Iniciativa é da Secretaria de Educação

As inscrições para o Seminário de Educação "A Educação nos move: repensando ideias, atualizando propostas” já estão abertas no site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br). O seminário, realizado pela Secretaria de Educação, será realizado nos dias 23, 24 e 25 de outubro, na UCP e tem como objetivo discutir as boas práticas e apresentar alguns projetos que se destacaram na rede municipal.

As inscrições poderão ser feitas até o dia 18 de outubro. No dia 23 a programação será das 13h às 17h. No dia 24 das 8h às 17h e no dia 25 de outubro das 8h ás 11h. Os horários e as salas onde os assuntos serão tratados estão na programação no site da prefeitura.

Confira a programação:

23/10 – QUARTA-FEIRA

13h – Credenciamento

13h30 – Café

14h – Abertura do evento

14h15 – Apresentação Musical (orquestra de violões – Casa da Educação)

14h30 – Palestra de Abertura (Teresa Pontual – Gerente Executiva da FGV EBAPE/CEIPE)

15h30 – Tempo para perguntas

16h –  Mesa Redonda c/ 3 trabalhos: Apresentação de Prática de Sucesso (Banner)

17h – Encerramento

24/10 – QUINTA-FEIRA

MANHÃ

8h – Credenciamento, café e encaminhamento para salas

8h30 às 9h50

Sala 1 – Brincadeiras Musicais na Educação Infantil - Ana Laura Simão – Graduada em música e especializada em Educação Integral

Sala 2 – Currículo - Ana Lúcia Tavares - Licenciatura em Letras e Pedagogia –UNIFLU Especialização em Políticas Públicas – FGV / Pós-Graduação em Docência do Ensino Superior – UERJ/FAFIC - Coordenadora da Educação Básica – SMECE - Professora da rede pública de Ensino.

Sala 3 – As habilidades cognitivo-linguísticas e sua relação com o desenvolvimento da leitura e escrita – Thais Gomes Braga da Silveira

Sala 4 – Bianca Caetano – Centro de Referência em Educação Inclusiva João Pedro de Souza Rosa

Sala 5 – Repensando as práticas de avaliação- Bianca Dela Nina – Mestre em                                        Educação e Mestre em Português e Linguística 

10h – Mesa Redonda Boas Práticas

11h – Encerramento

TARDE

13h – Credenciamento, café e encaminhamento para salas

13h30 às 14h50

Sala 1 – Brincadeiras Musicais na Educação Infantil - Ana Laura Simão – Graduada em música e especializada em Educação Integral

Sala 2 – Currículo - Ana Lúcia Tavares - Licenciatura em Letras e Pedagogia –UNIFLU Especialização em Políticas Públicas – FGV / Pós-Graduação em Docência do Ensino Superior – UERJ/FAFIC - Coordenadora da Educação Básica – SMECE - Professora da rede pública de Ensino.

Sala 3 – As habilidades cognitivo-linguísticas e sua relação com o desenvolvimento da leitura e escrita – Thais Gomes Braga da Silveira

Sala 4 – Bianca Caetano – Centro de Referência em Educação Inclusiva João Pedro de Souza Rosa

Sala 5 – Material Adaptado através do brincar – Thiago de Araujo (Coordenador da Brinquedoteca da Recriasce / Responsável pelos projetos da Criative Ideias)

15h às 16h - Salão – Neurociências e o desenvolvimento das potencialidades em sala de aula - Martha Relvas (Coordenadora do Programa de Pós-graduação de Neurociência Pedagógica da UCAM/AVM)

16h – Mesa Redonda Boas Práticas

17h – Encerramento

25/10 – SEXTA-FEIRA

8h – Credenciamento, café e encaminhamento para salas

8h30 às 9h30 - Cíntia da Luz Rodrigues – Doutoranda e Mestre em Educação pelaUFF, Avaliadora Educacional Técnica da SASE/MEC

10h –  Palestra e encerramento -  Pilar

Mais de 100 estudantes de 15 escolas da rede municipal de Educação participaram nessa quarta-feira (06.08) da abertura da 1ª edição da GEDs – Gincana Estudantil dos Distritos, realizada na Praça CEU, na Posse. O evento contou com apresentação de vídeo sobre a história das unidades escolares e danças, com coreografias preparadas pelos alunos. Até o final do mês, os estudantes participarão de gincanas com temas diferentes, cada assunto em uma escola.

