Imprimir esta página
Segunda, 01 Julho 2013 - 20:11

Alunos da Rede Municipal de Educação participam da Bauernfest

A Secretaria de Educação iniciou nesta segunda-feira (1/07) um projeto com alunos da rede para que eles possam conhecer a história e a cultura alemã por meio da bauernfest. Cerca de 1.500 crianças da rede municipal de ensino vão conhecer o tradicional evento que mobiliza toda a cidade e atrai milhares de turistas. Hoje foi a vez das escolas municipais Abelardo de Lamare, Bataillard, Soroptimista (pela manhã) e Senador Mario Martins, São Judas Tadeu e Salvador Kling (à tarde).

A primeira atividade foi realizada pelo grupo Faz de Conta, que contou a história de Petrópolis para a plateia repleta de crianças atentas. “Nós contextualizamos o tema, trazemos as crianças para esse convívio histórico e promovemos a valorização da cidade. Estando aqui elas passam a entender melhor por que existe essa festa e qual a contribuição dos colonos para a nossa cidade”, afirmou a historiadora Vânia Nicolau, que comandou a contação de histórias.  

Depois, foi apresentado o teatro Bonecos em Cena, no qual foram representadas canções com temáticas alemãs e também algumas populares brasileiras e até italianas. E, por fim, um lanche típico da Bauernfest: salsichão e refrigerante, com a distribuição de adesivos e máscaras.

Diretora-adjunta da Escola Municipal Salvador Kling, Rosemary de Carvalho Gonçalves Machado, trouxe 50 alunos, duas professoras e uma intérprete para Libras, para os dois alunos surdos da instituição. “Foi uma novidade muito grande para os alunos, eles ficaram em uma ansiedade enorme. Achei esse projeto muito interessante porque permite aos estudantes não ficarem só na história teórica, pois a história é viva e essa festa acontece todos os anos”, afirmou.

A professora Márcia Valéria Leitão, que trabalha há 20 anos na Escola Municipal São Judas Tadeu, contou que esta foi a primeira vez que a instituição trouxe os alunos para conhecer a Bauernfest. Ela e a inspetora de disciplina Andréia Ferreira levaram 26 alunos, todos do 4° ano do Ensino Fundamental, em um ônibus disponibilizado pela Prefeitura. “As crianças ficaram muito entusiasmadas com essa aula-passeio. Elas estudaram a história da cidade na sala de aula e aqui estão vivenciando a cultura alemã. Além disso, muitas nunca vieram à Bauernfest. Temos inclusive uma criança que ainda não conhecia o Palácio de Cristal”, disse a professora.

Para a autora do projeto, a chefe de Divisão de Atividades Culturais e Artísticas da Secretaria de Educação, Catarina Maul, “A herança que os colonos nos deixaram, povoam nossa paisagem (construções, pontes vermelhas), os sobrenomes de muitos e as características de uma gente que ainda guarda, na personalidade e nos traços, referências a esse povo”, disse, ressaltando que a secretaria montou uma programação educativa para que os alunos passeiem e também levem a cultura da festa para as escolas e para as suas casas. “A Bauernfest tem todo esse apelo turístico, mas é, sobretudo, uma festa para Petrópolis”, completa.

A aluna da Escola Municipal São Judas Tadeu, Júlia Reis Fecher, de oito anos, foi uma das que participaram das atividades. A estudante do 4° ano do Ensino Fundamental foi chamada por Vânia Nicolau para responder perguntas sobre história. “Achei muito legal. Foi a primeira vez que eu vim com meus amigos do colégio. Ano passado vim com a minha família”, contou Júlia.

Outro que participou das atividades lúdicas foi Guilherme Birc, da Escola Municipal Senador Mario Martins. O aluno de nove anos foi chamado para dançar com a boneca do teatro de bonecos. “Gostei muito de participar. Foi a primeira vez que eu vim à Bauernfest, a minha família não tem o costume de vir”, disse Guilherme.  

Itens relacionados por tópico