Para comemorar o Dia das Crianças com uma atividade diferenciada, o Centro Cultural Celina de Oliveira Barbosa, em Pedro do Rio, recebe no sábado (13.10), às 10h, a autora de livros infantis Helena Lara, com obra bilíngue “De frutinha a fruteira”. As crianças irão participar de uma manhã de autógrafos, contação de histórias, além da distribuição de pipoca, algodão doce entre outros. A garotada também participará do sorteio de quatro livros da autora.

O título infantil, que também foi publicado em inglês, conta a história de uma árvore que nunca produziu nenhum fruto, quando de repente acontece uma reviravolta e acontecem várias surpresas com a personagem. O trabalho tem o objetivo de fazer a criança refletir sobre seu dia-a-dia e aqueles que participam de sua vida, sempre conceituando a família e o amor como base.

“Adoro todo o processo desde a escrita até estar com o livro pronto nas mãos.   O fato de me auto publicar me dá total liberdade para que meus livros saiam do jeito que quero, e isso é muito bom”, contou a escritora Helena, que já tem quatro livros publicados.

Segundo o supervisor do centro cultural, Joel Vieira, as crianças da comunidade, das escolas e arredores participarão do evento que será exclusivo para as crianças. “Esperamos mais de 50 crianças para participar da comemoração. Preparamos um lanche especial e guloseimas para a criançada. A presença da escritora Helena também será muito importante, já que ela foi criada aqui em Pedro do Rio. Será um exemplo para as crianças”, destacou o supervisor.

“Meu objetivo principal é enaltecer a família e fazer entender que cada família é composta de forma diferente, e não necessariamente por pessoas com quem você tem laços sanguíneos.  Família deve ser amor, união, respeito e apoio, sempre”, ressaltou a escritora sobre o livro que será apresentado para as crianças neste sábado.

O Centro Cultural fica na (antiga estação de trem) na Rua Capitão José Leal, S/N, e é mantido pelo Instituto Municipal de Cultura e Esportes. Além dos cursos, o local também conta com reuniões do Grupo A.A., às segundas-feiras, de 19h30 às 21h, festas em datas comemorativas, apresentações culturais, entre diversas outras atividades. O telefone para contato é: (24) 2246-9302.

Florisbela, uma viagem germânica será apresentada nos dias 9, 12 e 23 de setembro

 Ingressos a R$ 10 podem ser adquiridos nos dias do evento 

Nascida de uma chuva de arco-íris e com a beleza das flores, a jovem Florisbela viaja o mundo todo em sua carroça contando as diversas histórias da sua vida entrelaçadas pelos contos dos irmãos Grimm. Este é o enredo de Florisbela, uma viagem germânica que será apresentada no Centro de Cultura Raul de Leoni. A contação de história teatralizada estará na Sala Guiomar Novaes nos dias 9, 12 e 23 de setembro, às 16h. O ingresso para a atração, no valor de R$ 10, pode ser adquirido nos dias do evento.

A ideia do projeto da Cia Construção Cena nasceu há dois anos, mas ganhou vida em junho, com a estreia de Florisbela, uma viagem germânica na programação da 28ª Bauernfest. Neste trabalho, a Cia apresenta uma contação de história diferenciada, usando o teatro e também a música como ferramentas para narrar as experiências de Florisbela, que nasceu em uma aldeia onde todos eram contadores de histórias. Com sua mala vermelha cheia de livros, ela viaja para a Germânia – onde hoje está a Alemanha - a contar histórias conhecidas do universo infantil, como Chapeuzinho Vermelho, João e Maria e outras dos conhecidos irmãos Grimm.

“Nossa ideia é resgatar na criança essa viagem no imaginário dentro de histórias que não são apenas os contos de princesas. Com essa contação teatralizada e musicada queremos despertar a interação na criança. E criei o texto homenageando a nossa cidade e a história da colonização alemã, para que desde pequenas as crianças aprendam sobre a nossa cultura”, explica a atriz Beth Silveira, que assina o texto e interpreta Florisbela, acompanhada de Bárbara Pio na música e violão.

A contação de Florisbela, uma viagem germânica será na Sala Guiomar Novaes, no Centro de Cultura Raul de Leoni, no sábado (09.09) e também nos dias 12 e 23 de setembro, sempre às 16h. O valor do ingresso, que pode ser comprado na hora, custa R$ 20 (inteira), mas todos pagam meia-entrada, a R$ 10. 

Serviço

Florisbela, uma viagem germânica

Onde: Sala Guiomar Novaes, no Centro de Cultura Raul de Leoni

Quando: dias 9, 12 e 23 de setembro, às 16h

Quanto: R$ 10 (meia)

Informações: 2233-1221

Neste sábado o Clube de Cinema Petrópolis exibe o filme “Christine”

Dialogar sobre a depressão e o suicídio é um dos principais caminhos para diminuir essa que é a quarta causa mais comum de morte de jovens no Brasil. E por que não usar a sétima arte para tratar do assunto? É por isso que o Clube de Cinema Petrópolis preparou uma programação especial este mês, com filmes para emocionar, refletir e falar sobre o tema. Se em outubro é o mês da prevenção ao câncer de mama, com a cor rosa, e novembro é vez da prevenção de doenças masculinas, com a azul, este mês foi adotado o “Setembro Amarelo”, para conscientizar a população sobre a realidade do suicídio e mostrar que existe prevenção.

A programação, que acontece no Cine Humberto Mauro, no Centro de Cultura Raul de Leoni, começa com a exibição do longa “Christine”, de 2016, a partir de 19h, deste sábado (08.09). Com entrada gratuita, a classificação é de 14 anos. O drama, que é baseado em fatos reais, conta a história de Christine Chubbuck (Rebecca Hall), uma ambiciosa e talentosa repórter de uma emissora local de televisão que entra em crise por frustrações profissionais e amorosas.

No total, serão exibidos quatro filmes relacionados com o tema neste mês. O Clube de Cinema Petrópolis, que conta com o apoio do Instituto Municipal de Cultura e Esportes (IMCE), recomenda que os interessados confiram a sinopse dos filmes nesta programação especial. Sempre após as sessões, haverá um bate papo sobre o tema. Na programação tem “drama forte”, “drama mais leve”, animação e até comédia dramática. A expectativa é de que psicólogos participem das sessões de cinema para também contribuírem com o assunto.

“É muito importante não só manter o Centro de Cultura ocupado com os projetos, mas também ver que os espaços estão sendo usados para discussão de temas importantíssimos pra sociedade e isso através da cultura. O Centro de Cultura está de portas abertas para projetos como esse”, destaca o diretor-presidente do Instituto Municipal de Cultura e Esportes, Leonardo Randolfo.

O Centro de Cultura Raul de Leoni fica na Praça Visconde de Mauá, 305, no Centro. O filme desta semana tem duração de 1h 59min.

Confira a programação do “Setembro Amarelo” do Clube de Cinema Petrópolis:
- 08/09 às 19h - Christine (2016)
- 15/09 às 19h - As Horas (2002)
- 22/09 às 19h - Mary e Max - Uma Amizade Diferente (2009)
- 29/09 às 19h - Ensina-me a Viver (1971)

Apresentação será às 16h com as Bandas Marciais Embaixador José Bonifácio e Imperial Petropolitana, respectivamente

Os sons da percussão e do sopro vão tomar conta do Centro Histórico, neste sábado (30.09), com o Circuito Imperial de Bandas. Uma programação gratuita nos espaços e praças do município com a tradição de Petrópolis, o projeto é realizado pelo Instituto Municipal de Cultura e Esportes. Quem se apresenta neste fim de semana é a Banda Marcial Embaixador José Bonifácio, na Praça Dom Pedro, e nas escadarias dos Correios a Banda Imperial Petropolitana. A apresentação, simultânea, acontece às 16h.

Com 42 anos de existência, a Banda Marcial Embaixador José Bonifácio é reconhecida pelo grande valor educativo e de formação humana, dando oportunidade aos jovens e adolescentes para que possam cultivar a música como característica própria. O trabalho musical do grupo estimula seus integrantes a preservar e desenvolver os princípios e ideais de formação para serem cidadãos livres, responsáveis e solidários.

Ao longo da sua trajetória, iniciada em 1975, a BMEJB preserva seus traços marcantes nos desfiles cívicos da Cidade Imperial, além das apresentações em datas comemorativas dentro e fora do Estado. A banda é composta atualmente por 40 integrantes, entre alunos do Colégio Estadual que deu nome à banda e membros da comunidade de Pedro do Rio, e tem à frente seu comandante, o ex-aluno e um de seus fundadores, Luiz Claudio Lima – que também está à frente da Associação Petropolitana de Bandas Marciais (Apeban). Neste sábado a BMEJB vai garantir a animação do público na Praça Dom Pedro.

Já na escadaria dos Correios quem será a encarregada da diversão dos presentes é a Banda Marcial Imperial Petropolitana, criada há 21 anos. A banda foi idealizada pela diretora Eliane Reynaud, na Escola Municipal Vila Felipe, com o intuito de inserir na vida dos alunos uma oportunidade de vivenciarem os estudos e os encantos da música, em seu universo escolar.

Além de ser figura presente nos eventos dentro de Petrópolis, a Banda Marcial Imperial Petropolitana ganhou sua notoriedade conquistando mais de 200 troféus, muitos como a “Melhor Banda” em renomados festivais e concursos. A BMIP também tem no currículo o título de Penta-Campeã Estadual, além de ter representado o Estado do Rio de Janeiro, nos anos de 2012 e 2013, no Concurso Nacional de Bandas em São Paulo conquistando o 4ۧº lugar em 2012 e o Vice-Campeonato Nacional em 2013. Dentro do Circuito Imperial de Bandas, o público terá a oportunidade de ver e entender o porquê de ela ser reconhecida com tantos prêmios.

O Circuito Imperial de Bandas Marciais desta semana vai contar com a apresentação da Banda Marcial Johann Noel, neste sábado (11.08), às 16h, na Praça da Inconfidência.O grupo, que está sempre inovando com suas músicas e evoluções, é formado por alunos da escola municipal que leva o mesmo nome, no Bingen. Até novembro, outras bandas se apresentam dentro do calendário do Circuito. Promovido pelo Instituto Municipal de Cultura e Esportes (IMCE), o projeto reúne este ano 11 grupos da Associação Petropolitana de Bandas Marciais (Apeban).

As apresentações acontecem sempre nos fins de semana, em locais como a Praça Dom Pedro, Praça da Inconfidência, escadaria dos Correios e Praça da Liberdade, no Centro Histórico. Em outubro, o Circuito acontece nos distritos: o CEU da Posse vai contar com um mini festival, com a participação de três grupos. O evento, que surgiu no ano passado, tem como objetivo proporcionar uma programação musical permanente, gratuita, e que valorize a cultura local e os espaços públicos. “Estamos muito felizes com a segunda edição desse projeto, que fomenta a cultura e movimenta os espaços públicos”, destaca Leonardo Randolfo, à frente do IMCE.

O Circuito Imperial de Bandas deste ano foi aberto no último sábado (04.08) pela Banda Marcial Wolney Aguiar e, nesta segunda semana, quem encanta o público é a Banda Marcial Johann Noel. Fundada em 2019, nascida da necessidade de oferecer aos alunos - crianças e adolescentes - uma atividade que vá além do currículo e do âmbito da escola, a banda acredita que a música ajuda a desenvolver a autoestima, valorizar os dons apresentados para a musicalização e contribuir fortemente para melhoria da disciplina dos integrantes.   

Neste segundo semestre, a programação do Circuito conta com três apresentações em agosto e três em setembro. Já no dia 14 de outubro, haverá a apresentação de três bandas juntas, no CEU da Posse, às 16h. E em novembro, haverá apresentações nos dois primeiros sábados do mês, antecedendo o Natal Imperial, que começa no dia 14 e deverá contar também com o segmento na programação.

Confira a programação deste mês:

Agosto

Dia 11 (sábado) – 16h – Praça da Inconfidência – Banda Marcial Johann Noel

Dia 25 (sábado) – 16h – Escadaria dos Correios – Banda Marcial Frei Aniceto

A programação do Circuito Imperial de Bandas Marciais está especial esta semana, com a apresentação de dois grupos. Neste sábado (15.09), às 16h, quem encanta o público é a Banda Dragões do Império, nas escadarias dos Correios, no Centro. Já no domingo (16.09), também a partir de 16h, será a vez da Banda Marcial Professor Amadeu Guimarães, na Praça da Liberdade. As duas fazem parte da Associação Petropolitana de Bandas Marciais (Apeban), que ao longo do Circuito, conta com 11 grupos na programação.  

As bandas se apresentam sempre nos fins de semana, cada uma com seu repertório próprio. O Circuito Imperial de Bandas Marciais de Petrópolis, criado no ano passado pela prefeitura, tem como objetivo fomentar a cultura com eventos gratuitos e ainda valorizar o segmento das bandas marciais, tão tradicional na cidade. “Já estamos na segunda edição do projeto, que com certeza veio para ficar. O público adora e os músicos apresentam seu melhor, se sentem valorizados”, destaca o diretor-presidente do Instituto Municipal de Cultura e Esportes (IMCE), Leonardo Randolfo.

A Banda Dragões do Império é uma das fundações recentes na cidade, foi criada em 2009, pelos Comandantes Leandra Almeida dos Santos e Adriano José da Cruz Loureiro, mas também já está dentro dessa antiga tradição petropolitana. Com sede na Escola Municipal Governador Marcello Alencar, no Quitandinha, o grupo fez suas primeiras apresentações no Festival de Bandas de 2009 e no aniversário de fundação da Escola. Nos anos seguintes participou dos desfiles cívicos no Alto Independência, Cascatinha e no Centro Histórico além de outros festivais de bandas.

Já a Banda Marcial Professor Amadeu Guimarães, fundada oficialmente em 1967, pelo maestro petropolitano prof. Amadeu Guimarães, é uma das mais tradicionais bandas marciais do Brasil. Com uma trajetória repleta de realizações, a BMPAG ao longo de décadas vem disseminando entre os jovens estudantes o amor pela cultura musical, revelando talentos e abrilhantando inúmeros eventos culturais, artísticos, esportivos e solenes, não só em Petrópolis, mas também em todo o Estado do Rio de Janeiro, Minas Gerais, Distrito Federal e no exterior.

No mês que vem, o Circuito vai promover um encontro de três bandas, no CEU da Posse, no dia 14. E em novembro, a programação conta com apresentações nos dois primeiros sábados do mês, antecedendo o Natal Imperial, que começa no dia 14 e deverá contar também com o segmento na programação

Confira a programação:

Setembro

Dia 15 (sábado) – 16h – Escadaria dos Correios – Banda Dragões do Império

Dia 16 (domingo) – 16h – Praça da Liberdade – Banda Marcial Prof. Amadeu Guimarães

Outubro

Dia 14 (domingo) – 16h – CEU da Posse

Banda Marcial Embaixador José Bonifácio

Banda Marcial Odette Fonseca

Banda de Percussão Trovão Imperial

Novembro

Dia 03 (sábado) – Praça Dom Pedro – Banda Marcial Imperial Petropolitana

Dia 10 (sábado) – Escadaria dos Correios – Banda Marcial Prof. Leila de Souza Castro

Em 1995, Renato Russo reúne conceituados músicos do país para a gravação de seu segundo disco solo, “Equilíbrio Distante”, com músicas do cancioneiro popular italiano. Um dos hits de maior sucesso do CD, "Strani Amori", rendeu até um videoclipe, no qual Renato aparece pela última vez. E é por isso que a Serra Serata – a Festa Italiana de Petrópolis – vai contar com um tributo a esse ícone da música brasileira. O show, que será realizado pela banda Concreto Humano, acontece nesta sexta-feira (20.09), às 21h, no Palácio de Cristal, onde o evento é realizado até domingo (22).

“Vamos cantar tanto músicas do CD ‘Equilíbrio Distante’, quanto músicas da Legião Urbana cantadas em italiano, numa referência ao álbum lançado por Jerry Adriani, em 1999, chamado ‘Forza Sempre’”, destaca o vocalista da banda, Sandro Gomes.

O repertório vai contar com hits como "La Forza Della Vita", que fez parte da trilha-sonora da novela “O Rei do Gado”, da TV Globo, e “La Solitudine”. Quatro das faixas do álbum de Renato Russo ("La Solitudine", "Gente", "Strani amori" e "Lettera") são covers da cantora italiana Laura Pausini, que na época em que o CD foi lançado ainda era desconhecida no Brasil.

Além do principal show da noite, o público da Serra Serata também vai poder contar, na sexta-feira, com stand de figurino, performance Comédia Dell’arte, danças folclóricas e performance de violinos. O evento funciona até domingo com diversas atividades culturais e ainda, claro, gastronomia típica, um dos pontos altos da festa.

O novo texto para a Lei Municipal 6.806/10, que institui o Sistema Municipal de Cultura, foi apresentado e aprovado, na noite desta segunda-feira (24.09), pelo Conselho Municipal de Cultura, em assembleia extraordinária. A revisão da lei, um pleito antigo da classe artística, vinha sendo discutida desde a Conferência Municipal de Cultura, em maio. A minuta do texto da nova lei em substituição a atual foi elaborada pela Comissão Especial formada no conselho e, agora, será enviada para que seja transformada em projeto de lei.

Durante a assembleia, os conselheiros puderam destacar e votar os trechos que gostariam de modificar. O novo texto atualiza a lei que trata do Plano Municipal, da Conferência, do Fundo de Cultura, entre outras importantes diretrizes para o setor na cidade. Foram incluídos, por exemplo, novas cadeiras no conselho, como as de “Produção Cultural” e “Moda e Design”, além de diretrizes como “valorizar prioritariamente o artista local”, “analisar a situação de registro de patrimônio imaterial”, entre outras. A ação faz parte do plano de governo da atual administração do município.

“Essa é uma ferramenta de fomento à cultura. E foi muito importante a participação da sociedade civil nesse processo. A comissão especial que revisou a lei, foi formada por dois representantes do poder público e quatro da sociedade civil”, explica o diretor-presidente do Instituto Municipal de Cultura e Esportes (IMCE), Leonardo Randolfo.

A assembleia foi realizada no Teatro Afonso Arinos, no Centro de Cultura Raul de Leoni, e contou com a participação de representantes de segmentos como teatro, música, dança, entre outros. Petrópolis foi uma das primeiras cidades do Brasil a consolidar o seu Sistema Municipal de Cultura, um desdobramento do Sistema Nacional de Cultura, que é um instrumento de gestão compartilhada de políticas públicas de cultura entre os municípios e a sociedade civil.

Segundo o presidente do Conselho Municipal de Cultura, Leonardo Cerqueira, agora, o texto ainda precisa ser aprovado pela Câmara Municipal. “Depois que o prefeito transformar em projeto de lei, ele será enviado à Câmara, para que seja pautado em sessão. É fundamental a aprovação do projeto porque a lei já estava defasada. Além disso, vai fortalecer as políticas culturais no município”, destaca.

A Casa da Educação Visconde de Mauá vai realizar nesta terça-feira (28.08) uma sessão especial do Cineclube Mauá, com a apresentação do filme “Banana Split”. Participarão da atividade alunos do ensino fundamental da Escola São Pedro de Alcântara. As exibições continuarão ao longo do ano e as escolas interessadas em participar podem se inscrever através do telefone (24) 2246- 8659.

O projeto Cineclube cumpre a Lei nº 13.006 de 2014, que torna a exibição de filmes e audiovisuais de produção nacional obrigatória nas escolas de ensino básico. Durante a sessão, o professor de história Norton Ribeiro faz pausas estratégicas para discutir com os alunos os detalhes do filme.

“O filme se passa em Petrópolis na década de 60 e mostra algumas diferenças de comportamento entre os jovens playboys do Rio de Janeiro que vêm passar o verão e a juventude petropolitana. É interessante notar a vida de Petrópolis na época, os bailes no Hotel Quitandinha, a Casa D’Angelo e as aventuras em clubes e nas ruas”, diz Norton Ribeiro.

O filme é de 1988 e alcançou os melhores resultados de bilheteria durante aquele ano. A comédia romântica retrata a vida de Nei (André Di Mauro) durante o período de transição da adolescência para a vida adulta. Seus sonhos, descobertas, paixões e disputas. E como pano de fundo o drama político vivido com o golpe de 1964 quando seu pai é obrigado a fugir do país. Nei vai para o Rio de Janeiro em busca de seu sonho: "fazer cinema".

“A exibição de filmes brasileiros ajuda a divulgar a produção nacional, além de formar plateia, já que muitos filmes nacionais são premiados nos exterior, mas não chegam às salas de cinema, privando o público de conhecer a produção nacional”, contou Norton.

A Casa da Educação Visconde de Mauá fica na Avenida Barão do Rio Branco, nº 03. A próxima exibição ocorrerá no dia 3 de setembro, com o longa “Dois filhos de Francisco”.

“Estamos muito contentes com a possibilidade de apresentar um filme com imagens de Petrópolis para nossos alunos. Eles terão oportunidade de conhecer espaços que já não existem ou comparar os que existem com os cenários transformados. Um privilégio ter esse cineclube ativo”, afirma a diretora da Casa da Educação Visconde de Mauá, Catarina Mauá.

A Casa de Santos Dumont completa, neste domingo (19.08), 100 anos. Para comemorar a data, todos os visitantes do museu terão gratuidade e ainda poderão contar com um ator interpretando o inventor, que receberá os turistas e petropolitanos. Bolo e refrigerante completam a comemoração que marca o centenário do imóvel. Segundo museu mais visitado de Petrópolis – atrás apenas do Museu Imperial, “A Encantada” foi construída em 1918, na Rua do Encanto, bem no Centro de Petrópolis.

Visionário, o pai da aviação decidiu construir lá seu chalé, que desenhou e planejou com a ajuda do engenheiro Eduardo Pederneiras. Segundo o secretário da Turispetro, Marcelo Valente, a prefeitura vem trabalhando para valorizar cada vez mais esse patrimônio do município e atrair mais visitantes para a casa. “Temos sempre promovido dias de gratuidade no museu em datas comemorativas, como no aniversário de Petrópolis, no aniversário de Santos Dumont, entre outras. A casa é um atrativo que agrada a todos. Muitos turistas passam pelo local mais de uma vez, retornam sempre que visitam Petrópolis”, frisa.

Este mês, entre os “presentes” que a casa ganhou está a assinatura do convênio para reforma no atrativo, entre a prefeitura e a Caixa Econômica Federal. São R$460.952,38 de repasse do governo federal e R$5.070,48 de contrapartida (R$466.022,86 no total). A última grande reforma no local terminou em 1992, depois de 10 meses de intervenções. E as últimas obras foram feitas em 2012. Agora, a “Encantada” irá ganhar importantes reparos, previstos no atual projeto, fundamentais para a preservação de seu acervo e de sua estrutura.

Logo após a comemoração do centenário, no dia seguinte começam as gravações da minissérie “Santos Dumont: mais leve que o ar”. A produção da HBO, que terá seis episódios, ajudará a divulgar o atrativo em todo país. Serão três dias de gravação na “Encantada”, até o dia 22, e, no período, o atrativo ficará fechado para visitantes. Outras locações em Petrópolis também estão servindo de cenário para a minissérie.

Na casa, é possível notar a presença do inventor logo ao chegar, com as escadarias. Para subir, só é possível dar início com o pé direito, em função do formato das escadas criadas por Santos Dumont. A personalidade do inventor está desde o chuveiro aquecido a álcool, que ele mesmo inventou, aos móveis multiuso, como um gaveteiro que servia de cama e uma mesa de estudos que também era usada para fazer suas refeições.

O Museu Casa de Santos Dumont funciona de terça-feira a domingo, de 9h às 17h30, sendo que a bilheteria fecha às 17h. Os ingressos custam R$ 8 (inteira) e R$ 4 (meia). Apenas no domingo (19.08) a entrada será gratuita.

Pagina 3 de 213

Alvará Online - BANNER

Notícias por data

« Novembro 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30  

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

Cadastro da inscrição do IPTU para crédito da Nota Imperial

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo