Animais foram encaminhados para o curral público da Guarda Civil em Itaipava

Uma operação organizada pela Coordenadoria de Bem-estar Animal (Cobea), em conjunto com agentes da Secretarias de Serviços, Segurança e Ordem Pública (SSOP), da Defesa Civil e Ações Voluntárias e da Guarda Civil resgatou dois cavalos abandonados na Rua Dr. Hermogênio Silva, no Retiro, na tarde de segunda-feira (23.10). Os animais foram encaminhados para o curral público de apreensão de animais de grande porte da Guarda Municipal, que fica em Itaipava.

O secretário de Serviços, Segurança e Ordem Pública, Djalma Januzzi foi quem flagrou os animais nas ruas e acionou os demais órgãos.

“A nossa principal preocupação foi garantir a segurança, tanto dos motoristas que trafegavam pelo local, quanto dos próprios animais. A presença deles ali poderia causar em acidente. Mas com um trabalho em conjunto dos órgãos da prefeitura, conseguimos fazer o resgate dos animais rapidamente”, disse Djalma.

Elisabete Amorim, coordenadora do Bem-estar Animal da prefeitura, afirma que os animais serão avaliados pelo veterinário da Secretaria de Meio Ambiente e que passarão por exames para saber o estado de saúde de cada um. 

“Primeiro os cavalos passam por exames de Anemia Infecciosa Equina (AIE) e de Mormo. O resultado sendo negativo, acontece a microchipagem desses animais, dando entrada oficial no curral. No futuro, quando forem adotados, podemos acionar o dono caso aconteça o abandono”, explica Elisabete.

Em julho deste ano, o curral de Itaipava passou por melhorias, como o corte da gramado, a limpeza das baias e a renovação do estoque de alimentos e medicamentos. Estão previstas a troca dos postes de iluminação e a reforma do alojamento dos funcionários do local. O espaço atende, neste momento, cinco cavalos.

“Além disso, já realizamos a compra de 200 microchips para identificação dos animais que ficarem abrigados no Curral. Todas as melhorias são pensadas no bem-estar do animal que chega ao local. Estamos trabalhando com todo o carinho para oferecer a melhor estrutura possível”, disse a coordenadora da Cobea.

O Grupamento de Proteção Ambiental (GPA) da Guarda Civil Municipal (GCM) conseguiu evitar o avanço de um desmatamento no distrito de Itaipava. A ação aconteceu na tarde desta quarta-feira (25/9) após uma denúncia. No local os homens do GPA encontraram um acampamento montado dentro da mata fechada. Os homens que estavam no terreno conseguiram fugir, mas deixaram para trás foices, facões, serra elétrica e outros equipamentos para corte de árvores.

Mais de 40 espécies foram cortadas na região, localizada na Rua João Muniz Constâncio, no Condomínio Mirante Castelo. “Abriram uma clareira no terreno. A denúncia foi fundamental para conseguirmos impedir que o desmatamento avançasse na mata”, disse o chefe do GPA, Marcelo Menezes.

O acampamento improvisado foi desmontado pelo Grupamento e o material usado para a prática ilegal foi apreendido. Segundo Marcelo Menezes, o proprietário do terreno será notificado e intimado a recuperar a área desmatada. Ele também receberá uma multa pelo impacto ambiental provocado na região.

Entre janeiro e setembro deste ano, o GPA/GCM atendeu vistorias dos Ministérios Públicos Estadual e Federal e da Defensoria Pública, além de desmatamento, movimentação de terras, corte de árvores, animais em cativeiro e queimadas. Neste período, o desmatamento totalizou 240 ocorrências.

Uma operação conjunta entre a Guarda Civil e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente notificou sete estabelecimentos e atendeu 28 ocorrências. As operações, que começaram na quinta (09.03), tiveram a segunda etapa realizada nesta sexta-feira (10). A ação foi planejada com base em denúncias de crimes ambientais. Nos sete estabelecimentos fiscais verificaram que os responsáveis não possuem alvará de funcionamento, nem o licenciamento ambiental obrigatório. A equipe atendeu chamados nos bairros Cascatinha, Nogueira, Itaipava, Corrêas, Valparaíso e Quitandinha. 

