O prefeito verificou nessa terça-feira (09.07), o andamento das obras da “UPA dos distritos”, em Itaipava. Os profissionais das secretarias de Saúde e Obras acompanharam os trabalhos que entram no terceiro mês, para que as adequações necessárias sejam providenciadas no prédio que sediará o serviço de urgência e emergência.  O prédio começa a ser preparado para receber os equipamentos. A UPA dos distritos conta com uma parceria do Grupo Petrópolis com R$ 1,5 milhão de financiamento junto à Agência de Fomento do Estado do Rio (AgeRio).

Técnicos da Agência estiveram na vistoria da obra e aprovaram o andamento das intervenções. O prédio bem localizado, em área central de Itaipava, próximo ao termina rodoviário, foi elogiado. “Estamos acompanhando a obra para verificar a estrutura onde os equipamentos serão instalados e ajustar a data de entrega da aparelhagem. O prédio tem uma estrutura adequada e o local onde a unidade será instalada é muito bom”, destaca o engenheiro da Agerio, João Lima que verificou a capacidade técnica do prédio e as adequações que  estão sendo feitas.          

O acompanhamento da AgeRio continuará sendo feito para que se garanta a adequação do espaço aos equipamentos que serão entregues e haja cumprimento do cronograma de entrega dos aparelhos. “Precisamos acompanhar de perto para que no momento que o espaço esteja adequado, possamos gerenciar a entrega dos equipamentos e a unidade esteja equipada dentro do cronograma estabelecido”, reforça João.

Os técnicos das secretarias e Obras e Saúde estão acompanhando as adequações necessárias.

Emergência vai atender demanda dos moradores dos distritos

A unidade vai suprir a demanda de uma população de 90 mil pessoas, do território que cobre área do 3º ao 5º distritos. A unidade de emergência em Itaipava vai desafogar a demanda das UPAs Centro, Cascatinha e o do  Hospital Alcides Carneiro, que atende a urgência de pediatria. As UPAs são a referências para o atendimento de urgência de adultos e crianças. A partir da inauguração da nova unidade em Itaipava, a rede pública vai garantir mais conforto e segurança para quem mora nos distritos.        

Atuarão na unidade 21 médicos clínicos, 14 pediatras, 36 técnicos de enfermagem, 14 enfermeiros, 4 farmacêuticos, 2 assistentes sociais, além de direção médica, coordenação de enfermagem, profissionais de radiologia e administrativo. A unidade de Urgência e Emergência contará com uma sala amarela e vermelha, sala infantil além de uma sala de medicação, nebulização e uma central de material esterilizado.

A Secretaria de Educação de Petrópolis já está estruturando a consolidação da escola militar que será inaugurada na cidade, uma parceria com o governo do Estado. A expectativa é de que a nova instituição comece a funcionar em 2020. A escola oferecerá atendimento integral, atendendo às diretrizes da Base Nacional Comum Curricular, além de atividades diferenciadas com noções de prevenção e civismo. A instalação foi anunciada nesta segunda-feira (08.07) em reunião entre o secretário de Estado de Educação, Pedro Fernandes e o deputado Estadual, Sérgio Fernandes, com a presença do prefeito.

Disciplina, regras de comportamento e atividades físicas fazem parte do rotina das escolas militares. A quantidade de vagas oferecidas e o público alvo da nova unidade ainda serão estabelecidos pela Secretaria de Educação. O número de vagas vai depender do espaço que será disponibilizado pelo município para abrigar a nova escola. Segundo o acordo fechado entre o governo do Estado e o município, a prefeitura de Petrópolis vai indicar o prédio onde a escola vai funcionar e custear as contas de água e a luz.

Na escola militar, os alunos terão acesso a atividades diferenciadas: as práticas didático-pedagógicas nos colégios militares subordinam-se às normas e prescrições do sistema de ensino do Exército e/ou das instituições às quais estão ligados, como a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros, mas também obedecem à BNCC, principal referência para estabelecer os princípios da educação básica no Brasil. 

