Terça, 28 Maio 2013 - 17:30

Aberto processo seletivo para implantação do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador

O processo seletivo simplificado do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) recebe inscrições até o dia 14 de junho. O edital de convocação foi publicado no Diário Oficial do dia oito de maio e prevê a abertura de oito vagas para médico do trabalho, enfermeiro do trabalho, técnico em enfermagem e técnico em segurança do trabalho. Ao todo, são duas vagas para cada especialidade. Os salários variam de R$ 1.314 a R$ 3.222. O contrato é de seis meses podendo ser prorrogado por mais seis.
Os candidatos interessados em participar do processo seletivo devem comparecer ao Departamento de Recursos Humanos da Fundação Municipal de Saúde, à Rua Aureliano Coutinho, segundo andar, Centro; de segunda a sexta-feira, de nove horas ao meio dia. Os candidatos devem levar os seguintes documentos: identidade; CPF; título de eleitor e comprovante de quitação com a Justiça Eleitoral (última votação); quitação com a obrigação militar (no caso de sexo masculino); comprovação de escolaridade na área pretendida, através de diploma ou certificado expedido por instituição educacional; inscrição nos respectivos conselhos de classe, no caso de profissões regulamentadas; além do currículo. O resultado final do processo será divulgado no dia 21 de junho.

O Centro de Referência em Saúde do Trabalhador envolve seis municípios da região serrana do Rio: Petrópolis, Teresópolis, Carmo, Guapimirim, São José do Vale do Rio Preto e Sumidouro. A sede será na Rua D. Pedro, nº 185, que passará por uma reforma. Os mobiliários estão sendo adquiridos pela secretaria municipal de Saúde. Para implantação do Cerest é feito um investimento pelo Ministério da Saúde de R$ 50 mil e repasses mensais de R$ 30 mil e R$ 40 mil para a manutenção das unidades regionais e estaduais, respectivamente.

Em 2011, foi liberado um recurso de R$ 50 mil pelo Ministério da Saúde para a implantação do Cerest. No entanto o dinheiro ficou parado e não foi utilizado pelo governo anterior. Na última semana o prefeito Rubens Bomtempo conseguiu, junto com o Ministério da Saúde (MS) e a Secretaria de Estado de Saúde, a recuperação da verba.

O Cerest é um programa criado em 2002, pela Portaria Ministerial 1.679, que ajuda a implementar no município ações de promoção à saúde do trabalhador, prevenção e diagnóstico de doenças adquiridas durante o expediente, a notificar acidentes ocorridos em serviço, e o tratamento e a reabilitação dos trabalhadores. São vinculados à Rede Nacional de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador (RENAST) e têm o objetivo de inserir a saúde do trabalhador no Sistema Único de Saúde (SUS). 

O edital completo você encontra no sitre da Prefeitura.