Campanha também terá ações de valorização a paternidade vinculada a amamentação

Com o objetivo de orientar e estimular o aleitamento materno como ato natural, a prefeitura de Petrópolis por meio das Áreas Técnicas de Saúde, organizou uma programação especial para o Agosto Dourado. O mês simboliza a luta pelo incentivo à amamentação. O cronograma de ações prevê ações presenciais na Praça da inconfidência e lives nas redes sociais. A campanha tem como tema “Proteja a Amamentação: uma responsabilidade compartilhada” e conta com a parceria da Câmara Municipal de Petrópolis.

“O leite é o alimento necessário e suficiente ao recém-nascido, pelo menos nos primeiros seis meses, e indicado até os dois primeiros anos de vida. Ele é benéfico de várias formas, tanto para as crianças, como para as mães. Ele reduz os níveis de mortalidade infantil, possui anticorpos que protegem contra infecções e desnutrição. Já para as mães, a amamentação ajuda na perda de peso após o parto, protege contra câncer de mama e ovário e aumenta o vínculo indissociável com a criança”, explica o secretario de Saúde.

No Facebook e YouTube da prefeitura de Petrópolis serão realizadas lives com discussões sobre a temática. Já nesta terça-feira (03), às 17h a enfermeira Aline Furtado falará sobre o Aleitamento Materno e seus benefícios para ser compartilhado/Paternidade. Na sexta-feira (06), será realizado na Praça da Inconfidência, de 09h às 16h, um Pit Stop com atividades relacionadas ao Agosto Dourado. Serão realizadas orientações nutricionais sobre o aleitamento materno, abordagem psicológica direcionada a amamentação, explicação sobre os benefícios e desafios relacionados à Amamentação. (Pega correta, cuidado com as mamas, importância do parceiro para auxiliar a mãe), entre outros assuntos.

Outro objetivo da campanha é sensibilizar a sociedade quanto à naturalidade do ato de alimentar o bebê em público, sem o constrangimento que muitas mães relatam. A campanha destaca por fim, a importância dos bancos de leite. Ele é utilizado para que todos os bebês (especialmente os prematuros) possam ter acesso ao alimento, mesmo nos casos em que as mães não possam amamentar.

A mamãe Ligia Vaz amamentou sua filha Liz por 7 meses. Ela fala da importância do leite materno: “Para amamentação funcionar é preciso profissionais que apoiam as mães, uma rede de apoio, cuidado materno e incentivo. Logo na primeira hora de vida da Liz, trouxe ela ao meu peito para mamar. Depois de vê-la nascer aquele momento foi o mais importante da minha vida, saber que a partir dali eu era fonte de alimento. Infelizmente por conta de um problema de saúde interrompemos a amamentação com 7 meses e 4 dias de vida. Me sinto com o dever cumprido de chegar ao sexto mês de aleitamento materno, que era minha primeira meta”.

Ela completa destacando sobre a necessidade do Agosto Dourado: “O Agosto Dourado não é sobre quem amamentou ou não seu filho, sobre quem ama mais, sobre quem não pode amamentar por algum motivo, não é sobre ser "menos mãe" porque escolheu dar mamadeira. Você não é menos por isso. Agosto dourado é informação, incentivo, apoio, acolhimento e saúde pública”.

Valorização da Paternidade vinculada à Amamentação

Além disso, agosto também é o mês de valorização da paternidade. Em alusão a data serão realizadas ações para o engajamento do pai vinculada a amamentação. A participação do pai é capaz de promover confiança para ele e a mãe, diminuindo angústias relativas ao parto e nascimento, garantir melhor atendimento para a parceira, reduzir a depressão materna e paterna no pós-parto, gerar vínculos afetivos saudáveis e mais qualidade de vida para todos da família: homem, mulher e criança.

Outro ponto positivo da presença ativa do pai é o aumento dos índices de amamentação. Seu suporte é fundamental para a mãe que alimenta a criança e seu apoio é capaz de dar desfecho positivo frente à eventual escolha da mulher entre a continuação ou não da amamentação, que nem sempre é tarefa fácil.

Programação

PIT STOP: Praça da Inconfidência - 6 e 27 de agosto – De 9h as 16h.
Ações:
- Orientações nutricionais sobre o Aleitamento Materno.
- Desmistificação relacionada ao Aleitamento Materno.
- Abordagem psicológica direcionada a Amamentação.
- Incentivo a praticas saudáveis na Amamentação.
- Benefícios da amamentação na saúde bucal do lactente.
- Benefícios e desafios relacionados à Amamentação. (Pega correta, cuidado com as mamas, importância do parceiro para auxiliar a mãe).

LIVES: Facebook e YouTube da Prefeitura
3 de agosto (terça-feira) - 17h.
Enfermeira Aline Furtado da Rosa (Tema: Aleitamento materno e seus benefícios para ser compartilhado)

10 de agosto ( terça-feira) - 17h
Dra. Claire Tesch – Gastropediatra (Tema: Aleitamento Materno)
Enfermeira Lorena Sabbadini - Obstetra Coordenadora da Maternidade do Hospital Alcides Carneiro (Tema: A vivência da amamentação no contexto hospitalar - Ações)

19 de agosto (quinta-feira) – 17h
Dra. Raquel Moreira Guimarães - Odontopediatria (Tema: Cuidados com a saúde bucal durante a amamentação).
Greicielly Zopelaro Braga - Psicóloga (Tema: Aspectos psicológicos na amamentação)

24 de Agosto terça -feira- 19h
Dra. Márcia Freitas - fonoaudióloga (Tema: Benefícios da amamentação para a fala)
Catarina Ricardo Guimarães - Nutricionista (Tema: O leite materno e seus benefícios)

77 animais já foram adotados desde o início da campanha, em fevereiro

A prefeitura de Petrópolis, por meio da Coordenadoria de Bem-estar Animal (Cobea), realizou no último sábado (31) a “AUlimpíadas de Adoção” de cães e gatos, na Praça Dom Pedro II. A etapa, que ganhou tema relacionado ao período olímpico, marcou a oitava edição deste ano. No evento, 11 animais foram adotados. Além de promover o acolhimento durante as ações, a Cobea também recolheu doações de agasalhos, cobertores, casinhas e camas para distribuição em locais estratégicos da cidade para o uso dos animais.

O prefeito interino destacou a importância da ação e celebrou o resultado do trabalho neste fim de semana. “A população vem abraçando o nosso evento. Mesmo com o tempo frio, tivemos um grande número de animais adotados. Só neste ano, já foram 77 acolhimentos. É fundamental termos quinzenalmente essa campanha para que possamos estimular novas tutelas e ampliarmos esse número”, garantiu o prefeito interino.

Nesta edição, as parcerias deram destaque à programação. A Universidade Estácio de Sá disponibilizou alunos do curso de Enfermagem para que fizessem a orientação e aferição da pressão arterial na população que passava pelo local e do curso de Direito, que orientou sobre as Leis de proteção aos animais. Já o Petique Pet Shop & Care forneceu gratuitamente uma avaliação veterinária aos cães e gatos que foram acolhidos pelos novos tutores. Representantes da loja de ração Rospauth também estiveram presentes e cederam um vale de 10% em produtos do seu estabelecimento aos que realizaram a posse responsável. A Escola de Tosa Cintia Lima ofereceu um banho e tosa grátis para os animais que foram adotados.

“Estamos muito felizes com o desfecho da oitava etapa. Recebemos um bom número de doações e também também tivemos 11 adoções. Vamos dar continuidade a esse trabalho para que possamos alavancar cada vez mais esses números”, pontuou o coordenador de Bem-estar Animal.

Além dos parceiros citados, o Conselho Municipal de Proteção e Defesa dos Animais (COMUPA), Defesa Civil, CPTRANS e Guarda Civil Municipal também atuam como apoiadores da campanha, assim como o vereador Domingos Galante. As instituições Dog’s Heaven, Amigo Vira-lata e as protetoras independentes Evana e Rosilene Ferreira também participaram, ficando responsáveis por preparar os pets para adoção.

A equipe da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Itaipava recebeu um carinho especial na manhã desta quinta-feira (29/07): a visita da pequena Pérola Sofia de Moraes de 2 anos. Acompanhada pela mãe, Micaela dos Santos Moraes, a menina esteve na UPA para agradecer a dedicação e o carinho dos profissionais em seu socorro. Perola teve quatro paradas cardíacas revertidas na unidade e hoje, pouco mais de um mês depois, está recuperada.

“Fiquei muito agradecida, primeiro a Deus, que salvou a vida da minha filha e em segundo à equipe que estava lá e agiu rápido naquele momento. Eles lutaram muito. Sou grata pelo carinho e amor que tiveram por ela, por isso a levei lá para agradecer. Estou ainda mais feliz por sentir todo o afeto com que mais uma vez a receberam”, declarou Micaela, que tem 19 anos.

Para o prefeito interino Hingo Hammes, a iniciativa da mãe da menina motiva todos os profissionais de saúde, incluindo médicos, enfermeiros e técnicos das mais diferentes áreas. “O reconhecimento dessa mãe e o carinho da filhinha dela ao voltar à unidade para abraçar a equipe que a acolheu revigora a todos nós e certamente dará um novo ânimo para todos os trabalhadores da unidade”, diz.

Micaela conta que em 25 de junho voltava da casa da avó, quando a filha passou mal e foi socorrida. “Havia passado o dia brincando e quando voltávamos pra casa, ela estava no meu colo e dormiu. Só quando descemos do ônibus percebi que ela estava mole, mas, a princípio, achei que fosse sono. Porém, como não acordava, notei que havia algo errado e corri para a UPA, desesperada. Logo nos atenderam”, diz a mãe.

A mãe lembra que, na UPA, a equipe rapidamente avaliou o caso e conseguiu reverter quatro paradas cardíacas na pequena Pérola. A menina foi estabilizada e transferida para o Hospital Alcides Carneiro, onde passou 18 dias internada, sendo seis na UTI.

“Este gesto da Micaela de trazer a Pérola à UPA para que víssemos como ela está, nos dá forças pra continuar e seguir em frente. Fiquei muito feliz e emocionada por vê-la chegando alegre, brincando tão esperta e sem nenhuma sequela. Realizamos diversos procedimentos, o que exigiu muito de toda equipe durante mais de três horas, mas salvar uma vida não tem preço. Nos recompensa muito receber este carinho”, diz a médica pediatra Paula Rangel Fernandes, que trabalha na UPA Itaipava desde a abertura da unidade.

“É muito emocionante receber este retorno, principalmente no caso de uma criança. No dia do atendimento esta menina entrou na unidade quase parando. Toda a equipe trabalhou para salvá-la. Tenho duas filhas com idade próxima à da Pérola. Hoje vê-la chegar alegre e nos abraçar, é muito gratificante. É um gesto que nos motiva e revigora”, destaca a enfermeira Leila Garcia Thomaz, que há mais de 20 anos atua na área. “Como eu trabalho no HAC, pude continuar acompanhando o caso dela lá também. Estamos todos muito felizes por vê-la bem”, disse.

O secretário de Saúde agradeceu o carinho e o reconhecimento da equipe. “A pandemia tem evidenciado a importância e o valor do trabalho das equipes de Saúde, sobretudo aqueles profissionais que atuam nas emergências. Ver o carinho desta mãe com todo o grupo nos motiva e indica que estamos no caminho certo”, destaca o secretário.

Doações de agasalhos para os animais também serão aceitas durante a programação

Aproveitando o período olímpico, a prefeitura de Petrópolis, por meio da Coordenadoria de Bem-estar Animal, vai realizar a primeira etapa das “AUlimpíadas de Adoção” neste sábado (31). Com apoio das instituições Dog’s Heaven e Amigo Vira-lata, que serão responsáveis por disponibilizar os cães e gatos para acolhimento, a Cobea, desta vez, também vai estar aceitando doações de agasalhos, cobertores, casinhas e camas para serem distribuídos pela equipe da Coordenadoria em pontos estratégicos da cidade para o uso dos animais. O evento acontecerá na Praça Dom Pedro II, de 10h às 15h, e os interessados em adotar algum pet deverão apresentar CPF, identidade, comprovante de residência fixa, assim como, precisam ser maiores de 18 anos.

O governo interino afirma que a intenção da atual campanha é estimular não só o alcance de novos tutores, mas também o recebimento de vestimenta, cobertas e produtos destinado aos animais “Devido ao inverno, queremos aproveitar o sucesso que as campanhas de adoção estão tendo para incentivar doações de agasalhos ou itens que servirão para proteção dos bichinhos diante desse período de frio”, explica.

A ação desta semana faz parte da Campanha de Adoção de animais que a Cobea promove desde fevereiro deste ano, que já contou com 66 pets adotados em sete edições realizadas. Nesta etapa, o Conselho Municipal de Promoção e Defesa dos Animais (COMUPA), Defesa Civil, Secretaria de Saúde, Universidade Estácio de Sá e Petshop Petique estarão como apoiadores. A loja de ração Rospauth também é participante cedendo um cupom de 10% de desconto em produtos para os novos tutores. É importante salientar que todos os animais disponíveis já estão vacinados, castrados, vermifugados e o evento vai seguir todas as medidas de segurança necessárias.

“Estamos contando com o apoio da população para que abrace essa causa conosco. Se você não puder acolher um animalzinho, peço que colabore de alguma forma. Vai ser muito importante conseguirmos arrecadar o máximo de agasalhos suficientes para que possamos cuidar de forma justa da vida dos nossos bichinhos”, garante o coordenador de Bem-estar Animal.

Vale destacar que a edição deste sábado poderá ganhar uma nova data de realização em caso de chuvas. A Cobea disponibiliza os contatos por e-mail e telefone para esclarecimento de dúvidas da população.
Telefone: (24) 2291-1505
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

A Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias emitiu novo boletim nesta quinta-feira (29), que alerta para o estágio de atenção para a próxima madrugada. A medida leva em conta a previsão de declínio ainda mais acentuado da temperatura para esta sexta-feira (30). Desde o último domingo (25) o órgão destaca a passagem de frente fria que tem provocado fortes mudanças no tempo desde a última quarta-feira (28). Tendo em vista a queda na temperatura acentuada, a operação especial de acolhimento de pessoas em situação de rua, realizada pela Secretaria de Assistência Social, com o apoio da Defesa Civil, será mantida, alcançando todos os distritos. A população também pode ajudar, orientando essas pessoas para que busquem o Núcleo de Integração Social, no Alto da Serra, ou as tendas temporárias montadas ao lado do Hortomercado, em Itaipava, para pernoite. Durante o dia há, ainda, o Centro Pop.

Para a madrugada desta sexta-feira (30) há a previsão de temperatura mínima de 3°C e máxima de 13°C, com condições de ocorrência de geada. Para atender a população em situação de rua, foram ampliados os pontos de alojamentos na cidade com a instalação de abrigos para o pernoite temporário em Itaipava. A ação, que é realizada ainda com o apoio da Coordenadoria de Bem-Estar Animal (Cobea) também visa o cuidado para os animais que estiverem nas ruas da cidade.

“Nossas equipes estão empenhadas em garantir o alojamento para as pessoas que se encontram em situação de rua. Nossa maior preocupação é em garantir que a população não fique expostas a esse frio intenso. Vamos continuar a busca ativa dessas pessoas e oferecer os cuidados necessários”, destaca o governo interino.

Nas estruturas para acolhimento de pessoas em situação de rua, os público é recepcionado, recebe atendimento e encontra condições para a higiene pessoal, alimentação e dormitórios aquecidos.

Campanha de arrecadação de agasalhos e cobertores

Para fortalecer a operação, por meio da campanha de arrecadação de agasalhos e cobertores, a população pode contribuir com a iniciativa. Todos os itens doados são direcionados para os pontos de atendimento. Além do recolhimento de agasalhos e cobertores, também estão sendo aceitas casinhas e camas para os animais que estiverem pelas ruas.

Os pontos de recolhimento das doações estão instalados nas sedes da Defesa Civil, na rua Buarque de Macedo - 128; da Cobea, na avenida Koeler – 260; e quartel do Corpo de Bombeiros da Barão, na Avenida Rio Branco, 1957 – Retiro; e no destacamento de Itaipava, na Estrada União e Indústria, 9998. Os interessados em doar cobertores, agasalhos e estrutura para o abrigo de animais podem se dirigir aos locais no horário comercial. As secretarias de Segurança, Serviços e Ordem Pública (SSOP), de Obras e Comdep também atuam no suporte acolhimento.

Ação também contou com atendimentos no Ônibus Lilás

No Dia Mundial de Combate às Hepatites Virais, a prefeitura de Petrópolis promoveu nesta quarta-feira (28), por meio da Área Técnica de IST/Aids da Secretaria de Saúde, a ação de testagem contra as hepatites B e C, sífilis e HIV. Com a disponibilização dos resultados dos testes em 15 minutos, a atividade contou com cerca de 90 atendimentos na Praça de Corrêas. Foram realizados ao todo 360 testes, na ação que também contou com atendimentos no Ônibus Lilás.

“Fiz os testes e vim para certificar que eu estou com saúde”. Esta foi a declaração de Ricardo Azevedo, de 54 anos, que realizou os quatro exames. A empresária Anezia Pavone, de 65 anos também fez os testes: “É a primeira vez que faço esses exames. Quero colocar a minha saúde em dia”. O aposentado Renato de Aquino, estava passando pelo local e foi conferir a testagem: “Aproveitei a oportunidade e vim aqui ver como está a minha saúde. Isso é muito importante. Sempre que posso estou realizando exames”, disse ele.

A ação faz parte da programação em alusão ao Julho Amarelo, no mês da conscientização das hepatites virais. Além disso, foram distribuídos materiais informativos e kits de prevenção com preservativos e álcool gel, alertando sobre a importância da conscientização sobre as doenças. A atividade contou com parceria do gabinete da Cidadania e do Centro de Referência em Atendimento à Mulher (CRAM).

O CRAM esteve no local realizando atendimentos com o Ônibus Lilás. Foram mulheres recebidas no veículo com orientação de psicóloga, assistente social e advogado. A coordenadora do CRAM fala sobre a utilização do Ônibus Lilás no local: “Nosso objetivo é levar o ônibus ao máximo de lugares possíveis, dando às pessoas que moram longe do centro as mesmas oportunidades de exercitarem seus direitos. Muitas pessoas passarem por aqui hoje e conseguimos fazer a captação para o atendimento da nossa equipe”.

Esta é a terceira atividade de estímulo ao diagnóstico oportuno e prevenção das hepatites virais no mês de julho, que se encerrará no próximo sábado (31). De 08h às 16h, a ação será finalizada em quatro postos de saúde do município: PSF Alto da Serra, UBS Quitandinha, UBS Retiro e USF Posse. No dia 13, a equipe da Área Técnica de IST/Aids esteve no Centro de Saúde do Itamarati oferecendo testes na unidade, e no dia 20 na Praça da Inconfidência.


A Casa da Cidadania recebeu nesta segunda-feira (26) uma ação social voltada para mulheres em situação de rua. Coleta de exames preventivo, informações sobre métodos contraceptivos, marcação de mamografias, serviços de cabeleireiro e manicure foram algumas das atividades disponibilizadas em uma parceria das Secretárias de Saúde e Assistência Social, com apoio do Centro de Referência em Atendimento à Mulher (CRAM).

Foram atendidas cerca de 20 mulheres na ação que também contou com a parceria do Consultório na Rua. “Já tínhamos uma lista de mulheres que seriam atendidas. Realizamos busca ativa e encaminhamos para a Casa da Cidadania para oferecer os atendimentos de resgate ao autocuidado dessas mulheres”, é o que explica a coordenadora do Consultório na Rua.

Além disso, no local foi iniciado o mapeamento da população para o acompanhamento, voltada a parte sexual e reprodutiva. Também houve roda de conversa com temas relacionados a violência contra a mulher. A ação contou com a parceria de um grupo de cabelereiros e manicure, e da participação das equipes do Centro Pop, UNAT e do NIS.

A coordenadora do Centro de Referência em Atendimento à Mulher (CRAM) ressalta a necessidade do atendimento desse público: “Muito importante uma ação que envolva as mulheres em situação de rua. Atendemos várias delas no CRAM, mas existe uma grande dificuldade de seguir um acompanhamento até o fim do processo, uma vez que a falta de residência fixa e a alta mobilidade, fazem com que muitas vezes elas não retornem ao atendimento e não sejam intimadas das audiências. Precisamos mostrar seus direitos, deixando claro que a lei é para todas”.

A assistente social, Olivia Leal, fala sobre os riscos que essas mulheres correm na rua: “Uma mulher em situação de rua já está em risco social. Uma mulher que sofre violência, precisa de uma ação integral da rede e todo acolhimento possível”.

Petrópolis vai estar presente na Marcha Virtual das Mulheres Negras, marcada para o próximo domingo, quando é celebrado o Dia da Mulher Negra. O Conselho Municipal de Proteção a Igualdade Racial – Compir, vai representar o município no evento que será transmitido pelo Facebook, na página do Fórum Estadual de Mulheres Negras (@femnegras). Embora a data comemorativa seja em 25 de julho, a programação começa nesta sexta-feira (23), com uma ação do “ônibus lilás”, em Pedro do Rio.

“É uma data importante que tem que ser lembrada. A luta contra o preconceito, contra a violência de gênero e o racismo deve ser constante. Os dados mostram o quanto temos que evoluir neste sentido. As mulheres negras são maioria entre as vítimas de violência doméstica no país. Daí a importância do envolvimento do ônibus lilás na programação”, frisa o governo interino.

De acordo com a presidente do Compir, a Marcha das Mulheres Negras acontece desde 2015, em Copacabana, porém, por conta da pandemia, desde o ano passado ela tem sido realizada de forma virtual. “Este ano, estaremos mais uma vez unidas reivindicando os nossos direitos”, disse.

Também foi do Compir, a ideia de levar o ônibus lilás a Pedro do Rio. A ação acontece em conjunto com o Centro de Referência em Atendimento à Mulher – CRAM e a Coordenadoria de Proteção a Igualdade Racial – Copir. “Trabalhos como esse ficavam concentrados em regiões mais próximas, porém, as agressões também acontecem nos distritos”, disse a presidente do Compir.

Segundo a coordenadora do CRAM, os estudos da instituição mostram que são as mulheres negras que mais sofrem violência doméstica e as que mais denunciam. “Também são as que mais sofrem violência obstétrica e representam mais de 60% dos feminicídios no Brasil”, destaca.

A visita do Compir e do Copir em Pedro do Rio acontece com o intuito das duas entidades em levar para o distrito, um núcleo de Promoção e Igualdade Racial na região. Estará sendo atendida uma demanda do Plano Municipal de Promoção de Políticas de Igualdade Racial – PMPIS.

No dia 25 de Julho é comemorado o Dia Internacional da Mulher Negra latino Americana e Caribenha. Na mesma data, instituído por meio da Lei nº 12.987, no Brasil é celebrado o Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra, para homenagear uma das principais mulheres, símbolo de resistência e importante liderança na luta contra a escravização.

380 crianças estão inscritas no programa atualmente

O fim da tarde de quinta-feira foi de comemoração. A Casa dos Conselhos Augusto Ângelo Zanatta foi palco da solenidade de formatura das crianças assistidas pelo programa Criança Feliz. Doze meninos e meninas, acompanhadas por pais e mães receberam das mãos do governo interino e da secretária de Assistência Social, o certificado de conclusão desta etapa significativa do desenvolvimento infantil. Atualmente, 380 crianças estão cadastradas para receberem o benefício.

“Estar presente nesse evento comemorativo e poder ver essas crianças saudáveis, em pleno crescimento e desenvolvimento, é muito gratificante. Não são somente as crianças que aprendem. Nós aprendemos muito com elas também”, afirma o governo interino.

Jaqueline Dias, mãe da pequena Kerollyn, disse que o programa ajudou muito a filha durante esse período de pandemia, por conta de todo o isolamento. “A orientadora ajudou muito a milha filha no seu desenvolvimento. Está muito difícil com toda essa situação da covid-19, mas ela adora quando a “tia” chega para ficar com ela e fazer as atividades. Hoje estou muito feliz por estar aqui e ter a minha filha incluída”.

O Programa Criança Feliz é uma importante ferramenta para que famílias com crianças entre zero e seis anos ofereçam a seus filhos ferramentas para promover seu desenvolvimento integral. Por meio de visitas domiciliares às famílias participantes do Programa Bolsa Família, as equipes do Criança Feliz fazem o acompanhamento e oferecem orientações importantes para fortalecer os vínculos familiares e comunitários e estimular o desenvolvimento infantil.

As comunidades inscritas no programa são Centro, Meio da Serra, Alto da Serra, Contorno, Siméria, São Sebastião, Floresta, Sargento Boening, Sertão do Carangola, Vicenzo Rivetti, Côrreas, Atílio Marotti, Comunidade do Neylor, Comunidade do Alemão, Jardim Salvador, Roseiral, Quitandinha, Independência, Retiro, Madame Machado, Nogueira, Bairro da Glória, Bonfim, Castelo São Manoel, Calembe, Bonfim.

“Hoje foi um dia muito especial para as famílias dessas crianças que estão sendo atendidas pelo programa. O trabalho do Programa Criança Feliz ajuda nesse vínculo entre a família e a criança, além do desenvolvimento emocional e intelectual delas”, aponta a secretaria de Assistência Social.


A prefeitura de Petrópolis realizou entre os dias 12 e 17 de julho a castração de 1.166 animais. A ação que ocorreu por meio da Coordenadoria de Vigilância Ambiental do Departamento de Vigilância em Saúde, da Secretaria de Saúde, em parceria com a Coordenadoria de Bem-Estar Animal (Cobea), atendeu moradores da região do Bingen, na Escola Santa Maria Goretti. Foram operados em média 194 animais por dia, por uma empresa contratada pela Prefeitura que estava com equipes e um castramóvel no local.

O governo interino destacou a importância da ação. “Esta grande quantidade de castrações em poucos dias contribui para o controle da população de animais. Foram atendidos animais que pertencem aos moradores dos bairros Castrioto, Dias de Oliveira, Duarte da Silveira, Manoel Torres, Capela, entre outras localidades. Agradeço o trabalho em parceria da Secretaria de Saúde, da Coordenadoria de Vigilância Ambiental do Departamento de Vigilância em Saúde e da Coordenadoria de Bem-Estar Animal”.

Foram castrados 648 cães – 427 machos e 221 fêmeas – e 518 gatos – 279 machos e 239 fêmeas. Para serem operados, os pets foram previamente inscritos nas unidades de saúde da família da região. Entidades protetoras da causa animal tiveram um percentual de cirurgias garantidas, por meio da Cobea.

Outros 34 animais que estavam cadastrados para o procedimento não puderam ser castrados, conforme explica o secretário de Saúde. “A meta era realizarmos a operação de 1.200 animais. Porém 34 pets foram impedidos de ser castrados pela sua condição física, ao passarem pela equipe de triagem. Animais idosos, acima do peso ou desnutridos não puderam ser operados, por correrem riscos com o procedimento anestésico” disse.

A região do Bingen foi selecionada por fatores socioeconômicos, como o aumento no número de animais com doenças transmissíveis, em uma região que ainda não havia sido contemplada dentro do Projeto de controle populacional de cães e gatos com Unidade Móvel. Outro fator de avaliação foi pela região apresentar alto quantitativo de animais vacinados contra raiva.

A coordenadora da Vigilância Ambiental da Secretaria de Saúde, agradeceu o empenho de toda equipe: “Estamos felizes com o trabalho realizado. Agradeço a todo grupo de trabalho, desde a triagem, pesagem, cirurgia e pós-operatório, e também a equipe do Dr. Ricardo.

O presidente do Conselho Municipal de Proteção aos Animais (COMUPA) elogiou o trabalho realizado. "O COMUPA tem atuado de forma conjunta com a prefeitura. Estivemos presentes na ação e ficamos impressionados com o trabalho bem organizado e com a aceitação da população. Ficamos muito felizes com todo cuidado em prol dos animais".

Pagina 10 de 31