O prefeito Rubens Bomtempo participou, na noite de segunda-feira (2/6), da reunião do Conselho Municipal da Cidade (ComCidade). Ele prestou contas da Prefeitura e falou sobre as últimas ações de sua gestão, como a integração de 100% das linhas de ônibus, a realização da 25ª Exposição Agropecuária, a assinatura com a Caixa Econômica Federal do PAC da Mobilidade Urbana, asfaltamento de ruas, entre outras medidas. Ao fim da reunião, foi apresentada a minuta do Plano Municipal de Saneamento Básico referente à água e ao esgoto – o documento passará por audiências públicas, oficinas e consultas na internet antes de a Prefeitura chegar à redação final, em agosto.

Bomtempo também deu esclarecimentos sobre o andamento das obras do PAC da Estrada da Saudade – ele irá nesta semana à Brasília cobrar rapidez na liberação dos recursos federais. No Hospital Municipal Nelson de Sá Earp, o prefeito explicou que as obras estão em andamento para o aumento de sete para dez leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). No Hospital Alcides Carneiro (HAC), os investimentos na unidade começaram pela parte externa.

No encontro, membros da sociedade puderam tirar dúvidas sobre as ações do governo e levar ao prefeito sugestões e pedidos da comunidade. Mais de 30 pessoas estavam na reunião. O fortalecimento dos conselhos municipais é uma meta constante do governo Bomtempo. Como ele afirmou, são espaços onde é garantida a participação popular.

“Com a presença maciça da sociedade nos conselhos, Petrópolis poderá passar de uma democracia representativa para uma democracia participativa. Eu gostaria muito de participar das reuniões de todos os conselhos, mas, por causa da minha agenda, é impossível”, disse Bomtempo.

O prefeito pediu que os conselheiros municipais ajudassem a CPTrans a aperfeiçoar a integração das linhas de ônibus. Bomtempo solicitou que possíveis falhas na integração sejam comunicadas pelos representantes da sociedade civil à CPTrans pelo 156. Uma conselheira citou um caso, e o
prefeito determinou que o presidente da companhia, Gilmar Oliveira, apure a falha. A proposta é que poder público e comunidades garantam, juntos, o pleno funcionamento do sistema de ônibus 100% integrado, conquistado pelos petropolitanos em abril.

O prefeito Rubens Bomtempo vai encaminhar à próxima reunião do Comutran, que acontece no dia 9 de julho, a necessidade de promover um estudo detalhado e minucioso da planilha de custos que compõe a tarifa do transporte público do Município. O anúncio foi feito na manhã desta terça-feira (25/6) durante encontro com membros que participaram da mobilização realizada em Petrópolis na última sexta-feira (21/6).

“Estou muito feliz de poder receber essa juventude propositiva que colocou nas ruas a necessidade de se fazer mais pelo país. Sugiro a criação de um fórum permanente para a construção de políticas públicas nas áreas do transporte, saúde, educação, habitação e cultura. Esse encontro demonstra a legitimidade do nosso mandato”, declarou o prefeito Rubens Bomtempo.

Bomtempo também disse que vê necessidade de esclarecer a lei do governo anterior que instituiu o subsídio de R$ 0,08 para o transporte público. “Não estamos fazendo este pagamento por considerarmos a lei inconstitucional. Ela foi aprovada sem que houvesse uma previsão orçamentária e poderia ter gerado um custo de R$ 4 milhões por ano aos cofres municipais”, explicou.

O estudante Lorran Kasesky, um dos integrantes do grupo, falou sobre a importância do canal aberto com o município: “É muito bom saber que temos um prefeito aberto ao diálogo. Percebemos que esse foi o início de uma série de outros encontros que teremos para debater projetos que vão ao encontro da vontade e necessidade do povo e também à capacidade de realizar do governo”.

Durante a reunião também ficou acordado que os representantes do movimento da sociedade que querem melhorias no transporte público farão parte do grupo de trabalho, que conta com a participação da Prefeitura, órgãos ambientais e do patrimônio histórico, para a elaboração do projeto básico do PAC da Mobilidade.

O prefeito prestou ainda esclarecimentos sobre o investimento de R$ 3 milhões a mais na reestruturação do Hospital Alcides Carneiro nos dois primeiros meses de 2013. Parte deste valor foi composto pela verba de R$ 1 milhão, que seria destinada ao Carnaval. O dinheiro foi utilizado para o pagamento do 13º e do salário de dezembro dos trabalhadores do HAC, que estava atrasado, além da compra de insumos.

