Sexta, 01 Julho 2016 - 09:18

Centro Integrado de Comando e Controle da Prefeitura reunirá órgãos de segurança e Defesa Civil

A Prefeitura criará um Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) para o monitoramento de pontos estratégicos da cidade – do ponto de vista da segurança pública e também da Defesa Civil e do trânsito. O CICC contará com câmeras de monitoramento e reunirá, na mesma sala, representantes de diferentes órgãos: Polícia Militar, Polícia Civil, Guarda Civil, Corpo de Bombeiros, CPTrans, Secretaria de Proteção e Defesa Civil, Secretaria de Segurança Pública, entre outros.

Para a criação do CICC, o prefeito Rubens Bomtempo delegou a tarefa ao secretário de Proteção e Defesa Civil, Rafael Simão, que, desde o dia 21 de janeiro, responde interinamente pela Secretaria de Segurança Pública. A proposta de Bomtempo é fundir as duas secretarias em projeto de lei que será encaminhado à Câmara Municipal.

Bomtempo escolheu Simão para a tarefa em função da experiência que o secretário de Proteção e Defesa Civil tem como coronel do Corpo de Bombeiros. Há cerca de cinco anos, pelos Bombeiros, Simão foi à Europa por 30 dias para conhecer os sistemas de monitoramento de Paris, Londres, Barcelona e Madri. “Nesse período, aprendi a importância de se unificar os trabalhos, para a cidade ter um único sistema de monitoramento, para melhorar a qualidade do serviço e dar mais segurança a população. Com a unificação, ganham todos, porque uma mesma câmera pode ser útil para mais de um órgão. Para a cidade é muito ruim que cada órgão tenha o seu sistema de câmeras”, disse Simão.

Recentemente, o servidor de um dos sistemas de câmeras de monitoramento (que controla 15 câmeras) queimou durante um temporal. O processo de compra do novo servidor está em fase final. O sistema deverá voltar a operar em julho, com a chegada e instalação do novo servidor. “É importante lembrar que a Prefeitura vem se empenhando para manter o sistema, assumindo mais uma responsabilidade que é também do Governo do Estado. Com o novo sistema, será possível a redundância de novas fontes de telemetria, permitindo mais segurança nos links. Novas câmeras serão instaladas, com observação permanente e ainda ampliação do monitoramento para novas áreas”, disse o secretário Rafael Simão.

Simão explicou que, em relação aos pontos onde serão instaladas às câmeras, também serão escolhidas áreas suscetíveis a inundações, por exemplo, com a Rua Coronel Veiga, para assim agilizar a ação de resposta da Defesa Civil. “No CICC, integraremos as câmeras com o nosso sistema de pluviômetros e com os radares meteorológicos de outros órgãos”, disse.