O intuito da ampliação das datas é possibilitar um maior número de inscritos

O Conselho Municipal de Proteção e Defesa dos Animais (COMUPA) ampliou, até o próximo dia 18 de novembro, as inscrições para a 1ª Conferência Municipal de Proteção e Defesa dos Animais. O evento, que será realizado de forma online, é gratuito e, para participar, é necessário a efetuação do cadastro através do site oficial da Prefeitura (https://www.petropolis.rj.gov.br/e-gov/sma/conferencia-comupa/). Serão três dias de palestras temáticas - 25, 26 e 27 de novembro - com mesas redondas para discussão com intuito de formular propostas direcionadas a criação de um Plano Municipal com políticas públicas voltadas à causa animal.

A iniciativa é realizada pela sociedade civil organizada, em parceria com a Prefeitura de Petrópolis, por meio Coordenadoria de Bem-Estar Animal (Cobea). O governo interino assegurou que a execução desse projeto é fundamental para o avanço de políticas públicas no município. “A realização desse debate é muito importante para fomentar as discussões com objetivo de garantirmos propostas concretas que possam contribuir para o bem-estar e proteção dos animais”, disse.

A coordenadora de Bem-estar Animal afirmou que a conferência será feita de forma virtual, o que vai possibilitar uma maior presença de interessados. "Decidimos fazer online esta primeira edição, pois achamos que seria mais cabível neste momento e porque percebemos que poderia ser uma alternativa para gerarmos mais inscrições. A participação popular é fundamental para alcançarmos políticas públicas eficientes no município", explicou a coordenadora.

O evento será presidido pelo presidente do COMUPA e está dividido em quatro eixos temáticos. Serão realizadas duas palestras simultâneas em cada horário, onde o cadastrado poderá escolher o conferencista de sua preferência. “A conferência tem uma relevância muito grande para o município. Vamos debater temas expressivos que irão influenciar positivamente o desenvolvimento de ações efetivas para a cidade. Estamos prontos para receber a população nesse debate”, garantiu.

Horários, temas e palestrantes

-> Abertura - 25/11/21 - Horário: 18h - Dra. Vânia Plaza, Presidente do Conselho Municipal de Proteção e Defesa dos Animais e Governo Interino.

-> Eixo 1 - 26/11/21 - 14h - Bem-estar animal e política de controle de natalidade -Mariangela Freitas de Almeida e Sousa e Alba Valeria De Almeida Barcelos Dias

-> Eixo 2 - 26/11/21 - 18h - Política Pública de Repressão aos maus tratos e a interface entre os órgãos de Segurança e de fiscalização - Maria Letícia Benassi Filpi e secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias

-> Eixo 3 - 26/11/21 -14h - Política Pública de proteção e inserção social dos animais - Frank Jefferson Alarcón de Barrientos e Marcelo José Mattos Marques

-> Eixo 4 - 26/11/21 - 18h - Política Pública de educação em Direitos dos Animais e Guarda Responsável - Luisa Mell e Elizabeth MacGregor

-> Sessão Plenária e Encerramento - 27/11/21 - 9h - Apresentação dos trabalhos em grupo e votação das propostas

Petrópolis sediou nesta segunda-feira (8), o 1º Fórum de Lideranças Femininas da Região Serrana. O evento, que debateu o papel do desenvolvimento social e econômico no enfrentamento à violência contra à Mulher, foi promovido pela Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos e da Subsecretaria de Políticas para Mulheres, em parceria com a Prefeitura.

O governo interino, representantes dos municípios que compõem a Região Serrana, o secretário estadual de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, a subsecretária de Políticas para Mulheres e a auditora Fiscal da Superintendência Regional do Trabalho do Rio de Janeiro marcaram presença no evento, que aconteceu no Palácio Quitandinha. A desembargadora Ivone Caetano, primeira juíza e desembargadora negra do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ), também participou do fórum.

“Sediar um evento dessa magnitude é de grande relevância para a nossa cidade. Petrópolis conta com uma série de políticas públicas voltada para as mulheres, demonstrando a nossa preocupação com a população feminina. O objetivo é fortalecer cada vez mais a nossa rede de proteção. Petrópolis é o único município do Estado que possui o ônibus de atendimento e rede integrada que hoje está debruçada sobre a criação de um fluxograma de atendimento à mulher vítima de violência”, frisa o governo interino.

O secretário estadual de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, adiantou que, para 2022, está sendo programado um grande curso de valorização e capacitação da mulher. “Queremos garantir que as mulheres vítimas de violência doméstica tenham a oportunidade de buscar sua liberdade. Isso porque, muitas vezes elas permanecem nessas situações porque não têm condições de se manterem e não tem a qualificação que o mercado exige. Hoje estamos reunindo poder público, instituições e sociedade civil que querem, de fato, contribuir para que o Estado implemente políticas públicas efetivamente voltadas a esse público”, disse o secretário.

A coordenadora Especial de Articulação Institucional também participou do Fórum. “Esse é um momento ímpar de integração de políticas públicas voltadas as mulheres. Normalmente focamos sempre no combate a violência e hoje estamos discutindo desenvolvimento social, profissional e desenvolvimento econômico das mulheres de toda a Região Serrana”, disse a coordenadora, citando ainda os atendimentos realizados pelo Centro de Referência em Atendimento à Mulher (CRAM) na Rua Santos Dumont; pelo Ônibus Lilás, que percorre as comunidades mais distantes da cidade; pela Sala Lilás, instalada no IML, em Corrêas, assim como os realizados na Sala Violeta, instalada no Fórum de Petrópolis, além do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (Comdim).

Portadores da doença receberão carteirinha gratuita

Decreto da Prefeitura de Petrópolis publicado na última semana no Diário Oficial definiu a regulamentação para atendimento preferencial a pacientes com fibromialgia. As regras asseguram a prioridade aos pacientes em órgãos públicos, empresas privadas e estacionamentos em Petrópolis. O governo municipal, por meio da Secretaria de Saúde, já está disponibilizando gratuitamente carteirinhas ao portador da doença.

“O atendimento preferencial aos pacientes com fibromialgia já era esperado há algum tempo pelos portadores da doença. Eles têm esse direito garantido por lei. A preferência se aplica, por exemplo, em filas e vagas de estacionamento. O nosso objetivo também é conscientizar a sociedade sobre o aspecto de incapacidade da doença”, declarou o governo interino.

A Secretaria de Saúde irá disponibilizar gratuitamente uma carteirinha para identificação dos beneficiários. Os portadores da doença devem comparecer ao setor de Protocolo da Secretaria de Saúde, no Centro Administrativo da Prefeitura, na Avenida Barão do Rio Branco. É necessário o preenchimento de um formulário e apresentação do documento de identidade com foto, comprovante de residência, duas fotos 3x4 e laudo médico comprovando a fibromialgia. A carteira de identificação será entregue aos pacientes após cinco dias úteis, e terá validade de um ano, a contar da data de emissão, podendo ser prorrogada por igual período sucessivamente.

Simone Araújo foi diagnosticada com a doença há 6 anos. Ela também faz parte do Grupo de Fibromialgia de Petrópolis, que conta com mais de 120 pessoas. "Com a regulamentação da lei e com a carteirinha vamos ter a segurança de conseguirmos o atendimento preferencial em estabelecimentos. A carteirinha dá uma visualização de quem somos nós. É o passo inicial para conseguirmos o reconhecimento da doença e começar a realizar a inserção do grupo em projetos de atividades físicas e da divulgação".

Por lei, os órgãos públicos, empresas concessionárias de serviços públicos e empresas privadas em toda cidade são obrigadas a oferecer atendimento preferencial às pessoas com fibromialgia. No caso das empresas comerciais que recebem pagamentos de contas, a lei determina que estas devem incluir as pessoas com fibromialgia nas filas de atendimento preferencial já destinadas aos idosos, gestantes e pessoas com deficiência.

A fibromialgia é uma doença que não tem cura e que causa dores no corpo. Por ser uma síndrome, essa dor está associada a outros sintomas, como fadiga, alterações do sono, distúrbios intestinais, depressão e ansiedade. Acomete 2% da população mundial e é mais frequente em mulheres.

Em um ano, aumento no número de registros no Centro de Referência em Atendimento à Mulher foi de 137%

Pela primeira vez em 10 meses, o número de registros de violência psicológica recebidos pelo Centro de Referência em Atendimento à Mulher (CRAM), superou os casos de violência física comunicados à instituição este ano. Enquanto em outubro de 2020 foram contabilizados 69 atendimentos, no mesmo período de 2021, as equipes fizeram 164 acolhimentos, o que representa um aumento de 137%.

O número é resultado, principalmente, da ampliação do acesso aos serviços do CRAM, que criou novos meios para a comunicação das vítimas de violência doméstica. Atualmente, além do espaço físico no prédio anexo ao Centro de Saúde, na Rua Santos Dumont, as mulheres contam com o Ônibus Lilás, que percorre as comunidades e com o atendimento remoto pelo telefone e whatsapp.

A violência psicológica, segundo a coordenadora do CRAM, está sendo identificada em mais de 60% dos atendimentos realizados pelas equipes. “A maioria das mulheres que passa ou já passou por uma situação de abuso psicológico não consegue identificar tão facilmente. É uma violência de difícil detecção, mas é capaz de causar danos muitas vezes irreversíveis a vítima”, explica.

Como forma de levar ainda mais informação para as mulheres, o CRAM estará retomando os ciclos de palestras sobre os tipos de violência doméstica a partir de novembro. “O conhecimento liberta uma mulher”, ressalta. Ela destaca ainda a importância do Ônibus Lilás que, somente este ano, já percorreu mais de 40 comunidades. “Estando dentro das comunidades, conseguimos explicar os tipos de violência e disponibilizar atendimento com nossa psicóloga. O que não podemos é deixar que as mulheres normalizem a violência psicológica simplesmente porque não deixa marcas físicas”.

Os atendimentos no Centro de Referência em Atendimento à Mulher podem ser realizados ainda pelo telefone (24) 98839-7387, que também funciona como whatsapp. Nesta sexta-feira, o Ônibus Lilás estará no Castelo São Manoel, em Corrêas. Entre 9h e 13h, os atendimentos vão acontecer na Academia da Saúde e de 13h30 as 16h, serão realizados ao lado da Escola Municipal Magdalena Tagliaferro. Haverá ainda a participação do Gabinete da Cidadania, Programa Petrópolis da Paz e Coordenadoria da Juventude.

A Prefeitura está dando mais um passo na ampliação dos serviços de coleta seletiva, realizada pela Comdep, no município. A Escola Municipalizada Santa Terezinha, no Vila Rica, está recebendo um projeto piloto para a coleta de óleo saturado de cozinha. Bombonas de 50 litros para captação do material já foram instalados na unidade para atender, inclusive, a comunidade.

“Queremos levar essa conscientização para as crianças. Mostrar a importância, para o meio ambiente, da separação, descarte correto e reciclagem do óleo usado. Desta forma os impactos são mitigados e o óleo é transformado em resíduo de alto valor”, destaca o governo interino.

O material coletado será encaminhado para as cooperativas de catadores e empresas de recicladoras que reaproveitam o óleo na produção de outros produtos, como sabão, por exemplo. Além do recolhimento do produto, a Comdep vai promover palestras sobre educação ambiental, coleta seletiva e reciclagem do material.

A próxima etapa será a implantação da coleta seletiva de lixo de porta a porta na região. “Garantindo a destinação correta desse tipo de material estamos dando a nossa contribuição para diminuir a poluição do meio ambiente. Buscamos políticas públicas de preservação ambiental, pois, entendemos que elas são essenciais para o futuro da nossa população. Por isso estamos levando essa discussão para dentro das escolas”, diz o presidente da Comdep.

Recolhimento também em 18 regiões e nos Ecopontos

Petropolitanos que queiram fazer o descarte correto de óleo de cozinha podem armazená-lo em garrafas pet e fazer entrega em um dos quatro ecopontos do município. O produto também é recolhido pelas equipes de coleta seletiva que realizam o serviço de porta a porta em 18 regiões da cidade.

A ampliação de coleta seletiva na cidade tem acontecido de forma gradual. Depois da Posse, Araras e Vale das Videiras, o serviço foi implantado no Centro da cidade. Além de um caminhão estacionado de segunda a sexta-feira, na Rua Irmãos D’ângelo, de 18h às 19h30, para receber os materiais, os coletores fazem o recolhimento de porta a porta nos estabelecimentos comerciais e condomínios.

Os ecopontos estão localizados na Rua General Rondon, em frente a Comdep; na Rua Mosela; Parque Municipal de Petrópolis, em Itaipava e em Araras, na Estrada Bernardo Coutinho, 30 e 35. Moradores de comunidades ainda não incluídas nas rotas podem solicitar a coleta através do telefone (24) 2235-8437, para agendamento.

Cronograma de coleta seletiva:

Segunda-feira – Bingen, Vila Militar e Brejal.
Terça-feira – Mosela, Bataillard, Moinho Preto, Pedras Brancas e Campo do Serrano.
Quarta-feira – Valparaíso (todas as ruas e servidões)
Quinta-feira – Morin (todas as ruas e servidões), Araras e Vale das Videiras
Sexta-feira – Alto da Serra, Sargento Boening, Vila Felipe, Chácara Flora, Alto Tamancoldi e Dom João Braga.

O governo interino participou, na manhã do último domingo (31), de uma ação do projeto Reage Mãe, que ajuda mulheres grávidas e puérperas em situação de vulnerabilidade social. Trinta mulheres participaram do ato, com palestras de profissionais da Secretaria de Assistência Social, que apresentaram os serviços disponibilizados nos CRAS da cidade, entrega de kit materno, roupas para os bebês provenientes de doações, além de um sorteio para serviço de corte de cabelo, manicure e pedicure, além de um café da manhã para as participantes.

O evento, que foi organizado na Casa dos Conselhos, teve apoio da Coordenadoria Especial de Articulação Institucional, do Gabinete da Cidadania e da Secretaria de Assistência Social. Para o governo municipal, essa ação vai ajudar diversas mulheres que necessitam de apoio em um momento muito importante de suas vidas.

“Gostaria de parabenizar o trabalho que é realizado pelo projeto. Ações como esta, muitas vezes, vão além da atuação do poder público. A prefeitura está de portas abertas e sempre estará ao lado de ações como essa, de muita importância e significado para essas mulheres que precisam de todo apoio e carinho”, destaca.

O secretário de Assistência Social também falou sobre o projeto, enfatizando que o governo está ao lado dessas mulheres que precisam de ajuda durante a gestação e após o parto. “Colocamos toda a infraestrutura da secretaria à disposição. As assistentes sociais puderam esclarecer todas as dúvidas sobre os mecanismos de auxílio para elas em todas esferas do poder público e tenho certeza que contribuímos para que essas mulheres grávidas possam ter uma gestação tranquila e as que já tiveram seus filhos tenham todo o suporte necessário”, aponta.

A organizadora do projeto Reage Mãe disse que a mulher sempre é julgada dentro da sociedade, e que precisa dessa rede de apoio. “A maternidade é algo muito bonito, mas muitas mulheres precisam de ajuda. O objetivo aqui é dar empoderamento a elas, é gerar uma corrente positiva em prol dessas mamães”.

A coordenadora do Gabinete da Cidadania afirma que o projeto tem uma importância muito grande para as mulheres que são atendidas e que, como mulher e mãe, estará sempre que puder disponibilizando o apoio necessário ao trabalho que é realizado. “O Gabinete da Cidadania está de portas abertas e sempre ao lado de ações e projetos que venham de encontro ao bem-estar da população”.

Ações recreativas e de conscientização sobre a importância na prevenção ao câncer de mama marcaram o encerramento oficial da programação do Outubro Rosa, nesse sábado (30/10), no Parque Municipal, em Itaipava. O governo interino participou da ação, promovida pela APPO – Associação Petropolitana dos Pacientes Oncológicos, com o apoio da Prefeitura de Petrópolis.

Na ocasião, governo interino ressaltou a importância da conscientização da população e da luta da APPO. “Temos que continuar, sempre, promovendo atividades que despertem a atenção da população para essa causa. Sem dúvidas esse é um mês em que a atenção é voltada para a prevenção, mas devemos continuar lutando. O câncer de mama é uma doença que precisa ser detectada precocemente, o ano inteiro. Hoje podemos comemorar o fato de não termos mais fila para mamografia, uma conquista que só foi possível com o novo mamógrafo do Centro de Saúde, que colocamos em funcionamento. A Secretaria de Saúde trabalha agora para a criação da Sala Rosa do HAC, que irá fortalecer o atendimento e a prevenção e somar a todas as ações da APPO em prol da conscientização da população. O governo municipal apoia e parabeniza o empenho dessa instituição”, disse governo interino.

O encerramento contou com a presença da equipe da Coordenadoria de Articulação Institucional, por meio do Ônibus Lilás do CRAM, com informações sobre acolhimento de mulheres vítimas de violência; Secretaria de Assistência Social, com dados sobre acesso a programas governamentais, CadUnico e benefícios, através do CRAS, massoterapia, banda, recreação infantil e entrega de materiais informativos.

Na ocasião, o presidente da Câmara Municipal também falou sobre a preservação da vida. “Agradeço a APPO pela excelência das ações, e ao governo municipal, que também realizou, através da Secretaria de Saúde, iniciativas para despertar a atenção da população para a causa. O símbolo da campanha é a sapucaia e por isso plantaremos no parque uma muda para marcar essa data”, contou.

Adriana de Melo prestigiou o evento ao lado da mãe, Ana de Melo Coelho. “Todos deveriam estar aqui mostrando para a nossa cidade que a prevenção é o melhor caminho. Fico muito feliz em ver o empenho da APPO e da prefeitura nesse dia tão marcante”.

Vale destacar que, ao longo do mês, a Secretaria de Saúde realizou uma série de ações em prol da campanha do Outubro Rosa, como “Pit stop” de atendimentos na Praça Dom Pedro, dia D da campanha com a realizacao de mais de 1.500 exames, testes rápidos e consultas no Hospital Alcides Carneiro e outras 40 unidades de saúde, além do dia da beleza com pacientes do HAC - ação que visa melhorar a auto estima e chamar atenção para os cuidados com a Saúde.

Depois do Programa Petrópolis da Paz, agora é a vez da Coordenadoria de Políticas Públicas para a Juventude reforçar a equipe do Ônibus Lilás e retomar o projeto Juventude em Dados. A localidade do Bonfim, em Corrêas, é a primeira a participar da ação, que acontece nesta sexta-feira (29). O Ônibus Lilás é um programa da Coordenadoria Especial de Articulação Institucional, por meio do Centro de Referência em Atendimento à Mulher (CRAM) e do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (Condim). A união de setores da Prefeitura tem como objetivo facilitar o acesso da população aos serviços oferecidos pelo poder público.

“A Coordenadoria está retomando a projeto Juventude em Dados, para trazer mais informações sobre nossa juventude, possibilitando ações mais assertivas para este público. A junção desses órgãos no Ônibus Lilás contribui para que o poder público esteja cada vez mais perto da nossa população e com isso fortalecer a presença da Prefeitura nas comunidades”, frisa o governo interino.

Representantes da Coordenadoria de Políticas Públicas para a Juventude estão animados com a oportunidade de estarem mais perto dos jovens das comunidades e localidades mais distantes da cidade. “A retomada do projeto Juventude em Dados já havia sido determinada pelo prefeito, que viu no Ônibus Lilás a chance de estarmos mais próximos da população. É uma forma de incluirmos àqueles que não foram inseridos na primeira pesquisa. Buscamos garantir um atendimento maior para a juventude em vulnerabilidade social”, disse a coordenadora de Políticas Públicas para a Juventude.

No último fim de semana, equipes do Petrópolis da Paz acompanharam o Ônibus Lilás nos atendimentos realizados no Contorno e em Araras. Os profissionais conversaram com os moradores e apresentaram o trabalho de mediação de conflitos realizados pelo programa. “As pessoas com quem conversamos apreciam essa forma de resolução mais rápida e amigável, principalmente quando se fala de conflitos entre família e vizinhos, onde a convivência tem que continuar praticamente todos os dias. Estarmos dentro das comunidades é uma excelente oportunidade de divulgamos não só as ações do programa, mas também orientar a população nas mais diferentes áreas da Prefeitura”, disse a coordenadora do Programa Petrópolis da Paz.

Corte de cabelo, escova, amarração de lenços, maquiagem, design de sobrancelhas e distribuição de brindes. Essas foram algumas das atividades realizadas nesta segunda-feira (25) com as pacientes internadas no Hospital Alcides Carneiro (HAC) no dia de beleza na unidade. A ação, que movimentou os corredores do hospital faz parte da campanha do Outubro Rosa da Prefeitura de Petrópolis, e contou com a parceria da Associação Petropolitana de Pacientes Oncológicos (APPO), e de cabeleireiros e maquiadores locais.

Foram cerca de 50 mulheres atendidas em salas do hospital onde foram organizados os atendimentos do salão de beleza. Além de oferecer atendimentos voltados ao cuidado estético das pacientes, a ação contou com orientações e mensagens de conscientização sobre o câncer de mama e de colo de útero. A coordenadora do Núcleo de Segurança do Paciente (NSP) do Hospital Alcides Carneiro, Rosângela Amaral, conta que a iniciativa teve como objetivo levantar a autoestima das pacientes, e ao mesmo tempo levar informações sobre o câncer, na programação do Outubro Rosa do hospital.

“O nosso foco com essa ação foi resgatar a autoestima das nossas pacientes. Tem mulheres internadas aqui que já estão há algum tempo conosco, sentem falta da família, dos amigos e de suas vida em geral. Ver o sorriso no rosto delas e o olhar brilhando não tem preço. É isso que nos motiva a fazer sempre mais. Foi um dia muito leve para todos no hospital. Para as próprias pacientes, mas também para os acompanhantes, enfermeiros e toda a equipe de trabalho”, contou ela, lembrando que algumas mulheres se emocionaram com os atendimentos.

A paciente Vera Regina, de 70 anos, está internada. Ela foi uma das pacientes que se emocionou após receber o corte de cabelo e fazer as sobrancelhas: “Eu estou me sentindo muito bem. Me sinto viva e alegre. Tenho meu cantinho, meu trabalho, faço minhas coisas e estou com muita saudade de realizar as minhas atividades. Esse dia de beleza deu uma animada no meu astral”, disse ela, já emotiva.

O governo interino frisou a importância de ações como esta. "O envolvimento das pessoas, com trabalho humanizado, gera uma conscientização ainda maior. Além de voltarem as atenções para a importância dos cuidados com a saúde, acabam atuando como multiplicadores em suas famílias, seus amigos e vizinhos".

O Dia de Beleza no HAC contou com a colaboração dos cabeleireiros Ale Collares e Uelita Aguiar, e da maquiadora Maria Eduarda Vieira, que trabalham no Salão Esmalteria Paris. Além deles, participaram da ação o cabeleireiro e maquiador, Renato Venceslau, e a maquiadora Clarice Andrade. A cabeleireira Uelita relata a sua experiência. “É sempre legal fazer essa troca, em que a gente doa um pouco do nosso tempo, do nosso trabalho, em prol dessa causa, dentro da campanha do Outubro Rosa. Foi muito bom”.

Clarice conta que perdeu sua mãe há 10 anos atrás por câncer no HAC. Ela revela qual foi o sentimento ao retornar ao hospital: “Foi muito gratificante. Senti uma conexão com as pacientes, porque mesmo com alguma debilidade, elas se abriram pra gente e deixaram a gente ajudá-las a se sentirem bem e bonitas novamente. Ter esse momento em que elas puderam brincar, descontrair, falar sobre vida, família e elas se expressarem da forma que realmente são, foi muito bom”, contou ela, dizendo ainda que quer voltar mais vezes.

O diretor presidente do Sehac, que administra o HAC, também acompanhou as atividades no hospital. Ele agradeceu o apoio dos colaboradores na missão de devolver às mulheres o brilho que algumas doenças pode tirar delas: “De coração, agradeço a cada um que se dispôs a estar conosco aqui sem receber nada em troca, apenas de bom coração. São essas atitudes que nos comovem e salvam vidas. Foi muito legal acompanhar e ver esses corredores cheios de sorrisos e de vida”, disse ele, contando que a intenção agora é realizar um dia de beleza com as funcionárias do hospital.

Atividades no HAC no Outubro Rosa

O Dia de Beleza realizado nesta segunda-feira (25) no Hospital Alcides Carneiro (HAC) faz parte da programação da Prefeitura de Petrópolis na campanha do Outubro Rosa do município. No último sábado foi o Dia D de atendimentos na cidade em mais de 40 unidades de saúde e no HAC, que fez 88 exames, entre ressonâncias magnéticas, mamografias, e ultrassonografias de mama e transvaginais.

Além disso, durante todo o mês o hospital está promovendo mutirões de ultrassonografias de mama aos sábados e domingos, organizou um almoço especial para os pacientes internados na quinta (21) e sexta-feira (22), além de contar com ações de conscientização, em parceria com os profissionais da APPO.

Coordenadoria já promoveu 13 campanhas, desde fevereiro

A Prefeitura de Petrópolis, por meio da Coordenadoria de Bem-estar Animal (Cobea), realizou no último sábado a 2ª edição da Primavera de Adoção. A iniciativa acontece em parceria com ong’s e protetores independentes do município e possibilitou o acolhimento de dez animais. Com isso, a campanha alcançou a marca de 102 acolhimentos, em 13 etapas, neste ano. As instituições Cão Amor, Cão sem Dono, Amor Vira-lata e GAPA Itaipava foram as responsáveis por disponibilizar cães e gatos castrados, vacinados e vermifugados no evento.

O governo interino celebrou o resultado do fim de semana e exaltou a importância de promover a guarda responsável. “Ultrapassamos mais de 100 adoções na cidade. Um número excelente e possibilitado por um trabalho em equipe e com apoio de muitas frentes”, disse.

Além das instituições citadas, a campanha contou com o apoio do Grupamento de Operações com cães, do canil Rufus Von Kru Gdorf, e de uma equipe da Vigilância Ambiental, que orientou a população que passava pelo local sobre as arboviroses - doenças epidêmicas transmitidas pela fêmea adulta do mosquito Aedes aegypti. Representantes das empresas Rospauth, Escola de Tosa Cintia Lima e Comidinhas da Pandora também estiveram presentes e presentearam os novos tutores com benefícios voltados aos animais adotados.

A coordenadora de Bem-estar Animal exaltou o retrospecto atingido e agradeceu o entusiasmo da população. “Tivemos mais um evento satisfatório. Foi um resultado muito importante para nós. Passar a marca de 100 adoções representa que o trabalho tem sido bem feito e transparece a disposição dos petropolitanos em acolher os bichinhos que não possuem lar. Nossa intenção é que esse número continue aumentando”, afirmou.

Pagina 5 de 31