A questão habitacional também foi amplamente discutida na reunião. Em apenas cinco meses o prefeito desapropriou um terreno no Caetitu para a construção de 800 casas, buscou entendimento para o início imediato das obras de outras 840 moradias no Vizenzo Rivetti e ainda recuperou o PAC Estrada da Saudade, que irá reassentar 164 famílias do bairro.

De acordo com o prefeito Rubens Bomtempo, a participação popular é uma das prioridades do atual governo. Já foram promovidas audiências públicas nos bairros Carangola, Independência e Estrada da Saudade. Além disso, o governo compareceu duas vezes à Câmara para prestar contas da gestão da área de saúde e das finanças municipais. Bomtempo também participa diretamente de reuniões de Conselhos Municipais e compareceu no Palácio de Cristal a um grande encontro com diversas lideranças para discutir, principalmente, assuntos ligados à habitação popular.

Cerca de 200 pessoas participaram hoje (19/03) do primeiro Café da Manhã Comunitário de 2014, promovido pela Prefeitura de Petrópolis, por meio da Secretaria de Segurança Pública. O evento foi realizado no Palácio Quitandinha, onde o prefeito Rubens Bomtempo apresentou a representantes de comunidades de toda a cidade as ações desenvolvidas ao longo de 2013. Também adiantou alguns projetos para os próximos meses.

Além de fazer parte da programação de aniversário da cidade, o evento marcou o início do grande mutirão de serviços que está sendo realizado no bairro Quitandinha e adjacências. “Queremos garantir uma presença mais robusta do governo em toda essa região que sofreu muito no período de chuvas fortes. É importante deixar o Quitandinha mais seguro e organizado para os moradores. Esse café proporciona uma mobilização importante, pois é uma forma de garantir a aproximação do governo e cidadãos, ouvir a população e dar uma visão do que está acontecendo dentro da Prefeitura”, frisou Bomtempo.

O prefeito também listou algumas vias que, dentro do mutirão, receberão ações de recapeamento, como as Ruas Mato Grosso, Minas Gerais, Macaé e Santa Catarina, além da Afrânio de Melo Franco. “Essas ações não ficarão restritas ao Quitandinha. A pavimentação será realizada em outras comunidades da cidade. A expectativa é que nos próximos meses seja concluído o asfaltamento de cerca de 50 quilômetros de vias”, destacou.

O secretário de Segurança Pública, Calixto Barbosa, considera que o evento é uma forma da população conhecer melhor as ações do governo, apresentar suas sugestões e tirar dúvidas. “É uma mobilização importante e daremos continuidade a esse trabalho”, garantiu.

A retomada do programa Programa Jovens Promotores da Paz – Propaz, desenvolvido pela Guarda Civil, assim como a Campanha de Educação para o Trânsito, nas escolas, também foi anunciada por Bomtempo. O trabalho já havia sido realizado durante o ano letivo de 2013.

Morador no Quitandinha, o vereador Roni Medeiros destacou que a melhor forma de desenvolver as políticas públicas é estar junto das comunidades. “Estamos vendo que o Prefeito está fazendo isso e tendo um bom desempenho”, elogiou o vereador.

O início das obras de reforma do Hospital Alcides Carneiro (HAC), também foi anunciado pelo Prefeito, assim como a implantação de uma Unidade Básica de Saúde, com três equipes, no Alto Independência. Bomtempo adiantou ainda que a Estrada do Taquara, que faz ligação com o Alto Independência, será asfaltada. O objetivo é garantir mais acessibilidade e mobilidade para os moradores das duas comunidades.

Todos os conselhos municipais passarão a ter, oficialmente, caráter deliberativo. A mudança está prevista em projeto de lei que será encaminhado nessa semana pelo prefeito Rubens Bomtempo ao Legislativo. Com a medida, a Prefeitura legitima a existência e importância dos conselhos como espaços democráticos para discussão de matérias de interesse público.
 
“O respeito às discussões e decisões dos conselhos sempre foi uma realidade no nosso governo, mas é importante que isso seja formalizado. Por isso o projeto de lei. Os conselhos são o espaço mais democrático para a discussão de temas de interesse público, uma vez que sua composição inclui não apenas representantes dos Poderes Executivo e Legislativo como também representantes da população. São pessoas comuns que doam parte de seu tempo para a discussão de políticas públicas, de ações e projetos em prol da nossa cidade”, destacou o prefeito Rubens Bomtempo.
 
O secretário de Governo, Juvenil dos Santos Reis, lembrou que o atual governo busca estimular, em diversas frentes, a participação da sociedade na tomada de decisões. “Queremos que a sociedade participe cada vez mais. A participação do povo nos conselhos, além de democratizar as discussões relacionadas ao poder público, evidencia ainda mais a transparência de nossas ações”, disse.
 
