Sexta, 07 Fevereiro 2014 - 09:25

Bomtempo se reúne em Brasília com especialistas japoneses em desastres

A parceria da Prefeitura com a Agência de Cooperação Internacional do Japão (Jica) para a prevenção de desastres das chuvas em Petrópolis dará mais um passo nos próximos dias. Na noite de quinta-feira (6/2), o prefeito Rubens Bomtempo e o secretário de Proteção e Defesa Civil, Rafael Simão, foram a Brasília, onde participarão de uma série de reuniões técnicas com japoneses especialistas em ações de prevenção de tragédias.

Os objetivos da parceria são o fortalecimento da cultura de prevenção em Petrópolis e o compartilhamento entre os dois países de experiências e tecnologias de monitoramento, prevenção e alerta.

Nesta sexta-feira (7/2), Bomtempo e Rafael Simão participarão do seminário Bousai, que, em japonês, significa prevenção de desastres. Três técnicos japoneses darão palestras sobre conceitos dos desastres de sedimentos, avaliação de riscos, delimitação de áreas de alerta (zonas amarelas e vermelhas), licenciamento e restrições legais para criação de conjuntos habitacionais em cumprimento dos padrões técnicos de prevenção, sistema de transmissão de informações meteorológicas, entre outros temas.

O secretário Rafael Simão continuará em Brasília na semana que vem. Na segunda e na terça-feira (10 e 11/1), acontecem as reuniões técnicas sobre tipologia de desastres,  técnicas de mapeamento e planejamento para expansão urbana.  Ainda dentro da série de encontros e palestras com a Jica, na quarta e na quinta-feira (12 e 13/2), o diretor técnico da Secretaria de Proteção e Defesa Civil, Ricardo Branco, irá participar de reuniões técnicas no Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), em Cachoeira Paulista (SP), sobre previsão e alertas.

Assinado em outubro em Brasília, o convênio entre o governo brasileiro e o Japão para a redução de desastres naturais em Petrópolis, Nova Friburgo e Blumenau (SC) irá durar quatro anos. Neste primeiro ano, técnicos da Jica e dos três ministérios envolvidos – das Cidades, da Integração e de Ciência e Tecnologia – conhecerão a realidade dos três municípios. Uma comitiva de especialistas japoneses já esteve em Petrópolis visitando as regiões atingidas por deslizamentos nos últimos desastres das chuvas.