“O objetivo dessas operações é coibir os crimes ambientais que acontecem em Petrópolis. O saldo é bastante positivo. Nossa equipe conseguiu atender a um número grande de demandas em dois dias. Na semana que vem vamos organizar uma nova operação ao lado da Guarda Civil, sempre atendendo as demandas mais urgentes”, afirmou o coordenador e futuro secretário de Meio Ambiente, Fred Procópio. 

Na quinta-feira, os agentes notificaram o responsável por uma obra na Rua Visconde do Uruguai, no bairro Valparaíso. As intervenções realizadas não estavam autorizadas pela Secretaria. O dono do terreno tem prazo de cinco dias para solicitar os documentos, caso não faça neste prazo, será multado. No mesmo dia, em Corrêas, os fiscais flagraram uma oficina mecânica, que funciona como lava-jato, sem autorização. O proprietário foi autuado e precisa apresentar a licença ambiental em um prazo de 90 dias. 

Já na sexta-feira, os fiscais notificaram uma obra na Rua Venezuela, no Quitandinha. Os responsáveis não possuem alvará de funcionamento, nem o licenciamento ambiental obrigatório. Eles têm um prazo de 90 dias para entregar a documentação na secretaria. 

O fiscal da Secretaria de Meio Ambiente, Miguel Fausto, explicou como foi organizada a ação. 

“Nas últimas semanas recebemos uma série de denuncias. Com a Guarda Civil ao nosso lado, pudemos atender a maioria das solicitações. Temos nossos critérios técnicos para dar prioridade a cada chamado. Seguimos coibindo os casos de desmatamento, queimadas e movimentações irregulares de terra”, disse. 

Um novo cronograma de atendimento será montado de acordo com as demandas que chegarem ao Meio Ambiente. “As operações em conjunto continuarão sendo realizadas. Durante muito tempo não houve fiscalização e estamos mudando esta realidade. O nosso trabalho é coibir os crimes ambientais que vêm acontecendo na cidade e isso será feito com rigor”, assegura Fred Procópio.

Guarda Civil fará patrulhamento noturno e ação com cães

A partir desta quarta-feira (20.02), serão 40 agentes em áreas de comércio, turística e de maior movimentação

A Guarda Civil vai ampliar a presença na rua a partir desta quarta-feira (21.02). Serão 40 homens durante todo dia, 10 a mais do que o habitual. A medida foi tomada para permitir que a Polícia Militar possa direcionar maior efetivo para os bairros durante o período da intervenção federal na segurança do Rio de Janeiro. Esse aumento do número de guardas nas ruas também vai ser visto no período noturno, horário em que as rondas de patrulhamento preventivo também serão maiores. Uma terceira medida que será adotada será a maior frequência de uso de cães de detecção de drogas e armas em ações para dar mais segurança ao comércio, em áreas turísticas e locais de intensa movimentação de pessoas, como o Centro Histórico.

Essas medidas já vinham sendo planejadas pela Guarda Civil para terem início em março, mas após o decreto de intervenção, a corporação decidiu antecipar o trabalho.

A meta é deixar a cidade protegida e blindada da ação de criminosos. A articulação vem sendo feita desde o início do governo entre Guarda, polícias militar e civil e todas as forças de segurança. Petrópolis é uma cidade segura e o trabalho será feito para manter esse patamar e deixar os moradores, turistas e todo comércio com tranquilidade.

As rondas de patrulhamento preventivo no período da noite serão intensificadas, assim como o trabalho de detecção de drogas e armas pelos cães, que até então ocorria em um período ao longo do dia e agora também irão ocorrer à noite.

“Todo trabalho para reforço do patrulhamento já estava sendo preparado, mas diante da intervenção federal, esse planejamento foi antecipado para ser mais uma forma de garantir a segurança para a população”, frisa o comandante da Guarda Civil, Jeferson Calomeni.

Todas as forças de segurança já estão em contato para impedir a migração de criminosos para o município. Na segunda-feira (19.02), Guarda, PM e PRF participaram da reunião ordinária do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM) para debater ações para serem tomadas de imediato, como reforço do policiamento ostensivo nas entradas da cidade.

Esse trabalho já começou a ser feito pela Polícia Militar e desde esta terça-feira também conta com a presença de militares na BR-040, a principal entrada da cidade. Cerca de 20 homens e cinco viaturas fizeram abordagem de motoristas que trafegavam na rodovia pela manhã. É o primeiro ato em Petrópolis após o decreto de intervenção do governo federal na segurança pública do Rio de Janeiro. A medida serve para coibir a entrada de criminosos e drogas vindas da capital. Logo pela manhã, carros foram abordados com os militares revistando malas em busca de entorpecentes.

“Petrópolis só tem a ganhar com a intervenção federal na segurança do Estado. Haverá trabalho intenso no combate ao tráfico de drogas e a todo tipo de criminalidade”, aponta o secretário de Serviços, Segurança e Ordem Pública, Djalma Januzzi.

Outra medida neste caminho será a instalação do Centro Integrado de Operações de Petrópolis (Ciop). Já a partir da próxima semana, após toda fase de levantamento de campo, a Emive, empresa responsável pela colocação das câmeras de monitoramento da cidade, começará a fazer a instalação da infraestrutura interna e externa, que é o momento de colocar poste de cinco metros de altura, nobreaks, computadores, monitores e televisores na sala de monitoramento, entre outros materiais. São 46 os primeiros pontos para instalação das câmeras e, em seguida, outros 40 serão efetivados. A central, que vai funcionar no Centro de Cultura, integrará Guarda Municipal, Defesa Civil, CPTrans, PM, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros.

Cláudia Conceição, coordenadora da Ronda Escolar, substitui Alternir Mendes, que vai se aposentar 

Ela tem orgulho de ser mulher e negra e de ter uma trajetória de 21 anos com o uniforme da Guarda Civil. Agora, Cláudia da Conceição vai entrar para a história da corporação como a primeira agente feminina a ocupar o posto de subcomandante. Ela será nomeada pelo prefeito Bernardo Rossi para substituir Alternir Mendes, no cargo desde o início de 2017 e que vai se aposentar. 

A indicação do nome dela para o subcomando se deve à competência e capacidade de Cláudia no trabalho. Com 51 anos e dois filhos, ela tem especialização para atuar em casos de violência doméstica, exploração de violência de crianças e adolescentes, investigação de estupro, policiamento comunitário escolar e mediação comunitária, entre outras formações oferecidas pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp).

Já passou por diversas funções com o uniforme da Guarda, desde telefonista, segurança de patrimônio, atuação nos terminais, em polos de moda e em unidades de saúde, apoio a Fiscalização de Posturas, rondas em pontos turísticos – ainda antes da criação da Ronda Turística – e atuação em pontos de apoio para atingidos pela chuva em 2013.

Há 10 anos ela é coordenadora da Ronda Escolar, que vem ampliando o número de visitas a unidades de ensino no município: em 2017, foram 1,2 mil visitas preventivas e para atendimento de ocorrências, o triplo em relação ao ano anterior. Esse ano, o número já está em 1,2 mil, por causa da expansão do serviço para os colégios que oferecem EJA no terceiro turno e por estar acompanhando também entradas das aulas pela manhã.

“Cada vez mais a Ronda Escolar vem sendo acreditada dentro da Guarda. Hoje tem mais estrutura e uma equipe grande para atender as escolas e fazer o acompanhamento dos alunos”, ressalta Cláudia.

Ainda assim, ela espera que o cargo que vai ocupar também ajude a incentivar outras mulheres a quererem fazer parte da corporação.

“Estar no subcomando é uma responsabilidade muito grande para servir de porta de entrada para outras mulheres na Guarda e isso me motiva ainda mais a fazer meu trabalho ainda melhor”, destaca. Atualmente, a corporação tem 12 mulheres, o que significa apenas cerca de 5% do efetivo. 

O cargo de subcomandante

A principal função do subcomandante é assessorar o comandante e substituí-lo em caso de algum impedimento – por exemplo, representar a corporação em eventos oficiais em que o comandante não puder ir. Também é de sua atribuição as escalas de trabalho dos agentes e fazer relatórios mensais de atuação dos guardas. No último ano e meio, Alternir Mendes ficou responsável pelo posto. Prestes a se aposentar, ele ficou muito feliz de ver a amiga de infância chegar ao posto e classifica esse momento como uma “conquista” do grupamento feminino da Guarda.

“Eu sou suspeito para falar porque nós fomos criados juntos e, por sorte do destino, viemos a trabalhar juntos. Ela é uma pessoa íntegra, amiga, correta na conduta profissional, com um coração gigante e a preocupação com o próximo, sempre disposta a ajudar. Acho que a vinda dela para o subcomando vem somar muito e é um sinal de prestígio da Guarda com o grupamento feminino”, destaca Mendes.

A agente Adriana Vital está na Guarda o mesmo período de Cláudia e compartilha da opinião de que esse é um momento importante para as mulheres da corporação.

“É uma oportunidade de mostrar que o que começou há muito tempo, com a entrada de mulheres na Guarda, foi algo positivo e confirma a expectativa que sempre houve de que esse momento iria chegar. É uma forma de coroar a trajetória feminina na Guarda”, acredita.

A ida para o posto de subcomando não vai alterar o trabalho dela na Ronda Escolar. Ela vai acumular as duas funções, como determinado pela coordenação de Segurança.

“A escolha da Cláudia não foi difícil, ela desenvolve um excelente trabalho na Guarda desde que entrou para a corporação e é quase uma unanimidade dentro da corporação, isso também vai facilitar o trabalho no subcomando. E não iremos mudar nada com a Ronda Escolar, já que ela conhece bem esse serviço e vem contribuindo muito com a rede municipal, com palestras e acompanhando os alunos após alguma ocorrência”, diz o coordenador de Segurança, Maurício Borges.

A expectativa é que ela assuma o cargo ainda em julho, durante as comemorações do aniversário de 94 anos da corporação.

“Este será mais um presente para a Guarda, ter a oportunidade de colocar uma mulher em um posto de comando. É realmente muito importante o que a Guarda Civil de Petrópolis vai viver a partir de agora, abrindo ainda mais espaço para a participação feminina nas decisões da corporação. E não tenho dúvidas de que será um trabalho feito com a mesma competência de sempre”, afirma o comandante da Guarda Jeferson Calomeni. 

Com o objetivo de ampliar a rede de atenção à saúde e a oferta de tratamento aos usuários de drogas e suas famílias, além de fortalecer as atividades de prevenção, capacitação, policiamento ostensivo de proximidade e enfrentamento ao tráfico e às organizações criminosas, Petrópolis assinou, na semana passada, o termo de adesão ao Programa Crack, é possível vencer, promovido pelo governo federal.

O programa lançado em fevereiro deste ano foi aberto para todos os municípios com mais de 200 mil habitantes. Após um processo de seleção, nove cidades do estado do Rio de Janeiro, entre elas Petrópolis, foram selecionadas. "Foi um processo bem complicado e concorrido. Vários critérios foram analisados até conseguirmos a seleção", disse a coordenadora do programa municipal de álcool e drogas, Maria Cristina Kloh, acrescentando que o programa faz parte de uma articulação estratégica entre os diversos órgãos envolvidos. "São ações voltadas para as áreas de educação, saúde, segurança pública e assistência social. Essa integração é muito importante para o enfrentamento ao uso abuso de álcool e drogas", destacou.

Os recursos provenientes do governo federal serão aplicados na aquisição de equipamentos de segurança pública, na melhoria dos serviços de saúde e assistência social voltados aos dependentes químicos, aumento no número de leitos em hospitais gerais, cursos para a comunidade escolar e outras ações. A previsão é que até 2014 todas as ações estejam desenvolvidas.

Ao todo serão investidos mais de 7 milhões de reais nas áreas de saúde, educação, assistência social e segurança pública. Entre os projetos estão a implantação de um Consultório na Rua, a instalação de uma Unidade de Acolhimento para adulto e outra infantil, a expansão do Centro de Atenção Psicossocial (Caps-AD) o fortalecimento do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras); além do apoio ao policiamento ostensivo e de proximidade nas áreas de concentração de uso de drogas que será realizado com uma base móvel (composta com 20 câmeras), dois carros e duas motocicletas.

O prefeito Rubens Bomtempo está trabalhando junto a municípios vizinhos para a formação de um consórcio intermunicipal de gestão integrada de segurança pública. O objetivo é que Petrópolis, Areal, São José do Vale do Rio Preto, Levy Gasparian e outras cidades da região formalizem a união, para facilitar a obtenção de recursos estaduais e federais para a segurança pública. A proposta ainda está aberta para a adesão de novos municípios interessados.

Na última semana, em Areal, Bomtempo, o secretário de Segurança Pública, Luis Cláudio Calixto Barbosa, prefeitos de cidades vizinhas e autoridades de segurança da região debateram o tema. “Hoje estou muito feliz em estar em Areal, nossa cidade irmã, para discutirmos política pública para além dos municípios. Esse é um tema que deve ser tratado de forma regional, para buscarmos, juntos, soluções que possam ser aplicadas em todas as cidades de nossa região. O pacto federativo no Brasil peca por não prever ações regionais, mas, se nós não conseguimos criar essa instância regional no ponto vista constitucional, temos que criar na prática. Nós, prefeitos, às vezes cometemos o erro de só ficarmos olhando para dentro dos municípios. Temos que mudar isso”, disse Bomtempo.

O secretário Calixto Barbosa palestrou, no encontro, sobre a experiência de Petrópolis com o Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGI-M), já que a proposta é que os municípios criem um órgão com funções semelhantes para atuar na região. “Com o GGI-M, nós colocamos na mesma mesa todos os atores que são importantes e que podem dar uma resposta à sociedade em relação à segurança pública, como a Secretaria de Segurança Pública, a Guarda Civil, a Polícia Militar, a Polícia Civil, entre outros. Todos trabalham a segurança com inteligência, agindo também na prevenção em conjunto com a Secretaria de Educação, a Fundação de Cultura e Turismo e a Secretaria de Esportes e Lazer. São órgãos importantes para trabalhar com a juventude caminhos diferentes da opção pela criminalidade”, disse Calixto.

As autoridades presentes foram unânimes em relação à proposta, por entenderem que, juntos, os municípios terão mais força para buscar recursos do estado e da União, sobretudo em um cenário de crise econômica.

Sexta, 30 Agosto 2013 - 11:48

Petrópolis festeja a Semana da Pátria

A abertura oficial da Semana da Pátria será realizada pelo prefeito Rubens Bomtempo às 8h deste domingo (1/09) na Praça dos Expedicionários, no Monumento aos Pracinhas. Na ocasião, será depositada uma coroa de flores em homenagem aos ex-pracinhas petropolitanos que lutaram na Segunda Guerra Mundial. O evento terá a participação da Banda Marcial da Escola Municipal Johann Noel.

Em seguida, nove escolas e três bandas desfilarão pelo bairro Cascatinha. A concentração será na Rua Bernardo Vasconcelos.   Mais de 19 mil crianças, de 97 instituições - entre escolas municipais, estaduais, particulares e Centros de Educação Infantil (CEIs)- irão desfilar durante toda a semana. Segue a programação dos desfiles:

1/9 – 9h30 – Cascatinha – Rua Bernardo Vasconcelos

2/9 – 9h - Alto da Serra - Rua Teresa/BNH

3/9 – 9h – Alto Independência – Rua Ângelo João Brand

4/9 – 9h – Posse - Estrada União Indústria/ Bramil

5/9 – 9h – Pedro do Rio – Estrada União Indústria/ próximo à Escola Municipal Nilo Peçanha

6/9 – 9h – Corrêas – Rua Princesa dona Paula

7/9 – 9h – Centro – Rua do Imperador

Terça, 12 Dezembro 2017 - 19:38

Petrópolis passa a ter emissão de passaporte

Posto da Polícia Federal na cidade reativou um serviço interrompido há 10 anos e fará até 40 atendimentos por semana

O posto da Polícia Federal em Petrópolis retomou nesta terça-feira (12.12) a emissão de passaportes no município. A cidade não contava com este serviço há 10 anos. A partir de agora, serão feitos até 40 agendamentos por semana, oferecendo maior praticidade a quem deseja viajar para fora do país. Com isso, os petropolitanos e moradores das demais cidade da Região Serrana terão maior comodidade para obter o documento.

Até aqui, quem precisava de passaporte tinha de ir para o Rio ou Juiz de Fora pelo menos duas vezes – uma para entrega da documentação necessária e outra para receber o passaporte pronto. Agora, basta agendar o procedimento para o posto de Petrópolis, que fica na Av. Ayrton Senna, 699 – Quitandinha (próximo ao pórtico).

Esse é um serviço de extrema importância para a população. Isso garante que os petropolitanos não precisem mais se deslocar para o Rio ou Juiz de Fora duas vezes para retirar o documento, que é nosso documento oficial fora do país. Pessoas de outros municípios também terão Petrópolis como referencial para fazer a retirada do passaporte. Já no início do ano, recebi empresários que apontaram a necessidade de que o posto da PF em Petrópolis oferecesse esse serviço. Fizemos uma reunião com a PF, em que foi garantido que seria possível e agora houve essa concretização.

A emissão de passaportes em Petrópolis já começou a beneficiar pessoas como Jailson Webber. Ele atua no ramo farmacêutico e, em fevereiro, vai viajar a Portugal a trabalho. Jailson acabou ajudando a testar o sistema e, nesta terça, foi buscar o documento – o primeiro emitido na cidade.

“Fiz todos os trâmites e hoje vim buscar o documento. Tudo demorou menos de uma semana. Esse serviço na cidade é essencial, o município só tem a ganhar, uma vez que os petropolitanos não precisarão mais se descolar para o Rio para conseguir o passaporte”, disse.

Para tirar o passaporte é importante acessar o site da Polícia Federal (www.pf.gov.br), preencher o formulário com as informações pessoais e imprimir o formulário. Com isso, é gerado o GRU (Guia de Recolhimento da União), uma taxa de R$ 257,25 para confecção do documento. Em seguida, é feito agendamento para a entrega do comprovante de pagamento e da documentação exigida – documento de identidade, título de eleitor e certidão de quitação eleitoral, comprovante de quitação com o serviço militar, passaporte anterior válido, CPF e, para menores de 18 anos, autorização de pais ou responsáveis -, que deve ser feito pelo próprio requerente. Em Petrópolis, o atendimento será às terças e quartas, de 9h às 17h (com pausa para o almoço entre 12h e 13h). Os documentos serão entregues as quintas-feiras.  

“Sabemos da demanda reprimida para este serviço. Muita gente vai se interessar em tirar o passaporte neste posto, que é possível graças ao apoio e parceria com a prefeitura. É um antigo desejo da população e eu agradeço o empenho de todos os envolvidos”, falou o superintendente regional da Polícia Federal no Estado do Rio de Janeiro, delegado Jairo Souza da Silva.

“É um momento de muita honra poder oferecer esse serviço de grande importância à população. Vai facilitar a vida dos petropolitanos e dos moradores da região Serrana graças à parceria com a prefeitura. A PF está à disposição do município e de todos que precisarem”, declarou o chefe do posto da PF em Petrópolis, Adriano Kaipper.

Estiveram na inauguração do serviço de emissão de passaportes em Petrópolis  o chefe da 7ª Divisão de Polícia Administrativa, delegado Alexandre Ziehe, o comandante do 26º Batalhão da Polícia Militar, Oderlei Souza, os delegados da 105ª DP, Cláudio Batista, e da 106ª DP, André Lourenço, o comandante de Bombeiro de Área II – Região Serrana, Rafael Simão, o comandante do 15º Grupamento de Bombeiros Militares, Ramon Camilo, e representantes da Procuradoria da República em Petrópolis, da 1ª e 2ª Varas Federais de Juiz de Fora (MG), da Receita Federal em Petrópolis e da Polícia Rodoviária Federal em Petrópolis.

Passo a passo para emissão de passaportes em Petrópolis

Documentos necessários: documento de identidade, título de eleitor e certidão de quitação eleitoral, comprovante de quitação com o serviço militar, passaporte anterior válido, CPF e, para menores de 18 anos, autorização de pais ou responsáveis

Abertura do requerimento: no site da Polícia Federal (www.pf.gov.br), preencha o formulário e gere o GRU (Guia de Recolhimento da União)

Valor do GRU: R$ 257,25

Após o pagamento: agende no site da PF a entrega dos documentos e do comprovante de pagamento do GRU (o próprio requerente tem que comparecer ao posto da PF)

Atendimento em Petrópolis: terça e quartas, entre 9h e 12h e 13h e 17h

Entrega do documento: quinta-feira

Endereço: Av. Ayrton Senna, 699 – Quitandinha (próximo ao pórtico)

Guarda Civil já tem 14 animais para detecção de armas e drogas

Faltando pouco menos de um mês para o início do curso internacional sobre cães de detecção em Petrópolis, o coordenador do canil da Guarda Civil, Leandro Lopes, se reuniu com o 32º Batalhão de Infantaria Leve (BIL) para acertar os últimos detalhes das atividades. O local vai receber o curso e, por isso, o encontro serviu para definir pistas de treinamentos e outros pontos das aulas teóricas. As inscrições seguem abertas, com 18 participantes confirmados até agora.  A Guarda Civil já tem 14 animais para atuar em detecção de armas e drogas e está preparando cães para atuar em escombros.

O curso será ministrado pelo alemão Andre Brendler, uma das maiores referências em cães de detecção. Ele é instrutor, por exemplo, doa animais a serviço dos exércitos da Alemanha e República Tcheca e atua em empresas que trabalham em segurança de jogos da Liga dos Campeões da Europa e de voos da empresa Luftansa. O curso, que acontece de 13 a 15 de setembro, vai falar tanto de detecção de drogas, armas e explosivos quando do trabalho de busca em escombros.

“É a primeira vez que ocorre um curso internacional na área de detecção em Petrópolis e a vinda do Andre Brendler é um sinal de prestígio do canil da Guarda. Estamos felizes de poder trazer um nome tão grande para a nossa cidade para tratar de um assunto que é importante dentro, que é a utilização do cão como ferramenta de segurança pública. Agora, entramos na reta final de preparação que esse curso tenha o mais alto nível”, diz Leandro Lopes. Ele e mais três guardas da cidade – Vinicius Silva (coordenador operacional do canil), Carlos Oscar de Carvalho e Marcelo Dias – são formados em cursos ministrados pelo alemão.

O curso é aberto tanto para forças de segurança pública quanto particulares e as inscrições e condições do curso estão no link: https://bit.ly/2JSwmrZ. Até agora, já foram preenchidas cerca de um terço das vagas disponíveis, com participação de condutores de cães do Espírito Santo e das cidades de Três Rios e Juiz de Fora. Além disso, o canil geral da Polícia Militar de São Paulo, a Força Área Brasileira (FAB) e interessados chilenos e argentinos já procuraram informações sobre o curso. O hotel Petrópolis Inn será parceira durante o curso para hospedar os participantes.

O curso será ministrado em inglês e terá tradução simultânea. Além da parte teórica, ele vai mostrar como deve ser feito o manejo dos cachorros em pistas reais para que ele possa mostrar as melhores técnicas de condução dos animais durante o trabalho de detecção. Os participantes poderão optar entre trazer os próprios cães para o treinamento, ou utilizar os animais do canil da guarda.

A corporação tem 14 cães, sendo dois para a detecção de drogas e armas, outros dois sendo preparados para esse trabalho e mais dois para a atuar em resgate em escombros – os demais são usados para segurança em eventos ou manifestações e cinoterapia.

“O canil tem uma importância grande para a cidade, sendo utilizada nos maiores eventos do calendário municipal e realizando um trabalho social muito bonito, mas sobretudo contribuindo efetivamente para a segurança da população, participando de operações em combate às drogas em conjunto com a PM e, em breve, iniciando um serviço que será fundamental para a cidade que é a detecção em escombros”, destaca o comandante da Guarda, Jeferson Calomeni.

Pagina 33 de 44

Notícias por data

« Setembro 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30            

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

iptu

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo