A Prefeitura de Petrópolis e a Caixa Econômica Federal iniciaram hoje (03/06) o atendimento para a liberação do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para os moradores que tiveram suas casas afetadas pelas chuvas de março deste ano. O atendimento aconteceu no Posto Avançado instalado no mesmo endereço da secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Econômico e da secretaria de Habitação (Rua da Imperatriz, 264, Centro). Até o final do expediente, mais de 130 pessoas tiveram o pedido de liberação do FGTS concluído.


O prefeito Rubens Bomtempo esteve no local ao lado da secretária chefe de Gabinete, Luciane Bomtempo, e conversou com os moradores que buscavam o benefício. “A liberação do FGTS é um passo importante e irá ajudar as famílias a reconstruírem suas vidas”, disse. Também presente no local, o secretário de Proteção e Defesa Civil, Rafael Simão, ressaltou o empenho pessoal do prefeito para viabilizar todo o processo. “A liberação do Fundo de Garantia foi uma conquista do prefeito para as vítimas do desastre de março. Esse recurso está vindo em um momento oportuno e pode auxiliar na reconstrução de algumas habitações danificadas, assim como na compra de novo mobiliário”, explicou.


O rodoviário Luiz Alberto de Paula Alonso foi um dos que fez o pedido de liberação de FGTS. “Minha casa está interditada e atualmente estamos incluídos no aluguel social. Essa iniciativa do prefeito irá ajudar a população afetada pelas chuvas”, disse o rodoviário, ao lado da esposa Ângela.


Outro que esteve no Posto Avançado foi Marcelo La Greca. Com a casa interditada, ele vive com a família num imóvel alugado no bairro São Sebastião e pretende usar o dinheiro para retomar a vida com a família. “É uma medida importante e, vai nos ajudar bastante nesse momento”, completou.


O saque do FGTS é um benefício previsto no decreto 5113 de 22 de junho de 2004, que também estabelece os requisitos mínimos para a obtenção do fundo em decorrência de desastres naturais. Todos os que residem em imóveis atingidos pelas chuvas de março deste ano e que possuem registro de ocorrência na Defesa Civil terão direito ao benefício.


O pedido de liberação do FGTS é realizado mediante a apresentação dos seguintes documentos, todos com original e cópia: documento de identidade, carteira de trabalho, comprovante de residência (contas de água, luz, extrato bancário que tenham sido enviados pelo correio até o dia 17 de março). O comprovante de residência deve conter o mesmo endereço que consta no registro de ocorrência da Defesa Civil. Outras informações podem ser obtidas gratuitamente pelo telefone 0800 726 0207 (opção 3).

A mobilização rápida da prefeitura desde o primeiro dia de chuva forte na cidade é o que permitiu a continuidade de vários serviços públicos nas regiões atingidas e a retomada rápida do que foi prejudicado pela força da água. A limpeza foi feita por 120 homens de Comdep, Secretaria de Obras e Secretaria de Serviços. A desobstrução de ruas permitiu que os ônibus voltassem em poucos dias na maioria dos locais atingidos por barreiras – a maior dificuldade foi nos pontos onde houve rolamento de pedras. O abastecimento de água não foi paralisado graças a manobras feitas e Águas do Imperador e o fornecimento de energia pontualmente interrompido foi restabelecido em até 24 horas. Nem mesmo a coleta de lixo e a manutenção de iluminação pública pararam nos dias seguintes à chuva.

Todas essas ações de resposta constam no Plano Verão do município, construído não apenas pelos órgãos da prefeitura, mas também por Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Exército, Aeronáutica, Rede Operações de Emergência de Radioamadores (ROER), Águas do Imperador, Cruz Vermelha, grupos de escoteiros, trilheiros e clubes Rotary.

A atuação de toda prefeitura seguiu o que foi preparado pelo Plano Verão. Foi a partir de todo planejamento feito no passado pela prefeitura e pela sociedade que foi colocado em prática todas essas ações. No primeiro momento, a Defesa Civil atua no atendimento às ocorrências de deslizamentos e vendo se há necessidade de interditar imóveis em risco. Logo em seguida, já começa o trabalho para retomar a normalidade dos serviços nesses locais. Como foi uma chuva mais forte que o habitual, além da Comdep, as secretarias de Obras e de Serviços, além da Comdep e da Força Ambiental, ajudaram na limpeza e na desobstrução de ruas. E partir disso, é feita a retomada dos serviços de transporte público, água e luz, entre outros.

Ainda na noite do dia 03, primeiro dia da forte chuva que atingiu principalmente as regiões do Caxambu e do Bela Vista, 60 funcionários foram acionados para iniciar o trabalho de retirada de barreiras e fazer a limpeza e desobstrução de ruas. O número de pessoas envolvidas no trabalho aumentou nos dias seguintes. A mobilização também contou com oito máquinas (entre retroescavadeiras e pás mecânicas) e 18 caminhões. O trabalho ainda foi reforçado com equipamentos de Águas do Imperador e Força Ambiental. Em 10 dias, o trabalho ajudou a retirar mais de 3 mil toneladas de lama dos locais atingidos.

Concessionárias de água e luz normalizam serviços rapidamente

A chuva no Caxambu e na Posse, esta última no dia 08, afetaram dois sistemas da Águas do Imperador: as Estações de Tratamento de Água Montevideo e Taquaril, respectivamente. Porém, nenhum dos dois bairros ficou sem água. Apenas regiões mais altas ou mais distantes tiveram dificuldades e precisaram ser atendidos com caminhões pipas.

No caso do Caxambu, o abastecimento foi feito num primeiro momento a partir de manobras na distribuição do sistema da Mosela. A concessionária fez o reparo na rede e retomou o abastecimento normal. Na Posse, o sistema de Pedro do Rio atendeu o quinto distrito inicialmente. Parte do sistema já voltou a funcionar após ser atingido por uma barreira, mas o abastecimento está normalizado.

A Enel também precisou agir de forma mais rápida para atender toda demanda e não deixar moradores das áreas mais atingidas pela chuva sem luz por mais do que 24 horas. O número de equipes de reparos foi reforçado para poder substituição de 11 postes de foram derrubados.

Transporte público e acessos

Linhas da empresa Cascatinha que passam pela Rua Timóteo Caldara, no Bela Vista, e da Turb que trafegam pela União e Indústria, na Jacuba, na Posse, ficaram mais tempo sem ônibus por causa das pedras que rolaram e bloquearam a pista. No Bela Vista, a Secretaria de Obras fez a implosão para fazer a retirada de 12 toneladas de pedra. Na Posse, o DER assumiu o trabalho para remover 15 toneladas de material.

Nos demais pontos, a remoção rápida de barreira fez os ônibus voltarem a circular em pouco tempo – ainda que algumas linhas não estejam cumprindo itinerário completo.

No Caxambu, cerca de 80 homens, 10 caminhões, quatro retroescavadeiras e uma mini retroescavadeira trabalham para finalizar a limpeza e a recomposição emergencial dos acessos nas regiões de Mata Banco, Três Pedras, Bairro Alto e Caminho da Represa. O serviço serve não só para retomar a passagem normal dos moradores, mas também para facilitar o escoamento da produção agrícola da região.

Morador do Caxambu há 60 anos, José Gonçalves da Costa não viu uma chuva parecida com aquela. Ele também perdeu a produção, mas não consegue estimar as perdas. Para o agricultor, a resposta da prefeitura foi rápida.

"Disso ninguém pode reclamar. O governo está aqui todo dia dando o apoio que a gente precisa. A prefeitura não mediu esforços para nos ajudar aqui", afirmou.

Coleta de lixo e manutenção de iluminação pública não param

O serviço de coleta de lixo não sofreu interrupções em nenhum momento. No Bela Vista, o serviço segue sendo feito com uma manobra realizada pela Força Ambiental, que carrega todo resíduo gerado pelos moradores em uma Saveiro até a entrada do bairro, onde um caminhão faz o recolhimento. Na Posse, os caminhões fizeram rota via Areal nos dias com bloqueio para não interromper o serviço. No Caxambu, o caminhão de coleta conseguiu fazer o acesso sem problemas.

O trabalho das equipes de conserto de iluminação pública também não parou. Na região do Caxambu, desde o dia 03, foram 24 pontos corrigidos. Na região de Cascatinha e Itamarati, foram 53 pontos. E na Posse, foram 39 pontos.

A facilidade no acesso às linhas especiais para as empresas petropolitanas afetadas pelas chuvas vem atraindo empresários de todas as regiões do município, em um esforço para que a cidade se levante economicamente. Em três dias de atendimento, a unidade móvel da CEF, que foi montada em um caminhão estacionado na Praça Dom Pedro, já encaminhou mais de 100 pedidos, trazendo à tona histórias de otimismo para os empresários petropolitanos.

Patrick Fernandes, dono de uma loja de tintas próxima à praça, conta que teve uma perda muito grande com as chuvas de março, quando entrou água em seu estabelecimento. O fato ocasionou estragos de mercadorias, computadores e outros materiais imprescindíveis para a realização do seu trabalho. “Quero voltar ao que era antes, recuperar minhas perdas. Essa agência móvel veio em ótima hora. A localização dela aqui na praça estimula os empresários a virem, pois é um local de fácil acesso”, disse.  

O secretário de Fazenda, Paulo Roberto Patuléa, explica que a meta é impulsionar a economia da cidade. “Esta unidade da CEF é de fácil acesso a todos, o que proporciona conforto aos cidadãos e agiliza os trâmites para a obtenção da linha de crédito. É uma injeção de suporte ao empresário petropolitano”, comemorou.

O caminhão de 15 metros chegou a Petrópolis esta semana para garantir o acesso às linhas de crédito disponibilizadas pelo Programa Emergencial de Reconstrução dos Municípios Afetados por Desastres Naturais (PER). A solenidade de lançamento foi feita na terça-feira, na sede da Firjan, com a presença do vice-governador Luiz Fernando Pezão e do prefeito Rubens Bomtempo, além das instituições financeiras parceiras na iniciativa: AgeRio, Caixa Econômica, Banco do Brasil e BNDES.

Durante o evento, o prefeito também anunciou que vai tentar, junto ao BNDES, o aumento do limite de crédito por empresário. “Temos certeza de que os agentes serão sensíveis ao nosso pedido e vão liberar mais essa ajuda. É importante reconstruir a cidade, ajudar os empresários a se reerguer e fazer com que tudo volte à normalidade”, afirmou. A linha de crédito prevê empréstimos de até R$ 500 mil por empresa (crédito  limitado a 60% da receita operacional bruta), com juros de 5,5% ao ano. Com o pedido de Bomtempo, poderá chegar a R$1 milhão.O empresário pode ter até dois anos de carência e 10 anos para quitar o financiamento.

Swedalmo Basílio de Souza, que tem uma empresa prestadora de serviços gerais, elogia a iniciativa do governo municipal. “A prefeitura está fornecendo oportunidade para nós, microempresários, recuperarmos os danos causados pelas chuvas. E com a vantagem de podermos vir aqui, na Praça Dom Pedro, um lugar central, próximo às lojas”, disse. 

Elza Abreu, dona de uma loja de roupas infantis, conta que foi atingida indiretamente pelas chuvas, pois, segundo ela, o movimento caiu muito no mês de março. “Agora preciso fazer investimentos em novas mercadorias para que a loja fique ainda mais atrativa para os clientes e assim eu possa recuperar o tempo perdido”.

Vagner Valente também se queixa da queda do movimento no comércio no último mês. Ele possui uma loja de som e acessórios no Centro. “Para mim foi ótimo ter colocado essa agência aqui, porque foi fácil e rápido vir. Já peguei as informações que preciso, tirei todas as minhas dúvidas e volto para a loja em um instante”, disse. 

 “O foco é o desenvolvimento econômico. O prefeito Rubens Bomtempo está comprometido com os empresários petropolitanos e com o progresso da cidade”, afirmou Patuléa. Ele explicou que o posto de atendimento da CEF, bem como o da AgeRio, instalado no Sebrae/Petrópolis, e os atendimentos especiais nas agências do Banco do Brasil vão suprir de forma satisfatória as demandas pelo crédito. A agência volante da CEF fica aberta diariamente de 10 às 16h. 

AgeRio também está na cidade

A Agência Estadual de Fomento (AgeRio), que é vinculada à Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços do Estado do Rio de Janeiro  (Sedeis), está com um posto de atendimento no Sebrae, na 24 de Maio, desde terça-feira. O analista de projetos da agência, Carlos Guilherme Gomes Pereira, está no local atendendo o público empresário, que já conta com um total de 38 pessoas, principalmente da região da Rua Teresa e Alto da Serra.

“Estamos auxiliando os micro e pequenos empresários, fornecendo informações sobre como dar entrada aos pedidos de linhas de crédito”, afirmou ele, que fica no posto de atendimento de 9h às 18h. A AgeRio fica até esta sexta-feira e vai fechar os atendimentos às 14h.

Segunda, 28 Maio 2018 - 11:02

Boletim - Crise Combustível

Os ônibus operam com baixa demanda neste sábado (26.05), atuando com a escola de domingo, ou seja, com menos 50% da frota nas ruas. A medida ocorre para garantir maior sobrevida possível ao estoque de combustível das empresas de ônibus. Neste domingo, a oferta de ônibus será de 25% a praticada normalmente.

As unidades de saúde mantém operação normalmente neste sábado A prefeitura conseguiu estocar combustível suficiente para o atendimento das ambulâncias em caso de urgência e emergência. A Saúde manterá todos os atendimentos, entre postos de saúde, hospitais e UPAs.  Cirurgias eletivas, consultas e exames também estão mantidos.

A coleta de lixo foi racionalizada e os caminhões estão dando prioridade nos locais com maior demanda para o recolhimento. Diante do cenário nacional de falta de combustível, a orientação da prefeitura é que as pessoas mantenham o lixo acondicionada em suas casas até que a situação seja normalizada.

O município suspendeu as aulas na rede municipal na segunda-feira (28.05), medida adotada para garantir a segurança dos estudantes visto que com menos ônibus em circulação as crianças e adolescentes saem de sua rotina de transporte e ficam sujeitas a permanecer mais tempo na rua à espera de transporte.

Assim, a frota de 19 ônibus próprios da Educação, com tanques cheios, ficará com este combustível reservado para fornecer, caso necessário, às ambulâncias da rede de Saúde.

Todas as repartições públicas funcionam normalmente na segunda-feira (28.05), porém a frota de carros administrativos estará 100% recolhida aos pátios (com exceção de Saúde, Defesa Civil e Assistência Social), com o combustível restante reservado para questões emergenciais, preferencialmente da Saúde.

Sexta, 15 Janeiro 2016 - 18:56

Boletim da Defesa Civil (15/01/2016 - 18h10)

A Secretaria de Proteção e Defesa Civil informa que registrou, pelo 199, 38 ocorrências até as 18h, sendo a maioria nos distritos. Não há, até o momento, registro de vítimas ou feridos. Neste início de noite, agentes e técnicos seguem nas ruas, atendendo as ocorrências. A Defesa Civil informa que a preocupação é com a possibilidade de continuação das chuvas nesta noite, já que o solo está encharcado devido às chuvas moderadas e fortes desta terça-feira.

A Defesa Civil opera em estágio de alerta.

A Secretaria de Defesa Civil pede que moradores de áreas de risco saiam imediatamente de casa e se dirijam a locais seguros, como casas de parentes e amigos.

É importante lembrar que, no caso de qualquer sinal de instabilidade na casa ou no terreno, o morador deve ligar para a Defesa Civil, pelo telefone 199, e solicitar uma vistoria. A ligação e o serviço são gratuitos.

Sábado, 16 Janeiro 2016 - 04:08

Boletim da Defesa Civil (15/01/2016 - 22h)

A Secretaria de Proteção e Defesa Civil informa que registrou, até às 22h, 57 ocorrências nesta sexta-feira (15/01/2016). A maioria nos distritos. Não houve vítimas ou feridos. O maior índice pluviométrico foi registrado em Araras, com 100 milímetros em 24 horas. A Defesa Civil opera em estágio de alerta.

Cinco casas foram interditadas por técnicos da Defesa Civil: uma na Posse, três no Retiro e uma na comunidade do Alemão, totalizando 17 desalojados. Todos estão na casa de parentes.

Na Posse, a casa foi atingida por um deslizamento. Na comunidade do Alemão, infiltrações devido às chuvas comprometeram a estrutura da casa. No Retiro, um deslizamento atingiu duas casas e descalçou uma terceira.

Equipes da Defesa Civil seguem na rua atendendo às ocorrências registradas pelo telefone 199.

A Defesa Civil informa que a preocupação é com a possibilidade de continuação das chuvas nesta noite, já que o solo já está encharcado devido às chuvas moderadas e fortes desta sexta-feira.

A Secretaria de Defesa Civil pede que moradores de áreas de risco saiam imediatamente se casa e se dirijam a locais seguros, como casas de parentes e amigos que não sejam em áreas de risco.

No caso de qualquer sinal de instabilidade na casa ou no terreno, o morador deve ligar para a Defesa Civil, pelo telefone 199, e solicitar uma vistoria. A ligação e o serviço são gratuitos.

Sábado, 16 Janeiro 2016 - 18:35

Boletim da Defesa Civil (16/01/2016 - 18h30)

A Secretaria de Proteção e Defesa Civil informa que registrou entre sexta-feira (15/1) e às 18h30 de sábado (16/1), 326 ocorrências. Não há registros de vítimas ou feridos. O maior índice pluviométrico foi registrado em Pedro do Rio, com 100 milímetros em 24 horas, o que é esperado para uma semana de chuva em janeiro. Até o momento há 49 desalojados que estão em casas de parentes. A Defesa Civil opera em estágio de alerta.

Desde a tarde de sexta-feira (15/1), o prefeito Rubens Bomtempo coordena as ações pessoalmente. O Plano de Contingência foi acionado e todas as secretarias estão envolvidas nos atendimentos as ocorrências, desde o atendimento às famílias até as desobstruções das vias para o restabelecimento do acesso ao transporte.

Equipes da Defesa Civil seguem na rua atendendo às ocorrências registradas pelo telefone 199. Por determinação do prefeito Rubens Bomtempo todos os técnicos da Prefeitura foram acionados para o atendimento a todas as ocorrências.

A Defesa Civil informa que persiste as condições de chuvas fortes a moderadas. A Secretaria de Defesa Civil pede que moradores de áreas de risco saiam imediatamente de casa e se dirijam a locais seguros, como casas de parentes e amigos que não sejam em áreas de risco.

No caso de qualquer sinal de instabilidade na casa ou no terreno, o morador deve ligar para a Defesa Civil, pelo telefone 199, e solicitar uma vistoria. A ligação e o serviço são gratuitos.

Domingo, 17 Janeiro 2016 - 10:41

Boletim da Defesa Civil (17/01/2016 - 9h30)

A Secretaria de Proteção e Defesa Civil informa que já opera, desde a noite de sábado (16), em estágio de atenção, devido à diminuição das chuvas no município. Na última madrugada, não foram registradas ocorrências.

Desde sexta-feira (15), foram registradas 367 ocorrências de deslizamentos, alagamentos e inundações – a maioria nos distritos. Não houve vítimas ou feridos. Ao todo, foram 40 imóveis interditados, por não oferecer segurança para os moradores. São 152 desalojados, que foram para casa de parentes. O maior índice pluviométrico registrado foi em Itaipava, onde choveu 63 milímetros em 24 horas.

O prefeito Rubens Bomtempo está coordenando pessoalmente as ações de resposta às chuvas, por meio do Plano de Contingência de Petrópolis, acionado no início da noite de sexta com a mobilização de toda a Prefeitura, concessionárias de serviços públicos e outros órgãos.

Nesta manhã de domingo (17), o prefeito Rubens Bomtempo e secretários de governo estão percorrendo áreas atingidas e definindo ações imediatas de resposta às chuvas. Técnicos – engenheiros, arquitetos e geólogos – de toda a Prefeitura seguem realizando vistorias, atendendo às ocorrências registradas na Defesa Civil pelo telefone 199.

No caso de qualquer sinal de instabilidade na casa ou no terreno, o morador deve ligar para a Defesa Civil, pelo telefone 199, e solicitar uma vistoria. A ligação e o serviço são gratuitos.

Segunda, 18 Janeiro 2016 - 00:14

Boletim da Defesa Civil (17/01/2016 – 22h40)

A Secretaria de Proteção e Defesa Civil informa que segue no estágio de atenção, em função da diminuição das chuvas neste domingo. Mesmo com as prolongadas chuvas moderadas e fortes entre sexta-feira e sábado, gerando 425 ocorrências de deslizamentos, alagamentos e inundações, não houve vítimas ou feridos.

A Prefeitura deu continuidade neste domingo à resposta às chuvas dos dias anteriores. O prefeito Rubens Bomtempo visitou áreas atingidas e coordenou pessoalmente as ações de resposta, por meio do Plano de Contingência de Petrópolis, acionado no início da noite de sexta com a mobilização de toda a Prefeitura, concessionárias de serviços públicos e outros órgãos.

Secretaria de Obras e Comdep trabalharam na desobstrução de vias. Três linhas de ônibus estão sem operação: Débora Couto Sucupira, Ventura e o circular da Posse. O trabalho nas vias será retomado na manhã desta segunda-feira.

Técnicos – engenheiros, arquitetos e geólogos – de toda a Prefeitura realizaram vistorias em imóveis, atendendo às ocorrências registradas pelo telefone 199 da Defesa Civil. Foram, ao todo, 56 imóveis interditados. São 206 pessoas desalojadas, que foram para a casa de parentes, com o atendimento social às famílias realizado pela Secretaria de Trabalho, Assistência Social e Cidadania (Setrac).

Os índices pluviométricos vêm diminuindo em toda a cidade. O Morin apresenta o maior acumulado: 76 milímetros em 24 horas.

No caso de qualquer sinal de instabilidade na casa ou no terreno, o morador deve ligar para a Defesa Civil, pelo telefone 199, e solicitar uma vistoria. A ligação e o serviço são gratuitos.

Quinta, 21 Janeiro 2016 - 05:52

Boletim da Defesa Civil (20/1/2016 - 18h30)

A Secretaria de Proteção e Defesa Civil informa que já são 680 ocorrências de deslizamentos, inundações e alagamentos registradas pelo telefone 199 desde sexta-feira (15/1). Não houve vítimas ou feridos.

O município está em situação de emergência, como decretou o prefeito Rubens Bomtempo na noite de terça-feira (19), em função da quantidade de ocorrências e da previsão que as chuvas continuem até domingo. O maior índice pluviométrico registrado foi no Independência, com 52 milímetros nas últimas 24 horas. A Defesa Civil opera no estágio de atenção.

A Prefeitura destaca que o Centro Histórico e a rota turística da cidade não foram atingidos pelas consequências das fortes chuvas dos últimos dias. Pontos turísticos funcionam normalmente.

Base em Pedro do Rio – Para agilizar o atendimento às ocorrências e à população, a Prefeitura montou nesta quarta-feira uma base em Pedro do Rio, na Escola Municipal Monsenhor João de Deus, já que as principais ocorrências foram nos distritos de Pedro do Rio e Posse. O prefeito Rubens Bomtempo coordena pessoalmente no local as ações de resposta às chuvas.

Na base em Pedro do Rio, a Secretaria de Trabalho, Assistência Social e Cidadania (Setrac) realiza o cadastro social das famílias atingidas pelas chuvas dos últimos dias, para que cada caso seja analisado e receba a assistência necessária. São 367 pessoas desalojadas, representando 105 famílias, que estão na casa de parentes. Já são, desde sexta-feira, 70 imóveis interditados pela Defesa Civil em função das chuvas.

No local, a população também pode solicitar vistorias da Defesa Civil, no caso de não conseguir telefonar para o 199, e solicitar da Comdep limpeza de vias.

A Secretaria de Obras e a Comdep seguem diariamente nas ruas para a desobstrução de vias. Sobre as ocorrências na Estrada União Indústria, Bomtempo informou que irá cobrar o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) para que o órgão se faça presentes nas intervenções necessárias na via, com máquinas e caminhões para obras emergenciais.

199 – No caso de qualquer sinal de instabilidade na casa ou no terreno, o morador deve ligar para a Defesa Civil, pelo telefone 199, e solicitar uma vistoria. A ligação e o serviço são gratuitos.

Vias interrompidas – Por conta de deslizamentos em vias públicas, há linhas municipais de ônibus sem operação: Rua das Pedras – Santa Isabel (470); Fagundes (707); Retiro das Pedras (715); Cuiabá (705); Rua 28 de Abril – Madame Machado (726); Santo Antônio – Posse (717). Já as linhas com alteração de itinerário e ponto final são: Rua Bahia (412, 422, 465 e 469) e Roseiral (516).

Pagina 1 de 6

Notícias por data

« Abril 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30          

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

iptu

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

cmv-logo

Relatorio CMVP