Para Fernando Araújo, chefe do Núcleo de Apoio às Comissões e Conselhos - Casa dos Conselhos Municipais Augusto Ângelo Zanatta, a iniciativa fortalece a participação popular de forma sem igual. “A consolidação de todos os conselhos em ferramentas deliberativas, além de cumprir um compromisso do governo, fará com que os mesmos tenham maior autonomia em suas ações e decisões, garantindo, assim, o fortalecimento da participação popular e o avanço das políticas públicas nos diversos segmentos. Dessa forma, fica evidenciada a importância com que o prefeito Rubens Bomtempo trata a questão do controle social, não abrindo mão de discutir junto com a sociedade civil os avanços necessários para nossa cidade”, enfatizou.
 
Uma vez aprovado na Câmara de Vereadores, o projeto de lei voltará ao Executivo para sanção do prefeito. “Sempre quis dividir o poder com a sociedade. É a garantia de que a democracia participativa e direta chegou para ficar. Faço isso com a maturidade que adquiri em 20 anos de vida pública e espero que isso sirva de exemplo para o nosso país. É a garantia de que a classe política e o povo estarão sempre juntos”, finalizou o prefeito.

A caminhada de conscientização em comemoração ao Dia Mundial de Combate à Violência Contra Pessoa Idosa acontece neste domingo ( 11.06). O evento organizado pelo Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa (CMDDPI) em parceria com a prefeitura de Petrópolis, vai expor aspectos da violência contra os idosos e os locais onde a população pode denunciar as violações contra esse público. Os organizadores também irão distribuir material educativo sobre o tema.

O itinerário da caminhada terá início na Catedral São Pedro de Alcântara, com saída marcada para as 10h30. Os participantes irão passar pela Avenida Koeler e encerrar na Praça da Liberdade.

“Espero o comparecimento expressivo da população, principalmente dos idosos e seus familiares, para que possamos fazer uma bonita festa. Temos que alertar e despertar em cada um a importância de respeitar e valorizar o idoso. Agradeço o apoio do prefeito e de todos que envolvidos na organização desta caminhada”, disse a presidente do CMDDPI, Gabriela Falconi.

Os alunos da rede municipal de ensino também estão inseridos na comemoração. Foi criado um processo seletivo em cinco escolas, tendo como tema o combate à violência contra os idosos. Foram selecionadas em um primeiro momento 21 frases, e desse montante, quatro foram escolhidas pela Secretaria de Educação e serão exibidas em uma faixa de abertura e galhardetes, que serão conduzidos por idosos participantes do evento.

Com 42.685 mil idosos, o que corresponde a 14,42% da população da cidade, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Petrópolis tem previsão que em 15 anos, a população com mais de 60 anos será maior que a de 0 a 19 anos.

O Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa foi instituído em 2006, pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa com objetivo de criar consciência mundial, social e política da existência de tal violência e, consequentemente, disseminar a ideia de não silenciá-la ou aceitá-la como normal.

 Coral Pro Tempore fará apresentação no final da caminhada

O evento também terá a participação do coral Pro Tempore, que fará uma apresentação no final da caminhada na Praça da Liberdade. Criado com o intuito de aproximar a faixa etária da “melhor Idade” do movimento cultural mais crescente em Petrópolis, o Coral Pro Tempore apresenta um repertório eclético, mas com uma grande tendência aos grandes clássicos das décadas de 30, 40 e 50 como músicas de Ary Barroso, Catulo da Paixão Cearense, Noel Rosa, Wilson Baptista, Tom Jobim, entre outros.

 

Caminhada exalta ações de combate à violência contra a pessoa idosa

Evento foi organizado pelo Conselho do Idoso e prefeitura

Os participantes da caminhada de conscientização em comemoração ao Dia Mundial de Combate à Violência Contra Pessoa Idosa, que aconteceu neste domingo (11.06), promoveram um evento cheio de energia para alertar sobre os malefícios que são praticados aos idosos e chamaram a atenção da população para a necessidade do combater qualquer tipo de agressão a esse público. O evento foi organizado pelo Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa (CMDDPI) em parceria com a prefeitura de Petrópolis.

Os presentes, cerca de 100 pessoas, entoaram frases de efeito onde exigiam o fim da violência física, psicológica, do abuso financeiro e do abandono dos idosos. O roteiro do percurso teve a Catedral São Pedro de Alcântara como marco inicial, prosseguindo por toda extensão da Avenida Koeler e concluindo a caminhada na Praça da Liberdade. O concerto do coral Pró Tempore encerrou o evento, cantando grandes clássicos de Ary Barroso, Noel Rosa, Tom Jobim, entre outros, sobre a regência do maestro Paulo Afonso.  

A deputada federal Cristiane Brasil falou sobre a importância das ações que visam o combate à violência contra os idosos e destacou que “em Brasília vou garantir emendas destinadas à terceira idade. Esse é o meu papel e a causa que abracei e defendo com muito orgulho. Parabenizo a todos envolvidos nessa caminhada, ao prefeito Bernardo Rossi e o CMDDPI por esse belo evento”.

Com 42.685 mil idosos, o que corresponde a 14,42% da população da cidade, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Petrópolis tem previsão que em 15 anos, a população com mais de 60 anos será maior que a de 0 a 19 anos.

O Dia 15 de Junho marca o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa. A data foi instituída em 2006, pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa.

 

Uma ação da Prefeitura - por meio da Secretaria de Trabalho, Assistência Social e Cidadania - o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e o Conselho Tutelar dos distritos levou a Campanha Municipal de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual Contra Crianças e Adolescentes ao Terminal de Integração de Itaipava, no último sábado. O trabalho foi realizado durante toda a manhã e foi marcado pela distribuição de folhetos e ações de conscientização junto à população.

A presidente do CMDCA, Luciane Bomtempo participou da ação. “Queremos garantir que a criança agredida terá prioridade de atendimento, seja na delegacia, no conselho tutelar ou nas instituições de assistência social. É necessária a mobilização de todos - governo, instituições, Ministério Público e Defensoria Pública, pois muitas crianças estão precisando de ajuda”, ressaltou. A secretária de Trabalho, Assistência Social e Cidadania, Fernanda Ferreira também participou da mobilização e destacou a importância da divulgação do tema também nos distritos.

Para o conselheiro tutelar Rafael Soares, a campanha deve ser permanente. “O trabalho de conscientização da população e estímulo para que todos denunciem esses abusos deve ser contínuo”, disse. De acordo com dados do Conselho Tutelar dos distritos, em 2013 foram registrados 100 casos de violência sexual contra crianças e adolescentes - entre abusos e exploração.

“A gente acha que esse tipo de coisa não acontece perto da gente, mas acontece, muitas vezes bem perto. Por isso é preciso denunciar”, comentou a dona de casa Daniela Sabadini. Acompanhada da filha de 15 anos, Catarina Sabadini, elas apoiaram o movimento. “Esse tipo de mobilização sempre é importante”, disse a adolescente.

A Campanha Municipal de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual Contra Crianças e Adolescentes foi lançada na última quinta-feira (15/5) em solenidade no Palácio de Cristal. Cerca de 200 pessoas participaram do evento, que contou com a presença do prefeito Rubens Bomtempo.

Para denunciar casos de abusos e exploração sexual contra crianças e adolescentes a população pode ligar para o Disque 100 ou para os telefones 125 (Conselho Tutelar Petrópolis) e 2237-0067 (Conselho Tutelar dos distritos).

Os petropolitanos começaram a assinar nesta terça-feira (28/7) a petição online para que o Sistema Único de Saúde (SUS) garanta o acesso de mulheres com câncer de mama metastático aos modernos tratamentos que podem garantir mais tempo e melhor qualidade de vida para quem tem a doença. A iniciativa faz parte da campanha nacional Por Mais Tempo, que teve a adesão do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (Comdim) – com participação da Prefeitura e da sociedade civil – e da Associação Petropolitana dos Pacientes Oncológicos (APPO). Até esta sexta-feira (31/7) homens e mulheres também podem aderir à campanha e ainda esclarecer dúvidas com as equipes que estarão na Praça Dom Pedro, no Centro, das 10h às 16h. A petição também pode ser assinada pelo site www.pormaistempo.com.br.

Ao assinar a petição, a secretária Chefe de Gabinete e presidente do Comdim, Luciane Bomtempo, falou sobre a importância de unir forças pelo trabalho de mobilização da população em relação à campanha, que vem repercutindo em todo o Brasil. “O que me motiva a trabalhar por esta iniciativa é a convicção de que todos têm que ter acesso aos mesmos direitos. Todas essas mulheres precisam desses novos tratamentos, e não apenas uma minoria, que tem recursos para pagar um plano de saúde. Eu tenho certeza que Petrópolis mais uma vez vai se destacar com um número relevante de assinaturas para sensibilizar o Ministério da Saúde”, disse destacando que a luta pela ampliação do acesso aos novos tratamentos foi pauta de reunião do Comdim e, em seguida, tema de proposta de ação da APPO.

