Com apenas 100 dias de governo, o prefeito Rubens Bomtempo firmou a primeira parceria que amplia o número de vagas para a Educação Infantil. Na noite da última terça-feira (16/4) o prefeito assinou um convênio com a Associação Recrear, no Carangola e garantiu o atendimento para mais 131 crianças com idade entre 0 e 6 anos.

“A Educação Infantil é a nossa principal bandeira. É o período mais importante para o desenvolvimento do campo do saber e também para a formação psíquica das crianças. Estou muito feliz em firmar este convênio que beneficia não só os alunos como também centenas de mães que poderão trabalhar com mais tranquilidade”, disse o prefeito Rubens Bomtempo.

A expectativa é a de que em quatro anos todas as crianças do município de 0 a 6 anos  estejam matriculadas na Educação Infantil: “Por determinação do prefeito vamos multiplicar as vagas e atender a todos os bairros. Na Recrear esses alunos terão educação de qualidade. Vamos unir esforços para construir em parceria um projeto pedagógico de alto nível”, afirmou a secretária de Educação, Mônica Freitas.

O convênio foi comemorado pela diretoria da Recrear. “Ficamos dois anos sem esse convênio e passamos por muitas necessidades. Sempre acreditamos e confiamos na figura de Bomtempo como gestor público e também como um grande defensor da educação de qualidade para o município”, ressaltou a coordenadora Roselane Xarão. “Esse é um dia de vitória e muita festa para todos nós”, completou o presidente da Recrear, Antônio Geraldo de Souza.

João Pedro é o mais novo aluno da Recrear. Graças ao convênio com a Prefeitura o bebê de oito meses começará a conviver com o ambiente escolar. “Vai ser maravilhoso para ele e também para mim que posso sair para trabalhar com tranqüilidade sabendo que o meu filho vai estar num ambiente educativo, seguro e convivendo com outras crianças”, declarou a mãe do João Pedro, Camile Cruz Bento.

O secretário de Fazenda, Paulo Roberto Patuléa, esteve reunido na noite de ontem (16/4), com profissionais contábeis, no Sindicato dos Contabilistas de Petrópolis (Centro). Em pauta, uma causa nobre: que os contadores sensibilizem seus clientes a ajudar crianças e adolescentes petropolitanos em situação de vulnerabilidade social. Tudo isso de uma maneira prática, segura e sem onerar os empresários e microempresários.

Paulo Roberto Patuléa, que também é contador, pediu aos profissionais contábeis que procurassem sensibilizar seus clientes, tanto pessoa física quanto jurídica, a contribuir com o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente (CMDCA), por meio do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (FUNCRIA). A ação pode ser realizado no momento da declaração do Imposto de Renda (IR), basta que o declarante escolha deduzir uma porcentagem ao fundo.

“Venho, em nome do prefeito, solicitar à minha classe que sensibilize seus clientes a participar dessa causa de cunho social. É nosso desejo dar prosseguimento a essa parceria neste ano e nos três próximos que estão por vir, para que possamos proporcionar uma vida melhor para as nossas crianças e adolescentes”, afirmou.

Ele ressaltou que na gestão passada do governo de Rubens Bomtempo foi estabelecida uma parceria entre contabilistas, empresários e governo, para garantir todos os anos uma verba para que o CMDCA pudesse realizar seus projetos na cidade.

A assessora técnica e administrativa do CMDCA, Neusa Fernandes Pereira, que esteve na reunião representando a entidade, explicou que os projetos financiados pelo FUNCRIA são de suma importância para o município, pois evitam que muitas crianças e adolescentes enveredem pelos caminhos das drogas e dos crimes.“Essas crianças e adolescentes passam a realizar cursos diversos, de informática, danças e outros, que proporcionam ocupação de qualidade e conhecimento”, assegurou.

Neusa Pereira esclarece que toda pessoa física que apresenta declaração de IR no formulário completo, pode doar até 6% do imposto a pagar para o fundo. Já a pessoa jurídica, que declara o IR pelo Regime de Lucro Real, pode doar até 1% do imposto a pagar.

A reunião contou ainda com a participação de representantes da Comissão Municipal de Atuação Comunitária (COMAC), uma das mais importantes e respeitadas instituições filantrópicas de Petrópolis. 

Parceria com empresários e microempresários

O vice-presidente de Desenvolvimento Profissional do Conselho Regional de Contabilidade do Estado do Rio de Janeiro (CRCRJ), Aroldo Planz, ressalta a importância da aproximação dos contadores com o governo municipal.

“Estamos muito satisfeitos em ajudar a construir uma cidade melhor. Além disso, é simples demais, basta marcar na parte de resumo do IR, escolher a fundação a pagar e efetuar a dedução da taxa”, disse.

Para a contadora Claudia Lopes, da empresa CM Lopes Contabilidade, que trabalha principalmente com microempresários, a palestra foi muito esclarecedora. “A partir dessas informações que recebi aqui, vou orientar os meus clientes. O governo está valorizando muito os microempresários. Isso é ótimo. E, em contrapartida, os microempresários de Petrópolis também precisam ajudar a nossa cidade”, afirmou.

Mais informações

Para conhecer os projetos financiados pelo FUNCRIA qualquer pessoa pode entrar em contato com o CMDCA, pelo telefone (24) 2246-1508; e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou comparecer à sede, na Rua do Imperador, 38/101, no Centro. As doações também podem ser depositadas na conta nº 11.785-1, agência 6181 do Banco Itaú. 

O prefeito Rubens Bomtempo recebeu hoje (17/04) o Grupo de Trabalho Interministerial Moradia Adequada, do Conselho de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana da Presidência da República. No encontro, representantes da Secretaria Nacional de Assistência Social, Ministérios da Integração Social e Ministério das Cidades, assim como a Confederação Nacional das Associações de Moradores - Conam, o chefe do Executivo mostrou o que vem sendo desenvolvido no município como as obras de contenção previstas, projetos habitacionais e o que está sendo realizado em prol das famílias atingidas pelas chuvas que caíram na cidade há 30 dias.
 
“Temos que agradecer a presença desse grupo de trabalho, pois normalmente nessas situações o prefeito fica sozinho. Nesse momento é importante ter alguém do lado para garantir ainda mais rapidez na resposta para a população”, disse Bomtempo, salientando que tem trabalhado de forma incessante. Prova disso é que dois dias depois do resultado do segundo turno das eleições, em novembro do ano passado, já solicitava a Secretaria de Estado de Defesa Civil e ao Comando Geral do Corpo de Bombeiros a liberação do tenente-coronel Rafael Simão para assumir a Coordenadoria de Defesa Civil, transformada recentemente em secretaria.
 
No encontro, que contou ainda com a presença de secretários municipais, além da chefe de gabinete Luciane Bomtempo, o prefeito destacou as verbas emergenciais enviadas pelos governos federal e estadual, a instalação de mais de 50 pluviômetros. A questão habitacional também foi discutida e, na ocasião, o prefeito salientou que criou um grupo de trabalho para a localização de possíveis terrenos para a construção de casas populares. “Já temos algumas áreas em vista e, nesse momento, está sendo realizada uma pré-análise. A meta é construir mais de 2 mil casas em pouco mais de três anos”, disse Bomtempo, salientando que obras de contenção serão iniciadas em sete pontos atingidos pelas últimas chuvas.
 
“Ficamos contentes com a boa vontade e posicionamento do prefeito, pois em missões como essa, nem sempre é simples ser recebido o poder público. Aqui, fomos atendidos pelo chefe do Executivo que nos deu uma idéia geral do que aconteceu e o que está sendo feito. Agora, nosso próximo passo será a elaboração de um relatório de recomendação e com base nesse documento poderão sem buscadas parcerias com os governos Federal e Estadual”, disse Tássia Rabelo, Coordenadora Geral do CDDPH - Conselho de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana.

Um total de 13 mil litros de água e 600 cestas básicas foram recebidas pelo prefeito Rubens Bomtempo e pela secretária-chefe de Gabinete, Luciane Bomtempo, em visita hoje (17/04) à quadra da Comac, onde está instalado o centro de distribuição de donativos. A doação foi feita pela Representação Regional da Firjan/Cirj, na Região Serrana, através da presidente da entidade, Waltraud Keuper Rodrigues Pereira.
 
No local estão armazenados roupas, cobertores, lençóis, colchões e colchonetes, sapatos para crianças, adolescentes e adultos, além de gêneros alimentícios. O material está sendo encaminhado para os Cras – Centro de Referência e Assistência Social, onde os moradores que tiverem a necessidade, podem buscar o auxílio, desde que estejam cadastrados na Setrac – Secretaria de Trabalho, Assistência Social e Cidadania.
 
“Essas doações e o trabalho que está sendo desenvolvido mostram o espírito de solidariedade dos petropolitanos. São a prova de que nosso povo sempre age com o coração na hora necessária e esse gesto da Firjan também mostra o comprometimento e o carinho que essa importante entidade tem com a cidade”, disse o prefeito, que já garantiu a destinação de R$ 350 mil do Fundo Municipal de Assistência Social para assistência às vítimas da chuva.
 
Segundo o secretário municipal de Assistência Social, Trabalho e Renda, Jorge Maia, já existe um cadastro das famílias que estão sendo acompanhadas caso a caso. “No primeiro momento, logo depois do temporal, o próprio governo municipal comprou o que era necessário para atender as vítimas da chuva emergencialmente. Agora estamos acompanhando as famílias e atendendo a necessidade particular de cada um. No início de maio vamos percorrer os imóveis alugados e checar novamente o que precisam. Temos mantimentos, roupas, água, roupas de cama e itens de higiene pessoal”, explicou.
 
Para a presidente da Representação Regional da FIRJAN/CIRJ na Região Serrana, que visitou, durante a entrega dos donativos, o espaço onde todo o material está sendo armazenado, a organização do grupo com a separação do que foi doado dá tranquilidade em relação ao destino do material. “Vimos a organização do grupo e percebemos que a distribuição está sendo feita de forma criteriosa. Tudo o que chega está sendo cadastrado. Roupas, por exemplo, são separadas por tamanho e guardadas dobradas, em sacos identificados. Isso dá a certeza de que os donativos chegarão às mãos de quem realmente precisa”, elogiou Waltraud Keuper Rodrigues Pereira.
 
Cada cesta básica doada pelo Sistema FIRJAN tem dois quilos de açúcar, cinco quilos de arroz, dois quilos de feijão, um quilo de farinha de trigo, um quilo de fubá, um quilo de farinha de mandioca, meio quilo de café, um sachê de extrato de tomate, um quilo de macarrão, dois pacotes de leite em pó, biscoito salgado e doce, uma garrafa de óleo de soja e um quilo de sal.

Cinco dos 53 pluviômetros que a cidade receberá este ano serão instalados ainda em abril

A Coordenadoria de Defesa Civil iniciou na manhã desta terça-feira (16/4) a instalação de novos pluviômetros eletrônicos na cidade. A princípio serão instalados cinco aparelhos, que foram entregues na segunda-feira pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. O primeiro foi instalado dentro da unidade do Corpo de Bombeiros de Itaipava.

Depois, será a vez do Vale do Cuiabá. Em seguida, Serra Velha, Sertão do Carangola e Fazenda Inglesa. “Esses cinco pluviômetros fazem parte dos 53 aparelhos que receberemos. Realizaremos as instalações ao longo deste ano”, afirmou o tenente coronel Ramon Camilo, diretor operacional da Defesa Civil.

Ramon Camilo ressalta que os pluviômetros são fundamentais para que a Defesa Civil obtenha informações precisas para tomadas de decisões que auxiliarão na redução de desastres naturais.

O espaço destinado a abrigar o Centro de Artes e Esportes Unificados – CEU, do Governo Federal e a execução das obras de construção de unidades habitacionais que estão sendo erguidos na Posse, foram visitados na manhã de hoje (16/04) pelo prefeito Rubens Bomtempo. Com o objetivo de retomar os trabalhos e garantir a aceleração das obras, ele percorreu os locais ao lado do secretário de Obras Aldir Cony e do vereador Ronaldo Ramos, assim como por representantes da empresa encarregada dos trabalhos.
 
No caso do Centro de Artes e Esportes, o prefeito destacou que a licitação aconteceu há mais de seis meses, ou seja, em meados de outubro do ano passado, mas na ocasião, o município não ofereceu qualquer contrapartida. “Hoje, com recursos recebidos dos royalties estamos oferecendo uma ajuda de quase R$ 700 mil. A previsão é que a obra se estenda até o fim do ano e, dessa forma, estaremos realizando um sonho da comunidade”, disse o prefeito. No local, além de uma quadra coberta, está prevista a instalação de um Cras – Centro de Referência e Atendimento Social – permitindo o desenvolvimento de um trabalho mais qualificado na assistência social.
 
Atendendo a um pedido do vereador Ronaldo Ramos, a solicitação é que seja utilizada a mão de obra local, gerando mais emprego para a região da Posse. “Serão criados uma média de 30 empregos diretos. O comércio da cidade também deve ser privilegiado, assim como outros sérvios, como o aluguel de caminhões e máquinas, por exemplo. O objetivo é aquecer a economia do município”, disse Bomtempo.
 
Segundo o prefeito, o projeto do CEU, desenvolvido pelo Governo Federal, foi resgatado para o município através do empenho do presidente da Fundação de Cultura e Turismo, Juvenil dos Santos. “A fundação irá acompanhar o andamento da obra para garantir a qualidade de tudo que será produzido nas questões culturais”.
 
A visita na Posse começou pelo conjunto habitacional, onde estão sendo construídas 144 moradias para atender famílias desabrigadas e que estão há vários anos incluídas no aluguel social. A metade delas está sendo construída num convênio entre o município e governo federal, enquanto a outra pelo Governo do Estado, através da CEHAB. “Precisamos unir as forças, acelerar e correr atrás do tempo perdido”, disse o prefeito.

O prefeito Rubens Bomtempo e o vice-governador do Estado, Luiz Fernando Pezão, anunciaram na terça (16/04) a abertura de uma linha de crédito especial para atender empresários que, diretamente ou indiretamente, tiveram seus negócios afetados pelo temporal no mês de março. O anúncio foi feito em solenidade realizada na sede da Representação Regional da FIRJAN/CIRJ na Região Serrana. Ao todo, serão destinados R$ 650 milhões em recursos do Programa Emergencial de Reconstrução dos Municípios Afetados por Desastres Naturais (PER). O montante é duas vezes maior do que o oferecido após a chuva em 2011, quando foram financiados R$ 400 milhões para empresas dos três municípios da Região Serrana.

A linha de crédito prevê empréstimos de até R$ 500 mil por empresa (crédito  limitado a 60% da receita operacional bruta), com juros de 5,5% ao ano. O empresário pode ter até dois anos de carência e 10 anos para quitar o financiamento. Durante a solenidade, o prefeito também anunciou que vai tentar, junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o aumento do limite de crédito por empresário. Hoje limitado a R$ 500 mil, dependendo da receita bruta, ele pode dobrar, chegando a R$ 1 milhão. “Temos certeza de que os agentes serão sensíveis ao nosso pedido e vão liberar mais essa ajuda. É importante reconstruir a cidade, ajudar os empresários a se reerguer e fazer com que tudo volte à normalidade”, disse.

O secretário de Fazenda, Paulo Roberto Patuléa, destaca que a chegada das linhas de crédito é um dos primeiros resultados do comprometimento do prefeito Rubens Bomtempo junto aos empresários petropolitanos. “Essa medida estará promovendo o aquecimento da economia. Também está inovando em políticas públicas, criando um tratamento diferenciado para os empresários petropolitanos. Vale lembrar que estamos há menos de um mês das chuvas e mais um compromisso do prefeito está sendo cumprido”, salientou Patuléa.

Os primeiros três contratos para a liberação de crédito foram assinados durante a solenidade, pelo presidente da Agência Estadual de Fomento (AgeRio), Domingo Vargas. José Luiz Costa de Azevedo é proprietário da Rads Rações, com quatro lojas na cidade, e solicitou o crédito para investir em obras no ponto de venda de Nogueira, que foi inundado. “Minha intenção é evitar que a água entre na loja. Em 2011 perdi tudo e usei o dinheiro do financiamento para comprar material e quitar contas. Dessa vez vou investir em infraestrutura”, avisou ele, que aguarda ainda a resposta do Conselho Monetário Nacional ao pleito do Sistema FIRJAN e do Governo do Estado para repactuação das operações ativas. “Em 2011, o prazo de amortização era de até cinco anos, sendo dois de carência. Queremos que esses empresários possam também ser beneficiados com os novos prazos”, explicou a presidente da Representação Regional da FIRJAN/CIRJ na Região Serrana, a empresária Waltraud Keuper Rodrigues Pereira.  

O empresário Jorge Ferreira Machado é outro que assinou o contrato. Lojista da Rua Teresa, ele explica que por conta das chuvas os turistas não chegaram, o que acabou causando prejuízos. “Atualmente são os pequenos empresários que tocam a economia da cidade e aqueles que foram afetados de forma direta ou indiretamente, precisam dessas linhas de crédito para se reerguer, garantindo que a cidade volte a caminhar”, disse. Responsável por uma editora gráfica, o empresário Dilermano Fraga de Paula, 71, também aproveitou a oportunidade. “Estamos precisando de recursos e essa medida é como os empresários vão  se reerguer”, completa.

A desburocratização dos procedimentos também foi anunciada. Segundo o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Júlio Bueno, o Estado já solicitou à União a suspensão da necessidade de comprovação de regularidade fiscal federal. “Só não vale para o INSS”, avisou, lembrando que a homologação, pelo governador Sérgio Cabral, do estado de emergência no município também permite a dispensa da comprovação de regularidade fiscal e trabalhista no âmbito estadual. As questões relativas à comprovação de regularidade ambiental ficarão sob a responsabilidade da Secretaria Municipal de Meio Ambiente.

Dados da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico mostram que em 2011 1.746 empresas foram beneficiadas com os recursos do PER. Juntas, elas conseguiram R$ 208,2 milhões em crédito. Agora, com as condições ainda melhores, o secretário municipal de Fazenda, Paulo Roberto Patuléa calcula que o novo montante vá beneficiar cerca de 1.600 empresas.

Os empresários interessados em informações sobre os recursos do PER podem procurar diretamente a Caixa Econômica, Banco do Brasil e AgeRio. Equipe da AgeRio fará, até sexta-feira, o atendimento dos interessados em sala no SEBRAE Petrópolis, na Rua 24 de Maio, número 2, no Centro da cidade. Já a Caixa Econômica Federal faz os atendimentos em escritório montado em um caminhão volante instalado na Praça Dom Pedro. É possível obter informações também diretamente nas agências bancárias da cidade.

Numa parceria entre as Secretarias de Segurança, Educação e Guarda Municipal, o Projeto de Educação para o Trânsito será lançado na manhã dessa terça-feira, na Escola Municipal Clemente Fernandes, na Rua 24 de Maio, reunindo cerca de 200 alunos no local. O evento está marcado para às 8h30.

O objetivo principal do programa é informar e instruir os estudantes do 3º ao 6º ano do ensino fundamental da rede municipal de Petrópolis acerca dos riscos e transtornos vivenciados no trânsito de nossa cidade.Orienta aos estudantes quanto à correta utilização da faixa de pedestres, a atenção ao sair da escola e na travessia das ruas, bem como todas as demais situações de trânsito no cotidiano das cidades.

A sensibilização, por meio de palestras será realizada por profissional especializado na área – guarda de trânsito, o qual fará uso de recursos audiovisuais.

Ao longo do 1º semestre deste ano, participarão do projeto 21 escolas municipais, alcançando um total de cerca de 6.500 alunos. A partir do 2º semestre, as demais escolas da rede serão contempladas. “Estamos todos imbuídos na tentativa de levar à consciência dos pedestres a importância de um trânsito mais seguro e humanizado”, disse a secretária de Educação, Monica Freitas.

Segunda, 15 Abril 2013 - 19:05

Prefeito visita Feirinha de Itaipava

O prefeito Rubens Bomtempo esteve no último fim de semana na Feirinha de Itaipava, acompanhado pelos secretários de Fazenda, Paulo Roberto Patuléa, de Planejamento, Eduardo Ascoli e pelo procurador do município, Marcus São Thiago. Esta foi a oportunidade da diretoria do espaço conhecer alguns projetos que beneficiam empresários, como o empreendedor individual, pequenas empresas e microempresas.

Também foi apresentada a sala do empreendedor, que auxilia na desburocratização tanto para a abertura quanto para o fechamento de empresas. “Nosso foco sempre foi o desenvolvimento econômico. Estamos com uma série de medidas voltadas para essa área, com o objetivo de beneficiar ainda mais o empresário petropolitano. Como exemplo podemos citar a compra governamental que, respeitando o limite de R$ 80 mil, deverá privilegiar o empresário da cidade. Com isso, estaremos aquecendo a economia”, disse Bomtempo.

O secretário de Fazenda, Paulo Roberto Patuléa, salienta o comprometimento do prefeito com o empresariado. “Não faz mais sentido falar em comércio informal em Petrópolis. É importante destacar ainda que Petrópolis é o primeiro município integrado com a Junta Comercial, permitindo agilização do CNPJ, Junta Comercial e Alvará”.

Os diretores da Feirinha de Itaipava ficaram animados com os esclarecimentos. “No caso do empreendedor individual, o programa permite que o pequeno empresário saia da informalidade, se legalize e possa ter acesso a linhas de crédito. Essas medidas foram compromissos assumidos pelo prefeito ainda durante a campanha e estamos satisfeitos de ver que não foram apenas promessas”, disse Sérgio Luiz M. da Costa, o G-Tão, integrante da diretoria do lugar.

Na ocasião, o prefeito também conheceu o projeto de expansão da área e se colocou à disposição para apoiar o empreendimento. “Irá garantir um salto de qualidade”, destaca o prefeito.

A quarta edição do Prêmio Maestro Guerra-Peixe de Cultura está marcada para o dia 3 de maio, às 19h30. A festa, que marca o início das comemorações do centenário de nascimento do ilustre maestro, em 2014, vai acontecer no Theatro Dom Pedro como uma homenagem pelos 80 anos de sua inauguração. Levarão a estatueta confeccionada em bronze, uma criação do escultor Sérgio Cestari, os melhores, entre os artistas e produtores culturais indicados que mais se destacaram em 2012.

Esta premiação, organizada pela Fundação de Cultura e Turismo, é considerada pelo segmento cultural, a mais importante na área, e agraciará profissionais de 11 categorias: Notório Reconhecimento; Música Popular; Música Erudita; Teatro; Dança; Artes Visuais; Literatura; Comunicação; Audiovisual; Produção Cultural e Categoria Especial.

“O prêmio Maestro Guerra-Peixe é esperado por toda a classe artística. O nosso papel é impulsionar a produção dos que contribuem para a cena cultural na cidade”, afirmou o diretor de Cultura da FCTP, Cláudio Gomide, que anunciou ainda a atração da noite: o grupo já premiado Serra Velha Quarteto, responsável pela composição da tradicional vinheta do prêmio.

O ator Rodrigo Santoro será o homenageado deste ano na categoria Notório Reconhecimento, que considera o conjunto da obra. O ator petropolitano tem reconhecimento do grande público por meio dos trabalhos que desenvolve na TV brasileira, no teatro e no cinema americano.

Os indicados são escolhidos por uma comissão formada por agentes culturais da cidade, que assiste a espetáculos e filmes, lê publicações e visita exposições. O grupo que atuou em 2012  foi coordenado pelo músico Marco Aureh e composto por: Maria Luísa Rocha Melo, Maria Luiza Retamal, Norton Ribeiro, Andressa Canejo, Arthur Varella, Ângela Zanei, Nilson Tassi e Christiane Michelin. Mais informações, disque turismo: 0800 0241516.

INDICADOS

Música Popular

- Dino Fernandes (atuação 2012)- baterista e percussionista;
- Tribo de Gonzaga (lançamento do CD Venha ver o Sol);
- William Belle (atuação 2012)- guitarrista;
- André Amon - Espetáculo Closer to the Rush (tributo ao grupo Rush).

Música Erudita

– Marco Aurélio Lischt (atuação 2012) – pianista e organista;
- Maestro Antonio Gastão - Conjunto Anima e Cuore (temporada 2012);
- Maestro Marcelo Vizani - Coral das Meninas dos Canarinhos de Petrópolis (espetáculo História do rádio);
- Maestro Paulo Afonso Filho - Coral Municipal de Petrópolis (participação no Encontro Nacional de Organistas).

Teatro

– Luciane Fortunatto (atuação em Lustrosa, a cantora misteriosa);
- Márcia Rocha (figurino da peça A saga de Jó);
- Pitta Cavalcanti - Grupo Pessoal Aí (peça O fuzil e o trombone);
-Sylvio Costa Filho (leitura dramatizada dos poemas de Manoel de Barros).

Dança

– Ballet Cristine Pires (mostra 2012);
- Laell Rocha (espetáculo Volver);
- Maicon D´Souza (atuação 2012);
- Leonardo Peterman - Ritmo das Ruas (dança de rua atuação 2012).

Artes Visuais

– Cláudio Partes e Rosa Paranhos (8ª edição do Projeto Arte Garagem);
- Ingrid Bortolotti e Pedro Prieto (exposição A Náusea);
- Ivo Ferreira (exposição de fotos Luzes do Parque);
- Rodrigo D´Almeida (exposição Ilumini Gaia).

Literatura

– Andréa Pachá (livro A vida não é justa);
- Rogério Sacchi de Frontin (livro Maculada Odete);
- Maria Inêz do Espírito Santo (livro Gosto de Terra Natal);
- Rodrigo Cardoso Soares de Araújo (livro Pasquins);

Comunicação

– Portal Acontece em Petrópolis (cobertura cultural) Nathalia Pandeló, Julian Prodst, Gisele Oliveira, Marianne Wilbert;
- Jornal Petrópolis em Cena (cobertura cultural)- Marise Simões e Francis Leone;
- Telejornal Panorama Petrópolis- Rede Petrópolis (cobertura cultural)- Néviton Marci;
- TVC 16 (cobertura cultural)- Marcos Falconi.

Audiovisual

– Making off da Exposição da Rua – Mostra Coletiva de Street Art- Cláudio Partes, Rodrigo AK, Alecrim;
- 70 Anos dos Canarinhos de Petrópolis (documentário)- Bruno Machado e Eduardo Jorge;
- Hooji (curta-metragem)- Marcello Quintella e Boynard;
- Cazumbá – sons e imagens da Amazônia (documentário) – Ricardo Braun.

Produção Cultural

– Centro Cultural da Fase (atuação 2012)- Ricardo Tammela;
- Promove Arte e Eventos (atuação 2012)- Edigar Silva;
- Circuito Sesi Cultural (atuação 2012)- Sandro Lourenço e Vanessa  Muniz da Cunha;
- Petrópolis Inc (atuação 2012)- Alex Bello Santana.

Categoria Especial

– Centro de Experiência Cervejeira Bohemia/Ambev- Gilmar Cimirro Carvalho;
- Centro de Defesa dos Direitos Humanos—CDDH (Projeto Cine Memória)- Eliana Rocha;
- Palácio Rio Negro (atuação 2012)- Aluysio Robalinho;
- Serenata Imperial (15 anos)- Odi Simas.

Notório Reconhecimento – Rodrigo Santoro.