O Dia do Colono Alemão, festejado em 29 de junho, foi marcado este ano pela inauguração das obras de restauração do Obelisco, no Centro Histórico. O monumento foi construído para sinalizar os cem anos de elevação de Petrópolis à categoria de cidade e mantém afixado em sua base o nome das primeiras famílias alemãs que chegaram a Petrópolis. O monumento passou por uma ampla restauração com limpeza e troca de algumas placas de pedra bronze danificadas. Além disso, ganhou iluminação especial à noite, com cores alternadas que deixam a Rua do Imperador ainda mais bonita.

“Temos a oportunidade de entregar totalmente restaurado esse monumento que representa a eterna homenagem do povo petropolitano aos nossos colonizadores”, destacou o prefeito Rubens Bomtempo durante o evento. A restauração do Obelisco durou cinco meses e um dos principais obstáculos foi encontrar o tipo de pedra utilizado na sua construção. De acordo com um dos restauradores, Fábio di Aguiar, cinco placas foram encontradas em Minas Gerais e no Rio de Janeiro. Depois da restauração do bico, parte danificada em dezembro passado por ocasião da colocação de iluminação para o Natal, foi iniciado o trabalho de limpeza e lavagem. “Utilizamos um produto especial para trazer de volta a cor original do Obelisco”, explicou Fábio.

Durante a cerimônia de inauguração do Obelisco, também foi depositado no monumento uma coroa de flores em homenagem aos  primeiros colonos alemães, que chegaram à cidade há 168 anos. “Esse dia é importante para fortalecermos os laços da cultura germânica e para que predomine ainda mais no nosso cotidiano o legado dos nossos colonos”, destacou o prefeito.

Após as homenagens no Obelisco, a programação pelo Dia do Colono Alemão continuou no busto do Major Frederico Koeler, na praça em frente à Catedral São Pedro de Alcântara, onde também foi depositada uma coroa de flores. No local, o prefeito destacou a importância do Major para a cidade e a preocupação de Koeler com a questão urbanística de Petrópolis.

“O Major Koeler já apontava os grandes problemas e dificuldades da nossa cidade. E hoje temos a possibilidade de construir uma política habitacional através do Programa Minha Casa Minha Vida, para podermos construir casas para esse povo. E na área de prevenção inauguramos esta semana a nova sede da Secretaria de Defesa Civil, para termos uma cidade mais segura”, ressaltou Bomtempo.

A programação do Dia do Colono Alemão terminou com um culto ecumênico nos jardins do Palácio de Cristal, celebrado pelo Bispo Diocesano Dom Gregório Paixão e pelo pastor Elton Pothin, da Comunidade Evangélica de Confissão Luterana. Mais de 200 pessoas participaram da celebração.

Os festejos pelo Dia do Colono contaram também com a presença do cônsul geral adjunto da Alemanha, Tarmo Dix, da presidente do Clube 29 de Junho, Emygdia Hoelz Lyrio, da presidente dos Grupos Folclóricos Alemães, Karen Pujol Bell, a diretora do Instituo Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac), Patrícia Hugueney, além de secretários, vereadores e descendentes de alemães.

Sexta, 28 Junho 2013 - 10:04

Emergência do HAC reabre nesta segunda

Após uma reforma geral, o setor de urgência e emergência do Hospital Alcides Carneiro (HAC) vai reabrir na manhã desta segunda-feira (1/7), obedecendo à determinação judicial expedida pela 2ª Vara Federal de Petrópolis. O setor foi totalmente revitalizado pela Prefeitura que também investiu na compra de equipamentos, mobiliário e insumos para o funcionamento da urgência e emergência.

“A população vai contar com uma urgência totalmente nova, uma vez que o setor encontrava-se
fechado desde outubro do ano passado. Quando assumimos a situação do Hospital Alcides Carneiro era crítica, com a maternidade superlotada devido ao fechamento da Casa Providência; o CTI desativado; além da falta de insumos, como soro; dívidas com prestadores e os salários dos profissionais atrasados”, lembrou o prefeito Rubens Bomtempo.

O atendimento no HAC será referenciado, como acontece no Hospital Santa Teresa (HST) que recebe pacientes de trauma encaminhados pelo Corpo de Bombeiros. “O município tem dificuldade em contratar médicos, principalmente pediatras para trabalhar recebendo toda a demanda espontânea”, destacou o prefeito.

Seis unidades irão referenciar os pacientes para a emergência do Alcides Carneiro. São elas: UPAs Centro e Cascatinha, Hospital Municipal Nelson de Sá Earp (HMNSE), Pronto Socorro do Alto da Serra, Posto 24 horas da Posse e Posto 24 horas de Pedro do Rio. Essas unidades irão encaminhar os pacientes mais graves para o atendimento de urgência no HAC, por meio de ambulâncias.

O setor de urgência do Alcides Carneiro também estará aberto para as pessoas que chegarem por meios próprios (chamada de demanda espontânea). Nesses casos, os pacientes serão acolhidos e avaliados, por meio de triagem, e quando necessário será feita a estabilização. Os pacientes não graves, após o acolhimento serão encaminhados para os ambulatórios do HAC ou de outra unidade.

No caso da pediatria, por exemplo, os pacientes não graves, serão encaminhados para o ambulatório do Alcides Carneiro para atendimento. Por mês, são mais de 450 consultas ociosas no setor, ou seja, que não são usadas. “Optamos por abrir a urgência do HAC de forma referenciada, justamente para organizar a rede. Essas consultas que não usadas no ambulatório do Alcides Carneiro, demonstra que a rede precisa ser reorganizada para funcionar melhor”, ressaltou o secretário de saúde, André Sá Earp.

Sexta, 28 Junho 2013 - 09:59

Bomtempo abre 24ª Bauernfest

O prefeito Rubens Bomtempo, ao lado do cônsul geral adjunto do Consulado Alemão, Tarmo Dix, da presidente do Clube 29 de Junho, Emygdia Hoelz Lyrio e da presidente dos Grupos Folclóricos Alemães, Karen Pujol Bell, abriu nesta sexta-feira (28/06) a 24ª edição da Bauernfest – Festa do Colono Alemão – em solenidade no Palácio de Cristal. Durante o seu discurso, o prefeito ressaltou a importância da colonização alemã para a cidade e o fortalecimento dos laços que unem a Alemanha e o Brasil.

“A cultura alemã é muito presente em nossa cidade e temos que agradecer a toda a colônia alemã por tudo que fizeram por Petrópolis. E 2013 é especial, por ser o ano da Alemanha no Brasil”, destacou o prefeito, que também elogiou a decoração da festa, principalmente do Palácio de Cristal que recebeu atenção especial da Fundação de Cultura e Turismo de Petrópolis.

O cônsul geral adjunto do Consulado Alemão ressaltou o orgulho de ver a herança alemã tão viva. “É a esperança que os jovens estão se interessando pela nossa cultura. É um privilégio ter a possibilidade de conhecer uma cidade como esta”, frisou Tarmo Dix.

A sangria do primeiro barril de chopp e a apresentação do Coral Municipal de Petrópolis e da Banda do 32ª BMTz, finalizaram a abertura do evento que segue até o dia sete de julho.

Durante a semana que vem, os alunos do Ensino Fundamental de 30 escolas da rede municipal terão aulas bem diferentes: em vez dos bancos escolares, um passeio instrutivo pela Bauernfest para que as crianças possam conhecer detalhes da colonização alemã que compõem a história de Petrópolis. O projeto envolve contação de história. A programação começará às 10h, na próxima segunda-feira (1/7), com a contação de histórias sobre a colonização alemã e uma visita à festa, com lanche típico alemão incluído.

Cada escola participante levará 50 alunos, que permaneceram por duas horas no local e haverá passeios também no turno da tarde, às 14h. O transporte será oferecido pela Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans). E o objetivo, fazer com que as crianças possam imergir na cultura alemã para melhor entender a história da cidade.   

“Esse projeto vai permitir às crianças não só aprender, mas também vivenciar a cultura alemã. É a união da teoria com a prática. A nossa cidade é histórica e tem muitos eventos importantes, queremos integrar os jovens, levá-los a esses lugares”, afirmou a secretária de Educação, Mônica Freitas. E, complementou que depois das aulas-passeio serão desenvolvidas atividades sobre história alemã nas salas de aula.

Para a subsecretária de Educação, Rosilene Ribeiro, esta será a oportunidade para muitas crianças conhecerem a Bauernfest. Pois algumas moram em locais afastados do Centro ou os pais não têm o costume de frequentar a festa.  

“Queremos promover um espaço de estudo e discussão acerca da temática da cultura alemã junto aos alunos, assegurando significado à data e subsidiando-os para um maior aproveitamento pedagógico, por meio do resgate e promoção da memória cultural”, ressalta Rosilene Ribeiro.

Os alunos da Escola Municipal Bataillard, na Mosela, serão uns dos primeiros a visitar a festa. Segundo a diretora da instituição, Sandra Reis, as crianças, que têm de nove a 11 anos, já estão empolgadas com a saída. “Eles estudam a história da cidade nos livros. E essa será uma ocasião em que eles poderão vivenciar a cultura alemã, além de se divertirem muito”, disse a diretora.

O gabinete do prefeito Rubens Bomtempo sediou, na última quarta-feira (26/06), a primeira reunião formada pelo grupo de trabalho que promoverá a implantação da Lei de Acesso à Informação (LAI) na Prefeitura, como forma de dar mais transparência às informações públicas do executivo. Todos os órgãos públicos, de âmbito federal, estadual e municipal - do executivo, legislativo e judiciário - estão sujeitos à lei 12.527, de 18 novembro de 2011.

Para a implantação da LAI, o governo federal criou uma espécie de passo a passo, a partir da adesão dos órgãos ao programa Brasil Transparente, e  Petrópolis figura entre os 30 municípios fluminenses com adesão imediata desde que o programa foi implantado, por meio da Controladoria-Geral da União, em janeiro passado. O programa também fornece subsídios aos setores públicos a partir de um cronograma com cursos e capacitações, os quais já contam com a participação da Prefeitura de Petrópolis.  No final de julho, o município vai sediar o próximo curso de capacitação feito pela CGU e receberá servidores do município de São José do Vale do Rio Preto. O próximo passo é a regulamentação da lei federal para adequação à realidade do município.

De acordo com levantamento da CGU, até agora, apenas 10% dos municípios brasileiros com mais de 100 mil habitantes regulamentaram a LAI. “Este é um momento importante para o país, onde a cultura da transparência deve ser criada e fomentada”, disse o prefeito Rubens Bomtempo, que também cita a participação popular como um grande instrumento da democracia para o diálogo e o acesso à informação.

A transparência e o acesso à informação estão previstos como direito do cidadão e dever do Estado na Constituição Federal e em diversos normativos, como a Lei de Responsabilidade Fiscal - LRF (Lei Complementar nº 101/00), a Lei da Transparência (Lei Complementar nº 131/09) – disponibilizada em Petrópolis no site oficial www.petropolis.rj.gov.br pelo Portal da Transparência, e, mais recentemente, a LAI.

Tiradentes, o mártir da Inconfidência Mineira, era o apelido de quem? O dobro de 120 dividido por três é igual a quanto? Essas e outras perguntas movimentaram 152 alunos do 4° e 5° ano do Ensino Fundamental da rede municipal de ensino da cidade na tarde desta terça-feira (2/07). O evento da Prefeitura aconteceu na Universidade Católica de Petrópolis (UCP), leva o nome de Gincana Petropolitana do Saber e visa estimular e valorizar o conhecimento adquirido em sala de aula, de forma interativa, lúdica e criativa.
“Os alunos trocam experiências e aprimoram seus conhecimentos gerais. Aproximamos as escolas que têm o mesmo conteúdo programático. Estimulamos o senso crítico e a cidadania”, explicou a secretária de Educação, Mônica Freitas.
Responsáveis pela organização da gincana, as professoras Deise Goettnauer e Maria Cecília Duarte Nahm, da Divisão de Desenvolvimento Cultural da Secretaria de Educação, sortearam as escolas para que fossem formados grupos de quatro alunos cada. As perguntas eram projetadas em um telão e o grupo que soubesse as respostas levantava uma placa com a letra correspondente à escolha.  
“O projeto foi desenvolvido na gestão passada do prefeito Rubens Bomtempo, ficou parado por quatro anos e agora estamos retomando”, afirmou a secretária. Ela completa: “Nós queremos trazer os alunos, as diretoras e os professores para perto da secretaria. Estamos retomando todos os bons projetos que não foram devidamente valorizados nos últimos quatro anos”.
Para a subsecretária de Educação, Rosilene Ribeiro, a gincana é uma forma de estimular o conhecimento em diferentes formatos. “Os jovens aprendem de diversas maneiras. Nas salas de aula e também em atividades lúdicas como esta. Nesta gincana, eles vão brincando, aprendendo e também mostrando o que sabem”, concluiu.
A diretora do Instituto Congregacional de Petrópolis, Raquel de Souza Santos conta que além das quatro crianças escolhidas para representar o 4° e 5° ano do Ensino Fundamental da escola,  estiveram presentes as “mães corujas” que fizeram questão de acompanhar os filhos: uma professora, uma orientadora pedagógica e mais cinco alunos que participaram da “torcida”. “Adorei esse projeto porque ele estimula a independência das crianças, elas ficam mais espertas, participativas”, disse Raquel. Porém, a diretora ressaltou que antes de levar seus alunos para a gincana fez questão de conversar com eles para que entendessem que o mais importante não é vencer. “Esse é um momento produtivo, minha preocupação é que as crianças venham para participar, se divertir e não se frustrar, caso percam a competição”, disse.
Segundo a diretora da escola Oswaldo da Costa Frias, Eliane Rose Santos, as crianças nunca estiveram tão empolgadas. “A gincana estimula a aprendizagem de uma maneira divertida. Eles têm um motivo a mais para estudar e para mostrar os conhecimentos que estão acumulando”, comemorou.
Nesta quarta-feira (3/07) será a vez dos alunos do 6° e 7° ano de 33 escolas. O evento acontecerá na UCP às 13h30 e durará a tarde inteira. Os vencedores ganham troféus e medalhas. 

O prefeito Rubens Bomtempo anunciou na segunda-feira (1/7), em mais uma reunião com um grupo de jovens manifestantes, que Petrópolis aderiu ao Programa Brasil Transparente. Bomtempo ofereceu espaço para a participação da sociedade no grupo de trabalho formado para a implementação da Lei de Acesso à Informação (LAI) na Prefeitura.

“A participação popular é um grande instrumento da democracia para o diálogo e o acesso à informação. O grupo é muito importante para dar andamento ao processo de transparência às informações públicas do executivo. Precisamos criar e fomentar essa cultura”, afirmou o prefeito ao informar que Petrópolis foi um dos primeiros municípios a aderir imediatamente ao Brasil Transparente.

O advogado Uadi Elias Wider considerou democrática a iniciativa do prefeito: “Estamos passando por um momento cívico de clamor pela transparência. Queremos saber como as verbas estão sendo aplicadas. Essas reuniões com o prefeito atendem o direito do povo de ter proximidade com o gestor e garantem o diálogo para a discussão dos problemas enfrentados pela população”.

A possibilidade de redução da tarifa do transporte público para R$ 2,50 também foi um assunto abordado durante o encontro, que contou com a participação de cerca de 20 pessoas ligadas ao movimento. Bomtempo destacou que é preciso levar o debate para o Conselho Municipal de Transporte (Comutran).

“Sou a favor da redução, mas é preciso estudar muito bem as planilhas do custo do transporte para que o sistema não fique deficitário e desorganizado”, explicou Bomtempo. O grupo vai participar da reunião do Comutran, que acontece dia 9, às 18h30, na CPTrans.

O prefeito também apresentou uma proposta de inclusão digital nas escolas e um novo projeto para os programas Um Computador por Aluno (Prouca) e Programa Nacional de Tecnologia Digital (ProInfo), além dos Centros de Inclusão Digital. Bomtempo quer cumprir o objetivo original dos projetos, que é de cunho educacional, com a utilização de tecnologia e inclusão digital, o que não foi respeitado pela gestão anterior.

Em relação ao déficit habitacional do município, o prefeito informou que já está em andamento a construção de mais de 1,6 mil casas populares na cidade pelo Programa Minha Casa, Minha Vida nos bairros Carangola e Caetitu, onde esta semana um terreno foi desapropriado pela Prefeitura. Bomtempo também citou a recuperação do PAC da Estrada da Saudade, que irá reassentar 164 famílias do bairro e promover uma das maiores intervenções do município.

Sobre as questões de saúde, Bomtempo sugeriu uma visita do grupo ao Hospital Alcides Carneiro e também divulgou que já repassou para o Fundo Municipal de Saúde R$ 54 milhões para a recuperação do setor. A verba de R$ 1 milhão que seria usada no Carnaval serviu para o pagamento do 13º e do salário de dezembro dos trabalhadores do HAC, que estava atrasado, além da compra de insumos.

Mais de três milhões de Reais de recursos da conta vinculada do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) foram sacados pelas vítimas das chuvas de março deste ano. A expectativa é alcançar R$ 4 milhões de valores liberados, o que além de ajudar as pessoas ainda contribui para a retomada da atividade econômica na cidade.

Entre os dias três e 28 de junho, equipes formadas pela Caixa Econômica Federal (CEF) e pela Defesa Civil receberam mais de 1.200 pessoas, liberando o saldo de aproximadamente três mil contas. O atendimento foi realizado em um posto avançado montado pela prefeitura no prédio anexo à secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Econômico, na Rua da Imperatriz.

Desde segunda-feira (1/07), os pedidos de saque poderão ser realizados diretamente nas agências da Caixa Econômica da Rua do Imperador, a partir das 9h, até o dia 8 de agosto. “A estatística de atendimento caiu para uma média de 20 pessoas por dia o que dá para ser absorvido pelas agências”, informou o gerente da CEF, Petrônio Policiano Garcia, acrescentando que foram destacados 15 empregados da Caixa além de equipamentos de informática e mobiliário para auxiliar na execução do serviço no posto avançado. “Agradecemos o empenho de todos que viabilizaram a instalação e funcionamento do Posto de Atendimento em Petrópolis, em especial à Secretaria da Defesa Civil, à Secretaria de Administração e à Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento que também estiveram juntos neste no processo”.

O saque do FGTS é um benefício previsto no decreto 5113 de 22 de junho de 2004, que também estabelece os requisitos mínimos para a obtenção do fundo em decorrência de desastres naturais. Todos os que residem em imóveis atingidos pelas chuvas de março deste ano e que possuem registro de ocorrência na Defesa Civil têm direito ao benefício.

O pedido de liberação do FGTS é realizado mediante a apresentação dos seguintes documentos, todos com original e cópia: documento de identidade, carteira de trabalho, comprovante de residência (contas de água, luz, extrato bancário que tenham sido enviados pelo correio até o dia 17 de março). O comprovante de residência deve conter o mesmo endereço que consta no registro de ocorrência da Defesa Civil. Outras informações podem ser obtidas gratuitamente pelo telefone 0800 726 0207 (opção três).

O projeto de lei de revisão do Plano Diretor protocolado na Câmara de Vereadores na semana passada foi debatido pelo Conselho Municipal da Cidade (Comcidade) durante reunião ordinária realizada ontem (1/7). O documento estabelece as diretrizes para a adequada ocupação da cidade e foi totalmente atualizado. Os conselheiros elogiaram o projeto e principalmente a participação do Comcidade na concepção do documento.

“Foi importante o fato de conseguirmos, em um curto período de tempo, realizar a discussão com a população para elaborar o projeto de lei. Divulgamos o texto e realizamos três audiências públicas até entregarmos a minuta do projeto de lei ao Legislativo”, destacou o secretário de Planejamento e Desenvolvimento Econômico, Eduardo Ascoli.

O presidente do Comcidade, Carlos Eduardo Pereira, ressaltou que o documento é para todos os petropolitanos. “O Conselho Municipal da Cidade fez questão de mergulhar neste trabalho desenvolvido pelo atual governo porque foi sério e comprometido com a cidade”.

O próximo passo, segundo o secretário de planejamento é entregar até fim o agosto o Plano Plurianual e a Lei Orçamentária; depois o projeto de lei de revisão do Código de Obras e da Lei do Uso e Parcelamento do Solo (Lupos). “Entregando o PL de revisão do Plano Diretor ao Legislativo cumprimos uma etapa importante para o planejamento da cidade. A meta agora é entregar a revisão do Código de Obras que é de 1970 e da Lupos que também está desatualizada”, frisou. O PL de revisão do Plano Diretor conta com 16 mapas além de um diagnóstico da cidade, envolvendo todos os setores.

Além da revisão do Plano Diretor, também entrou em pauta a criação do grupo de trabalho para tratar de assuntos relacionados às Áreas de Preservação Permanente (APP). A medida adotada pelo prefeito Rubens Bomtempo tem como objetivo não só coibir novas ocupações, como também garantir os direitos dos moradores já consolidados nessas áreas.

O grupo é presidido pelo secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável Almir Schmidt e é composto pelo secretário de Planejamento e Desenvolvimento Econômico, Eduardo Ascoli, pelo secretário de Proteção e Defesa Civil, Rafael Simão e também por representantes da Procuradoria Geral do Município, do Instituto Estadual do Ambiente, da Ampla, Águas do Imperador e da Apa-Petrópolis. “A discussão desse trabalho tem que acontecer em cada conselho uma vez que o grupo tem muitas diretrizes setorais”, disse o secretário de Meio Ambiente.

A reunião do Comcidade terminou com homenagens à União Distrital de Associações de Moradores (Udam) que fez aniversário de 24 anos de fundação no dia 24 de maio e ao Petropolitano Futebol Clube, que completa nesta quinta-feira (4/7) 102 anos.

A Prefeitura publicou no Diário Oficial o aviso de licitação para dar início ao processo de regularização urbanística e fundiária em diversas localidades da Estrada da Saudade. Com a iniciativa, o prefeito Rubens Bomtempo atende a uma das maiores demandas do bairro com a entrega do título de propriedade a 3.121 famílias.

O trabalho, que também contempla o levantamento e a legalização de novos passeios públicos, faz parte de um grande pacote de obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para a Estrada da Saudade.
Estão previstos mais de R$ 23 milhões para intervenções de urbanização, contenções, melhorias viárias e de drenagem, construção de equipamentos comunitários, demolição e recuperação ambiental. Os investimentos também contemplam o reassentamento de mais de 160 famílias.

A concorrência pública está marcada para o dia 2 de agosto e o edital completo estará disponível, a partir desta quarta-feira (3/7)  no Departamento de Licitações, Compras e Contratos Administrativos (Delca), na Av. Koeller, nº 260.