Nas duas outras escolas militares inauguradas nesse ano – em volta Redonda e Miguel Pereira -  são 120 alunos matriculados no ensino médio – 60 em cada unidade. Nessas escolas, os estudantes têm acesso, durante a manhã, às disciplinas da BNCC e, no contraturno, noções de Defesa Civil; Atendimento Pré-Hospitalar (Primeiros Socorros); Prevenção e Combate a Incêndio; entre outros conteúdos.

Seguindo as diretrizes da BNCC, na escola militar, serão obrigatórios os componentes curriculares de Língua Portuguesa e Matemática. Além disso, a Base prevê a flexibilização da organização curricular por meio dos itinerários formativos e organização das atividades segundo as áreas do conhecimento: Linguagens e suas Tecnologias, Matemática e suas Tecnologias, Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Ciências Humanas e Sociais Aplicadas.

Depois do sucesso da Bauernfest - a Festa do Colono Alemão, o Palácio de Cristal voltará a celebrar a influência de outra cultura na cidade. Chegou a vez das tradições japonesas invadirem os jardins do atrativo com o Bunka-Sai, que acontece de 08 a 11 de agosto, com entrada gratuita. O evento vai contar com gastronomia típica, danças folclóricas, artes marciais, cosplay, oficinas de mangá, pipa, ikebana (arranjos florais) e origami, apresentação de Taiko, entre diversas outras atrações no evento mais aguardado pela comunidade Nikkei e descendentes de japoneses na Cidade Imperial.

O Bunka-Sai, que é organizado pela Prefeitura em parceria com a Associação Nikkei de Petrópolis, vai contar com cerca de 50 atrações. A abertura acontece a partir de 19h de quinta-feira (08), com a sangria de saquê e apresentação do Bom-Odori, dança folclórica japonesa.

A festa da cultura japonesa segue durante todo o fim de semana após a abertura. Na sexta-feira e no sábado, ela funciona de 10h às 22h e no domingo de 10h às 20h. Durante todo o evento, o público vai contar com barracas de comidas e souvenirs inspirados na cultura dos japoneses e também duas exposições: “Dois países, dois povos e um só homem e sua expressão cultural" e “SHI DOORO - lanternas de pedra”.

Na programação estão: exposição e oficina de pipas; oficinas de bonecas japonesas, de mangá, de ábaco (calculadora japonesa), IKEBANA Upcycle (arranjo de flores), de origami, e de Haicai (poema japonês); além de muito Bom-odori; Taiko; Seitai (tratamento japonês para problemas ósseos e musculares); Undokai (gincana esportiva); cerimônia do chá japonês; torneio de Judô, entre diversas outras atividades. A cantora petropolitana Anna Hannickel também se apresenta durante a festa.

A Guarda Civil completa 95 anos na próxima sexta-feira (12.07) e vai marcar a data com a assinatura do convênio com Polícia Federal que marca a adesão definitiva do município ao Estatuto Geral das Guardas – lei13022/2014. O convênio vai permitir ampliar a capacitação dos agentes para os serviços prestados pela corporação em Petrópolis. Na última segunda-feira (08.07), o tema foi abordado na reunião do Conselho Municipal de Segurança Pública, quando foi demonstrado todos os passos dados nos últimos dois anos e meio para adequação do município à legislação federal.

O processo para adequar a Guarda Civil de Petrópolis ao Estatuto Geral teve início com a reforma administrativa, aprovada em abril de 2017, quando foi recriada a estrutura da Secretaria de Segurança, separando a corporação da Defesa Civil. Também houve outros pontos como a reativação dos setores de ouvidoria e corregedoria e a instituição de setores de ensino e de projetos.

Outra mudança necessária é a adequação do regimento interno da Guarda, que passará a prever a atribuição de "policiamento preventivo", como estabelece o Estatuto Geral das Guardas.