Luciane lembrou ainda que a prevenção ao câncer de mama é essencial: “Quanto mais cedo ele for descoberto, maiores são as chances de cura. Então é importante, não só as visitas periódicas ao médico, como também manter em dia os exames de rotina. Quem já tem caso na família precisa de uma atenção ainda maior”.

A professora Cristiane de Souza Mello já fez a sua parte e assinou a petição. “Fiz hoje a minha parte e contribuí para que as mulheres que hoje estão passando por tratamento e outras tenham esse direito”. Presidente da APPO, Ana Cristina Mattos, ressaltou que a realização da campanha em Petrópolis mais uma vez coloca a cidade em destaque na luta pela prevenção (e combate) ao câncer de mama. “Hoje temos em Petrópolis uma estrutura que não vemos em outros municípios. Há vagas disponíveis para mamografias e os exames realizados são de extrema qualidade. Além disso, as mulheres que precisam de cirurgia de mama não enfrentam mais filas. Isso é fantástico. Sendo assim, temos que trabalhar cada vez mais para conscientizar as mulheres de que elas precisam fazer o autoexame e ir periodicamente ao médico. Não há porque ter medo. Se houver algum problema, o tratamento existe e está disponível”, orientou.

Dados do Inca

Dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca) mostram que o câncer de mama representa 22% dos novos casos de câncer a cada ano. No mundo, a cada hora, seis novos casos são diagnosticados. Cerca de um quarto das mulheres diagnosticadas têm menos de 50 anos. Só no Brasil são esperados 57 mil novos casos de câncer de mama em 2015, segundo dados do instituto.

Especificamente sobre o câncer de mama metastático não há estatísticas que demonstrem a dimensão real da doença. Estima-se que cerca de 50% dos casos de câncer de mama sejam diagnosticados já em estágio metastático avançado (estágios 3 e 4) no SUS. Aproximadamente 30% dos casos evoluem para o estágio metastático. Câncer de mama metastático, estágio IV da doença, é a fase em que o tumor atingiu outros órgãos do corpo. Os mais frequentemente atingidos são ossos, pulmões, fígado e cérebro. Algumas mulheres já são diagnosticadas com câncer de mama metastático, no entanto, o mais comum é que a metástase ocorra meses ou anos após a paciente identificar e tratar o câncer de mama inicial.

A Prefeitura de Petrópolis, a Secretaria de Trabalho, Assistência Social e Cidadania (Setrac) e o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) realizaram, nesta semana, a campanha “Tenha Atitude”. Ações de panfletagem, divulgação e conscientização do combate ao abuso e à exploração sexual contra crianças e adolescentes aconteceram na comunidade de Olaria, em Corrêas, por uma equipe do Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) do bairro.

A campanha “Tenha Atitude”, criada em maio de 2014, é uma iniciativa do município. Todo mês, a Prefeitura e o CMDCA realizam uma ação e ocupam um espaço público, com panfletagem e discussões sobre o combate ao abuso e a exploração sexual contra menores de idade. Na ação da comunidade de Olaria, foi realizada uma busca por crianças para o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos. As equipes foram de casa em casa e abordaram pessoas na rua para falar sobre essa questão.

Equipe da Secretaria de Trabalho, Assistência Social e Cidadania (Setrac) promoveu nesta sexta-feira (18/3) na Rua Teresa uma grande ação de sensibilização sobre a importância do combate ao abuso e à exploração sexual contra crianças e adolescentes. A iniciativa faz parte da campanha Tenha Atitude, criada em 2014 pela Prefeitura e pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA). A equipe conversou com empresários e comerciários e distribui panfletos com informações sobre o tema.

A secretária de Trabalho, Assistência Social e Cidadania, Fernanda Ferreira, liderou a equipe. “Podemos fazer diferença nessa campanha, conscientizando as pessoas a utilizar o disque 100 para denunciar o abuso sexual de crianças e adolescentes”, disse, lembrando que a campanha Tenha Atitude é permanente, com ações de conscientização mensais. “Sentimos que a população vem se preocupando cada vez mais com essa exploração”, finalizou.

As pessoas que passavam pela Rua Teresa apoiaram a ação. “A exploração sexual contra crianças e adolescentes é uma aberração”, disse Nelson Batista, dono de uma das lojas da Rua Teresa. A mãe, Miriam Alves, que tem dois filhos adolescentes, também elogiou o trabalho. “As pessoas que sofrem com o abuso sexual devem denunciar imediatamente”. Pai de um filho pequeno, Jeronimo de Jesus diz que a campanha deve continuar conscientizando a sociedade. “Parabéns a todos os organizadores pela campanha”, finalizou.

Pagina 4 de 32

Notícias por data

« Setembro 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30            

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

iptu

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo