Quarta, 05 Junho 2013 - 09:03

Prefeito anuncia obras de contenção em mais cinco comunidades

A reunião semanal do Comitê de Monitoramento e Ações Estratégicas – COMAE – da Prefeitura terminou com saldo positivo na última segunda-feira (3/06). Na ocasião, o prefeito Rubens Bomtempo anunciou as medidas que estão sendo tomadas para o início das obras de contenção em mais cinco comunidades do município como um dos resultados do encontro entre os secretários de Planejamento, Eduardo Áscoli, e de Obras, Aldir Cony, com representantes do Ministério do Planejamento na semana passada, em Brasília.


Carangola, Casemiro de Abreu, Floresta, São Sebastião (Alexandre Fleming) e Rua 24 de Maio serão as comunidades contempladas. As obras serão custeadas com parte de uma verba total de R$ 60 milhões captada por meio de convênio com o Ministério das Cidades, para a realização de intervenções em 14 localidades do município.


“O encontro em Brasília foi bastante produtivo. Os técnicos do Ministério do Planejamento e das Cidades realizam um trabalho conjunto e se comprometeram a atuar em nosso favor”, disse o prefeito, explicando que nesse momento está sendo criado junto à CEF - Caixa Econômica Federal um cronograma para a entrega dos cinco projetos básicos para análise.


Ainda durante a reunião do COMAE, Bomtempo determinou que a Secretaria de Planejamento inicie o processo de declaração de utilidade pública de um terreno na Estrada Mineira para a instalação de uma Unidade Básica de Saúde – UBS. “Através de uma parceria com o governo do Estado, no local funcionará ainda o programa Clínica da Família, que irá desenvolver projetos estratégicos de saúde da família. Três equipes de profissionais irão compor o quadro”, explicou o prefeito, que aproveitou para lembrar do início das obras em onze postos de saúde anunciado na semana passada, além da reforma no Instituto da Mulher, da Criança e do Adolescente na rua Santos Dumont, 100.


O prefeito citou ainda as verbas que serão enviadas através de emendas parlamentares dos deputados federal Glauber Braga, Jandira Feghali, Fernando Jordão e Hugo Leal, somando um total de R$ 5,1 milhões para serem empregados na saúde na área materno-infantil, em obras, na aquisição de equipamentos para atenção básica e de um aparelho de ressonância magnética.