"A lei 13022 também fala de capacitação dos agentes. É por isso que mantemos um setor de ensino com a realização de cursos frequentes sobre os mais variados temas que os agentes vão enfrentar no dia a dia. Este ano já trouxemos como novidade os cursos de atendimento a mulheres vítimas de violência, pessoas em situação de rua, também vamos nos capacitar para lidar com a população LGBTI. O convênio com a Polícia Federal vai permitir continuar essa capacitação e nos preparar para cada vez mais poder cumprir essa nova atribuição que o Estatuto Geral nos coloca", afirma o presidente do Comsep e comandante da Guarda, Jeferson Calomeni.

Toda a capacitação pela qual a Guarda Civil passa toma como base a Matriz Curricular Nacional para as Guardas Municipais, criado pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) do Ministério da Justiça para formação de agentes. Ele é dividido em seis eixos principais, dos quais os agentes já são capacitados em cinco deles – o convênio com a PF permitirá que os guardas sejam preparados também para atividades sócio-pedagógicos de caráter preventivo.

Mais 120 profissionais de ensino foram capacitados para atuarem no Defesa Civil nas Escolas nesta terça-feira (09.07) na Casa da Educação Visconde de Mauá. Os responsáveis pelos colégios foram orientados sobre maneiras de abordarem as ameaças do próximo semestre com foco na Defesa Civil e na Educação Ambiental. Quando retornarem as aulas em agosto, os alunos devem desenvolver trabalhos relacionados aos problemas de verão: deslizamentos de terra, inundações, rolamento de blocos rochosos, tempestades de raios e vendavais.

A capacitação acontece também na quarta-feira (10.07) para outros 120 profissionais de ensino. O treinamento conta com a participação de representantes de escolas da rede municipal, particular e estadual.

Responsável pelas atividades da Escola Municipal Dr. Paula Buarque, no Vale do Cuiabá, o professor Kleberson Melo destacou a importância do trabalho desenvolvido em sala de aula. No semestre passado, a instituição fez quatro atividades, envolvendo cerca de 100 alunos. "A criança propaga a informação, educando os pais e os parentes. A discussão em sala de aula é muito importante, já que existem os riscos e precisamos lidar com eles", disse.

Neste ano, o Defesa Civil nas Escolas já envolveu mais de 20 mil alunos em 631 atividades. Os trabalhos foram desenvolvidos em todas as 180 unidades da rede municipal, além de outras 30 particulares e outras duas estaduais. Nesses cinco meses letivos do ano, os estudantes trabalharam as ameaças de inverno, que são os incêndios florestais e a estiagem, abordando a educação ambiental e a temática do bem-estar animal.

No segundo semestre de 2018 - primeiro ano de funcionamento da política pública - foram realizadas 170 atividades, com a participação de 103 unidades da rede, oito particulares e um estadual. Nesse ano, o programa foi ampliado para as escolas das redes pública e privada que contam com educação infantil. O programa também já rendeu um prêmio para a prefeitura. O Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) vai entregar um pluviômetro semiautomático e um kit educativo para serem usados dentro da política pública.

O programa Mais Asfalto segue promovendo o serviço de manutenção viária em ruas do município. Nesta terça-feira (09.07), foram atendidas a Rua Joaquim Gomensoro, no Valparaíso, e o Monte Florido, que fica na Estrada da Saudade. Em pouco mais de seis meses este ano, já foram feitas 253 ações de manutenção viária em 188 ruas de 45 bairros em todos os distritos.

Um dos focos do programa Mais Asfalto é a melhoria de ruas que servem para o transporte público. No Valparaíso, o trabalho desta terça beneficia os usuários da linha 212, que realiza 17 viagens por dia. Já na Estrada da Saudade, são 37 viagens da linha 520 impactadas com o serviço.

Em seis meses, a Secretaria de Obras já atuou em ruas no Alemão, Alto da Serra, Araras, Bairro Esperança, Bairro da Glória, Bataillard, Bela Vista, Bingen, Bonfim, Carangola, Castelânea, Castelo São Manoel, Castrioto, Caxambu, Centro, Chácara Flora, Corrêas, Dr. Thouzet, Duarte da Silveira, Duques, Estrada da Saudade, Fazenda Inglesa, Independência, Itaipava, Madame Machado, Meio da Serra, Morin, Mosela, Nogueira, Pedro do Rio, Posse, Quarteirão Brasileiro, Quitandinha, Retiro, Roseiral, Samambaia, Santa Mônica, São Sebastião, Sargento Boening, Secretário, Siméria, Taquara, Vale do Carangola, Valparaíso e Vila Felipe.

A prefeitura mobiliza até três equipes de serviço todos os dias – com exceção daqueles com chuva. São aplicadas entre 10 e 12 toneladas de asfalto.

A Secretaria de Assistência Social vai abrir um posto avançado para atendimentos no Hospital Alcides Carneiro. A parceira entre as duas áreas do poder público vai aproximar o serviço socioassistencial da população. O objetivo é facilitar o acesso aos programas municipais, estaduais e federais para auxílio da população em risco social. A implantação do serviço no HAC vai direcionar usuários às unidades do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), que hoje atendem moradores de oito regiões da cidade.

O novo atendimento, que funcionará no ambulatório do hospital, tem prazo para implantação de dois meses. Os agentes atuarão na identificação de usuários que necessitem de auxílio, podendo ser incluídos no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), que dá acesso a diversos programas do Governo Federal, como o Bolsa Família, Criança Feliz, além do direcionamento a programas desenvolvidos no município, como o Cartão Imperial, Cartão do Idoso e do Adolescente.

Atualmente, através das unidades do CRAS, o município tem 24 mil famílias cadastradas no CadÚnico, o que representa quase 69 mil pessoas assistidas. Entre os cadastrados, 10.668 famílias recebem o Bolsa Família; 3600 recebem o Cartão Imperial; o Benefício de Proteção Continuada (BPC) está disponível para cerca de 3 mil famílias; 500 crianças são acompanhadas pelo programa Criança Feliz; e 900 usuários, acima de 60 anos, possuem o Cartão do Idoso. Através do CRAS, os usuários também encontram suporte com psicólogos, pedagogos, educadores e assistentes sociais.

O trabalho da Secretaria de Assistência Social contará com o apoio dos profissionais do HAC no encaminhamento de casos em que haja a identificação de risco social. “O serviço vai garantir que haja um suporte para os pacientes que apresentarem risco social. Muitas das vezes, o paciente que recebe alta ou é atendido no ambulatório, tem dificuldades para dar continuidade aos tratamentos e desconhecem os serviços aos quais podem recorrer para ter auxílio”, destaca o diretor do Departamento de Proteção Social Básica, Rodrigo Lopes, explicando que o usuário será encaminhado para a unidade do CRAS mais próxima da sua residência, após primeiro atendimento feito no hospital.

Para garantir a expansão dos serviços, a Secretaria de Assistência Social tem atuado de forma intersetorial com outros programas oferecidos pelas demais secretarias do governo. A ideia é continuar expandido os serviços. Além da inclusão em programas, o CRAS desenvolve ações para crianças, adolescentes, adultos e idosos. Regularmente são oferecidas oficinas de dança, capoeira, crochê, artesanato, atendimento nos grupos de terapia e suporte para reinserção ao mercado de trabalho.

Até o dia 12 de julho os professores que atuam nas salas de recurso das unidades escolares da rede municipal de Educação podem participar da Semana de Formação no Contexto Inclusivo, promovida pelo Departamento de Educação Especial da Secretaria de Educação. Os encontros ocorrerão na Casa da Educação Visconde de Mauá e Centro de Cultura Raul de Leoni.

Nesta terça-feira (09.07) o tema abordado foi a “Inclusão escolar e autismo na educação infantil: a participação de alunos com autismo na construção de práticas pedagógicas em turmas de educação infantil”, ministrado pela professora Mestre Angelina Gabrielle Moreira.

“A inclusão é um desafio que envolve toda a escola em um movimento de aprendizagem. Os alunos autistas têm características próprias, como dificuldade na interação social e comportamento restrito e repetitivo, além da dificuldade na comunicação”, explicou Angelina, acrescentando que apesar de ser um desafio, a inclusão é possível e tem pode ter bons resultados.

“As especificidades do autista precisam ser respeitadas. Os professores precisam entender as características das crianças e, aos poucos, conhecendo o aluno, o professor descobre o que ele gosta, o que ele precisa e a melhor forma de comunicação”, disse.

A semana terá continuidade até o dia 12. “Os temas abordados contextualizam o olhar diferenciado e outras possibilidades de trabalho, trazendo abordagens sobre o autismo, a deficiência visual, a deficiência auditiva, a paralisia cerebral e estratégias como as brincadeiras inclusivas no contexto escolar”, explica a diretora do Departamento de Educação Especial, Bianca Paiva.

No primeiro encontro, realizado nessa segunda-feira (08.07) na Casa da Educação Visconde de Mauá, o tema foi “Adaptações curriculares para alunos com deficiência visual”, ministrado pela professora mestre Ângela Antelo.

Confira a programação:

10 de julho - 9h - Contribuições da psicomotricidade para crianças com paralisia cerebral - Professora Doutora Marcia Barçante Ladvocat -

Local: Centro de Cultura Raul de Leoni

11 de julho - 9h - Vivências Sensoriais - Professora Doutora Clévia Fernanda Sies

Local: Casa da Educação Visconde de Mauá

12 de julho - 9h - Libras na escola: ludicidade e diversão no processo de aprendizagem - professora mestre Nathália Quintella Suarez

O Procon Petrópolis fiscalizou supermercados da cidade para verificar se estão cumprindo a determinação do Ministério da Agricultura sobre a proibição da venda de seis marcas de azeite de oliva, que foram considerados fraudados e impróprios para o consumo. Os estabelecimentos tinham até esta segunda-feira (08.07) para recolher os produtos das prateleiras. Durante a ação desta terça-feira (09.07), a equipe de fiscalização não encontrou nenhuma irregularidade.

Os rótulos suspensos foram: Oliveiras do Conde, Quinta Lusitana, Quinta D’Oro, Évora, Costanera e Olivais do Porto. Segundo o Ministério da Agricultura, os produtos continham mistura de óleos, sem a presença do azeite de oliva. A equipe de fiscalização do Procon percorreu por 12 supermercados: Tá no Gosto, SuperTere Frutas, Multimix, Supermarket, Armazém do Grão, Celma, Bramil, Petro Verde, Super Serra, Extra e Dib e todos cumpriam a determinação do Ministério da Agricultura.

A ação tem o objetivo de fiscalizar as grandes redes que tenham o maior controle da comercialização deste tipo de produto para que a possa combater rapidamente a irregularidade identificada pelo Ministério.

Denúncias sobre irregularidades podem ser feita na unidade do Procon que funciona na Rua Dr. Moreira da Fonseca 33, no Centro, ao lado da Câmara dos Vereadores. Os telefones para contato são o 2246-8469 / 8470/ 8471 / 8472 / 8473 / 8474 / 8475 / 8476 e 8477. Há, ainda, a unidade de Itaipava, que fica na Estrada União e Indústria 11.860, no Centro de Cidadania. Os usuários também têm como opção o WhatsApp Denúncia pelo 92257-5837 e o site www.petropolis.rj.gov.br/procon e o serviço de mensagens da página Procon Petrópolis no Facebook.

O setor de fiscalização da Secretaria de Meio Ambiente atendeu a sete denúncias de crimes ambientais somente em julho. Nesta terça-feira (09), uma ação na Rua João Balter, no Quarteirão Brasileiro, resultou no resgate de um cavalo e na destruição de quatro baias construídas irregularmente. A operação aconteceu em parceria com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e com a Guarda Civil, sendo um desdobramento de uma ação civil pública movida pelo Ministério Público Federal (MPF) na Justiça Federal com o objetivo de restringir ocupações irregulares.

O local é uma área de zoneamento restritivo da APA-Petrópolis por causa da presença de vegetação de Mata Atlântica e de nascentes de água. A prefeitura vem trabalhando em conjunto com o ICMBio para que o local seja preservado, com as equipes de fiscalização presentes no local a cada trimestre.

"Essa é uma área com muitas nascentes e que deve ser preservada. Hoje nós conseguimos flagrar as construções e fazer a demolição", afirma o chefe do setor de fiscalização da Secretaria de Meio Ambiente, Miguel Fausto. "O poder público agora se faz presente por meio das operações rotineiras para permitir a regeneração da Mata no local", completa Victor Paulo Azevedo, chefe substituto da APA-Petrópolis.

O cavalo resgatado foi encaminhado pela Guarda Civil para o curral municipal, em Itaipava, onde passará por exames obrigatórios para saber o estado de saúde. "Nós estávamos no local em apoio à operação e constatamos o filhote com sinais de maus tratos, imediatamente fizemos a apreensão e levamos o animal para o curral de apreensões", diz o comandante da Guarda Civil, Jeferson Calomeni.

Ainda nesta semana, será coletado sangue do cavalo para os exames de Anemia Infecciosa Equina (AIE) e de Mormo, que são obrigatórios para os animais que estão no curral. “Com o resultado, sendo negativo, acontece a ‘microchipagem’ desse animal, dando entrada oficial no curral. No futuro, quando forem adotados, podemos acionar o dono caso aconteça novamente o abandono”, explica Elisabete Amorim, coordenadora de Bem-estar Animal.

O telefone para denúncias de crimes ambientais é o (24) 2233-8180. A população também pode ir na Secretaria de Meio Ambiente, que fica no Centro Administrativo, na Av. Barão do Rio Branco, 2.846 – Centro. O horário de funcionamento é de 9h às 18h, de segunda a sexta. Para os casos de maus tratos, o morador pode ligar para a Coordenadoria de Bem-estar Animal (Cobea): (24) 2291-1505.

Um dos mais importantes equipamentos culturais de Petrópolis, o Theatro D. Pedro recebeu um abraço simbólico nesta terça-feira (09.07), como pontapé inicial para a criação da SATHE, a Sociedade de Amigos do Theatro Dom Pedro, e também para comemorar as obras no prédio histórico, que devem começar já neste segundo semestre de 2019. Integrantes da classe artística e admiradores do espaço participaram do ato. O grupo vai atuar em conjunto com o poder público para trazer cada vez mais melhorias para o teatro, que há 16 anos não passava por grande obra.

Na última semana, a prefeitura definiu – através de licitação – a empresa que ficará responsável pelo serviço de restauro e reforma do prédio. O trabalho vai custar R$ 1.686.000,00.

O arquiteto Luciano Cavalcanti de Albuquerque, que será o presidente da SATHE, destaca que o grupo já vem se organizando há meses e pretende atuar com a união da sociedade civil organizada e o poder público. “Esse é o pontapé inicial para a criação da SATHE. A sociedade não está atrelada a toda burocracia que o poder público é obrigado a seguir, então vamos conseguir avançar nos projetos, desde uma ópera, por exemplo, até a compra de uma vassoura. O grupo pode agilizar”, disse. “Nos preocupamos com o teatro e recebemos essa notícia boa, que foi o resultado da licitação”, completou ele.

A empresa Studio G apresentou o menor preço para as obras de reforma e restauração do Theatro e venceu o pregão realizado no último dia 4. No projeto está previsto a revitalização da infraestrutura do prédio histórico, como a revisão das instalações elétricas, recuperação do sistema de ar condicionado, adequação para acessibilidade, conserto de infiltrações, entre outras melhorias. Além disso, a obra contempla a implantação do sistema de prevenção e combate a incêndio e pânico. Duas empresas participaram da tomada de preços. A previsão é de que o serviço comece no segundo semestre.

Construído em 1933, o prédio faz parte da história de muitos moradores. “Acompanho desde garoto o teatro, quando ainda era cinema. A gente vai se afeiçoando aos lugares icônicos da cidade. Tenho um afeto especial. Sou do Rio de Janeiro, mas moro em Petrópolis há 35 anos e adoro a cidade. Acho superimportante movimentos como esse, pois fazem a diferença”, avalia o artista plástico Marcelo Lago.

“Ações em prol do teatro e de todo patrimônio de Petrópolis são sempre bem-vindas. Principalmente quando a sociedade civil caminha junto com o poder público com um mesmo objetivo”, frisa a gerente do teatro, Débora Lattouf.

Construído unindo estilos arquitetônicos e decorativos de art-nouveau e art déco, o prédio é considerado uma referência cultural e artística para Petrópolis, para o estado do Rio de Janeiro e para o Brasil.A decoração interna, de autoria do petropolitano Carlos Schaeffer, reúne estilos geométrico, mitológico e futurista, como as flores com corolas viradas para baixo.

Quem quiser participar do primeiro “Encontro Temático” realizado pelo Conselho Nacional das Instituições de Mediação e Arbitragem (Conima), em parceria com o Programa Petrópolis da Paz, que acontece na quinta-feira (11.07), às 10h, no Palácio Quitandinha, ainda pode se inscrever. As vagas são gratuitas e podem ser feitas através do site www.conima.org.br. O evento traz o tema “Mediação na Administração Pública e o Projeto Mediação em Foco”.

A cidade sedia o encontro, com a presença de grandes nomes da mediação.  Com o tema Mediação na Administração Pública, a Presidente do Conima, Fernanda Levy irá levar as principais questões sobre o assunto, abordando a importância e relevância da prática neste meio. Em seguida, a Diretora de Mediação do Conima, Tânia Almeida, irá apresentar o Projeto Mediação em Foco, além da debatedora Cláudia Clemente, da Comissão Executiva do Programa Petrópolis da Paz.  A finalidade do encontro acontecer em Petrópolis, é trazer a discussão da mediação e principalmente na administração pública e apresentar o projeto Mediação em Foco, que visa que o trabalho seja realizado em rede, adaptando cada um com a sua realidade.

“Estamos muito felizes em sediar este evento no município. O Programa Petrópolis da Paz já trabalha em parceria com o Conima, que é a instituição modelo da mediação. Nosso trabalho apesar de novo, é destaque no meio da mediação por possuir um método amplo e diversificado”, destacou a participante da Comissão Executiva do Programa Petrópolis da Paz, Cláudia Clemente.

De acordo com a coordenadora do Programa Municipal de Pacificação Restaurativa Petrópolis da Paz, Elsie-Elen Carvalho, é um privilégio a cidade sediar um evento deste porte. “ Ter nosso Programa parceiro do Conima e trazer este encontro para nossa cidade, é de extrema relevância para o trabalho de mediação no município. O Conima é uma entidade renomada e recebe-los aqui é uma alegria imensa. Esperamos que este encontro seja o primeiro de muitos”, contou.

Programa Municipal de Pacificação Restaurativa Petrópolis da Paz

O programa atua desde 2017 no município, e possui três projetos: Mediação Escolar, em quatro unidades da rede municipal de ensino; Comunitária e Justiça Restaurativa - com a primeira Câmara Pública de mediação do país, que já atendeu mais de 100 casos. A base do trabalho começa nas unidades de ensino, onde a equipe assiste e capacita os alunos e professores, de forma social e emocional. Os conflitos existentes são mediados e orientados pelos voluntários do programa, o que beneficia a organização da escola, onde os próprios alunos, através das ferramentas apresentadas pelo projeto, saberão resolver as questões.

O grande destaque do programa é o trabalho na Câmara Pública. O local, é um segmento do projeto, que atende as pessoas que são encaminhadas pelos parceiros, comunidade e pessoas que procuram o serviço de forma espontânea. A Câmara recebe casos para serem mediados como brigas domésticas, família, vizinho entre outros. A ação consiste em ouvir os dois lados e buscar de forma pacificadora uma solução satisfatória para ambos. As mediações podem durar mais de três meses para serem concluídas.

A prefeitura liberou mais 52 enquadramentos por tempo de serviço – quinquênio - para servidores da Educação. Com mais essa leva são 2.548 servidores com a progressão incorporadas ao salário, chegando perto da totalidade de 2,6 mil enquadramentos que estavam congelados há seis anos.  Os quinquênios começaram a ser liberados, por blocos, em outubro de 2018. Com relação aos enquadramentos por formação, 200 já foram liberados desde abril de 2019.
Vale salientar que os enquadramentos representam um aumento real no salário dos servidores entre 10% e 35% - até R$ 400. Alguns terão o quinquênio incorporado aos salários; outros o enquadramento por formação e, em alguns casos, o servidor terá os dois enquadramentos somados ao vencimento.

Ainda segundo o prefeito, os enquadramentos terão continuidade até que todos os servidores que têm direito à progressão sejam beneficiados.

A liberação está ocorrendo por blocos e mensalmente os nomes dos agraciados são publicados no Diário Oficial. Com essa transparência, o poder público continuará liberando os enquadramentos dos servidores da educação.

A XC Run (20.07) e a Fire Run (28.07) contam pontos para o ranking municipal dos corredores neste mês. As inscrições para a primeira prova acontecem até o dia 12, no site oficial do evento (http://www.xcrun.com.br), e para a segunda até o dia 25, também pela internet (www.grupomaverick.com.br). As corridas têm percursos de 50 e 6 quilômetros respectivamente. Somados, os dois eventos esportivos devem reunir mais de mil pessoas e contam com o apoio da prefeitura, através da Superintendência de Esportes e Lazer e da CPTrans.

A largada para a 6ª edição da XC Run acontece no Parque Municipal, em Itaipava, passando por montanhas e trilhas de Araras, Secretário e Pedro do Rio. É obrigatório o uso de sistema de hidratação pelos atletas, que pode ser uma mochila, cinto ou squeeze. A corrida tem um limite de 10 horas para ser completada e pode ser feita individualmente, em dupla ou quarteto.

Já a segunda edição da Fire Run - em homenagem ao Corpo de Bombeiros - tem largada no 15° Grupamento de Bombeiro Militar (GBM) de Petrópolis, com um brado dos militares. Após um percurso de seis quilômetros pela Av. Barão do Rio Branco, os corredores retornam para o quartel, concluindo a prova.

Criado no ano passado, o ranking municipal é um atrativo para os atletas participarem das provas.

 

Além dessas duas corridas, ainda contam pontos para o ranking municipal neste ano a Corrida Master (20 de outubro); Petrópolis Night Run (26 de outubro) e WTR Serra do Mar (23 de novembro). A Corrida do Shopping Pedro II, Corrida Contra a Fome, a Corrida do Trabalhador e a Petrópolis-Itaipava e a Love Run já foram realizadas.

O resultado parcial do ranking municipal dos corredores e o calendário esportivo completo, com todos os eventos previstos para Petrópolis neste ano, estão disponíveis no site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

Notícias por data

« Julho 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31        

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

iptu

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo