Obras em espaços educacionais terão continuidade ao longo do ano

O atendimento nas 182 unidades da rede municipal de Educação – escolas e Centros de Educação Infantil – retornam na próxima segunda-feira (11.02), após o recesso do Carnaval, com 30 escolas que passaram por revitalizações neste início de ano. As reformas compreenderam troca de telhados, pintura, manutenção da rede elétrica e adaptações de banheiros e salas para educação infantil. Em outras 39 unidades as intervenções começam nos próximos dias – sem interferir, no entanto, na rotina dos alunos.

Esse serviço de manutenção não para. A rede municipal de ensino é muito extensa, com 182 unidades e os prédios que são variados. Hoje, a prefeitura trabalha para recuperar anos que estes espaços ficaram sem receber manutenção, por isso, o trabalho terá continuidade ao longo de todo ano. A Secretaria de Educação monitora as escolas, ouve as diretoras e atende as necessidades, de acordo com a disponibilização orçamentária.

Uma das escolas que recebeu reforma no início do ano foi a São Cristóvão, na Praça Pasteur. A escola ganhou um novo refeitório, nova cozinha e sala de leitura, além de duas novas salas de aula. Um espaço para o recreio também funcionará no 4º andar – em um salão que foi disponibilizado pela paróquia.

Já a Escola Monsenhor Cirilo Calaon, no Jardim Salvador, recebeu pintura nova, reforma nos banheiros e colocação de vasos e pias adaptados nos banheiros. Fraldários também foram construídos nas salas da educação infantil. O Liceu Municipal Prefeito Cordolino Ambrósio também recebeu melhorias como pintura das salas e conserto das janelas e para garantir a reforma completa do prédio, um processo de licitação foi aberto. O CEI Déa Lúcia, na Castelânea também recebeu pintura, piso novo no solário e reforma no refeitório.

Outra unidade de ensino que recebeu reforma foi a Comac. A unidade que atende 564 alunos – sendo 198 no Centro de Educação Infantil, recebeu melhorias como trocas de janelas para melhorar a ventilação no espaço – inclusive foi aberta uma janela de 2x1 metros no berçário. Também no berçário foi construído um lactário para atendimento dos bebês e o lactário dos alunos do 1º período foi reformado. As telhas e o piso do solário foram trocadas e foram colocados corrimões nas rampas de todo o prédio. Na reforma também foi colocado gesso nas paredes e todo o CEI passou por pintura. Além disso, a Secretaria de Educação instalou telas nas janelas que ainda não tinham a proteção e também está providenciando melhorias para acessibilidade.

Foi um trabalho minucioso que contou com o apoio dos funcionários da escola. O espaço está diferente, com nova pintura, ficou mais aconchegante para os alunos. Na Comac ainda foram criados espaços diferenciados para as crianças como salinha do cinema e brinquedoteca.

Em dois anos, 81 unidades educacionais receberam melhorias

Mesmo com uma rede extensa – com 182 unidades educacionais – e que ficou sem manutenção por muitos anos, a Secretaria de Educação já realizou, em dois anos, reformas em 81 unidades educacionais –  30 só neste início de ano.

Todos as solicitações de obras enviadas pelas direções das escolas e CEIs são analisadas pela equipe da Secretaria de Educação. Aos poucos, a pasta está conseguindo atender aos pedidos de todas.

Em 2017 foram realizadas melhorias em 19 espaços e em 2018, outros 32 receberam verbas para adaptações. Nesse início de ano 30 unidades receberam melhorias que compreendem: reforma nos telhados, pintura, manutenção da rede elétrica e adaptações de banheiros e salas para educação infantil.

Além dessas reformas nas unidades escolares, o poder público está dando continuidade a obras que foram paradas na gestão passada. Uma delas é a da Escola São José do Caetitu - a unidade estava fechada desde 2016 porque o prédio estava em total abandono. Nesse ano a obra foi retomada com apoio da comunidade escolar e da Igreja: após a reforma, os alunos que, desde então estudam em Bonsucesso, poderão retornar à unidade. A obra compreende troca de telhado, rede elétrica até parte externa como a quadra esportiva. O diferencial desta obra, é adaptação do espaço – salas de aula e banheiro, com rampas de acessibilidade para cadeirantes.

Outra obra que estava paralisada desde 2016, a da EM Jandira Bordignon foi retomada e a expectativa é de que o novo prédio seja entregue ainda nesse primeiro semestre. Unidade terá 12 salas de aula e acessibilidade nos três andares, além de biblioteca e quadra poliesportiva.

CEI Casa da Paz recebeu novo telhado e CEI Lulu Monteiro ganhará muro para proteção

Alimentação balanceada, atividades pedagógicas e muita diversão. A rotina dos alunos dos CEIs Casa da Paz e Lulu Monteiro, localizados no Carangola garantem atendimento de excelência para 128 crianças – 58 no CEI Casa da Paz e outro 70 no CEI Lulu Monteiro. O prefeito fez questão de conferir o atendimento nas duas instituições durante uma visita no bairro Carangola nessa segunda-feira (09.09).

O CEI Casa da Paz - que atende crianças do 3º ao 5º período da educação infantil - começou a funcionar em 2017, após uma obra de revitalização no telhado. Um biodigestor que ficava no terreno da creche também foi retirado.

A diretora do CEI, Luiza Helena Ramos, agradeceu o apoio da prefeitura. “Não tenho o que reclamar. Somos sempre muito bem atendidos. As crianças são felizes nesse CEI, fazemos de tudo por elas”, garantiu.

O prefeito também visitou o CEI Lulu Monteiro, que atende crianças do berçário até o 3º período. Na ocasião, o prefeito anunciou a construção de um muro nos fundos da creche, além da pintura do parquinho. “É uma reivindicação da comunidade que atenderemos para garantir a segurança do local e alegria dos pequenos”, disse.

Jésus da Silva Vicente, da direção da Associação de Moradores, agradeceu o auxílio da prefeitura na comunidade. “Os CEIs estão funcionando muito bem. Agradeço a prefeitura que é parceira e vem atendendo os pedidos da comunidade. A Secretaria de Educação está realizando um estudo na localidade para garantir o aumento no número de vagas e isso será muito bom para todos”, disse.

Duas mil vagas serão criadas até 2020

O poder público está aumentando o número de vagas em creches. E, para alcançar o planejamento de abertura de 2 mil novas vagas até o fim de 2020, a Secretaria de Educação vai inaugurar novos espaços. Só nesse ano, serão quatro novas creches.

De acordo com o planejamento do poder público, até novembro, serão inaugurados quatro CEIs que irão oferecer 800 novas vagas. Além dessas, ainda serão ofertadas em espaços que já estão em funcionamento no Bingen, Centro e Jardim Salvador, novas vagas. Até o fim de 2020 serão inaugurados espaços na Estrada da Saudade, Independência, Cascatinha, Itaipava, Castelo São Manoel, Carangola e Alto da Serra, concluindo a meta da Secretaria de Educação.

Quem acha que criança pequena não entende nada de ciência é porque não teve a oportunidade de apreciar as atividades desenvolvidas no 4º bimestre pelos alunos do CEI Hermínia Matheus, no São Sebastião. Através do projeto ‘Eureka – Descobrir é bom à beça’, as crianças – de até cinco anos – mostraram muito talento na construção de maquetes e realização de experimentos.

O projeto fechou a programação do 4º bimestre do CEI. Todas as atividades ficaram a mostra durante a feira de conhecimentos realizada na última semana. “O projeto teve como objetivo promover em nossos alunos o conhecimento científico de forma natural, despertando a curiosidade e o espírito investigativo de maneira lúdica, prazerosa e com uma linguagem totalmente acessível. Segundo o Referencial Curricular Nacional para Educação Infantil, as crianças refletem e gradativamente tomam consciência do mundo de diferentes maneiras em cada etapa do seu desenvolvimento”, explica a diretora do CEI Hermínia Matheus, Carla Corrêa.

Ainda de acordo com a diretora, através do projeto, os 123 alunos da unidade tiveram a oportunidade de criar, estimulando a imaginação. “Trabalhamos o projeto de forma interdisciplinar, realizando experimentos, artesanatos, construções orais e escritas, hipóteses matemáticas, brincadeiras, pesquisas, descobertas e observações de fenômenos que se encontram ao nosso redor. Exploramos a curiosidade que segundo Piaget, é sem dúvida a mais importante habilidade de caráter científico nos primeiros anos da infância”, completou Carla.

O CEI Hermínia é um dos destaques no atendimento da educação infantil na rede municipal de Educação. O espaço foi criado em 2018 e oferece atendimento integral: quatro refeições, cardápios formulados por profissionais e atividades pedagógicas dirigidas, de acordo com a idade.

Novidade voltada para alunos da rede municipal de ensino

O sonho de ser tornar um desenhista profissional e colocar todo o talento em pratica vai ficar ainda mais próximo de se realizar para os alunos da rede municipal de Educação. A Casa da Educação Visconde de Mauá vai abrir mais uma turma de desenho. As aulas ocorrerão no contraturno escolar. As inscrições poderão ser feitas do dia 31 de julho ao dia 3 de agosto, das 9h às 19h na secretaria da Casa da Educação – Avenida Barão do Rio Branco, nº 03.

O curso de desenho será ministrado por Alexandre Rivero. “A ideia é a de mostrar proporção, como fazer composição, como desenhar dentro das formas, os detalhes dos traços, sombra, luz e estimular a criação”, afirma Alexandre.

Alexandre Rivero é formado pela Escola de Artes Visuais do Rio de Janeiro em desenho e pintura. Atualmente, ministra curso de ilustração científica no Museu Nacional - UFRJ.

“Cada criança será orientada de acordo com sua opção de expressão e as técnicas necessárias serão oferecidas para isso”, completa Alexandre.

Segundo a diretora da Casa da Educação Visconde de Mauá, Catarina Maul, mais 10 alunos serão contemplados com a novidade. “Já temos 40 alunos participando das aulas de desenho com o professor Rodrigo Santana CB e, agora, mais um profissional se junta ao nosso time. É muito satisfatório oferecer esse tipo de curso para as crianças. Temos muitos talentos na rede municipal de Educação que precisam apenas de um estímulo para se dedicar ao mundo das artes”, conta Catarina.

Aulas ocorrerão entre agosto a novembro

As particularidades da rotina diária vivenciados pelos profissionais que atuam na educação infantil serão discutidas durante o curso "Cartas entre educadores das infâncias: compartilhando desafios da prática", que será ministrado no 2º semestre a partir de uma parceria entre a Secretaria de Educação e a UERJ.

Os encontros, que começam em agosto e terminam em novembro, ocorrerão no CEI Zilda Arns. Podem se inscrever os educadores e professores que atuam diretamente com turmas da educação infantil, nas escolas e CEIs da rede municipal de Educação.

“Os cursos e formações destinados aos servidores da rede municipal de Educação fortalecem o trabalho que é realizado nos ambientes escolares em prol da qualidade da educação. A troca de informações e experiências é extremamente importante para os profissionais”, disse a secretária de Educação, Samea Ázara.

Ainda segundo Samea, outros cursos serão oferecidos ao longo do 2º semestre. “A equipe de formação continuará ofertando encontros para os profissionais. É importante que todos fiquem atentos aos prazos de inscrição. Todas as escolas e CEIs são previamente informados sobre os cursos e suas datas de realização”, explicou.

Podem ser inscrever educadores e/ou professores de educação infantil. As aulas serão ministradas pela professora Dra. Heloisa Josiele Carreiro em parceria com a UERJ – FFP e os encontros serão quinzenais.

São 30 vagas em cada turma. A inscrição pode ser feita pelo e-mail: carreiro.extensã O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. @gmail.com sendo necessário encaminhar os dados: nome da escola ou CEI, nome do municipio, nome completo do cursista, e-mail e contato telefonico.

Vale salientar que a prioridade será dos cursistas que participaram da primeira etapa da formação, ocorrida em 2017. A tabela com os dias e horários da formação já foi encaminhada para as unidades educacionais.

Sede da secretaria – Frei Memória – funciona das 9h30 às 18h30

As férias na rede municipal de ensino terminam no dia 31 de julho. Até lá, as escolas e Centros de Educação Infantil ficam fechadas. No entanto, os departamentos da Secretaria de Educação funcionam normalmente na sede da Secretaria – Frei Memória. O funcionamento ocorre de segunda a sexta-feira, das 9h30 às 18h30. Na Secretaria de Educação os pais ou responsáveis podem retirar dúvidas sobre o funcionamento das unidades escolares, transferências e novas matrículas. Servidores também podem ser atendidos no RH da Secretaria.

Um dos setores mais procurados nessa época do ano é o da Inspeção Escolar. O Departamento é responsável pela emissão de declarações e documentos relativos às escolas municipais, além de históricos escolares para matrícula nas escolas da rede estadual.

Ao longo do ano, o setor de Inspeção Escolar acompanha o trabalho pedagógico das escolas da rede e acompanha o processo de autorização para funcionamento das unidades que atendem a educação infantil da rede particular.

Vale destacar que o calendário oficial 2018 foi divulgado pela Secretaria de Educação e publicado no Diário Oficial do dia 28 de dezembro de 2017. As datas orientam o funcionamento das instituições de ensino de Petrópolis – particulares e públicas.

O planejamento leva em consideração a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), Lei Federal nº 9.394 de 20 de dezembro de 1996, que prevê a obrigatoriedade de no mínimo de 200 dias letivos de aulas em todas as unidades escolares. A lei determina uma carga horária anual mínima de 800 horas, a serem distribuídas durante esses dias, o que resulta em, pelo menos, quatro horas diárias de trabalho escola.

Encontro ocorreu no Salão Nobre da UCP

O calendário oficial do ano letivo de 2019, liberação de licenças prêmio e convocação de concursados foram alguns assuntos abordados durante um bate-papo entre a equipe da Secretaria de Educação e os diretores das unidades educacionais da rede municipal ocorrido nessa terça-feira (18.12) no Salão Nobre da UCP.

A intenção foi a de apresentar os integrantes da equipe técnica, tirar dúvidas e colocar a Secretaria de Educação à disposição para ajudar no que for necessário.

Na ocasião, a Secretaria mostrou as ações que estão em andamento na Secretaria de Educação. Em fevereiro, o governo vai liberar mais licenças prêmios, um pedido antigo da categoria e há o planejamento de convocação de concursados.

Outro ponto citado na reunião foi o calendário do ano letivo de 2019. O documento, aprovado pelo Conselho Municipal de Educação prevê que as escolas sejam abertas no dia 1º de fevereiro para início da rotina administrativa e as aulas começarão no dia 4 de fevereiro. O planejamento prevê 200 dias de aulas letivos conforme a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), Lei Federal nº 9.394 de 20 de dezembro de 1996. De acordo com o calendário, as aulas terminarão no dia 18 de dezembro.

“A equipe da Secretaria de Educação está à disposição para atender a todos. Os profissionais que estão à frente dos departamentos também poderão dar suporte aos gestores sempre que for necessário”, completou a subsecretária de Educação, Adriana Velasco.

O tema das produções para 2019 é “O lugar onde vivo”

A escritora mineira Conceição Evaristo é a grande homenageada nesse ano da Olimpíada de Língua Portuguesa que está com inscrições abertas até o dia 30 de abril. Podem participar da competição professores da rede pública e seus alunos do 5º ano do Ensino Fundamental até o 3º ano do Ensino Médio. A Olimpíada de Língua Portuguesa é um concurso de produção de textos para alunos de escolas públicas de todo o país. Iniciativa do Ministério da Educação e do Itaú Social, com coordenação técnica do CENPEC, a Olimpíada integra as ações desenvolvidas pelo Programa Escrevendo o Futuro. Informações e inscrições no site www.escrevendoofuturo.org.br.

O tema das produções nesse ano é “O lugar onde vivo”. Uma das principais novidades para a 6ª edição é a inclusão de um novo gênero/categoria de inscrição, entre os já existentes: o Documentário. Professores e estudantes de todo o Brasil contarão com o apoio do Escrevendo o Futuro para a realização das oficinas em sala de aula. Serão cinco gêneros, distribuídos da seguinte maneira: Poema (5º ano do ensino fundamental), Memórias Literárias (6º e 7º anos do ensino fundamental), Crônica (8º e 9º ano do ensino fundamental), Documentário (1º e 2º anos do ensino médio) e Artigo de Opinião (3º ano do ensino médio).

É importante que as escolas participem dessa olimpíada, que estimula o desenvolvimento de gêneros textuais, o que agrega conhecimento para esses jovens. A cidade tem muitos talentos na rede municipal de Educação e os resultados das olimpíadas revelam isso. Alunos petropolitanos já são reconhecidos pelas ótimas notas na Olimpíada de Matemática e a Secretaria de Educação acredita que encontrará muitos talentos nessa competição de Língua Portuguesa.

Segundo a organização da Olimpíada, as premiações para semifinalistas, finalistas e vencedores nas categorias Poema, Memórias Literárias, Crônica, Artigo de Opinião e Documentário também reservam surpresas e novidades que serão divulgadas em breve, inclusive com o lançamento de um caderno de orientação.

Oficina de fotografia e exposição

Sensibilização dos alunos para a importância do Patrimônio Cultural local. Esse é o objetivo da oficina sobre Educação Patrimonial que está sendo realizada pela Secretaria de Educação com alunos de escolas da Posse e Itaipava. A atividade, que já realizou oficina diferenciada com esse público, também contará com exposição de fotografia sobre Petrópolis, uma forma de homenagear a cidade pelo seu aniversário de 177 anos – comemorado no dia 16 de março.

A intenção, segundo o Departamento de Projetos da Secretaria de Educação, é a de provocar uma maior reflexão crítica sobre a diversidade, a beleza e a riqueza do patrimônio cultural e natural brasileiro. Através de papel, lápis de cor e giz de cera, os alunos foram estimulados a criar os roteiros do patrimônio eles conhecem - casas, prédios e paisagens, personalidades, pessoas e animais e coisas como objetos, comida e danças e que eles consideram e reconhecem como importantes para a história e a memória local e que precisa ser preservada como patrimônio cultural local.

“A ideia é estimula-los para que eles possam ter um olhar diferente para as paisagens diária e eternizar esse momento através da fotografia. As fotos ficarão expostas em mostras na Posse e, depois, no Centro de Petrópolis como forma de homenagear a cidade pelo seu aniversário”, explica Ana Lucia de Oliveira, professora da equipe de projeto e responsável pela iniciativa.

A mostra, que terá como tema: “Amo minha cidade, amo meu distrito” será inaugurada no dia 17 de março na Praça Ceu, na Posse.

Participarão, ao todo, da iniciativa, alunos de escolas da Posse, Itaipava e Pedro do Rio, matriculados do 4º ao 9º ano do ensino fundamental.

Curso é voltada para alunos da rede municipal

Aulas serão ministrada por Rodrigo Santana CB

Alunos da rede municipal de Educação já podem se inscrever para mais um curso de fotografia ofertado pela Casa da Educação Visconde de Mauá. As aulas, ministradas pelo professor Rodrigo Santana CB, ocorrerão nas quartas-feiras, a partir do dia 10 de outubro.

Podem se inscrever alunos do ensino fundamental - entre 12 e 15 anos – matriculados na rede municipal de Educação. As aulas começam as 14h30 e terminam às 16h30.

O curso “Introdução a arte da fotografia”, tem como objetivo despertar o gosto pela fotografia, a partir dos melhores ângulos e iluminação. “Até mesmo as fotos das câmeras dos celulares podem ter um resultado incrível. Os equipamentos simples podem e devem ser usados por aqueles que apreciam a arte”, afirma Rodrigo Santana CB.

De acordo com o professor, os alunos terão a oportunidade de aprender sobre enquadramento e até fotografia de produtos, além das técnicas básicas em estúdio, composição e controle de luz.

“A fotografia pode começar como um hobby e se tornar uma grande paixão, até mesmo uma profissão e tudo começa com o estimulo. O professor Rodrigo é muito querido pelos alunos e a cada aula consegue extrair o melhor do talento de cada um deles”, diz a diretora da Casa da Educação, Catarina Maul.

Informações adicionais podem ser obtidas pelo telefone 2246-8661. As inscrições podem ser feitas na secretaria da Casa que funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h. Estão sendo disponibilizadas 15 vagas. Os documentos necessários para a matrícula são: cópia da certidão do nascimento e do comprovante de residência, declaração escolar, cópia da identidade do responsável e uma foto 3x4.

Pagina 2 de 157

Banner INFOS ATUAIS2

Notícias por data

« Maio 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31

Prestação de conta COVID-19

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

Cadastro da inscrição do IPTU para crédito da Nota Imperial

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo