O tema será Fraternidade e Superação da Violência

Alunos do ensino fundamental das escolas da rede municipal participarão no dia 25 de outubro, às 9h30, no Teatro Afonso Arinos, do Festival de Esquetes do Ensino Religioso. Nesse ano, 30 alunos de três escolas participarão da apresentação.

De acordo com a Divisão de Ensino Religioso da Secretaria de Educação, os esquetes deverão mostrar mensagens de fraternidade, a promoção da cultura de paz, de reconciliação e da justiça, propondo caminhos da não violência.

A intenção é que as escolas incentivem, através dessas mensagens, a solidariedade entre as pessoas, a igualdade e a promoção de direitos humanos.

Participarão do evento as escolas: São Judas Tadeu, Santa Maria Gorette e Loteamento Samambaia. Durante o festival, cada escola só poderá apresentar um esquete. Os esquetes serão inéditos, obedecendo ao tempo máximo de dez minutos, contendo até dez atores participantes.

Receberão troféus os melhores textos. Eles serão julgados com relação ao roteiro original e criatividade. Também serão levados em consideração a harmonia e o cenário.

O festival movimenta as escolas. Os alunos ajudam a montar os textos, estudam e fazem questão de ensaiar. O resultado é sempre muito bonito. Vale a pena prestigiar.

 

São 210 vagas em 2018 para o 6º ano do ensino fundamental

O processo de seleção para admissão ao 6º ano do ensino fundamental do Liceu Municipal Prefeito Cordolino Ambrósio teve a adesão de 317 inscritos. As provas serão aplicadas no domingo, dia 1º de outubro, das 14h às 17h na sede da escola. O candidato deverá comparecer ao local da prova com antecedência de uma hora para o início da prova, ou seja, às 13h.

Os candidatos com deficiência farão as provas das 14h às 18h. O resultado preliminar será divulgado no site da prefeitura no dia 11 de outubro de 2017, a partir das 14h. O conteúdo programático das provas pode ser conferido no edital. O processo de seleção para admissão ao 6º ano do ensino fundamental do Liceu Municipal Prefeito Cordolino Ambrósio foi publicado no Diário Oficial do dia 31 de agosto. As vagas serão preenchidas de acordo com a ordem de classificação dos candidatos. As inscrições foram feitas no setor de matrículas da Secretaria de Educação até o dia 15 de setembro.

As provas serão aplicadas no horário correto. Aos pais, pede-se atenção ao horário de chegada dos alunos. A equipe da Secretaria de Educação vai dar suporte durante a aplicação das provas.

O edital da seleção está disponível no endereço eletrônico da Prefeitura de Petrópolis (http://www.petropolis.rj.gov.br). O cartão de confirmação de Inscrição deverá ser apresentado pelo candidato no dia e local de realização da prova.

Candidatos farão provas de Língua Portuguesa e Matemática

Os candidatos ao Processo de Seleção deverão prestar prova de Língua Portuguesa e Matemática. A prova é objetiva, de múltipla escolha, com 30 questões, valendo um ponto cada. Sendo 15 de língua portuguesa e 15 de matemática. A divulgação do número de acertos da prova, resultado preliminar, se dará por meio de listagem nominal, por ordem alfabética.

Será considerado faltoso e, portanto, eliminado, o candidato que comparecer ao local de realização da prova após o horário permitido para entrada. No dia da prova, o candidato deverá apresentar obrigatoriamente, o Cartão de Confirmação de Inscrição e documento do aluno (certidão de nascimento ou RG, original ou cópia).

Os resultados do Processo de Seleção serão divulgados no endereço eletrônico da Prefeitura de Petrópolis (http://www.petropolis.rj.gov.br) e afixados na Secretaria de Educação – Frei Memória, na Gerência de Atendimento ao Educando (Setor de Matrícula). Os candidatos serão convocados para matrícula, obedecida a ordem de classificação mediante listagem nominal divulgada no endereço eletrônico da Prefeitura de Petrópolis.

O pedido de vista de prova poderá ser feito no setor de matrícula no dia 16 de outubro, das 13h às 17h. A primeira convocação será feita no dia 20 de outubro, a partir das 14h e a pré-matrícula dos classificados da primeira convocação será feito na secretaria do Liceu, de 06 a 10 de novembro de 2017, das 10h às 18h. A efetivação da matricula será feita de 18 a 21 de dezembro na secretaria do Liceu.

A segunda convocação será publicada no site da prefeitura no dia 19 de janeiro de 2018 a partir das 14h. Já a matricula dos convocados da segunda convocação será nos dias 24, 25 e 26 de janeiro de 2018, das 10h às 18h.

Prova: Liceu Municipal Prefeito  Cordolino  Ambrósio (Rua  Oscar  Weinschenck,  150, Centro, 1º de outubro), de 2017, das 14h às 17h. Candidatos com deficiência, das 14h às 18h.

Resultado Preliminar:  http://www.petropolis.rj.gov.br no dia 11 de outubro de 2017, a partir das 14h.

Pedido de vista de prova: Secretaria de Educação – Frei Memória. Gerência de Atendimento ao Educando (Setor de Matrícula), 16 de outubro de 2017, das 13h às 17h.

Vista de prova: Secretaria de Educação – Frei Memória, no dia 18 de outubro de 2017, das 13h às 17h.

Resultado Final:  Primeira Convocação: http://www.petropolis.rj.gov.br, dia 20 de outubro  de  2017, a partir das 14h.

Pré-Matrícula dos classificados da Primeira Convocação: Na secretaria do Liceu: de 06 a 10 de novembro de 2017, das 10h às 18h.

Efetivação da matrícula dos aprovados da Primeira Convocação: Mediante apresentação da declaração de escolaridade ou histórico escolar constando a aprovação do 5º ano escolar do Ensino Fundamental (secretaria do Liceu): De 18 a 21 de dezembro de 2017, das 10h às 18h.

Segunda Convocação: http://www.petropolis.rj.gov.br, no dia 19 de janeiro de 2018, a partir das 14h.

Matrícula dos Convocados da Segunda Convocação

Na secretaria do Liceu: 24, 25 e 26 de janeiro de 2018, das 10h às 18h. 

Programação terá mostra das melhores criações e premiação

Vídeos serão apresentados no Festival de Cinema de Petrópolis

"Qualidade de vida na comunidade com sustentabilidade". Esse é o tema do Festival de Vídeo das Escolas da Rede Municipal. Trinta e cinco escolas participarão do evento e os melhores vídeos serão premiados durante uma cerimônia. Representantes das unidades educacionais participaram, nessa quinta-feira (22.08) de uma oficina sobre os benefícios da sustentabilidade.

“A intenção foi a de fomentar ideias sobre o tema para que as escolas possam se inspirar. Neste ano, os vídeos produzidos nas escolas também serão divulgados durante o Festival de Cinema de Petrópolis, em setembro, e em sessões especiais no Centro e na Posse, para que os alunos possam apreciar as suas criações”, explicou Ana Lúcia de Oliveira, da equipe de Projetos da Secretaria de Educação.

A oficina foi ministrada por Lucas de Almeida Braga, formado em Ciência Ambiental, produtor orgânicos e professor de educação ambiental. “A sustentabilidade é um tema muito interessante e pode ser trabalhado de diversas formas com o público jovem”, contou.

Todas as escolas participantes do festival receberão certificado de participação. 

Serão premiados os cinco melhores vídeos das categorias: Alunos do 1º segmento; Alunos do 2º segmento; Ensino médio; Educação Especial e EJA. O objetivo é o de promover a integração entre as escolas, motivar o exercício da leitura crítica da mídia televisiva e a produção audiovisual com foco nas atividades pedagógicas voltadas ao currículo escolar.

A data limite para entrega dos vídeos finalizados será 27 de setembro. Para cada trabalho inscrito deverão ser entregues três mídias (CDV) com vídeo editado. Junto com os documentos: autorizações de uso de imagem, sinopse do vídeo, ficha técnica com título, duração, nome da escola, nome do professor responsável e dos alunos participantes.  Os trabalhos deverão ser entregues no Departamento de Ensino Fundamental.

Os vídeos serão selecionados pela comissão organizadora, sob os critérios: originalidade, organização na apresentação do material, roteiro, apresentação da documentação exigida, mensagem educativa e qualidade técnica. Os filmes deverão ter duração mínima de 5 minutos e máxima de 10 minutos. Os vídeos selecionados serão divulgados no dia da premiação. A data e hora serão divulgados posteriormente.

O processo seletivo para as 260 vagas para o 6º ano do Ensino Fundamental do Liceu Municipal Prefeito Cordolino Ambrósio reuniu 359 estudantes para a prova, que aconteceu no último domingo (4/10) na sede da escola (Rua Oscar Weinschenck, nº 150). O resultado final com a primeira convocação dos aprovados será divulgado no dia 19 de outubro.

“O processo aconteceu de forma tranquila e organizada. Essa é uma iniciativa que garante o ingresso ao Liceu de forma democrática, garantindo a todos a chance de estudarem nessa unidade, que a cada ano, tem a qualidade no ensino reconhecida”, destacou a secretária de Educação Mônica Freitas, informando ainda o registro de apenas 28 faltas.

A prova foi objetiva, de múltipla escolha, com questões de Língua Portuguesa e Matemática. O resultado preliminar será divulgado no dia nove de outubro no site da Prefeitura. O período de matrículas começará em nove de novembro.

Salas ‘multisseriadas’ comprometem rendimento escolar.
Secretaria propõe mudanças para oferecer ensino de qualidade.

Alunos de séries diferentes tendo aulas na mesma sala e com o mesmo professor. Esta é a situação de 36 estudantes da Escola Municipalizada Sebastião Lacerda, no Rocio. Realocar estes alunos para escolas que estejam com funcionamento pleno e eficiente é a meta da Secretaria de Educação.  A mudança tem resistência da comunidade, no entanto, a secretaria tem levado ao local informações sobre a melhoria do ensino e a garantia de transporte para os alunos.

A nova escola fica em um bairro vizinho e o  transporte será feito pela Secretaria de Educação. O mesmo caso é registrado no Brejal: 29 alunos também em séries diferentes dividem as mesmas salas de aulas e os mesmos professores.

“Estudamos estas duas regiões e há uma questão pedagógica emergencial para que estes estudantes tenham um ensino de qualidade, o rendimento que precisam para as próximas etapas de educação e de formação profissional”, explica o secretário de Educação, Anderson Juliano.

A Secretaria levou aos pais, em reuniões, as mudanças propostas. “Toda mudança gera apreensão. Estamos fazendo uma nova abordagem com os pais para explicar melhor o risco de má formação educacional a que seus filhos estão submetidos”, aponta Anderson Juliano.

As duas escolas também têm número pequeno de alunos. No Rocio, apenas os 36 estudantes e no Brejal, os 29 alunos somente. A falta de investimentos e de professores levou a estes alunos, em gestões passadas, serem submetidos à prática das salas multisseriadas.

“Defendo que deve ser proibida por lei na cidade, deve ser banida”, afirma Anderson Juliano.

Ensino no campo também tem estudantes de séries diferentes dividindo a mesma sala e professor

Dos mais de 2 mil alunos da Posse, 29 deles passam pelo mesmo prejuízo de aprendizado. Matriculados na Escola Municipal Antônio José de Lima, localizada no Brejal, estes 29 alunos são divididos em duas salas de aula, sendo que os que estão no 3º, 4º e 5º período da educação infantil dividem um espaço e os demais, matriculados do 1º ao 5º ano do ensino fundamental, estão na outra sala.

“Os alunos têm o direito de estudar no ano de escolaridade correspondente ao da idade dos demais. Como poderemos garantir uma qualidade de ensino eficiente em um ambiente que reúne cinco classes diferentes? O prejuízo para estes alunos vai ser sentido em suas vidas como cidadãos”, considera Anderson Juliano.

Reuniões estão sendo feitas com a comunidade do Brejal sobre a possibilidade de transferência dos alunos para a Escola Municipal Avelino de Carvalho, outra escola considerada rural localizada na mesma região. Neste caso, a secretaria também vai garantir o transporte dos alunos. “Apresentamos nosso levantamento para a comunidade e o mesmo será feito para o Conselho Municipal de Educação”.

 

Aulas com o professor Rodrigo Santana CB

Estimular o talento do desenho nas crianças que gostam da arte. Com essa intenção, a Casa da Educação implantou nesse ano, aulas de desenho com o professor e ilustrador Rodrigo Santana CB. Atualmente, 36 alunos – com idades entre 8 e 12 anos – estão participando das aulas. Rodrigo também é o responsável pelo minicurso de fotografia para 18 crianças.

“As aulas que envolvem técnicas artísticas ajudam os alunos na coordenação motora e desenvolvimento da criatividade. A Casa da Educação está de parabéns por mais essa iniciativa”, disse a secretária de Educação, Samea Ázara.

As aulas ocorrem às quartas-feiras. Rodrigo já pintou inúmeros painéis na cidade, ilustrou mais de 10 livros, já teve experiências internacionais com sua arte, além de ter ministrado palestras em vários estados do Brasil.

“Nas aulas os alunos aprendem o básico sobre a criação de personagens, composição de cenário, técnicas de ampliação, técnicas de pintura e combinações de cores, além de Interpretação de textos com desenhos”, explica CB.  

“Um privilégio ter este espaço criativo de expressão para nossos alunos. O desenho está presente na vida dos mesmos desde a primeira infância, mas ter domínio de algumas técnicas mostra que aquilo que usam como hobby pode até ser profissão, se eles desejarem. Só vejo gente animada chegando nas quartas-feiras”, contou a diretora da Casa da Educação, Catarina Maul.

A sala onde as aulas de desenho ocorrem está decorada com frases motivacionais, o que deixa as crianças ainda mais animadas. “Eu estou muito animado com as aulas. O professor é muito paciente e criativo. É a realização de um sonho poder aprender com uma pessoa com tanto conhecimento e o lugar é muito bonito”, contou Theo Paiva, de 10 anos.

Rodrigo Santana CB também está ministrando minicursos de dois meses para alunos de 11 a 16 anos da rede municipal. Mais informações sobre as aulas podem ser obtidas na secretaria da Casa da Educação, que funciona de segunda a sexta-feira, das 9 às 18h, na Avenida Barão do Rio Branco, nº 03.

Projeto Inclusão Social e Esportiva de Petrópolis (ISE)

 Alunos da rede pública municipal com necessidades especiais – 39 estudantes -  terão a oportunidade de participar de aulas de natação na Escola Municipal Monsenhor João de Deus Rodrigues, por meio do projeto de Inclusão Social e Esportiva de Petrópolis (ISE) lançado na segunda-feira (14.08) na unidade. Na ocasião, foi realizada uma reunião entre os pais, alunos e diretores das escolas envolvidas. 

“A intenção é a de promover a prática esportiva como alternativa de inserção social de pessoas com necessidades especiais, mostrando a importância de participar das atividades esportivas. Essa escola já é uma referência nesse quesito porque oferece aulas de natação inclusive para comunidade. Agora, estamos dando mais um passo importante na rede municipal, promovendo aulas adaptadas para os alunos que precisam de uma atenção especial”, disse o secretário de Educação, Anderson Juliano. 

Na ocasião, os alunos e os responsáveis conheceram a piscina e o professor de natação, William Moreira, que contará com o suporte de dois estagiários. A supervisão do projeto será da Secretaria de Educação, pelo Departamento de Educação Especial. As escolas acompanharão a frequência e participação dos alunos nos projetos e a coordenação do projeto ficará com o Instituto Brasileiro de Desporto e Cultura.

“Nossa intenção é a de mostrar aos alunos que eles podem fazer atividades diferentes e que todos possuem habilidades. Quem sabe não conheceremos um futuro atleta a partir dessas aulas? Tudo é possível”, explicou William.

As aulas ocorrerão às segundas-feiras, com 40 minutos cada turma. “No Centro, temos o Centro de Referência que oferece várias atividades no contraturno, mas vocês dos distritos estão inaugurando um novo passo na rede municipal de Educação, a natação adaptada. É um ganho enorme esse projeto de inclusão social esportiva”, afirmou Bianca Caetano, diretora do Departamento de Educação Especial da Secretaria de Educação.

A piscina da E.M Monsenhor João de Deus Rodrigues é térmica. “Todos são bem-vindos a esse espaço. Esse é um sonho que está se concretizando, uma oportunidade única para os distritos. O professor e os estagiários passaram por uma capacitação especial para atender esses alunos”, contou Ney Marcos de Paula, diretor da E.M Monsenhor João de Deus Rodrigues. 

“A nossa intenção é a de levar futuramente, esse projeto para Petrópolis. Agradecemos a confiança e a colaboração das diretoras e pais de alunos”, afirmou durante a reunião com os responsáveis, a subsecretária de Educação, Márcia Palma.

A iniciativa agradou pais e alunos, que se mostraram animados.“É uma oportunidade única e sei que vai fazer bem à minha filha. Estou emocionada”, disse Silvana Quintela, mãe de Júlia, 15 anos, aluna da E.M Augusto Pugnaloni. “Muito importante essa iniciativa. O mais legal é que ela poderá vir com o esporte na escola, com segurança. Estamos muito felizes”, disse Juvelina de Jesus, avó de Larissa, de 9 anos, aluna da Escola Municipalizada Santa Terezinha.“Estou animada para começar. Adorei a piscina”, contou Júlia.

Além promover a prática esportiva como alternativa de inserção, o projeto pretende agregar valores como inclusão e valorização social da pessoa com deficiência e proporcionar autonomia e emancipação aos participantes.

Os alunos matriculados nas aulas de natação são da E.M Augusto Pugnaloni, E.M Dr. Theodoro Machado, E.M Dr. Paula Buarque, Escola de Educação Integral Padre Quinha, E. M Amélia Antunes Rabello, Escola Municipalizada Santa Terezinha, E.M Dt. Barros Franco, E.M Monsenhor João de Deus Rodrigues, E.M Carlos Canedo, Escola Municipalizada Moyses Furtado Bravo e E.M Oswaldo da Costa Frias.

Termina nessa quarta-feira (27.11) a programação do 3º Encontro Literário da Posse, realizado pelo Departamento de Projetos da Secretaria de Educação com os alunos das escolas da rede municipal situadas na Posse. O fechamento contará com uma visita a Fazenda Vira Mundo, no Brejal.

A expectativa é de que mais de 200 alunos participem das atividades promovidas durante o Encontro Literário.

A programação do último dia do evento contará com bate papo com os autores Catarina Maul e Leferr e oficina com Paula Hungria Machado com o tema: Ilustrações Inventadas.

Nessa quarta-feira (26.11) a programação contou com lançamento do livro: Memórias fotográficas - escritor Leferr, oficina “Pintando com o escritor”, Contação de história: Florisbela conta um conto, com Beth Silveira e o teatro adaptação do poema Morte e Vida Severina de João Cabral de Melo Neto.

Evento vai ocorrer nos dias 17 e 18, a partir das 18h

Pela primeira vez, Petrópolis será palco do 3º Festival de Contos do Rio de Janeiro, que vai ocorrer nesta sexta-feira (17.11) e sábado (18). O local escolhido para sediar o evento é Casa da Educação Visconde de Mauá. Nesst ano foram inscritos 700 contos no festival. Vinte e cinco deles foram selecionados como sendo os melhores. A iniciativa é da Organização Literate - Associação Internacional de Escritores e Artistas, com sede em Cabo Frio e representações em nove países. A programação contará ainda com curta metragem e oficina.

É a primeira vez que o festival ocorre em Petrópolis. A Casa da Educação ter sido escolhida para abrigar esse festival é uma alegria para a Rede Municipal de Educação. Todos os eventos que evidenciam a cultura, leitura e a arte da escrita são importantes para incentivar os alunos.

Para Izabelle Valladares, idealizadora do evento, esse é o Festival mais Intimista do Gênero. “O Festival de Contos do Rio de Janeiro é o maior festival do gênero no Estado. A Entrada será franca e contará com oficinas de criação do Gênero, leituras dramatizadas, além de lançamentos literários, feirinha de livros dos autores selecionados, premiação da Academia de Trovadores e Premiação dos Melhores Contistas 2017 da Editora Mágico de Oz”, explica Izabelle.

Os melhores contos serão escolhidos durante o festival por meio de votação. O primeiro lugar ganhará R$ 1 mil em dinheiro. Já o segundo e o terceiro lugar receberão certificados e troféus. Nesse dia, atores farão a dramatização dos dez melhores.

Na sexta-feira, a programação começa às 17h com a abertura da Exposição "Sorrisos e Ares" às 17h com um tradicional Chá das 5. Já às 18h ocorrerá a apresentação do curta-metragem “O desespero de Sophie”. Em seguida o evento abordará a dramatização de textos. Nesse dia, a partir das 19h tem lançamento dos livros “3º Festival de Contos” e “Pablo Neruda e Convidados”.

No dia seguinte, a programação começará às 15h com premiação do Concurso Petropolitano de Trovas - Prêmio e Homenagem Roberto Francisco. Às 16h terá oficina de criação de contos e debate com autores convidados sobre Literatura infantojuvenil. Já às 17h, pausa com o Chá das 5 e às 18h tem Posse Acadêmica da ALAF - Academia de Letras e Artes de Fortaleza. A programação continuará às 18h30 com entrega da premiação da Editora Luso-brasileira Mágico de Oz, aos melhores contistas do ano, seguida da entrega da premiação e resultados do Festival.

“A Casa da Educação Visconde de Mauá sente-se honrada por receber um evento literário em um nível nacional e que trará escritores de várias cidades para nossa Petrópolis. Estamos ansiosos para receber o projeto”, afirma a diretora da Casa da Educação, Catarina Maul.

Quarenta alunos da Escola Municipal Bataillard prestigiarão a peça “O Mágico de Oxente” que será encenada na quinta-feira (22.06), às 15h, no Theatro Dom Pedro. Participarão do evento os alunos do 1º e 2º ano do ensino fundamental. Os ingressos foram disponibilizados pelo projeto Sesi Cultural.

A diretora da E.M Bataillard, Sandra Reis, disse que as crianças estão muito animadas. “Muito boa essa oportunidade. Toda vez que temos a chance de levá-los para participar desse tipo de atividade, ficamos muito felizes. É a grande verdade, não queremos só comida, queremos arte também. A atividade ainda tem o diferencial de ocorrer no teatro municipal, tem esse diferencial. Os alunos saem do ambiente escolar e aprendem coisas novas no trajeto, sobre ruas e a história da cidade”, conta Sandra.

 No espetáculo “O Mágico de Oxênte”, Doroutê é uma criança muito levada que, apesar da escassez do sertão nordestino, vive feliz com sua tia Ema. Até que um dia uma súbita tempestade de areia muda completamente sua vida. Na Terra do Cangaço, a menina calça seus sapatinhos de carcará e atravessa o deserto pelo Caminho de Mandacaru para encontrar o grande Mágico de Oxênte e, com sua ajuda, retornar para casa. O espetáculo traz muitas aventuras, fantasias e descobertas, como o paradisíaco Canyon do Xingó, mas também novas amizades, como o Espantalho, o Homem de Lata e o Leão, e perigos, como a temível bruxa Malva.

Pagina 7 de 157

Banner INFOS ATUAIS2

Notícias por data

« Maio 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31

Prestação de conta COVID-19

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

Cadastro da inscrição do IPTU para crédito da Nota Imperial

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo