Domingo, 02 Fevereiro 2014 - 08:12

Agentes das Unidades de Proteção Comunitária passam por capacitação na Defesa Civil

Os agentes das Unidades de Proteção Comunitária (UPCs) passaram por um curso de capacitação nesta semana na Secretaria de Proteção e Defesa Civil. Foram 16 horas de aula, entre segunda e sexta-feira (27 a 31/1), sobre noções básicas de Defesa Civil, ações de prevenção que devem ser desenvolvidas na comunidade e como deixar mais segura a região atendida pela UPC.

As UPCs são um projeto piloto da Secretaria estadual de Defesa Civil que começou a ser realizado em Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo. Em Petrópolis, as unidades estão em fase de implantação, agora em parceria com a Prefeitura, cabendo ao município a administração das atividades, enquanto o estado é responsável pela infraestrutura e pelo pagamento dos agentes de proteção comunitária.

“O objetivo das UPCs é aproximar a Defesa Civil das comunidades. Os agentes das UPCs vão identificar as ameaças e as vulnerabilidades da comunidade, para que a Defesa Civil proponha ações de prevenção de desastres naturais”, disse o secretário de Proteção e Defesa Civil, Rafael Simão.

São dez UPCs em Petrópolis: Quitandinha, Ferroviários, Vila Felipe, Duques, Sargento Boening, São Sebastião, Siméria, Independência, Dr. Thouzet e 24 de Maio, que contam com um total de 40 agentes.

O curso foi ministrado pelo diretor administrativo da Secretaria de Proteção e Defesa Civil, Gileno Alves. Ele passou aos agentes noções de prevenção e de resposta a desastres. Os agentes aprenderam sobre a necessidade de fazer um planejamento de evacuação de pessoas, para que os moradores de áreas de risco deixem as casas com rapidez no caso de fortes chuvas.

“Foi passado para os agentes que, no caso de fortes chuvas, eles devem ajudar a retirar os moradores das casas em áreas de risco e ir para os pontos de apoio para receber as pessoas. Debatemos sobre o funcionamento do Sistema de Alerta e Alarme e sobre a necessidade de conscientizar os moradores a acatar as orientações das sirenes. Como os agentes aprenderam noções básicas de Defesa Civil, eles deverão orientar os moradores sobre o que fazer e o que não fazer para deixar as casas mais seguras”, disse Gileno. Para 2014 estão previstas ações de integração das UPCs com as escolas municipais, para que os professores realizem trabalhos com os alunos nas unidades sobre prevenção de desastres das chuvas.