Quarta, 17 Abril 2013 - 19:31

Secretário de Fazenda conversa com profissionais contábeis sobre o Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente

O secretário de Fazenda, Paulo Roberto Patuléa, esteve reunido na noite de ontem (16/4), com profissionais contábeis, no Sindicato dos Contabilistas de Petrópolis (Centro). Em pauta, uma causa nobre: que os contadores sensibilizem seus clientes a ajudar crianças e adolescentes petropolitanos em situação de vulnerabilidade social. Tudo isso de uma maneira prática, segura e sem onerar os empresários e microempresários.

Paulo Roberto Patuléa, que também é contador, pediu aos profissionais contábeis que procurassem sensibilizar seus clientes, tanto pessoa física quanto jurídica, a contribuir com o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente (CMDCA), por meio do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (FUNCRIA). A ação pode ser realizado no momento da declaração do Imposto de Renda (IR), basta que o declarante escolha deduzir uma porcentagem ao fundo.

“Venho, em nome do prefeito, solicitar à minha classe que sensibilize seus clientes a participar dessa causa de cunho social. É nosso desejo dar prosseguimento a essa parceria neste ano e nos três próximos que estão por vir, para que possamos proporcionar uma vida melhor para as nossas crianças e adolescentes”, afirmou.

Ele ressaltou que na gestão passada do governo de Rubens Bomtempo foi estabelecida uma parceria entre contabilistas, empresários e governo, para garantir todos os anos uma verba para que o CMDCA pudesse realizar seus projetos na cidade.

A assessora técnica e administrativa do CMDCA, Neusa Fernandes Pereira, que esteve na reunião representando a entidade, explicou que os projetos financiados pelo FUNCRIA são de suma importância para o município, pois evitam que muitas crianças e adolescentes enveredem pelos caminhos das drogas e dos crimes.“Essas crianças e adolescentes passam a realizar cursos diversos, de informática, danças e outros, que proporcionam ocupação de qualidade e conhecimento”, assegurou.

Neusa Pereira esclarece que toda pessoa física que apresenta declaração de IR no formulário completo, pode doar até 6% do imposto a pagar para o fundo. Já a pessoa jurídica, que declara o IR pelo Regime de Lucro Real, pode doar até 1% do imposto a pagar.

A reunião contou ainda com a participação de representantes da Comissão Municipal de Atuação Comunitária (COMAC), uma das mais importantes e respeitadas instituições filantrópicas de Petrópolis. 

Parceria com empresários e microempresários

O vice-presidente de Desenvolvimento Profissional do Conselho Regional de Contabilidade do Estado do Rio de Janeiro (CRCRJ), Aroldo Planz, ressalta a importância da aproximação dos contadores com o governo municipal.

“Estamos muito satisfeitos em ajudar a construir uma cidade melhor. Além disso, é simples demais, basta marcar na parte de resumo do IR, escolher a fundação a pagar e efetuar a dedução da taxa”, disse.

Para a contadora Claudia Lopes, da empresa CM Lopes Contabilidade, que trabalha principalmente com microempresários, a palestra foi muito esclarecedora. “A partir dessas informações que recebi aqui, vou orientar os meus clientes. O governo está valorizando muito os microempresários. Isso é ótimo. E, em contrapartida, os microempresários de Petrópolis também precisam ajudar a nossa cidade”, afirmou.

Mais informações

Para conhecer os projetos financiados pelo FUNCRIA qualquer pessoa pode entrar em contato com o CMDCA, pelo telefone (24) 2246-1508; e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou comparecer à sede, na Rua do Imperador, 38/101, no Centro. As doações também podem ser depositadas na conta nº 11.785-1, agência 6181 do Banco Itaú.