de Cidadania).

As instituições beneficiadas foram o Lar Nossa Senhora das Graças, o Lar Santa Catarina, o Creche Santo Antônio, o Lar Menino Jesus, a ONG Sal Para Terra, o Lar Alcides de Castro e a Casa de Apoio da Associação Petropolitana de Pacientes Oncológicos (APPO).

A presidente do Lar de Crianças Nossa Senhora das Graças, que fica em Corrêas, Vera Lúcia Alves, explica que faz a substituição da roupa de cama diariamente e que precisa de uma grande quantidade de cobertores para atender todas as crianças, sobretudo nessa época quando demoram mais a secar.

“Os cobertores são sempre bem-vindos porque nós temos 30 crianças e, se em casa a gente não troca os cobertores todos os dias, lá a gente precisa fazer isso diariamente. Então a gente sempre está precisando de cobertores”, diz Vera Lúcia.

Outra instituição que recebeu a doação foi a Associação Petropolitana de Pacientes Oncológicos (APPO). Os itens serão destinados para algumas das 60 pacientes que moram em Petrópolis.

“São pacientes que fazem tratamento no CTO e no RadioSerra e que a gente faz um bazar para eles todo mês, totalmente gratuito, e essas coisas vão para eles. São pessoas bem carentes mesmo, que a gente visita em casa com assistente social e tem certeza que são pessoas que realmente precisam”, conta a administradora da Casa de Apoio da APPO e responsável pela organização dos bazares da instituição, Magna de Cássia de Sousa.

Os itens doados, ainda que em bom estado, foram apreendidos porque estavam sendo comercializados de forma irregular, principalmente nas ruas do Imperador e Paulo Barbosa, mas também em Cascatinha, Alto da Serra, Itaipava, Quitandinha e Bingen. Em geral, eles não possuem nota fiscal, o que não permitir comprovar a procedência desse produto e podem significar que são resultado de contrabando ou receptação. Os materiais apreendidos ficam armazenados pela Fiscalização de Posturas durante 90 dias para que possam ser recuperados, desde que comprovada a origem, o que em geral não ocorre – em muitos casos, os ambulantes irregulares fogem sem os produtos quando o fiscal se aproxima.

Pela segunda vez em Petrópolis, o cônsul geral da China no Rio de Janeiro, Li Yang, esteve nesta quinta-feira (11.07) na prefeitura. Na ocasião, o chinês mostrou interesse em apoiar projetos, como na área da educação. Ele também foi apresentado aos atrativos e circuitos turísticos do município, além de sua economia e a área tecnológica.

Durante o encontro, o cônsul também fez uma visita à Casa da Educação Visconde de Mauá onde pôde conferir alunos da rede municipal participando das aulas de ballet, violino e inglês. Ao conhecer as atividades no contraturno escolar gratuitas, o cônsul falou sobre uma possível parceria para o oferecimento de aulas de mandarim para alunos da rede municipal.

“O espaço é muito bonito e temos o interesse de auxiliar a prefeitura no oferecimento de aulas de mandarim para a rede municipal”, disse.

DE acordo com a Secretaria de Educação, será organizado um projeto para viabilizar as aulas.

A equipe de fiscalização do Procon Petrópolis autuou nesta quinta-feira (11.07) três estacionamentos no Centro da cidade, por descumprirem a lei 7778/2019 sobre pertences, sancionada em abril deste ano. A ação do órgão tem o objetivo de garantir o cumprimento do Código de Defesa do Consumidor.

A lei municipal determina que os estabelecimentos são proibidos de afixar qualquer comunicado, responsabilizando o consumidor por qualquer prejuízo material no veículo ou perda de objetos. Segundo a determinação, nestes casos a responsabilidade é do estabelecimento. A equipe fiscalizou 18 estacionamentos por todo Centro Histórico.

O Procon foi a campo para garantir esse direito e pedir a retirada das placas, fazendo com que valha a preservação do carro e todos os objetos no interior do carro.

Denúncias sobre irregularidades podem ser feita na unidade do Procon que funciona na Rua Dr. Moreira da Fonseca 33, no Centro, ao lado da Câmara dos Vereadores. Os telefones para contato são o 2246-8469 / 8470/ 8471 / 8472 / 8473 / 8474 / 8475 / 8476 e 8477. Há, ainda, a unidade de Itaipava, que fica na Estrada União e Indústria 11.860, no Centro de Cidadania. Os usuários também têm como opção o WhatsApp Denúncia pelo 92257-5837 e o site www.petropolis.rj.gov.br/procon e o serviço de mensagens da página Procon Petrópolis no Facebook.

Conselho ampliou período de gestão e número de cadeiras de representantes

A candidatura para a nova gestão do Conselho Municipal de Saúde (Comsaúde) pode ser feita até o dia 20 de julho. Os interessados em ter representação podem se inscrever na Casa dos Conselhos Ângelo Zanata, na Av. Koeler – 260 (sede de prefeitura), das 9h às 17h30. Os novos representantes atuarão em gestão que agora passa a ter quatro anos de duração, após o aumento de cadeiras, estabelecidas pelas novas normas do Comsaúde. A eleição será realizada no dia 27 de julho, na Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FASE). A votação dos novos membros ocorrerá das8h às 13h.

Para a nova gestão, o Comsaúde aumenta de 24 para 32 cadeiras, ampliando a representação de seguimentos da sociedade que contribuirão para a implantação e manutenção de políticas públicas de saúde no município. Para a nova gestão está prevista a possibilidade de o Conselho passar a ter representação da comunidade LGBT, entidades do movimento negro, mulheres e idosos, além dos estudantes, entidades religiosas, associação de moradores, sindicato dos trabalhadores, entidades de patologias como APPO (Associação Petropolitana dos Pacientes Oncológicos) e APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Petrópolis).

Para a nova gestão o segmento dos profissionais de saúde passa a ter oito vagas, as instituições de ensino e pesquisa conveniadas com o SUS poderão ter um representante, assim como os prestadores de serviço que terão duas vagas e o governo municipal passa a ocupar cinco cadeiras. A ampliação do mandato do conselho, é um dos fatores destacados pela atual gestão.

“O maior tempo de gestão permite ao conselho garantir continuidade para a política pública de saúde, além de agora estar prevista maior representação da sociedade”, destacou o presidente do Comsaúde, Rogério Lima Tosta.

Os interessados em se candidatar para nova gestão devem apresentar a cópia da ata de eleição da diretoria atual registrado em cartório; cópia do estatuto ou Contrato Social atualizado e registrado em cartório; termo de indicação do eleitor e respectivo suplente que representarão a entidade; cópia da identidade do eleitor e do suplente; CNPJ atualizado; as entidades nacionais e estaduais devem apresentar relatórios de atividades no município.

Encontro do Conselho Nacional das Instituições de Mediação e Arbitragem aconteceu no Quitandinha

Município pioneiro no Brasil em implantar a cultura da mediação de conflitos na rede pública de educação, Petrópolis sediou pela primeira vez um Encontro Temático” realizado pelo Conselho Nacional das Instituições de Mediação e Arbitragem (Conima). Mediação, soluções de controvérsias, conciliação entre partes foram alguns dos tópicos abordados durante o evento, realizado em parceria com o Programa Petrópolis da Paz. O evento aconteceu nesta quinta-feira (11.07), no Palácio Sesc Quitandinha e contou com as palestras da presidente do Conima, Fernanda Levy, que abordou o tema Mediação na Administração Pública, e da Diretora de Mediação do Conima, Tânia Almeida, que apresentou o Projeto Mediação em Foco,além da debatedora Cláudia Clemente, da Comissão Executiva do Programa Petrópolis da Paz.

As palestrantes ressaltaram a importância da Mediação em vários segmentos e principalmente o destaque do trabalho realizado na rede pública de Educação. O Petrópolis da Paz é referência e atua também com Mediação Comunitária, nos bairros e com Justiça Restaurativa com a primeira Câmara Pública de Mediação do país.

“É uma alegria, uma honra estar em Petrópolis e trazer os temas que nós nos dedicamos há mais de 20 anos. Essa terra abençoada que já é atuante em mediação através do Petrópolis da Paz. O Conima é uma instituição nacional que reúne outras instituições que prestam serviços de mediação e arbitragem em meios privados e a prefeitura de Petrópolis já é nossa parceira”, destacou a presidente do Conima, Fernanda Levy.

A diretora de Mediação do Conima Tânia Almeida, destacou que a ampliação da pratica da mediação é muito importante para o município. “Para o Conima a importância é capilarizar este tema, e Petrópolis é um grande polo e certamente vai agregar muito ampliando o tema da mediação”, disse.

“A mediação e conciliação é algo crescente nos meios jurídicos. É uma alternativa inovadora de grande importância para o resultado dos casos. É um processo que cria uma relação direta com as partes envolvidas diferente do processo judicial que é mais frio. As pessoas precisam de mais olho no olho e de compreender umas às outras. É muito bom saber que o poder público já possui um programa de mediação”, contou a estudante do curso de Direito, Lídia Gomes Gonçalves.

A quinta-feira (11.07) foi de muita alegria para os 845 alunos da rede municipal que se formaram no Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd). Os jovens que estão cursando o 5º ano, com idade entre 10 e 12 anos, receberam os diplomas em um grande evento no Palácio Sesc Quitandinha.

O programa, que completa 25 anos no município, comemora a participação de mais de 44 mil alunos no trabalho de prevenção contra as drogas. O Proed é uma ação da Polícia Militar com o apoio e suporte da prefeitura de Petrópolis. O objetivo é que os jovens saibam se afastar das drogas e do mundo da criminalidade. O trabalho é realizado durante todo o semestre, com agentes da PM especializados, junto da escola da rede. São levantados temas como prevenção ao uso de drogas, questões sobre violência, bullyng, entre outros.

“O foco é passar as instruções e abordar questões além das drogas, como amizades, família, bullyng, boas práticas, decisões. Alcançamos um público jovem que está em transição da infância para a adolescência, quando geralmente a droga é apresentada. Nossa estratégia é a prevenção para que eles saibam sair desse ambiente”, destacou o coordenador do Proed - Subtenente da Polícia Militar, Hermann.

Na solenidade da manhã, participaram as escolas: EM João Kopke; Escola Municipalizada Carmem Nunes Martins; Escola Santa Maria Goretti; EM Robert Kennedy; EM Odette Young Monteiro; Escola Prof. Joaquim Deister; EM General Heitor Borges; EM Gunnar Vinngren; EM Paroquial Bom Jesus e Escola Paroquial São Francisco de Assis.

“A presença no Proerd na escola é mais um benefício para os nossos alunos. O programa já existe há anos, só na minha escola pelo menos uns 13. E vejo que os alunos começam a pensar mais sobre o assunto, aprendem a se defender, a resistir e saber dizer não às drogas. Recebemos os agentes da PM com muito carinho”, frisou a diretora da Escola Municipal Robert Kennedy, Carla Cristina Theobald Haubrich, que foi homenageada durante a cerimônia.

Segundo o subcomandante do 26º Batalhão da Polícia Militar, tenente-coronel Marcio Fófano, a finalidade principal do projeto é orientar as crianças, além de criar uma aproximação da corporação com os jovens. “Aqui em Petrópolis aumentamos o número de apreensão de drogas. O Proerd é a nossa contribuição com a educação do município, para que no futuro essas crianças não sejam alvo de nossas ações policiais”, frisou.

Atividade faz parte da Semana de Formação no Contexto Inclusivo que termina na sexta-feira

A importância de promover atividades diferenciadas, com destaque para experiências sensoriais com alunos atendidos no sistema de inclusão, foi o foco da palestra realizada nesta quinta-feira (11.07) durante a Semana da Formação no Contexto Inclusivo, realizada pelo Departamento de Educação Especial da Secretaria de Educação. A programação, que termina nesta sexta-feira (12.07), contou com a participação de aproximadamente 70 profissionais da área de educação em cada dia de evento.

Nesta quinta-feira, o tema “Vivências Sensoriais” foi ministrado pela professora Doutora Clévia Fernanda Sies. Na ocasião, Clevia falou sobre a importância das atividades diferenciadas com os alunos. “Professores podem e devem se dedicar a metodologias ativas e promover atividades diferentes, dando funções para o aluno para que ele se sinta incluído e para que perceba o quanto a presença dele é importante no ambiente escolar”.

Clévia também falou sobre a Libras. “Os que lidam diretamente com alunos surdos devem fazer o curso. A prefeitura oferece gratuitamente essa especialização. Nós somos oralizados, entendemos com facilidade e o professor tem que estar atento às necessidades desse estudante. A libras aproxima e é uma forma de comunicação que fortalece o afeto”, acrescentou Clévia.

A Semana de Formação no Contexto Inclusivo termina nesta sexta-feira, às 9h, com a palestra “Libras na escola: ludicidade e diversão no processo de aprendizagem”, que será realizada pela professora mestre Nathália Quintella Suarez, na Casa da Educação Visconde de Mauá.

As aulas do 1º semestre na rede municipal de Educação terminam nesta sexta-feira (12.07). O retorno dos alunos das escolas e Centros de Educação Infantil está previsto para o dia 30 de julho. As instituições de ensino ficarão fechadas nesse período, no entanto, os setores administrativos da Secretaria de Educação funcionarão no recesso.

Segundo o calendário escolar 2019, as aulas retornam no dia 30 de julho. O calendário serve como orientador para as unidades educacionais do município e estabelece 200 dias de aulas letivos, como prevê a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional.

As aulas do 2º semestre terminarão no dia 18 de dezembro. As escolas e CEIs estarão fechados, no entanto, os setores administrativos da Secretaria de Educação Funcionarão com atendimento ao público. A Secretaria de Educação funciona no prédio Frei Memória – Avenida da Imperatriz, nº 193.

Os setores Financeiro, Transporte e Manutenção funcionarão de segunda a sexta, das 9h às 18h30. O Departamento de Inspeção Escolar atenderá o público das 13h às 18h30. O Polo de Educação, em Itaipava, vai funcionar das 8h30 às 17h e o Departamento de Ensino Fundamental funcionará para o público das 13h às 18h30. Alimentação Escolar funcionará das 8h às 18h e manutenção de Informática das 9h às 17h.

O próximo domingo (14.07) será dia de vestir xadrez, dançar quadrilha e praticar esporte no ‘arraiá’ do Circuito Imperial de Lazer na Rua do Imperador. Serão oferecidas aulas de step e de ritmos ao som de música caipira, além de shiatsu, pilates e um workshop de maquiagem. Atividades para o público infantil, como brincadeiras, iniciação esportiva e estafetas, também serão realizadas. Toda a programação é gratuita e acontece de 10h às 13h.

Sucesso entre os petropolitanos, o trecho entre a Praça Dom Pedro e o início da Rua Marechal Deodoro está disponível para a população praticar atividades físicas desde março. A ideia da prefeitura é estimular o esporte em locais seguros e que sejam de fácil acesso. "É um local em que conseguimos agregar várias atividades esportivas e de lazer para atender toda a família", destaca o prefeito Bernardo Rossi.

Além das atividades na Rua do Imperador, o novo percurso do Circuito Imperial de Lazer da Barão - que agora começa na Av. Ipiranga - também vai funcionar de 7h às 14h. Além destas opções, tem o Parque Municipal, em Itaipava, e o Parque Natural, no Centro, que são outras alternativas para quem gosta de correr, andar de bicicleta ou de andar de skate.

O Circuito Imperial de Lazer na Rua do Imperador funciona em parceria com empresas ligadas ao esporte. A Universidade Cruzeiro do Sul irá oferecer as atividades do próximo fim de semana, com o acompanhamento de professores de educação física e estagiários. Além dela, o Circuito conta com o apoio do Sesc Rio, Unopar e Universidade Estácio de Sá. Nesta edição, também estão presentes a Academia VO2, Vibe, Crossfit Serra e a Gretta Boutique Gastronômica.

A APAE – Petrópolis, uma das instituições cadastradas no CMDCA, levou o seu Coral pela primeira vez a uma reunião do Conselho. Os presentes na sexta sessão ordinária do Conselho, realizada no dia 09 de julho, puderam assistir a uma emocionante apresentação dos assistidos. A proposta da APAE faz parte do Programa de Autogestão, Autodefensoria e Família, que tem como gestora a assistente social Cristiane Rodrigues.

Notícias por data

« Julho 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31        

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

iptu

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo