O Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU) da Posse está oferecendo atendimento para os moradores que precisam realizar serviços pela internet. Solicitações para CPF, Carteira de Identidade, Título de Eleitor, Alistamento Militar; além de consultas sobre o IPTU e SPC fazem parte dos serviços oferecidos.

O atendimento acontece de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. O atendimento é gratuito e aberto para todos os moradores. O CEU da Posse – Praça CEU Corta Rio - fica localizado na Estrada União e Indústria, números 32.877.

Ação nas escolas conscientizou jovens sobre a importância de participar das eleições

A Prefeitura, por meio da Coordenadoria da Juventude, mobilizou estudantes quanto a importância de tirar o título de eleitor, para que possam participar das Eleições Gerais de 2022. A ação ocorreu na última semana em duas escolas, o Liceu Municipal Prefeito Cordolino Ambrósio e a Escola Municipal Alto Independência. Ao todo, documentos foram viabilizados pela equipe. Também houve orientação sobre as etapas necessárias.

“Participar das eleições é um direito para todo cidadão acima de 16 anos, tornando-se obrigatório após os 18. Nosso papel, como poder público, é garantir a participação popular e promover a cidadania”, disse o prefeito Rubens Bomtempo.

Em outubro, os brasileiros escolherão presidente e governadores, além de deputados estaduais e federais e senadores. O prazo para tirar ou regularizar o título terminou na quarta-feira (04). O coordenador municipal da Juventude, Jean Marques, destaca que a mobilização tem o intuito de engajar o jovem na escolha política.

“Essa mobilização é importante para chamar a juventude para participação cidadã, engajar os jovens na escolha política e trazê-los para o diálogo público. Foi importantíssima a parceria com o Conselho Municipal de Juventude, escolas e associação de moradores do Independência para a mobilização”, disse.

A ação contou com o apoio do Conselho Municipal de Juventude. Secretário do CMJ, Guilherme Gomes Freitas destacou a importância do voto do jovem e o aumento da sua presença na política do país. "É através de leis e projetos Institucionais que a juventude garante mais direitos na sociedade, como é o caso do estatuto da Juventude, da lei da meia entrada, entre outros. Por isso, a importância do jovem ocupar as urnas para sempre garantir nossos direitos. Na eleição desse ano, o jovem pode decidir o futuro do país, e nada mais que justo ocuparmos as urnas em defesa de nosso futuro, em defesa do primeiro emprego, em defesa da cultura e da arte e em defesa da educação que sempre sonhamos", disse.

A primeira reunião para a organização do 1º Fórum da Pessoa com Deficiência do Município de Petrópolis já está sendo organizada. Nesta terça-feira (26), representantes do poder público e sociedade civil se encontram na Casa dos Conselhos Augusto Ângelo Zanata, no prédio anexo a Prefeitura, para a elaboração das propostas para a realização do evento.

O encontro acontece às 13h30, na Avenida Koeler, 260, no Centro. “É uma pauta importante e que precisa ser debatida junto com as entidades e o conselho, que representa a sociedade civil. Este é o primeiro encontro para a organização do evento que acontecerá no segundo semestre deste ano. São muitas as demandas do setor”, destaca o secretário de Saúde Marcus Curvelo.

O Centro de Saúde Coletiva já está emitindo as carteirinhas de identificação para os pacientes atendidos no Polo de Estomizados. O documento garante atendimento preferencial em supermercados, agências bancárias, entre outros serviços, sem serem obrigados a passar pelo constrangimento de mostrar o coletor.

“É uma grande conquista para essas pessoas que já enfrentam uma série de limitações. Com esse documento, está sendo garantido que comprovem sua condição de saúde, de uma forma menos invasiva e com dignidade”, disse o prefeito Rubens Bomtempo.

Em Petrópolis, o Polo de Estomizados do Centro de Saúde Coletiva é a unidade de referência para atendimento aos pacientes estomizados. No local, é oferecido tratamento individualizado, garantindo que as necessidades específicas de cada paciente sejam atendidas. “Buscamos oferecer uma assistência de qualidade para que o indivíduo se sinta acolhido de forma que consiga realizar o autocuidado sem intercorrências e anseios”, explica Célia Bretas, diretora do Centro de Saúde.

Segundo Stephanie Clemente, coordenadora do Polo de Estomizados, no local são realizadas consultas de avaliação, orientação e cuidado continuado. “Os atendimentos podem ser agendados previamente ou realizados na unidade por demanda livre. Além disso, os pacientes comparecem mensalmente para dispensação de dispositivos coletores e adjuvantes necessários para manter o cuidado em sua casa”, explica.

O espaço conta com uma equipe multiprofissional, onde o paciente tem acesso a enfermeiros, médicos, nutricionistas e psicólogos. “Buscamos nos manter o mais próximo possível dos pacientes, inclusive, criamos um grupo no WhatsApp que auxilia a troca de informações e experiências”, conclui.
O Polo de Estomizados funciona de segunda a sexta-feira, de 8h às 17h. Contatos podem ser feitos através do telefone (24) 2237-3616 - Ramal 208.

Atividades lúdicas promovidas pela Prefeitura ajudam a superar trauma das chuvas

Jogos de mesa, dobraduras de papel, brincadeiras com corda e contação de histórias. A tarde desta sexta-feira (8) foi de recreação para a criançada do ponto de abrigo instalado pela Prefeitura na Paróquia do Rosário, localidade de Santa Isabel, no Caxambu. Alugado à Diocese para receber cadastrados no Aluguel Social que ainda procuram moradias, o lugar acolhe 25 pessoas – na maioria, crianças – de seis famílias.

As atividades infantis foram promovidas pela Secretaria de Esportes, Promoção da Saúde, Juventude, Idoso e Lazer. A recreadora Chiquinha Grande, vestida de palhaça, foi a atração na equipe da secretaria, integrada também por professores de educação física. O grupo vem percorrendo pontos de apoio desde março, com a proposta de ajudar as crianças a superar o trauma vivido por suas famílias.

“Tudo o que aconteceu ainda é muito marcante para as crianças. A recreação traz acolhida, coisas boas, gera alegria e esperança”, disse a recreadora, que liderou as brincadeiras. Chiquinha Grande ilustrou seu comentário relatando a cena infantil que encontrou ao chegar ao lugar, situado ao lado da Capela de Santa Isabel: num monte de areia, no pátio, crianças haviam modelado uma montanha e simulavam a queda de uma pedra.

Entre os participantes das atividades lúdicas estavam quatro filhos de Angelina Rosa Corrêa, 33 anos, desempregada. A casa da família, na Rua João Pomin, Vila Felipe, foi destruída na chuva de 15 de fevereiro. Angelina e as crianças foram transferidas do ponto de abrigo da Escola Municipal Dr. Rubens de Castro Bomtempo, Vila Felipe. Ela contou que já ter moradia em vista e que espera acertar o aluguel neste fim de semana.

O espaço alugado pela Prefeitura em Santa Isabel, na Estrada José Almeida Amado, possui oito dormitórios com banheiros, mais de 160 camas, áreas internas de convivência e alimentação e pátio externo. O lugar, salientou o coordenador do ponto de abrigo, Maicon Campos, proporciona acomodação melhor do que a que era oferecida nas escolas. “Isso ajuda a devolver a dignidade às famílias e a amenizar o impacto da tragédia que sofreram”, afirmou.

O prazo final para a entrega da declaração do Imposto de Renda 2022 termina no dia 31 de maio. Até lá, pessoas físicas e jurídicas podem aproveitar a prorrogação do prazo, que antes terminava em 29 de abril, para destinar parte do imposto devido ao Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (FMDCA).

Em Petrópolis, são 41 instituições registradas no Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) que garantem o atendimento de crianças e adolescentes. “O comprometimento da sociedade civil e da iniciativa privada é essencial para que essas instituições permaneçam desenvolvendo seus projetos que, sem dúvida, fazem toda a diferença na vida dos assistidos”, disse o prefeito Rubens Bomtempo.

As doações podem ser direcionadas a algum projeto específico das instituições ou diretamente ao FMDCA até o fim de dezembro, quando as empresas fazem a apuração do lucro real e podem destinar até 1% do Imposto de Renda a projetos sociais. Já as pessoas físicas podem conceder até 6%.

“Neste momento, nossa intenção é sensibilizar os contribuintes e mostrar que todos podem ajudar de alguma forma. É um imposto que já pagariam ao Governo Federal e com essa doação, os recursos são empregados na nossa cidade, auxiliando as instituições registradas no CMDCA que fazem o atendimento de milhares de crianças e adolescentes criando oportunidades de desenvolvimento e inclusão social”, disse a secretária Chefe de Gabinete, Luciane Bomtempo, que também preside o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente.

O ano de 2022 começou de uma maneira muito especial para Vanessa de Oliveira Silva e Lucas Amorim: o primeiro filho do casal, João Lucas Oliveira da Silva Amorim, foi o primeiro bebê nascido neste ano no Hospital Alcides Carneiro. O menino veio ao mundo à 00h54, com 3,1 quilos e medindo 48,5 cm.

"A ficha não cai até o nascimento. Quando a gente vê o nosso filho, tudo muda, é uma sensação totalmente diferente", disse a agora mãe orgulhosa Vanessa. "Foi um sonho realizado. O parto durou 24 minutos, mas graças a Deus correu tudo bem. Agradeço a equipe, que foi muito prestativa", disse o pai Lucas.

O primeiro bebê nascido no Hospital Alcides Carneiro passa bem. A maternidade do HAC é referência regional, com estrutura que inclui a UTI neonatal.

Está marcada para esta quarta-feira (15), a live que vai discutir o tema “A Construção da Rede de Atendimento à Mulher Vítima de Violência Doméstica”. O evento é realizado pela Prefeitura, por meio da Coordenadoria Especial de Articulação Institucional, junto com a 2ª Promotoria de Tutela Coletiva do Ministério Público, com o apoio do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (Comdim) e da Comissão dos Direitos da Mulher da Câmara Municipal.

A reunião acontece de forma online e as inscrições podem ser feitas até o horário do evento, marcado para às 18h, por meio do link: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdCAr3XQRiZSN85RmdjrhsBVxbF_x7nGJnmtFYCGFVoF_4hNA/viewform?usp=sf_link. Ele será transmitido pelas redes oficiais da Prefeitura, como facebook e Youtube. A ideia é fortalecer a rede de assistência às mulheres vítimas de violência doméstica e familiar.

A promotora de justiça Vanessa Katz, vai abordar a “Intersetorialidade e a construção de Protocolo Integrado de Atendimento à Mulher Vítima de Violência”. A advogada Ana Luiza Franco e a assistente social Olívia Leal David, ambas do Centro de Referência em Atendimento à Mulher (CRAM), farão as apresentações do “CRAM vai à Escola - Planejamento 2022” e do “Fluxograma para atendimento à Mulher Vítima de Violência”. Já a enfermeira Cláudia Respeita, superintendente de Atenção em Saúde, vai falar sobre “Níveis de Atenção à Saúde do Enfrentamento à Violência contra a Mulher”.

Compre uma cesta básica e ganhe dois pares de chinelos Havaianas

Com o apoio da Prefeitura de Petrópolis, a Associação SOS Serra promove neste fim de semana (11 e 12), a primeira fase da campanha “O Natal do Futuro - Começa no Presente”. Três mil pares de chinelos Havaianas, doados pela Alpargatas, serão trocados por cestas básicas que serão distribuídas a entidades e famílias que vivem em vulnerabilidade social na cidade.

Para ganhar dois pares de chinelos é preciso comprar uma cesta básica, no valor de R$ 50. Nesta primeira fase da campanha, dois postos de venda serão montados: um no Hortomercado Municipal, em Itaipava e outro no Palácio Sérgio Fadel, na Avenida Koeler, no Centro Histórico. As cestas ficarão guardadas com o projeto SOS Serra e distribuídas no próximo fim de semana, antes do Natal.

“Comprando uma cesta, além de ganhar dois pares de chinelos, a pessoa vai ajudar a fazer o Natal de 500 famílias. Nosso objetivo é mostrar as pessoas que vivem nas comunidades que todos precisam pensar no amanhã”, explica a designer Gisela Simas, idealizadora do projeto SOS Serra.

A segunda fase do projeto é a entrega das cestas e está marcada para os dias 18 e 19 de dezembro. Nestes dias, dois mil pares de sandálias serão levadas as comunidades pela SOS Serra para serem trocados por chinelos usados. “A intenção é conscientizar famílias que moram em áreas de vulnerabilidade social sobre a importância de cada um de nós agir pensando na sustentabilidade de nosso entorno. Atitudes como a reciclagem, o cuidado com o lixo e a importância da troca serão levadas para essas comunidades”, complementa Gisela.

A Prefeitura, por meio da Coordenadoria Especial de Articulação Institucional, em parceria com o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher – Comdim encerrou, na tarde desta sexta-feira (10), a programação dos 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres, com uma ação da Praça da Liberdade. As equipes realizaram panfletagem de cartilhas e abordagens de adolescentes, jovens e adultos para orientação e conscientização sobre o tema.

Palestras em escolas do município, para policiais militares do 26º BPM e funcionários da Comdep sobre o enfrentamento a violência contra a mulher fizeram parte da programação, assim como ações sociais em diferentes pontos da cidade.

“Entendemos a importância desse tema e, através da campanha, o nosso objetivo foi o de sensibilizar toda a população, homens e mulheres, vítimas e agressores, uma grande oportunidade de atuarmos, principalmente, na conscientização dos homens”, diz o governo interino.

A campanha é realizada anualmente em mais de 150 países e, para coordenadora Especial de Articulação Institucional e vice presidente do Comdim, a participação de Petrópolis é essencial. “A violência contra a mulher sempre existiu, porém, muitas vezes por falta de orientação às vítimas, os casos ficavam escondidos. Agora, através do trabalho que vem sendo realizado através do CRAM, que aumentou os canais de atendimento, o número de denúncias de violência doméstica e familiar tem aumentado de forma considerável. Isso é uma grande vitória para todos nós”, frisa.

No Brasil, a mobilização abrange o período de 20 de novembro a 10 de dezembro. O movimento é uma estratégia de mobilização de indivíduos e organizações, em todo o mundo, para engajamento na prevenção e na eliminação da violência contra as mulheres e meninas.

“Sou um grande entusiasta de ações como essa dos 16 Dias de Ativismo. Durante 14 anos assisti a minha mãe sendo agredida pelo meu pai e, até hoje, ela carrega as marcas no corpo. Hoje, são as lembranças daquela época que me motivam a intervir e a denunciar quando presencio alguma situação de violência doméstica”, disse o jovem de 19 anos, que se identificou apenas como Luan.

Pagina 3 de 31