A gincana é uma ação organizada pelos diretores das escolas localizadas nos distritos.

Durante a abertura, estudantes realizaram apresentações diferenciadas sobre os temas: personagens folclóricos, frevo, brincadeiras, samba, quadrilha, dança de rua, rock, lambada e provérbios.

“A gincana será mais um momento de integração entre as unidades escolares, todas trabalhando em conjunto, e despertando a atenção dos alunos para temas importantes”, explicou o diretor da EM Monsenhor João de Deus Rodrigues, Ney Marcos de Paula Júnior.

Ao todo serão realizados quatro encontros em formato de gincana: cada uma das 15 escolas levará para cada encontro três estudantes do 5º ano do ensino fundamental e eles responderão as questões elaboradas de acordo com temas pré-selecionados. No dia 13 de agosto a gincana ocorrerá na EM Beatriz Zaleski e o tema será História e Geografia de Petrópolis. No dia 19, o foco será a matemática e a gincana será na EM Dr. Paula Buarque e no dia 22, a Língua Portuguesa vai ser o tema da gincana na EM Carlos Canedo. Já no dia 27, a EM Amélia Antunes receberá os alunos para a gincana sobre Meio Ambiente.

Participarão da gincana as escolas municipais: Amélia Antunes, Arnaldo Dyckerhoff, Augusto Pugnaloni, Avelino de Carvalho, Beatriz Zaleski, Carlos Canedo, Celina Schechner, Hildebrando de Carvalho, Liceu São José, Monsenhor João de Deus Rodrigues, Municipalizada Moysés Furtado Bravo, Oswaldo Costa Frias, Dr. Paula Buarque e Santa Terezinha.

Os estudantes estão animados. “É a primeira vez em que participo de uma gincana com alunos de outras escolas e estou muito animada”, disse Ana Carolina Oliveira, aluna da EM Amélia Antunes Rabelo.

“Gostei muito da ideia da gincana. Tive a oportunidade de participar da montagem sobre o vídeo da minha escola e aprendi coisas que não sabia sobre a história do espaço. Agora estou me preparando para arrasar na gincana”, contou Emanuelli Silva Costa, aluna da Escola Municipalizada Moysés Furtado Bravo.

O encerramento da GEDs será no dia 29 de agosto, às 9h, no Parque Municipal, em Itaipava, com um piquenique entre os alunos participantes.

Cerca de 500 pessoas participaram, na manhã desta terça-feira (23/9), da abertura do I Congresso de Educação Integral de Petrópolis. Diretores de escolas, orientadores, monitores e coordenadores do Programa Mais Educação acompanharam o evento, no Hotel Quitandinha, que contou com a presença do prefeito Rubens Bomtempo. Até sexta-feira (26/9), haverá palestras, workshops, oficinas e cursos para capacitação de monitores para atividades extracurriculares. A proposta do congresso é possibilitar a troca de experiências entre os servidores envolvidos e fortalecer a educação integral na rede municipal de ensino, possibilitando que cada vez mais crianças fiquem no contraturno na escola.

Como explicou o prefeito Rubens Bomtempo, o município vem apostando na intersetorialidade, com atividades extracurriculares de diferentes áreas: desde reforço escolar, passando pelos esportes e por aulas de artes.

“A educação integral é fundamental para que a população sinta de perto um novo patamar de desenvolvimento no município. É um caminho certo que vamos trilhar e que vai gerar frutos importantes para Petrópolis. Desde que assumimos o governo, demos uma nova cara ao Programa Mais Educação, chamando professores aposentados e profissionais de educação física e da Fundação de Cultura e Turismo para o projeto”, disse o prefeito Rubens Bomtempo.

Hoje, 9.667 alunos são atendidos pelo Mais Educação em Petrópolis, em 93 instituições de ensino. “Esse congresso vem legitimar a proposta do prefeito Rubens Bomtempo de discutir a política de educação integral no município, não só o Programa Mais Educação. A educação integral em Petrópolis tem um ‘plus’, que é o envolvimento de outras secretarias, de acordo com a realidade de cada unidade. A educação integral combate a evasão escolar, melhora a frequência dos alunos e contribui para o desenvolvimento das habilidades do estudante. Além disso, quanto mais tempo o aluno fica na escola, mais tempo temos para formar o aluno na sua integridade”, disse a secretária de Educação, Mônica Freitas.

“Esse trabalho está servindo também para alavancar o esporte na nossa cidade. A educação está levando milhares de crianças para a prática de esportes”, disse o secretário de Esportes e Lazer, Renato Freixiela. A programação do I Congresso de Educação Integral de Petrópolis começa às 8h e termina às 17h.

A Academia Brasileira de Poesia, na Casa Claudio de Souza (Praça da Liberdade, 247), receberá nessa quarta-feira (11/9), às 9h, alunos das escolas municipais Anna Mohammad e Monsenhor João de Deus Rodrigues. O encontro faz parte do projeto Visita à Casa da Poesia, desenvolvido desde o início de maio por meio de uma parceria da Academia com a Secretaria de Educação.  

Segundo a presidente da Academia, Catarina Maul, o projeto tem o intuito de promover um encontro entre alguns membros da entidade, suas histórias, sua obra e os estudantes.  “Essa visita permitirá uma experiência única na vida de muitos que sonham conhecer de perto um escritor. Além disso, a entidade deve ser um espaço de movimento, integração e que se preste ao verdadeiro papel de utilidade pública para com a sociedade”, afirmou Maul.

A abertura da visita contará com uma explanação acerca da história da Academia, leituras de poemas dos patronos, demais titulares ocupantes das cadeiras, ativos ou falecidos. Os acadêmicos presentes irão relatar suas experiências com a poesia, o início do seu envolvimento com ela e realizar leituras e declamações, incentivando os alunos a participem, resultando em um sarau. Alguns livros também serão doados pela instituição para a biblioteca das escolas envolvidas.

Secretaria de Educação e Defesa Civil trabalhamem conjunto para conscientizar alunos e comunidade sobre a importância da prevenção.

A partir da próxima segunda-feira até o dia 9 de março, equipes da Defesa Civil percorrerão os Centros de Educação Infantil (CEIs) da rede municipal de ensino com a intenção de fazer atividades educativas sobre a importância da prevenção à dengue, zika e chikungunya, doenças causada pelo mosquito Aedes Aegypti.  As ações fazem parte da campanha “Xô, Mosquito”, desenvolvida pelo município em conjunto por diversos órgãos. A primeira visita vai ocorrer na segunda-feira (06.02) às 9h, no CEI Jorge Rolando da Silva, no Morin. O encontro contará com a participação da banda do 32º Batalhão Dom Pedro II. Além disso, os técnicos da Defesa Civil mostrarão para as crianças como um drone pode ser usado na identificação de possíveis focos do mosquito. A Cruz Vermelha também vai participar da ação doando 200 repelentes para reforçar o combate.

Todas as visitas nos CEIs serão abertas para que os pais e a comunidade possam acompanhar o trabalho da Defesa Civil no combate a proliferação do mosquito que, além de transmitir a dengue, também é o responsável pela zika e chikungunya. A intenção é que as equipes visitem quatro CEIspor dia, duas visitas serão feitas na parte da manhã, das 9h às 11h, e outras duas à tarde, das 14h às 16h.

"Nossa maior preocupação neste verão é com a febre chikungunya. O vírus pode afetar pessoas de qualquer idade ou sexo, mas os sinais e sintomas tendem a ser mais intensos em crianças e idosos", explicou o secretário de Defesa Civil, Paulo Renato Vaz.

"Existe uma diretriz nacional que estabelece e orienta a atuação da Defesa Civil no combate ao Aedes Aegypti em todo o território nacional. É importante lembrar que as crianças são nosso futuro, então vamos ensinar desde pequenos a como combater o mosquito", disse.

Um vídeo educativo será exibido para as crianças e os agentes, coordenados pelo tenente-coronel Alexandre Gileno. As equipes percorrerão os espaços de cada CEI para mostrar os lugares que podem ser possíveis focos do mosquito. Dinâmicas também serão feitas com as crianças.

“Essa ação é muito importante para a rede municipal de ensino, todos os Centros de Educação Infantil estarão de portas abertas para receber os agentes da Defesa Civil porque a conscientização tem que começar pelas crianças, elas repassam tudo o que aprendem para a família. Os pais também devem participar desse momento com os pequenos, para mostrar a eles o quanto é importante à prevenção”, disse o secretário de Educação Anderson Juliano.

Além do CEI Jorge Rolando da Silva, os CEIs Tia Alice e Professora Sônia Regina Scudese, no Alto da Serra também receberá a visita dos agentes. Já na terça-feira, dia 7, os agentes percorrerão os CEIs Ângela Maria da Conceição, na Posse; Criança de Santa Edwiges, na Vila Rica; José Gonçalves da Motta, na Posse e Professora Graça Costa, em Pedro do Rio. Na quarta-feira, dia 8, as visitas seguirão nos CEIs Vila Leopoldina, em Pedro do Rio; Prefeito Sérgio Fadel, em Madame Machado; Santo Agostinho, em Nogueira e Luiz Marchiori, em Itaipava. Na quinta-feira, dia 9, a ação ocorrerá nos CEIs Denise Bessa, em Araras; São Francisco de Assis, no Moinho Preto; Vista Alegre, em Araras e Associação Beneficente Fazenda Inglesa, na Fazenda Inglesa. Para fechar a semana, na sexta-feira, dia 10, serão visitados os CEIs Criança Moinho Preto, no Moinho Preto; Casa Solidariedade Fazenda Inglesa, na Fazenda Inglesa; São João Batista, no Duarte da Silveira e Aldeia da criança, no Contorno.

Previsão é de que o novo prédio seja entregue em novembroA acessibilidade é o grande destaque da obra do prédio da EM Jandira Peixoto Bordignon, no Quitandinha. Com três andares, quadra poliesportiva, rampa, banheiros e salas acessíveis, a obra, que foi abandonada na gestão passada - em 2016 - e retomada em março de 2018, está na fase de emboço, acabamentos internos e troca de telhado. A previsão é de que novo prédio fique pronto em novembro.

A nova obra possibilitará o aumento no número de alunos atendidos – que passará de 400 para 700 - matriculados desde a educação infantil até o 9º ano do ensino fundamental. A reforma compreende doze salas de aula, biblioteca e quadra poliesportiva. O projeto de revitalização conta ainda com acessibilidade nos três andares do prédio, banheiros também acessíveis, 12 salas de aula, biblioteca, refeitório, sala multiuso e quadra poliesportiva.

“Estamos acompanhando de perto a obra, tenho certeza que os alunos gostarão muito do prédio novo”, disse a diretora da EM Jandira Peixoto Bordignon, Érica Xavier.

Com aproximadamente 70% da obra concluída, os trabalhadores da empresa responsável, Engeprat, estão na fase de troca de telhado da quadra poliesportiva, embolso da parte externa e finalização da colocação de pisos e guarda corpos.

“As salas estão ficando ótimas, o refeitório também. Essa questão de acessibilidade é muito importante. Agora, continuaremos realizando as visitas até que o prédio fique pronto”, contou Luciane Barros, mãe da aluna Emanuele, de 10 anos.

Vale lembrar que a precariedade do prédio ocasionou, em 2015, a transferência de todos os alunos para duas casas alugadas nas redondezas. A unidade, com infiltrações, goteiras, mofo e vazamentos, passou anos sem manutenção até que teve o prédio desativado. Nesse ano, a Secretaria de Educação transferiu o atendimento dos alunos matriculados do 4º período da educação infantil até o 5º ano para o Ciep Santos Dumont, no Independência. Os alunos do 6º ao 9º ano continuam sendo atendidos em um imóvel na Rua São Paulo, no Quitandinha.

Representantes de 30 escolas participarão da ação

"Curso para gestores escolares com enfoque nas práticas de ações humanizadas". Esse é o título da formação que será ofertada pela Secretaria de Educação, através do Departamento de Educação Especial – Assessoria em psicologia escolar e o programa Petrópolis da Paz. O objetivo é o de promover a prevenção e promoção da saúde mental no ambiente de trabalho e o aprimoramento da pratica profissional.

O instrutor e facilitador do curso será o psicólogo e psicoterapeuta Rui Carlos Stockinger. “Mais uma iniciativa que vai aprimorar os conhecimentos dos gestores no ambiente escolar no que diz respeito ao fortalecimento da capacidade em gerir pessoas e conseguir alto desempenho das equipes de trabalho. O curso fortalecera a mediação e a comunicação entre as equipes”, afirma o prefeito Bernardo Rossi.

Serão 20 horas de curso com a emissão de certificado.

“O curso de capacitação para gestores escolares cumpri metas da LDB e promove a educação socioemocional e a cultura de paz na rede municipal. O conteúdo do curso de mediação escolar engloba autoconsciência, autogerenciamento, consciência social, habilidades de relacionamento e tomada de decisão responsável sendo nosso objetivo a prevenção e resolução de conflito”, afirma Elsie Ellen Carvalho, coordenadora do Programa Petrópolis da Paz.

Programação:

06/03/2020 - Modulo I - 8h às 12h - Casa da Educação. Assunto: Pós-modernidade e instituições em um mundo globalizado, autoliderança, processo decisório, automotivação, liderança e seus modelos.

20/05/2020 - Modulo II - 8h às 12h - Palácio Itaboraí Fiocruz - Assunto: liderança e estilos pessoais, formando equipes e motivando pessoas

12/08/2020 - Modulo III - 8h às 12h - Palácio Itaborai - Fiocruz. Assunto: Modelos de funcionamento grupal e sua facilitação

24/09/2020 - Modulo IV - 8h às 12h - Palácio Itaboraí - Fiocruz. Assunto: Gestão de mudanças e conflitos, desenvolvimento de competências e delegação pelo método SMART

25/11/2020 - Modulo V - 8h às 12h - Palácio Itaboraí Fiocruz - Assunto: Operando o feedback na Inteligência Interpessoal e avaliação de equipes planejando e otimizando o tempo

Para atender a uma solicitação do Ministério da Educação (MEC), o Plano Municipal de Educação precisará passar por uma adequação. A informação foi repassada pela Secretaria de Educação aos profissionais da educação durante um encontro na terça-feira (12.12) na Casa dos Conselhos Augusto Ângelo Zanatta. No Plano Municipal de Educação, criado em 2015 através da Lei 7334 de 23 de julho de 2015, foram estabelecidas 12 metas para serem cumpridas pelo município com o objetivo de fortalecer a qualidade da educação. No entanto, o MEC recomenda que as metas sejam divididas em 20 pontos, da mesma forma como foi elaborado o Plano Nacional da Educação.

O Plano Nacional da Educação, criado através da lei 13005 de 25 de junho de 2014, estabelece 20 metas que devem ser cumpridas pelo município até 2025. As metas traçam os esforços que os municípios devem fazer para dar mais qualidade à Educação. Entre os itens propostos estão o aprendizado adequado na idade certa e alfabetização, a educação de Jovens e Adultos integrada à educação profissional e a formação continuada dos professores. Para alcançar os objetivos, os municípios estabeleceram um Plano Municipal de Educação, baseado no Plano Nacional, também com metas a serem cumpridas. O problema do Plano Municipal da Educação de Petrópolis, criado em 2015, está no número de metas estabelecidas: apenas 12.  

De acordo com a Secretaria de Educação, a modificação indicada pelo MEC não diz respeito ao texto original do Plano Municipal de Educação, mas, sim à reorganização das metas, para que o Plano Municipal fique dividido como o Plano Nacional, com 20 metas. Ainda segundo a secretaria, a adequação é necessária para que município possa requerer, junto ao governo federal, verbas distintas para a execução de cada meta, como formação de professores para o sucesso da alfabetização dos alunos na idade certa.

“É necessário fazer uma organização no Plano Municipal. Algumas metas foram aglutinadas e precisamos separá-las, como no Plano Nacional. O grupo que analisa semanalmente o Plano Municipal percebeu a dificuldade em avaliar o plano com a junção das metas. O mesmo problema foi percebido pela coordenadora do MEC responsável pelo acompanhamento do plano no município. A não organização dessas metas implica em dificuldades no recebimento de verbas federais previstas no PAR – Plano de Ações Articuladas. As verbas são liberadas de acordo com cada meta estabelecida no Plano Municipal da Educação”, explicou a subsecretária de Educação, Marcia Palma.

Uma das sugestões levantadas durante o encontro foi a criação de comissão para acompanhar a adequações no plano. A ideia foi apresentada no mesmo dia aos conselheiros do COMED – Conselho Municipal de Educação e a Secretaria de Educação acatou a sugestão do conselho de assegurar um tempo maior para avaliação da questão. Um grupo de trabalho formado por representantes de vários segmentos, que acompanharam a reunião do Comed, já está se reunindo para discutir as adequações. A proposta final será apresentada no Comed.

Os artistas interessados em participar das exposições que ocorrem durante o ano na Casa da Educação Visconde de Mauá já podem fazer as inscrições. Serão 10 exposições ao longo do ano. As peças ficam expostas nos espaços da Casa e ficam abertas para visitação de toda a comunidade.

“O objetivo é o de aproximar os alunos das atividades artísticas. Durante as exposições eles participam de visitas guiadas e oficinas e aprendem técnicas diferenciadas que certamente poderão ser usadas futuramente por cada um deles. Além disso, é notório que o convívio com a arte melhora as pessoas”, explica a diretora da Casa da Educação, Catarina Maul.

Os artistas interessados devem entrar em contato com a coordenadora da grade de exposições, Andrea Marinho, de segunda a sexta-feira, de 13h às 17h, pessoalmente ou pelo telefone 2246-8659. É indicado apresentar a proposta, portfólio e fotos do material que será exposto.

“Vale salientar que a Casa recebe diariamente cerca de 300 pessoas, entre alunos, servidores e pais de alunos e eles fazem questão de visitar esses espaços”, afirma Catarina Maul.

Quem visitou as exposições na Casa da Educação em 2017 pôde conferir, por exemplo, a mostra de fotografias “Minhas Raízes, Minha História”, com retratos sobre a colonização germânica em Petrópolis; Fotos sobre o “Cotidiano’, com imagens do fotojornalista Marco Oddone, desenhos de trajes inspirados em Dom Pedro II e uma exposição de artes plásticas, do artista Rafael José Dutra. Já em 2018 a Casa recebeu mostrar diferenciadas como: "A leveza do aço em Pot-Pourri II", “Encontros e Invenções” e "Costurando o tempo II".

Vale destacar que todas as exposições têm visitação gratuita. A Casa da Educação fica na Avenida Barão do Rio Branco, nº 03.

Os pais ou responsáveis que desejarem pedir transferência ou matricular os filhos em uma das escolas da rede municipal de Educação poderão agendar o atendimento no Departamento de Matriculas da Secretaria de Educação pelos telefones: 2246-8653 e 2247-7458, de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h.

O objetivo é garantir o atendimento dos pais ou responsáveis sem que eles precisem esperar em fila. No início do ano letivo são comuns os pedidos de transferências e até mesmo de novas matriculas, principalmente das pessoas que estão vindo de outros municípios e a Secretaria de Educação quer garantir que todos sejam atendidos com conforto.

O agendamento vale para aqueles que querem solicitar transferência ou matricular os filhos nas escolas que atendem desde a educação infantil até o 9º ano do ensino fundamental e também a EJA – Educação de Jovens e Adultos.

No dia em que a visita estiver agendada, os pais deverão levar para o cadastro no Departamento de Matriculas os documentos originais: certidão de nascimento da criança; comprovante de residência com CEP; declaração escolar e RG dos responsáveis.

O Departamento de Matriculas da Secretaria de Educação funciona no prédio Frei Memória – Avenida da Imperatriz, nº 193.

Pagina 10 de 157

Banner INFOS ATUAIS2

Notícias por data

« Maio 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31

Prestação de conta COVID-19

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

Cadastro da inscrição do IPTU para crédito da Nota Imperial

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo